O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[DEATH STRANDING] Análise sucinta de um dos meus jogos favoritos de todos os tempos + 10 dicas

FRBJ

Bam-bam-bam
Mensagens
2.378
Reações
3.878
Pontos
303
Vou falar mais do gameplay porque foi o que mais me agradou, surpreendentemente.

1) Minha história com esse jogo;
Reconheço a história e a importância do trabalho dele, mas nunca fui um grande fã de Hideo Kojima antes de Death Stranding. Joguei alguns dos seus jogos. Não joguei MGS4. Joguei 2 horas de MGSV e parei. Joguei os primeiros MGS sem entender nada, apenas por jogar.
Quando vi o trailer de revelação na E3 2016, o jogo automaticamente despertou minha curiosidade. Era bizarro demais. Misterioso. Até hoje escuto "I'll Keep Coming". A partir de então, a cada grande evento ficava na espera de um novo trailer (e de uma nova música)


Acabei achando uns vídeos no YouTube do Blader Koyotte (que são excelentes) e aí que me interessei de vez pelo jogo. Além da curiosidade, eu também me identificava com o protagonista conforme os trailers. É isso.


2) Narrativa e personagens;

Uma das mais originais e criativas que já acompanhei em um jogo. Um jogo de "cordas" e não de "paus" (é a primeira coisa que aparece quando iniciamos o jogo)
A quantidade de referências científicas, literárias e históricas é algo que impressiona. Muitas delas eu só fui perceber nos vídeos do Blader Koyotte que eu havia citado.
E os personagens? Não consigo escolher um favorito. Todos são criativos demais e a atuação dos atores faz toda a diferença. Eu destacaria o ator que faz o Die-Hardman que não é muito famoso. Tem uma cena dele que é talvez a minha favorita de todo o jogo. Virei fã daquele ator. Mas todos os outros foram incríveis.

94647

Foi inexplicavelmente satisfatório rever a cena desse trailer, mas dessa vez com contexto. E que contexto...



3) Visual;

Um dos jogos mais bonitos da geração. Os personagens são assustadoramente realistas. O mundo do jogo é muito bonito e variado. Eu diria que é um jogo bastante "contemplativo", apesar de ser um país destruído. A água que era bem feia no HZD ficou bem melhor nesse jogo. Acho que esse vídeo explica bem. Não tem spoiler. Mostra apenas partes dos primeiros capítulos.



4) Som;

Os sons desse jogo são excelentes. Todos os sons. E a trilha sonora é uma das minhas favoritas da geração.

5) Gameplay;

Variedade
e liberdade. Essas são as características que definem o gameplay de Death Stranding.
Liberdade porque o jogador decide o caminho que vai seguir e os equipamentos e itens que vai levar.
Variedade porque o jogo tem uma grande quantidade de mecânicas que só vai aumentando conforme progredimos.

Essa variedade de elementos pode ser dividida em 3 grupos:

As necessárias para a progressão - Exemplo: uma máscara necessária para atravessar uma área com vog (forma de poluição do ar que é o resultado da junção do dióxido de enxofre e outros gases emitidos por um vulcão em erupção reagem com o oxigênio e a umidade na presença da luz solar, lógico que pesquisei isso no Google)

As que facilitam a vida do jogador - Um exoesqueleto de velocidade, por exemplo;

Aquelas que simplesmente são divertidas de usar - como uma arma com munição escorregadia.

Nada disso aí é encheção de linguiça. Quase todos os equipamentos ou habilidades que usei foram úteis, necessárias ou divertidas. As vezes as 3 ao mesmo tempo.

O jogo inteiro não para de te apresentar novos elementos. Com dezenas de horas de jogo estava ganhando habilidade anular scanner inimigo com meu odradek ou cortar cordões umbilicais de BTs.

Sem contar que são recompensas para continuar progredindo. Isso deixou o gameplay viciante para mim.

É um jogo sobre unir um país, como todo mundo sabe. Mas também tem ação, apesar de não ser o foco. Claro que esse arsenal serve para alguma coisa.

94651


Ainda sobre variedade, tem arma com 4 tipos diferentes de munição, e olha que nem é o foco:

94654


Acho que a recepção seria muito melhor se o foco fosse nisso:

94653

Mas fico feliz que não foi assim. Teríamos mais um desses 300 shooters anuais. Nada contra, mas sempre valorizei o diferente.

