O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Como é ter um Neo Geo AES em sua vida?

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.029
Reações
12.442
Pontos
459
Esse é uma série de tópicos que comecei a fazer sobre videogames fora da curva, não possuo a maioria dos mais desconhecidos, mas proporei primeiro falarmos sobre aqueles menos acessíveis dentre os mais badalados que possuo, foi assim o Dreamcast, XBOX e agora o Neo Geo AES. Os outros tópicos vocês podem acompanhar e participar clicando nos links abaixo.
Nós e as revistas de videogame
Como é ter um Neo Geo AES em sua vida?
XBOX Clássico em nossas vidas
Dreamcast: Por 18 anos em nossas vidas
Street Fighter II em nossas vidas
The King of Fighters em nossas vidas
Mortal Kombat em nossas vidas
Tekken em nossas vidas
Bomberman em nossas vidas
Jogos de inverno para o verão

O objetivo do tópico não é travar comparações e os beneficios entre o videogame e a sua incrível e vantajosa emulação que nós usufruímos, a proposta é falarmos do videogame em si, seus jogos e das franquias da SNK , especialmente compartilharmos nossas experiências com eles como fizemos nos outros tópicos.

Devo sumonar o @Piga que gostaria de ver o pouco que possuo, o @Dan Gaiden que tem uma excelente coleção de AES, sei que tem outros por aí que tem ou tiveram o videogame mas não me lembro de cabeça agora. Feita as considerações vamos a minha parte.

Não é segredo que ele possui uma aura mística, não é um videogame de fácil acesso, sendo um dos mais caros e complicados de colecionar, ainda assim em tópicos de games pelo mundo e aqui na retrospace, quando fizeram enquetes perguntando "qual o videogame que você queria ter mas não teve?", o Neo AES é o campeão ou um dos mais citados, o que gera confusão de quem não conhece, discórdia de quem prefere a emulação, alegria de quem possui e muita incompreensão das necessidades que ele demanda. Mas o que faz alguém querer um videogame que pode ser um atraso na vida, mesmo de colecionadores tendo que deixar de pegar outros itens se quiser investir nele? Os motivos são muitos, a minha experiência vou descrever abaixo.


Realizei o sonho em outubro de 2011, paguei 900R$ com frete, saiu barato por ser de uma cidade vizinha, excelente negócio, o vendedor enviou embalado numa caixa de TV de 32", só para vocês sentirem o tamanho do bicho. Naquela época estavam vendendo somente o console entre 700~900R$, a maioria com problemas no botão de ligar e desligar, sem jogos e com o controle de Neo CD, o meu veio em perfeito estado e com Art of Fighting 2, ambos completos, apesar da caixa do videogame não estar 100%, aí eu acho que já seria querer demais também.

Quando cheguei do trabalho primeiro fiquei muito feliz ao saber, depois impressionado com o tamanho do pacote, em terceiro que talvez muita gente não saiba é o cheiro fortíssimo do plástico da caixa que protege o cartucho, imagine só, depois de anos e o cheiro se manteve, inclusive o cheiro ainda está ali, isso dá até um toque supremo para a aquisição, além da caixa ser linda e com ótimo manual, muito bem ilustrado.


Ter um Neo Geo AES é quase como literalmente ter um arcade em casa, havia muitas conversões satisfatórias, outras incríveis, mas a do videogame da SNK com os seus jogos são idênticos e o que havia de melhor, destaque para os fighting games, uma experiência única que era difícil de ser traduzida na mesma altura por seus concorrentes. Eu como frequentador assíduo dos fliperamas nos anos 90 sonhava, infelizmente o videogame era tão caro que mesmo sem me importar sabia que era caro demais para pedir aos meus pais, tanto que só veio quando estive trabalhando e pude pagar por conta própria, parcelado em 3 ou 4 vezes porque meu salário mau chegava aos 700R$. Antes disso só havia jogado nele uma vez e meus olhos brilhavam pelos jogos dispostos na Mesbla, a única loja que lembro de vender ele em Curitiba.

Se você assistir campeonatos de jogos de luta atuais verá que a esmagadora maioria dos jogadores utilizam controles arcade, controle padrão do AES, mais do que ser considerado ideal ele reflete o desígnio daquela cultura, quem não estava inserido nela estranha quando dizemos que este é o controle mais adequado para este tipo de jogo, acima de tudo ele é o reflexo do acontecimento, jogar esse tipo de jogo sem ele é como emular um outro controle que não é padrão daquele videogame, por melhor que fique não é exatamente a mesma coisa, alguns jogos foram feitos pensando em outro layout.

Assim o Neo Geo tinha a força, a cultura, a mística e o controle padrão em seu poder, como estar curtindo um King of Fighters em seu auge e não desejar por aquilo na mesma frequência? Sei que isso não serve para todos, mas como disse acima, é sabido que esse é o maior desejo.


Estes são os meus jogos, são poucos mas são loucos. Quando pego um jogo de luta não é só pelo fato de terminar com um personagem e encostar, tem a questão da superação, aprendizado, curiosidade, investir em outros personagens, melhorar, buscar e se propor novos desafios, avançar, repetir, jogar de novo, fazendo com que mesmo sendo pouca coisa a diversão perdure por muito tempo e atravesse gerações. Afinal por não ser jogos que também seja preciso se dedicar por muitas horas seguidas, depois se quiser experimentar investir muitas horas seguidas novamente, como nos RPGs por exemplo, os jogos de luta permitem ir e vir com mais facilidade, se quiser matar a saudade é só colocar o cartuchão e jogar um pouco.

Fatal Fury Special é tão bonito que parece um KoF, foi o primeiro jogo que comprei por ser um dos mais baratos, foram 170R$, joguei demais no Super Nintendo, adoro o espírito da série. Quase a mesma história do World Heroes 2, a diferença está no preço, peguei por não ser tão caro, foram 200R$. Por fim o mais importante, The King of Fighters e o 96 é o mais importante para mim, foi onde entrei de cabeça, a versão do Saturn é muito boa e muito mais barata mas peca pelos loadings excessivos, que é possível relevar, sem problemas, mas jogar isso no AES é caro, mas sentimentalmente não tem preço, é o jogo mais caro que comprei e um dos poucos que gastei mais de 200R$, saiu por 550R$, que pelas fichas economizadas já se pagou faz tempo. Falando em ficha, tem uma grande diferença nos níveis de dificuldades das versões para os outros consoles pro AES, sei que nos níveis mais avançados não é fácil pra maioria, Fatal Fury Special é meio travadão no SNES, mas porra, não esperava uma diferença tão grande destes jogos para o que lembrava, especialmente o Art of Fighting 2, o que deixa tudo mais emocionante.

