O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Alguém sabe onde fica esse lugar???



Mensagens
1.010
Reações
762
Pontos
163
Bem Ulisses, a resposta deles me pareceu bem digna. Você comentou que não tinha 110 reais para comprar um Nintendo 64 com 3 controles + jogos. Daí fica difícil mesmo... Não estou aqui avaliando sua condição financeira, eu nem poderia fazer isso por que não lhe conheço, mas não vejo nada de errado na historia do galpão e de quem tem dinheiro poder comprar. Os preços no Brasil são um absurdo mesmo, mas em outros lugares não foge muito disso. O problema não é o Brasil, ou os caras que descobriram um galpão e não divulgaram o endereço. O problema, é que ja fazem anos que o mercado de colecionismo não é acessível pra todos.
Enfim poderia nem falar nada, mas la vamos nós. Eu tenho um pensamento, porque sempre quando aparece consoles para eu vender, coloco sempre o preço baixo.
Eu me preocupo com isso. Eu tenho prioridades, além de coleções. Outro problema que vejo é o que muita gente não quer enxergar. Se você não vê nada de errado com isso se junte com eles então e vê se descola um NEO GEO AES de graça por defender eles. Depois conte sua experiência para nós.
 

NIETTO.U2

Habitué da casa
Mensagens
268
Reações
179
Pontos
89
É bem por aí... Coleciono (colecionava) desde 2004.... Mas vi que no Brasil +- de 2012 pra frente o vírus chamado retro/retrogamer atingiu muita gente... Mas muita gente mesmo!.. e assim o mercado ficou impraticável... Nivel mundial(eBay, Yahoo etc etc) de 2016 pra cá piorou...

Enfim, é o que sempre digo: quem tem, tem... Quem não tem, recomendo partir pra emuladores
Yo!!

Eu vendi minha coleção há muitos anos atrás para ficar somente com emuladores. Ainda bem que não me arrependi, pois para conseguir tudo de novo, nos valores atuais, sem chances!
 

Follow

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.250
Reações
20.214
Pontos
629
Isso aí não é galpão de videogames, é a casa do Nando Games, ele faz manutenção de consoles antigos, pesquisem no Google que até o endereço e a casa dele aparece no Google maps, tem vários vídeos dele no Youtube mostrando essa coleção.
mostre um de exemplo, estranho pq os que achei parece ser bem mais organizado
 


Gregorygrinder

Veterano
Mensagens
322
Reações
562
Pontos
103
Enfim poderia nem falar nada, mas la vamos nós. Eu tenho um pensamento, porque sempre quando aparece consoles para eu vender, coloco sempre o preço baixo.
Eu me preocupo com isso. Eu tenho prioridades, além de coleções. Outro problema que vejo é o que muita gente não quer enxergar. Se você não vê nada de errado com isso se junte com eles então e vê se descola um NEO GEO AES de graça por defender eles. Depois conte sua experiência para nós.
Completamente absurdo isso que voce disse amigo. Eu não preciso de um Neo Geo Aes de graça, como não preciso de absolutamente nada de graça se tratando de video games. Se eu tenho dinheiro, eu vou e compro. Se não tenho dinheiro, eu espero um pouco, junto uma grana e compro. Se for algo absurdamente caro... Bem, daí eu não compro. Se você vende consoles e afins pelo preço que você acha justo, que bom para os seus compradores. Se é algo que voce realmente acredita, continue com suas práticas. Mas me parece que você simplesmente está com dor de cotovelo pelos caras terem tido acesso à coleção do outro cara lá. Quer o que? Voce mesmo disse ter outras prioridades, os outros caras praticamente vivem disso. Compre o que tu pode comprar, se não pode comprar nada... Não encha o saco de quem pode.
 
Mensagens
1.010
Reações
762
Pontos
163
Completamente absurdo isso que voce disse amigo. Eu não preciso de um Neo Geo Aes de graça, como não preciso de absolutamente nada de graça se tratando de video games. Se eu tenho dinheiro, eu vou e compro. Se não tenho dinheiro, eu espero um pouco, junto uma grana e compro. Se for algo absurdamente caro... Bem, daí eu não compro. Se você vende consoles e afins pelo preço que você acha justo, que bom para os seus compradores. Se é algo que voce realmente acredita, continue com suas práticas. Mas me parece que você simplesmente está com dor de cotovelo pelos caras terem tido acesso à coleção do outro cara lá. Quer o que? Voce mesmo disse ter outras prioridades, os outros caras praticamente vivem disso. Compre o que tu pode comprar, se não pode comprar nada... Não encha o saco de quem pode.
Só falou bosta viu. E eu não quero amizade com um tipo de pessoa como você. Me erra que você ganha mais.
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
Mensagens
6.542
Reações
15.110
Pontos
348
Não só na questão dos retrogames, mas na vida como um todo, acho que só devemos pagar o que achamos justo ou que nos sentimos confortáveis para tal. O melhor remédio pra especulação é o boicote. Deixa o espertalhão lá com o produto mofando. Não vende a preço justo? Ótimo. Ninguém compra e fica lá.
 

