O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Dois atiradores (17 e 25 anos) invadem escola com arma, balestra, machado, arco e molotov e matam 8 pessoas em Suzano/SP [+tio de um deles 2h antes]

It´s me Mario

Supra-sumo
Mensagens
850
Reações
1.289
Pontos
183
e tbm não é muito difícil perceber alunos potencialmente problemáticos
todos nós aqui durante o período escolar deviamos lembrar daquele aluno doidão na classe
 


User666

Bam-bam-bam
Mensagens
6.176
Reações
13.862
Pontos
354
URGENTE

Um channer fez um ataque a tiros numa mesquita na nova zelândia e ainda registrou tudo numa live de facebook!!!
 

claudio182

Bam-bam-bam
Mensagens
6.164
Reações
5.512
Pontos
449
Meu deus. O cara fez live de tudo na Nova Zelandia.

Meu deus velho


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Pokemon das antigas

Supra-sumo
Mensagens
502
Reações
1.719
Pontos
183
Caralho tem que banir os chans

Vai tomar no cu, a galera vai ter que aprender a se defender de verdade, ou esses vagabundos filhos da puta vão fazer a festa.

Recomendo fortemente todo mundo começar a fazer aulas de defesa pessoal
 


Ayatollah Khomeini

Bam-bam-bam
Mensagens
3.092
Reações
12.423
Pontos
293
'Cogitava matar colegas', diz youtuber que defende psicólogos na escola

Dora Figueiredo, 24, tem depressão desde os 11 anos e diz que bullying a fazia sentir muita raiva na adolescência


Anna Virginia Balloussier
Rio de Janeiro


Dora Figueiredo, 24, já pensou em assassinar colegas de classe. Exatamente como em "Tiros em Columbine", filme sobre os dois amigos que abriram fogo contra 12 colegas e um professor antes de se suicidarem. Exatamente como os dois jovens que mataram cinco alunos e duas funcionárias do ex-colégio, mais o tio de um deles, em Suzano (SP), nesta quarta-feira (13).

A youtuber Dora Figueiredo, 24, que tem depressão desde os 11 anos e pensava em suicídio

A youtuber Dora Figueiredo, 24, que tem depressão desde os 11 anos e pensava em suicídio na adolescência


A jovem decidiu compartilhar sua história por acreditar que é justamente a cultura do silêncio sobre o bullying e essa sensação de se sentir alienado que parece que não vai embora nunca quando se é adolescente que a fizeram pensar em coisas que, sim, ela sabe que são horríveis e criminosas.

Dora sentia raiva. Muita. E acabar com tudo aquilo, a própria vida e a daqueles que a torturavam no colégio, virou uma ideia fixa.

"Eu não só fantasiava, eu cogitava sempre. Sempre quando pensava em me matar, pensava em, tipo, fazer alguma coisa para chamar a atenção", ela diz à Folha. "Você sente uma dor tão grande... Ninguém presta atenção em você, ninguém te ajuda, muito pelo contrário. Falam que você é mimado, riem da sua cara."

Um trauma que nunca lhe deixou: o colega que descobriu que ela, uma menina em luta contra a depressão desde os 11 anos, pensava em suicídio. Daí ele resolveu postar no Orkut, a finada rede social, que Dora era tão, mas tão imprestável que nem se matar ela conseguia. "É uma coisa que gera muita raiva."

Difícil imaginar que pensamentos tão nefastos tenham sido recorrentes para esta youtuber que em nada desvia do padrão de beleza (outra forma de dizer: muito bonita), uma jovem desinibida com peruca azul e tiara da Mulher Maravilha em vídeos do tipo "Como Ficar Solteira no Carnavrau".

Com seções que vão de "girl power" a "vem se amar!", seu canal no YouTube supera 1,5 milhão de inscritos.

Dora não gosta de tocar no assunto. Não quer remoer sobre as causas que fizeram dela alvo de chacota constante na escola nem que tipo de coisa costumava ouvir dos colegas. Diz apenas que "o motivo do bullying no colégio foi justamente a depressão", algo que enfrentava desde muito nova e ainda enfrenta.

