O que há de Novo?


Carros Elétricos (Híbridos) - quem tem?

Mensagens
2.039
Curtidas
1.996
Pontos
209
#71
O foda é que o Rota tem a ver com investirem em pesquisa e tecnologia mas isso eu quero ver acontecer. Quanto aos elétricos e híbridos os caras vão pegar carros que já rodam lá fora e trazer para cá com o IPI mais baixo mas duvido mesmo que invistam em pesquisa por aqui.
até porque na própria matéria diz que esses carros tem isenção de imposto de importação, ou seja, pra trazer de fora só paga os custos de frete mesmo
 


Mensagens
9.083
Curtidas
5.471
Pontos
424
#72
Ainda continua com a antiquada cota por cilindrada.. isso em 2018 é ridículo.

Tem que ser por emissão e incluir carros a combustão eficientes, que hoje pra maioria é mais fácil que um híbrido/elétrico.
 

BlueWingedTiger

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.731
Curtidas
34.918
Pontos
554
#74


Mensagens
9.158
Curtidas
31.062
Pontos
399
#82
não fiquem fazendo mimimi, quem quiser carro elétrico minimamente normal e usável para situações dia a dia, pagando menos de 60 mil, vai ter que apelar para kits de conversão.
Isso porque os VEs "de fábrica" ainda estão no patamar dos 200mil, até passar esse ano eleitoral as montadoras não vão trazer nada, ou muito pouco
 
Ultima Edição:
Mensagens
9.158
Curtidas
31.062
Pontos
399
#84
As novas alíquotas valem a partir de novembro, variando entre 7% a 20%, de acordo com eficiência e peso
Dependendo de como tratarem esse critério de peso, um carro como o BYD e6, que tem peso de 2400kg, nem vai ter muita redução, vai ficar com IPI na casa dos 20% mesmo.
Esse carro é pesado pois não usa bateria de lítio, usa baterias de fosfato de ferro que são mais pesadas, embora de produção menos cara.
 
Ultima Edição:

rossetto

Bam-bam-bam
Mensagens
9.698
Curtidas
30.090
Pontos
353
#92
UP é feio demais

toda vez que eu vejo um na rua eu penso que o cara que tá dentro queria comprar um carro melhor, mas foi no que dava pra pagar

fora que o certo é boicotar a volskwagen
Faz tempo que "pioram" os crash tests e continua com cinco estrelas, carro econômico pra caralho e bem honesto, isso é um popular compacto, ele nunca se prezou por outra coisa, vcs que confundem tudo.
 

f0rg0tten

Bam-bam-bam
Mensagens
8.066
Curtidas
7.399
Pontos
394
#93
Faz tempo que "pioram" os crash tests e continua com cinco estrelas, carro econômico pra caralho e bem honesto, isso é um popular compacto, ele nunca se prezou por outra coisa, vcs que confundem tudo.
Na verdade ele não foi testado depois da atualização. Não que ele piore muito, mas quando for refeito ele deve perder 1 estrela (se não me engano por conta dos equipamentos mesmo).

No resto, concordo que é um ótimo carrinho, o único problema dele só o preço que a VW pede mesmo.
 
Mensagens
9.158
Curtidas
31.062
Pontos
399
#94
aguardem, os lobistas de usineiro ainda vão tirar algum truque da cartola. Os usineiros estão putos da vida com a "redução de IPI para os elétricos"
Apesar da nova Medida Provisória apenas igualar IPI dos carros elétricos aos flex 1.0, eles não se conformam e vão exigir alguma "compensação" para que a vantagem tributária que eles sempre tiveram não seja diminuída.
____
Do Valor econômico:
https://www.valor.com.br/brasil/5666749/emendas-desfiguram-e-encarecem-rota-2030
"Mudanças defendidas por parlamentares no Congresso podem ampliar em muito o custo de R$ 1,5 bilhão por ano estimado pelo governo para a Medida Provisória que estabelece as regras do Programa Rota 2030, com incentivos à indústria automotiva. Editada no início do mês, a MP recebeu 81 sugestões de alteração.
(...)
Os produtores de etanol se articulam na MP com dois tipos de emendas: para aproveitar a redução de IPI dos veículos equipados com motor elétrico e estender o benefício aos carros flex; e para proibir a comercialização de veículos novos movidos a gasolina e diesel a partir de 2025.
(...)"

