O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[25 anos dos infernos] DOOM - Tópico Oficial sobre a série

deriks

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.764
Reações
10.970
Pontos
589

  • Doom/Ultimate Doom
Desenvolvedor: id Software
Lançado: 10 de dezembro de 1993 o original, 30 de abril de 1995 a versão Ultimate
Sistemas: originalmente em DOS, depois portado até pra calculadoras (não é brinks)


  • Doom II: Hell on Earth
Desenvolvedor: id Software
Lançado: 30 de setembro de 1994 no Microsoft DOS, 1995 no Macintosh


  • Final Doom
Desenvolvedores: id Software e TeamTNT
Lançado: inicialmente para DOS em 31 de maio de 1996, PSX em 1 de outubro de 1996, Macintosh em 4 de dezembro de 1996


  • Doom 64
Desenvolvedores: Midway e id Software
Lançado: 31 de março de 1997 para Nintendo 64


  • Doom 3/Doom 3: BFG Edition
Desenvolvedores: id Software (PC), Vicarious Vision (versão Xbox), Aspyr Media (versão Mac OS X)
Lançado: 3 de agosto de 2004 no PC, 14 de março de 2005 no Mac, 3 de abril de 2005 no Xbox. Dia 16 de outubro de 2012 foi lançado a versão BFG para PC, Xbox 360 e PS3


  • DOOM (2016)
Desenvolvedores: id Software (PC, Xbox One e PS4), Panic Button (Nintendo Switch)
Lançado: 13 de maio de 2016 para PC, Xbox One, PS4 e Nintendo Switch
Revelado em portas fechadas para os presentes da QuakeCon 2014, uma demo com o gameplay foi mostrado. Na E3 de 2015 o mesmo vídeo foi mostrado, durante a conferência da Bethesda


  • DOOM VFR
Desenvolvedor: id Software
Lançado: 1 de dezembro de 2017 para PS4 VR e HTC Vive (Steam)


  • DOOM Eternal
Desenvolvedor: id Software
Revelado em teaser na E3 2018. Gameplay apresentado na QuakeCon do mesmo ano - sem data de lançamento ainda.



________________________________________________________________________________________________________
Doom Classic Complete na Steam por R$24,99
________________________________________________________________________________________________________

Perguntas comuns:
Quero jogar os clássicos, qual a melhor forma?
Doom Classic Complete vem:
- Ultimate Doom
- Doom II, No Rest for the Living, Master Levels, The Plutonia Experiment e TNT Evilution (esses dois últimos foram lançados no Final Doom)

Doom 3 BFG vem:
- Ultimate Doom
- Doom II e No Rest for the Living
- Doom III, Ressurection of Evil e The Lost Levels

Há diferenças entre Doom e Ultimate Doom?
Sim e não. Ultimate Doom é nada mais que os quatro capítulos dos jogos, basicamente Doom 1 completo.

Leve história:
Foram criados três capítulos primeiramente. O primeiro capítulo foi lançado em forma de shareware num servidor da Universidade de Wisconsin e era passado [até no próprio jogo] que se podia pagar U$40 (sem frete) pra receber a versão completa (os três episódios) em disco. Mais tarde, depois da versão completa, os desenvolvedores quiseram fazer mais mapas devido ao sucesso do jogo, então um novo capítulo de nove estágios chamado Thy Flesh Consumed foi anunciado.

O que é Master Levels of Doom II?
Um pack de expansão com diversos estágios novos. Fora de Doom II, esse pack pode ser visto na versão de PSX de Final Doom.

O que é o No Rest for The Living?
Um episódio de nove estágios (um deles secreto) criado pela ID Software primeiramente para o lançamento do jogo na Xbox Live Arcade. Depois foi adicionado no pacote Doom Classic Complete e também pode ser jogado pela versão BFG de Doom 3.

Doom 64 se encaixa na timeline?
Tecnicamente Doom não tem timeline. O jogo foi criado se passando depois dos eventos do segundo game, mas ao mesmo tempo foi criado como um jogo novo para atender os velhos fãs e possíveis novos.

Extra: O jogo conta com uma trilha sonora excelente e level design na mesma base dos primeiros. O "problema" dele é que os modelos de itens e dos inimigos usavam sprites invés de texturas em 3D, fazendo com que o jogo parecesse ser fraco pro console, principalmente porque o forte do N64 era justamente sua capacidade tridimensional em tempo real.

