O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Bolsonaro assina decreto que muda regras sobre uso de armas e munições



Malakh

Veterano
Mensagens
307
Reações
595
Pontos
118
Até entendo que algumas pessoas precisem fazer algo não muito nobre pra sobreviver, mas também não precisa sair espalhando por aí que tu é defensor de traficante né... isso é feio, melhor não deixar os outros saberem.
Meu caro, eu defendo a correta aplicação da lei. Sei que para quem é leigo ou neófito no Direito é difícil entender a diferença e sacar que o advogado criminalista cumpre papel fundamental na legitimidade da justiça, inclusive de eventual condenação, que não seria levada a sério sem a existência de uma defesa técnica.
Não tenho culpa nenhuma se o Presidente está editando decretos que beneficiam criminosos condenados (e justamente os membros de organizações criminosas). Abraço.
 


ktulu

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
7.800
Reações
17.773
Pontos
419
Meu caro, eu defendo a correta aplicação da lei. Sei que para quem é leigo ou neófito no Direito é difícil entender a diferença e sacar que o advogado criminalista cumpre papel fundamental na legitimidade da justiça, inclusive de eventual condenação, que não seria levada a sério sem a existência de uma defesa técnica.
Não tenho culpa nenhuma se o Presidente está editando decretos que beneficiam criminosos condenados (e justamente os membros de organizações criminosas). Abraço.
Digamos que um cliente teu tenha cometido um determinado crime e foi condenado a 8 anos de prisão. Devido à gravidade desse crime, tu entendeu que a pena foi justa. Porém, existe a possibilidade de recorrer para reduzir essa pena. Nesse caso, tu recorre ou não?
 
Ultima Edição:

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.173
Reações
25.578
Pontos
639
Meu caro, eu defendo a correta aplicação da lei. Sei que para quem é leigo ou neófito no Direito é difícil entender a diferença e sacar que o advogado criminalista cumpre papel fundamental na legitimidade da justiça, inclusive de eventual condenação, que não seria levada a sério sem a existência de uma defesa técnica.
Não tenho culpa nenhuma se o Presidente está editando decretos que beneficiam criminosos condenados (e justamente os membros de organizações criminosas). Abraço.
engraçado você dizer que defende a correta aplicação da lei quando uns posts atrás estava comemorando a possibilidade de ganhar mais grana porque criminosos iriam sair mais rápido cadeia e cometer mais delitos. Por exemplo, caso o pacote do Moro passe haverá a possibilidade do criminoso se declarar culpado e, com isso, eliminar etapas do processo eleitora. Então lhe pergunto, Você tem um cliente que sabe ser culpado, você vai convencê-lo a se declarar culpado e assim fazer justiça ou vai insistir na sua inocência para ficar uns anos ganhando honorários e, caso o livre, abrir a possibilidade de que ele cometa mais crimes? Pelo seu post na pg.3 você escolheria a segunda opção, claro.


Ou seja, você quer que a justiça siga a lei mas seus clientes não, só pensando em dinheiro! E depois vem posar de legalista!!
 

Malakh

Veterano
Mensagens
307
Reações
595
Pontos
118
Digamos que um cliente teu tenha cometido um determinado crime e foi condenado a 8 anos de prisão. Devido à gravidade desse crime, tu entendeu que a pena foi justa. Porém, existe a possibilidade de recorrer para reduzir essa pena. Nesse caso, tu recorre ou não?
Obrigado pela pergunta. Depende, cara. Depende se o cliente deseja recorrer, afinal nem sempre é vantajoso. Eu costumo fazer contrato somente até a sentença em primeira instância. Para atuar em grau de recurso seria feito outro contrato, pois demanda todo um trabalho a mais. Fica a critério dele, nesse caso.

Sobre eu achar a pena justa, eu considero justa a sentença que aplica a norma. Se ela deixa de aplicar a lei, daí já não é justa para mim. Essa questão da minha opinião a respeito do tamanho da pena em proporção à gravidade do crime já não cabe a mim em juízo, lá eu tenho que afastar minhas convicções pessoais e ser estritamente técnico, até por conta da ética profissional.