Também tive o King of the Monsters 2 mas ele não funcionava direito e devolvi, felizmente não perdi um centavo.


Existe adaptador MVS para o AES, MVS é um cartucho muito mais barato pra quem não sabe, mas eu admito que prefiro colecionar os cartuchos originais, não tenho pressa e nem almejo me tornar o maior colecionador de todos os tempos, se com estes cartuchos estou feliz imagine se pegar mais uns 4, estarei duplamente feliz.

Dito tudo isto não tenho como aconselhar ou não investir no AES, eu não daria 50R$ num celular, não gosto nem de telefone, jamais gastaria 30R$ numa calça jeans, me sinto desconfortável, não gosto de festas, não uso drogas e não bebo religiosamente, também não frequento igreja, enfim. É uma questão de prioridade, poderia ver os anos que passei nos fliperamas como uma grande perda, mas eu gostei, compartilhamos estes momento e manterei eles com carinho, não é algo que me forço a fazer, portanto ter um AES me satisfaz, acho muito bom e pretendo no futuro adquirir mais jogos para ele, mesmo que nesse ritmo extremamente lento.

Agora é com vocês, não sei como será o andamento deste tópico mas falem o que quiser, será que hoje ainda temos pessoas que sonham em ter este videogame? Eu ainda sonho em ter um PC Engine, mas isso é história para outro tópico.
 
Ultima Edição:


O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
24.211
Reações
45.392
Pontos
589
Eu comprei um também. Coisa de louco. Mas eu acho que impacto mesmo seria ter um troço desse nos anos 90. A emulação do Neo-Geo é tão perfeita que “obsoletou” a máquina muito rápido.

Mas não me desfaço do meu. Agora ainda que estou definindo o projeto do meu móvel para deixar todos meus consoles juntos e aparentes, ele virou peça indispensável. Um luxo que até hoje é para poucos.
 

METALMANIAC

Bam-bam-bam
Mensagens
4.948
Reações
4.386
Pontos
369
Se eu fosse fã de luta, estaria morto e enterrado de tanta inveja por não ter um AES.
Já teve época dele ser um sonho de consumo , mas por ser fã de shmups, qdo comecei a pesquisar o preço dos cartuchos, foi um murro na cara que tomei... , mais que um murro, foi um nocaute e só acordei no outro dia... Pulstar, Blazing Star, The Last Resort, dentre outros ótimos (e escassos) jogos do estilo no console , estão entre s tílulos que valem o preço do console em si.

Mas respeito bastante quem tem e curte os jogos de luta dele, que são um espetáculo mesmo gráfico mesmo.
 

METALTEX

Bam-bam-bam
Mensagens
760
Reações
7.564
Pontos
283
Sou fã do sistema, mas segui um caminho menos ortodoxo que a maioria geralmente faz.

Na época em que era moleque, via na locadora nego jogando aqueles ports arcade-perfect com aqueles put* controles e achava daora: nem tanto pelos jogos em si, mas pela capacidade técnica do sistema frente SNES e Mega... Pura covardia. Mas com a emulação dele já no final da década de 90, achei que "perdeu um pouco da magia".

Quando comecei a colecionar lá por 2004, até pensei em adquirir um, mas não tinha muito saco pra ficar indo atrás dos jogos (que naquela época já eram caros desde... sempre) e estava mais preocupado em ir atrás de outros consoles. Como estava indo atrás dos demais sistemas e lançaram muitas coleções temáticas pra PS2, optei em pegar as versões que saíram no Neo Geo Collection Volumes 1+2 da SNK em 2007-2008, mais ou menos... Peguei Garou e Last Blade Collection, os 2 top daquela coletânea. Em termos de "usabilidade", é consenso geral em fóruns que foi a versão física com melhor custo x benefício (nem muito caro, difícil - mas não impossível de achar e com toneladas de extras e melhorias).

Em 2013, voltei a pensar em adquirir o sistema, mas pensei comigo e fiz uma séria auto-análise: "Nego gosta de Neo Geo, mas todos querem o AES. Mesmo o MVS tendo sido o pioneiro e que teve +títulos, ironicamente, NINGUÉM fala dele - Eu mesmo nunca vi um na vida". Como colecionador, aquilo me deixou encucado e pensei: "Já tenho a CPS2 completa, então vou atrás da MVS completa pra fazer "par". Hora de procurar essa m****".

Detalhe importante que só fui descobrir depois: não existem mais kits MVS completos, com "matching serials" por aí pra vender... Tudo já foi comprado pelos gringos. E os poucos que vieram pro Brasil, foram depenadas as partes e surradas em fliperamas nojentos que se perderam por anos. Nego fala na net: "MVS no ML é mais barato". Óbvio que é: tudo ferrado e 100% loose, sem manual, documentação, caixa, porra nenhuma. No entanto, vá procurar um MVS completo... É muito pior. Resumindo: se o cara quer ter um inteiro, tem que montar com peças soltas, uma-a-uma. Trampo infernal...

- Fóruns nacionais? Impossível. Povo nem sabe o que é.
- ML? Nada... Só sucatas fodidas vendidas por tiozinhos donos de bar.
- Ebay? Difícil achar alguma coisa e, quando acha, é simplesmente absurdo.


A solução era partir pra fóruns gringos especializados, gastar o inglês, um $ considerável (saiu o mesmo preço de um AES completo) e muita paciência. No fundo, foi provavelmente a compra mais "trabalhosa", FDP até, que fiz em 17 anos de compras na web: demorada, lenta, rezando pra não ser taxado e me estressando com "altas confusões" (2 remessas vieram com documentação errada e tive que reclamar :facepalm, um me vendeu a caixa "dentro de outra caixa":klol, outro mandou flyers dentro de livro infantil... :klolz). Resumindo: depois de mais de 2 anos e umas 10 compras "picadas" entre 5-6 vendedores europeus, consegui terminar de completar um kit beginner: MVS completa + jogo MVS completo + marquee de MVS (e me senti aliviado, LOL).


"Ah, pensa em ir atrás de mais jogos?" Não. O intuito nunca foi esse na verdade, e sim fechar o "sistema" e conseguir 2 games completos + supergun, mais por motivos históricos mesmo.

No geral, o Neo Geo tem sim valor nostalgico altíssimo (por isso é o sistema que nunca perde valor, é a barra de ouro no mercado de consoles), no entanto tenho que admitir que é muito sofrido colecioná-lo, tanto na praticidade (emulação já está 100% perfeita a anos) quanto no colecionismo em si - pois você sacrifica DEMAIS todo o resto apenas para poder ter exclusivamente ele (o que é ruim no todo). Comprar um tem que ser macho, mas investir pesado nele (acima de 3-4 jogos) tem que ser insano, custo x benefício cai e atrapalha o resto.

