O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Faz diferença fazer uma boa faculdade de TI?

goemon

Supra-sumo
Mensagens
1.899
Reações
284
Pontos
169
Uma boa faculdade ajuda a pessoa a ter um ferramental teórico que um autodidata vai demorar muito mais tempo pra conseguir.

Não é difícil aprender a programar, mas provavelmente a graduação vai fazer a diferença na hora que o sujeito tiver que lidar com problemas computacionalmente mais exigentes. Por exemplo a ordenação de um vetor gigante. Enquanto o autodidata vai fica no bubble-sort, o graduado com noções de recursividade e paralelismo vai saber implementar um merge-sort multithread usando GPU equlibrando as operações CPU-bound e I/O bound.
 


Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Dicas para quem vai fazer graduação em ciência da computação ou sistemas:

- Aprenda direito a disciplina de algoritmos/programação. Não vai com a mentalidade de eu quero redes, eu quero hardware e blablabla. Você precisa saber programar no curso em quase todas as disciplinas específicas. Se não souber programar vai tomar pau até em disciplina que não seja de programação.

- Não falte e anote tudo. Não vai nessa de tenho tantas faltas ainda para dar. Aluno não pode faltar. Se assumiu o compromisso da graduação aguenta o rojão e frequente as aulas. Sua nota será infinitamente melhor.

- Aprenda estrutura de dados. Você vai precisar no curso inteiro. Não tente burlar os trabalhos de programação pegando código pronto ou do colega de classe. Uma das diferenças de um formado e um micreiro na programação é justamente o conhecimento de estrutura de dados. Na solução de um problema, se escolher adequadamente a estrutura de dados metade do problema se resolve.

- Aprenda matemática de verdade. Vai precisar em algumas disciplinas especificas no cálculo de complexidade, CG, etc. Mesmo se quiser se esconder na Engenharia de Software para se livrar dos números ainda assim vai precisar saber matemática se quiser se aprofundar na área.

- Seja curioso. Nunca vi um bom profissional de TI que não fosse curioso. Aprenda tecnologias, leia, contribua com projetos. Não fique somente na teoria.

- Não seja mole. Na computação o rojão explode mesmo e você vai precisar segurar. Mas para quem gosta, é a melhor profissão do mundo.

Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
Ultima Edição:

mola_samas

Veterano
Mensagens
1.757
Reações
141
Pontos
144
Trabalhar no Google só presta por portfólio, o baixo clero não aguenta dois anos, e eles pagam salário de mercado.

Essas big techs são abusivas pelo que parece, esse ambiente descolado é uma bela faixada pro cara ficar pressionado a dar resultado(escravizado), alguém acha mesmo que vai ficar jogando stadia no trabalho? Kkkkk

É tipo uma fantasia pra inglês ver. O bom é depois que você saí e vai ganhar o dobro em um empresa menor como gerente/tech lead.
Você está bem errado quanto à remuneração (e no resto também, mas aí fica mais subjetivo).

Estas empresas pagam bem mais do que você imagina, com uma boa parte sendo em forma de ações. Mas mesmo em salário, não são muitos lugares que vão te pagar uns 10 mil reais por mês como recém formado...

Fonte: sou gerente de engenharia em empresa de tecnologia que compete com o Google por mão de obra.

Sent from my Pixel 3 using Tapatalk
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
Você está bem errado quanto à remuneração (e no resto também, mas aí fica mais subjetivo).

Estas empresas pagam bem mais do que você imagina, com uma boa parte sendo em forma de ações. Mas mesmo em salário, não são muitos lugares que vão te pagar uns 10 mil reais por mês como recém formado...

Fonte: sou gerente de engenharia em empresa de tecnologia que compete com o Google por mão de obra.

Sent from my Pixel 3 using Tapatalk
Eu acho 10 mil pouco pro nível de pressão que deve ser e a bagagem necessária pra ingressar, 10 mil a pessoa com capacidade de tá no Google faz rindo como freela ou empreendendo, a maioria não fica na empresa e funda a própria, vai para um unicórnio em posição privilegiada ganhando ação também, eu lembro de uma matéria que quem é Google core mesmo é a minoria, o resto é um monte de terceirizado prestando serviço lá nos Estados Unidos usando a camisa e nem dividiam o mesmo refeitório.

