O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

[Esmolinha News] Documento da Epic Games revela quanto a empresa precisou pagar para dar jogos gratuitos em sua loja

Doquinha

Bam-bam-bam
Mensagens
768
Reações
3.127
Pontos
283
Durante a batalha no tribunal entre Apple e a Epic Games, a Epic revela quanto pagou aos desenvolvedores e editoras para oferecer jogos gratuitos entre dezembro de 2018 e setembro de 2019.

Um novo documento mostra o preço exato que a Epic Games pagou para dar vários títulos de graça aos jogadores, dos AAA aos indies.

Todas as semanas, a Epic Games Store oferece pelo menos 1 jogo grátis. Atualmente, os jogos gratuitos são lançados todas as quintas-feiras, às vezes adicionando dois ou três títulos gratuitos adicionais à lista.

Com uma concorrência feroz como a loja online Steam da Valve, esta é uma forma da Epic Games atrair consumidores, mas não sem um preço elevado, conforme revelado durante o processo Epic vs. Apple, que poderia durar anos.

Em 2019, a Epic distribuiu 73 jogos grátis no total, mas um documento legal revela o preço que a Epic Games pagou para apresentar 38 deles em sua loja nos primeiros nove meses de 2019.

Este documento legal foi "publicado acidentalmente no início", de acordo com Simon Carless, um historiador de jogos que está relatando o processo e postou a lista de jogos no Twitter.

Os jogos durante esse período de nove meses incluem títulos independentes como Slime Rancher e Oxenfree, bem como títulos de maior sucesso comercial, como a série Batman: Arkham e Subnautica.

Para esses dois últimos jogos, a Epic pagou US$ 1,5 milhão e US$ 1,4 milhão, respectivamente, com os jogos da trilogia Batman: Arkham sendo o preço mais alto.


No total, pela lista de jogos que é composta principalmente por indies, a Epic pagou mais de US$ 11,5 milhões. Consequentemente, Subnautica trouxe 613.912 novos usuários Epic e Batman trouxe 804.052, de acordo com o documento.

No entanto, muitos comentaristas do Twitter estão preocupados com o preço que a Epic Games pagou aos pequenos desenvolvedores independentes, sentindo que eles podem ter sido desprezados por causa da exposição.

Uma coluna mostra que Metro: 2033 Redux custou US$ 0 para a Epic Games, mas alguns teorizam que isso poderia ser devido ao acordo de exclusividade de um ano feito em 2019.

Outros detalhes foram revelados durante o primeiro dia de Epic x Apple no tribunal, como o fato de Fornite ter ganho para a Epic Games mais de US$ 9 bilhões apenas em 2019, além de revelar que Samus de Metroid e Dwayne 'The Rock' Johnson estarão obtendo Skins de Fortnite no futuro.

Fonte: https://www.gamevicio.com/noticias/2021/05/documento-da-epic-games-revela-quanto-a-empresa-precisou-pagar-para-dar-jogos-gratuitos-em-sua-loja/
 


The Almighty

Veterano
Mensagens
453
Reações
650
Pontos
113
Bem barato, do jeito que o povo falava que o Gamepass devia estar dando prejuízo pacarai, achava que custava bem mais.
Isso que a Epic da os jogos de graça e no gamepass é por um período de tempo.
A média é de aproximadamente 2 dol por jogador. Capaz de no gamepass ser bem menor, visto que o jogo não é dado pessoa, para as empresas maiores e para as menores deve ter só a grana, sem considerar número de jogadores
 
Ultima Edição:


Passo's

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.822
Reações
27.438
Pontos
724
Vendo que faturaram 300mi na loja do PC, 11mi saiu bem barato, basicamente todo esse gasto nem da pra chamar de gasto.
No final a loja é só um complemento mesmo.
Só que tem mais coisa gasta free como exclusividades.


Pagaram 146 milhões pela exclusividade de borderlands 3.

CENTO E QUARENTA E 6 MILHÕES


A propósito, podia ter 1 tópico só para colocar todas as coisas vazadas da epic né? Tem muita coisa.



Anno 1800 vendendo 29mil




Vamos ver em quanto tempo a Ubisoft volta rastejando pra Steam que nem a EA fez.
 

EgonRunner

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.058
Reações
22.462
Pontos
553
Só que tem mais coisa gasta free como exclusividades.


Pagaram 146 milhões pela exclusividade de borderlands 3.

CENTO E QUARENTA E 6 MILHÕES


A propósito, podia ter 1 tópico só para colocar todas as coisas vazadas da epic né? Tem muita coisa.



