O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[Balburdia News] Pesquisa da UFG descobre composto que economiza até 75% de energia em celulares e TVs

Chris Redfield

Bam-bam-bam
Mensagens
9.703
Reações
5.263
Pontos
484
Pesquisa da UFG descobre composto que economiza até 75% de energia em celulares e TVs
Segundo o estudo, material é mais barato e tem mais eficiência do que os que são usados atualmente. De acordo com o pesquisador, baterias que duram um dia poderiam durar até quatro dias.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Goiás (UFG) descobriu uma forma de economizar energia em celulares e TVs de LED. Um composto químico é capaz de aumentar de 20% para 75,4% a eficiência das telas. Como isso, seria possível uma redução nas contas de energia e aumento na duração da bateria dos dispositivos. O projeto começou por acidente, após resultados de outra pesquisa.

De acordo com o professor e orientador da pesquisa, Felipe Terra Martins, atualmente, é usado o nitreto de gálio e índio ou compostos à base de irídio nas telas. Do total de energia consumida, apenas 20% são usados na emissão de luz. O restante é perdido em forma de calor.

A pesquisa descobriu que, usando um composto químico à base de moléculas ligadas ao elemento químico cádmio, 75,4% da energia é usada na emissão de luz. “Tudo isso começou como um acidente em uma outra pesquisa para tentar melhorar raio laser, mas não conseguimos porque precisavam de características muito específicas. Porém, vimos a propriedade de transformação em luz de um deles e ficamos surpresos com o resultado”, disse Martins.

Com isso, de acordo com o pesquisador, baterias que duram um dia poderiam ter a duração de até quatro dias. Outra vantagem da utilização desse composto é que sua produção é cerca de dez vezes mais barata, pois não usa o irídio, metal raro e que está cada vez mais escasso.

“O grama do irídio custa 19 dólares, enquanto o do cádmio curta 0,20 dólares e não é tão escasso”, disse.
A pesquisa foi publicada em uma das mais importantes revistas científicas do mundo, a Journal of the American of Chemical Society. Agora, os pesquisadores entraram em contato com uma empresa, que ajudou a patentear o composto e a pesquisa e, agora, ajuda a desenvolver os LEDs já com maior eficiência.


Pesquisa da UFG descobre composto que economiza até 75% de energia em celulares e TVs — Foto: Felipe Terra Martins/Arquivo Pessoal


 


toad02

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
35.910
Reações
52.630
Pontos
959
Notícia legal. E olha que o que eu mais leio é que universidade pública só tem vagabundo e maconheiro. Imagina então se esse estudo estivesse sendo feito na Unip? A TV já seria um Holodeck.
 

Ero_Seenin

Spaaaaaace Geek
Mensagens
21.074
Reações
16.954
Pontos
734
Como sempre, os jornalistas não entenderam a matéria e exageraram na manchete.

Isso afeta apenas o consumo da tela, e não do aparelho inteiro.

Óbvio que a adoção disso não vai fazer a bateria durar 3 vezes mais, só reduz o consumo da tela, de qualquer forma é um avanço enorme em eficiência.

Também precisa da era que tipo de tela esse material poderia ser aplicado. LCD, super simples , etc. Isso não fala na matéria.
 


Maximu's

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.672
Reações
12.947
Pontos
704
- O comentário abaixo foi retirado do Facebook e monstra a insatisfação do com o cliente a marca Xiaomi:

"CELULAR HORRIVEL, BATERIA NÃO ESTA DURANDO NEM 15 DIAS!!!!!!!!!!!!"

Compartilhando informações para os Chineses do meu MI9SE
 

Adam Sandler

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.496
Reações
42.996
Pontos
553
Já foi publicado, já era.
Que venha logo para o mercado, estou adorando esse banho de tecnologia nessa era da informação.
Agora a recarga de um celular para outro que a Samsung usa, terá algum sentido. Videogames portáteis aguentarão uma viagem inteira, só venha.
Então vai ser que nem o medicamento para retardar a calvície de outro estudo de universidades que tão cobrando uma fortuna pelo produto.
O dobro do valor e provavelmente metade da dose de outro composto pra isso.
 

find

Bam-bam-bam
Mensagens
6.804
Reações
5.131
Pontos
394
Depois criticam e xingam quem recebe bolsa de mestrado, doutorado e etc.
Raras as universidades privadas no Hue que desenvolvem pesquisas e ainda mais a esse nível.
Mais uma cuspida na cara de quem afirma quem vive de bolsa é vagabundo.