Mas esse trampo todo me mostrou o verdadeiro diferencial do console, que é a história e oque a comunidade de fãs faz com ele: nisso ele é 100% único.
Essa é a grande força dele: foi "O" sistema arcade.
 
Ultima Edição:

edineilopes

Retrogamer
Mensagens
27.785
Reações
89.879
Pontos
654
Não tive. Conseguia jogar só ocasionalmente.

Um amigo meu teve, era impressionante. Outro nível. Outro mundo.

Meio frustrante depois voltar pra casa e jogar as versões para Snes e Mega. Gráficos e movimentação ficavam tão simplórios que quase parecia que estava jogando o street fighter xingling do nintendinho.

Essa máquina me impressiona até hoje. E, ligado numa boa CRT, NeoGeo é praticamente irresistível.

Neo Geo foi um monstro que se manteve competitivo por muitos anos, enquanto Capcom e outras empresas precisaram atualizar hardware dos arcades para "continuar impressionando".
 
Ultima Edição:

Celagus

Supra-sumo
Mensagens
1.055
Reações
975
Pontos
163
Meus primos tinham um na la nos anos 90 mesmo, eu tinha um mega drive e eles com esse monstrão sagrado, eles tinham dois cartuchos, Fatal Fury e Magician Lord, e tinham o memory card, lembro de ir na casa deles e ficarmos jogando isso durante muito tempo, alugavamos alguns jogos, Art of Fight 1 e 2 eu lembro muito bem, depois de um tempo eles deram sim eles deram o video game pra outro primo que se desfez pq nao curtia muito, se tivessem me dado eu teria ate hj, pois na epoca que deram eu tinha um ps1 e era feliz jogando KoF 95 nele, imagina se tivesse a chance de jogar direto no Neo Geo, tenho boas lembranças dele mesmo nao sendo meu, mas joguei muito nele, tanto que quando eu alugava Fatal Fury pro Mega, era só infelicidade eu queria mesmo era jogar o que meus primos tinham.
 


Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.029
Reações
12.442
Pontos
459
Eu comprei um também. Coisa de louco. Mas eu acho que impacto mesmo seria ter um troço desse nos anos 90. A emulação do Neo-Geo é tão perfeita que “obsoletou” a máquina muito rápido.

Mas não me desfaço do meu. Agora ainda que estou definindo o projeto do meu móvel para deixar todos meus consoles juntos e aparentes, ele virou peça indispensável. Um luxo que até hoje é para poucos.
Neo AES nos anos 90 era insano, cerca de 3.500R$ por aqui, imagine, o salário mal chegava aos 100R$. Imagine o nível de riqueza quem conseguiu ter um naquela época!! :O

Gosto de revisitar os preços daquela época, um tempo atrás postei algumas propagandas, era alucinante chegar na Arapuã e ver um 486 por 14.000R$, um aparelho de DVD por 8.000R$, um CD virgem por 50R$, o Bola do Pânico comprou uma das primeiras TVs de Plasma lançadas no Brasil, pagou mais de 30.000R$, um preço tão insano que o Emílio sempre perguntava para os famosos se eles teriam coragem de pagar isso numa TV, a maioria dizia que não, dava para comprar mais de um 147 ou Fusca por esse preço. hahahaha

Também não me livro do meu, é mágico ter ele por aqui e é um prazer ter ele instalado, se um dia conseguir sair do Brasil posso fazer como outros colecionadores que levaram os jogos e venderam os aparelhos para recomprar lá fora, mas o AES é um dos que não me desfaria, não é difícil de ter ele só no Brasil mas em qualquer parte do mundo.

Se eu fosse fã de luta, estaria morto e enterrado de tanta inveja por não ter um AES.
Já teve época dele ser um sonho de consumo , mas por ser fã de shmups, qdo comecei a pesquisar o preço dos cartuchos, foi um murro na cara que tomei... , mais que um murro, foi um nocaute e só acordei no outro dia... Pulstar, Blazing Star, The Last Resort, dentre outros ótimos (e escassos) jogos do estilo no console , estão entre s tílulos que valem o preço do console em si.

Mas respeito bastante quem tem e curte os jogos de luta dele, que são um espetáculo mesmo gráfico mesmo.
Neo AES possui ótimos jogos de outro estilos, todos muito caros. SHMUPs é um dos estilos pelo qual mais nutro admiração, graças a eles que descobri o tesão de jogar videogames, posso até gostar mais de jogos de luta mas tenho mais admiração por SHMUPs. Pode ter certeza que farei um tópico exclusivo para o estilo, ele merece.

@METALTEX

Também recomendo, o jeito mais prático e mais "barato" na maioria das vezes, é correr atrás das coletâneas ou versões lançadas para os outros videogames, dou preferência aos jogos da SNK lançadas em especial para o Saturn e Dreamcast, outra coisa que levei em consideração foi a fidelidade, jogar King of Fighters 96 sem loading é uma felicidade. Mas você como colecionador deve me entender, apesar de ter algumas coletâneas elas não me proporcionam exatamente o mesmo prazer de ter a cópia, tanto que alguns jogos de coletâneas tenho eles avulso também, sou assim com os CD de música e filmes também, aqueles The Best of me deixam meio esquisito, felizmente música e filmes costumam ser muito mais baratos. :D

Que belo relato, agregou bastante conteúdo, quando fui atrás do AES, e mesmo hoje em dia, pensei em pegar um MVS consolisado, mas era tanta gambiarra e a emoção não era a mesma que optei por este, quando junto para um consolisado prefiro pegar um jogo, então acho que vou me manter nisso por enquanto.

O que acredito que vale a pena investir nele é a esperança de que um dia, no meu caso, melhore muito minha condição financeira, tenho trabalhado nos meus projetos pessoais muito mais pela vontade que tenho de fazer as coisas que eu gosto, se um dia isso der retorno, ótimo, não me importo de gastar mais com ele. Voltei a colecionar lá por 2006, hoje tenho mais de 500 jogos originais em bom estado para mais de 20 plataformas diferentes, a maioria completa, não sei que tipo de coleção você pretende ter mas não almejo fechar nenhum set, tem muita coisa que não gosto, meu prazer além do ato de colecionar é manter as lembranças dos jogos e da época, é muito mais legal quando eu ou os outros vão jogar comigo e procuramos na estante o que estamos a fim de curtir, é um sentimento que não consigo ter com mídias virtuais e os emuladores que tanto gosto. Nesse caso os poucos jogos que tenho de AES suprem muito bem, apesar de só ter um controle nós revezamos, é impressionante o impacto que este videogame ainda é capaz de causar, mesmo quem não frequentava os fliperamas fica impressionado, parece coisa de outro mundo, a cultura do Neo Geo é muito forte, ainda hoje.

