O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

[CLOROQUINA]Governos e OMS mudaram a política do Covid-19 com base em dados suspeitos (pg.14)



Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.172
Reações
113.309
Pontos
989
OMS suspende testes com cloroquina e hidroxocloroquina para tratamento da Covid-19:
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Eu vi este video da Nise;


Neste video, a partir dos 3:20, Dra Nise diz: "...talvez tenhamos que diminuir as doses do ministério da saude...''

encontrei por meio desta matéria:


Na matéria, baseado no video, está escrito:

Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda que os pacientes tomem duas doses de três comprimidos de 150 mg de cloroquina no primeiro dia de tratamento, somando 900 mg da substância no total. Depois disso, até o quinto dia, a dosagem é diminuída e os pacientes tomam três comprimidos de 150 mg por dia, ou seja 450 mg no total.
"Temos que reduzir a dose do Ministério [da Saúde] para 300 mg no primeiro dia e 150 mg nos outros dias", orienta Yamaguchi....
 

Metaliun

Bam-bam-bam
Mensagens
2.552
Reações
4.192
Pontos
279
Eu vi este video da Nise;


Neste video, a partir dos 3:20, Dra Nise diz: "...talvez tenhamos que diminuir as doses do ministério da saude...''

encontrei por meio desta matéria:


Na matéria, baseado no video, está escrito:

Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda que os pacientes tomem duas doses de três comprimidos de 150 mg de cloroquina no primeiro dia de tratamento, somando 900 mg da substância no total. Depois disso, até o quinto dia, a dosagem é diminuída e os pacientes tomam três comprimidos de 150 mg por dia, ou seja 450 mg no total.
"Temos que reduzir a dose do Ministério [da Saúde] para 300 mg no primeiro dia e 150 mg nos outros dias", orienta Yamaguchi....
Eu já tinha te alertado da alta dosagem de cloroquina no protocolo do governo no seu tópico "A esquerda assassinou intencionalmente 11 pessoas para descredibilizar a cloroquina?" . No tópico em questão você sugeriu que pesquisadores assassinaram intencionalmente pacientes utilizando doses inadequadas de cloroquina. Se vale para os pesquisadores de Manaus, tem que falar pro presidente e se qualquer paciente, em virtude da alta dosagem sugerida pelo protocolo, vir a óbito, o presidente é o principal responsável.
 
Ultima Edição:

DanielMF

Bam-bam-bam
Mensagens
5.073
Reações
9.041
Pontos
338
Eu vi este video da Nise;


Neste video, a partir dos 3:20, Dra Nise diz: "...talvez tenhamos que diminuir as doses do ministério da saude...''

encontrei por meio desta matéria:


Na matéria, baseado no video, está escrito:

Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda que os pacientes tomem duas doses de três comprimidos de 150 mg de cloroquina no primeiro dia de tratamento, somando 900 mg da substância no total. Depois disso, até o quinto dia, a dosagem é diminuída e os pacientes tomam três comprimidos de 150 mg por dia, ou seja 450 mg no total.
"Temos que reduzir a dose do Ministério [da Saúde] para 300 mg no primeiro dia e 150 mg nos outros dias", orienta Yamaguchi....
Ela defende os estudos e os testes com a cloroquina, mas pelo visto, de forma responsável.

A dosagem do governo é 3x maior do que a sugestão dela, então por este ponto de vista, o protocolo do governo é criminoso.
 


Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Ela defende os estudos e os testes com a cloroquina, mas pelo visto, de forma responsável.

A dosagem do governo é 3x maior do que a sugestão dela, então por este ponto de vista, o protocolo do governo é criminoso.
Eu já tinha te alertado da alta dosagem de cloroquina no protocolo do governo seu tópico "A esquerda assassinou intencionalmente 11 pessoas para descredibilizar a cloroquina?" . No tópico em questão você sugeriu que pesquisadores assassinaram intencionalmente pacientes utilizando doses inadequadas de cloroquina. Se vale para os pesquisadores de Manaus, tem que falar pro presidente e se qualquer paciente, em virtude da alta dosagem sugerida pelo protocolo, vir a óbito, o presidente é o principal responsável.
Sim, correto. Se vierem a óbito por conta de superdosagem prescrita pelo governo, devem mesmo ser responsabilizados criminalmente.
 

