O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Até que idade um filho deve morar na casa dos pais?

Comedor de Caixinha

Bam-bam-bam
Mensagens
3.463
Reações
8.810
Pontos
303
Depende. Pra mim o estopim é quando a convivência não é mais possível e/ou saudável. Se todos convivem bem e estão confortáveis, pode até ser pra sempre.

A própria pessoa, por uma questão de amadurecimento e orgulho pessoal, deve sentir vontade de sair...no meu tempo era normal com 14, 15 anos a molecada já doida pra completar 18 e sair.
 


jajejijoju

Bam-bam-bam
Mensagens
1.459
Reações
3.623
Pontos
303
Eu sai aos 18 anos então tinha um preconceito com qualquer um que continuasse morando com os pais depois da faculdade.
Agora acho que se a pessoa já tem emprego, mas fica por opção não vejo mais tanto problema.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
26.316
Reações
21.271
Pontos
769
Saí com 30, ao casar (nesse meio tempo já tinha morado sozinho por 2 anos, pois fui trabalhar em outra cidade, mas retornei). Já tinha passado da hora. Estava ficando bizarro morar com os pais, e eu prezo muito pela minha independência e privacidade, então não estava mais confortável - por mais que eu tivesse toda a liberdade que quisesse.

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
 

makeikow

Bam-bam-bam
Mensagens
1.475
Reações
2.594
Pontos
303
Na minha concepção, o filho deve sair da casa dos seus pais assim que arranjarem um emprego.

Eu sai quando tinha 23 anos e com um bom emprego.
 


arqueiro182

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.652
Reações
62.457
Pontos
553
Até que idade um filho deve morar na casa dos pais?
FABIANA SANTOS


Michael Rotondo, 30 anos, e os pais, Christina e Mark (WPTV.com)

Michael Rotondo, 30 anos, e os pais, Christina e Mark (WPTV.com)
A notícia se espalhou pelo mundo e não se trata de fake news: Michael Rotondo, um americano de 30 anos, da cidade de Siracusa, no estado de Nova Iorque, foi feito réu pelos próprios pais. O motivo? Seus pais tiveram que apelar para uma ação judicial para que o filho deixasse de morar na casa deles.
Christina e Mark Rotondo, os pais, procuraram a justiça americana no início deste mês e apresentaram provas de cinco avisos que deram ao filho, a partir de fevereiro deste ano. Eles chegaram a dar mil e cem dólares para ajudar o filho a encontrar um novo lugar para morar; sugeriram que ele vendesse coisas de valor para que isso lhe rendesse algum dinheiro até arranjar um emprego; indicaram opções de trabalho na cidade onde eles moram. E deram vários prazos que o filho nunca quis cumprir. Por isso, explicaram ao juiz que decidiram tomar a atitude drástica de apelar à Justiça.
O filho ainda tentou durante a audiência argumentar que qualquer inquilino tem 6 meses para deixar um imóvel. Mas o juiz, Donald Greenwood, discordou. Ele considerou que os avisos dos pais foram mais do que suficientes e ordenou o despejo do filho. Em entrevista, após a audiência, Michael afirmou que a decisão “foi ridícula”.
Nos Estados Unidos existe uma cultura de que a maioria dos pais se dedica bastante aos filhos até a conclusão do ensino médio. Há entre muitos pais a preocupação de incentivar a carreira esportiva do filho que pode abrir caminho para uma vaga num “college”. Mas aos 18 anos é esperado que um filho siga seu rumo, cada qual morando na faculdade ou se virando com o trabalho que conseguir e daí em diante seguindo a vida sem voltar para a casa da mamãe. Esta é a “tradição americana” que eu tenho visto.
No Brasil, a maioria dos meus amigos de faculdade moravam com suas respectivas famílias como eu. Eu deixei a casa da minha mãe aos 24 anos. Quando já estava formada e com um emprego estável. Minha mãe sofreu com a minha decisão de morar sozinha. Repetia que eu não precisava ir. Mas é fato de que hoje em dia este tempo com os pais está se prolongando cada vez mais.
De acordo com o IBGE, 1 em cada 4 adultos entre 25 e 34 anos ainda moram com os pais. Nos últimos 10 anos, o número de jovens entre 25 e 30 anos vivendo com os pais aumentou em mais de 40% e idade média para os filhos saírem de casa passou de 25 para 35 anos. Não é à toa que alguns psicólogos têm defendido que a adolescência seja considerada até os 25 anos.
Os filhos adultos, ainda na casa dos pais, recebem o nome de filhos cangurus. Eu consultei o psicólogo Rossandro Klinjey, bem conhecido nas redes sociais e nosso consultor aqui no blog, para saber dele se há algo de errado nessa relação familiar. Aqui o que ele diz: "Sempre que analisamos temas como esse não cabe julgamento. Cada caso é um caso. Se é, por exemplo, uma decisão coerente por economia financeira para ficar um pouco mais estável até poder sair de forma definitiva. Se é o caso da pessoa ficar por fragilidade emocional, pois tem dificuldade de enfrentar o mundo adulto e a própria vida, se bancar emocionalmente e financeiramente. Aí a pessoa acaba mantendo essa fragilidade quando os pais não estimulam essa saída de forma amorosa, no sentido de entender que chega um momento em que a pessoa tem que se auto-determinar. Por mais que seja agradável os filhos perto da gente, muitos pais acabam percebendo que se os filhos continuarem assim, quem vai cuidar deles quando eles envelhecerem? Importante que família é isso: o lugar em que a gente acolhe, mas também um lugar em que a gente se prepara para viver a própria vida".
Fabiana Santos é jornalista, casada, mãe de Felipe, de 14 anos, e de Alice, de 8 anos. Eles moram em Washington-DC. O mais velho começa este ano o “High School” e em 4 anos deve seguir para uma Universidade, que pode acontecer de ser bem longe de casa.
MATERNIDADE
DESENVOLVIMENTO PESSOAL
____

