O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[+ESTADO AINDA CARA !!! Update] ALERJ aprova lei exige prova no Detran para patinetes elétrico

Illidan

Bam-bam-bam
Mensagens
8.779
Reações
14.930
Pontos
409

A Prefeitura de São Paulo pode exigir que empresas de entrega por aplicativo acabem com a remuneração por serviço. A prática é apontada como uma das causas para o aumento das mortes de motociclistas na cidade.


A Rádio Bandeirantes conversou com motoboys que costumam esperar as chamadas num ponto na Rua dos Pinheiros, perto de escritórios e restaurantes. Muitos desistiram de procurar emprego formal e chegam a trabalhar até 17 horas por dia para ganhar R$ 140, fora os custos com combustível, por exemplo.


No ano passado, quase metade dos mortos no trânsito da capital estava em cima de duas rodas: 42%. Uma das explicações, de acordo com especialistas, é o aumento do trabalho informal, entre eles, o dos entregadores.

Pelo menos 60 mil motos se somaram ao trânsito paulistano nos últimos três anos, segundo o presidente do Sindicato dos Motoboys. A maioria ganha por entrega, não por hora trabalhada, o que aumenta o risco de acidentes, afirma Gilberto Almeida dos Santos.

A prefeitura diz que está negociando com as empresas de aplicativos mudanças no modelo de remuneração dos motoboys.

Em entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, foi taxativo, ao revelar o que já disse às empresas: “Se vocês insistirem na linha de beneficiar a produtividade, vão perder o serviço em São Paulo. Alguma forma São Paulo vai encontrar porque nós precisamos pensar sempre na segurança”.

As principais empresas do setor de entrega por aplicativos foram procuradas pela Rádio Bandeirantes. Única a responder, a Rappi apenas confirmou que mantém conversas com a prefeitura.






------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ALERJ aprova lei que exige prova no Detran para clientes alugarem patinetes elétricos
A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) aprovou, nesta quinta-feira (13), um novo projeto para regulamentar patinetes e bicicletas elétricos. Para a utilização dos meios de transporte, mesmo alugados, os usuários precisarão realizar uma prova online de conhecimentos básicos de trânsito. As informações são do jornal O Globo.

A proposta é do deputado Alexandre Knoploch (PSL). A pessoa que quis alugar um patinete elétrico precisará entrar no site do Detran e se inscrever para o teste. Se for aprovada, um número vinculado ao CPF será gerado e ele deve ser informado ao fazer o cadastro com a empresa de aluguel. Quem possui CNH, no entanto, não precisa fazer a prova.

Outras medidas exigidas no projeto são a responsabilização das empresas provedoras dos patinetes em acidentes que seus veículos se envolvam, o cadastramento de todos os usuários, um canal de reclamação de terceiros e prestação de serviço de atendimento ao cliente. A lei também prevê que as empresas poderão se conveniar com o governo para a criança de integrações com os modais de transportes já existentes.





E olha as obrigações. Não vai resolver os problemas, e ainda vai criar mais uns outros.
 
Ultima Edição:


Baralho

Bam-bam-bam
Mensagens
2.032
Reações
5.675
Pontos
293
Vai quebrar em cheio o ifood e o uber eats, e os empregos que geram, auxiliando quem precisa de verdade (consumidor e motoqueiro entregador).

Quando se diz que políticos são inúteis e desnecessários, não há exagero nenhum nessa frase.
 

color kid

Veterano
Mensagens
283
Reações
773
Pontos
128
"educar e capacitar os motoboys" :kkk

A imensa maioria dos motoboys de SP são suicidas e assassinos em potencial. É um mais desgraçado que o outro, um belíssimo bando de filha da puta sem os mínimos costumes no trânsito.

Mas a solução é uma merda, óbvio. O que deveria ter era cumprimento das leis de trânsito, só isso.
 


Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.243
Reações
44.266
Pontos
924
Como vão fazer isso?
Colocando um fiscal na garupa de cada moto?
Esses parasitas perderam a noção do ridículo, querem a todo custo acabar com a vida das pessoas, dificultando ainda mais.
Não tem emprego, o mercado informal é o salva vidas, então querem acabar até com isso.
O Brasil é mesmo anti-empresários, anti-empreendedorismo.