Anexos

Baralho

Bam-bam-bam
Mensagens
7.658
Reações
25.004
Pontos
353
Momento crítico, sobretudo onde o ministro é interino, não vai ter alguém da área pra avalizar o processo.
Logo o presidente e sua equipe deveria dar mais atenção aos conselhos da dra. Yamaguchi, mesmo sem saber se os protocolos de Prevent Senior e redes privadas são iguais.
Não é por quê todo o país vai ser exposto em algum momento - com ou sem vacinação - que se deve abdicar de maior moderação.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Ela defende os estudos e os testes com a cloroquina, mas pelo visto, de forma responsável.

A dosagem do governo é 3x maior do que a sugestão dela, então por este ponto de vista, o protocolo do governo é criminoso.
Eu já tinha te alertado da alta dosagem de cloroquina no protocolo do governo no seu tópico "A esquerda assassinou intencionalmente 11 pessoas para descredibilizar a cloroquina?" . No tópico em questão você sugeriu que pesquisadores assassinaram intencionalmente pacientes utilizando doses inadequadas de cloroquina. Se vale para os pesquisadores de Manaus, tem que falar pro presidente e se qualquer paciente, em virtude da alta dosagem sugerida pelo protocolo, vir a óbito, o presidente é o principal responsável.
Aqui, neste video, ela fala sobre a dosagem lá daquele teste que matou as pessoas, e a dose do governo (que já é alta, segundo ela mesma diz): a partir dos 2min

Nas palavras dela: "Teve um estudo infeliz, que foi um estudo feito na amazonia, onde um braço recebia 12 gramas de cloroquina...vs 2.7 gramas preconizada pelo ministério da saúde, que já é alta..."

 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Aqui o tal estudo do Amazonas e as dosagens utilizadas:


Os participantes foram divididos em dois grupos, que receberam duas dosagens distintas de cloroquina no tratamento: uma dose alta (600mg duas vezes ao dia, por dez dias) e outra mais baixa (450 mg duas vezes ao dia no primeiro dia, e uma vez ao dia por mais quatro dias). Os pacientes foram acompanhados pela equipe de pesquisa por 28 dias após o início da medicação.

Também se verificou que havia tendência de mais efeitos colaterais nos pacientes em uso da dose maior.


A alta dose foi imediatamente suspensa e todos os participantes passaram a usar a dose mais baixa


A alta dose a que se refere o tal assassinato dos pacientes, @Metaliun , é esta de 600mg duas vezes ao dia, durante dez dias.

Mas sim, a Dra Nise diz ainda que essa dose "segura" do MS deveria ser ainda menor.

Dosagem alta do estudo amazonas: 12000
dosagem do MS: 2700

Justamente o que a Nise Yamaguchi diz no video ali de cima que postei, e que ela já considera como alta. A outra dosagem é simplesmente assassina.

@DanielMF A dose do MS nem se compara com a dose cavalar que foi aplicada lá no amazonas, que é mais que 4 x maior.
 
Ultima Edição:

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829


O responsável pelo estudo com 96.000 pacientes com covid é o Doutor Mandeep R. Mehra. Vejam o que ele mesmo diz em entrevista. O estudo é muito bom, mas as conclusões que a mídia faz são criminosas! Segue link para a entrevista.

 

nEstle

Bam-bam-bam
Mensagens
2.760
Reações
12.622
Pontos
303


O responsável pelo estudo com 96.000 pacientes com covid é o Doutor Mandeep R. Mehra. Vejam o que ele mesmo diz em entrevista. O estudo é muito bom, mas as conclusões que a mídia faz são criminosas! Segue link para a entrevista.

E a OMS vai lá e me para os estudos baseado nisso, enquanto a porra do remdesevir tem lobby de tudo que é lado.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829

Metaliun

Bam-bam-bam
Mensagens
2.552
Reações
4.192
Pontos
279
Aqui o tal estudo do Amazonas e as dosagens utilizadas:


Os participantes foram divididos em dois grupos, que receberam duas dosagens distintas de cloroquina no tratamento: uma dose alta (600mg duas vezes ao dia, por dez dias) e outra mais baixa (450 mg duas vezes ao dia no primeiro dia, e uma vez ao dia por mais quatro dias). Os pacientes foram acompanhados pela equipe de pesquisa por 28 dias após o início da medicação.