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
7.102
Reações
21.041
Pontos
353
Não só na questão dos retrogames, mas na vida como um todo, acho que só devemos pagar o que achamos justo ou que nos sentimos confortáveis para tal. O melhor remédio pra especulação é o boicote. Deixa o espertalhão lá com o produto mofando. Não vende a preço justo? Ótimo. Ninguém compra e fica lá.
Problema é os incautos que caem na lábia dos exploradores. Eles quase sempre vão quebrar o boicote.
 

Thiagosp

Veterano
Mensagens
790
Reações
407
Pontos
103
Em 2011 eu peguei todas as fitas, consoles e acessórios que eu e minha namorada tinha e coloquei no ML. Fitas de Mega Drive, Master System, Nintendo, Saturno etc... Sega Saturno, Master System, Pistola, Adaptador de Master System para Mega Drive e mais algumas coisas. A maioria disso tudo (quase tudo) estava na caixa, com manual e zerado. Vendi cada jogo a uns R$ 20,00 e lembro que, troquei 5 fitas de NES por um BOX de GTA de PS2 que na época custava 50 reais.

Em 2012 eu me senti um otário. Não por ter vendido a um preço justo, mas pelas pessoas se aproveitarem de outras para ganhar em cima. Que foi exatamente isso que aconteceu. Quem comprou em 2012 pra trás na verdade se aproveitou dos preços justo para depois fazer grana em cima disso.

Uma delas era Super Contra de NES que apenas ela começou a ser vendida a R$200,00. Enfim, me arrependi de ter vendido tudo. Deveria nem ter vendido. Hoje é extremamente impossível de achar no estado em que estavam e ainda a preço justo.

Lembro uma vez que um cara no ML apareceu com alguns N64 Verde completo na caixa por R$ 300,00. Isso em 2009. Eu estava sem grana, dizia ele que conseguiu no galpão de uma loja grande que estava fazendo uma limpeza. Um cara comprou todos e colocou a R$ 900,00 cada. Deu mais uns meses outro comprou por R$ 900,00 e colocou a R$ 2.000.

Teve um grupo de SNES no Facebook em 2015 onde um cara estava vendendo um SNES na caixa, com manual e tudo mais por R$ 500,00. Um cara se interessou, disse que ia buscar. Foi no mesmo dia comprar, e quando chegou em casa ele abre um anúncio no próprio grupo e no ML do mesmo console por R$ 2.000.

Portanto, entendo perfeitamente o que muitos querem dizer com esses caras do galpão. Não se trata apenas de ter ou não dinheiro, se trata de ter respeito, usar os itens como forma de trocas para que outros possam usar também ou até mesmo cuidar em suas coleções. Visto que, a maior parte do brasileiro não sabe cuidar de nada. Pra você achar algo em bom estado é muito difícil e mesmo assim cobram um preço alto por isso. Vejam as lojas e vendedores do Japão, dos EUA, na Europa... maioria é tudo novinho, bem cuidado e com preço justo. A maioria do brasileiro é pilantra mesmo e isso não vai mudar, vai apenas piorar com o tempo.
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
2.430
Reações
3.721
Pontos
303
Bom, se são itens do Nando Games ai já é outros 500, se forem realmente itens dele ao menos quem puder comprar, certamente pegará itens em bom estado, revisados e tal, mas não sabia que ele tinha uma coleção gigantesca como esta, eu na verdade nem conheço ele, só conheço de ver o pessoal falar que ele trabalha, ou trabalhavam com itens de games, principalmente manutenção, mas pelo tamanho gigantesco de consoles, pensei que fosse algum galpão de eletrônicos daqueles tipo mensageiros da caridade, que recebem doações, pois vi alguns sons e outros itens ali, e esses lugares que falei são bem parecidos como este, já estive em alguns assim, mas não com tantos consoles assim, só com outros itens abarrotados :klol

Eu sinceramente não conheço esses caras do vídeo, mas se cometi algum erro na minha postagem, peço perdão, acontece que nesses anos todos de colecionísmo eu acabei vendo milhares de picaretas que fazem todo o tipo de sacanagens, coisas revoltantes mesmo, fora alguns malucos que já conheci, se eles estavam certos lamento se ofendi alguém, só desconfiei que os caras eram vendedores e que não queriam revelar o local para outros não poderem comprar itens que eles estariam interessados, eu só acompanho canais pequenos, não acompanho muitos canais grandes, e gosto de acompanhar canais do pessoal que faz caçadas, e eles sempre compartilham os locais que frequentam, e pensei que eles não queriam fazer o mesmo.
 

Cristiano Sword

Habitué da casa
Mensagens
299
Reações
485
Pontos
88
Não só na questão dos retrogames, mas na vida como um todo, acho que só devemos pagar o que achamos justo ou que nos sentimos confortáveis para tal. O melhor remédio pra especulação é o boicote. Deixa o espertalhão lá com o produto mofando. Não vende a preço justo? Ótimo. Ninguém compra e fica lá.
Sim cara, infelizmente, e assim o mercado vai morrendo.... porque a maioria do publico não é de classe alta. E se o pessoal acha que aumentando os preços vai atrair esse publico, eles estão muitos enganados. Eu trabalho com clientes de alta renda. 99% não tem interesse em retrogame e quando tem joga emulador no seu celular de 5/10 mil, tablet caro ou notebook de 15mil.