Só que agora ela tem estrutura e maturidade para lidar com isso. Antes, não. E, quando assistiu a "Precisamos Falar Sobre Kevin", filme sobre um garoto de 16 anos que cometeu uma chacina na escola onde estudava, pensou: taí, conseguia entender pelo que o protagonista, o tal Kevin, passava. "Me identifiquei muito, sabe?"

Precisavam falar sobre Dora, mas nunca o fizeram. Os professores pareciam não dar muita bola para as agruras pelas quais a estudante passava. Nem seus pais perceberam os sinais que ela dava, conta. "Aí alguém vira pra você e fala que você não presta nem pra se matar. O que você vai sentir? Ódio. Não tem como não sentir", diz.

E esse ódio todo que brotava dentro dela não é tão atípico assim, Dora percebeu após relatar como se sentia no Twitter e receber uma enxurrada de respostas dizendo que não, ela não era a única.

"Não sou uma psicopata, muito pelo contrário, sou muito empática. Quando olho aonde eu cheguei e quando vejo o que aconteceu hoje, sinto por todos os lados, pelos mortos e pelos assassinos", escreveu por lá no dia do massacre em Suzano. A série de tuítes em que narrou sua experiência viralizou na internet.

Mas por uma coisa ela é grata aos pais. Em 2008, eles obrigaram a filha de 14 anos a ir para Fortaleza, uma viagem de formatura. "Queria morrer. Quem estava lá eram as pessoas que riam de mim, os professores, os coordenadores que não me ajudavam. Minha única amiga não ia."

Não teve jeito, já que, apesar do choro e das súplicas para que não fosse, "eles praticamente me botaram dentro do avião", conta.

Chegou no Beach Park, um parque na capital cearense, e passou um tempo "indo nos brinquedos sozinha".

Até que fez um amigo, o Gustavo, com quem se identificou "por sermos zoados pelo mesmo motivo" (que prefere não especificar). Ele foi maravilhoso, lembra. Apresentou-a a amigos, um deles que acabou sendo seu namorado por oito anos.

A adolescência foi osso, Dora não nega, mas poderia ter sido pior. Ela acha que, dadas as circunstâncias, levou vantagem por ter um lar estruturado e de classe média.

A mãe de Guilherme Taucci, o jovem de 17 anos que matou colegas na cidade paulista, está desempregada há dois anos e é dependente química, o que a leva a passar boa parte do tempo nas ruas.

Ele foi criado por avós e, na manhã do massacre, largou ao lado da beliche onde dormia uma foto queimada, da mãe e do pai. Outro privilégio que acha que teve: ser mulher. "Homens não são ensinados a chorar", diz. Por isso, acredita, eles acabam sendo a maioria entre autores de atentados como o de Suzano. "Raiva é sintoma de depressão."

Para Dora, é tolice achar que "todo jovem depressivo pode virar um atirador em potencial". Seria o mesmo que dizer que todo homem com desejo sexual é um possível estuprador, compara.

É importante, contudo, estar atento aos sinais emitidos por aqueles que sofrem. Ela sugere uma "lei que obrigue todo colégio a ter acompanhamento psicológico". Uma consulta mensal do aluno com terapeutas, por exemplo.

Também se diz contra a flexibilização da posse de armas. Caso houvesse uma em sua casa, sabe lá o que faria no ápice do desespero, afirma. "Se eu tivesse acesso a uma, podia ter matado menino que falou que eu não prestava, algo em que eu pensava todos os dias."
Sinais de alerta de problemas de saúde mental

  • Falar sobre querer morrer, não ter propósito, ser um peso para os outros ou estar se sentindo preso ou sob dor insuportável
  • Procurar formas de se matar
  • Usar mais álcool ou drogas
  • Agir de modo ansioso, agitado ou irresponsável
  • Dormir muito ou pouco
  • Se sentir isolado
  • Demonstrar raiva ou falar sobre vingança
  • Ter alterações de humor extremas
Sinais de depressão em adolescentes