Também se verificou que havia tendência de mais efeitos colaterais nos pacientes em uso da dose maior.


A alta dose foi imediatamente suspensa e todos os participantes passaram a usar a dose mais baixa


A alta dose a que se refere o tal assassinato dos pacientes, @Metaliun , é esta de 600mg duas vezes ao dia, durante dez dias.

Mas sim, a Dra Nise diz ainda que essa dose "segura" do MS deveria ser ainda menor.

Dosagem alta do estudo amazonas: 12000
dosagem do MS: 2700

Justamente o que a Nise Yamaguchi diz no video ali de cima que postei, e que ela já considera como alta. A outra dosagem é simplesmente assassina.

@DanielMF A dose do MS nem se compara com a dose cavalar que foi aplicada lá no amazonas, que é mais que 4 x maior.
Certo. Você comparou as doses do estudo de Manaus com a do protocolo do governo. Realmente tem uma diferença significativa. Porém você deve levar em conta três coisas:
1-As doses administradas no estudo em Manaus foram em pacientes INTERNADOS. Isso é importante porque esses pacientes estavam em constante análise e qualquer tipo de alteração no ritmo cardíaco já seria verificada pelos médicos responsáveis. A consequência disso foi a suspensão do medicamento em tempo hábil.
2-O Responsável pelo estudo de Manaus é especialista no tratamento de malária, doença que utiliza cloroquina na sua medicação. Doses semelhantes ao do estudo já foram utilizadas.
3-Estudos envolvendo pacientes com covid, em estado grave ou não, é comum, infelizmente, a morte de pacientes. No estudo de Manaus os pacientes morreram por causa da covid e não do medicamento. No famoso estudo francês a favor da cloroquina também morreram pacientes.

Sobre o protocolo do governo a dosagem mais alta de cloroquina pode se mostrar mais grave que a do estudo de manaus pois pessoas com sintomas leves de covid, muitae vezes sem confirmação da doença, se medicam em casa sem qualquer acompanhamento médico. Se ocorrer alguma arritmia, o socorro lamentavelmente será mais demorado pois além da demora do diagnóstico, o deslocamento ao hospital tem seus problemas como distância , falta de vagas etc...
É claro que para quem tem um bom plano de saúde muitas vezes se utiliza telemedicina com acompanhamento diário do médico. Mas estamos falando da maior parte da população brasileira que usa o SUS e não tem nem internet e moram em locais sem qualquer infraestrutura hospitalar.
 

Ennis

Bam-bam-bam
Mensagens
7.642
Reações
17.918
Pontos
394
Mas o Mito disse que cura em nome de Jesus.

O mundo inteiro não tá usando pq querem derrubar o Mito, mesmo que isso custe a vida de milhões!
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Certo. Você comparou as doses do estudo de Manaus com a do protocolo do governo. Realmente tem uma diferença significativa. Porém você deve levar em conta três coisas:
1-As doses administradas no estudo em Manaus foram em pacientes INTERNADOS. Isso é importante porque esses pacientes estavam em constante análise e qualquer tipo de alteração no ritmo cardíaco já seria verificada pelos médicos responsáveis. A consequência disso foi a suspensão do medicamento em tempo hábil.
2-O Responsável pelo estudo de Manaus é especialista no tratamento de malária, doença que utiliza cloroquina na sua medicação. Doses semelhantes ao do estudo já foram utilizadas.
3-Estudos envolvendo pacientes com covid, em estado grave ou não, é comum, infelizmente, a morte de pacientes. No estudo de Manaus os pacientes morreram por causa da covid e não do medicamento. No famoso estudo francês a favor da cloroquina também morreram pacientes.

