O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

E essa "greve" dos caminhoneiros?

Dedérius

Player & Gamer
VIP
GOLD
Mensagens
2.964
Reações
9.043
Pontos
304


Azeon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.664
Reações
30.791
Pontos
554
O Bolsanaro já vai poder pedir música no Fantástico... Ah não, ele é tretado com a globo né ? Então vai pedir uma oração no fala que eu te escuto da record.
 

Setzer1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.449
Reações
23.649
Pontos
594
se durar dias o rio implode com todo mundo sem gasolina.
Se espalhar o governo implode.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989

Os postos de Minas Gerais e Rio de Janeiro já enfrentam falta de combustível devido ao segundo dia da greve dos caminhoneiros, iniciada ontem (21). A informação foi confirmada pela assessoria do Sinditanque MG na manhã desta sexta-feira (22).

Na capital mineira, carros formaram longas filas nos postos, em busca de combustível. "O Minaspetro alerta para que a população não faça uma corrida aos postos, é justamente essa ação que pode causar e agravar o desabastecimento", pediu.
 

Azeon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.664
Reações
30.791
Pontos
554
Já lotei o tanque aqui, costumo usar 1 tanque por mês e estava próximo da metade... Mas já vi que vem outro oba oba nos preços.
 

Resu Anera

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.662
Reações
24.530
Pontos
654
se durar dias o rio implode com todo mundo sem gasolina.
Se espalhar o governo implode.
O Rio sobrevive bem sem gasolina. A maior parte da frota usa gnv, tanto que na greve de 2018 houve pouco impacto lá (eu estava morando lá na época). Outros estados são mais sensíveis a isso. SP mesmo não dura 1 dia se parar o fornecimento.
 


Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) sugeriu hoje, durante o UOL News, uma trégua entre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os caminhoneiros para evitar a greve do setor prevista para ocorrer a partir do dia 1º de novembro.

Para Temer, a greve gera desabastecimento de serviços essenciais e, consequentemente, faz povo brasileiro sair às ruas para manifestar contra a situação.


Relacionadas
"Olha, se eu puder sugerir, eu sugiro que haja uma trégua porque realmente os caminhoneiros podem paralisar o país. Paralisar o país significa paralisar o abastecimento e você sabe que quando há desabastecimento nos supermercados, nas farmácias, o povo vai para as ruas. Cria um conflito social danado."
 

Insane Metal

Mil pontos, LOL!
Mensagens
40.547
Reações
33.960
Pontos
1.089

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) sugeriu hoje, durante o UOL News, uma trégua entre o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os caminhoneiros para evitar a greve do setor prevista para ocorrer a partir do dia 1º de novembro.

Para Temer, a greve gera desabastecimento de serviços essenciais e, consequentemente, faz povo brasileiro sair às ruas para manifestar contra a situação.


Relacionadas
"Olha, se eu puder sugerir, eu sugiro que haja uma trégua porque realmente os caminhoneiros podem paralisar o país. Paralisar o país significa paralisar o abastecimento e você sabe que quando há desabastecimento nos supermercados, nas farmácias, o povo vai para as ruas. Cria um conflito social danado."
Vampirão. Nunca critiquei.

VOLTA VAMPIRÃO
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989
Governo Bolsonaro desmarca reunião com caminhoneiros: "Encomendando a greve"




A Secretaria Especial de Articulação Social do governo federal desmarcou uma reunião que aconteceria nesta quinta-feira (28) com o deputado Nereu Crispim (PSL-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, e outros representantes da categoria.
Segundo o governo, teria sido veiculado na imprensa que ministros estariam presentes no encontro, o que não é verdade. A notícia frustrou Crispim, que disse ao Painel, da Veja, que o governo Jair Bolsonaro está encomendando a paralisação de 1º de novembro e que não há previsão de novos encontros para negociação.
O encontro serviria para tratar de pautas da categoria, especialmente a política de reajuste de preços de combustíveis da Petrobras. Neste domingo (24) Bolsonaro disse, ao sair de evento junto ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que o valor dos combustíveis aumentará a partir desta segunda-feira (25).
Apesar do Palácio do Planalto afirmar que Crispim tenta se promover às custas do governo, Wallace Landim, o Chorão, líder da greve de 2018, aponta o deputado como o negociador parlamentar da categoria, o que só aumenta o problema do governo com os caminhoneiros.