A Midway que foi responsável pelo desenvolvimento do jogo, mas a id Software ficou por trás de supervisionar o progresso.

Ressurection of Evil presta?
Sim! O jogo tem um belo level design, fora que é possível pegar a espingarda 12 parecida com a de Doom II. Há também uma arma que lembra a gravity gun de Half Life 2. A historia procura focar nos Artefatos, e que assim como em Doom 3, fazem parte do gameplay.

Comparando Doom 3 e Doom 3 BFG... Qual vale a pena?
Se você quiser modificar o jogo, vá de Doom 3 vanilla. Caso você curta um trabalho mais organizado e não liga pra mods, BFG - sim, a versão BFG não aceita mods. Vale mencionar que a diferença gráfica de alguns mods parecem melhores em diversos aspectos, mas é impossível negar que a versão BFG recebeu um tratamento de respeito.

Lembrando que a versão BFG também vem com os outros jogos Doom e suas expansões lançadas pela id Software.

E DOOM (2016)?
Tópico Oficial DOOM (2016) - Estripar e lacerar, até o fim (e em qualquer canto)
________________________________________________________________________________________________________

Tudo começou na mudança de escritório que a ID estava fazendo, isso em agosto de 1991, quando saíram de Dallas, Texas, e chegaram em Madison, Wisconsin. A empresa estava pra receber uma boa quantia em dinheiro e John Carmack foi apresentado ao NeXT, um computador super avançado (e caro) pra época. Como John era o único que não estava de férias, ele comprou o computador e começou a iniciar um código novo em programação para o futuro game que ele queria, mesmo que a única ideia dele era do jogo ser em primeira pessoa.

Em dezembro de 1991 se iniciou o desenvolvimento de Wolfenstein 3D, usando parte da nova linha de código que Carmack ainda estava desenvolvendo.

Em 1992 foi estabelecido que o novo jogo teria opção de colocar WADs, para adição e modificação do jogo. Ainda no mesmo ano, em um encontro em particular, o grupo jogou uma partida de Dugeons e Dragons no qual se encontraram numa sala cheia de demônios, e então Carmack disse que o próximo jogo seria relacionado a isso e declarou Tom Hall como o encarregado de criar o mundo desse jogo.

Em novembro começou o verdadeiro desenvolvimento da user interface e das ideias de como seria o mundo. Jonh Carmack queria que o jogo inteiro fosse numa espécie de mundo aberto, e Tom Hall então criou uma bíblia de como seria esse mundo. Com parte do desenvolvimento já andando, Carmack viu que o jogo estava exigindo muita memória e possivelmente não iria rodar bem nos computadores atuais das pessoas. O jogo então foi decidido que se passaria em estágios do mesmo jeito que Wolfenstein 3D, e toda a ideia principal do mundo aberto foi descartada.

Carmack procurou fazer propaganda do novo jogo e comentou os elementos que ele teria, que na época parecia absurdo de revolucionário, como as luzes dinâmicas e as diferenças de profundidade que nenhum outro fps tinha ainda.

Em janeiro de 1993, Adrian Carmack começou a fazer desenhos no papel de como seriam os inimigos. O NeXT tinha uma ferramenta de captura de modelo direto de uma câmera e então se poderia digita-la para virar um modelo único, o que possibilitou a equipe a criar elementos em massa de modelar e então passar direto pro PC via câmera. Também foi feito isso para produzir os itens e armas do jogo.

Em fevereiro, Doom já tinha seu primeiro alpha, e na época era chamado de Evil Unleashed. O jogo já continha certos elementos finais, como inimigos e partes do cenário.

Em março, John Romero estava em fase de acabamentos dos levels design. Os estágios ainda estavam precário em cores, mas então Carmack adaptou o processo de luzes dinâmicas e Romero se encarregou de dar cores mais vivas tanto numa base de 256 cores para até 32 bits, aumentando drasticamente a diferença. O código de Carmack recebeu diversas adaptações nessa época para fazer salas com alturas únicas, escadas, e elementos internos e externos, coisa nunca antes vista num FPS.

No inicio de abril outro Alpha foi produzido, já com o nome Doom, e enviado para os beta-testers. O design inteiro já estava bem avançado, com diferente user interface, texturas mais bonitas, switches, portas, e outros elementos que chegaram na versão final.