Meio off, o @Chris Redfield jr se não me engano, postou sobre a globo fazendo uma tonelada de matérias, contra o uso de patinetes.
Hoje vi uma nova matéria, dizendo que um homem morreu em uma acidente, com um patinete na França.
Ainda completa a porcaria de matéria dizendo que o uso de patinetes na França, não é regulamentado.

Ou seja, os caras estão pegando até noticiário de fora para combater algo que eles julgam desnecessário ou que de alguma forma, seja contra os interesses deles.
Não duvido nada que essa medida contra que faz entregas por aplicativo, tenha dedo dessa emissora maldita.
Já que a globo é inimiga de tudo que a Internet e as mentes empreendedoras fizeram, para nos tornar mais independentes da mídia tradicional.


76237
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.242
Reações
40.877
Pontos
629
Como vão fazer isso?
Colocando um fiscal na garupa de cada moto?
Esses parasitas perderam a noção do ridículo, querem a todo custo acabar com a vida das pessoas, dificultando ainda mais.
Não tem emprego, o mercado informal é o salva vidas, então querem acabar até com isso.
O Brasil é mesmo anti-empresários, anti-empreendedorismo.



Meio off, o @Chris Redfield jr se não me engano, postou sobre a globo fazendo uma tonelada de matérias, contra o uso de patinetes.
Hoje vi uma nova matéria, dizendo que um homem morreu em uma acidente, com um patinete na França.
Ainda completa a porcaria de matéria dizendo que o uso de patinetes na França, não é regulamentado.

Ou seja, os caras estão pegando até noticiário de fora para combater algo que eles julgam desnecessário ou que de alguma forma, seja contra os interesses deles.
Não duvido nada que essa medida contra que faz entregas por aplicativo, tenha dedo dessa emissora maldita.
Já que a globo é inimiga de tudo que a Internet e as mentes empreendedoras fizeram, para nos tornar mais independentes da mídia tradicional.


Visualizar anexo 76237
Eu não sei que porra de implicancia é esta que a globo pegou com os patinetes. Hoje eu vi que na alerj estão planejando até exigir que nos patinetes existam faróis na frente e atrás.
 

billpower

Power Poster
Mensagens
38.884
Reações
23.992
Pontos
989
O que o aplicativo tem a ver com o entregador? Qual a diferença de eu pedir pelo iFood ou ligar no restaurante?
ifood e outros aplicativos, não todos, assumem todo o risco do processo de entrega: vínculo trabalhista com os motoboys, logística para a entrega e cobrança. O dono do restaurante não se preocupa com nada a não ser produzir, dali em diante é problema do serviço de entrega. Quando o restaurante faz isso ele assume todos aqueles encargos do começo, deixando o serviço muitas vezes inviável. Note que inúmeros estabelecimentos que antes não entregavam passaram a fazê-lo graças ao advento dos aplicativos de entrega.

Herança maldita do Dória foi este imbecil centro esquerda do Bruno Covas. :kzangado
 

Asteriques

Bam-bam-bam
Mensagens
9.799
Reações
12.525
Pontos
409
ifood e outros aplicativos, não todos, assumem todo o risco do processo de entrega: vínculo trabalhista com os motoboys, logística para a entrega e cobrança. O dono do restaurante não se preocupa com nada a não ser produzir, dali em diante é problema do serviço de entrega. Quando o restaurante faz isso ele assume todos aqueles encargos do começo, deixando o serviço muitas vezes inviável. Note que inúmeros estabelecimentos que antes não entregavam passaram a fazê-lo graças ao advento dos aplicativos de entrega.

Herança maldita do Dória foi este imbecil centro esquerda do Bruno Covas. :kzangado
Entendi. Legal saber isso.
Mas continuo na opinião de que se proibirem os aplicativos, a maioria esmagadora dos restaurantes vão continuar fazendo entrega.
 

Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.243
Reações
44.266
Pontos
924
Eu não sei que porra de implicancia é esta que a globo pegou com os patinetes. Hoje eu vi que na alerj estão planejando até exigir que nos patinetes existam faróis na frente e atrás.




Eu só consigo enxergar, que quem usa patinetes para ir ao trabalho a médias distâncias, não precisa pegar ônibus.
Igual a quem tem Internet, não precisa assistir a TV aberta.
Mas não sei o que isso possa afetar a Globo pra que ela faça literalmente essa campanha contra esse veículo.



