O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Grêmio News [O Original]

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424


Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense




Introdução

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense é um clube de futebol brasileiro da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Foi fundado em 15 de setembro de 1903. Suas cores são o azul celeste, o preto e o branco. Seu estádio é o Olímpico Monumental.
Já foi campeão da Copa Libertadores da América em duas ocasiões e campeão do mundo uma vez, além de uma Recopa Sul-Americana. Também já venceu dois Campeonatos Brasileiros, quatro Copas do Brasil e uma Supercopa do Brasil, além de uma Copa Sul e um Campeonato Sul-Brasileiro de Futebol de 1962. Também conquistou trinta e cinco vezes o Campeonato Gaúcho.
Atualmente, ocupa o primeiro lugar no ranking da Confederação Brasileira de Futebol, publicado em dezembro de 2008, com 2.039 pontos, é o terceiro melhor clube no ranking de times do Brasil da Conmebol.
O clube já revelou vários futebolistas de renome internacional ao longo de sua história, como Ronaldinho Gaúcho, Anderson, Emerson e Renato Portaluppi.
Segundo a Revista Placar, o Grêmio é o segundo clube do país com mais associados, apenas atrás do Internacional. Ao total, o clube tem 54 mil associados, segundo dados de maio de 2009. A renda que os sócios geram ao clube chega a dois milhões de reais mensais, segundo dados de julho de 2009. Além disso, tem a maior torcida do sul do Brasil e a sexta maior do país. No Rio Grande do Sul, segundo o Top of Mind da revista Amanhã, 49,5% dos gaúchos citaram o Grêmio como o time de futebol mais lembrado em 2009; há quatorze anos o clube é o mais lembrado em tal área.

História
1903-1936 - O início e o amadorismo



Foto dos jogadores do Grêmio em 1904

A história do Grêmio data de antes de sua fundação. Um fato importante para a criação do clube foi a disputa de um jogo de futebol entre ingleses e alemães que atuavam pelo Rio Grande. Após o esvaziamento da bola da partida, o paulista Cândido Dias da Silva emprestou a pelota que trazia. Em troca do favor, ele recebeu lições do esporte por parte dos jogadores; oito dias depois, em 15 de setembro de 1903, trinta e dois homens se reuniram no Salão Grau, restaurante de um hotel da rua 15 de Novembro (atual rua José Montauri), no Centro de Porto Alegre e fundaram o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Carlos Luiz Bohrer foi, então, eleito o primeiro presidente do clube.
Um dos primeiros atos do clube, tendo em vista a consolidação da associação foi a compra de um terreno na Chácara dos Mostardeiro, em que foi construído o Estádio da Baixada. O local se localizava no atual bairro Moinhos de Vento. A primeira competição disputada foi a Taça Wanderpreiss, com a primeira edição em 6 de março de 1904, vencido pelo Grêmio contra o Fussball Club Porto Alegre (que havia sido fundado no mesmo dia em que o Grêmio).
A tradição, portanto, começou a se criar. Alguns anos depois, em 18 de julho de 1909, o primeiro jogo contra o Sport Club Internacional, que mais tarde se tornaria o seu arquirrival, foi disputado, com vitória de 10-0 para os tricolores. No ano seguinte, foi criada a 1ª Liga de Clubes de Porto Alegre, por ideia vinda do Grêmio. Posteriormente, foi realizado o Campeonato Citadino de Porto Alegre, o qual o Tricolor venceu ininterruptamente de 1911 a 1915. Mesmo amador, o clube já jogava contra equipes de outros estados, ou até mesmo países.
Na década seguinte, a hegemonia do clube se seguiu. O pentacampeonato metropolitano (1919-1923) e o título de três Campeonatos Gaúchos (1921/22 e 1926), competição esta criada em 1920. Os anos 1930 continuaram dando combustível ao desenvolvimento do Grêmio. Conquistas como o tetracampeonato de Porto Alegre (1930-1933) e o bicampeonato gaúcho (1931/32). O auge de tal era foi 1935, com o famoso Gre-nal Farroupilha, nome dado, na verdade, ao campeonato citadino inteiro, por ocasião do centenário da Revolução Farroupilha. Ao ganhar do tradicional rival, o Tricolor sagrou-se campeão. Esta foi a última partida de Eurico Lara, que havia começado a jogar pelo clube em 1920, transformando-se em uma lenda do clube. Portanto, tal época proveu ao clube tanto títulos quanto o início da sua tradição e respeito.