No dia 22 de maio foi enviado mais um alpha, desta vez com muito mais texturas, um menu parecido com o de Wolfenstein 3D, a user interface já apresentando um inventário de chaves e armas que se possui.

Em setembro já havia a versão final da user interface, o automap, trilha sonora e mais texturas haviam sido adicionadas.

Em outubro foi dado um release para imprensa, com três estágios finais, para ser avaliado entre os beta testers. Contando com todas as texturas já da versão final, apenas com diferenças no acabamento, certos modelos dos itens, e resolução baixa.

Em novembro é produzido um suporte para multiplayer no jogo. Pela primeira vez um jogo teve o modo Deathmatch, assim como também teve o primeiro Co-Op em FPS. Um código especial para jogatina online é feito, e mais um outro para jogatina em rede fechada é feito. Foram criado regras tanto para o Deathmatch quanto para o Co-Op.

Em dezembro, na semana do lançamento, a equipe procurou executar em diversos computadores o jogo pra rodar por até 30 horas ininterruptas, afim de procurar bugs. Um em particular que causava o jogo a travar o computador foi achado, que Carmack conseguiu resolve-lo.

No dia 9 de dezembro a equipe procurou colocar num servidor online, mas a quantidade de pessoas que acessavam o servidor já era suficiente para impedir que o jogo subisse pra internet, então a ideia do FTP veio a tona, mas por um instante o servidor precisou ser parado. Dia 10 de dezembro de 1993 o jogo estava pronto pra ser baixado por qualquer um.
- É estimado que Doom foi instalado mais vezes que o Windows 95 em sua época de lançamento, o que levou a Bill Gates a cogitar a possibilidade de comprar a id Software. No entanto, ele preferiu apenas promover o game ao mesmo tempo que fazia propaganda do novo Windows 95, dizendo que o sistema operacional rodava bem o game em particular e que seria uma plataforma de fácil desenvolvimento para jogos em geral.

- Antes de Doom, Carmack avisou ao publico que seu próximo jogo seria um novo FPS com uma engine repleta de inovações. A Fox entrou em contato com a equipe para transformar esse projeto num jogo da franquia Alien. Romero e Carmack conversaram com o pessoal da Fox por cerca de meia hora, mas por questões de liberdade literária, ambos decidiram descartar a ideia da adaptação do filme pra um jogo.

Apesar que o jogo não seria relacionado à um filme, Tom Hall resolveu procurar inspiração neles. Evil Dead foi um grande exemplo, com uma espingarda e uma serra elétrica sendo levadas ao jogo.

- Com o poderoso computador NeXT, a equipe viu que era possível renderizar objetos por foto, o que os levou a procurar modelos pré-produzidos para edição posterior. Adrian Carmack decidiu comprar diversos brinquedos pra formar as armas do jogo. A espingarda é um grande exemplo disso, que foi comprada na loja de brinquedos Toy'R Us. Já a serra elétrica era um modelo real, sendo da namorada de Tom Hall.

- O nome DOOM só foi decidido depois que Carmack assistiu o filme A Cor do Dinheiro. No filme, um personagem pergunta pro outro o que se encontra dentro de uma maleta. O personagem, interpretado por Tom Cruise, dá um sorriso maroto e fala "Doom".

Chequem a cena abaixo; 0:27

- A ideia inicial de Tom Hall e John Carmack do mundo aberto foi inteiramente descrita por Tom Hall na Doom Bible. Haveriam quatro personagens num planeta chamado Tei Tenga, e cada um com sua história. Independente da forma que a pessoa jogasse, o protagonista escolhido seria preso no final do game por causar grande destruição ao planeta que eles foram enviados. Carmack não quis que o jogo fosse tão profundo nesse quesito e pediu para Hall simplificar tudo e manter o foco em apenas um personagem. A explicação de Carmack para não dar prioridade na história (de modo geral) foi dito em público anos depois, em 2003, com a polêmica frase: "A história de um jogo é como uma história de um filme pornô. Você espera que ela exista, mas não precisa ser tão importante".

- Durante o estado beta do desenvolvimento, um dos estágios tinha um símbolo da suástica (o símbolo nazista), que seria um tributo à Wolfenstein 3D. Devido a possível contradição, o símbolo foi alterado pra um formato consideravelmente diferente.