Também considero isso muito bonito e o que me motiva fazer esses tópicos, a força da comunidade, suas histórias, dedicação, envolvimento, isso dá força aos videogames fazendo com que eles valham muito mais que algumas cifras, é o que mais me interessa nisso tudo.
 

Land Stalker

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
GOLD
Mensagens
19.094
Reações
64.032
Pontos
554
Eu comprei um também. Coisa de louco. Mas eu acho que impacto mesmo seria ter um troço desse nos anos 90. A emulação do Neo-Geo é tão perfeita que “obsoletou” a máquina muito rápido.

Mas não me desfaço do meu. Agora ainda que estou definindo o projeto do meu móvel para deixar todos meus consoles juntos e aparentes, ele virou peça indispensável. Um luxo que até hoje é para poucos.
Ter um desses nos anos 90 seria zerar a vida.
 

RM Danger

Bam-bam-bam
Mensagens
6.092
Reações
9.482
Pontos
384
AES nunca joguei, mas no CD sim, era perfeito, com exceção do maldito loading, ah aquilo conseguia ser pior que o PS1.
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.022
Reações
22.183
Pontos
348
Então, como é de conhecimento de muitos aqui, eu tive um Neo Geo AES na década de 90. Em 1992 meu pai foi nos USA e trouxe de lá pra mim um Neo Geo AES Gold System (que vinha com dois controles, um jogo e o Memory Card). Lembro que meu pai pagou na Toy R Us nada menos que $ 750,00 dólares americanos + $ 50,00 dólares por excesso de bagagem, já que a caixa media nada menos que 1mt por 1mt, e não deixei meu pais se desfazer da caixa como ele queria! Ou seja, a brincadeira sai por 800,00 dólares ma época, dinheiro pra KCT!!! :kcaro2 Mas eu na época não tinha a menor noção e se meu pai podia, podia! Mas ele reclamou um monte! :kkk:kkk

Abaixo a foto da minha antiga coleção de Neo Geo AES que infelizmente eu me desfiz. Os motivos? Já contei aqui: http://www.gagagames.com.br/colecao-e-colecionismo-separados-por-uma-linha-muito-tenue/

OBS: Foto tirada na época com máquina de filme!

Como tá ruim de identificar na foto, eu tive 12 jogos pro AES no total. Em cima da caixa do Neo Geo, da esquerda pra direita temos:
1) Art of Fighting 2 (USA)
2) World Heroes (USA)
3) Fatal Fury Special (JP)
4) Fatal Fury 2 (USA + Dog Tag)
5) World Heroes 2 (USA)
6) Fatal Fury (USA + Dog Tag)
7) Alpha Mission II (USA)
8) Samurai Shodown (USA)

Do lado direito dos controles:
9) Magician Lord (USA)
10) Art Of Fighting (USA)

Do lado esquerdo dos controles:
11) World Heroes 2 Jet (USA)

Não aparece nas fotos o Memory Card nem o NAM-1975 (USA)

Como a maioria aqui, na época conheci o sistema nos fliperamas, me apaixonei por Art of Fighting e o tamanho gigante dos lutadores. O AES eu tomei conhecimento através de revistas e só vi em uma locadora do bairro que eu morava na época, da onde vieram quase toso dos cartuchos americanos que eu tive (só eu alugava AES lá, aí o cara parou de comprar os cartuchos e me vendeu o que tinha).

put* coleção de respeito!!! :kkong:kkong:kkong

Linda Coleção :kkong:kkong

Ter um desses nos anos 90 seria zerar a vida.
Então eu zerei, como dito acima!!!! :kcool:kcool:kcool
 

MzC_BR

Veterano
Mensagens
382
Reações
633
Pontos
128
Era meu sonho de consumo. Queria ter tido um nos anos 90. Muito a frente dos outros consoles na época.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
24.211
Reações
45.392
Pontos
589
Então, como é de conhecimento de muitos aqui, eu tive um Neo Geo AES na década de 90. Em 1992 meu pai foi nos USA e trouxe de lá pra mim um Neo Geo AES Gold System (que vinha com dois controles, um jogo e o Memory Card). Lembro que meu pai pagou na Toy R Us nada menos que $ 750,00 dólares americanos + $ 50,00 dólares por excesso de bagagem, já que a caixa media nada menos que 1mt por 1mt, e não deixei meu pais se desfazer da caixa como ele queria! Ou seja, a brincadeira sai por 800,00 dólares ma época, dinheiro pra KCT!!! :kcaro2 Mas eu na época não tinha a menor noção e se meu pai podia, podia! Mas ele reclamou um monte! :kkk:kkk

Abaixo a foto da minha antiga coleção de Neo Geo AES que infelizmente eu me desfiz. Os motivos? Já contei aqui: http://www.gagagames.com.br/colecao-e-colecionismo-separados-por-uma-linha-muito-tenue/

OBS: Foto tirada na época com máquina de filme!

Como tá ruim de identificar na foto, eu tive 12 jogos pro AES no total. Em cima da caixa do Neo Geo, da esquerda pra direita temos:
1) Art of Fighting 2 (USA)
2) World Heroes (USA)
3) Fatal Fury Special (JP)
4) Fatal Fury 2 (USA + Dog Tag)
5) World Heroes 2 (USA)
6) Fatal Fury (USA + Dog Tag)
7) Alpha Mission II (USA)
8) Samurai Shodown (USA)

Do lado direito dos controles:
9) Magician Lord (USA)
10) Art Of Fighting (USA)

Do lado esquerdo dos controles:
11) World Heroes 2 Jet (USA)

Não aparece nas fotos o Memory Card nem o NAM-1975 (USA)

Como a maioria aqui, na época conheci o sistema nos fliperamas, me apaixonei por Art of Fighting e o tamanho gigante dos lutadores. O AES eu tomei conhecimento através de revistas e só vi em uma locadora do bairro que eu morava na época, da onde vieram quase toso dos cartuchos americanos que eu tive (só eu alugava AES lá, aí o cara parou de comprar os cartuchos e me vendeu o que tinha).


put* coleção de respeito!!! :kkong:kkong:kkong


Linda Coleção :kkong:kkong


Então eu zerei, como dito acima!!!! :kcool:kcool:kcool
O Sr. é mestre.

Respect.
 

O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
24.211
Reações
45.392
Pontos
589
Adoro o sistema, mas segui um caminho menos ortodoxo que a maioria geralmente faz.