  • Mudanças marcantes na personalidade ou nos hábitos
  • Piora do desempenho na escola ou em outras atividades
  • Afastamento da família e de amigos
  • Perda de interesse em atividades de que gostava
  • Descuido com a aparência
  • Perda ou ganho inusitado de peso
  • Comentários autodepreciativos persistentes
  • Pessimismo em relação ao futuro, desesperança
  • Comentários sobre morte, sobre pessoas falecidas e interesse por essa temática
  • Doação de pertences que valorizava
Mitos sobre suicídio

“Se eu perguntar sobre suicídio, poderei induzir uma pessoa a isso”

Questionar de modo sensato e franco fortalece o vínculo com a pessoa, que se sente acolhida e respeitada

"Ele está ameaçando o suicídio apenas para manipular os outros"

Muitas pessoas que se matam dão sinais verbais ou não verbais de sua intenção para amigos, familiares ou médicos. Não se pode deixar de considerar a existência desse risco

"Quem quer se matar se mata mesmo"

Essa ideia pode conduzir ao imobilismo. As pessoas que pensam em suicídio frequentemente estão ambivalentes entre viver ou morrer. Prevenção é impedir os casos que são evitáveis

"Uma vez suicida, sempre suicida"

A elevação do risco de suicídio costuma ser passageira e relacionada a algumas condições de vida. A ideação suicida não é permanente. Pessoas que já tentaram suicídio podem viver, e bem, uma longa vida
O que fazer

  • Não deixe a pessoa sozinha
  • Tire de perto armas de fogo, álcool, drogas ou objetos cortantes
  • Leve a pessoa para uma assistência especializada
  • Ligue para canais de ajuda
188

são os telefones do Centro de Valorização da Vida (CVV). Também é possível receber apoio emocional via internet (www.cvv.org.br), email, chat e Skype 24 horas por dia

90% das pessoas que se suicidam possuíam transtornos mentais; elas poderiam ter sido tratadas


--------------------

Psicologos nas escolas podem evitar massacres e suicídios de estudantes

 

Ayatollah Khomeini

Bam-bam-bam
Mensagens
3.092
Reações
12.423
Pontos
293
Tratamento? Só se for internação em tempo integral, deixando-os dopados. Qual comprimido que inibiria a vontade de matar? A vontade de sentir a sensação de enfiar um machado na cabeça de alguém e sentir o sangue entre os dedos? Só dopando e trancando, e são duas medidas que nenhum psiquiatra tomaria.
E afasta-los da escola? Tipo as ordens de restrição que maridos violentos recebem para ficar longe de suas esposas-vítimas? Dificil, cara...muito dificil.
Lembro de um merdinha desse que cometeu atentado lá fora, ele foi diagnosticado mas não tiraram o fdp da escola para não "descriminar" o fdp.
Acho que até o fbi investigou esse cara antes do atentado mas não tinham nenhuma prova para interditar ou prender o cara.

Aí meia dúzia de miolo mole vem me falar que aqui vamos conseguir evitar um atentado terrorista desse... :facepalm



e tbm não é muito difícil perceber alunos potencialmente problemáticos
todos nós aqui durante o período escolar deviamos lembrar daquele aluno doidão na classe
Não maioria dos casos, esses caras são muito fechados, é quase impossível evitar um lance desse.
 
Ultima Edição:

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
6.550
Reações
18.080
Pontos
353
Não consegui achar videos desse ataque na nova zelândia. Alguém conseguiu?
 

pylm

Bam-bam-bam
Mensagens
1.235
Reações
1.769
Pontos
203
Não consegui achar videos desse ataque na nova zelândia. Alguém conseguiu?
Se você REALMENTE quisesse ver saberia onde encontrar.
Vi uns 30 segundos e caí fora, não tem explicação pra uma merda dessa.

Enviado de meu MI 5s usando o Tapatalk
 
Reações: esf

_Makoto_

Bam-bam-bam
Mensagens
10.958
Reações
3.934
Pontos
439
Essa tragedia foi lamentável porem talvez poderia ser evitada.
Nos meus tempos de colegial, anos 90 para 2000, estava com uma ideia muito parecida junto a um amigo.
Eu e ele sofriamos muito de bullying na escola e não conseguia ajuda e meus pais não concordavam com a ideia de mudar de escola. Nós dois estavamos num nivel de vinganca extrema, era um stress emocional muito grande. (Todo dia ia com medo pra escola) Inclusive arquitetando e ja tinhamos os alvos q cada um ia pegar mas no final pensei q loucura iamos fazer e desistimos.