Fala tetudos,

No domingão trago esse tema para debate.

Atualmente com quase 30 e perto dos 3 anos morando só. Levanto essa questão se existe ainda a pressão da sociedade para ter a independência até os 30, por exemplo.

Se é considerado normal na visão de vocês, um filho com 30/40/50 anos morando com os pais ou parentes?

Se a geração atual está preparada para as responsabilidades da vida?

A pandemia piorou a situação de envelhecer na casa dos pais?

Experiências? Dissertem.


Bom OP, você primeiro citou um caso que aconteceu nos EUA. Maior potência mundial, onde o salário lá é 5x maior que aqui onde um chapeiro do McDonald's tem seu lugar próprio quando quiser.

E em seguida indicou um canal cujo o apresentador já disse que era uma boa pros homens perdoarem traição :klol

Assim fica difícil né.

Mas acho que seria a partir do momento que se tiver condições financeiras e não idade em si, pois tem gente que tem onde morar e é desempregada e tem gente que tem um salário e no entanto mora de aluguel com os pais (esse último tanto faz se sair de casa ou não eles não tem casa própria mesmo).
 

Elijah Kamski

Bam-bam-bam
Mensagens
4.714
Reações
10.578
Pontos
303
Vai depender da relação entre os familiares, estilo de vida e até mesmo a habitação atual. Uma família que morar numa casa grande, por exemplo, dificilmente o filho/filha vai querer sair de casa por ter espaço para a privacidade e não vai viver mal.

Acho que a pessoa só deveria sair respeitando esses requisitos: é a vontade dela de fazer isso, vai conseguir se sustentar ou com algo muito bem planejado e já ciente de todas as responsabilidades vindas. Ir para agradar qualquer pessoa é furado, só se for no caso de relacionamento sério.
 