Na época em que era moleque, via na locadora nego jogando aqueles ports arcade-perfect com aqueles put* controles e achava daora: nem tanto pelos jogos em si, mas pela capacidade técnica do sistema frente SNES e Mega... Pura covardia. Mas com a emulação dele já no final da década de 90, achei que perdeu um pouco da graça.

Quando comecei a colecionar lá por 2004, até pensei em adquirir um, mas não tinha muito saco pra ficar indo atrás dos jogos (que naquela época já eram caros desde... sempre) e estava mais preocupado em ir atrás de outros consoles. Como estava indo atrás dos demais sistemas e lançaram muitas coleções temáticas pra PS2, optei em pegar as versões que saíram no Neo Geo Collection Volumes 1+2 da SNK em 2007-2008, mais ou menos... Peguei Garou e Last Blade Collection, os 2 top-top daquela coletânea. Em termos de "usabilidade", é consenso geral em fóruns que foi a versão física desses jogos com melhor custo x benefício (nem muito caro, não muito fácil de achar (mas não impossível) e com toneladas de extras e melhorias "modernas").

Já em 2013, voltei a pensar em adquirir a plataforma, mas aí pensei comigo mesmo e fiz uma séria auto-análise: "Nego gosta de Neo Geo, mas todo mundo quer o AES - sendo que a versão original e que teve mais jogos lançados foi a MVS pra arcades. Ironicamente, NINGUÉM fala dele. Eu mesmo nunca vi um na vida". Como colecionador, aquilo me deixou encucado e pensei: "Quer saber? Já tenho a CPS2 completa - vou achar agora uma MVS completa pra fazer "par". Hora de procurar essa m****".

Detalhe importante que só fui descobrir depois: não existem mais kits MVS completos, com "matching serials" por aí pra vender... Tudo já foi comprado pelos gringos. E os poucos que vieram pro Brasil, foram depenadas as partes e surradas em fliperamas nojentos que se perderam por anos. Manual, documentação, caixa... Esquece. Resumindo: se o cara quer ter um completo, tem que montar com peças soltas, uma-a-uma.

Fóruns nacionais? Impossível. Povo nem sabe o que é.
ML? Nada... Só sucatas fodidas vendidas por tiozinhos donos de bar.
Ebay? Difícil achar alguma coisa e, quando acha, é simplesmente absurdo.

O lance era partir pra fóruns europeus especializados e gastar o inglês, um dinheiro considerável (praticamente o preço de um AES completo) e muita paciência. No fundo, foi provavelmente a compra mais "trabalhosa", FDP até, que fiz em 17 anos de internet: demorada, lenta, rezando pra não ser taxado e me estressando (2 remessas vieram com documentação errada e ainda tive que bater boca com o vendedor). Depois de mais de 2 anos e umas 10 compras "picadas" de mais de 5-6 vendedores, consegui terminar de "completar" meu MVS + 2 jogos completos + 1 marquee (e me senti aliviado. LOL).


"Ah, pensa em ir atrás de mais jogos?" Não... O intuito nunca foi esse na verdade, e sim fechar o "sistema" e conseguir 2 exemplares por preços módicos + supergun, mais por motivos históricos mesmo.

No geral, o Neo Geo tem sim valor nostalgico altíssimo (por isso é o sistema que nunca perde valor), no entanto tenho que admitir que é muito ruim colecioná-lo, tanto na praticidade (emulação já está 100% perfeita a anos) quanto no colecionismo em si - pois você sacrifica DEMAIS todo o resto apenas para poder ter exclusivamente ele (o que é ruim no todo).

Agora, cair de cabeça e querer colecionar mais de 3-4 jogos dele acho, sinceramente, um péssimo custo x benefício, fode muito os outros consoles. Com o tempo, aprendi que o verdadeiro diferencial do console é a história e o que a comunidade de fãs faz com ele: nisso ele é 100% único. Essa é a verdadeira força dele: foi "O" sistema arcade.
De foder.

Thanks for sharing.
 

Kampfar

Bam-bam-bam
Mensagens
6.553
Reações
11.232
Pontos
353
Taí um console que sempre quis ter,mas nunca deu pra pegar um.Agora mesmo,não teria coragem devido aos preços,mas se tivesse sobrando,compraria.
Amo mais esse console que o super nes que tive.
 

Eduard[o]

Bam-bam-bam
Mensagens
3.029
Reações
4.603
Pontos
303
Me arrependo de ter vendido meu console e os jogos de AES tempos atrás mas vida que segue. Nos últimos anos pude investir no MVS que é bem mais em conta. Tô utilizando o acessório Supergun que conecta a placa arcade MVS na tv e consigo jogar de boa os clássicos da SNK. AES se tornou inviável pra mim de uns anos pra cá. Importei uma KOF 97 de AES no ebay, só pra deixar guardadinha e relembrar o quão foi legal jogá-la no console quando eu ainda o tinha. Ainda o jogo via supergun, muito por sinal, mas não tem o feeling de abrir a caixinha lock on e espetar no console. Neo Geo é bom demais. :ksnif
Parar por aqui que só de lembrar já bate o desespero...
 

B - Mark

Bam-bam-bam
Mensagens
5.932
Reações
3.149
Pontos
459
Eu conheci o Neo Geo em 1991 quando li a primeira edição da Videogame e fiquei impressionado com o tamanho dos cartuchos e de seu joystick tipo Arcade mas na época não tinha informação de nenhum jogo e só os conheci melhor quando li a Gamepower 2 que publicou uma matéria sobre o Fatal Fury 1 e foi a partir dela que comecei a me interessar pelo console e pelos jogos.

Em 1992 meu primeiro contato com o Neo Geo foi com a versão MVS e o Fatal Fury 1 foi o primeiro jogo que joguei e depois conheci Burning Fight,Robo Army e claro Art of Fighting,Samurai Shodown,Metal Slug e World Heroes.

Já a primeira vez que joguei no AES foi em 1994 em uma locadora chamada Genesis Games de Goiânia e lá joguei Sengoku 2,Fatal Fury 2, 3 e Special entre outros jogos.

Eu coleciono desde 2005 mas nunca pensei em adquirir o Neo Geo AES por causa do preço do console e dos seus jogos e decidi comprar coletâneas dos jogos do console que saíram para o PS2 como Art of Fighting Anthology e Fatal Fury Battle Archives Vol.1 que estavam sendo vendidos nas Lojas Americanas por 40 reais cada entre 2008-2009.

Naquela época ainda não tinha o PS2 e decidi comprar os jogos de meu interesse porque temia que eles inflacionassem e o pior que isso aconteceu.

Consegui comprar Fatal Fury Battle Archives Vol 1 e os jogos KOF XI e Neo Geo Battle Coliseum que eram ports de jogos da Atomiswave porque a emulação dela estava em estágio inicial.