- Os primeiros três episódios de Doom eram nomes praticamente inventados da cabeça de Tom Hall, mas o último, Thy Flesh Consumed, é na verdade um trecho de um provérbio da bíblia: And thou mourn at the last, when thy flesh and thy body are consumed - tradução: E no fim venhas a gemer, no consumir-se da tua carne e do teu corpo. Inclusive, todos os estágios desse capítulo tem nomes de passagens bíblicas.

- O modo Deathmatch foi inventado com a base do *versus* já conhecido, mas com possibilidade de se usar co-op mantendo a forma de times. Desde então a palavra "Deathmatch" virou basicamente um termo gamer para o modo versus, principalmente em jogos de tiro.

- No primeiro estágio do capítulo Thy Flesh Consumed há um local com o símbolo "NIИ" no chão, isso é uma referência à banda Nine Inch Nails, do qual a equipe de desenvolvedores é fã.

- O estágio 21 de Doom II se chama Nirvana, e logo de cara se vê diversos life packs e uma espingarda, fazendo referência à morte de Kurt Cobain, que se matou com um tiro de espingarda entre suas drogas.

- Outra referência musical é que o compositor Robert Prince recebeu a tarefa de produzir a trilha de Doom de forma triste e pesada ao mesmo tempo. Robert procurou ouvir diversas musicas de Black Sabath, Alice in Chains, Metallica, Slayer, entre outras bandas, para iniciar seu trabalho. Diversas batidas e similaridades com algumas musicas podem ser vistas nas musicas ao longo do jogo.
Brutal Doom
Em desenvolvimento continuo desde 2010, é provavelmente o mod mais famoso da série e chegou a ganhar o 18º prêmio do Moddb (MOTY Awards 2012). Há muito mais sangue, animações, desmembramentos, partículas, sombra, iluminações... Definitivamente um novo ar pros velhos jogadores.

REELism Doom
É um mod que mistura elementos e estágios de diversos jogos conhecidos como Blood, Duke Nukem e Wolfenstein 3D. O propósito é mais pra diversificar o jogo de forma inteira.

Pirate Doom
Mod que apresenta 16 estágios completamente diferentes, assim como elementos e itens, baseado no mundo pirata. Há melhoras gráficas, trilha sonora completamente diferente, e armas temáticas, assim como os inimigos também são os clássicos mas com roupas do tema.

Doom Hi-Res Texture pack
Muda as texturas dos inimigos, armas, e alguns objetos do jogo inteiro, para um formato 3D com qualidade gráfica de um jogo do N64.

DTWID, DT2WID
"Doom the way id did" é um mod que literalmente deixa o jogo como a id rodava inicialmente no NeXT - o jogo precisou ter diversos downgrades pra conseguir rodar em PCs daquela época - tem link pro primeiro e pro segundo jogo.

Doom 64 EX
mod pra deixar o game com melhor resolução, melhor framerate e suporte a mouse. Também suporta outros mods adicionais. E também funciona em MacOS.

Doom 3 Classic
mod pra Doom 3 que simplesmente adiciona os estágios do primeiro Doom na engine de Doom 3.

Perfected Doom 3
mod que melhora os status dos monstros, armas, gráficos e áreas. Adiciona também uma quantidade de gore e algumas animações.
 
Ultima Edição:


Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.367
Reações
10.417
Pontos
1.064
Sobre Doom 64, ele não faz parte da linha de tempo porque não foi desenvolvido pela ID e sim pela Midway, inclusive aparentemente a Bethesda (dona atual da ID) sequer pode relançar o jogo porque os direitos são da Midway.

Do mesmo jeito que não é que os sprites fossem datados, na maior parte usaram sprites completamente novos para os inimigos da versão 64, utilizar sprites e não modelos 3D para os inimigos é que era datado, ainda mais sendo o resto do jogo em 3D.


No geral pelo que vejo Ultimate Doom é mais popular com a comunidade porque o ultimo episódio tem mecânicas bem mais complexas supostamente se baseando em WADs populares da época, enquanto Doom 2 (que foi lançado pouquíssimo tempo depois do Doom 1) ainda tinha mecânicas bem simples, o Master Levels como é uma coletânea de fases feitas por fãs tem mecânicas bem complexas.
 

Nego_Brown___

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.646
Reações
11.318
Pontos
719
Curiosidade NºXX - a até uns 17 anos atrás, não existia o termo FPS e todos os jogos em que só se via a arma da personagem se chamavam de Doom Clones.