Hj converso de boa com essas pessoas q sofri bullying mas tb não tenho tanto contato como no tempo de escola. Porém depois q sai do colegio e entrei no cursinho ficava com medo de falar com as pessoas e de me aproximar delas. Nao sei se foi o caso desses caras mas bullying é algo q deve levar mais atenção pelas escolas. Falo isso por experiencia propria e q na minha epoca nem se falava nesse termo ainda.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
Ultima Edição:

Charrua

Mil pontos, LOL!
Mensagens
50.159
Reações
55.496
Pontos
1.034
vc é o cara q concorda por exemplo com aquela policial q atirou num bandido na frente da escola. ou seja, foda-se quem ta em volta, o risco q os outros vao correr por uma ação dessa ta na conta, o importante mesmo é sair atirando por ai.
:klolz


Internet (fóruns, games, etc) são perigosas de fato, quando já existe um problema no "hardware" tal como esse caso aqui:




quando os psicólogos forenses fizerem um dossiê desses garotos, o caso vai ficar mais claro e aí sim pode se ter uma ideia de como esses guri se deixaram "influenciar"
Na HBO tem o documentário
muito triste

Homem em surto invade escola com marreta e assusta alunos em Mesquita
O suspeito aparentava estar em surto e entrou na escola com uma marreta, após pular muro

Homem invade escola em MesquitaReprodução/Google Maps


Rio - No mesmo dia em que dois jovens atacaram uma escola de Suzano e mataram 8 adolescentes, nesta quarta-feira, a Escola Municipal Manoel Reis, em Mesquita, na Baixada Fluminense, foi invadida por um homem que portava uma marreta. O suspeito pulou o muro, entrou no local pelo telhado e assustou quem estava no colégio. De acordo com o 20°BPM (Mesquita), ele parecia estar em surto.

Após ser contido pelos PMs, o homem foi encaminhado para a UPA de Edson Passos, também em Mesquita. Ninguém ficou ferido.


Aluno é esfaqueado dentro de escola estadual em Marabá, no Pará

Caso aconteceu na quarta-feira, 13, na escola Doutor Geraldo Veloso, no bairro Cidade Nova. Vítima e agressor foram conduzidos juntamente com os pais para a delegacia da cidade.
Por G1 PA — Belém

14/03/2019 14h41 Atualizado há 2 horas

Um aluno foi esfaqueado na tarde de quarta-feira (13) dentro da Escola Estadual Doutor Geraldo Veloso, no bairro Cidade Nova, em Marabá, sudeste do Pará.

De acordo com a Polícia Militar, a agressão aconteceu após um desentendimento entre dois alunos do nono ano da escola. A vítima da agressão levou facadas nas costas e no braço. Ela foi encaminhada para o hospital municipal de Marabá.

Depois de receber alta médica, a vítima e o agressor foram conduzidos juntamente com os seus pais para a delegacia da cidade, onde o caso foi registrado.


Tem vários. No RS teve até merendeira que envenenou os alunos

Colocou veneno de rato na merenda da escola
https://www.google.com/search?q=rs+escola+veneno&oq=rs+escola+veneno&aqs=chrome..69i57.4382j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

na minha cidade, uma menina de 13 anos matou a colega

https://www.google.com/search?ei=HDCLXN-WFuXF5OUP8YmRsAM&q=aluna+morta+escola+cachoeirinha&oq=aluna+morta+escola+cachoeirinha&gs_l=psy-ab.3...4891.8295..8585...0.0..0.327.2392.0j9j3j1......0....1..gws-wiz.......0i71j0i22i10i30j0i22i30j33i22i29i30j33i160.JWtNoNnCYSU


Meio que tá piorando e ninguém da bola, só trata como se fosse algo exclusivo do EUA
 

Ares1521

Bam-bam-bam
Mensagens
5.887
Reações
11.331
Pontos
404
O que q tá acontecendo meu Deus?