1937-1953 - O profissionalismo no clube


O Grêmio Campeão Gaúcho de 1931

Após uma onda de profissionalizações do futebol na América do Sul, no início da década de 1930, o Rio Grande do Sul resolveu também migrar para esse novo modo de gerenciar o futebol. No ano de 1937, foi criada no estado a Especializada, departamento profissional filiado à Federação Brasileira de Futebol. Esta fez um campeonato metropolitano não relacionado com o antigo citadino, realizado pelo Federação Rio-Grandense de Desportos (atual Federação Gaúcha de Futebol), que era filiada à Confederação Brasileira de Desportos. Até 1939, mesmo ganhando os três metropolitanos, o Grêmio não se classificou para o Campeonato Gaúcho, por causa de tal divergência, é dirimida nos anos 1940. Com a criação do Conselho Nacional de Desportos, o profissionalismo foi oficialmente adotado pelo Tricolor.
No final de 1949, o Grêmio realizou a primeira temporada no exterior de um time gaúcho ao ir para a América Central. No ano seguinte, já pensando em construir um novo estádio, visto que a Baixada estava se tornando insuficiente para o clube, foi realizado um concurso para escolher uma proposta de estádio. No dia 8 de janeiro de 1951, foi escolhida a proposição de Plínio Oliveira Almeida, Naum Turquenitch e Edison Ribeiro.
Em 1952, o Grêmio contratou pela primeira vez em sua história um atleta negro, Tesourinha. O jogador veio do Vasco da Gama. Contudo, na década de 1920, já havia jogadores afro-descendentes no clube, porém, não de forma oficial: Adão Lima (de 1925 a 1935), Hélio e Mário Carioca (ambos na década de 1940) e Hermes da Conceição (1947 a 1950) já haviam jogado no Tricolor, anteriormente.
Em 1953 e 1954, o Grêmio fez a sua segunda excursão internacional, desta vez pelo México), Equador e Colômbia. Em abril de 1953, foi iniciada, finalizada apenas em 1954. Telêmaco frazão de Lima era o treinador.


1954-1980 - O estádio e o hepta gaúcho


foi no Estádio Olímpico que o Grêmio obteve suas maiores conquistas


Em 19 de setembro de 1954, o Grêmio inaugurou o seu maior projeto desde a sua fundação: o Estádio Olímpico. Com capacidade para 38 mil pessoas, ele tinha um só anel. No jogo de inauguração, o Grêmio venceu o Nacional, de Montevidéu por 2-0. O presidente, na época era Saturnino Vanzelotti.
Nos anos seguintes, o Grêmio disputou treze campeonatos e venceu doze. Conquistou o pentacampeonato Gaúcho e Metropolitano (1956-1960) e o heptacampeonato Gaúcho (1962-1968), sendo esta a maior sequência de títulos do Gauchão do clube. No Gauchão de 1956, bateu o Pelotas; nos anos seguintes, venceu na final o Bagé, o Guarany de Bagé e o Clube Esportivo Aimoré, respectivamente. O Campeonato de 1960 foi decidido em jogos entre quatro equipes (Grêmio, Pelotas, 14 de Julho e Esporte Clube Nacional).
O Tricolor também participou da Taça Brasil, que reunia os campeões estaduais, em quase todos estes anos, tendo sido três vezes semifinalista (1959, 1963 e 1967). Também jogou o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, e atingiu seu ponto máximo em 1967, quando chegou ao quadrangular final, mas acabou ficando em quatro lugar. Esta época também deu ao clube os títulos do Campeonato Sul-Brasileiro de 1962, de forma invicta, e da Copa Río de La Plata, em 1968 (esta a primeira conquista internacional). Seguindo a onda iniciado no estado pelo Cruzeiro, de Porto Alegre, que havia excursionado à Europa em 1953, o Tricolor também foi ao Velho Continente, em 1961 e 1962.
Em 1970, o Grêmio teve a primeira convocação de um jogador para a Seleção Brasileira em ano de título mundial. Everaldo foi convocado para o escrete e ganhou uma estrela na bandeira do tricolor. Após o início da década de 1970 contar com domínio do adversário em relação aos Campeonatos Gaúchos, o Grêmio conseguiu, em 1977, reverter a situação e voltar a ser campeão do estado, onze anos após seu último título desse tipo. O Tricolor venceu o Internacional na final por 1-0, com gol de André Catimba e ficou com a taça. Este fato é tido como uma retomada do Grêmio, que culminou em grandes conquistas na década de 1980.