Isso fala o bastante sobre a relevância da série no mundo dos games.
 

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
23.768
Reações
31.438
Pontos
609
User meia boca, que não atrapalha o fórum, mas também não tem nenhuma contribuição significativa.
Deixem ele quieto na gaiola dele, apenas jogando migalhas.

Primeiro FPS da minha vida.

E o meu preferido é o Doom 64. Trilha sonora absurdamente macabra de foda.

Oh wait, não era do doutordoom ?
 


okita

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.145
Reações
12.645
Pontos
624
Gosto de todos os antigos. Doom 64 tem a melhor campanha na minha opinião
 

Lord_Revan

Mil pontos, LOL!
Mensagens
62.155
Reações
104.515
Pontos
1.124
Lembro até hoje quando vi Doom pela primeira vez na casa de um amigo :rox :rox
.
Bons tempos :rox
 

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.367
Reações
10.417
Pontos
1.064
Para quem quiser jogar o DOOM 64 no PC (um port idêntico e não apenas recriação das fases):

http://doom64ex.wordpress.com/downloads/

Nota que os arquivos disponíveis nesse site são apenas uma engine para rodar o jogo no PC, ou seja não é pirataria.

Entretanto para rodar o jogo é necessário achar a ROM do Doom 64, nesse caso não vou disponibilizar link porque é pirataria.


Fizeram tópico sobre Victor Von DOOM?
 

Scorpion

Bam-bam-bam
Mensagens
11.378
Reações
9.497
Pontos
434
não consigo entender isso

Doom 64 se encaixa na timeline?
Tecnicamente Doom não tem timeline. O jogo foi criado se passando depois dos eventos do primeiro game, mas ao mesmo tempo é ignorado pelos desenvolvedores por ser o mais fraco de toda a série em notas.


O jogo conta com uma trilha sonora excelente, e level design muito bom, mas os modelos de itens e dos inimigos usavam sprites já datados, fazendo com que o jogo parecesse ser fraco, principalmente pra um console potente como o N64.





E DOOM foi supremo... Foi o Doom com a melhor atmosfera. Aqueles efeitos sonoro. Os demonios estavam verdadeiramente endemoniados :lolwtf
 
Mensagens
27
Reações
34
Pontos
1
Não sei porque, mas estou sentindo que farão cagada neste novo Doom e que o jogo não sairá tão cedo, que irão focar o modo multiplayer e terá elementos que lembrarão muito o péssimo Rage, querendo fazer uma história mirabolante, repleta de QTE's.
 

deriks

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.764
Reações
10.970
Pontos
589
não consigo entender isso

Doom 64 se encaixa na timeline?
Tecnicamente Doom não tem timeline. O jogo foi criado se passando depois dos eventos do primeiro game, mas ao mesmo tempo é ignorado pelos desenvolvedores por ser o mais fraco de toda a série em notas.

O jogo conta com uma trilha sonora excelente, e level design muito bom, mas os modelos de itens e dos inimigos usavam sprites já datados, fazendo com que o jogo parecesse ser fraco, principalmente pra um console potente como o N64.
Diga lá o que tu não entendeu
 

Maxwelsonage

Bam-bam-bam
Mensagens
1.258
Reações
2.918
Pontos
303
Alguém dê uma opinião ao port de Doom para o Super Nintendo? :ksafado
Achei que ficou bem feito, melhor que o port para o Sega 32X...
Porém é uma m**** em FPS... acho que o jogo roda a 5 Frames por segundo, sei lá. Diferente do Wolfenstein, que roda sem problema.
A música ficou muito bem portada! Todas as fases do de PC estão nele :kcool
Mas continua não sendo um dos melhores port do jogo... Eu acho...

 

Irregular Hunter

O BATMAN da internet
Mensagens
34.367
Reações
10.417
Pontos
1.064
Alguém dê uma opinião ao port de Doom para o Super Nintendo? :ksafado
Achei que ficou bem feito, melhor que o port para o Sega 32X...
Porém é uma m**** em FPS... acho que o jogo roda a 5 Frames por segundo, sei lá. Diferente do Wolfenstein, que roda sem problema.
A música ficou muito bem portada! Todas as fases do de PC estão nele :kcool
Mas continua não sendo um dos melhores port do jogo... Eu acho...
A versão do SNES usa uma engine customizada ao invés da engine da versão do Jaguar que foi depois usada na versão do 32X, 3DO e PS1, mas a versão do SNES também não tem todas as fases do PC (entretanto tem mais que a versão do 32X), por ter sido um port diferente algumas fases são mais detalhadas no SNES, do mesmo jeito que a parte sonora é bem superior as versões do 32X e Jaguar, entretanto obviamente essas vantagens custaram tanto na parte gráfica quanto na performance do jogo que é bem ruim.
 