Anno 1800 vendendo 29mil




Vamos ver em quanto tempo a Ubisoft volta rastejando pra Steam que nem a EA fez.
a matéria está muito mal escrita.

$115 million of that was for Borderlands 3 itself:
$80 million minimum guarantee on sales, a
$15 million marketing commitment, and
$20 million of “non-recoupable fees”

Within the first two weeks of Borderlands 3’s launch, the game reached $100 million in revenue – more than enough to recoup the minimum sales guarantee. $77 million of that was made on the Epic Store itself (the rest comes from retail and resellers), and with Epic’s 12% revenue share, the company made $9.2 million off of Borderlands 3 sales in those two weeks after launch.


Epic claims that 100 per cent of the $80 million minimum guarantee was recouped and that it scored 1.56 million Borderlands users to its platform. 53 per cent of these were apparently new to the Epic Games Store, contributing net revenue of $9.2 million.

então aparentemente foram 35M de exclusividade não recuperáveis - 9,2M da margem de venda =25,8 milhões líquido, que ainda é uma put* grana.
o restante foi para 2 jogos distribuídos de graça;

$31 million went to secure two free 2K games
Borderlands: The Handsome Collection ($11 million) and
Civilization VI ($20 million).
 

PicaPauBiruta

Bam-bam-bam
Mensagens
3.557
Reações
13.824
Pontos
288
Pagou pouco, essas publisher e estúdios aceitam qualquer troco para liberar seus jogos na faixa. Isso explica muita coisa. Jogam o valor do próprio produto no lixo e depois não entendem porque flopam.
nem sempre é assim, tipo tem dev que as vezes tem um bom jogo , mas não tem como investir em publicidade , daí o jogo fica pouco conhecido e vende pouco, já com a Épic pagando para a dev , e distribuindo ele na faixa, todos ganham, o estúdio que recuperou o gasto e pode ter um lucro para desenvolver futuros jogos , a Épic que distribuiu na faixa e está ajudando a dev com uma propaganda "gratuidlta" e ainda está atraindo jogadores para a plataforma dela e os jogadores que baixam o jogo , conhecem o produto e passam a conhecer a dev e procuram ficar de olho nos próximos lançamentos do estúdio.

eu mesmo já baixei vários jogos bons da Épic que eu sequer conhecia o estúdio ou nunca tinha ouvido falar no jogo, mas é aquele caso, se é de graça, então vamos ver se ele é bom
 

Trezoitao38

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
12.587
Reações
10.935
Pontos
624
Já imaginava que os valores pagos aos indies não fosse muita coisa.

Pois em geral, é depois de ter passado o período de vendas.

Exceção é Celeste, que ainda era um game bastante lucrativo, com base a conquistar nos consoles principalmente. Aí a Epic teve que pagar uns 750 mil, o que é equivalente a 37,5 mil unidades do jogo. Na realidade teria que se vender pouco mais que isso na Steam pra se chegar a isso de recompensa. Passados já alguns meses do lançamento, parece que os caras não tinham mais perspectiva de se quer vender esse número de unidades.

Isso mostra o quanto as vendas desses jogos caem depois do lançamento. E é por isso que eles são dados de graça (e de "graça"), não só pela Epic, mas também pela Sony e MS nos seus serviços.
 

Trezoitao38

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
12.587
Reações
10.935
Pontos
624
nem sempre é assim, tipo tem dev que as vezes tem um bom jogo , mas não tem como investir em publicidade , daí o jogo fica pouco conhecido e vende pouco, já com a Épic pagando para a dev , e distribuindo ele na faixa, todos ganham, o estúdio que recuperou o gasto e pode ter um lucro para desenvolver futuros jogos , a Épic que distribuiu na faixa e está ajudando a dev com uma propaganda "gratuidlta" e ainda está atraindo jogadores para a plataforma dela e os jogadores que baixam o jogo , conhecem o produto e passam a conhecer a dev e procuram ficar de olho nos próximos lançamentos do estúdio.

eu mesmo já baixei vários jogos bons da Épic que eu sequer conhecia o estúdio ou nunca tinha ouvido falar no jogo, mas é aquele caso, se é de graça, então vamos ver se ele é bom
Não é assim. O jogo fica muito desvalorizado no mercado. Fica com a impressão de que a publisher teve que pedir socorro porque não consegue mais vender o game.

Há um risco muito grande de depreciação nesses movimentos.