Aliás, o juiz também deve (ou pelo menos deveria) aplicar a pena conforme a lei, não importando se ele gosta ou desgosta, se acha que o condenado merecia mais ou menos. Imagine se os juízes tivessem essa margem de discricionariedade? Haveria decisões diferentes para casos idênticos! Isto não pode acontecer, a lei deve ser aplicada com o mesmo rigor para todos. Até por isto o símbolo da justiça é a deusa Têmis com os olhos vendados.

engraçado você dizer que defende a correta aplicação da lei quando uns posts atrás estava comemorando a possibilidade de ganhar mais grana porque criminosos iriam sair mais rápido cadeia e cometer mais delitos. Por exemplo, caso o pacote do Moro passe haverá a possibilidade do criminoso se declarar culpado e, com isso, eliminar etapas do processo eleitora. Então lhe pergunto, Você tem um cliente que sabe ser culpado, você vai convencê-lo a se declarar culpado e assim fazer justiça ou vai insistir na sua inocência para ficar uns anos ganhando honorários e, caso o livre, abrir a possibilidade de que ele cometa mais crimes? Pelo seu post na pg.3 você escolheria a segunda opção, claro.


Ou seja, você quer que a justiça siga a lei mas seus clientes não, só pensando em dinheiro! E depois vem posar de legalista!!
Naquele post eu ironizei a medida para chamar a atenção de vocês para consequências negativas que não perceberam e funcionou. Não comemoro esse decreto nem o outro. Achei que o "Viva Bolsonaro" ao final do post deixaria evidente a ironia, mas pelo visto não.

Eu sempre oriento o acusado a confessar em juízo. Não preciso do Moro para isso. Quando o cliente admite para mim que cometeu o crime eu sugiro que ele confesse para fazer jus à circunstância atenuante da confissão espontânea.

E sim, sou positivista. Com certeza muito mais do que você, que ainda confunde a Moral com o Direito. Mas isto é bem comum, não me surpreende nem um pouco.
 

Flavius Maximus

Bam-bam-bam
Mensagens
2.916
Reações
7.285
Pontos
304
To até agora esperando o faroeste que tanto falaram depois desse novo decreto, por aqui no bairro onde moro até os bandidos deram uma trégua entre eles na guerra pelas bocas de fumo antes toda semana aparecia um morto. Agora tá uma paz danada.
 

Yusuke Urameshi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.940
Reações
14.481
Pontos
303
To até agora esperando o faroeste que tanto falaram depois desse novo decreto, por aqui no bairro onde moro até os bandidos deram uma trégua entre eles na guerra pelas bocas de fumo antes toda semana aparecia um morto. Agora tá uma paz danada.
Pois é, do jeito que estavam falando, parecia que o Brasil ia virar outra versão do Velho Oeste americano...
 

Efterklang

Supra-sumo
Mensagens
731
Reações
1.068
Pontos
193
Essa do "faroeste" é foda mesmo, como se a comercialização de armas caras fosse deixar a sociedade mais violenta. Ela já é violenta.
Desarmamentistas só se ligam no debate jurídico, bem a míngua do que mostra uma sociedade que já tem arma pra caralho, de forma ilegal.
Aí chega lá na frente e fala que tem que descriminalizar as drogas pq "as pessoas têm que arcar com sua própria consciência"; "temos que dar esta liberdade ao indivíduo" (o que eu concordo).
 

Saga.de.Gêmeos

Habitué da casa
Mensagens
154
Reações
381
Pontos
63
Caro autor do tópico, você será obrigado a usar uma arma? Não. E não há nada de errado com isso, você tem o direito de não querer usá-las.

Assim como também há muitas pessoas que querem ter o direito de usá-las, para poderem se defender (direito que nos foi tirado pelo Estatuto do Desarmamento - que aliás, foi empurrado goela abaixo de todo mundo, já que a opção que o governo queria PERDEU no referendo). Essas pessoas também têm esse direito. E que deve ser respeitado. Você não acha?
 
Topo