Alguma coisa com certeza tem.



ifood e outros aplicativos, não todos, assumem todo o risco do processo de entrega: vínculo trabalhista com os motoboys, logística para a entrega e cobrança. O dono do restaurante não se preocupa com nada a não ser produzir, dali em diante é problema do serviço de entrega. Quando o restaurante faz isso ele assume todos aqueles encargos do começo, deixando o serviço muitas vezes inviável. Note que inúmeros estabelecimentos que antes não entregavam passaram a fazê-lo graças ao advento dos aplicativos de entrega.

Herança maldita do Dória foi este imbecil centro esquerda do Bruno Covas. :kzangado




Para o herdeiro do bandido Covas, o desemprego é melhor do que ganhar uns trocados.




 

Doug.Exausto

Veterano
Mensagens
387
Reações
801
Pontos
128
A Prefeitura de São Paulo pode exigir que empresas de entrega por aplicativo acabem com a remuneração por serviço. A prática é apontada como uma das causas para o aumento das mortes de motociclistas na cidade.
Se contribuem para essas mortes, não é porque são entregadores. É que o brasileiro não sabe dirigir moto ou carro cautelosamente e dentro da lei, pensam estar em constante racha e que as ruas são de sua propriedade.

Empresa não tem qualquer relação com isto, a princípio. Bola fora (mais uma) da prefeitura.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.242
Reações
40.877
Pontos
629
Aliás, @Alberon3 , pense comigo...uma bicicleta pega fácil velocidades acima dos 50km/h, sem muito esforço. Se pegar uma ladeira abaixo, passa mole dos 70km/h. Um Skate tbm não é lá um transporte dos mais lentos, não faço ideia da velocidade, mas já vi uns bem rápidos. Então um patinete elétrico que pega ali uns 22km/h não é lá grandes coisas perto de uma bicicleta. Um tombo de bicicleta é talvez até mais perigoso que um tombo de patinete, pois há muito mais material metalico e velocidade envolvido na queda.
Mas curiosamente, vc não vê a globo implicando com estes meios de transporte. Temos aqui no RJ por exemplo o aluguel de bicicletas, serviço prestado por exemplo pelo ITAU:

76245




Aí é que entra minha indagação, pensando aqui com meus botões: Será que não há nisso algum interesse obscuro da Rede Globo para beneficiar uma empresa de aluguel de bicicletas, como o ITAU, que viu seu negócio perder clientes para os patinetes de outros serviços? As vezes é mais fácil sabotar o concorrente que investir em novidades no seu serviço. Veja por exemplo que os Taxistas não querem trabalhar de Uber, mas que o Uber seja inviabilizado por diversas "regulamentações" para que seja menos atraente o serviço.
É um ponto a se pensar. Quem está mais interessando em prejudicar o serviço de aluguel de patinetes?
 

abcdario

Bam-bam-bam
Mensagens
1.811
Reações
2.222
Pontos
303
Mas que bosta de prefeito foi este que São Paulo elegeu?, seria melhor colocar o Suplicy na prefeitura do que um lixo destes, que porcaria é esta?.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.242
Reações
40.877
Pontos
629
Sem muito esforço, ainda mais numa MTB. Ok. :klolwtf

Sobre os outros vídeos, a posição aerodinâmica e os pneus finos ajudam, mas também não é fácil chegar nessas velocidades.
Que muito esforço, cara? O Garoto pedalou, é lógico que algum esforço fisico tem que ter. Mas o garoto não fez lá muito esforço tampouco é muito preparado, acredito até que estava em marcha lenta.
Se eu pegar uma ciclovia, pego fácil acima dos 50km/h. E sem esforço.
 

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.242
Reações
40.877
Pontos
629
Vejam só que os contratos de uso das bicicletas compartilhadas acabam por ser abusivos ao consumidor.

1) As empresas não se responsabilizam por acidentes de quaisquer tipos, ainda que causados por falha de manutenção.

2) Nos contratos dos serviços patrocinados pelo Itaú, os dados pessoais dos usuários cadastrados não têm garantia de privacidade, uma vez que não são especificados os usos que a empresa pode fazer deles.

3) Os serviços financiados pelo Itaú preveem que as cláusulas podem ser modificadas unilateralmente pela empresa, rescindindo contrato ou alterando valores, por exemplo.