Um GIF bacana que eu fiz. Como é algo que acontece em um capítulo avançado, decidi colocar em spoiler:


6) Conclusão.

Como perceberam, não é uma análise aprofundada nem nada. Nunca analisei nenhum jogo e não vai ser dessa vez, com esse jogo tão complexo, que sairia alguma coisa. Mas acho que consegui explicar o que achei do jogo de um modo geral e porque ele é tão especial para mim, já que tem sido uma experiência desde 2016. Estava alguns meses sem jogar videogame e essa foi a primeira vez na vida que tirei folga no trabalho por causa de um jogo. Teve um dia que fiquei jogando até 6 horas da manhã :klol

Um jogo que me divertiu e me fez feliz e com certeza lembrarei dessa jornada por bons anos, revisitando esse mundo ou mesmo ouvindo uma de suas músicas. Como eu disse, nunca fui o maior fã de Hideo Kojima, mas depois desse jogo ficarei de olho no seu próximo trabalho. Achei o ápice da criatividade, nunca tinha visto tantas mecânicas em um jogo, sem contar a premissa única que ousadamente se opõe a natureza conflituosa dos games, não permitindo interações negativas entre os jogadores.

95458


Dicas


Como tem a ver com o tema do jogo, decidi escrever algumas dicas simples de alguém que nem tem tanta experiência assim com o jogo e apenas terminou o conteúdo principal. Peguei apenas 60% dos troféus. Tem muita coisa que eu nem devo fazer ideia, tipo um item que estavam comentando que funciona como uma vara de pescar?!

1) O que fazer durante as "andanças": aproveite esses momentos pra coletar criptobiontes, cristais quirais e cargas perdidas de outros jogadores, além de fazer construções que podem ser úteis no caminho;

2) Entenda os menus e o mapa: levei um susto nos primeiros contatos com os menus do jogo. Pareciam complexos demais e pouco intuitivos. Mas entender os menus é fundamental para aproveitar todas as possibilidades.

3) Ajude o próximo: além do "game over" outra inovação do jogo é o social strand system. Quase sempre ajudamos outros jogadores apenas por prosseguir, já que os equipamentos e itens que usamos pelo caminho também vão para os mundos de outros jogadores. Porém, ajude também intencionalmente, através de construções e placas porque será recompensado;

4) Escalando: Sam não é um Link de Zelda BotW, mas é capaz de escalar bastante usando as mãos. Observe bem o cenário e segure X para continuar subindo. Isso evita o desperdício de escadas.


5) Stamina: fique de olho naquela barra azul, principalmente quando estiver atravessando um rio, subindo uma montanha ou prendendo a respiração perto de BTs. Quando estiver esvaziando, fique parado por alguns segundos até a barra encher. Isso evita escorregar ou fazer muito barulho.

6) Organizando sua carga: se preferir, não precisa perder tempo com isso. É só apertar triângulo no menu de carga que o peso será distribuído automaticamente de modo que Sam consiga se equilibrar com mais facilidade;

7) Planejamento: Tenha uma estratégia na hora de selecionar equipamentos, armas e veículos que vai levar em uma missão. O jogo dá muita liberdade, permitindo que o jogador decida sua rota. Equipe bem o Sam conforme os desafios que encontrará (travessia ou inimigos)
Eu gostava de levar um esqueleto de velocidade e um item de construção lvl 2 para poder construir um gerador para quando a minha bateria descarregava, permitindo que eu continuasse correndo.

8) De olho no seu Odradek: o scanner de Sam, que leva o nome de uma figura criada por Kafka, é uma das ferramentas mais úteis do jogo. Ele ganha mais utilidade conforme progredimos, podendo até anular os scanners inimigos. Nunca se esqueça de usar o Odradek para analisar o cenário e detectar a presença de inimigos. Lembrando que ele está conectado ao BB e não se preocupe em acabar o seu BB toda hora. Pode parecer crueldade, mas com o tempo ele para de chorar :klolz

9) Preste bastante atenção na história: no começo parece tudo muito simples, mas assim como o gameplay, também vai ganhando muita complexidade. Tem que prestar bastante atenção para entender tudo. Tem uns documentos que enriquecem o mundo do jogo, mas não parei para ver direito;

10) Troféus e platina: já deve ter guias na internet. Não se preocupe com troféus. Nenhum é perdível. Também não há troféu de dificuldade, mas recomendo jogar no Hard pra pegar Rank S com mais facilidade. Parece ser uma platina simples. Só é demorada porque o jogo é grande.