1981-1982 - Prenúncio de conquistas

Os anos 1980 começaram bem para o Grêmio. Já em 1980, o time foi campeão do Gauchão. No Campeonato Brasileiro, uma sexta colocação foi conseguida, aquém, porém, dos melhores desempenhos na década passada (quinta em 1973 e 1974). No âmbito de patrimônio, o Estádio Olímpico foi ampliado e se tornou o "Olímpico Monumental", vista a grandeza da construção. O presidente na época era Hélio Dourado. Em 1981, apesar de não ganhar o torneio regional, o Grêmio teve o seu melhor ano desde a sua fundação: conquistou o Brasileirão, que contava, então, com quarenta e quatro times. A final foi em um jogo emblemático contra o São Paulo, no Estádio do Morumbi, em que o Grêmio fez 1-0, com um gol de Baltazar. A partir daí, o Grêmio iniciou uma época de ascensão.


1983 - O melhor ano da história

No ano de 1982, foi vice-campeão brasileiro, perdendo para o Flamengo na final, que só foi decidida em um jogo-desempate. Na sua primeira participação na Copa Libertadores da América, o time acabou sendo eliminado na primeira fase, mas ganhou experiência para a próxima Libertadores, a ser disputada no ano seguinte.
Pode-se afirmar que, em termos de títulos, 1983 foi o melhor ano do clube em cento e seis anos de história. Neste espaço de tempo, uma Taça Libertadores e um Mundial Interclubes, títulos inéditos para o Rio Grande do Sul. A primeira conquista foi feita em etapas: na primeira fase, o Tricolor foi campeão de seu grupo e "se vingou" (por causa do Brasileirão do ano anterior) do Flamengo, que não se classificou; na segunda fase, o time disputou um triangular com o Estudiantes de La Plata (com quem jogou a Batalha de La Plata, em que o time se viu obrigado a ceder o empate ao adversário depois de estar vencendo por 3-1, pela falta de condições de segurança) e com o América de Cáli; vencido o grupo anterior, a final estava desenhada contra o Peñarol, que foi batido por 3-2 no placar agregado (1-1 e 2-1), com destaque para as atuações de Tita (que marcou o gol em Montevidéu), César (que fez o gol decisivo em Porto Alegre) e Renato Portaluppi (que cruzou para o gol de César.
Com a vitória na Libertadores, o Grêmio se classificou para disputar o Mundial Interclubes em Tóquio, contra o Hamburgo, que havia ganhado a Copa Europeia (antecessora da Liga dos Campeões da UEFA), vencendo a Juventus na final. Priorizando, obviamente, o Mundial, equipe acabou ficando na terceira colocação do Gauchão daquele ano. O dia da grande partida da história do clube foi 11 de dezembro de 1983, e o local era o Estádio Olímpico de Tóquio. Após sair vencendo com um gol de Renato Portaluppi, o Tricolor cedeu o empate aos alemães nos minutos finais. O jogo, então, foi para a prorrogação. No tempo extra brilhou a estrela de Portaluppi, que, aos três minutos marcou o gol. Como não era morte súbita, o time ainda sustentou o resultado até o final do jogo e comemorou o título, o maior do clube. Renato, o herói do jogo, foi eleito o melhor em campo. Em Porto Alegre, a torcida comemorou em êxtase. Na volta para casa, o Grêmio ainda venceu a Los Angeles Cup, na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, ao ganhador do América do México nos pênaltis (4-3) após empate de 2-2. Ao chegar em Porto Alegre, a delegação dos campeões desfilou pelas ruas em um carro de bombeiros.