Recentemente sai de varios grupos de whats, pq teve uma discussao sobre esse assunto:
me subiu o sangue de nervoso... o povo ficou falando sobre

"Quem tem dinheiro chora menos...kkk"
"Vc é quebrado por isso fala q esse jogo de 4000mil reais é caro"
" Quem pode compra kkk" e etc

Eu fiquei chateado pq quando eu falava sobre um possível lançamento do Leyria a 160 reais (Completo), ou de algum jogo de algum amigo meu a esse preço, o povo me massacrava dizendo q tava caríssimo, e q eu era ladrão, aproveitador e blablabla....

"A maioria do brasileiro é pilantra mesmo e isso não vai mudar, vai apenas piorar com o tempo" , outra grande verdade, o mercado retro está vivendo uma bolha q só piora a cada dia, pq quem pega o item acha q por obrigação ele vai valorizar e ficar mais caro, por isso tem q vender mais caro.
Uma hora ninguém vai mais comprar.
Isso é algo que tenho certeza absoluta, infelizmente.
 
Ultima Edição:

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
7.102
Reações
21.041
Pontos
353
Recentemente sai de varios grupos de whats, pq teve uma discussao sobre esse assunto:
me subiu o sangue de nervoso... o povo ficou falando sobre

"Quem tem dinheiro chora menos...kkk"
"Vc é quebrado por isso fala q esse jogo de 4000mil reais é caro"
" Quem pode compra kkk" e etc
Isso é tão verdade que vimos isso nesse tópico.
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
2.430
Reações
3.721
Pontos
303
É por essas e outras que nem participo desses grupos... Já fui adicionado por alguns em grupos do Facebook que eram sobre games, e quem me conhece em fóruns sabem que já discuti demais sobre preços justos e sobre picaretagem de muitos, e vi um pessoal reclamar nesses grupos sobre valores, e sempre tinham uns metidos a ricos chamando os caras de chorões e tal, e tirando onda que os caras reclamavam, alguns que reclamaram nesses grupos foram até banidos de desses grupos, por isso sempre procuro discutir ou reclamar sobre valores em lugares que sei que não tem essa gente.

Sei que isso é muito chato, mas temos que bater o pé o máximo possível para evitar caras pau no cu e oportunistas que infelizmente estragaram nosso hobby.
 

Fabio Alexandre

Veterano
Mensagens
415
Reações
699
Pontos
128
Esse Nando Games é aquí em Sâo José dos Campos, no bairro Campo dos Alemães.
Bairro barra pesada cheio de bandidinhos, que viviam assaltando as Locadoras de Games dos bairros próximos, nos anos 2000.
.
A maioria dos itens roubados apareciam depois na Feira Livre do Campo dos Alemães, feira que existe lá a mais de 15 anos, e é realizado todo Domingo.
Então nem duvido que nessa coleção tenha artigos de furto, jamais fui nessa Feira pois minha consciência não me deixa comprar artigos dessa procedência.
 

Marculino

Bam-bam-bam
Mensagens
9.645
Reações
6.786
Pontos
419
Não só na questão dos retrogames, mas na vida como um todo, acho que só devemos pagar o que achamos justo ou que nos sentimos confortáveis para tal. O melhor remédio pra especulação é o boicote. Deixa o espertalhão lá com o produto mofando. Não vende a preço justo? Ótimo. Ninguém compra e fica lá.
De acordo!
 

Denrock

Bam-bam-bam
Mensagens
9.288
Reações
47.609
Pontos
384
Bom, se são itens do Nando Games ai já é outros 500, se forem realmente itens dele ao menos quem puder comprar, certamente pegará itens em bom estado, revisados e tal, mas não sabia que ele tinha uma coleção gigantesca como esta, eu na verdade nem conheço ele, só conheço de ver o pessoal falar que ele trabalha, ou trabalhavam com itens de games, principalmente manutenção, mas pelo tamanho gigantesco de consoles, pensei que fosse algum galpão de eletrônicos daqueles tipo mensageiros da caridade, que recebem doações, pois vi alguns sons e outros itens ali, e esses lugares que falei são bem parecidos como este, já estive em alguns assim, mas não com tantos consoles assim, só com outros itens abarrotados :klol

Eu sinceramente não conheço esses caras do vídeo, mas se cometi algum erro na minha postagem, peço perdão, acontece que nesses anos todos de colecionísmo eu acabei vendo milhares de picaretas que fazem todo o tipo de sacanagens, coisas revoltantes mesmo, fora alguns malucos que já conheci, se eles estavam certos lamento se ofendi alguém, só desconfiei que os caras eram vendedores e que não queriam revelar o local para outros não poderem comprar itens que eles estariam interessados, eu só acompanho canais pequenos, não acompanho muitos canais grandes, e gosto de acompanhar canais do pessoal que faz caçadas, e eles sempre compartilham os locais que frequentam, e pensei que eles não queriam fazer o mesmo.
mas eles SÃO vendedores mesmo
 

Arlindo Orlando

Bam-bam-bam
Mensagens
6.227
Reações
2.278
Pontos
459
O mercado de retrogames é complicadíssimo, pois é algo que não se repõe. Sei que é uma viagem, mas fico imaginando algo valioso e escasso como ouro. Ainda assim, existe extração desse minério e, pelo menos por enquanto, ele pode ser reposto. Resguardadas as devidas proporções, faço uma analogia com os jogos antigos: não existe reposição. Acabou. Vai existir alto desequilíbrio na relação oferta-procura, pois, se a procura aumentar, a oferta fica estagnada, podendo, inclusive, diminuir, pois as pessoas tenderão menos a se desfazer de seus jogos, a menos que seja por quantias absurdas.