É só pra colocar no currículo mesmo o que alguns dizem, todos os youtubers de tech que acompanho e passaram pelo Google e saíram falam isso, que perde o sentido ser mais um em lugar podendo ser o diferencial em outro.

Respeito sua visão de RH, mas vocês só olham pra média salarial e balanços financeiros pra definerem o que é bom, não é errado, mas sou simpático ao empreendedorismo, o patrão sempre ganha mais, e eu não ligo pra status.
 

mola_samas

Veterano
Mensagens
1.757
Reações
141
Pontos
144
Eu acho 10 mil pouco pro nível de pressão que deve ser e a bagagem necessária pra ingressar, 10 mil a pessoa com capacidade de tá no Google faz rindo como freela ou empreendendo, a maioria não fica na empresa e funda a própria, vai para um unicórnio em posição privilegiada ganhando ação também, eu lembro de uma matéria que quem é Google core mesmo é a minoria, o resto é monte de terceirizado prestando serviço lá nos Estados Unidos.

É só pra colocar no currículo mesmo o que alguns dizem, todos os youtubers de tech que acompanho e passaram pelo Google e saíram falam isso, que perde o sentido ser mais um em lugar e podendo ser o diferencial em outro.

Respeito sua visão de RH, mas vocês só olham pra média salarial e balanços financeiros pra definerem o que é bom, não é errado, mas sou simpático ao empreendedorismo, o patrão sempre ganha mais, e eu não ligo pra status.
Eu estou falando de um recém formado que única coisa que fez da vida foi se formar na faculdade. E pressão claramente varia entre times, mas é um emprego bem tranquilo pra maior parte das pessoas.

No mais, todas elas tem terceirizados pra caramba mesmo, mas engenheiro de software vai ser 99% funcionário efetivo.

Não é ser "contra" empreendedorismo, mas é um conselho bem ruim achar que esse tipo de trabalho não vale, ao menos pelas razões que você citou.

Ahh, e "YouTuber de tech" provavelmente você viu alguém gringo, aí realmente faz mais sentido dizer que tem lugar melhor que um Google pra se estar. No Brasil, cenário é bem diferente. Só muito recentemente surgiram empresas pagando na mesma faixa pra programador.

Antes disso, pessoal muitas vezes acabava em uma Accenture da vida que obviamente paga muito menos.

Sent from my Pixel 3 using Tapatalk
 


User666

Bam-bam-bam
Mensagens
8.611
Reações
20.060
Pontos
354
Nenhuma, aqui no BR ser formado em TI significa que ou você será um escravo ou então um desempregado(ou em algum trabalho que não tenha relação com TI, tipo Uber).
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
Eu estou falando de um recém formado que única coisa que fez da vida foi se formar na faculdade. E pressão claramente varia entre times, mas é um emprego bem tranquilo pra maior parte das pessoas.

No mais, todas elas tem terceirizados pra caramba mesmo, mas engenheiro de software vai ser 99% funcionário efetivo.

Não é ser "contra" empreendedorismo, mas é um conselho bem ruim achar que esse tipo de trabalho não vale, ao menos pelas razões que você citou.

Sent from my Pixel 3 using Tapatalk
Eu acho que vale muito a pena pra ganhar exp, só que baseado em relato de terceiros, não é opinião minha, até porque não trabalho em big techs e desconheço a progressão de carreira interna, você dobra seus ganhos rápido saindo dessas empresas, é um fenômeno do mercado de TI inclusive, quanto mais mudar de vaga mais sobe o salário, ainda mais com um Google na ficha.
 

Warlocker

Bam-bam-bam
Mensagens
7.216
Reações
9.002
Pontos
464
O que eu aprendi vendo na area de desenvolvimento web é que a faculdade pode ser sim uma put* base dependendo da pessoa, da oportunidade e da situação. E tambem pode nao ser.

Se a pessoa for alem da faculade, estudar por conta, fazer uns bootcamp e ter um pouco de sorte pra pegar uns jobs em empresas sérias então é uma put* base que pode te catapultar pra voce ser um profissional extremamente competente e pode (não segnifica necessariamente que vai) ajudar com networking, sinceramente nessa parte não tenho muita informação pra ajudar.

Ja vi muita gente inteligente saindo da faculdade extremamente preparado. Mas tambem ja vi gente saindo sem experiencia pratica e sem auto-confiança nenhuma. Tambem ja vi gente patinando do inicio ao fim nessas faculdades e saindo mais perdido que cego em tiroteio.