Art of Fighting Anthology comprei na Big Boy Games por 36 reais em 2012 e em 2014 comprei KOF 98 Ultimate Match que além do remake também tinha o original do Neo Geo como extra.

Voltando ao AES uma coisa que não gostava nele é que os jogos tinham apenas 4 créditos e por isso terminar jogos como Metal Slug fica mais difícl que na MVS.

Tanto que nos emuladores jogo mais no modo Arcade do que no console.

Não tive. Conseguia jogar só ocasionalmente.

Um amigo meu teve, era impressionante. Outro nível. Outro mundo.

Meio frustrante depois voltar pra casa e jogar as versões para Snes e Mega. Gráficos e movimentação ficavam tão simplórios que quase parecia que estava jogando o street fighter xingling do nintendinho.

Essa máquina me impressiona até hoje. E, ligado numa boa CRT, NeoGeo é praticamente irresistível.

Neo Geo foi um monstro que se manteve competitivo por muitos anos, enquanto Capcom e outras empresas precisaram atualizar hardware dos arcades para "continuar impressionando".
Não achava ruim alguns ports de jogos de Neo Geo para Mega e SNES.

Fatal Fury 1 do Mega é um dos meus favoritos e até comprei o cartucho original em 2010.

Outros ports que gostava eram Fatal Fury 2, Art of Fighting 1 e 2 e os World Heroes 1 e 2 para SNES.

Mas admito que teve ports que não gostei como Fatal Fury 1 de SNES e World Heroes de Mega Drive.
 

Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.903
Reações
5.743
Pontos
303
Quando o assunto é o Neo Geo AES, sou que nem o Zeca Pagodinho: Nunca vi, nem joguei, só ouço falar.

Conheci a placa de arcade na minha infância através de cabines de KoF, Fatal Fury e Samurai Shodown nas pizzarias e fliperamas, mas nunca vi o console de perto. Só fui saber de sua existência muitos anos depois, em artigos retrô.

Gosto demais dos jogos de Neo Geo, mas não sei se ficaria muito animada em ter um AES, pois, como o usuário citou acima, ele é totalmente jogável via emuladores hoje em dia. Além disso, não gosto de crateras na minha carteira.:klol

Porém, isso também pode ser a minha preferência pela Capcom falando mais alto também, pois, se tivesse a grana e o espaço, acho que pilharia a biblioteca inteira das placas CPS aqui em casa. :ksafado
 

Gentilhomem

Bam-bam-bam
Mensagens
3.791
Reações
11.279
Pontos
303
O preço dos cartuchos é um tanto quanto desgostante, é muito melhor pagar 900 reais num neogeo cd que não tem bloqueio de pirataria, caso você queira bater aquela gameplay de um jogo raro e nostálgico é só você gravar aquela rom num cd e jogar, já num neo geo AES você fica no gosto e termina limitado a quantidade de cartuchos que você tem.
 

Gray-fox

Bam-bam-bam
Mensagens
5.092
Reações
10.413
Pontos
384
Na época era um sonho de consumo, vi pouquíssimas vezes em locadoras, o impacto que ele causava tanto pelos jogos quanto o visual do hardware era incrível, hoje em dia pelo menos pra mim é um trambolho visto que a emulação é muito mais prática e virtualmente perfeita.
 

Kroma

Bam-bam-bam
Mensagens
3.004
Reações
5.404
Pontos
339
Já tive 2 no final até o final da década de 90 e início de 00.
Cheguei a ter uma mini coleçãozinha dele até q agradável.
KOFs de 94 à 99 (essa fruto de um rolo de um SEGA NOMAD com meu amigo @Vigaku), FF1, 2, Special, 3 e RBS, AOF1 e 2, Samurai 1 e 2, World Heroes 1 e 2, Sidekicks 1 e 2... e mais alguns q não importavam tanto.
Infelizmente depois da KOF2000, os valores dos jogos de Neogeo ficaram impraticáveis!
99 vc ainda achava por 400-500.
Depois disso, qualquer jogo passou a valer mais de 1000-1500.
Como a emulação dele havia chegado num patamar legal, comecei a me desfazer. E também pq havia conseguido um arcade MVS e conseguia os jogos muito mais baratos! Desses eu cheguei a ter todas a Metal Slugs (menos a 5) e Fatal Furys (incluindo a Garou).
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.029
Reações
12.442
Pontos
459
Não tive. Conseguia jogar só ocasionalmente.

Um amigo meu teve, era impressionante. Outro nível. Outro mundo.

Meio frustrante depois voltar pra casa e jogar as versões para Snes e Mega. Gráficos e movimentação ficavam tão simplórios que quase parecia que estava jogando o street fighter xingling do nintendinho.

Essa máquina me impressiona até hoje. E, ligado numa boa CRT, NeoGeo é praticamente irresistível.

Neo Geo foi um monstro que se manteve competitivo por muitos anos, enquanto Capcom e outras empresas precisaram atualizar hardware dos arcades para "continuar impressionando".
Imagine só, durou de janeiro de 1990 até agosto de 2007, apesar dos pesares, um recorde que dificilmente será batido, ele viu nascer e morrer três gerações.

AES nunca joguei, mas no CD sim, era perfeito, com exceção do maldito loading, ah aquilo conseguia ser pior que o PS1.
Os loadings se tornam ainda piores pelo carro-chefe do videogame serem os jogos de luta e ter loading de um minuto entre uma batalha e outra, para jogos de fase como os de nave e plataforma dava para encarar na boa. Teve o CDZ também que eu nunca vi, mas dizem que a rotação do disco era tão alta que alguns chegavam a partir dentro do videogame. Ao menos os loadings diminuíam mas pelo que vi não diminuía tanto assim, prefiro pegar um CD.

@Piga Eu já tinha lido a história e outros artigos seus, muito bom, acabei de reler agora.

Quando se é jovem não é o melhor momento para investir numa coleção desse calibre, eu colecionei revistas de super heróis, turma da Mônica e videogame, além de algumas de música, de 1990 até 2004, acumulei milhares de itens e se tivesse continuado poderia ser um dos maiores do Brasil provavelmente, o que não seria ruim, considerando que revistas são muito mais baratas que videogames, muito mais baratas e acessíveis naquela época. Eu lia as revistas e fazia listas dos jogos e videogames que pretendia ter, as listas eram gigantes, mas nós não tínhamos condições, era um videogame e um ou dois jogos, felizmente consegui ter praticamente dois por coleção e ainda existiam inúmeras locadoras.