1984-1990 - Mais títulos

Em 1984, o Grêmio não repetiu o ano anterior por detalhe. Após chegar novamente à final da Libertadores, foi derrotado pelo Independiente, pelo placar agregado de 1-0 (0-1 em casa e 0-0 fora). Contudo, o clube foi hexa-campeão gaúcho (1985-1990).
O título deu uma visibilidade enorme para o clube, que foi convidado para participar de vários torneios no exterior. Alguns dos mais importantes vencidos pelo time foram ; o Troféu Palma de Mallorca (Espanha) e a Copa Rotterdan (Países Baixos), em 1985; e o bicampeonato da Copa Phillips (Países Baixos e Suíça) em 1986 e 1987. Contudo, o clube já participava de torneios no estrangeiro anteriormente, visto que ganhou a Copa El Salvador del Mundo (El Salvador) e o Troféu Ciudad de Valladolid (Valladolid), ambos em 1981.
O Grêmio venceu ainda a Copa do Brasil, em 1989 (vencendo o Sport na final), na primeira edição da competição. No ano seguinte, venceu a Supercopa do Brasil, superando o Vasco da Gama na final.


1991-2001 - Descida e ascensão


Luiz Felipe Scolari, que é gremista, conquistou a Libertadores de 1995 e o Vice-Mundial de 1995

Em 1991, o Grêmio viveu uma situação contrastante no futebol: chegou à final da Copa do Brasil, mas perdeu para o Criciúma. No Campeonato Brasileiro, foi rebaixado à Divisão Classificatória pela primeira vez. Isso o obrigou a jogar a divisão inferior no ano seguinte. Ficando em terceiro do seu grupo, foi promovido à Série A.
Em 1993, o Tricolor voltou a vencer o Campeonato Gaúcho, que não conquistava de 1990. Nesse mesmo ano, Luiz Felipe Scolari, que já tivera uma passagem pelo clube, em 1987, foi contratado como treinador. Também em 1993, o time voltou à final de um campeonato nacional e foi vice-campeão da Copa do Brasil. No ano seguinte, o time de Felipão não deixou o título escapar, ao vencer o Ceará na final. O título deu direito ao clube de disputar a Copa Libertadores de 1995. O time não disputava tal competição desde 1990, mas, mesmo algum tempo depois de disputá-la pela última vez, foi muito bem.
O time de Felipão contava com o ataque de Paulo Nunes e Jardel e Danrlei no gol, três dos principais jogadores do clube. Mesmo assim, não tinha um grande plantel, mas foi avançando na competição. O ponto alto, antes da final, foram os jogos contra o Palmeiras, pelas quartas de final: em Porto Alegre, 5-0 para os gaúchos e em São Paulo, 5-1 para os paulistas. Na final, o adversário foi o Atlético Nacional, da Colômbia. Com uma vitória de 3-1 em casa e empate de 1-1 fora, o título ficou com os brasileiros.
Classificado para o Mundial Interclubes de 1995 contra o Ajax, o time empatou em 0-0 contra os neerlandeses, mas perdeu nos pênaltis por 4-3.
Entretanto, já no ano seguinte, o clube deu mais uma conquista a sua torcida: o segundo Campeonato Brasileiro, conquistado após derrota em São Paulo contra a Portuguesa de Desportos por 2-0 e vitória pelo mesmo placar em Porto Alegre, com um gol de Aílton, nos minutos finais de partida. Também em 1996, o Tricolor venceu a Recopa Sul-Americana, ganhando do Independiente por 4-1. No ano seguinte, o título mais importante foi a Copa do Brasil, vencida após dois empates contra o Flamengo (0-0 em casa e 2-2 fora).
Em 1999, as conquistas foram a Copa Sul e o Campeonato Gaúcho. No ano de 2000, a direção do clube, então com o presidente José Alberto Guerreiro, firmou um contrato com empresa suíça ISL. A empresa bancaria contratações para o Grêmio, pagando o salário dos jogadores. Com essa parceria, o clube trouxe jogadores como Amato, Astrada, Paulo Nunes e Zinho. Os três primeiros foram pagos pela empresa suíça com três cheques em nome do Grêmio, que chegavam a 500 mil reais, mas os clubes donos de seus passes não receberam o dinheiro, que foi desviado. Após a falência da ISL, foi constado que o Grêmio estava quebrado, visto que teria que pagar por custos que antes a empresa parceira arcava.
Em 2001 o clube venceu a Copa do Brasil em final disputada contra o Corinthians (2-2 em casa e 3-1 fora) e se tornando tetracampeão do torneio.