"Mas não é muito tempo e dinheiro só pra ter uma - base - e nenhuma garantia clara?"

Né... pra mim, pessoalmente, acho fora de questão os cursos de hoje que deixam a pessoa dois anos só brincando da parte teorica. Mas pese ai um lado positivo das faculdades, que é a possibilidade de catapultar sua carreira bem alto.

Eu trabalho só com freela e de consultor, pra melhorar minha renda eu tenho como opção montar alguns negocios na web ou cogitando pegar umas linguagens mais serias que pagam bem mais. O ponto é que se tivesse uma boa faculdade (não tenho, sou auto-didata) a segunda opção seria BEM mais facil.

Mas sei la, voce é jovem, tem tempo de sobra e considerando que ser um bom profissional requer esforço e tempo de qualquer maneira entao é sim uma opçao.

Se voce gostar da area de desenvolvimento o que eu recomendo independente de voce fazer facul ou não é aprender por conta é ir atraz de bootcamps e tentar criar projetos pessoais, criar apps, websites. Quem não pratica só patina.

Da pra ganhar muito dinheiro com desenvolvimento sim, requer tempo, estudo, requer aprender um jogo de cintura e bom senso pra saber negociar e se posicionar profissionalmente, escolhendo bem suas oportunidades mas se houver esforço cedo ou tarde vai entrar dinheiro sim.
 

mola_samas

Veterano
Mensagens
1.757
Reações
141
Pontos
144
Eu acho que vale muito a pena pra ganhar exp, só que baseado em relato de terceiros, não é opinião minha, até porque não trabalho em big techs e desconheço a progressão de carreira interna, você dobra seus ganhos rápido saindo dessas empresas, é um fenômeno do mercado de TI inclusive, quanto mais mudar de vaga mais sobe o salário, ainda mais com um Google na ficha.
Mudar de empresa realmente melhora bem a renda. Mas, de novo, não escute conselho de vale do silício e aplique no Brasil. Não funciona nem na Europa.

No Brasil, não tem 20 empresas pagando pra um programador Júnior o nível que um Google paga. Pra um senior, até tem mais opções mesmo, mas não é muito freelancer que está ganhando o equivalente a 30 mil reais por mês CLT que um engenheiro senior do Google em Belo Horizonte ganha.

Sent from my Pixel 3 using Tapatalk
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Eu acho 10 mil pouco pro nível de pressão que deve ser e a bagagem necessária pra ingressar, 10 mil a pessoa com capacidade de tá no Google faz rindo como freela ou empreendendo, a maioria não fica na empresa e funda a própria, vai para um unicórnio em posição privilegiada ganhando ação também, eu lembro de uma matéria que quem é Google core mesmo é a minoria, o resto é um monte de terceirizado prestando serviço lá nos Estados Unidos usando a camisa e nem dividiam o mesmo refeitório.

É só pra colocar no currículo mesmo o que alguns dizem, todos os youtubers de tech que acompanho e passaram pelo Google e saíram falam isso, que perde o sentido ser mais um em lugar podendo ser o diferencial em outro.

Respeito sua visão de RH, mas vocês só olham pra média salarial e balanços financeiros pra definerem o que é bom, não é errado, mas sou simpático ao empreendedorismo, o patrão sempre ganha mais, e eu não ligo pra status.
Eu estudei com um cara que hoje é engenheiro de software na Google e está feliz com o trabalho. Esse papo que o salário é pouco de acordo com o potencial do funcionário é balela, ninguém vai trocar um emprego no Google para viver de freela. Quem diz isso é quem não trabalha na Google.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
Reações: Mek

Sir.Heisenberg

Bam-bam-bam
Mensagens
1.600
Reações
2.839
Pontos
309
Dicas para quem vai fazer graduação em ciência da computação ou sistemas:

- Aprenda direito a disciplina de algoritmos/programação. Não vai com a mentalidade de eu quero redes, eu quero hardware e blablabla. Você precisa saber programar no curso em quase todas as disciplinas específicas. Se não souber programar vai tomar pau até em disciplina que não seja de programação.

- Não falte e anote tudo. Não vai nessa de tenho tantas faltas ainda para dar. Aluno não pode faltar. Se assumiu o compromisso da graduação aguenta o rojão e frequente as aulas. Sua nota será infinitamente melhor.