Entendo quem aprecie esse hobby, de verdade, mas é algo que, na minha opinião, está ficando insustentável. Quem aproveitou, aproveitou. Quem é gringo, pôde aproveitar melhor. Volta e meia vejo vídeo estrangeiro de colecionadores lamentando que, por mais que recomendem tal jogo, muitas vezes admitem que isso está fora do alcance da maioria. Daí, você, jogador, vai abrir mão de uma coisa: ou será de jogar ou será de preconceito com emulador. Sei que muita gente aceita numa boa a emulação, mas tem outros puristas que dão um chilique desnecessário quanto ao assunto. É uma tecnologia que está se aprimorando cada vez mais, as grandes empresas estão dando o braço a torcer e utilizando (embora o "processinho" do advogado ainda esteja por aí), e é uma forma prática e duradoura de armazenar e reviver jogos os quais poderiam estar esquecidos ou inacessíveis para um grande contingente de pessoas.
 

Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
3.180
Reações
9.739
Pontos
303
Vendo este tópico vejo o quão triste é ser um retrogamer que tem por apreciação o colecionismo físico.

Ha anos abandonei a ideia de ter o console original + cartuchos + meio (TV entre outros) e optei pela full emulação. Já torrei muita grana com game no passado e pra mim está de boas jogar tudo que posso com filtros e o escambal, ainda mais com as obrigações do dia a dia que dificultam dar uma atenção especial para uma coleção extra (já me bastam meus action figures que sempre estou dando manutenção pra se manterem limpos, bonitos e bem expostos).

Enfim, é muito triste ver que este mercado aqui no Brasil é explorado com requintes de filhadaputagem por parte dos vendedores que ultrapassam abusos extremos do bom senso.

Vejo amigos que moram no Japão e lá acesso a videogames clássicos é como tomar cafézinho pingado na padaria com TUDO em perfeitíssimas condições a preço de pinga.

Considero os colecionadores retrô daqui verdadeiros heróis, porque é tenso demais conseguir ter muitas vezes um mínimo de jogos de suas preferências.

Lamentável gente aqui "guardando este ouro" do passado querendo extorquir bons colecionadores que amam seus brinquedos só porque aqui no Brasil temos mais dificuldade de encontrar itens mais antigos.

Até concordo um preço absurdo para aquela edição especial, um jogo limitadíssimo em produção, um console exclusivo de alguma série especial, mas vejo malucos cobrando fortunas até por jogos piratão todos fodidos na carcaça e pra piorar, a paixão do retrogamer (seja ele um entusiasta ou um entendedor do gênero) ficam vulneráveis a estes scalpers imbecis!
 
Ultima Edição:

Rubens01

Bam-bam-bam
Mensagens
4.844
Reações
7.328
Pontos
294
Yo!!

Fui eu que fiz esses videos há muitos anos atrás. Eu era amigo do Norian e fui algumas vezes na casa dele nos primeiros encontros do Canal 3.

Estava ansioso pela criação do Museu (tinha até um primeiro logo com o rosto dele feito em pixels, mas não encontrei mais na net para postar aqui). Esperei durante muito tempo esse museu até que um dia me avisaram que a coleção dele estava à venda do ML.

Fiquei bem chateado e, ao ver toda coleção sendo vendida, resolvi fazer esses videos para tentar manter alguma lembrança da coleção dele e da pessoa simples, alegre e simpática que o Norian Munhoz Júnior era.


Visualizar anexo 76934

Esse era um dos logos do Museu. Havia um logo anterior com o rosto dele feito com pixels, mas não encontrei na net.
Essa história toda é muito triste... ele parecia ser um cara legal.
Quanto ao museu, aparentemente ele não tinha filhos certo? Isso faz com que os pais sejam os herdeiros legais. Acho que não temos o direito de julgar mau por estarem vendendo os itens (somente de reclamar dos preços) já que são os atuais proprietários.
Eu não sei se eu perdesse um filho iria querer ver os seus pertences num museu que me lembraria constantemente de sua morte...enfim, é uma situação muito difícil.
 

Rubens01

Bam-bam-bam
Mensagens
4.844
Reações
7.328
Pontos
294
Isso aí não é galpão de videogames, é a casa do Nando Games, ele faz manutenção de consoles antigos, pesquisem no Google que até o endereço e a casa dele aparece no Google maps, tem vários vídeos dele no Youtube mostrando essa coleção.
Se for verdade ai já é molecagem deles pq até vídeo já fizeram lá e agora estariam mentindo falando que é um lugar secreto recém descoberto.
 