Megalith

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.767
Reações
22.021
Pontos
564
Se a pessoa é solteira, tem uma relação boa com os pais e o imóvel é grande, não vejo motivos financeiros para fazer algo desse tipo.
É o que acontece aqui e meu pai descansou em paz porque eu e minha mãe cuidamos dele muito bem quando teve AVC, se não fosse por mim e meus cuidados de limpeza e transporte pro banheiro, minha mãe iria pro caixão junto.
 

Kaiketsu_Zubat

Bam-bam-bam
Mensagens
6.100
Reações
15.305
Pontos
353
Eu não via a hora de sair de casa, saí quando era menor e dou graças a Deus por ter tomado essa atitude porque a vida ensina e aprender a se virar sozinho sem depender de ninguém não tem preço algum.
Foi aí que eu aprendi a viver, sozinho e não tive a boquinha de ter pai e mãe passando a mão na cabeça não.

Quem tem mãe assim tem que agradecer a Deus por isso, porque eu não tive, e eu me conheço portanto mesmo que eu tivesse uma mãe assim eu iria sair porque não gosto de tirar a privacidade alheia porque também não gosto que tirem a minha e a liberdade de ir e vir sem dar satisfação a ninguém é boa demais.
 

Lor’themar Pomposo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.561
Reações
2.959
Pontos
279
É que lá nos EUA os caras tem outra filosofia né. Tipo, entrou pra faculdade já saem de casa e moram sozinhos.

Aqui é diferente, tem isso de querer que more perto, etc etc.

Aqui a casa que moro é grande pra eu minha mãe e minha irmã (minha outra irmã é casada e outra mora em outra cidade). Eu racho as contas com a véia, e não me sinto "sem privacidade" ou nada do tipo. Minha mãe não fala nada sobre "vaza" também! kkk

Então saio mesmo quando: ou tiver muita grana ou ganhar repentinamente, ou casar mesmo.
 

ROLGENIO

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.589
Reações
54.105
Pontos
563
Bom OP, você primeiro citou um caso que aconteceu nos EUA.
Na verdade quem citou essas coisas que vc falou foi a repórter e não o OP. O trecho inicial não passa de uma matéria, o OP só perguntou no final o que cada um achava do assunto.
 

Lemarchand's box

Zima Blue
VIP
Mensagens
13.661
Reações
22.938
Pontos
553
É uma decisão que cabe a familia, não existe uma regra. Eu saí de casa aos 18 e fui para outro estado, morando solo até os 22, quando chamei os meus pais e a minha irmã para morarem aqui comigo, já que a situação deles não estava muito boa e eu tenho uma condição financeira melhor. Fora a cidade ser mais tranquila e com um melhor clima. Não vejo problema. Enquanto minha mãe e minha irmã quiserem morar comigo, que morem.
 
Ultima Edição:

Roveredo

Bam-bam-bam
Mensagens
7.379
Reações
25.260
Pontos
353
Depende muito, tem amigo meu que mora com a mãe e nem beber pode, enquanto outros podem vomitar na sala e comer a mina na cozinha que os pais ficam de boa, não acho que seja só uma questão de relação boa.

Eu pessoalmente não sei se mudaria mais novo, porém vou ser obrigado agora com 24 anos, pois vou trabalhar em SP e meus pais foram pro litoral, aí vou ficar na casa deles, então é bem de boa, não vou gastar quase nada e ter uma casa enorme só pra mim.

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
Isso entra na questão de relacionamento. Se a relação familiar é boa entre pais e filho, mas é marcada por questões dessa natureza (falta de privacidade, controle etc.), entendo que pode ser algo que leve o filho a querer morar sozinho.
 

MaxCarnage666

Bam-bam-bam
Mensagens
5.363
Reações
13.162
Pontos
353
Sai de casa ais 16 pra estudar na capital.
Claro que ainda era sustentado pelos meus pais. Só fiquei totalmente independente aos 25. Comprei meu próprio apto nessa idade
 

Gendo

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
4.586
Reações
3.553
Pontos
374
To com 27 anos e tive oportunidade de morar fora de casa pois estava ganhando bem mas como tinha perdido a minha mãe, resolvi ficar para ajudar a casa que ainda mora o meu pai e meus dois irmãos.