Já tinha visto essa mais cedo, entrei no site de denuncias do meu estado e enviei o link disso ai (que alias, eles deveriam ter sistemas diferentes para diferentes denúncias, o bagulho tem 34789 campos obrigatórios, eu preenchi tudo como "desconhecido"), espero que se for verdade algum policial de fato veja a denuncia e tente investigar antes de dar merda, foda que nesses sites talvez levariam horas para se descobrir de que estado o cara esta, então muito difícil até saber em qual sistema de denúncia se deve reportar isso.

Mídia deixou os zé ruelas famosos, agora todo mundo que estava pensando em fazer bosta parecida vai tomar coragem e ir em frente. Insisto, esses casos tem que ser tratado como suicídio, nem reportar o nome dos fdps, só se referir a esses porcos por xingamentos.

Alias, o cara do sobrivencialismo fez um vídeo muito bom sobre o tema, eu nem sabia que ele era formado em psicologia:
 

Charrua

Mil pontos, LOL!
Mensagens
50.159
Reações
55.496
Pontos
1.034
Já tinha visto essa mais cedo, entrei no site de denuncias do meu estado e enviei o link disso ai (que alias, eles deveriam ter sistemas diferentes para diferentes denúncias, o bagulho tem 34789 campos obrigatórios, eu preenchi tudo como "desconhecido"), espero que se for verdade algum policial de fato veja a denuncia e tente investigar antes de dar merda, foda que nesses sites talvez levariam horas para se descobrir de que estado o cara esta, então muito difícil até saber em qual sistema de denúncia se deve reportar isso.
Que site é este?

TOMARA que seja zuera, seja só chocar pra ter mídia/alguma diversão/falsa sensação de poder/falsa noção de importância
 

Havokdan

Bam-bam-bam
Mensagens
5.280
Reações
4.221
Pontos
364
Que site é este?

TOMARA que seja zuera, seja só chocar pra ter mídia/alguma diversão/falsa sensação de poder/falsa noção de importância
Parece o famoso "Dogolachan", já vi em reportagens quando alguns membros foram presos, acho que ano passado, site fomenta, incentiva ódio contra os mais diversos tipos de pessoas, exemplo, alguns deles supostamente era responsáveis pela ameças de morte do Jean Willys (ao menos foi o Moro disse).
 

Charrua

Mil pontos, LOL!
Mensagens
50.159
Reações
55.496
Pontos
1.034
Parece o famoso "Dogolachan", já vi em reportagens quando alguns membros foram presos, acho que ano passado, site fomenta, incentiva ódio contra os mais diversos tipos de pessoas, exemplo, alguns deles supostamente era responsáveis pela ameças de morte do Jean Willys (ao menos foi o Moro disse).
Eu nunca tinha ouvido falar do dogolachan antes e todo mundo fala de boa, como se conhecesse a tempos
Penso que estava numa caverna
 

Havokdan

Bam-bam-bam
Mensagens
5.280
Reações
4.221
Pontos
364
Eu nunca tinha ouvido falar do dogolachan antes e todo mundo fala de boa, como se conhecesse a tempos
Penso que estava numa caverna
Já havia lido várias reportagens, todas elas geralmente relatava ameaças, tudo do mais baixo nível, ódio, rage, mas é a primeira vez que parece ultrapassou as palavras de ódio do fórum para realidade (digo, intolerância não só fere com armas, mas perseguição, insultos e etc).
 

a r

Habitué da casa
Mensagens
131
Reações
177
Pontos
54
esse sensacionalismo nojento da grande mídia só vai dar mais moral pra esses doentes cometerem atentados desse tipo
 

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
6.550
Reações
18.080
Pontos
353
Se você REALMENTE quisesse ver saberia onde encontrar.
Vi uns 30 segundos e caí fora, não tem explicação pra uma merda dessa.

Enviado de meu MI 5s usando o Tapatalk
Vi o video agora há pouco. Já tem no youtube.
Coisa tenebrosa. Infelizmente isso tudo é um prato cheio pro povo da lacração. Vão fazer mais palanque em cima desses defuntos. Triste.
 