Basta você olhar para a lista e ver que maior parte dos jogos aí nem estão com a reputação lá em cima.

Se fosse isso que você tá fizendo eles nos dariam Fortnite com tudo o que tem pra comprar no jogo de graça. Mas não se coloca de graça o que tá vendendo.
 

Legaia

Bam-bam-bam
Mensagens
1.807
Reações
4.178
Pontos
288
Pagou pouco, essas publisher e estúdios aceitam qualquer troco para liberar seus jogos na faixa. Isso explica muita coisa. Jogam o valor do próprio produto no lixo e depois não entendem porque flopam.

Pior que é barato mesmo..

Gamepasss e psnow acabam ganhando muito dinheiro.. devem pagar um valor baixo para sair no serviço
 

sagaopc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.334
Reações
33.812
Pontos
574
Pagar 145 milhões por borderlands... Tivesse investido esse valor pra melhorar a loja, tinha sido muito mais útil...

Enviado de meu LG-H815 usando o Tapatalk
 

Ultima Weapon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.012
Reações
20.602
Pontos
629
Pra EPIC STORE toda semana é natal, memoráveis os gestos de caridade desta loja, até as softhouses ganham bastante após os jogos pararem de vender. Me preocupa um pouco este sucesso todo pois ninguém mais fala em Steam, monopólio não é bom.
 

gamermaniacow

Togges
VIP
Mensagens
40.291
Reações
42.825
Pontos
932
Como esperado, ela comprou as vendas ou custeou o desenvolvimento para os devs/publisher, assim como acontece com qualquer acordo de exclusividade ou disponibilizar free.

O mesmo vale pro GP e PS+.

É o famoso "Antes um passarinho na mão, do que dois voando".
 

nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.335
Reações
46.974
Pontos
554
Isso mostra o quanto as vendas desses jogos caem depois do lançamento. E é por isso que eles são dados de graça (e de "graça"), não só pela Epic, mas também pela Sony e MS nos seus serviços.
Até porque, como que as vendas não vão cair se a expectativa é receber o jogo de graça ou quase de graça?

É o que aconteceu com os jogos mobile.
 
Ultima Edição:

Bat Esponja

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.601
Reações
53.960
Pontos
629
Bem barato, do jeito que o povo falava que o Gamepass devia estar dando prejuízo pacarai, achava que custava bem mais.
Isso que a épica da os jogos de graça e no gamepass é por um período de tempo.
A média é de aproximadamente 2 dol por jogador. Capaz de no gamepass ser bem menor, visto que o jogo não é da pessoa, para as empresas maiores e para as menores deve ter só a grana, sem considerar número de jogadores
É, não parece ser tão difícil achar um equilíbrio no quanto uma empresa pode gastar com isso
 

Queiroga'

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.757
Reações
17.378
Pontos
629
Troco de pinga.

E pensar que há alguns anos diziam que o dinheiro gasto com a PS Plus era principalmente para custear os jogos "gratuitos".

Receita de serviços de assinatura do Playstation ano passado foi de 3,6 bilhões de dólares, trezentas vezes mais do que a Epic gastou com os jogos da lista...
 

PicaPauBiruta

Bam-bam-bam
Mensagens
3.557
Reações
13.824
Pontos
288
Não é assim. O jogo fica muito desvalorizado no mercado. Fica com a impressão de que a publisher teve que pedir socorro porque não consegue mais vender o game.

Há um risco muito grande de depreciação nesses movimentos.

Basta você olhar para a lista e ver que maior parte dos jogos aí nem estão com a reputação lá em cima.

Se fosse isso que você tá fizendo eles nos dariam Fortnite com tudo o que tem pra comprar no jogo de graça. Mas não se coloca de graça o que tá vendendo.
olha a popularidade do Fortnite cara, nem tem comparação, os caras estão no auge , a Épic teria que descolar uma grana absurdamente alta pra fazer isso.

não tem essa de depreciação, é como eu disse, muitos estudios tem grana só pra fazer o jogo , aí a grana acaba e não tem como fazer o merchandising do produto ( que em muitos casos é uma das partes mais caras ), por isso que eles estão em baixa, dai fica nichado , daí poucas pessoas conhecem e compram, daí vem o prejuízo.