2002-2004 - Decadência

Na Libertadores 2002, a equipe novamente chegou às semifinais, mas caiu diante do Olimpia do Paraguai nos pênaltis por 5-4.
No ano de seu centenário, em 2003, o Grêmio escapou do descenso apenas na última rodada, com uma vitória sobre o Corinthians, por 3-0. A partir desse ano, o Grêmio enfrentou o auge de sua crise financeira. Por causa da situação deixada pela ISL e pelas administrações passadas, o clube acabou atingindo uma situação insustentável. O Tricolor acabou devendo em encargos trabalhistas para jogadores, funcionários e para clubes. Em 2004, com pouco dinheiro em caixa e uma dívida de 101,7 milhões, o time novamente foi montado sem dinheiro e saiu fraco. No Campeonato Brasileiro, o time conseguiu vencer apenas nove jogos, entre quarenta e seis possíveis e foi rebaixado à Série B pela segunda vez. As dívidas contraídas pelo clube são tidas como fator capital para o rebaixamento do clube.


2005-presente - A volta por cima

Em 2005, ainda sem dinheiro em caixa, o Grêmio continuava em situação quase falimentar. A dívida ascendia a 108 milhões, sendo 56 milhões a curto prazo. Para tentar contornar a situação, o técnico Hugo De León, ídolo do clube foi contratado como treinador. No Campeonato Gaúcho, o time foi mal. Para tentar inverter a situação, Mano Menezes foi contratado para o lugar do uruguaio. Na Série B, o time foi mal no início, mas se classificou entre os oito primeiros e conseguiu disputar o quadrangular final. Nesta fase da competição, desperdiçou chances de ganhar da Portuguesa de Desportos e do Santa Cruz. A ascensão teve de ser decidida contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, em Recife. Depois de ter dois pênaltis marcados contra (desperdiçados pelo adversário) e quatro jogadores expulsos, o Tricolor, ainda assim, conseguiu marcar o gol do título, feito por Anderson. Desse modo heroico, o time conseguiu a subida novamente à Série A.
De volta ao convívio dos grandes em 2006, o Grêmio reconquistou a hegemonia no Rio Grande do Sul ao conquistar seu trigésimo-quarto Campeonato Gaúcho após dois empates (0-0 e 1-1) que deram o título ao Grêmio por causa do gol qualificado. No Campeonato Brasileiro de 2006, o time surpreendeu e chegou em terceiro, após um início irregular, conseguiu organizar o time e chegou na terceira colocação, se classificando para a Libertadores do ano seguinte.
Em 2007, o Grêmio foi bi-campeão gaúcho. Na Copa Libertadores 2007, o time chegou até a final, mas foi derrotado pelo Boca Juniors (3-0 fora e 0-2 em casa). No Campeonato Brasileiro de 2007, o sexto lugar foi a colocação final.
Em 2008, a equipe teve um início de ano conturbado. Vágner Mancini, recém contratado para substituir Mano Menezes, foi demitido do clube com seis jogos disputados e nenhuma derrota. Celso Roth foi contratado para ocupar a sua função. Após as eliminações do Campeonato Gaúcho e Copa do Brasil, pelo Juventude e Atlético Goianiense, respectivamente, uma grande parte da torcida pediu a demissão do treinador. O diretor de futebol, Paulo Pelaipe, que estava no clube desde 2005, quando o clube subiu, acabou saindo da direção por causa dessa pressão. Apesar disso, o novo diretor de futebol, André Krieger deixou Roth fazer seu trabalho. Desse modo, o técnico levou o time ao vice-campeonato do Campeonato Brasileiro, um feito considerável, já que o treinador era desacreditado. Assim, a torcida acabou virando para o lado de Roth. A classificação final no Brasileirão rendeu ao Grêmio a classificação à Libertadores 2009, mas, no dia 5 de abril de 2009, ao perder mais um clássico Gre-nal, foi demitido. Marcelo Rospide, assumiu o cargo de treinador interinamente, até a chegada de Paulo Autuori, no fim de maio.
O time acabou eliminado da Copa Libertadores de 2009, nas semi-finais, ao perder pelo placar agregado de 5-3 (3-1 e 2-2) para o Cruzeiro. No intervalo de agosto de 2008 e julho de 2009, segundo o ranking da IFFHS, o Grêmio na nona colocação do ranking de clubes do mundo, sendo o melhor brasileiro e segundo melhor sul-americano, atrás somente do Estudiantes de La Plata, então campeão da Copa Libertadores.
No Campeonato Brasileiro, o clube faz uma campanha regular e terminará o primeiro turno sem vencer fora de casa.