Kaiji

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.139
Reações
21.576
Pontos
654
Para pra pensar numa coisa: se os caras desses chans se unem para matar as pessoas, fica ainda mais evidente que eles são doentes desde muito cedo.
Eles estão putos porque sofreram discriminação ou bullying (whatever), ai entram no chan cheio de gente com ódio e advinha o que eles ganham: amigos que entendem eles e a causa deles. O que caracteriza a doença é o fato deles não fazerem um encontrão para assistir Capitã Marvel e comer um BK. Os caras estão fixados no ódio e os outros incentivam a propagação do ódio, eles querem ver a desgraça acontecer.
 

nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.203
Reações
27.590
Pontos
554
Essa tragedia foi lamentável porem talvez poderia ser evitada.
Nos meus tempos de colegial, anos 90 para 2000, estava com uma ideia muito parecida junto a um amigo.
Eu e ele sofriamos muito de bullying na escola e não conseguia ajuda e meus pais não concordavam com a ideia de mudar de escola. Nós dois estavamos num nivel de vinganca extrema, era um stress emocional muito grande. (Todo dia ia com medo pra escola) Inclusive arquitetando e ja tinhamos os alvos q cada um ia pegar mas no final pensei q loucura iamos fazer e desistimos.

Hj converso de boa com essas pessoas q sofri bullying mas tb não tenho tanto contato como no tempo de escola. Porém depois q sai do colegio e entrei no cursinho ficava com medo de falar com as pessoas e de me aproximar delas. Nao sei se foi o caso desses caras mas bullying é algo q deve levar mais atenção pelas escolas. Falo isso por experiencia propria e q na minha epoca nem se falava nesse termo ainda.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Reportado para o FBI e para a Policia Federal.
 

NJunior

Bam-bam-bam
Mensagens
2.706
Reações
6.623
Pontos
303
esse sensacionalismo nojento da grande mídia só vai dar mais moral pra esses doentes cometerem atentados desse tipo
Exatamente, essa "mídia" é tão nefasta que fica dando ibope pra esses bostas e aí já incita outros covardes a serem "valentes":
Jovens ameaçam cometer ataques em escolas de Minas Gerais e mobilizam ação da PM
Isso jornalistas de merda fiquem filmando mães de crianças assassinadas que estãoá chorando na rua e perguntando o que ela está sentindo bando de verme.... :kgrr
 

Luccas Neto

Veterano
Mensagens
505
Reações
424
Pontos
103
ja postaram o vídeo do inicio dos ataques aqui? r7 publicou


n entendi uma coisa, aquela hora que ele ataca alguém correndo pra fora, ele crava um machado? e essa pessoa esta viva? o cara chega a trocar socos com uma menina aleatoria, que lixo
 

Luccas Neto

Veterano
Mensagens
505
Reações
424
Pontos
103
o maior erro disso tudo é premiar os atiradores com fama, isso na minha opinião é o fator que mais motiva as pessoas a fazerem o mesmo, deveria ser crime expor a identidade dos atiradores, eles se tornam hérois na visão dos outros doentes

"mate os alunos e ganhe fama eterna" é isso que eles veem, se ja são um fracasso social, pq não se ferrar e eternizar o nome? não sei como ainda permitem esse notíciarios

esse guilherme tava tão preocupado com a imagem, que antes do massacre postou várias fotos com poses
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
41.964
Reações
87.476
Pontos
989
Não valia um tópico isolado, mas a bruxa tá solta:

Professor armado com facão e 'besta' invade Secretaria de Educação do DF



Ele foi detido pela PM após 10 minutos de tensão. Homem teria histórico de problemas psíquicos e chegou a subir até andar do secretário.


66531
Armas apreendidas com o professor na secretaria — Foto: Reprodução/Polícia Militar

Armas apreendidas com o professor na secretaria — Foto: Reprodução/Polícia Militar

Um homem armado invadiu, nesta sexta-feira (15), a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. Ele levava uma faca de caça e uma besta (espécie de arco) com seis flechas – arma idêntica a que foi usada no massacre de Suzano.