Rubens01

Bam-bam-bam
Mensagens
4.844
Reações
7.328
Pontos
294
Vou dar meus dois centavos de opinião:
O colecionismo no Brasil é uma praga que deveria ter sido extirpada faz tempo.
Infelizmente tentar colecionar games aqui é pedir pra passar nervoso...atendimento ruim, itens detonados à preço de ouro e se vc exercer seu direito de reclamar, é vc que está errado. Essa é a realidade da maioria das negociações, seja pela net ou no cara a cara.
Por isso já faz um cinco anos que larguei de mão. Hj tenho quase nada e estou pensando seriamente em ficar com nada.
Não tem condições do brasileiro ser colecionador de retrogames hj em dia e ponto final. Quem acha o contrário é um grande iludido.
Sobre o vídeo da Warpzone que é o ponto do tópico:
É prematuro criticar os caras por preços ou pelo estado dos produtos, já que não vimos nada ainda.
Sobre revelar o local, não podemos ser ingênuos, já que os caras são comerciantes e provavelmente eu faria o mesmo se vivesse de retrogames.
Agora o que eu quero chamar atenção aqui é para a live que eles fizeram e logo depois apagaram!
Eles fizeram uma live em que prometiam explicar mais sobre o local do vídeo e ao invés disso o que eu vi foi a indicação de um péssimo atendimento.
Na live, participou um cara que eles chamam de Tiozão, que eu acho que estava filmando os itens do "galpão" descoberto.
Aparentemente o Tiozão é o responsável pela loja deles, a Casa dos Videogames, e é responsável por catalogar, realizar as vendas e etc.
Bom, a única coisa que o cara fez foi ser grosso durante toda a live! Eu realmente não entendi nada :kzonzo
O cara já chegou reclamando que os clientes querem pagar pouco sem "sujar a mãozinha" indo atrás dos itens, limpando e levando pra loja!!
Caras, como assim?? Esse não é o ponto de se ir a uma loja? Ter produtos já prontos para a venda? Esse não seria exatamente o trabalho dele??
Até agora tô tentando entender pq ele se vangloriou tanto de fazer isso...e pq reclamou tanto dos clientes tentarem negociar preço.
Não conheço o Tiozão e não vou opinar sobre a pessoa dele, mas acho que antes de youtubers, eles são comerciantes e deveriam tratar a questão com mais profissionalismo.
Sei que lidar com público é estressante, e segundo ele, as palavras estavam sendo dirigidas a um grupo de mau educados que não sabem negociar sem ser ofensivos.
Só que naquele momento era uma live para um publico bem mais abrangente, que não tinha nada com isso e queria saber dos itens achados e se eles seriam revendidos por eles.
Infelizmente os outros caras da Warp que estavam na live pareceram aprovar a atitude dele, e o Cleber (o principal do canal) citou alguns incidentes em que pessoas foram mal educadas não só na loja como em uma locadora de uma senhora que estava fechando (por conta dos preços).
A falta de educação é realmente algo lamentável e injustificável, mas eles deveriam ter feito um video próprio para falar disso, e não transformar uma live que justamente deveria falar dos itens que eles acharam e que vão revender em algo que ficou um clima pesado (pelo menos pra mim).
Enfim, eu não sou de SP e ainda não fui na loja deles, mas penso se vale a pena me deslocar pra lá com o risco de ser mau atendido, mesmo que tenha bons itens e a bons preços. Por exemplo, se eu comprar algo e na minha casa não funcionar, como esse Tiozão vai tratar a questão? Será que serei taxado de mau educado, mentiroso, etc? O que é ser mau educado na visão deles? O Cleber até chegou a falar na live algo no nivel de "quem não concorda com o que estamos falando pode ir embora, sai do canal"
Sinceramente, dá vontade de ir na loja de pessoas que falam dessa maneira com o público em geral?
Por isso que eu digo que não dá pra colecionador aqui neste país...o profissionalismo dos vendedores é em geral muito baixo.
Foi mau o wall of text mas to com a opinião engasgada desde essa live.
Em resumo, se tudo que eles mostraram for parar na loja deles eu tenho sérias dúvidas se vou me deslocar e gastar tempo e dinheiro pra arriscar ser mau atendido.
 