Scorpion

Bam-bam-bam
Mensagens
11.378
Reações
9.497
Pontos
434
Diga lá o que tu não entendeu
essa parte

"é ignorado pelos desenvolvedores por ser o mais fraco de toda a série em notas."

Não sabia que esse game era considerado o + fraco da historia em notas...


Pqp, esse game foi feito na medida! Considero o top da franquia!

 

deriks

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.764
Reações
10.970
Pontos
589
essa parte

"é ignorado pelos desenvolvedores por ser o mais fraco de toda a série em notas."

Não sabia que esse game era considerado o + fraco da historia em notas...


Pqp, esse game foi feito na medida! Considero o top da franquia!
A crítica não gostou, e se procurar em entrevistas e whatever, nem Romero ou Carmack falam sobre o jogo. Acredito que consideram como a ovelha negra da família, ainda que o jogo seja bom em termos gerais.
 

Grave Uypo

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
12.321
Reações
21.690
Pontos
553
concordo que o doom64 seja o mais fraco dos antigos. ritmo totalmente diferente. sei la, não é a mesma coisa.
melhor é doom2 mesmo. gosto mto dos mapas dele, e ele pega embalo MUITOOOOOOOOOOO mais rapido que doom1 (esse tem um episódio inteiro que não mostra quase nenhum monstro mais forte, no segundo COMEÇA a aparecer e só no terceiro embala)
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.432
Reações
34.571
Pontos
589
DOOM é fóda. DOOM apavora. DOOM é tudo.

Todos são bons. TODOS. FPS é DOOM. Mais agitado igual DOOM 1, 2 ou mais terror igual DOOM3...não importa. Atire, pegue a chave, carregue 90 armas diferentes, e mate trocentas vezes os mesmos inimigos grotescos com uma IA estúpida.

QUEM PRECISA DE ALGO MAIS NESSA VIDA???!!!! f**a-se COD. DOOM É ATEMPORAL!

Bonus: DOOM com gráficos mais fotorealisticos ever:

 
Foi editado por um moderador:

deriks

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.764
Reações
10.970
Pontos
589
DOOM é fóda. DOOM apavora. DOOM é tudo.

Todos são bons. TODOS. FPS é DOOM. Mais agitado igual DOOM 1, 2 ou mais terror igual DOOM3...não importa. Atire, pegue a chave, carregue 90 armas diferentes, e mate trocentas vezes os mesmos inimigos grotescos com uma IA estúpida.

QUEM PRECISA DE ALGO MAIS NESSA VIDA???!!!! f**a-se COD. DOOM É ATEMPORAL!

Bonus: DOOM com gráficos mais fotorealisticos ever:

Esse vídeo é mais real que a realidade
 

vibez

Bam-bam-bam
Mensagens
1.169
Reações
2.781
Pontos
309
DOOM é foda :rox

DOOM toca o terror :kdiabo

DOOM é nostalgia :kkong

DOOM é amor :kpaixao
 

Grave Uypo

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
12.321
Reações
21.690
Pontos
553
brutal doom é melhor que doom normal.
multiplayer de brutal doom me proporcionou a uma hora mais divertida que games me proporcionaram nos ultimos 10 anos. (foi em lan.)

fora que fazer mapas desses jogos antigos é facil e divertido. sinto falta demais disso nos atuais.
fiz 2 mapinhas no começo do ano só pra me distrair (são de mp mas botei monstro pq sim)


[edit] aff ja faz mais um ano esse mapa aí. tenso. jurava q tinha sido no começo do ano
 

Tatuira Mamicuda

Bam-bam-bam
Mensagens
4.174
Reações
9.852
Pontos
324
concordo que o doom64 seja o mais fraco dos antigos. ritmo totalmente diferente. sei la, não é a mesma coisa.
melhor é doom2 mesmo. gosto mto dos mapas dele, e ele pega embalo MUITOOOOOOOOOOO mais rapido que doom1 (esse tem um episódio inteiro que não mostra quase nenhum monstro mais forte, no segundo COMEÇA a aparecer e só no terceiro embala)
Herege.