_____

Como assim "estender benefícios aos carros flex", se a MP propõe justamente igualar o IPI do carro elétrico ao flex?
Não tem lógica nenhuma nisso; se tiver, periga ser alguma armadilha para onerar de alguma forma as tecnologias "não flex" e preservar as vantagens tributárias dos carros flex.
 
Ultima Edição:

BlueWingedTiger

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.731
Curtidas
34.918
Pontos
554
#95
Os produtores de etanol se articulam na MP com dois tipos de emendas: para aproveitar a redução de IPI dos veículos equipados com motor elétrico e estender o benefício aos carros flex; e para proibir a comercialização de veículos novos movidos a gasolina e diesel a partir de 2025. "
que bando de arrombados, para protegerem o deles querem ferrar com todo mundo.
 
Mensagens
2.039
Curtidas
1.996
Pontos
209
#97
que bando de arrombados, para protegerem o deles querem ferrar com todo mundo.
esse é o padrão da indústria, ainda mais na automobilistica, e nem é só no Brasil não

basta ver que graças as fraudes nos emissores de poluentes a Volkswagen diminuiu consideravelmente o tempo de vida do planeta inteiro
 
Mensagens
9.083
Curtidas
5.471
Pontos
424
#98
Do Valor econômico:
https://www.valor.com.br/brasil/5666749/emendas-desfiguram-e-encarecem-rota-2030
"Mudanças defendidas por parlamentares no Congresso podem ampliar em muito o custo de R$ 1,5 bilhão por ano estimado pelo governo para a Medida Provisória que estabelece as regras do Programa Rota 2030, com incentivos à indústria automotiva. Editada no início do mês, a MP recebeu 81 sugestões de alteração.
(...)
Os produtores de etanol se articulam na MP com dois tipos de emendas: para aproveitar a redução de IPI dos veículos equipados com motor elétrico e estender o benefício aos carros flex; e para proibir a comercialização de veículos novos movidos a gasolina e diesel a partir de 2025.
(...)"

_____

Como assim "estender benefícios aos carros flex", se a MP propõe justamente igualar o IPI do carro elétrico ao flex?
Não tem lógica nenhuma nisso; se tiver, periga ser alguma armadilha para onerar de alguma forma as tecnologias "não flex" e preservar as vantagens tributárias dos carros flex.
Que coisa ridícula.
Se for aprovado essa merda já pode queimar tudo por aqui... não existe nenhum motor no mercado flex mais econômico que um mono combustível moderno, se quisessem mesmo alavancar a tecnologia do etanol, dê isenção para montadoras aumentarem a eficiência de motores SOMENTE etanol, não flex.

O IPI pra carro elétrico/híbrido tinha que ser o menor de todos se estivessem preocupados com emissão, mas tá na cara que é pra proteger usineiros.

Brasil é foda.
 
Mensagens
2.039
Curtidas
1.996
Pontos
209
#99
Que coisa ridícula.
Se for aprovado essa merda já pode queimar tudo por aqui... não existe nenhum motor no mercado flex mais econômico que um mono combustível moderno, se quisessem mesmo alavancar a tecnologia do etanol, dê isenção para montadoras aumentarem a eficiência de motores SOMENTE etanol, não flex.

O IPI pra carro elétrico/híbrido tinha que ser o menor de todos se estivessem preocupados com emissão, mas tá na cara que é pra proteger usineiros.

Brasil é foda.
essa opção não funciona no Brasil

as pessoas não tem confiança no sistema, acho que nos anos 70 ou 80 tinha um negócio que chamava pro-alcool que era benefício só pra carro a alcool, uma galera comprou e se ferrou, porque o governo tirou o incentivo e alcool ficou caro
 
Mensagens
9.158
Curtidas
31.062
Pontos
399
O etanol só tem preço competitivo em três ou quatro estados.
Que coisa ridícula.
Se for aprovado essa merda já pode queimar tudo por aqui... não existe nenhum motor no mercado flex mais econômico que um mono combustível moderno, se quisessem mesmo alavancar a tecnologia do etanol, dê isenção para montadoras aumentarem a eficiência de motores SOMENTE etanol, não flex.

O IPI pra carro elétrico/híbrido tinha que ser o menor de todos se estivessem preocupados com emissão, mas tá na cara que é pra proteger usineiros.

Brasil é foda.
 