Até pouco tempo aliados de primeira hora, os motoristas têm se mostrado insatisfeitos com decisões tomadas por Bolsonaro, como o auxílio de R$ 400 mensais, que consideram baixo.
Ao Painel, Crispim chamou o auxílio de “esmola” e disse que Bolsonaro e Guedes hoje “só trabalham para banqueiro e investidor da Bolsa de Valores”.
O deputado também criticou a conduta do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, principal interlocutor da categoria até o momento.
“A única pessoa que não queremos que participe de uma reunião com caminhoneiros é ele. Não fez nenhuma entrega por caminhoneiros autônomos. Fazemos questão de que não participe. Ele se dizia autorizado pelo governo para tocar essas pautas e nunca resolveu nada, desde 2018. Sempre conversa fiada”, afirmou o parlamentar.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989
Deputado bolsonarista que lidera caminhoneiros diz que Bolsonaro trabalha para banqueiro e investidor
O deputado bolsonarista Nereu Crispim (PSL-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, entrou para a fila composta por aliados próximos do presidente que têm se decepcionado com sua condução do país.

À frente das negociações sobre as pautas dos caminhoneiros com a administração federal, o parlamentar afirma que Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, da Economia, hoje "só trabalham para banqueiro e investidor da Bolsa de Valores".
"Os R$ 400 que eles estão oferecendo é esmola para o caminhoneiro", completa, em referência ao auxílio que Bolsonaro prometeu criar para a categoria.

Crispim também afirma que os caminhoneiros não querem mais conversar com o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, principal interlocutor da categoria até o momento. "Ele está empurrando tudo com a barriga há três anos. Chega", afirma Crispim.

"A única pessoa que não queremos que participe de uma reunião com caminhoneiros é ele. Não fez nenhuma entrega por caminhoneiros autônomos. Fazemos questão de que não participe. Ele se dizia autorizado pelo governo para tocar essas pautas e nunca resolveu nada, desde 2018. Sempre conversa fiada", acrescenta.

Após confirmar reunião com Crispim e representantes dos caminhoneiros para quinta-feira (28), a Secretaria Especial de Articulação Social do governo federal desmarcou por email alegando que havia sido veiculado na imprensa que ministros estariam presentes, o que não seria verdade.

"Em razão das notícias veiculadas na imprensa de que a reunião seria realizada com a participação de Ministros de Estado, o que não se coaduna com o convite enviado, esta Secretaria Especial de Articulação Social informa o cancelamento da reunião do dia 28", diz mensagem enviada a Crispim pela chefe de gabinete do órgão.

Crispim, que diz ser o deputado mais leal ao governo em votações de pautas econômicas, afirma que Bolsonaro está encomendando a paralisação de 1º de novembro e que não há previsão de novos encontros para negociação com o governo Bolsonaro.

Ele está negociando reuniões com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).
"Desta vez os caminhoneiros estão bem comprometidos, bem fechados. As pautas estão unificados, com piso mínimo, aposentadoria especial, ponto de parada. E o principal, a mudança da política de preços da Petrobras, que aniquila qualquer resultado financeiro dos caminhoneiros autônomos, que estão em situação de miséria, assim como a população, usando lenha para cozinhar, comprando osso a R$ 4", afirma Crispim.

A avaliação no Palácio é a de que Crispim tenta se promover às custas do governo e que por isso a interlocução com ele foi interrompida. Mas lideranças dos caminhoneiros, como Wallace Landim, o Chorão, líder da greve de 2018, apontam Crispim como o negociador parlamentar da categoria.
 

Protogen

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.291
Reações
57.871
Pontos
553
Deputado bolsonarista que lidera caminhoneiros diz que Bolsonaro trabalha para banqueiro e investidor
O deputado bolsonarista Nereu Crispim (PSL-RS), presidente da Frente Parlamentar Mista dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, entrou para a fila composta por aliados próximos do presidente que têm se decepcionado com sua condução do país.