- Aprenda estrutura de dados. Você vai precisar no curso inteiro. Não tente burlar os trabalhos de programação pegando código pronto ou do colega de classe. Uma das diferenças de um formado e um micreiro na programação é justamente o conhecimento de estrutura de dados. Na solução de um problema, se escolher adequadamente a estrutura de dados metade do problema se resolve.

- Aprenda matemática de verdade. Vai precisar em algumas disciplinas especificas no cálculo de complexidade, CG, etc. Mesmo se quiser se esconder na Engenharia de Software para se livrar dos números ainda assim vai precisar saber matemática se quiser se aprofundar na área.

- Seja curioso. Nunca vi um bom profissional de TI que não fosse curioso. Aprenda tecnologias, leia, contribua com projetos. Não fique somente na teoria.

- Não seja mole. Na computação o rojão explode mesmo e você vai precisar segurar. Mas para quem gosta, é a melhor profissão do mundo.

Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Valeu, curti seu post e fiquei mais animado.
Sou eng eletricista, mas vou iniciar ADS no mês que vem, vou fazer EAD mesmo que é pra poder me mudar de cidade pra algum estágio/júnior por aí, daí talvez faça presencial. Mas já tô me adiantando e fazendo vários cursos tem um tempinho, nesse momento tô finalizando a semana Omnistack da RocketSeat.
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Valeu, curti seu post e fiquei mais animado.
Sou eng eletricista, mas vou iniciar ADS no mês que vem, vou fazer EAD mesmo que é pra poder me mudar de cidade pra algum estágio/júnior por aí, daí talvez faça presencial. Mas já tô me adiantando e fazendo vários cursos tem um tempinho, nesse momento tô finalizando a semana Omnistack da RocketSeat.
Se você já é engenheiro eletricista pense na possibilidade de fazer um mestrado. Você pode inclusive fazer um mestrado voltado para a área de engenharia de computação.

Dependendo de onde fizer, poderá conseguir ótimas oportunidades de emprego, não precisando necessariamente continuar na área acadêmica.

Não sei de onde você é, mas o mestrado em engenharia elétrica da Unicamp é sensacional. Você também pode concorrer a uma bolsa de mestrado.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
Eu estudei com um cara que hoje é engenheiro de software na Google e está feliz com o trabalho. Esse papo que o salário é pouco de acordo com o potencial do funcionário é balela, ninguém vai trocar um emprego no Google para viver de freela. Quem diz isso é quem não trabalha na Google.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Ser nômade digital é mais legal que viver em escritório, só minha opinião, pagando igual cada um escolhe seu estilo de vida, balela é falar o que os outros não fariam.
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Ser nômade digital é mais legal que viver em escritório, só minha opinião, pagando igual cada um escolhe seu estilo de vida.
Dificilmente se ganha mais com freela neste caso. Vale lembrar que dentro do Google você cresce na carreira, ganha os equipamentos, adquire experiência internacional visitando os escritórios pelo mundo além das bonificações. Sem contar que você vai estar trabalhando com pessoas de altíssimo nível, desenvolvendo produtos da mais alta complexidade.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Sir.Heisenberg

Bam-bam-bam
Mensagens
1.600
Reações
2.839
Pontos
309
Se você já é engenheiro eletricista pense na possibilidade de fazer um mestrado. Você pode inclusive fazer um mestrado voltado para a área de engenharia de computação.

Dependendo de onde fizer, poderá conseguir ótimas oportunidades de emprego, não precisando necessariamente continuar na área acadêmica.

Não sei de onde você é, mas o mestrado em engenharia elétrica da Unicamp é sensacional. Você também pode concorrer a uma bolsa de mestrado.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Sou do interior de São Paulo, estou próximo a Sorocaba. Já pensei no caso, mas achei que por não ter experiência na área e nem muito conhecimento, ficaria difícil fazer... mas acho que não posso também pq sou aluno da Fatec e não posso deixar o curso por ser estagiário numa indústria. É minha principal fonte de renda hoje, (~2k salário), pq aqui o mercado é fraco pra pegar projeto e sobreviver o mês :(
 

Povo da Areia

Bam-bam-bam
Mensagens
2.168
Reações
5.273
Pontos
303
Não irei mentir, ter um diploma de uma instituição pública de qualidade, valoriza sim o seu diploma, principalmente nas áreas de exatas.

