O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


AstrônomOS / FisicuzinhOS [tópico oficial] [P.35: primeira foto de um buraco negro da história!][50 anos da ida do homem à lua 16/07 p:41]

Qual o teu nível de conhecimento sobre astronomia?


  • Total voters
    254

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
22.135
Reações
27.231
Pontos
609
Normalmente pipocam tópicos sobre esse assunto VICIANTE PRA CARALHO (pelo menos pros mais curiosos), inclusive esse tópico do teta @Ilellada , onde trocamos uma ideia e me inspirou a criar esse tópico oficial.

Sou um mero trabalhador brasileiro, minha especialidade é vendas e manketing, então podem me perguntar: mas tio Zé, que raios tu quer falar de estrela, buraco negro e a porra toda? Eu respondo, meus seguidores: é um assunto fascinante demais quando começamos a pesquisar mais a fundo. Até lá, no início dos estudos, parece tudo muito viajante, sem sentido. Mas na medida que vamos aprofundando por meio de artigos, vídeos e toda a parafernália de ferramentas que dispomos hoje, vamos nos viciando.

Meu interesse pelo assunto surgiu em um belo domingo de manhã, quando acordei meio de ressaca, liguei a TV e tava dando no History (série O Universo, que falo mais adiante) um documentário sobre uma tal de VY Cannis Majoris, considerada na época a maior estrela já catalogada pelo homem, nada mais nada menos 1420 X maior que o sol, que por sua vez, tem um volume 1.300.000 maior que a Terra, ou seja, essa porra de estrela é simplesmente dezenas de milhões de vezes maior que a Terra.





:eek::eek::eek::eek::eek:



https://pt.wikipedia.org/wiki/VY_Canis_Majoris

VY Canis Majoris
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

VY Canis Majoris

Comparação entre o tamanho do Sol e VY Canis Majoris
Dados observacionais (J2000)
Constelação Canis Major
Asc. reta 07h 22m 58,3s[1]
Declinação -25° 46′ 03,2″[1]
Magnitude aparente 7,9607[2]
Características
Tipo espectral M2.5-5Iae[1]
M5e Ia[3]
Cor (B-V) 2,24[1]
Variabilidade Semi-regular[4]
Astrometria
Velocidade radial 49 ± 10 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 5,72 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -6,75 mas/a[1]
Paralaxe 0,83 ± 0,1 mas[5]
Distância ~3 840 anos-luz
1 170[6] [7] pc
Detalhes
Massa 17 ± 8[6] M
Raio 1 420 ± 120[6] R
Gravidade superficial -0,6 (log g)[6]
Luminosidade ~270 000[6] L
Temperatura ~3 490[6] K
Outras denominações
VY CMa, HD 58061, HIP 35793.[1]

VY Canis Majoris (VY CMa) é uma estrela hipergigante vermelha localizada na constelação de Canis Major. É uma das maiores estrelas conhecidas, com um raio de aproximadamente 1420 raios solares.[6]



Índice
[esconder]
Propriedades[editar | editar código-fonte]
Tamanho[editar | editar código-fonte]
Uma equipe de astrônomos liderados por Roberta Humpreys, da Universidade de Minnesota, originalmente estimou um raio de 1 800 a 2 100 raios solares para VY Canis Majoris,[8] o que a tornaria a maior estrela conhecida por raio. No entanto, um estudo mais recente a partir de observações diretas estimou um raio de 1 420 ± 120 raios solares.[6]

Nebulosa Circundante[editar | editar código-fonte]
VY Canis Majoris é cercada por uma nebulosa decorrente da massa de gás expelida pela estrela, fato que levou os astrônomos inicialmente a acreditar que se tratava de um sistema estrelar múltiplo. Essa nebulosa também encobre grande parte do brilho da estrela, que, não obstante o seu tamanho não pode ser vista no céu noturno a olho nu assim como outras gigantes vermelhas.

Despretensiosamente, comecei a ver no YT os vídeos da série O Universo, foi aí que me viciei.
Então comecei a pesquisar sobre as estrelas e seus tipos, depois galáxias, buracos negros e hoje to MUITO VICIADO no Bóson de Higgs, ou a "Partícula de Deus".