Mano Menezes, uma das principais figuras dessa nova era do Grêmio



Gre-Nal no Campeonato Brasileiro de 2007 no Olímpico Jogo em que na qual o Grêmio venceu por 1 a 0

Treinadores

Pelo Grêmio já passaram diversos treinadores, alguns que já jogaram pelo Grêmio também tiveram a oportunidade de treinar o clube. O primeiro grande título do Grêmio veio em 1981 que foi o Campeonato Brasileiro e o treinador na época era o Ênio Andrade que quase conseguiu repetir o mesmo feito no ano seguinte na qual perdeu o título para o Flamengo. Valdir Espinosa foi o técnico que deu o título mais importante do Grêmio até agora, o Mundial Interclubes de 1983. O que mais conseguiu títulos foi Luiz Felipe Scolari, que hoje é um dos maiores técnicos do mundo e no Grêmio conquistou a Copa do Brasil de 1994, Copa Libertadores da América de 1995, Recopa Sul-Americana de 1996 e o Campeonato Brasileiro de 1996, e dois Campeonatos Gaúchos (1995 e 1996). Atualmente quem comanda a equipe tricolor é o Celso Roth.

Presidentes

O Grêmio já foi comandado por vários presidentes. O que mais ficou no tempo foi o Aurélio de Lima Py nos anos de 1912, 1913, 1915, 1919, 1920, 1921, 1922, 1929 e 1930. O presidente com maior sucesso foi o Fábio Koff que dirigiu o Grêmio nas suas melhores épocas da históra em 1982, 1983, 1993, 1994, 1995 e 1996. O presidente Paulo Odone foi o responsável pela re-estruturação do clube nos últimos anos. Isso porque quando Odone dirigiu pela quinta vez (2005), o clube estava na Série B e cheio de dívidas, logo depois o Grêmio subiu para a Série A em 2006, foi vice da Libertadores em 2007 e em 2008 fez excelente campanha no Campeonato Brasileiro. Hoje em dia, atual presidente do clube é Duda Kroeff, no qual assumiu o clube em dezembro de 2008. Odone comandou o Grêmio em 1987, 1988, 1989, 1990, 2005, 2006, 2007 e 2008.

Patrocínio

O Grêmio utiliza patrocínios em sua camiseta desde 1987, quando o clube assinou um acordo com a Coca-Cola, utilizando um logotipo sem a cor vermelha, apenas em preto-e-branco, um fato raro na história publicitária da marca. Este patrocínio durou até março de 1995, quando foi assinado um contrato com as Tintas Renner, tendo sido utilizado o nome da companhia em 1995 e 1996, e o de seu produto Ironcryl em 1997.

A partir de 1998, Grêmio e Internacional passaram a utilizar o mesmo patrocinador em suas camisetas. De 1998 até 2000, ambos estamparam a marca da General Motors em suas camisas, citando os veículos Corsa, Astra, Vectra, S10, Celta e o BancoGM. Após um breve período sem patrocinador, foi firmado em 2001 um acordo com o Governo do Rio Grande do Sul para estampar a marca do Banrisul em ambas as camisas, inicialmente para pagamento de uma dívida com o banco, e depois realizando-se o pagamento de um valor fixo mensal, que perdura até os dias de hoje.

Além do Banrisul, atualmente o Grêmio conta com os patrocínios da Tramontina e da Unimed

Material Esportivo


O material esportivo foi fornecido por:
  • Olympikus (1980-1982)
  • Adidas (1983-1984)
  • Penalty (1985-1999)
  • Kappa (2000-2004)
  • Puma (2005-), Atual fornecedora do clube.
Uniformes Atuais


Uniformes dos goleiros


Uniformes de treino


Outros Uniformes



Escudo




No escudo atual do Grêmio pode-se notar um formato de uma bola de futebol com o ano "1903" (data de fundação do clube) em cima, o nome "Grêmio" (Grêmio significa união, grupo) no meio e as palavras "FBPA" (abreviação de Foot-Ball Porto Alegrense).
No escudo antigo, na parte superior aparecia um "G" que seria a abreviação de Grêmio, no meio "Foot-Ball" e em baixo as letras "P.A." que é a abreviação de Porto Alegrense.