Hoje me arrependo, acho que daria sim pra morar fora antes e ainda conseguir ajudar na casa, nem por causa dos meus irmãos e sim por causa do meu pai que acabamos tendo uns problemas que eu não estava concordando, agora primeiro trampo de carteira assinada que eu arrumar, primeiro salário ja to saindo, nunca liguei em morar de aluguel mesmo, ainda mais que não me vejo montando uma família, então ta de boa, só quero minha privacidade e paz.
 

Thomas Shelby

Bam-bam-bam
Mensagens
1.738
Reações
3.609
Pontos
288
Acho importante diferenciar se a pessoa mora sozinha e pagas as contas ou é bancada pelos pais. Tipo, eu saí há 9 anos mas sou bancado pelo meus pais, então não vejo grande mérito nisso. Claro que há a parte de "conseguir" morar sozinho e tals, mas pra mim sempre foi de boa e nunca tive problema.

Uma guria estava me falando uma vez que era super independente, viajava de carro pra praia, ficava nos hoteis e pousadas sozinha e etc (claro que no caminho ela piranhava bastante creio eu kkk). E ela dizia em tom de orgulho ainda. Agora vamos pra realidade: a mina tem faculdade paga pelos pais, carro dados pelos pais, grana para esses lugares dada pelos pais, onde está a fucking independência que ela disse. Pra mim enquanto bancado não há independência.

Tbm vi um caso de uma mina, que um amigo meu pegava, que morava em um ap só pra ela na mesma cidade que os pais e ainda fazia medicina na particular. Enfim, isso eu acho o cúmulo do ridículo. É uma gasto besta pra c***lho, só pra sentir um independência enquanto os pais pagam um aluguel, mas ela era rica então acho que não mudava mto na vida dela.

Enfim, eu acredito que se eu morasse na mesma cidade dos meus pais iria morar com eles pra economizar no aluguel mesmo depois de formado. Mas isso pq tenho uma relação ótima com a minha família e é mto bom morar com eles. Eu sairia se eu casasse (oq não sei se vai acontecer) ou tivesse um relacionamento sério a ponto de morar com a mina. Mas fora isso nunca ia entrar pro aluguel.

Mas existem casos de pais que são mto chatos, cheio de mimimi, que querem controlar a rotina da pessoa, agridem verbalmente, são irônicos, batem, estupram sei lá, nesse caso vale a pena sair.
 

Thomas Shelby

Bam-bam-bam
Mensagens
1.738
Reações
3.609
Pontos
288
É uma decisão que cabe a familia, não existe uma regra. Eu saí de casa aos 18 e fui para outro estado, morando solo até os 22, quando chamei os meus pais e a minha irmã para morarem aqui comigo, já que a situação deles não estava muito boa e eu tenho uma condição financeira melhor. Fora a cidade ser mais tranquila e com um melhor clima. Não vejo problema. Enquanto minha mãe e minha irmã quiserem morar comigo, que morem.
vc é o pai dos seus pais.
 

O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
23.358
Reações
42.806
Pontos
589
A idade não tem relevância se você não for um abobrão.

Respeite a casa que não é sua, respeite as manias dos velhos que vão inclusive se intensificar com o passar dos anos, faça parte dos problemas da casa e sim, coloque a mão no bolso sem eles terem que te pedir. Não seja inconveniente e nem um peso morto...que tudo se resolve no tempo certo. Inclusive a sua decisão de ir para outro lugar.
 

Comedor de Caixinha

Bam-bam-bam
Mensagens
3.463
Reações
8.810
Pontos
303
A idade não tem relevância se você não for um abobrão.