Se alguém tiver mais dicas é só postar. Algumas dessas aí talvez foram até meio óbvias.

TOMORROW IS IN YOUR HANDS :kluv

OBS: espalhem tirolesas pelo mapa e sejam felizes.
 
Ultima Edição:


hickmorais

Bam-bam-bam
Mensagens
17.658
Reações
8.151
Pontos
469
To no final do cap 3 ainda, jogando devagar, pois to jogando o último assassins tbm (que tbm é um jogo grande) Eu ia pegar a platina, mas deposi de descobrir que são quase 200h eu desisti. No mais é um excelente jogo mesmo.
 

Falken

Bam-bam-bam
Mensagens
2.739
Reações
8.109
Pontos
303
Boa análise. Sempre que eu passo no tópico do jogo ou vejo a opinião dos users eu fico com vontade de comprar, to quase parcelando no cartão mesmo e foda-se. Anyway, me diz uma coisa, será que esse jogo tem prazo de validade? Digo pq pelo jeito o sistema online é essencial e claro, depois de sei lá, 2 anos(?) provavelmente não vai ter mta gente jogando ficando o jogo vazio e assim perdendo parte do seu propósito?
 

FRBJ

Bam-bam-bam
Mensagens
2.378
Reações
3.878
Pontos
303
Boa análise. Sempre que eu passo no tópico do jogo ou vejo a opinião dos users eu fico com vontade de comprar, to quase parcelando no cartão mesmo e foda-se. Anyway, me diz uma coisa, será que esse jogo tem prazo de validade? Digo pq pelo jeito o sistema online é essencial e claro, depois de sei lá, 2 anos(?) provavelmente não vai ter mta gente jogando ficando o jogo vazio e assim perdendo parte do seu propósito?
A colaboração entre os jogadores é um dos maiores diferenciais, mas não é algo imprescindível para aproveitar o jogo. Por exemplo, quando eu estava nos últimos capítulos, apenas 0,4% dos jogadores tinham chegado no mesmo lugar que eu. Então eu não usei muito os elementos online nessas partes.

Porém, isso é algo que facilita muito a sua vida e torna a experiência ainda mais diferenciada, então é melhor aproveitar enquanto tem muita gente jogando. Na minha lista de amigos tinha 20 pessoas jogando Death Stranding.
 

Thomas Shelby

Habitué da casa
Mensagens
348
Reações
545
Pontos
93
Eu pensei em comprar mas 250 ta osso rs. Vou esperar alguma promo e quem sabe né...

E vcs não acharam o jogo muito parado? Tipo eu não teria muita vontade de ficar só caminhando sem nada acontecer.
 

Falken

Bam-bam-bam
Mensagens
2.739
Reações
8.109
Pontos
303
Eu pensei em comprar mas 250 ta osso rs. Vou esperar alguma promo e quem sabe né...

E vcs não acharam o jogo muito parado? Tipo eu não teria muita vontade de ficar só caminhando sem nada acontecer.
Essa história de walking simulator é uma besteira sem tamanho. As coisas acontecem, vc passa perrengue por causa de peso e terreno, rios... vc passa por áreas de inimigos querendo roubar sua carga, enfrenta os BT's que são uma espécie de fantasma/espírito... Enfim, fora que o jogo vau te apresentando várias e várias mecanicas novas o tempo todo. Mas enfim, aó vc jogando mesmo pra saber do que to falando, DF é um jogo difícil de descrever/analisar.
 


kaduabc

Habitué da casa
Mensagens
444
Reações
53
Pontos
79
Fui por analises antes de comprar e não compraria, me arrisquei e comprei, resumindo, jogo bom demais. Minha análise depois de jogar é igual a sua, trilha sonora espetacular e jogo em si nem se fala. NÃO É JOGO PARA CRIANÇA....rs
 
Topo