Sobre o protocolo do governo a dosagem mais alta de cloroquina pode se mostrar mais grave que a do estudo de manaus pois pessoas com sintomas leves de covid, muitae vezes sem confirmação da doença, se medicam em casa sem qualquer acompanhamento médico. Se ocorrer alguma arritmia, o socorro lamentavelmente será mais demorado pois além da demora do diagnóstico, o deslocamento ao hospital tem seus problemas como distância , falta de vagas etc...
É claro que para quem tem um bom plano de saúde muitas vezes se utiliza telemedicina com acompanhamento diário do médico. Mas estamos falando da maior parte da população brasileira que usa o SUS e não tem nem internet e moram em locais sem qualquer infraestrutura hospitalar.
Bem, segundo a própria Nise Yamaguchi, quando o paciente está internado por covid, é porque ele já está com meio pé na cova. Logo, indiferente se vai ter acompanhamento de ritmo cardiaco ou não. Podemos ver que segundo mostram resultados recentes, a taxa de mortalidade de pessoas internadas está muito alta. Ali pra cima tem matéria dizendo que 2 a cada 3 internados por aqui vem a óbito.

No próprio estudo que deu origem ao tópico, segundo o responsável: "...Os danos causados pelo Vírus já estão lá e a situação está além do reparo..."







O protocolo do governo não é com a dose mais alta, é a dose mais baixa (450 x6).

Haverá avaliação médica. Creio que um médico possa pedir um simples eletro e avaliar se a pessoa corre risco de arritmia. Um simples dorflex, por exemplo, também causa arritmia cardiaca e vende em balcões de farmácia sem qualquer necessidade de exames ou prescrição médica, sendo utilizado pelas pessoas sem quaisquer problemas. Vc pode tomar até 8 comprimidos de dorflex por dia, segundo a bula.

Segundo Nise Yamaguchi, os efeitos colaterais da cloroquina são referentes a tratamentos longos, de semanas ou mais, e estes riscos são inexistentes para um mero tratamento de 5 dias. Está ali no video que postei.
 

Anexos

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
24.734
Reações
55.745
Pontos
544
Bandido bom é bandido que distribui Cloroquina, talkey?
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Planlha de google docs até um chimpanze amestrado consegue produzir.
Se for me citar, manda informação com fonte com alguma credibilidade no meio científico, meu chapa..
Buscando no Google não é muito dificil ver que não é o mundo inteiro que está em franco conflito com a cloroquina:





E por aí vai.
 

Vinicam

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.801
Reações
19.074
Pontos
669
Buscando no Google não é muito dificil ver que não é o mundo inteiro que está em franco conflito com a cloroquina:





E por aí vai.
Tudo noticia de Abril...
 

DanielMF

Bam-bam-bam
Mensagens
5.073
Reações
9.041
Pontos
338
Aqui, neste video, ela fala sobre a dosagem lá daquele teste que matou as pessoas, e a dose do governo (que já é alta, segundo ela mesma diz): a partir dos 2min

Nas palavras dela: "Teve um estudo infeliz, que foi um estudo feito na amazonia, onde um braço recebia 12 gramas de cloroquina...vs 2.7 gramas preconizada pelo ministério da saúde, que já é alta..."

Aqui o tal estudo do Amazonas e as dosagens utilizadas:


Os participantes foram divididos em dois grupos, que receberam duas dosagens distintas de cloroquina no tratamento: uma dose alta (600mg duas vezes ao dia, por dez dias) e outra mais baixa (450 mg duas vezes ao dia no primeiro dia, e uma vez ao dia por mais quatro dias). Os pacientes foram acompanhados pela equipe de pesquisa por 28 dias após o início da medicação.

Também se verificou que havia tendência de mais efeitos colaterais nos pacientes em uso da dose maior.


A alta dose foi imediatamente suspensa e todos os participantes passaram a usar a dose mais baixa


A alta dose a que se refere o tal assassinato dos pacientes, @Metaliun , é esta de 600mg duas vezes ao dia, durante dez dias.

Mas sim, a Dra Nise diz ainda que essa dose "segura" do MS deveria ser ainda menor.

Dosagem alta do estudo amazonas: 12000
dosagem do MS: 2700

Justamente o que a Nise Yamaguchi diz no video ali de cima que postei, e que ela já considera como alta. A outra dosagem é simplesmente assassina.