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
7.102
Reações
21.041
Pontos
353
Vou dar meus dois centavos de opinião:
O colecionismo no Brasil é uma praga que deveria ter sido extirpada faz tempo.
Infelizmente tentar colecionar games aqui é pedir pra passar nervoso...atendimento ruim, itens detonados à preço de ouro e se vc exercer seu direito de reclamar, é vc que está errado. Essa é a realidade da maioria das negociações, seja pela net ou no cara a cara.
Por isso já faz um cinco anos que larguei de mão. Hj tenho quase nada e estou pensando seriamente em ficar com nada.
Não tem condições do brasileiro ser colecionador de retrogames hj em dia e ponto final. Quem acha o contrário é um grande iludido.
Sobre o vídeo da Warpzone que é o ponto do tópico:
É prematuro criticar os caras por preços ou pelo estado dos produtos, já que não vimos nada ainda.
Sobre revelar o local, não podemos ser ingênuos, já que os caras são comerciantes e provavelmente eu faria o mesmo se vivesse de retrogames.
Agora o que eu quero chamar atenção aqui é para a live que eles fizeram e logo depois apagaram!
Eles fizeram uma live em que prometiam explicar mais sobre o local do vídeo e ao invés disso o que eu vi foi a indicação de um péssimo atendimento.
Na live, participou um cara que eles chamam de Tiozão, que eu acho que estava filmando os itens do "galpão" descoberto.
Aparentemente o Tiozão é o responsável pela loja deles, a Casa dos Videogames, e é responsável por catalogar, realizar as vendas e etc.
Bom, a única coisa que o cara fez foi ser grosso durante toda a live! Eu realmente não entendi nada :kzonzo
O cara já chegou reclamando que os clientes querem pagar pouco sem "sujar a mãozinha" indo atrás dos itens, limpando e levando pra loja!!
Caras, como assim?? Esse não é o ponto de se ir a uma loja? Ter produtos já prontos para a venda? Esse não seria exatamente o trabalho dele??
Até agora tô tentando entender pq ele se vangloriou tanto de fazer isso...e pq reclamou tanto dos clientes tentarem negociar preço.
Não conheço o Tiozão e não vou opinar sobre a pessoa dele, mas acho que antes de youtubers, eles são comerciantes e deveriam tratar a questão com mais profissionalismo.
Sei que lidar com público é estressante, e segundo ele, as palavras estavam sendo dirigidas a um grupo de mau educados que não sabem negociar sem ser ofensivos.
Só que naquele momento era uma live para um publico bem mais abrangente, que não tinha nada com isso e queria saber dos itens achados e se eles seriam revendidos por eles.
Infelizmente os outros caras da Warp que estavam na live pareceram aprovar a atitude dele, e o Cleber (o principal do canal) citou alguns incidentes em que pessoas foram mal educadas não só na loja como em uma locadora de uma senhora que estava fechando (por conta dos preços).
A falta de educação é realmente algo lamentável e injustificável, mas eles deveriam ter feito um video próprio para falar disso, e não transformar uma live que justamente deveria falar dos itens que eles acharam e que vão revender em algo que ficou um clima pesado (pelo menos pra mim).
Enfim, eu não sou de SP e ainda não fui na loja deles, mas penso se vale a pena me deslocar pra lá com o risco de ser mau atendido, mesmo que tenha bons itens e a bons preços. Por exemplo, se eu comprar algo e na minha casa não funcionar, como esse Tiozão vai tratar a questão? Será que serei taxado de mau educado, mentiroso, etc? O que é ser mau educado na visão deles? O Cleber até chegou a falar na live algo no nivel de "quem não concorda com o que estamos falando pode ir embora, sai do canal"
Sinceramente, dá vontade de ir na loja de pessoas que falam dessa maneira com o público em geral?
Por isso que eu digo que não dá pra colecionador aqui neste país...o profissionalismo dos vendedores é em geral muito baixo.
Foi mau o wall of text mas to com a opinião engasgada desde essa live.
Em resumo, se tudo que eles mostraram for parar na loja deles eu tenho sérias dúvidas se vou me deslocar e gastar tempo e dinheiro pra arriscar ser mau atendido.
Queria ter visto essa live.
 

BenitoTratorista

Veterano
Mensagens
373
Reações
777
Pontos
128
Boa parte dos itens que aparecem nesse vídeo devem ter sido parte de acervos de locadoras no passado, pelo (mau) estado das caixas, etiquetas de numeração, labels gastas, etc. Não que eu ache que isso deprecia o "achado", até porque já comprei jogos em estado parecido no ML, com lacres de locadora e tudo, e fiz questão de preservar como tal, pois são características que fazem parte da história do item.

Uma caixa com jogos de SNES me chamou a atenção, com todas as etiquetas típicas de numeração de locadora feitas a mão com a mesma letra. Eu diria que o dono disso tudo, ou era dono de locadoras, ou comprou lotes inteiros na época em que todas estavam fechando. Lembro de ver anúncios no ML lá em 2001-2002, tipo "Lote 50 jogos Super Nintendo por 150,00". Na época isso era menos que com Playstation trazido do Paraguai.
 

wtuemura

Habitué da casa
Mensagens
219
Reações
364
Pontos
63
De fato, coleção no Brasil é algo que é tenebroso. Uma vez quis comprar um 3DO no mercado livre e o preço que o cara estava cobrando na época sem caixa e sem nada era o preço de um PS3 novo. Você vai para o Japão e EUA você consegue comprar jogos e consoles antigos por um preço descente.

Eu também já colecionei, já postei as fotos dos meus consoles e jogos aqui porém encheu o saco, mandei tudo embora, não sobrou nada, nem o PS4.
 