Eu cursei ADS em uma estadual, a grande tinha MUITA matemática e até física, mas por alguns motivos, não pude continuar.

Esse ano pretendo iniciar ADS EAD na Unopar, pela grade deles o negócio é bem precário, nem matemática tem. Mas eu estou atrás do diploma e hoje não tenho tempo para fazer presencial.

Resumindo, o diploma público tem um peso sim, mas na área de programação, o que realmente vai contar é o seu conhecimento, então, independente da faculdade, você precisa desde cedo ir criando seu portfólio.

Onde e o que você irá colocar no seu portfólio? Você irá uma conta no site Github, que é um site de compartilhamento de códigos, nele você irá colocar absolutamente todos os programinhas e programões que você irá desenvolver na faculdade, desde algoritmos básicos até os mais complexos, irá separar por linguagens. A empresa irá analisar seu Github e ter uma noção do que você já viu e tem familiaridade.

Portanto, faça seu portfólio, independente da faculdade, e busque estágios na área o mais rápido que conseguir.
 

Comedor de Caixinha

Bam-bam-bam
Mensagens
2.001
Reações
4.564
Pontos
303
Alguém me explica como uma "faculdade boa" ajuda no "network"? E quem é o contratante que escolhe candidato pelo "nome da faculdade"?

Na prática eu nunca vi isso.

Acho que se iludem demais com uma fantasia em torno de faculdades federais. Faculdade não arruma emprego e nem constrói sucesso pra ninguém. Quem faz isso são pessoas.
 
Ultima Edição:

ned ludd

Supra-sumo
Mensagens
1.391
Reações
1.449
Pontos
168
Alguém me explica como uma "faculdade boa" ajuda no "network"? E quem é o contratante que escolhe candidato pelo "nome da faculdade"?

Na prática eu nunca vi isso.

Acho que se iludem demais com uma fantasia em torno de faculdades federais. Faculdade não arruma emprego e nem constrói sucesso pra ninguém. Quem faz isso são pessoas.
em certos ambientes circulam certos tipos de pessoas, em um processo que se retroalimenta. Pessoas lembram de outras pela memória visual/experiência pessoal, seja aluno ou professor. Pessoalmente, no dia a dia, vc pode passar uma imagem de bom profissional, que vai ser lembrado no futuro

isso ocorre em todo local, mas alguns são mais selecionados, o que reinicia o processo
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Alguém me explica como uma "faculdade boa" ajuda no "network"? E quem é o contratante que escolhe candidato pelo "nome da faculdade"?

Na prática eu nunca vi isso.

Acho que se iludem demais com uma fantasia em torno de faculdades federais. Faculdade não arruma emprego e nem constrói sucesso pra ninguém. Quem faz isso são pessoas.
Em Campinas existem algumas empresas que fazem o processo seletivo dentro da Unicamp por exemplo. O quadro de funcionários dessas empresas são quase que completamente de alunos e ex alunos de lá. A chance de você pegar um aluno ruim na Unicamp é menor que a de pegar um aluno ruim de uma universidade particular.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

eiji_kisaragi

Habitué da casa
Mensagens
436
Reações
417
Pontos
98
Amigo, se quiser entrar em empresas grandes / multinacionais, suas chances com uma federal ou faculdade de nome são maiores, já que o cv passa pelo RH primeiro, e tem RH que já elimina pela faculdade independente do conteúdo. Óbvio que no geral a faculdade é só um detalhe, pois no dia a dia o que importa é a experiência mesmo, mas infelizmente muitas empresas ainda tem esse filtro =\
 

Comedor de Caixinha

Bam-bam-bam
Mensagens
2.001
Reações
4.564
Pontos
303
Em Campinas existem algumas empresas que fazem o processo seletivo dentro da Unicamp por exemplo. O quadro de funcionários dessas empresas são quase que completamente de alunos e ex alunos de lá. A chance de você pegar um aluno ruim na Unicamp é menor que a de pegar um aluno ruim de uma universidade particular.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Esse caso eu já mecionei no meu primeiro post, em que há faculdades que possuem programas de colocação profissional, parcerias que facilitam. Então nesse caso pode haver uma certa vantagem competitiva.

Mas não se trata de achar que "candidato bom é aluno da faculdade X"...