De modo geral, os contratos dos serviços patrocinados pelo Itaú são os piores. “Eles atribuem ao consumidor a responsabilidade por qualquer problema que ocorra durante o uso das bicicletas. Além disso, são muito confusos e mal escritos”, resume Renata Amaral, pesquisadora do Idec.
Fonte: Economia - iG @ https://economia.ig.com.br/2015-06-09/bikes-compartilhadas-tem-contratos-que-podem-lesar-o-consumidor-alerta-idec.html

Isso, por exemplo, a Globo não mostra. Mas quer cobrar capacete, farol, e tantas outras coisas nos patinetes. Mas das bicicletas não dão um pio.

76262
 

Ares1521

Bam-bam-bam
Mensagens
5.976
Reações
11.693
Pontos
404
Eu só consigo enxergar, que quem usa patinetes para ir ao trabalho a médias distâncias, não precisa pegar ônibus.
Igual a quem tem Internet, não precisa assistir a TV aberta.
Mas não sei o que isso possa afetar a Globo pra que ela faça literalmente essa campanha contra esse veículo.




Alguma coisa com certeza tem.









Para o herdeiro do bandido Covas, o desemprego é melhor do que ganhar uns trocados.
Simples: Jabá! Ou dono em comum. Eu moro numa cidadezinha do interior e aqui já rola coisa de milhões de "troco" nas licitações de transporte público, essas semanas cagaram uma lei para proibir vans com mais de 4 anos de trabalharem na minha cidade e pagaram bem para a mídia ficar em cima explicando que é um perigo tremendo para nossas criancinhas andarem em vans velhas (a lei antiga era de 8 anos).

"Prefeitura de SP retoma licitação para concessão de ônibus e contratos sobem para R$ 71 bilhões" - Em SP o mercado é nas dezenas de bilhões! Imagina que alguém calculou lá que o lucro iria cair em 5% por causa desses patinetes, facilmente a empresa pegaria 1 bilhão e compraria toda a mídia e metade dos vereadores.
 

Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.243
Reações
44.266
Pontos
924
Simples: Jabá! Ou dono em comum. Eu moro numa cidadezinha do interior e aqui já rola coisa de milhões de "troco" nas licitações de transporte público, essas semanas cagaram uma lei para proibir vans com mais de 4 anos de trabalharem na minha cidade e pagaram bem para a mídia ficar em cima explicando que é um perigo tremendo para nossas criancinhas andarem em vans velhas (a lei antiga era de 8 anos).

"Prefeitura de SP retoma licitação para concessão de ônibus e contratos sobem para R$ 71 bilhões" - Em SP o mercado é nas dezenas de bilhões! Imagina que alguém calculou lá que o lucro iria cair em 5% por causa desses patinetes, facilmente a empresa pegaria 1 bilhão e compraria toda a mídia e metade dos vereadores.





Máfia por toda parte, por isso que essa latrina não sai do lugar.





 

mfalan

Habitué da casa
Mensagens
395
Reações
614
Pontos
93
Bruno Covas é o pior prefeito de São Paulo desde o Jaiminho Haddad!
Repito:
BRUNO COVAS É O PIOR PREFEITO DE SÃO PAULO DESDE O JAIMINHO HADDAD!
 
Ultima Edição:

Creature

Bam-bam-bam
Mensagens
5.013
Reações
6.241
Pontos
349
Maluquice proibir.

Mas de fato tem que educar essa galera. 17h aqui no Rio de Janeiro e tem 2 motoqueiros furando sinal vermelho, e um terceiro na dúvida, não sabe se fura ou não fura.

HUEzileiro é foda. :khuebr

Em SP não sei como é, mas imagino que seja igual ou pior.
 

PicaPauBiruta

Habitué da casa
Mensagens
298
Reações
781
Pontos
93
O que o aplicativo tem a ver com o entregador? Qual a diferença de eu pedir pelo iFood ou ligar no restaurante?
o app em teoria o estado não consegue "fechar a empresa", já que é um serviço descentralizado em sem uma "base fixa", para os bandidos da federal irem lá prender todo mundo, já no restaurante, é um local fixo, aonde o estado pode mandar os seus lacaios para prender o "empresario malvadão" e fechar o negocio dele.
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
3.251
Reações
14.479
Pontos
303
Esse cretino Bruno Covas está realmente empenhando em cagar na cabeça da população paulista.