Fica a sugestão de uma entrevista ESPETACULAR do Marcelo Gleiser, que utiliza uma linguagem mais comum aos leigos, e manja demais:


O bacana é compartilhar esses assuntos com as pessoas que convivemos no cotidiano e não tem o mínimo interesse pelo assunto. Esses dias perguntei pra minha namorada se ela sabia por que o Sol queima a milhões de anos, ela respondeu: "sabe que nunca parei pra pensar?". Então de leigo (nem tanto) pra leigo, expliquei pra ela e ficou de boca aberta, se fascinou e começou a pesquisar também. Ontem de noite ela tava vendo vídeo sobre a galáxia e espantada com o tamanho e distância das coisas.

Enfim caras, é coisa pra cacete pra ser discutida... Quem aqui se interessa pelo assunto e por que se interessa?

DICA: TÓPICO SOBRE FILMES DE ASTRONOMIA NA PASTA CINEMA.

ÍNDICE DE INDICAÇÕES DA TETADA:

 
Ultima Edição:


Ilellada

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.671
Reações
29.052
Pontos
619
opa, bom tópico! minhas contribuições!

Até onde uma partícula de luz consegue chegar em nosso sistema solar em 45 min:

vídeo sobre a vida em outros planetas :


 

SoadFox

Veterano
Mensagens
609
Reações
423
Pontos
134
Ótimo tópico, astronomia foi umas das primeiras coisas que me despertou curiosidade, pois desde criança sou fascinado pelo o universo. Logo depois veio a biologia, sem esquecer da evolução das espécies.

Como contribuição, posso citar esta série, que é brilhante: "Cosmos: A Spacetime Odyssey".
 

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
22.135
Reações
27.231
Pontos
609
Ótimo tópico, astronomia foi umas das primeiras coisas que me despertou curiosidade, pois desde criança sou fascinado pelo o universo. Logo depois veio a biologia, sem esquecer da evolução das espécies.
Evolução das espécies, ta aí outro assunto viciante ao extremo e que to começando a me interessar.
Naquela entrevista que indiquei do Marcelo Gleiser tem um trecho muito interessante sobre isso, que fala de assimetria ("o bonito é o assimétrico") e tudo mais... Vale conferir.

Como contribuição, posso citar esta série, que é brilhante: "Cosmos: A Spacetime Odyssey".
Comos ASO é foda ao extremo, pqp... Continuação da clássica da década de 80 não?
 


SoadFox

Veterano
Mensagens
609
Reações
423
Pontos
134
Na verdade é como uma atualização da versão clássica, mesmos temas, porém com mais conteúdo e atualizado. Acho a série foda por abordar não só o Cosmos, como também a história do nosso planeta e o surgimento da vida no mesmo, além de explicar de maneira simples o método científico de algumas das descobertas da ciência. A parte que fala das extinções em massa e de como elas foram um golpe de sorte para que nossa vida e a vida que conhecemos fosse possível, também é fascinante.

Vou acompanhar este tópico, quero muito ver o material que vai ser postado por aqui.
 

Tulius18

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.700
Reações
27.264
Pontos
609
Não errei, pois eu não disse que ela é a maior. Eu disse que na época do documentário ela era.
Então não errei, apenas omiti a informação de que a maior estrela do Universo é a UY Stulius18ti.

Suma.
Não adianta se explicar, apenas aceite que errou.
 

Ilellada

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.671
Reações
29.052
Pontos
619
botei de médio pra cima pra eu entendi umas coisas de interestrelar lol e meus amigos costumam saber menos que eu quando falamos sobre o assunto, mas não me considero avançado pq sempre estou aprendendo quando vejo sobre o assunto e quando requer um entendimento mais profundo de fisica ou quimica eu peno a entender
 

AllGulf

Bam-bam-bam
Mensagens
13.723
Reações
9.054
Pontos
489
botei de médio pra cima pra eu entendi umas coisas de interestrelar lol e meus amigos costumam saber menos que eu quando falamos sobre o assunto, mas não me considero avançado pq sempre estou aprendendo quando vejo sobre o assunto e quando requer um entendimento mais profundo de fisica ou quimica eu peno a entender
Pois é.. Também fiquei sem referência pra votar então tasquei um mediano.
 

victor_br12

Bam-bam-bam
Mensagens
4.619
Reações
3.389
Pontos
369
eu sou físico (ou quase, oficialmente), mas astronomia é uma área que nunca me interessou estudar profundamente, apesar que já estudei varias coisas que se originaram de resolução de problemas astronômicos. Vou acompanhar o tópico.
 