Tapatalk.
 

andrei.bnu

Bam-bam-bam
Mensagens
9.843
Reações
12.292
Pontos
404
Como sempre, os jornalistas não entenderam a matéria e exageraram na manchete.

Isso afeta apenas o consumo da tela, e não do aparelho inteiro.

Óbvio que a adoção disso não vai fazer a bateria durar 3 vezes mais, só reduz o consumo da tela, de qualquer forma é um avanço enorme em eficiência.

Também precisa da era que tipo de tela esse material poderia ser aplicado. LCD, super simples , etc. Isso não fala na matéria.
Mesmo a economia sendo somente na tela é uma baita novidade!! Visto que o maior vilão do consumo de energia dos dispositivos moveis é justamente a tela.

Sem falar que como a matéria explica o novo material utilizado é mais barato oque pode vir a se refletir no custo do dispositivo para o consumidor final.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.940
Reações
47.854
Pontos
544
Já foi publicado, já era.
Que venha logo para o mercado, estou adorando esse banho de tecnologia nessa era da informação.
Agora a recarga de um celular para outro que a Samsung usa, terá algum sentido. Videogames portáteis aguentarão uma viagem inteira, só venha.
Depois criticam e xingam quem recebe bolsa de mestrado, doutorado e etc.
Raras as universidades privadas no Hue que desenvolvem pesquisas e ainda mais a esse nível.
Mais uma cuspida na cara de quem afirma quem vive de bolsa é vagabundo.

Tapatalk.
Notícia legal. E olha que o que eu mais leio é que universidade pública só tem vagabundo e maconheiro. Imagina então se esse estudo estivesse sendo feito na Unip? A TV já seria um Holodeck.
Uma coisa: assim como 95% das pesquisas que de fato são boas e úteis pra sociedade feitas em faculdades federais, essa provavelmente será mais uma que não irá pro mercado e não terá impacto social algum, por 'N' razões.

E não adianta você ter uma pesquisa muito foda, muito visionária, muito interessante, se ela não impacta a sociedade. E esse continua sendo o caso real com a maioria das pesquisas feitas em faculdades federais. Outro exemplo é aquela do concreto permeável que o lunático do Mestre Pijama ficava floodando aqui no Fórum antes de ser banido. Poderia ser muito útil pra resolver ou apaziguar a questão das enchentes e alagamentos no país, mas por 'N' motivos, não foi pra frente.

A grande maioria das pesquisas feitas em faculdades federais hoje, infelizmente, servem pra enfeitar currículo de aluno e professor, e não pra impactar a sociedade de fato. É o que acontece, gostando ou não. E provavelmente não será diferente com essa, infelizmente.
 
Ultima Edição:

Nagareboshi

Bam-bam-bam
Mensagens
2.313
Reações
4.036
Pontos
344
Tem tanta coisa boa na notícia que um aparelho com essa tecnologia vai custar uma fortuna.
 

Hitmanbadass

You can't handle the truth!
VIP
Mensagens
11.527
Reações
13.663
Pontos
614
Notícia legal. E olha que o que eu mais leio é que universidade pública só tem vagabundo e maconheiro. Imagina então se esse estudo estivesse sendo feito na Unip? A TV já seria um Holodeck.
Até imagino entre um "ele não" e um trago no cigarro o cara que cursa história e vive com a renda dos pais tendo esse insight da notícia.
 

ReInan

Bam-bam-bam
Mensagens
7.510
Reações
7.412
Pontos
439
Depois criticam e xingam quem recebe bolsa de mestrado, doutorado e etc.
Raras as universidades privadas no Hue que desenvolvem pesquisas e ainda mais a esse nível.
Mais uma cuspida na cara de quem afirma quem vive de bolsa é vagabundo.

Tapatalk.
Não vou entrar no mérito se é certo ou não, mas há de se considerar que as universidades privadas não recebem dinheiro tirado a força das pessoas, mais conhecido como impostos.
 