Mensagens
9.158
Curtidas
31.062
Pontos
399
as pegadinhas estão aparecendo:

https://carros.uol.com.br/noticias/...nao-significam-carro-eletrico-mais-barato.htm

No final de julho, foi aprovada uma revisão da tabela de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que deverá vigorar em novembro. A ideia é aliviar um pouco a taxação de modelos mais eficientes.
Na teoria, isso se somaria à atual isenção do Imposto de Importação para eletrificados (total para elétricos, parcial para híbridos -- de 2% a 7% de alíquota).
Lembramos ainda que, com ou sem mudança de IPI, existem ainda os 11,6% de PIS/Cofins e 12% de ICMS.

Só que -- como UOL Carros adiantou, infelizmente -- esses objetivos podem ficar só no discurso. Na vida real, esse novo IPI pode não funcionar para reduzir os preços que o comprador paga por híbridos ou elétricos.

para "dar uma mão" à bandeira dos elétricos, sem abrir mão da arrecadação.

"Ao definir as faixas de peso na cobrança do IPI, o governo não levou em conta o peso extra dos elétricos por conta das baterias e dos híbridos, que têm baterias menores, mas contam com dois motores. Parece que encontrou um mecanismo para não abrir mão da arrecadação", explica Henry Joseph Jr., diretor técnico da Anfavea.

Ironicamente, o primeiro carro com propulsão elétrica vendido oficialmente no país pode ser prejudicado pelo novo IPI. Atualmente, o BMW i3 acaba sendo beneficiado: é tratado pela Receita Federal como híbrido por trazer um motor compacto a combustão, abastecido com gasolina, que funciona como um gerador de eletricidade, para estender a autonomia das baterias.

Com isso, paga atualmente 7% de IPI, enquanto elétricos puros arcam com 25%.

Já com a nova tabela, calculamos que o i3 (1.315 kg e consumo de 1,71 MJ/km -- índice do modelo anterior, já que a fabricante não forneceu os dados do modelo i3S) passaria a pagar 17%. Questionada, a BMW não informou se os cálculos podem ser considerados corretos.

De toda forma, pode ser uma deixa para passar a vender no país a variante realmente elétrica, sem o motor extensor a gasolina. Futuros rivais como Chevrolet Bolt e Nissan Leaf 2 vão se valer disso para pagar entre 7% e 9% de IPI.
 
Ultima Edição:

doraemondigimon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.937
Curtidas
12.681
Pontos
619
E uma pergunta que pode ser curiosa, mas se atém ao que o tópico pede:

Quem aqui JÁ CHEGOU A CONHECER (fazer um test drive, por exemplo) os chineses elétricos?

Eu cheguei a achar uma moto elétrica por 11.000 R$ que, além de me aguentar, é 'barata' e bonitinha (pro meu gosto maluco). O caso é que, pro ano que vem, meu chefe me garantiu que me ajuda a comprar uma ZERO (a marca da moto), que é cara, mas tem a maior autonomia pra esse tipo de veículo:

O sonho de consumo, que posso ter no ano que vem....






(e NÃO É BARATA! Preços em média de 40 a 50 mil morcegos)

Vs, a versão barata.....

 

doraemondigimon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.937
Curtidas
12.681
Pontos
619
Eu finalmente consegui arrancar uma resposta da V20 (a mais barata) com alguns detalhes não expostos no anúncio do ML:





"Autonomia de 65 quilômetros por carga, velocidade de 85 quilômetros por hora tempo para carga total é de 6 a 8 horas para carregar. Custo de eletricidade para uma carga cheia de 1 A 2 reais em média. As motos são novas, fabricadas no final de 2017 e chegou aqui no Brasil no meio de 2018. Em questão a manutenção se caso quebrar, você terá que entrar em contato com o fabricante e trazer as peças"

Investigando mais, descobri que se encontra MUITOS modelos no AliBaba. O problema maior é o preço, já que lá vende mais por quantidade.

https://www.alibaba.com/trade/searc...Id=&SearchText=electric+motorcycle&viewtype=G


Enquanto que, por lá, já se tem até modelos 'Chopper' pra se comprar, em formato elétrico.....











...Aqui no entanto, querem lançar uma !#%#$*(¨!#@_ nacional de preço aproximado de 10.000 morcegos pra ATENDER a um público específico (com uma coisa parecida com isso)


 

krazyx

Supra-sumo
Mensagens
652
Curtidas
1.249
Pontos
173
As pessoas têm que parar de achar que carro elétrico é solução, isso é lobby do governo...
A hora que começar a popularizar esses carros e o pessoal colocar na tomada de casa... Preparem-se para black-outs em todo o pais. A demanda energética é muito grande, definitivamente não estamos preparados pra isso.
 


Topo