Já não bastou ter roubado as patinetes das empresas naquela ação criminosa.
O país fodido e com uma horda de desempregados e o meliante me solta uma proposta dessas, que foderia tanto com a população que tem acesso a entregas mais baratas, com os empregos gerados pelos aplicativos e as oportunidades de mais entregas para as empresas (muitas das quais não podem arcar com o custo e logística de um serviço de entregas por conta própria).

O mais interessante é que se seguir a risca essa proposta. Deveria logo proibir qualquer trabalho que exija sair de casa. Assim as pessoas não correrão mais risco nenhum. Aliás porque não proibir logo carros e motos? Deveríamos logo a voltar a andar a pé e a cavalos.

Enquanto esse tipo de político com uma mentalidade socialista e paternalista do século passado estiver no poder, e que só atrapalha o desenvolvimento do país, o Brasil jamais sairá do atoleiro.
 
Ultima Edição:

Jurubeba2.0

Veterano
Mensagens
246
Reações
871
Pontos
128
Uma vez quando fiz um curso de pilotagem defensiva e havia alguns dados lá sobre acidentes de moto, onde que a maioria esmagadora dos acidentes não são com quem usa a moto como ferramenta de trabalho, e sim nos que usam para se locomover.

Isso aí é desculpa, se não é bom para o estado, que proíba.
 

Damyen

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
33.649
Reações
62.947
Pontos
979
Uma jumenta arrebenta a cara com um patinete: vamos acabar com os patinetes.

Os motoqueiros suicidas estão morrendo: vamos acabar com UMA das formas de eles ganhar dinheiro.

Sério, socialistas têm problemas sérios com a liberdade dos outros.
 

Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.243
Reações
44.266
Pontos
924
Uma jumenta arrebenta a cara com um patinete: vamos acabar com os patinetes.

Os motoqueiros suicidas estão morrendo: vamos acabar com UMA das formas de eles ganhar dinheiro.

Sério, socialistas têm problemas sérios com a liberdade dos outros.




Eu diria que eles não tem problemas, socialistas são O problema.
E não bastando, eles criam os problemas (para os outros).
E pior, essas supostas "proteções" que eles querem insinuar, como se o Estado se importasse com na vida de alguém é pura mentira.
Só mesmo gado pra acreditar que esse prefeito está pensando na vida de alguém.





 

JmB!

Bam-bam-bam
Mensagens
9.858
Reações
7.085
Pontos
484
"educar e capacitar os motoboys" :kkk

A imensa maioria dos motoboys de SP são suicidas e assassinos em potencial. É um mais desgraçado que o outro, um belíssimo bando de filha da puta sem os mínimos costumes no trânsito.

Mas a solução é uma merda, óbvio. O que deveria ter era cumprimento das leis de trânsito, só isso.
Desculpe... Mas para cumprir as leis de trânsito, não é preciso educar os motoboys? :kpensa

T+
 

PicaPauBiruta

Habitué da casa
Mensagens
298
Reações
781
Pontos
93
Esse cretino Bruno Covas está realmente empenhando em cagar na cabeça da população paulista.

Já não bastou ter roubado as patinetes das empresas naquela ação criminosa.
O país fodido e com uma horda de desempregados e o meliante me solta uma proposta dessas, que foderia tanto com a população que tem acesso a entregas mais baratas, com os empregos gerados pelos aplicativos e as oportunidades de mais entregas para as empresas (muitas das quais não podem arcar com o custo e logística de um serviço de entregas por conta própria).

O mais interessante é que se seguir a risca essa proposta. Deveria logo proibir qualquer trabalho que exija sair de casa. Assim as pessoas não correrão mais risco nenhum. Aliás porque não proibir logo carros e motos? Deveríamos logo a voltar a andar a pé e a cavalos.