À frente das negociações sobre as pautas dos caminhoneiros com a administração federal, o parlamentar afirma que Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, da Economia, hoje "só trabalham para banqueiro e investidor da Bolsa de Valores".
"Os R$ 400 que eles estão oferecendo é esmola para o caminhoneiro", completa, em referência ao auxílio que Bolsonaro prometeu criar para a categoria.

Crispim também afirma que os caminhoneiros não querem mais conversar com o ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, principal interlocutor da categoria até o momento. "Ele está empurrando tudo com a barriga há três anos. Chega", afirma Crispim.

"A única pessoa que não queremos que participe de uma reunião com caminhoneiros é ele. Não fez nenhuma entrega por caminhoneiros autônomos. Fazemos questão de que não participe. Ele se dizia autorizado pelo governo para tocar essas pautas e nunca resolveu nada, desde 2018. Sempre conversa fiada", acrescenta.

Após confirmar reunião com Crispim e representantes dos caminhoneiros para quinta-feira (28), a Secretaria Especial de Articulação Social do governo federal desmarcou por email alegando que havia sido veiculado na imprensa que ministros estariam presentes, o que não seria verdade.

"Em razão das notícias veiculadas na imprensa de que a reunião seria realizada com a participação de Ministros de Estado, o que não se coaduna com o convite enviado, esta Secretaria Especial de Articulação Social informa o cancelamento da reunião do dia 28", diz mensagem enviada a Crispim pela chefe de gabinete do órgão.

Crispim, que diz ser o deputado mais leal ao governo em votações de pautas econômicas, afirma que Bolsonaro está encomendando a paralisação de 1º de novembro e que não há previsão de novos encontros para negociação com o governo Bolsonaro.

Ele está negociando reuniões com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).
"Desta vez os caminhoneiros estão bem comprometidos, bem fechados. As pautas estão unificados, com piso mínimo, aposentadoria especial, ponto de parada. E o principal, a mudança da política de preços da Petrobras, que aniquila qualquer resultado financeiro dos caminhoneiros autônomos, que estão em situação de miséria, assim como a população, usando lenha para cozinhar, comprando osso a R$ 4", afirma Crispim.

A avaliação no Palácio é a de que Crispim tenta se promover às custas do governo e que por isso a interlocução com ele foi interrompida. Mas lideranças dos caminhoneiros, como Wallace Landim, o Chorão, líder da greve de 2018, apontam Crispim como o negociador parlamentar da categoria.
Exatamente a mesma meгda do ano passado quando aviltaram que um "policial" estava encabeçando um movimento de decepcionados com o Bolsonaro, foram ver depois, o tal "policial" era um desses sindicalistas profissionais da Polícia Rodoviária que nunca trabalharam em campo e vivia de sindicalismo desde os anos 90.

Não estou com saco pra procurar mas apostaria que essa "liderança" é outro sindicalista mamador pelego que pegou carona na eleição do Bolsonaro pra "virar" oposição assim que entrou. Ainda mais com esse discursinho escroto de "banqueiros e investidores", o papo de petista mais manjado que existe.

Inclusive achei o tópico que postaram ano passado: https://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/bolsonaro-nos-traiu-diz-policial-que-agora-lidera-manifestações-contra-presidente.571396/page-2#post-18745884

Notem pra quem é o figura que postou o tópico.
 

Ennis

Bam-bam-bam
Mensagens
8.060
Reações
18.858
Pontos
394
Não sei o que o Bozo tá esperando pra resolver esse problema dos combustíveis e dos fretes.

Só falar pra essa galera comparar e vender na Shopee usando cupom de frete grátis. Pronto, problema doa transportes e do combustível resolvido.

Pena que o Bozo é burro demais pra pensar numa solução dessas.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.899
Reações
25.758
Pontos
769
Será que esse aumento de quase 10% no diesel não vai ser lenha pros caminhoneiros pararem não?
A última coisa que vi foi isso:

221284


Suposta greve dia 1º se a Petrobrás não rever sua política de preços... Mas sei lá, essa categoria é tão estranha e pulverizada que todo mundo se diz "líder". Acho que se acontecer, será uma coisa de um dia pro outro, que vai se espalhando rapidamente, sem aviso prévio, como foi na outra vez.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989
Crise é pior que a de 2018, Bolsonaro se contradiz e caminhoneiros não vão recuar, diz líder da categoria