Quando decidi investir nos videogames e nas minhas outras coleções não foi por ingenuidade, pensei que gostava daquilo e quase tudo que agrada as pessoas "comuns" me entediava, não vejo graça em festa, putaria, carro, andar com roupa de grife, ostentar pelas ruas, ter várias pessoas ao meu redor... Então decidi investir em coisas que me proporcionem prazer e alegria, afinal estava trabalhando e por mais que me julgassem aprendi a não me importar com isso.

@B - Mark Eu tenho a Fatal Fury Battle Archives 2 por conter a trilogia Real Bout que admiro imensamente, ô jogo para me trazer boas lembranças, nunca fui o melhor do fliperama, Real Bout era uma que costumava encarar sozinho, não era das mais populares, terminava com vários personagens e enquanto jogava atraía multidão, quando alguém entrava contra conseguia perceber como estava viciado, aquela máquina eu dominava. haha

Tem muitas coletâneas para pegar, a mais acessível é a do Art of Fighting, muito mais pelo 3 que é uma espadada a versão do AES.
 
Ultima Edição:

Kroma

Bam-bam-bam
Mensagens
3.004
Reações
5.404
Pontos
339
Os loadings se tornam ainda piores pelo carro-chefe do videogame serem os jogos de luta e ter loading de um minuto entre uma batalha e outra, para jogos de fase como os de nave e plataforma dava para encarar na boa. Teve o CDZ também que eu nunca vi, mas dizem que a rotação do disco era tão alta que aluns chegavam a partir dentro do videogame. Ao menos os loadings diminuíam mas pelo que vi não diminuía anto assim, prefiro pegar um CD.
O loadings do NeoGeo CDZ eram muito mais rápidos se comparados ao CD normal, mas ainda eram mais lerdos se comparados ao Sega Saturn.
Esse negócio de quebrar CD eu nunca vi, ou pelo menos nunca ocorreu comigo. Mesmo pq, como só usava pirata e deixava os originais guardados, não me preocupava.
Pelo menos no CDZ, jogos como The Last Blade 1 e 2 são "suportáveis" de jogar.
Jogar eles no CD normal sem cortar as cut-scenes é torturante!
 

Mangostão

Bam-bam-bam
Mensagens
4.205
Reações
4.751
Pontos
319
Eu acho muito legal que pra muitos o Neo Geo foi uma revolução em termos de console. Trazer um arca e pra casa sempre foi um sonho de muitos.

Pra mim no entanto, o Neo Geo representou um mergulho profundo no mundo da emulação. Já em 99~00 lembro de rodar o glorioso Neorage com pouca memória no PC e apesar disso representar esperar uns 10 minutos para o jogo carregar era incrível ver como aqueles jogos de arca e também podiam rodar perfeitamente em um PC modesto da época.

Era incrível jogar Samsho 4 sem os loadings irritantes do PSX.

Daí em diante isso foi um parâmetro para que eu pudesse defender emuladores. Eles davam acesso aquilo que nos nunca teríamos e isso era e ainda é muito bom!

Hoje o Neo Geo continua algo proibitivo mas quem jogou pérolas como Garou ou Last Blade através da emulação glorioso nocão da importância desse monstro na indústria.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.029
Reações
12.442
Pontos
459
O preço dos cartuchos é um tanto quanto desgostante, é muito melhor pagar 900 reais num neogeo cd que não tem bloqueio de pirataria, caso você queira bater aquela gameplay de um jogo raro e nostálgico é só você gravar aquela rom num cd e jogar, já num neo geo AES você fica no gosto e termina limitado a quantidade de cartuchos que você tem.
Pior que como é reconhecido os carregamentos do Neo CD são um caso sério, é fácil se distrair, perder o ímpeto ou até a vontade de jogar após tanta demora, ainda mais em jogos que os carregamentos são frequentes, tem alguns deles que não são toleráveis no Saturn e Playstation , imagine nele., dizem que o leitor não é muito bom, isso não posso afirmar. Apesar disso um dia quero ter um. :D

Eu não estou limitado aos cartuchos que possuo é que a minha coleção tem preferências mas não um foco especifico, gosto de ter várias coisas para videogames diferentes, além de colecionar filmes, livros e investir em CDs de música, prefiro não redirecionar toda a minha força e agir conforme me der vontade, assim aproveito um pouco de cada e pego o que puder naquele momento, foi assim que consegui jogos que valem centenas de reais por 30R$, 50R$ ou até menos. haha

Por curiosidade, fiz uma estimativa bem por cima de quanto gastei em jogos por mês nestes últimos 12 anos, não chega a 200R$, claro, tem jogos que paguei mais, outros que paguei menos, poucos que ganhei, outros que obtive de troca... Colecionar é saudável e divertido se não utilizar todo o limite do cartão, fizer empréstimos e ir para a SEPROC, o problema é que muitos querem colecionar mas desejam isso num dia e querem acordar no outro com 500 filmes, jogos e livros na estante, não é assim que funciona, e ainda bem que não é assim, o prazer de cada item, a garimpada, a descoberta, tudo isso é valioso.

O loadings do NeoGeo CDZ eram muito mais rápidos se comparados ao CD normal, mas ainda eram mais lerdos se comparados ao Sega Saturn.
Esse negócio de quebrar CD eu nunca vi, ou pelo menos nunca ocorreu comigo. Mesmo pq, como só usava pirata e deixava os originais guardados, não me preocupava.
Pelo menos no CDZ, jogos como The Last Blade 1 e 2 são "suportáveis" de jogar.
Jogar eles no CD normal sem cortar as cut-scenes é torturante!
Nunca vi a performance de um CDZ pessoalmente, essa de que ele quebra os CDs e estraga fácil é uma lenda que percorre, dizem que faz um barulho de rotação do cão também. De qualquer forma um dia pretendo ter um CD comum e pegar só os SHMUPs, beat'em ups e plataforma para ele. :D
 

Dark_Alex

Bam-bam-bam
Mensagens
2.386
Reações
2.354
Pontos
304
É um sonho nunca realizado. :ksnif

Meu contato com o verdadeiro monstro foi por volta de 1993 em uma casa de jogos que tinha aqui quase ao lado de casa, lembro de ter jogado Samurai naquele contro enorme.

Até hoje tento ter um, mas o preço não me anima, acho que até desisti de ter um, penso logo em meter um fliperama aqui em casa quando arrumar espaço.
 

edineilopes

Retrogamer
Mensagens
27.785
Reações
89.879
Pontos
654
Teve o CDZ também que eu nunca vi, mas dizem que a rotação do disco era tão alta que aluns chegavam a partir dentro do videogame. Ao menos os loadings diminuíam mas pelo que vi não diminuía anto assim, prefiro pegar um CD.
Isso aí deve ser exagero da galera (ou algum defeito do videogame), não mérito de uma altíssima velocidade. Na época os videogames utilizavam no máximo drives de dupla velocidade.