Doom 64 é o "DOOM'.

Zueira, 90% dos fãs odeiam, por ser diferente, a maioria porque não tinha 64 na época também, daí já vem outros hates acumulados... Mas o que gostam, pelo que eu percebo, acham ele o melhor ou dos melhores.

Apesar ter me iniciado no Doom 2, e jogado os outros posteriormente (tenho até o Doom trilogy aqui), o único que eu re-jogaria (e faço as vezes) é o Doom 64. A trilha sonora, os sprites mais borrados, os puzzles... Acho o melhor mesmo, do fundo do coração. Ele é realmente diferente, e no caso pra mim, de maneira superior.

Mas claro, opinião pessoal.
 

Grave Uypo

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
12.321
Reações
21.690
Pontos
553
Herege.

Doom 64 é o "DOOM'.

Zueira, 90% dos fãs odeiam, por ser diferente, a maioria porque não tinha 64 na época também, daí já vem outros hates acumulados... Mas o que gostam, pelo que eu percebo, acham ele o melhor ou dos melhores.

Apesar ter me iniciado no Doom 2, e jogado os outros posteriormente (tenho até o Doom trilogy aqui), o único que eu re-jogaria (e faço as vezes) é o Doom 64. A trilha sonora, os sprites mais borrados, os puzzles... Acho o melhor mesmo, do fundo do coração. Ele é realmente diferente, e no caso pra mim, de maneira superior.

Mas claro, opinião pessoal.
doom64 não é ruim. mas sei la, ta mais pra doom 3/2 do que doom dos originais.
na epoca eu achei o grafico animal
 

fVilaça

Supra-sumo
Mensagens
637
Reações
936
Pontos
154
Se eu fosse fazer uma lista de meus jogos favoritos de todos os tempos doom estaria no topo sem duvidas,

Passei noites em claro jogando, lá pelos idos de 1994, 1995.

Lembro que quando saiu doom 2 peguei uma copia com um amigo, gravada em 16 disquetes!

Depois saiu duke nukem e Quake que tb joguei demais.
 
Mensagens
13.099
Reações
10.082
Pontos
624
DOOM é supremo!!! :kkong Talvez seja a minha série preferida de todos os tempos, junto com GTA... Aguardando ansiosamente pela Quakecon... Será que já vai ter data de lançamento?
 

Marcelodoom

Bam-bam-bam
Mensagens
3.885
Reações
5.098
Pontos
334
pra quem nunca jogou seriamente nenhum doom, qual vocês sugerem?

Todos amigo !! Todos......Você tem de jogar todos !
Joguei todos os Doom e inclusive eu tinha um cd na época, que tinha mais de 500 lvl em WAD.....jogava tudo,,,,tudo !! Chega até escorrer lágrima dos olhos em lembrar de Doom......a expectativa pelo novo está demais !!!!
 

Scorpion

Bam-bam-bam
Mensagens
11.378
Reações
9.497
Pontos
434
brutal doom é melhor que doom normal.
multiplayer de brutal doom me proporcionou a uma hora mais divertida que games me proporcionaram nos ultimos 10 anos. (foi em lan.)

fora que fazer mapas desses jogos antigos é facil e divertido. sinto falta demais disso nos atuais.
fiz 2 mapinhas no começo do ano só pra me distrair (são de mp mas botei monstro pq sim)


[edit] aff ja faz mais um ano esse mapa aí. tenso. jurava q tinha sido no começo do ano
Me passa o nome desse mod por favor.
 

Dlq

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
24.322
Reações
31.945
Pontos
694
Passando pra postar que Gordon Freeman manda Olás.
 

deriks

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.764
Reações
10.970
Pontos
589
Se eu fosse fazer uma lista de meus jogos favoritos de todos os tempos doom estaria no topo sem duvidas,

Passei noites em claro jogando, lá pelos idos de 1994, 1995.

Lembro que quando saiu doom 2 peguei uma copia com um amigo, gravada em 16 disquetes!

Depois saiu duke nukem e Quake que tb joguei demais.
Eu tive a sorte de pegar o Doom 1 com os três capítulos e o Doom 2 num mesmo CD, isso entre 1999 e 2000. Definitivamente joguei mais que muito AAA por aí.
 
Topo