Ryo_Hazuki(

Bam-bam-bam
Mensagens
1.694
Reações
2.770
Pontos
303
Se tivesse alguma empresa que frabricasse telas aqui talvez seria útil.

Nem isso a dilmanta conseguiu.
 

Zamba

Larva
Mensagens
1
Reações
2
Pontos
3
É um aumento muito significativo em eficiência e custo para ser ignorado pela industria internacional, não importa se temo ou não fabricante de telas. E olha que talvez a AOC fabrique algo aqui no Brasil, não sei se é apenas skd ou ckd.
Minha duvida é com relação ao novo composto ser ligado ao Cadmio, pelo que pesquisei houve um grande esforço dos fabricantes para se livrar dele porque é uma substancia "proibida" de acordo a diretiva ROHS europeia. Também li que há uma exceção então deve ter uma quantidade/uso aceitável dele.
Grande descoberta, se possível o uso (ainda faltam testes de luminosidade), além de economizar energia nos padrões atuais e diminuir custo, também pode ser possível aumentar a capacidade de iluminação das telas (nº de NITS) mantendo o consumo atual. É ótimo para HDR funcionar ainda melhor e em locais com muita iluminação.
 

Jurubeba2.0

Supra-sumo
Mensagens
278
Reações
1.128
Pontos
168
Acho difícil vingar alguma coisa. Cádmio é proibido na união europeia e dificilmente um fabricante vai gastar tempo desenvolvendo algo que não pode ser vendido por lá. Além disso o título é bem tendencioso, 70% de econômica na iluminação não representa 70% na economia geral.
 

Clums

Veterano
Mensagens
294
Reações
710
Pontos
128
Erótica dos signos nos aplicativos de pegação: processos multissemióticos em performances íntimo-espetaculares de si.

Curso: Mestrado em Linguística Aplicada na Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Mulheres perigosas: uma análise da categoria piriguete.

Curso: Mestrado em Sociologia e Antropologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro.


A estética Funk Carioca: criação e conectividade em Mr. Catra.

Curso: Doutorado em Sociologia e Antropologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.049
Reações
52.381
Pontos
553
Não adianta uma ideia fabulosa, se ela não pode ser implementada por alguma razão econômica.

Parabéns pela descoberta, agora é usar da mesma criatividade e trabalho pra fazer chegar ao produto final.

Muitas vezes ideias fabulosas não vão pra frente e a gente fala que é porque os capitalistas malvados não querem dar dinheiro pra inovação porque vai baratear os produtos, capitalista baixa o preço em 70% e cobra 50% mais barato e fica com os 20% de diferença como lucro.
 
Ultima Edição:

Dark Goomba

Bam-bam-bam
Mensagens
1.873
Reações
4.992
Pontos
303
Não adianta uma ideia fabulosa, se ela não pode ser implementada por alguma razão econômica.

Parabéns pela descoberta, agora é usar da mesma criatividade e trabalho pra fazer chegar ao produto final.

Muitas vezes ideias fabulosas não vão pra frente e a gente fala que é porque os capitalistas malvados não querem dar dinheiro pra inovação porque vai baratear os produtos, capitalista baixa o preço em 70% e cobra 50% mais barato e fica com os 20% de diferença como lucro.
Isso é uma das coisas mais toscas que a galerinha do mundo da fantasia fala. Como se os capitalistas malvados não estivessem loucos para lançar produtos mais baratos e acabar com a concorrência no mercado.
 

Loflite

Bam-bam-bam
Mensagens
1.934
Reações
2.219
Pontos
303
“O grama do irídio custa 19 dólares, enquanto o do cádmio curta 0,20 dólares e não é tão escasso”, disse.
Não é assim que funciona, o preço dispara loucamente se o material tomar frente na demanda de energia, mas ainda vai compensar por ser uma nova fonte, baixando o preço do modelo atual.
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.030
Reações
19.839
Pontos
554
Infelizmente pesquisa cientifica no Brasil nao é nenhum pouco valorizada e ainda tem "intelectuais" que acham que o país irá crescer com criancas analfabetas vendendo bala na rua ou carpindo lote.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 
Topo