Wallace Landim, conhecido como Chorão, um dos líderes da greve de 2018 dos caminhoneiros e que segue como representante da categoria, afirma que não há chance de recuo em relação à paralisação marcada para segunda-feira (1º) se não houver sinalização do governo Jair Bolsonaro sobre mudança na política preços de combustíveis por parte da Petrobras.
Nesta segunda-feira (25), em movimentação contrária, a Petrobras anunciou novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias. A gasolina subirá 7% e o diesel, 9,1%. Segundo a estatal, os aumentos refletem a elevação das cotações internacionais do petróleo e da taxa de câmbio.
No domingo (24), Bolsonaro disse que não interferirá na tabela de preços.
"Isso mostra um andamento totalmente contrário àquele pelo qual estamos lutando. Estamos brigando por estabilidade no combustível, no gás de cozinha, para colocar em vigor leis já aprovadas, e é isso que a Petrobras faz", diz Chorão ao Painel.
"A cada dia a paralisação ganha mais força. E esse aumento de agora afeta também com quem trabalha diretamente com combustível, como motoristas de aplicativos. Também estou conversando com eles para envolver os demais setores na mobilização", acrescenta.
"O governo, principalmente o ministério da Economia, está trabalhando para os acionistas. Sem preocupação em criar um colchão, um fundo de estabilidade", afirma Chorão.
A reunião que estava originalmente marcada para quinta-feira (28) foi desmarcada pelo governo federal. Os caminhoneiros dizem não ter nova previsão de encontro.
Chorão diz que a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), da qual é presidente, não recuará em relação à paralisação, e que tem certeza de que outras associações também não, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL).
"Se até o dia 31 o governo não sinalizar com alguma coisa concreta para a categoria, a paralisação está mantida. Quero ver o que o governo vai falar com esse novo aumento. É muito fácil o chefe da nação fazer uma live e dizer: 'olha, estou conversando, acionando ministério da Economia, o presidente da Petrobras, vamos buscar uma solução'. Mas não, fala que vai ter mais aumento e não vai interferir", acrescenta.
Chorão diz que Bolsonaro entra em contradição com essas falas, relembrando de quando o presidente decidiu demitir Roberto Castello Branco da presidência da Petrobras, em fevereiro, após seguidos reajustes nos combustíveis e pressão dos caminhoneiros.
"Ele está sendo contraditório em relação ao que ele mesmo dizia. Tanto na campanha como na demissão do Castello Branco", conclui.
 

Metal God

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
35.046
Reações
30.109
Pontos
944
Caminhoneiros estão tomando bem no meio do C.U.zinho porque as suas pautas (preço mínimo do frete; combustível subsidiado; pedágios mais baratos, etc) exigem intervencionismo estatal, tudo que o Guedes e Bolsonaro não defendem, que são bandeiras históricas da PTralhada. Foram imbecis em apoiar, justamente, quem jamais iria atendê-los. Bando de iludidos, coitados.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.899
Reações
25.758
Pontos
769
Caminhoneiros estão tomando bem no meio do C.U.zinho porque as suas pautas (preço mínimo do frete; combustível subsidiado; pedágios mais baratos, etc) exigem intervencionismo estatal, tudo que o Guedes e Bolsonaro não defendem, que são bandeiras históricas da PTralhada. Foram imbecis em apoiar, justamente, quem jamais iria atendê-los. Bando de iludidos, coitados.
Mas preço mínimo do frete já existe e é regulado pela ANTT, não?

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
 

Metal God

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
35.046
Reações
30.109
Pontos
944
Mas preço mínimo do frete já existe e é regulado pela ANTT, não?

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
Acho que não. Os caras querem uma tabela de preço de frete. Se não me engano, isso está até em discussão no STF.
 

Setzer1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.449
Reações
23.649
Pontos
594
Mas preço mínimo do frete já existe e é regulado pela ANTT, não?

Enviado de meu SM-G975F usando o Tapatalk
anda havendo pressão Estadual pros pedagios serem os menores possiveis pq perceberam a obviedade.
Pedagios caros atrapalham a locomoção das pessoas e empobrece a economia local. Criando pockets onde vc desistimula todo tipo de negócio que exija movimento de mercadorias.