Respeite a casa que não é sua, respeite as manias dos velhos que vão inclusive se intensificar com o passar dos anos, faça parte dos problemas da casa e sim, coloque a mão no bolso sem eles terem que te pedir. Não seja inconveniente e nem um peso morto...que tudo se resolve no tempo certo. Inclusive a sua decisão de ir para outro lugar.
Meus pais me ensinaram isso. "Você é sempre bem-vindo aqui, mas essa casa é nossa e as regras são nossas. Quando você tiver sua própria casa você faz o que quiser".

Claro que quando eu era moleque eu não queria nem saber, ficava revoltado, como todo adolescente idiota. Mas eu entendi e aprendi a respeitar. Saí de casa aos 22.
 

busologo

Ser evoluído
Mensagens
27
Reações
42
Pontos
23
Quando eu saí faltavam 2 meses pra eu fazer 19. Fui trabalhar em outra cidade mas voltava aos finais de semana. Saída definitiva foi aos 21 quando casei.
 

BlueWingedTiger

ROAR!
VIP
Mensagens
14.804
Reações
41.251
Pontos
554
estou com 22 e estou louco para saír kkk, temos uma boa relação mas eu quero ter minha própria casa, viver minha vida rsrsrsrs
Eu já morei um tempo fora e tenho saudades da liberdade que proporcionava, agora é terminar a faculdade para poder ir desbravar esse mundo :)
 

Dark Arisen

Supra-sumo
Mensagens
701
Reações
1.854
Pontos
168
Eu já gostaria de ter saído, mas a situação econômica não permite. Meus pais parecem não se importar, já que eu passo o dia no quarto trabalhando.

Se meu negócio estabilizar, a segunda coisa que farei será alugar um espaço e me mudar pra capital.

A primeira será comprar um carro (popular semi-novo) pra eles passearem nos fins de semana.

Meus pais fizeram muito por mim, e eu espero ter a capacidade financeira de mimá-los de vez em quando também
 

Hoitoessinkuentayceiz

Bam-bam-bam
Mensagens
2.084
Reações
3.123
Pontos
314
É com esse pensamento de sair de casa só quando as questões econômicas melhorarem que faz com que muitos marmanjos se sintam acomodados e fadados ao fracasso. Por isso está tão comum chupins sugando velhos de 70 anos... Pois a situação econômica nunca vai estar cômoda o suficiente.
Acho já uma mamata muito boa ter que trabalhar apenas depois de se formar.
Mas agora tem uns sanguessugas que além de estudar até o fim da graduação sem custear nada, só no estudo e gandaia, ficam na dependência dos pais esperando cair no colo o emprego dos sonhos para que possam comprar uma casa e só então pensar em se virar sozinho.
Mesmo que os pais tenham condições de manter o boneco, acho essa atitude uma tremenda falta de caráter e filadaputice. Falta de brio e orgulho próprio do k7
 

B.E.A.S.T

Bam-bam-bam
Mensagens
2.465
Reações
2.009
Pontos
319
Caras, quando eu saí de casa, eu já tinha no meu intimo que nao era pra morar sozinho. Conheço meu potencial de fazer m****: bebia bastante, drogas foi apenas a maconha, e nunca fui adepto da putaria descabida, até porque tenho uma certa aversão a mulher que aparenta ter muitos kms rodados.

Aos 25 eu já havia mesmo conhecido a pessoa a qual divido a vida (até hoje, graças a Deus tudo blza sou muito grato a minha gordinha), O que naturalmente ocorreu é: maconha nunca mais, bebidas parei em 2013 e virei um cara viciado em trabalhar, em ser um bom sujeito familia.Minha filha agora com 8 anos é muito companheira, praticamente minha sobra kkkkk

Porém, cada um que sabe o que deseja fazer da vida, mas não sou um dos que assina embaixo que casamento é uma m****, não entrem nessa nunca. Isso varia bastante de pessoa pra pessoa.
 

andrei.bnu

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.236
Reações
12.987
Pontos
604
Não existe idade pra sair de casa se ambos os lados se derem super bem com as despesas divididas.

O problema ocorre quando existe uma relação abuso de uma parte ou de outra do convívio.

Simples assim.
 
Topo