@DanielMF A dose do MS nem se compara com a dose cavalar que foi aplicada lá no amazonas, que é mais que 4 x maior.
Não se criminaliza um estudo autorizado e com foco em pacientes já internados. O objetivo é verificar se aquela dose seria eficaz ou não nessa situação, e o resultado ruim foi publicado. Esse tipo de coisa até pode evitar mais estudos com altas dosagem mundo afora e no próprio Brasil.

É totalmente diferente de uma recomendação geral, sem comprovação científica nenhuma, de uma dosagem considerada alta até mesmo pela doutora Nise, por parte do Ministério da Saúde para aplicar em toda a população que apenas apresentarem sintomas leves. E possíveis resultados ruins são imensuráveis.

Aumente em 0,1% a letalidade do vírus e faça o cálculo do tamanho do estrago.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.954
Reações
93.613
Pontos
829
Não se criminaliza um estudo autorizado e com foco em pacientes já internados. O objetivo é verificar se aquela dose seria eficaz ou não nessa situação, e o resultado ruim foi publicado. Esse tipo de coisa até pode evitar mais estudos com altas dosagem mundo afora e no próprio Brasil.

É totalmente diferente de uma recomendação geral, sem comprovação científica nenhuma, de uma dosagem considerada alta até mesmo pela doutora Nise, por parte do Ministério da Saúde para aplicar em toda a população que apenas apresentarem sintomas leves. E possíveis resultados ruins são imensuráveis.

Aumente em 0,1% a letalidade do vírus e faça o cálculo do tamanho do estrago.
Discordo completamente.
 

marcgtsr

Bam-bam-bam
Mensagens
10.932
Reações
2.223
Pontos
429
É essa a imagem dos defensores da cloroquina conspiracionistas que acham que estão todos contra a cloroquina pra prejudicar o mito... Ele teve que demitir dois ministros pra impor essa bobagem, pq nenhum médico assina... Mas o mito sabe de tudo...
 

marcgtsr

Bam-bam-bam
Mensagens
10.932
Reações
2.223
Pontos
429
Se o remédio é bom e funciona, quem tem que dizer é a OMS, os médicos, cientistas... É muita canalhice político se meter nisso. Politizar algo que não é político.

Eu tomo hidroxicloroquina há anos e quase fiquei sem pq Trump inventou essa moda de anunciar a cura de mentirinha... Tem que ser muito burro pra se levar nessa ladainha
 

Mechamorafa

Bam-bam-bam
Mensagens
7.023
Reações
14.511
Pontos
374
É essa a imagem dos defensores da cloroquina conspiracionistas que acham que estão todos contra a cloroquina pra prejudicar o mito... Ele teve que demitir dois ministros pra impor essa bobagem, pq nenhum médico assina... Mas o mito sabe de tudo...
Sempre digo que o bolsonarismo só se sustenta na mentira e nos delírios conspiracionistas.

Estamos falando de um povinho lunático que diz que o Greenpeace jogou óleo no mar do nordeste, ONGs atearam fogo na amazônia e agora a OMS está querendo que as pessoas morram.

Esse povo é doente.
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.233
Reações
55.349
Pontos
604
OMS suspende testes com cloroquina e hidroxocloroquina para tratamento da Covid-19:
Eu não entendi direito. Eles suspenderam somente os testes diretamente nos pacientes ou pararam com toda a pesquisa com a bolsoquina? Porque se for isso - suspender pesquisas com um medicamento em apenas alguns meses - será um atestado inegável de que a OMS tá tentando esconder alguma coisa. (E não seria a primeira vez desde o início dessa pandemia...)
Significa isso que a Bozoquina é eficaz contra o pastal de flango com catupily vírus? Não ncessariamente, e o Bolsonaro está sendo muito irresponsável em se apoiar nesse remédio de maneira tão fanática. Mas que a OMS está com rabo preso (provavelmente com as farmacêuticas) eu não tenho nenhuma dúvida...
 
Ultima Edição:

Kaneda1985

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
20.014
Reações
52.397
Pontos
563
Agora o povão virou rato de laboratório do Bolsonaro... Mas é só não tomar... Que fácil a pessoa decidir isso


Super normal o paciente decidir se quer ou não o remédio...
Não sei vc mas sempre escolhi o que tomar quando tive problemas médicos mas não sei a sua realidade.
 
Topo Fundo