Até porque isso só será válido uma única vez na vida da pessoa que é o primeiro estágio. Uma vez passada essa etapa, nunca mais o nome da faculdade terá peso significativo.
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Esse caso eu já mecionei no meu primeiro post, em que há faculdades que possuem programas de colocação profissional, parcerias que facilitam. Então nesse caso pode haver uma certa vantagem competitiva.

Mas não se trata de achar que "candidato bom é aluno da faculdade X"...

Até porque isso só será válido uma única vez na vida da pessoa que é o primeiro estágio. Uma vez passada essa etapa, nunca mais o nome da faculdade terá peso significativo.
De fato não existem muitas oportunidades de crescer na vida. O período para você entrar em uma boa empresa com perspectiva de crescimento é pequeno. Para isso servem os programas de trainee. Se você entrar como funcionário comum, a chance de estacionar em cargos básicos são grandes. Se não alcançou um bom cargo até os 30, dificilmente vai alcançar.

A questão da Unicamp nem é parceria. Os donos dessas empresas estudaram na Unicamp e fazem questão de contratar alunos da instituição, além de fazerem doações generosas para a instituição. Fazer parte de uma universidade conceituada é um passaporte para um bom emprego, para os que realmente se dedicam e aproveitam as oportunidades.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Comedor de Caixinha

Bam-bam-bam
Mensagens
2.001
Reações
4.564
Pontos
303
De fato não existem muitas oportunidades de crescer na vida. O período para você entrar em uma boa empresa com perspectiva de crescimento é pequeno. Para isso servem os programas de trainee. Se você entrar como funcionário comum, a chance de estacionar em cargos básicos são grandes. Se não alcançou um bom cargo até os 30, dificilmente vai alcançar.

A questão da Unicamp nem é parceria. Os donos dessas empresas estudaram na Unicamp e fazem questão de contratar alunos da instituição, além de fazerem doações generosas para a instituição. Fazer parte de uma universidade conceituada é um passaporte para um bom emprego, para os que realmente se dedicam e aproveitam as oportunidades.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Concordo em partes, e entendo seu raciocínio. Ainda acho que estás valorizando demais, talvez tenha uma fixação muito grande por causa do exemplo específico da unicamp que, creio, você vivencia.

Também ressalto que a vida e o sucesso não dependem exclusivamente de "trabalhar em grandes empresas", aliás, o grande sucesso e riquezas geralmente vem de quem empreende e explora oportunidades fora do simples emprego assalariado. Sendo que uma coisa não exclui outra....eu por exemplo tenho emprego assalariado, mas estou com outros projetos pessoais me gerando renda extra. O objetivo é que estes cresçam e me sustentem.
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Concordo em partes, e entendo seu raciocínio. Ainda acho que estás valorizando demais, talvez tenha uma fixação muito grande por causa do exemplo específico da unicamp que, creio, você vivencia.

Também ressalto que a vida e o sucesso não dependem exclusivamente de "trabalhar em grandes empresas", aliás, o grande sucesso e riquezas geralmente vem de quem empreende e explora oportunidades fora do simples emprego assalariado. Sendo que uma coisa não exclui outra....eu por exemplo tenho emprego assalariado, mas estou com outros projetos pessoais me gerando renda extra. O objetivo é que estes cresçam e me sustentem.
Concordo plenamente que o sucesso ao se restringe a trabalhar em grandes empresas. Conheço pessoas com capacidades absurdas que optaram por uma vida mais simples.

Quanto ao empreendedorismo, realmente não precisa de formação em grandes universidades. Eu foquei nas empresas devido ao tema do tópico.

Quanto a renda extra, todo mundo deveria ter ou pensar em ter. A tranquilidade financeira só existe quando sabemos que podemos nos sustentar em época de vacas magras.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
Ultima Edição:

Amigo Bolha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.163
Reações
22.544
Pontos
674
Sem contar que você vai estar trabalhando com pessoas de altíssimo nível, desenvolvendo produtos da mais alta complexidade.
Isso é o mais importante para construir uma carreira de sucesso e é subestimado por quase todo mundo.


Alguém me explica como uma "faculdade boa" ajuda no "network"?
A maioria dos meus amigos de faculdade são diretores ou lideranças tecnicas em boas empresas de tecnologia e desenvolvimento. Se eu quiser fechar a minha empresa eu só fico sem emprego se eu quiser.