pc

Veterano
Mensagens
519
Reações
523
Pontos
134
Vou dar meus dois centavos de opinião:
O colecionismo no Brasil é uma praga que deveria ter sido extirpada faz tempo.
Infelizmente tentar colecionar games aqui é pedir pra passar nervoso...atendimento ruim, itens detonados à preço de ouro e se vc exercer seu direito de reclamar, é vc que está errado. Essa é a realidade da maioria das negociações, seja pela net ou no cara a cara.
Por isso já faz um cinco anos que larguei de mão. Hj tenho quase nada e estou pensando seriamente em ficar com nada.
Não tem condições do brasileiro ser colecionador de retrogames hj em dia e ponto final. Quem acha o contrário é um grande iludido.
Sobre o vídeo da Warpzone que é o ponto do tópico:
É prematuro criticar os caras por preços ou pelo estado dos produtos, já que não vimos nada ainda.
Sobre revelar o local, não podemos ser ingênuos, já que os caras são comerciantes e provavelmente eu faria o mesmo se vivesse de retrogames.
Agora o que eu quero chamar atenção aqui é para a live que eles fizeram e logo depois apagaram!
Eles fizeram uma live em que prometiam explicar mais sobre o local do vídeo e ao invés disso o que eu vi foi a indicação de um péssimo atendimento.
Na live, participou um cara que eles chamam de Tiozão, que eu acho que estava filmando os itens do "galpão" descoberto.
Aparentemente o Tiozão é o responsável pela loja deles, a Casa dos Videogames, e é responsável por catalogar, realizar as vendas e etc.
Bom, a única coisa que o cara fez foi ser grosso durante toda a live! Eu realmente não entendi nada :kzonzo
O cara já chegou reclamando que os clientes querem pagar pouco sem "sujar a mãozinha" indo atrás dos itens, limpando e levando pra loja!!
Caras, como assim?? Esse não é o ponto de se ir a uma loja? Ter produtos já prontos para a venda? Esse não seria exatamente o trabalho dele??
Até agora tô tentando entender pq ele se vangloriou tanto de fazer isso...e pq reclamou tanto dos clientes tentarem negociar preço.
Não conheço o Tiozão e não vou opinar sobre a pessoa dele, mas acho que antes de youtubers, eles são comerciantes e deveriam tratar a questão com mais profissionalismo.
Sei que lidar com público é estressante, e segundo ele, as palavras estavam sendo dirigidas a um grupo de mau educados que não sabem negociar sem ser ofensivos.
Só que naquele momento era uma live para um publico bem mais abrangente, que não tinha nada com isso e queria saber dos itens achados e se eles seriam revendidos por eles.
Infelizmente os outros caras da Warp que estavam na live pareceram aprovar a atitude dele, e o Cleber (o principal do canal) citou alguns incidentes em que pessoas foram mal educadas não só na loja como em uma locadora de uma senhora que estava fechando (por conta dos preços).
A falta de educação é realmente algo lamentável e injustificável, mas eles deveriam ter feito um video próprio para falar disso, e não transformar uma live que justamente deveria falar dos itens que eles acharam e que vão revender em algo que ficou um clima pesado (pelo menos pra mim).
Enfim, eu não sou de SP e ainda não fui na loja deles, mas penso se vale a pena me deslocar pra lá com o risco de ser mau atendido, mesmo que tenha bons itens e a bons preços. Por exemplo, se eu comprar algo e na minha casa não funcionar, como esse Tiozão vai tratar a questão? Será que serei taxado de mau educado, mentiroso, etc? O que é ser mau educado na visão deles? O Cleber até chegou a falar na live algo no nivel de "quem não concorda com o que estamos falando pode ir embora, sai do canal"
Sinceramente, dá vontade de ir na loja de pessoas que falam dessa maneira com o público em geral?
Por isso que eu digo que não dá pra colecionador aqui neste país...o profissionalismo dos vendedores é em geral muito baixo.
Foi mau o wall of text mas to com a opinião engasgada desde essa live.
Em resumo, se tudo que eles mostraram for parar na loja deles eu tenho sérias dúvidas se vou me deslocar e gastar tempo e dinheiro pra arriscar ser mau atendido.
Pois é, não vi essa live, mas pelo o que você descreveu, o "Tiozão" replicou o próprio comportamento contestado por eles: foram mal educados e provavelmente hostis.
Deveriam deixar de serem juvenis e apresentarem boa imagem e educação. Viajaram.... Daqui a pouco vão estar que nem vendedor do ML que coloca aquela fita piratona por 1k e xinga a galera quando vão tirar sarro nas perguntas...
 

Denrock

Bam-bam-bam
Mensagens
9.288
Reações
47.609
Pontos
384
Em resumo, se tudo que eles mostraram for parar na loja deles eu tenho sérias dúvidas se vou me deslocar e gastar tempo e dinheiro pra arriscar ser mau atendido.
"TUDO" obviamente não vai parar na loja deles, que é pequena, mas vários itens devem ir

mas muita coisa pode ir pra coleção pessoal deles, eles também podem revender on-line, e eles conhecem muita gente, tem muitos contatos, então a prioridade vai ser a panelinha deles

depois que tiverem feito a rapa nos melhores itens (seja pra revender, seja pra coleção particular de alguem), aí eles divulgam onde é o lugar e tals.....

E eu concordo com voce sobre como tem gente FOLGADA/ARROGANTE nesse meio retrogamer/colecionista brasileiro....
 

