O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Carolina Dieckmann desabafa sobre Morar em Miami e trabalhar no RJ: "Barra pesada"



PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.852
Reações
9.716
Pontos
569
Poder reclamar pode, mas tem que aceitar q repercussão.

Se ela diz " é cansativo, pois foi a vida que escolhi e tô tentando me acostumar" eu penso "porra, deve ser puxado".

Mas a pessoa me chega com um "é barra pesada (morar em Miami)". Pensou que era tipo pegar um uber?
Sim, o que acho é que isso gerar repercussão é exagero. Não adianta eu me iludir e achar que as coisas que me incomodam serão as mesmas que incomodam a Carolina Dieckmann. Óbvio que eu sou uma pessoa que gostaria de ter os problemas dela, afinal, considerando a minha realidade, sofrer com cansaço por viajar o trajeto Miami-Brasil várias vezes seria bacana.

Mas como a vida dela é muito melhor que a minha, enquanto eu tô aqui sofrendo por ter que trocar dois pneus do meu carro, ela tá sofrendo por ter que viajar muito internacionalmente. Cada um com seu nível de problemas, e bom pra ela que não precisa se preocupar com as trivialidades que me preocupo.

Com certeza há várias pessoas no mundo que hoje estão pensando "porra, rasgou o sofá do meu iate de 120 pés, mas que merda de vida"... E a Carolina possivelmente gostaria de poder reclamar disso. E segue a vida, com uns sempre querendo ter os problemas dos outros...
 

bmartinello

Supra-sumo
Mensagens
1.382
Reações
390
Pontos
194
Então, vai arrumar emprego nos EUA.

Se eu inventar de morar no Japão, qual sentido faz "desabafar" que tá difícil a rotina?

Você não entendeu que todo mundo entendeu a situação. Só é bizarro esse first world problems.

"Ain, mas ela tem o direito de morar onde quiser.". Sim, mas ela PODE escolher morar mais perto da pobreza Brasil. Quer ver a família trabalhando em outro hemisfério? WTF?

No mínimo é burrice.
Eu vejo de outra forma, mas respeito sua forma de analisar as respostas dela.

Pra mim é difícil pensar que "ela pode escolher trabalhar nos EUA" sem sentir que estou sendo injusto com ela.

Primeiro pq, conforme escrevi antes, ela me parece não estar 'reclamando da vida' ou querendo dar uma de coitada. Ao meu ver ela só está respondendo um questionamento sobre morar num país e trabalhar em outro, e a resposta dela foi: "tá pegado e dá saudade da família". Isso é o que ela tem pra responder quando perguntada pela mídia como é ter um trabalho em outro país e, ao dar essa resposta, na minha forma de interpretar, ela não está reclamando da situação , apenas reportando o ponto que tem mais peso na avaliação dela. Aliás, ainda que brevemente, ela mencionou também o lado positivo daquele trabalho em específico.

Não acho que ela tenha insinuado que esse trabalho esteja diminuindo a qualidade de vida dela e nem dizendo que a vida dela tá insuportável por ter que passar esse tempo longe da família, então vou me sentir ilógico ao pensar "ela que vá trabalhar no exterior", pq essa frase só teria lógica ao contexto se ela, de fato, estivesse reclamando ou dando de coitada.

E também não sei qual o peso emocional esse trabalho em específico na globo tem pra ela. Por ser um trabalho temporário, talvez ela tenha decidido que essa vai ser a 'saideira' dela pro resto da vida em relação a aparecer na televisão, tipo uma "despedida", e num caso assim esse convite que a globo fez tenha tido uma importância maior pra ela, e aí não faria sentido trabalhar nos EUA.

E também convenhamos, acredito que ela esteja trabalhando mais por prazer do que por necessidade.
 


Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.035
Reações
1.945
Pontos
319
tem um filme dela no netflix muito bom

que ela e estuprada e nao conta para o marido
e o marido descobre isso e nao conta para a mulher

FODA
 
Topo