Ilellada

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.671
Reações
29.052
Pontos
619
Nasa identifica possíveis 'vulcões de gelo' em Plutão

um dos dois possíveis "vulcões de gelo", foi localizado ao sul da planície de Sputnik
Dois possíveis "vulcões de gelo" foram identificados na superfície de Plutão.

Eles foram localizados em imagens enviadas pela sonda New Horizons, que passou pelo planeta-anão em julho.

As montanhas têm alguns quilômetros de altura e dezenas de quilômetros de diâmetro.

Enquanto os vulcões da Terra expelem rocha derretida, os de Plutão – se é isso mesmo que eles são – liberariam uma mistura gelada, parcialmente derretida, de substâncias como água, nitrogênio e metano.

O time responsável pela missão ainda precisa fazer mais análises para confirmar a descoberta.

Informações sobre a composição dos materiais que compõem o terreno local podem ajudar na tarefa.

Descoberta convincente
A New Horizons ainda não enviou todas as informações registradas durante o sobrevoo a Plutão. Até agora, apenas cerca de 20% de suas observações chegaram até a Terra.

Se o crio-vulcanismo for comprovado, será uma incrível descoberta. A ocorrência do fenômeno já havia sido sugerida em vários outros corpos do Sistema Solar exterior, mas sem nada convincente ser detectado.

Os dois candidatos a vulcões de Plutão foram encontrados a sul de Sputnik Planum, planície lisa no equador do planeta.

Eles têm sido informalmente chamados de Wright Mons e Piccard Mons. Sua forma lembra, na Terra ou em Marte, a dos vulcões-escudo – extensos vulcões formados por repetidas erupções de fluídos de baixa viscosidade.

Comparação com Marte
Assim como suas supostas caldeiras, essas formações apresentam textura irregular em seus flancos, o que pode representar antigos “rios de lava gelada”.

O quão recente estiveram em atividade, ninguém sabe dizer.

Image copyrightNASA JPL JHU SWRI
Image captionPiccard Mons (à esq.) e Wright Mons (à dir.); as cores da imagem divulgada pela Nasa indicam a altura: azul é baixo, verde é intermediário e marrom é alto
“É espantoso que, em toda a exploração que fizemos, as construções mais próximas disso na vizinhança estejam em Marte”, afirmou o professor Alan Stern, o investigador principal da missão New Horizons.

“Não vimos nada como isso em todos os mundos do Sistema Solar médio. É realmente incrível.”

Já se passaram 120 dias desde que a New Horizons fez seu histórico sobrevoo sobre o planeta-anão e suas luas.

Desde então, a sonda já ultrapassou 140 milhões de km no Sistema Solar externo, a cerca de 5 bilhões de quilômetros da Terra.

Os responsáveis pela missão supervisionaram, na semana passada, o disparo do último dos quatro motores que colocaram a aeronave em seu curso em direção ao novo alvo, a ser alcançado em 2019.

O objetivo é chegar até um corpo gelado muito menor, chamado de 2014 MU69.

A estimativa é que ele não tenha mais de 45 km de diâmetro, mas espera-se que a New Horizons se aproxime mais desse objeto do que ocorreu com Plutão – foram 12,5 mil km de distância.

No entanto, a equipe ainda não obteve, formalmente, os recursos da agência espacial norte-americana para operar a sonda até o 2014 MU69.

O projeto científico para pleitear esse suporte financeiro deve ser submetido à Nasa no ano que vem.

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/11/151109_vulcao_plutao_ab.shtml?ocid=socialflow_twitter
 

dhunter

Habitué da casa
Mensagens
848
Reações
207
Pontos
99
Curto muito esse assunto, como falei no outro tópico, sempre achei bacana, mas comecei viciar qnd comecei a ver How the Universe Works, da discovery, e depois fui pra Cosmos e vi os TEDs que tinha no netflix sobre isso.
E ainda irei em algum lugar que se possa observar as estrelas e os braços da espiral da galáxia de noite a olho nu! (De preferência na Nova Zelândia)

Enviado de meu GT-I9305 usando Tapatalk
 

Tesla

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.422
Reações
19.834
Pontos
709
Bleh, votei profissional porque considero que bolsa de IC e ter projeto apresentado entra em "trabalhar com Astronomia" huehuehue. Se acharem que não é suficiente, considerem "Avançado". :klolz