Harrier

Supra-sumo
Mensagens
500
Reações
1.018
Pontos
183
Entendo quem aprecie esse hobby, de verdade, mas é algo que, na minha opinião, está ficando insustentável. Quem aproveitou, aproveitou. Quem é gringo, pôde aproveitar melhor. Volta e meia vejo vídeo estrangeiro de colecionadores lamentando que, por mais que recomendem tal jogo, muitas vezes admitem que isso está fora do alcance da maioria. Daí, você, jogador, vai abrir mão de uma coisa: ou será de jogar ou será de preconceito com emulador. Sei que muita gente aceita numa boa a emulação, mas tem outros puristas que dão um chilique desnecessário quanto ao assunto. É uma tecnologia que está se aprimorando cada vez mais, as grandes empresas estão dando o braço a torcer e utilizando (embora o "processinho" do advogado ainda esteja por aí), e é uma forma prática e duradoura de armazenar e reviver jogos os quais poderiam estar esquecidos ou inacessíveis para um grande contingente de pessoas.
Minha opinião sobre essa tema é a de que retrogaming tradicional se tornou impraticável na maior parte do mundo, não só pela raridade de boa parte dos itens oficiais, mas boa parte dos itens são vendidos a preços absurdos, poucos tem direito a ter esse preço pela sua complexidade de criação, mas a grande maioria tem esse preços pois aproveitadores viram a rentabilidade desse mercado e querem um pedaço dessa suculenta torta, mas especialmente aqui no brasil, isso é de uma mal caretice sem tamanho, já que a grande maioria das pessoas envolvidas nesse hobby não tem um grande poder aquisitivo e não pode gastar tanto nisso, ainda mais que ha poucos anos atrás esses itens eram muito mais baratos, então o aumento de preço não faz sentido. Eu gosto de jogar nos consoles originais e no passado, queria ter uma grande coleção de consoles ala colecionadores americanos/japoneses tem, mas desisti completamente desse sonho, me entreguei totalmente a emulação e pretendo continuar nela mesmo que futuramente tenha condições de ter a coleção que sonhei. Moro num lugar sem muito espaço para guardar consoles e cartuchos e é provável que no futuro more num lugar mais apertado ainda, então ter uma apenas um sistema portátil/compacto onde poderei jogar tudo que quero valera muito mais a pena que uma coleção, alem de ser muito mais prático, e pra quem torce o nariz pra emulação, eu recomendo dar uma chance e ir fundo nela. Só com a mente despreocupada, tendo posse de um sistema mais simples e pratico que uma coleção de consoles e tendo acesso a todos os jogos que deseja, fara esse mercado finalmente empacar e praticar os preços realmente justos, pra se livrar de agora "lixo sem valor que so ocupa espaço", mas quem sabe o que o futuro nos reserva...
 

NIETTO.U2

Habitué da casa
Mensagens
268
Reações
179
Pontos
89
Essa história toda é muito triste... ele parecia ser um cara legal.
Quanto ao museu, aparentemente ele não tinha filhos certo? Isso faz com que os pais sejam os herdeiros legais. Acho que não temos o direito de julgar mau por estarem vendendo os itens (somente de reclamar dos preços) já que são os atuais proprietários.
Eu não sei se eu perdesse um filho iria querer ver os seus pertences num museu que me lembraria constantemente de sua morte...enfim, é uma situação muito difícil.
Sim ele era um cara super legal e infelizmente não teve tempo de ter filhos...
Na época, a coleção ocupava 3 quartos grandes e os pais devem ter ficado perdidos sem saber o que fazer e precificar aquela coleção enorme.
Só queria saber como chegaram naqueles valores... se o Norian Jr. tinha uma planilha com valores pagos, se chamou alguém próximo que "entendia de games", se foi chute mesmo...
Se tivessem colocado preços de mercado, a coleção já teria sido totalmente vendida. Assim, evitaria que o sofrimento se arrastasse por anos, pois houve muitas trocas de farpas entre o vendedor e compradores nos anúncios e tal.
É realmente uma situação difícil, mas eu colocaria preços baixos para me livrar logo de tudo aqui e seguir minha vida.
 

Rodrigocfb

Bam-bam-bam
Mensagens
4.812
Reações
2.069
Pontos
404
Quem define o preço é o mercado.
Se o mercado valorizou muito devido a uma demanda absurda, não quer dizer que não é justo.
Nem é o objetivo do tópico, mas acredito que vc tem razão.

Vejo muita choradeira sobre preços de retro hoje em dia, mas a tendência é piorar ou a "onda" diminuir (porém a oferta ja estará muito menor)

Escassez de itens e aumento da procura, gera isso mesmo. Paciência.

E não sou vendedor querendo valorizar meus produtos. Tenho alguns itens (sem intenção nenhuma de vender) mas defini minhas regras quanto a compra, e não adquiro quase nada ultimamente.

Então esqueçam o que é preço justo. Isso não existe com escassez, pois justo nesse caso é extremamente relativo.

Tem gente que acha que R$ 1.000 numa Chrono Trigger é barato, e quem sou eu pra dizer se é ou não é... eu nao pagaria nem metade disso, logo, o que posso fazer é:
  • Jogar no emulador ou
  • jogar no console com flashcart
E vida que segue.



Sobre os caras que acharam o galpão ai, na moral, qual a obrigação deles em divulgar/compartilhar isso?

Muita gente quer implementar um socialismo com games retro, com preços controlados e itens com acesso a todos. Isso não existe.

Enviado de meu SM-G973F usando o Tapatalk
 

RenX

Veterano
Mensagens
899
Reações
423
Pontos
119
Nao deve ser do Nando Games, pois ele mora em Osasco, é perto da minha casa, meu irmão já levou uns consoles pra ele fazer mod rgb.

Sobre o video eu já discuti com eles nos comentários do youtube. E o q penso é isso aí, vão pegar os melhores itens e dividir na panelinha e o resto vender a um preço cheio. Se isso é certo eu já nem sei, mas o erro foi ter postado esse vídeo q foi meio arrogante, era melhor nem postar.

Se fosse eu, pegaria os itens de interesse e divulgaria o local pra galera. Se estivesse a preço de banana compraria coisas pra revender sim mas colocaria a preço pra vender rápido.

Nem sabia q tinham feito live pra explicar. Já até desencanei do caso, mas quando vi o vídeo fiquei meio pirado e puto tb.
 
Topo