Enquanto esse tipo de político com uma mentalidade socialista e paternalista do século passado estiver no poder, e que só atrapalha o desenvolvimento do país, o Brasil jamais sairá do atoleiro.
e aquela conversa que o brazileiro tanto adora: "direitos, proteger o trabalhador, CLT, regulamentação, patrão malvado, a culpa é do capitalismo, o livre mercado esta explorando os trabalhadores" e mais trocentas desculpas que esse povo de merda adora cagar pela boca para justificar a existência dessa merda de estado :facepalm:facepalm:facepalm:facepalm
 

AzraelR

Bam-bam-bam
Mensagens
2.290
Reações
8.123
Pontos
303
E depois não querem que o PicaPauBiruta tenha chilique...

e aquela conversa que o brazileiro tanto adora: "direitos, proteger o trabalhador, CLT, regulamentação, patrão malvado, a culpa é do capitalismo, o livre mercado esta explorando os trabalhadores" e mais trocentas desculpas que esse povo de merda adora cagar pela boca para justificar a existência dessa merda de estado :facepalm:facepalm:facepalm:facepalm
Pra falar a verdade não sei como vocês ancaps ainda aguentam morar no Brasil.
Tipo, não que exista algum lugar atualmente onde você consiga fugir totalmente das mãos do estado. Mas sem dúvida é muito melhor morar numa Suiça, Austrália ou algum outro país onde o estado não se intrometa tanto. Já é muito melhor do que esse buraco socialista que a gente vive.
 
Ultima Edição:

Chris Redfield jr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.242
Reações
40.877
Pontos
629
Alerj aprova lei que regulamenta uso de patinetes elétricos
Empresas deverão fornecer capacetes. Texto segue para sanção ou veto do governador

Por O Dia

Publicado às 17h37 de 11/06/2019 - Atualizado às 18h51 de 11/06/2019



Na foto, passeio de patinetes na Avenida Atlântica, em Copacabana
Na foto, passeio de patinetes na Avenida Atlântica, em Copacabana - Estefan Radovicz / Agência O Dia

Rio - A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira, em discussão única, o projeto de lei que regulamenta o uso de patinetes elétricos no estado. Foram unidos em um único texto, os projetos do deputado Giovani Ratinho (PTC), que estava na pauta desta terça-feira, e da deputada Rosane Félix (PSD), que estava na agenda de amanhã.
O texto segue para o governador Wilson Witzel (PSC), que tem prazo de 15 dias úteis para sanção ou veto.
Segundo a proposta, a circulação de patinetes elétricos será vedada em áreas destinadas aos pedestres e permitida em ciclovias e ciclofaixas, com velocidade máxima de até 20 Km/h, além de ser obrigatório o uso do indicador de velocidade e de sinalização noturna e dianteira no patinete. Essas regras valem tanto para veículos alugados quanto os particulares. A norma determina ainda que as empresas que disponibilizam o meio de transporte deverão dotá-los de farol dianteiro de cor branca ou amarela e lanterna de cor vermelha na parte traseira, além de fornecer capacetes aos condutores, que serão obrigados a utilizá-los durante o uso dos patinetes.

As empresas também deverão proporcionar e divulgar um número de telefone ou outra forma para contato com a central de atendimento 24h horas, a fim de viabilizar o acesso a informações dos equipamentos que estiverem estacionados de maneira irregular, devendo recolhê-los no prazo de duas horas.

Durante a votação foi incluída no texto uma emenda, de autoria do deputado Jorge Felippe Neto (PSD), que estende as mesmas regras a outros serviços semelhantes de aluguel de veículos de até três rodas, como bicicletas.

De acordo com o texto, as empresas ficam obrigadas a contratar um seguro obrigatório para seus usuários com cobertura em razão de morte por acidente, danos contra terceiros, invalidez parcial ou total, permanente ou temporária. Também terão que informar aos usuários sobre todas as regras pertinentes ao uso do equipamento elétrico, promovendo a segurança e o respeito às leis de trânsito. Empresas e os condutores que descumprirem a norma serão advertidos e terão que pagar multa de 50 UFIR- RJ, cerca de R$ 170.

"Apesar dos patinetes elétricos serem vistos como opção de mobilidade ágil e ecologicamente correta, desperta-se, simultaneamente, preocupações que demandam a necessidade de regulamentação do seu uso pelas vias urbanas, sobretudo, em razão dos riscos envolvendo o seu uso e o convívio com diferentes modais", explicou Giovani Ratinho.

A deputada Rosane Félix defende o uso de proteção. "Nos últimos meses, houve um grande aumento de usuários e também de acidentes envolvendo os patinetes. Afinal de contas, quase ninguém utiliza equipamentos de proteção e as consequências variam desde uma simples lesão até fraturas graves. O capacete é o mínimo para se ter uma viagem segura e por isso deve ser obrigatório", finalizou a parlamentar.
 
Topo