E quem é o contratante que escolhe candidato pelo "nome da faculdade"?
Um exemplo sou eu.
E como disse. Tenho vários amigos em posição de formar equipes de desenvolvimento.
Sempre existe o bom aluno e funcionário da uniesquina, mas todos me dizem que a maioria é decepcionante e muito abaixo do esperado. Não contratam mais profissionais da federal daqui para a equipe deles por que a maioria já está muito bem empregada.
 
Ultima Edição:

Polla el niño

Habitué da casa
Mensagens
387
Reações
245
Pontos
63
Valeu, curti seu post e fiquei mais animado.
Sou eng eletricista, mas vou iniciar ADS no mês que vem, vou fazer EAD mesmo que é pra poder me mudar de cidade pra algum estágio/júnior por aí, daí talvez faça presencial. Mas já tô me adiantando e fazendo vários cursos tem um tempinho, nesse momento tô finalizando a semana Omnistack da RocketSeat.
Também tô finalizando a semana omnistack
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
Uma empresa que elimina por ter estudado em federal é com toda certeza um lixo, são havard soviets.

Esse pessoal tem mentalidade de classe mesmo, não posso me surpreender.
 
Ultima Edição:

Amigo Bolha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.163
Reações
22.544
Pontos
674
Uma empresa que elimina por ter estudado em federal é com toda certeza um lixo, são havard soviets.

Esse pessoal tem mentalidade eugenica mesmo, não me surpreendo.
Seria bom para o ego se essa narrativa fosse verdade né?

Mas empresas de desenvolvimento geralmente selecionam com testes que cobram conceitos básicos de CC. Alunos apenas de YouTube ou de universidades fracas falham com uma frequência muito maior.

E aí volta no que o Macaco Louco disse. É importante estar rodeado de pessoas competentes e resolvendo problemas difíceis para crescer na carreira.

Para fazer um site no wordpress ou um sistema de gestão pra uma empresa pequena/media, qualquer um faz. Mas muitas vezes quando você precisa entregar um produto para dezenas de milhares de pessoas simultaneamente, saber como resolver esses "conceitos básicos de ciência da computação" é a diferença entre entregar algo que funciona e algo que não funciona.
 
Ultima Edição:

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
Seria bom para o ego se essa narrativa fosse verdade né?

Mas empresas de desenvolvimento geralmente selecionam com testes que cobram conceitos básicos de CC. Alunos apenas de YouTube ou de universidades fracas falham com uma frequência muito maior.

E aí volta no que o Macaco Louco disse. É importante estar rodeado de pessoas competentes e resolvendo problemas difíceis para crescer na carreira.

Para fazer um site ou um sistema de gestão pra uma empresa, qualquer um faz. Mas muitas vezes quando você precisa entregar um produto para dezenas de milhares de pessoas simultaneamente, saber como resolver esses "conceitos básicos de ciência da computação" é a diferença entre entregar algo que funciona e algo que não funciona.
Falo de barrar na entrevista, não é moral, só subir o nível da entrevista, não falo de doar emprego, falo de não fechar porta, esses caras que pegam dentro da unicamp são harvard soviets, tem nem papo, tão criando classe de pessoas.

Agora eu não consigo entender como alguém de TI na era da internet acha que faculdade ainda é diferencial de nível técnico com tanto acesso a informação, com um Kindle na mão tu lê qualquer autor de CC, me fala o que um curso da Unicamp "te ensinou" que eu não sei, não posso aprender?


^free
 
Ultima Edição:

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Falo de barrar na entrevista, não é ético, só subir o nível da entrevista, não falo de doar emprego, falo de não fechar porta, esses caras que pegam dentro da unicamp são harvard soviets, tem nem papo, tão criando classe de pessoas.
O empresário busca encontrar talentos. Se ele procura talentos dentro das melhores universidades do país ele aumenta suas chances de contratar um bom funcionário.

Isso não significa que alguém de fora não possa trabalhar na empresas dele. Basta enviar um currículo. Mas obviamente é mais fácil para quem já está no meio e participa desses processos internos. Por isso as universidades públicas são desejadas, pois abrem portas. E mesmo nesses processos internos, somente os bons entram. Ninguém fica bajulando ninguém, a regra é ser produtivo e lucrar.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

milkflame

Bam-bam-bam
Mensagens
3.097
Reações
5.729
Pontos
303
O empresário busca encontrar talentos. Se ele procura talentos dentro das melhores universidades do país ele aumenta suas chances de contratar um bom funcionário.