Logo ao invés de espalhar pedagio pra todo canto, os estados começaram até a cancelar algumas concessões (Ao fim do contrato obvio).
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.907
Reações
26.137
Pontos
554
anda havendo pressão Estadual pros pedagios serem os menores possiveis pq perceberam a obviedade.
Pedagios caros atrapalham a locomoção das pessoas e empobrece a economia local. Criando pockets onde vc desistimula todo tipo de negócio que exija movimento de mercadorias.

Logo ao invés de espalhar pedagio pra todo canto, os estados começaram até a cancelar algumas concessões (Ao fim do contrato obvio).
Tem que falar isso para os tucanos de SP. Recentemente instalaram mais pedagios nas rodovias estaduais.

Enviado de meu LM-X520 usando o Tapatalk
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.858
Reações
115.923
Pontos
989
Defesa diz que Zé Trovão se entregou à PF em SC



A defesa do caminhoneiro e influenciador bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, afirmou, em nota divulgada nesta terça-feira (26), que ele se entregou à Polícia Federal nesta tarde.
No comunicado, os advogados de Zé Trovão, Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assad, afirmam que o caminhoneiro se apresentou espontaneamente ao delegado-chefe da Polícia Federal em Joinville, Santa Catarina, cidade onde mora.
A defesa de Zé Trovão afirmou que agora, após a apresentação do influenciador à PF, entrará com um pedido de liberdade para o caminhoneiro.

“Neste dia 26 de outubro de 2021, me entreguei à Justiça brasileira, me apresentei à Justiça brasileira. Como diz nosso hino: ‘Verás que o filho teu não foge à luta’. Eu jamais iria abandonar o povo brasileiro. Quando saí do Brasil, saí para continuar falando e motivando cada um dos brasileiros de bem para lutar por uma nação justa, digna e plena. Por respeito a cada um de vocês, 20 mil inscritos aqui no meu canal, digo ‘muito obrigado’. Não sei quanto tempo vou passar no cárcere, mas tudo isso é pelo Brasil”, disse o influenciador através de seu grupo no Telegram.
Pedido de prisão mantido
No último dia 18, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a ordem de prisão contra é Trovão, que é investigado em inquérito da Procuradoria-Geral da República (PGR) por ameaças à democracia.
No início de setembro, o influenciador foi localizado pela Polícia Federal em um hotel no México. “Zé Trovão” havia saído do Brasil no dia 27 de agosto, antes mesmo de a prisão ter sido determinada, e estava foragido desde então.

No final do último mês, a defesa de Zé Trovão afirmou que o caminhoneiro pretendia retornar ao Brasil. Segundo relatos feitos ao analista de política da CNN Gustavo Uribe, Zé Trovão passava por dificuldades financeiras durante o período em que esteve foragido.
 

Resu Anera

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.662
Reações
24.530
Pontos
654
Defesa diz que Zé Trovão se entregou à PF em SC



A defesa do caminhoneiro e influenciador bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, afirmou, em nota divulgada nesta terça-feira (26), que ele se entregou à Polícia Federal nesta tarde.
No comunicado, os advogados de Zé Trovão, Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assad, afirmam que o caminhoneiro se apresentou espontaneamente ao delegado-chefe da Polícia Federal em Joinville, Santa Catarina, cidade onde mora.
A defesa de Zé Trovão afirmou que agora, após a apresentação do influenciador à PF, entrará com um pedido de liberdade para o caminhoneiro.

“Neste dia 26 de outubro de 2021, me entreguei à Justiça brasileira, me apresentei à Justiça brasileira. Como diz nosso hino: ‘Verás que o filho teu não foge à luta’. Eu jamais iria abandonar o povo brasileiro. Quando saí do Brasil, saí para continuar falando e motivando cada um dos brasileiros de bem para lutar por uma nação justa, digna e plena. Por respeito a cada um de vocês, 20 mil inscritos aqui no meu canal, digo ‘muito obrigado’. Não sei quanto tempo vou passar no cárcere, mas tudo isso é pelo Brasil”, disse o influenciador através de seu grupo no Telegram.
Pedido de prisão mantido
No último dia 18, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a ordem de prisão contra é Trovão, que é investigado em inquérito da Procuradoria-Geral da República (PGR) por ameaças à democracia.
No início de setembro, o influenciador foi localizado pela Polícia Federal em um hotel no México. “Zé Trovão” havia saído do Brasil no dia 27 de agosto, antes mesmo de a prisão ter sido determinada, e estava foragido desde então.