é muito mais fácil para uma dev indie que está começando, "vender" o jogo para a Épic e receber a grana certa , que dá pra pagar as contas e ter algum lucro, do que ficar a mercê do mercado , que já está saturado , logo a épic comprando e dando ele de graça, faz com que mais pessoas adquiram o jogo , conheçam e se gostarem, passem a conhecer o estúdio por trás e em um próximo jogo , o estúdio terá pelo menos uma bagagem com os jogadores, o que fica mais fácil de vender o produto ( que pode ser uma sequência ou uma ip nova ).

a Microsoft está fazendo algo parecido com isso com o GamePass , eles "compram" ou financiam boa parte do jogo , para que ele seja disponibilizado em sua plataforma , atraindo público e fidelizado o jogador, e os estúdios tem um dinheiro garantido , todo mundo ganha com isso, os jogadores, a desenvolvedora e a "distribuidora"
 

Trezoitao38

Ei mãe, 500 pontos!
GOLD
Mensagens
12.587
Reações
10.935
Pontos
624
olha a popularidade do Fortnite cara, nem tem comparação, os caras estão no auge , a Épic teria que descolar uma grana absurdamente alta pra fazer isso.

não tem essa de depreciação, é como eu disse, muitos estudios tem grana só pra fazer o jogo , aí a grana acaba e não tem como fazer o merchandising do produto ( que em muitos casos é uma das partes mais caras ), por isso que eles estão em baixa, dai fica nichado , daí poucas pessoas conhecem e compram, daí vem o prejuízo.

é muito mais fácil para uma dev indie que está começando, "vender" o jogo para a Épic e receber a grana certa , que dá pra pagar as contas e ter algum lucro, do que ficar a mercê do mercado , que já está saturado , logo a épic comprando e dando ele de graça, faz com que mais pessoas adquiram o jogo , conheçam e se gostarem, passem a conhecer o estúdio por trás e em um próximo jogo , o estúdio terá pelo menos uma bagagem com os jogadores, o que fica mais fácil de vender o produto ( que pode ser uma sequência ou uma ip nova ).

a Microsoft está fazendo algo parecido com isso com o GamePass , eles "compram" ou financiam boa parte do jogo , para que ele seja disponibilizado em sua plataforma , atraindo público e fidelizado o jogador, e os estúdios tem um dinheiro garantido , todo mundo ganha com isso, os jogadores, a desenvolvedora e a "distribuidora"
Você está desconsiderando que o consumidor espera que no futuro vai ocorrer o que aconteceu no passado.

Epic dá de graça um Axiom Verge, o consumidor espera que o Axiom Verge 2 seja dado de graça também no futuro.

Grande parte dos indies na Steam estão deixando de vender no lançamento porque os consumidores já sabem que o jogo vai ficar barato numa sale.

No que você prefere investir o seu dinheiro? Num game que você sabe que o preço dele não vai baixar no curto e médio prazo (exemplo, jogos da Nintendo) ou num jogo que você vai comprar e depois ver ele ser vendido por um preço menor? Basta você ver que se você fizer a compra do jogo que não reduz de preço antes, vai te dar a possibilidade de você ter 2 jogos por um preço menor do que se fizer antes a compra do jogo que vai reduzir de preço mais rapidamente. Na dúvida entre dois jogos, você vai comprar com preço de lançamento apenas o jogo que você não espera redução de preço, não o que você sabe que estará mais barato ou pode até ser dado de graça.

Isso se chama viciar o consumidor. Ele se acostuma a receber jogos grátis, ele vai querer mais jogos grátis. Ele vai se sentir estúpido de comprar um jogo num dia e ver no outro o jogo ser dado de graça.

Ainda mais se são esses jogos que se amontam em backlogs, caso dos indies. Tem coisa pior que comprar um jogo, não jogá-lo e de repente ver ele ser dado de graça? Fica a sensação de que se podia apenas esperar que teria o jogo do mesmo jeito.
 

nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.335
Reações
46.974
Pontos
554
Vendo o julgamento que esta ocorrendo pra mim fica claro que a Epic Store é ou era um plano da Epic para criar armadilha tanto para a Apple, quanto para o Google, Sony, Nintendo etc.

O plano dos caras era criar o precedente de poder operar uma loja independente dentro do ecossistema de todo mundo sem que a empresa que controla o ecossistema tivesse controle ou recebe nada. Por isso os caras tinham disposição para ficar tendo prejuízo.

A Epic/Fortnite é tipo um câncer que cresce dentro de um ecossistema e depois tentar destruir ele.

A MS pelo visto foi na onda da Epic porque ela não tinha nada a perder já que o Windows já é assim e a store dela é praticamente irrelevante em todos os lugares.
 
Ultima Edição:
Topo