Mas isso não quer dizer nada, pois meu conhecimento só é "Avançado" em relação ao Zé Povinho, porque se for analisar de maneira absoluta, meu conhecimento sobre o Universo é quase NADA. :kfeliz
 

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
22.135
Reações
27.231
Pontos
609
Bleh, votei profissional porque considero que bolsa de IC e ter projeto apresentado entra em "trabalhar com Astronomia" huehuehue. Se acharem que não é suficiente, considerem "Avançado". :klolz

Mas isso não quer dizer nada, pois meu conhecimento só é "Avançado" em relação ao Zé Povinho, porque se for analisar de maneira absoluta, meu conhecimento sobre o Universo é quase NADA. :kfeliz
Sério mesmo man?

Como funfa essa parada de bolsa? E que projeto é? Conte-nos mais!
 

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
22.135
Reações
27.231
Pontos
609
Nasa identifica possíveis 'vulcões de gelo' em Plutão

um dos dois possíveis "vulcões de gelo", foi localizado ao sul da planície de Sputnik
Dois possíveis "vulcões de gelo" foram identificados na superfície de Plutão.

Eles foram localizados em imagens enviadas pela sonda New Horizons, que passou pelo planeta-anão em julho.

As montanhas têm alguns quilômetros de altura e dezenas de quilômetros de diâmetro.

Enquanto os vulcões da Terra expelem rocha derretida, os de Plutão – se é isso mesmo que eles são – liberariam uma mistura gelada, parcialmente derretida, de substâncias como água, nitrogênio e metano.

O time responsável pela missão ainda precisa fazer mais análises para confirmar a descoberta.

Informações sobre a composição dos materiais que compõem o terreno local podem ajudar na tarefa.

Descoberta convincente

A New Horizons ainda não enviou todas as informações registradas durante o sobrevoo a Plutão. Até agora, apenas cerca de 20% de suas observações chegaram até a Terra.

Se o crio-vulcanismo for comprovado, será uma incrível descoberta. A ocorrência do fenômeno já havia sido sugerida em vários outros corpos do Sistema Solar exterior, mas sem nada convincente ser detectado.

Os dois candidatos a vulcões de Plutão foram encontrados a sul de Sputnik Planum, planície lisa no equador do planeta.

Eles têm sido informalmente chamados de Wright Mons e Piccard Mons. Sua forma lembra, na Terra ou em Marte, a dos vulcões-escudo – extensos vulcões formados por repetidas erupções de fluídos de baixa viscosidade.

Comparação com Marte

Assim como suas supostas caldeiras, essas formações apresentam textura irregular em seus flancos, o que pode representar antigos “rios de lava gelada”.

O quão recente estiveram em atividade, ninguém sabe dizer.

Image copyrightNASA JPL JHU SWRI
Image captionPiccard Mons (à esq.) e Wright Mons (à dir.); as cores da imagem divulgada pela Nasa indicam a altura: azul é baixo, verde é intermediário e marrom é alto
“É espantoso que, em toda a exploração que fizemos, as construções mais próximas disso na vizinhança estejam em Marte”, afirmou o professor Alan Stern, o investigador principal da missão New Horizons.

“Não vimos nada como isso em todos os mundos do Sistema Solar médio. É realmente incrível.”

Já se passaram 120 dias desde que a New Horizons fez seu histórico sobrevoo sobre o planeta-anão e suas luas.

Desde então, a sonda já ultrapassou 140 milhões de km no Sistema Solar externo, a cerca de 5 bilhões de quilômetros da Terra.

Os responsáveis pela missão supervisionaram, na semana passada, o disparo do último dos quatro motores que colocaram a aeronave em seu curso em direção ao novo alvo, a ser alcançado em 2019.

O objetivo é chegar até um corpo gelado muito menor, chamado de 2014 MU69.

A estimativa é que ele não tenha mais de 45 km de diâmetro, mas espera-se que a New Horizons se aproxime mais desse objeto do que ocorreu com Plutão – foram 12,5 mil km de distância.

No entanto, a equipe ainda não obteve, formalmente, os recursos da agência espacial norte-americana para operar a sonda até o 2014 MU69.

O projeto científico para pleitear esse suporte financeiro deve ser submetido à Nasa no ano que vem.