No final do último mês, a defesa de Zé Trovão afirmou que o caminhoneiro pretendia retornar ao Brasil. Segundo relatos feitos ao analista de política da CNN Gustavo Uribe, Zé Trovão passava por dificuldades financeiras durante o período em que esteve foragido.
Achei que a arregada monstruosa pós 7 de setembro incluía a revogação do pedido de prisão dele.
 

Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
9.305
Reações
33.984
Pontos
353

Setzer1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.449
Reações
23.649
Pontos
594
A treta está no forno...
v
v

Ministro sugere que caminhoneiros 'se reinventem' e trabalhem em empresas


E as cargas vão andando sozinhas pras lojas. :kkk

Detalhe que hoje está faltando caminhoneiro pro Brasil ja. Empresas tem as vagas e ninguem quer. (pq sera?, ja sei! tudo vagabundo :viraolho).
 

carlos222

Bam-bam-bam
Mensagens
4.144
Reações
11.952
Pontos
294
Do que adianta 400 reais pra quem gasta em média 40mil de diesel por mês?
São eles q pagam o combustível?

Tava vendo o vídeo de brasileiro que trabalha como motorista nos EUA. Lá eles recebem um cartão da empresa e abastecem em qualquer posto. As condições de trabalho lá nem era tão ruins.

Enviado de meu Redmi Note 7 usando o Tapatalk
 

The Kong

Cruz Bala Trevoso
VIP
GOLD
Mensagens
31.362
Reações
134.233
Pontos
784
A treta está no forno...
v
v

Ministro sugere que caminhoneiros 'se reinventem' e trabalhem em empresas

só de estar construindo ferrovias, o Tarcisão já arruma treta automaticamente com essa turma...

Ele é o unico ministro que eu realmente pago pau nesse governo

Tarcisão 2026 :rox
 

Aion_

Bam-bam-bam
Mensagens
1.929
Reações
3.103
Pontos
329
A treta está no forno...
v
v

Ministro sugere que caminhoneiros 'se reinventem' e trabalhem em empresas

Ai sim Tarcisio, mando bem:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf
 

Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
9.305
Reações
33.984
Pontos
353
E as cargas vão andando sozinhas pras lojas. :kkk
Temos nosso excelente CUrreio e...


Não pera! :kpensa

=====

Ai sim Tarcisio, mando bem:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf
só de estar construindo ferrovias, o Tarcisão já arruma treta automaticamente com essa turma...

Ele é o unico ministro que eu realmente pago pau nesse governo

Tarcisão 2026 :rox
Falando nisto...

Marco das ferrovias deve gerar R$ 100 bilhões, diz Tarcísio
Ministro da Infraestrutura participa de evento AgroForum, do BTG Pactual, nesta quarta, dia 27; período de mega leilões de portos e rodovias começa nesta sexta



====

Não sei se fico mais otimista com "boas notícias" no BR... Depois entra outro sangue-suga no poder, e pronto... Mais uma "Lava Jato 2.0" em forma de tremsalão neste país seguido de outra crise.

Nosso histórico é tenebroso em todas esferas, tudo tem corrupção nesta trombose chamada Brasil :facepalm
 

Sharrakor_FO

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.013
Reações
3.620
Pontos
539
E as cargas vão andando sozinhas pras lojas. :kkk

Detalhe que hoje está faltando caminhoneiro pro Brasil ja. Empresas tem as vagas e ninguem quer. (pq sera?, ja sei! tudo vagabundo :viraolho).
Se a demanda for maior que a oferta o preço do frete vai subir. Se não tá subindo é porque tem gente suficiente pra transportar o que precisa hoje.
Por mais que briguem vai ser difícil os caminhoneiros autônomos se manterem no mercado porque as empresas de transporte só crescem e no final das contas os autônomos vão ganhar a mesma coisa que os contratados, só que com um risco muito maior.
 
Topo Fundo