O homem, que é professor, chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário Rafael Parente – que estava em uma reunião na Residência Oficial do Governo do DF. Ele foi detido antes que pudesse ferir alguém.

O invasor foi imobilizado pela Polícia Militar, que havia sido chamada pelos seguranças e levado para a delegacia. De acordo com a secretaria, ele é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília e tem histórico de problemas psíquicos.

O professor relatava ter adoecido por conta do trabalho. O nome dele não foi divulgado.

66532

Edifício Phenícia, no Setor Bancário Norte, em Brasília — Foto: Google/Reprodução

Segundo a pasta, ele já tinha procurado a Ouvidoria havia alguns dias, mas voltou ao local alegando que "algo precisava ser feito".

A invasão deixou os servidores em pânico. Durante os cerca de dez minutos de tensão, seguranças deram cobertura aos funcionários da secretaria.

"Todos estão bem", confirmou o secretário ao G1.
O caso é investigado pela 5ª DP, que fica na região central de Brasília.
 

Senhor Catástrofe

Bam-bam-bam
Mensagens
1.127
Reações
2.885
Pontos
293
uma coisa q falaram ai e é bem verdade: na minha época de escola, entre anos 90 e 2000, vc era ridicularizado pelos coordenadores/diretores se fosse reclamar q estava sofrendo bullying (não era chamado assim na epoca)

o cara n podia reclamar pra professor pq eles tavam cagando
n podiam reclamar pra coordenador q ele dizia "n tenho filho de bigode"
n podiam reclamar pro diretor porque "ele tem mais o q fazer"
n podiam reclamar pra mãe/pai pq é frescura

CANSEI de ver isso acontecer, caboclo sofrendo bullying pesado, com agressões físicas até e ng fazia nada
o cara confessou pra mim certa vez q ele, antes de ir pra escola, fazia orações pedindo q o agressor dele n fosse pra aula

os caras só deram um tempo depois daquela fita no cinema de sp, pq um deles falou pros outros que o que era bulinado poderia entrar na sala e matar todo mundo

então existe sim um nível de negligencia do estado, na forma dos funcionários da escola, de não darem bola pra quem vai pedir ajuda

talvez hj em dia esteja diferente, claro, não sei como funciona uma escola hj
 

Odisseus

Supra-sumo
Mensagens
837
Reações
818
Pontos
153
Não valia um tópico isolado, mas a bruxa tá solta:

Professor armado com facão e 'besta' invade Secretaria de Educação do DF



Ele foi detido pela PM após 10 minutos de tensão. Homem teria histórico de problemas psíquicos e chegou a subir até andar do secretário.


Visualizar anexo 66531
Armas apreendidas com o professor na secretaria — Foto: Reprodução/Polícia Militar

Armas apreendidas com o professor na secretaria — Foto: Reprodução/Polícia Militar

Um homem armado invadiu, nesta sexta-feira (15), a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal, no Setor Bancário Norte. Ele levava uma faca de caça e uma besta (espécie de arco) com seis flechas – arma idêntica a que foi usada no massacre de Suzano.

O homem, que é professor, chegou a subir até o 12º andar, onde fica o gabinete do secretário Rafael Parente – que estava em uma reunião na Residência Oficial do Governo do DF. Ele foi detido antes que pudesse ferir alguém.

O invasor foi imobilizado pela Polícia Militar, que havia sido chamada pelos seguranças e levado para a delegacia. De acordo com a secretaria, ele é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília e tem histórico de problemas psíquicos.

O professor relatava ter adoecido por conta do trabalho. O nome dele não foi divulgado.

Visualizar anexo 66532

Edifício Phenícia, no Setor Bancário Norte, em Brasília — Foto: Google/Reprodução

Segundo a pasta, ele já tinha procurado a Ouvidoria havia alguns dias, mas voltou ao local alegando que "algo precisava ser feito".

A invasão deixou os servidores em pânico. Durante os cerca de dez minutos de tensão, seguranças deram cobertura aos funcionários da secretaria.



O caso é investigado pela 5ª DP, que fica na região central de Brasília.
E mais um caso, pra conta do presidente...
 
Topo