Isso não significa que alguém de fora não possa trabalhar na empresas dele. Basta enviar um currículo. Mas obviamente é mais fácil para quem já está no meio e participa desses processos internos. Por isso as universidades públicas são desejadas, pois abrem portas. E mesmo nesses processos internos, somente os bons entram. Ninguém fica bajulando ninguém, a regra é ser produtivo e lucrar.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Legal, vão ter um bom gado de raça pra chicotear. Mentalidade nazista mesmo de raça superior. Deixa pra lá. discutir mesquinharia de empresário não vale a pena.
 

Amigo Bolha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.163
Reações
22.544
Pontos
674
Falo de barrar na entrevista, não é ético, só subir o nível da entrevista, não falo de doar emprego, falo de não fechar porta, esses caras que pegam dentro da unicamp são harvard soviets, tem nem papo, tão criando classe de pessoas.

Agora eu não consigo entender como alguém de TI na era da internet acha que faculdade ainda é diferencial de nível técnico com tanto acesso a informação, com um Kindle na mão tu lê qualquer autor de CC, me fala o que um curso da Unicamp "te ensinou" que eu não sei, não posso aprender?


^free
Ninguém fecha porta só pelo lugar onde alguém fornou. O bom da área é que tem avaliações objetivas, muitas. E não somente subjetivas como outras áreas.

São as avaliações técnicas que geralmente separam um profissional formado em uma federal ou puc de uma uniesquina qualquer.


E veja bem. O conhecimento sobre tudo está disponível pra todo mundo a qualquer momento com a internet, não só computação. Se a pessoa for um autodidata com metodologia, é claro que ele consegue aprender tudo o que precisa para ser um profissional foda, em qualquer área.

Mas não trate a exceção como regra.
Não é por que a área permite que bons autodidatas se destaquem que isso significa que qualquer um consegue.

As orientações, exigências e experiências de bons professores e boas aulas facilitam muito a formar profissionais com os fundamentos da área bem sólidos.

Repito, o problema todo é tratar a exceção como regra. Não é por que a área é aberta para bons autodidatas que elimina completamente a necessidade de uma boa capacitação para a maioria das pessoas.
 

Macaco Louco

Bam-bam-bam
Mensagens
1.379
Reações
1.053
Pontos
208
Legal, vão ter um bom gado de raça pra chicotear. Mentalidade nazista mesmo de raça superior. Deixa pra lá. discutir mesquinharia de empresário não vale a pena.
Você está olhando de maneira errada.

Também existe outro motivo. As empresas que buscam talentos na Unicamp, por exemplo, muitas vezes desenvolvem produtos inéditos, que necessitam de pesquisa. As vezes as empresas querem contratar um aluno ou recém formado da Unicamp e dar a oportunidade para ele continuar os estudos no mestrado e/ou doutorado em um tema relevante para a empresa, gerando futuras patentes. Desta forma, todos ganham: a empresa ganha o direito de usar o fruto da pesquisa e o aluno recebe da empresa dinheiro pelo trabalho. E mais, a universidade recebe dinheiro para investir nos laboratórios. Todo mundo ganha. Sem essa proximidade com a universidade nada disso seria possível.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

EasyName

Bam-bam-bam
Mensagens
2.596
Reações
2.974
Pontos
304
Cara, estudo na unicamp e recentemente estava procurando estágio, quando chegava nas etapas presenciais (entrevista / dinâmica) dos processos, sem brincadeira, 80% dos candidatos (no mínimo) eram de universidades públicas, era muito raro encontrar gente de "uniesquina" e mais raro ainda algum deles ser aprovado. A universidade era um dos filtros nas etapas iniciais dos processos.

Além disso, muitas empresas, como as de consultoria, realmente vem fazer seus processos seletivos aqui dentro, assim como também na USP, no Ita, FGV, etc.

Por isso, se puder fazer o curso em uma faculdade renomada, só vai abrir portas pra você, além de poder trabalhar por exemplo com TI, que seria seu curso, vc vai ter oportunidades em empresas de consultoria, bancos e outros ramos não relacionados diretamente ao seu curso, mas que buscam profissionais com capacidade analítica.

Sent from my Redmi Note 4 using Tapatalk
 
Topo