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/11/151109_vulcao_plutao_ab.shtml?ocid=socialflow_twitter
Como pode vulcão de gelo?

Um vulcão não é ocasionado por atividades tectônicas e, pra isso, não teria que ter lava?
Aliás, Plutão tem núcleo?

Como é essa porra?
 

Tesla

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.422
Reações
19.834
Pontos
709
Sério mesmo man?

Como funfa essa parada de bolsa? E que projeto é? Conte-nos mais!
Ah, pelo menos na época que eu fiz funfava assim: a partir do segundo ano de curso, tu poderia procurar um professor e tentar uma bolsa de Iniciação Científica. Daí elaborava um projeto, desenvolvia ele, apresentava em congressos, simpósios, encontros, etc. No meu caso, fui meu professor orientador é um fodástico na área de Astronomia (que aliás apareceu na tv esses tempos lol), e montamos uma equipe pra travalhar em diversas áreas. No meu caso, eu estava analisando a evolução de cometas, mais especificamente a sublimação que ocorre quando ele se aproxima do Sol (ou outra estrela né HUE).
 

Ilellada

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.671
Reações
29.052
Pontos
619
Como pode vulcão de gelo?

Um vulcão não é ocasionado por atividades tectônicas e, pra isso, não teria que ter lava?
Aliás, Plutão tem núcleo?

Como é essa porra?
Como pode vulcão de gelo?

Um vulcão não é ocasionado por atividades tectônicas e, pra isso, não teria que ter lava?
Aliás, Plutão tem núcleo?

Como é essa porra?
não sei : /

talvez quando o planeta se aproxima do sol causa um coque térmico..
 

dhunter

Habitué da casa
Mensagens
848
Reações
207
Pontos
99
não sei : /

talvez quando o planeta se aproxima do sol causa um coque térmico..
Lembrei da explicação de ter vulcões nas luas de jupter, que era por causa da gravidade absurda de jupter, conforme a lua ia ficando mais perto e mais longe de jupter, ela ia "esticando" e "encolhendo" e isso gerava um atrito no núcleo que por sua vez gerava calor, os vulcões e as erupções
 

victor_br12

Bam-bam-bam
Mensagens
4.619
Reações
3.389
Pontos
369
Ah, pelo menos na época que eu fiz funfava assim: a partir do segundo ano de curso, tu poderia procurar um professor e tentar uma bolsa de Iniciação Científica. Daí elaborava um projeto, desenvolvia ele, apresentava em congressos, simpósios, encontros, etc. No meu caso, fui meu professor orientador é um fodástico na área de Astronomia (que aliás apareceu na tv esses tempos lol), e montamos uma equipe pra travalhar em diversas áreas. No meu caso, eu estava analisando a evolução de cometas, mais especificamente a sublimação que ocorre quando ele se aproxima do Sol (ou outra estrela né HUE).
Eu "trabalhei" numa IC com problemas inversos (apesar de eu fazer física, foi matemática aplicada), em especial problemas de reconstrução de imagens por sinais capturados, e uma das aplicações (a mais importante é em imagens médicas) é em radio astronomia, vc captura as ondas de radio vindo dos astros usando equipamentos adequados e através de umas técnicas matemáticas (que são uma longa historia) você aproxima a imagem das coisas que tem no espaço que tão fora do espectro visível.
 

Ilellada

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.671
Reações
29.052
Pontos
619
Lembrei da explicação de ter vulcões nas luas de jupter, que era por causa da gravidade absurda de jupter, conforme a lua ia ficando mais perto e mais longe de jupter, ela ia "esticando" e "encolhendo" e isso gerava um atrito no núcleo que por sua vez gerava calor, os vulcões e as erupções
pensei nisso em explicar a causa de plutão mas ele tá muito distante de um planeta gasoso. Mas não deixa de ser fantástico essas da lua de jupiter
 

Sought

Bam-bam-bam
Mensagens
2.371
Reações
5.152
Pontos
283
O que acho interessante é o tempo, de passar diferente em outros lugares e talz.
Li não sei aonde que se você sair e voltar pra terra em uma velocidade absurda, você consegue se ver partindo, não sei se é verdade, mas se for é muito interessante.
Também sou viciado nesses assuntos, ver a imensidão e complexidade do universo ta servindo como terapia pra mim.
 
Topo