Fosse pela "alta" velocidade de um mero 2x que CDs se partiam, os drives que saíram depois, até ultrapassando 50x, seriam trituradores de discos.
 
Ultima Edição:

Mestre Padawan

Bam-bam-bam
Mensagens
1.663
Reações
1.839
Pontos
209
Já tive 2 no final até o final da década de 90 e início de 00.
Cheguei a ter uma mini coleçãozinha dele até q agradável.
KOFs de 94 à 99 (essa fruto de um rolo de um SEGA NOMAD com meu amigo @Vigaku), FF1, 2, Special, 3 e RBS, AOF1 e 2, Samurai 1 e 2, World Heroes 1 e 2, Sidekicks 1 e 2... e mais alguns q não importavam tanto.
Infelizmente depois da KOF2000, os valores dos jogos de Neogeo ficaram impraticáveis!
99 vc ainda achava por 400-500.
Depois disso, qualquer jogo passou a valer mais de 1000-1500.
Como a emulação dele havia chegado num patamar legal, comecei a me desfazer. E também pq havia conseguido um arcade MVS e conseguia os jogos muito mais baratos! Desses eu cheguei a ter todas a Metal Slugs (menos a 5) e Fatal Furys (incluindo a Garou).
Boas épocas,
Tive o NeoGeo e colocava ele dentro de uma mesa de arcade, era um fliperama caseiro. Mas nao tive muitos cartuchos nao....o preço era proibido

Tbm tive o CDZ, a velocidade do CD era realmente 2x mais rapido, mas isso nao justifica nada, os loadins dos jogos eram enormes, então, ainda sim enchiam o saco (mas quando acostumava, nao era mais problema)

Já fiz varios rolos com o @Kroma hahaha
Mas até hj estamos no débito de uma jogatina :)
 

Ulisses Seventy Eight

Bam-bam-bam
Mensagens
2.517
Reações
2.977
Pontos
303
Tenho vontade de ter novamente um. Já tive 3 consoles e um arcade desses. Neo Geo ainda é um dos consoles mais bacanudos e caréssimos de todos os tempos.

O Neo CD eu tive uns 4 desses, apesar dos infelizes load time deles (sai dai macaco?!), valia muito a pena pelas Arranged Sound Trax dos jogos, simplesmente animais.

Ainda pretendo ter novamente um dos dois sendo mais viável o CD. Boas Lembranças.

ouvir isso aqui é simplesmente incrível, vale mesmo pelo cd:
 

Piga

Alien Pro-Gear Spec!
VIP
GOLD
Mensagens
9.022
Reações
22.183
Pontos
348
Tenho vontade de ter novamente um. Já tive 3 consoles e um arcade desses. Neo Geo ainda é um dos consoles mais bacanudos e caréssimos de todos os tempos.

O Neo CD eu tive uns 4 desses, apesar dos infelizes load time deles (sai dai macaco?!), valia muito a pena pelas Arranged Sound Trax dos jogos, simplesmente animais.

Ainda pretendo ter novamente um dos dois sendo mais viável o CD. Boas Lembranças.

ouvir isso aqui é simplesmente incrível, vale mesmo pelo cd:
Eu também estou tentando ter um Neo Geo novamente. Vamos ver que o futuro nos reserva.

Enviado de meu ASUS_X00DDA usando Tapatalk
 

Master-Chief

Bam-bam-bam
Mensagens
7.525
Reações
18.547
Pontos
353
Nunca tive, mas um dia, quando me estabilizar financeiramente, aposentar e não tiver mais nada pra fazer, vou sair comprando essas coisas lindas lacradinhas. f**a-se o preço, vou morrer mesmo. Dessa vida a gente num leva nada. hehe

PS: Vocês são RYCAS! :kcaro
 

Ulisses Seventy Eight

Bam-bam-bam
Mensagens
2.517
Reações
2.977
Pontos
303
Eu também estou tentando ter um Neo Geo novamente. Vamos ver que o futuro nos reserva.

Enviado de meu ASUS_X00DDA usando Tapatalk[/QU
eu na época eu tive alguns cartuchos, um deles era o Pulstar completo que ganhei de um amigo meu que perdi contato o Leandro que morava no Japão. Ele me mandou uns 3 jogos dele fora outros consoles. Como me arrependo de ter passado esse Pulstar.
 

ewalkoko

Ser evoluído
Mensagens
40
Reações
51
Pontos
28
Só vi em locadoras. Uma coisa que eu achava demais era o boxeador do fatal fury fazendo o sinal da cruz. Aquilo era tão "real" e comum.
 

Marlon.Sega

Veterano
Mensagens
449
Reações
949
Pontos
128
Nem em locadoras eu vi o Neo Geo na época.
Era inacreditável de tão caro.
Na época um Mega Drive era um sonho distante pra mim. Neo Geo nunca nem cogitei.
 

Kroma

Bam-bam-bam
Mensagens
3.004
Reações
5.404
Pontos
339
Nunca vi a performance de um CDZ pessoalmente, essa de que ele quebra os CDs e estraga fácil é uma lenda que percorre, dizem que faz um barulho de rotação do cão também. De qualquer forma um dia pretendo ter um CD comum e pegar só os SHMUPs, beat'em ups e plataforma para ele. :D
Essa do barulho é verdade. Baguio parecia uma caixa de marimbondo quando começa a rodar.
Eu ficava achando q eram as mídias q eu usava, mas q nada. Original era mesma coisa!
Já fiz varios rolos com o @Kroma hahaha
Mas até hj estamos no débito de uma jogatina :)
Kkkkk... Bons não, ótimos tempos!
Pessoal aqui não manja nada dos rolos da feirinha, que quando a gente fala que teve essas coisas, acham que é mentira.
Fora os versus entre bairros. Muitas saudades.
E temos que marcar sim, você e sua tchurminha de DOA tem q apanhar mais um pouco ainda.
 

doraemondigimon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.252
Reações
17.091
Pontos
619
Eu tive um Neo Geo MVS na época de minha primeira coleção, mas não durou muito em casa. Afinal de contas, eu tive apenas 2 jogos pra ele (Magician Lord e o Ninja Combat) e os joguei exaustivamente.

Pra locar um jogo dele, era quase como se eu tivesse tirando metade do rim do meu pai na época! Então ele recebeu uma boa oferta do videogame, de um médico amigo da família (o mesmo que deu nosso primeiro Laser Disc e viabilizou a compra do Philips CD-i e do Amiga 600 - NOTA: era irmão do piloto que trouxe o A600 pra gente) e ficou com o bicho! Eu mesmo, nem fiquei sabendo quanto ficou justamente porque meu pai gastou o dinheiro com o fusca....
 
Topo Fundo