Estrelas

Segundo o clube, a estrela dourada representa a conquista do mundo , a prata as duas conquistas da América e a de bronze representa a conquista dos Nacionais. Há uma estrela dourada também na bandeira do clube, que representa o jogador Everaldo, eterno craque imortal dos anos 70 que foi o primeiro gaúcho a ser Campeão do Mundo pela Seleção Brasileira de Futebol.

Bandeira



A tradicional do clube é uma bandeira azul que imita a bandeira do Reino Unido, mas com cores distintas. Seu fundo é azul e duas listras diagonais, uma horizontal e um vertical que se intersecionam no centro do estandarte, todas pretas com bordas brancas a compõe, sendo completada pelo distintivo do Grêmio no meio. Ela foi criada em 1963, mas já havia antecedida por outros modelos. Há uma estrela dourada também na bandeira do clube, que representa o jogador Everaldo, eterno craque imortal dos anos 70 que foi o primeiro gaúcho a ser Campeão do Mundo pela Seleção Brasileira de Futebol.

Mascote



O mascote do Tricolor Gaúcho foi adotado oficialmente em 1946, após a publicação interna do club com título tal como "Mosqueteiro". Desse modo, o mosqueteiro foi criado, vestindo as cores do clube. Em 2001, foi realizado um concurso para a escolha de um novo desenho de mascote, que seguisse o padrão da figura de então. O escolhido foi o desenho de Hilton Edeniz Oliveira Ávila.

Hino

O primeiro hino do Grêmio foi composto em 1924 por Isolino Leal. Ele exulta a força do clube e ao amor a ele.
O hino atual foi composto por Lupicínio Rodrigues, que era gremista. Ao longo das estrofes, o hino cita a fé e o fanatismo dos gremistas. Indica que até mesmo quando a equipe passa por maus momentos, a torcida segue junto apoiando, não importando a situação na qual o time se encontra. Eurico Lara, goleiro que atuou no Grêmio entre a década de 1920 e 1930, é referenciado como "craque imortal".

Grêmio Mania





A Grêmio Mania é uma rede de lojas oficial do clube, espalhadas por diversas cidades do Rio Grande do Sul. A loja vende os produtos mais diversos desde um kit original com camiseta, calção e meias até xícaras e chaveiros. Todos os produtos vendidos no estabelecimento são licenciados pelo clube.

Memorial Herminío Bittencourt

No dia 19 de setembro de 2004 foi inaugurada no Estádio Olímpico um dos memoriais mais modernos do mundo em comemoração ao aniversário de 50 anos do Olímpico. O memorial disponibiliza para o torcedor uma apresentação dos fatos mais marcantes na história do clube através de painéis, videos, troféus, placas, uniformes, bandeiras, etc. Os visitantes ainda podem acessar os computadores onde poderá fazer um passeio virtual pelo passado e presente do Grêmio.

Títulos Conquistados

CAMPEÂO MUNDIAL DE CLUBES

1983 - Vitória de 2x1 sobre Hamburgo SV, da Alemanha, no Estádio Nacional de Tóquio/Japão
Vice-campeão em 1995

BICAMPEÃO DA COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA

1983 - Vitória de 2 a 1 sobre o Peñarol do Uruguai, no Estádio Olímpico
1995 - Empate em 1 a 1 com o Atlético Nacional de Medellín, na Colômbia
Vice-campeão em 1984

CAMPEÃO DA RECOPA SUL-AMERICANA

1996 - GRÊMIO - Campeão da Libertadores/95, 4x1 sobre o Independiente - Campeão da Supercopa/95

BICAMPEÃO BRASILEIRO

SÉRIE A
1981 - Vitória de 1 a 0 sobre o São Paulo, no Estádio do Morumbi (SP)
1996 - Vitória de 2 a 0 sobre a Portuguesa, no Estádio Olímpico
Vice-campeão em 1982
SÉRIE B
2005


TETRACAMPEÃO DA COPA DO BRASIL

1989 - Vitória de 2 a 1 sobre o Sport Recife, no Estádio Olímpico
1994 - Vitória de 1 a 0 sobre o Ceará, no Estádio Olímpico
1997 - Empate em 2 a 2 com o Flamengo, no Estádio do Maracanã (RJ)
2001 - Vitória de 3 a 1 sobre o Corinthians, no Estádio do Morumbi (SP)
Vice-campeão em 1991, 1993 e 1995

SUPERCAMPEÃO DO BRASIL

1990 - Disputa entre o Campeão da Copa do Brasil contra o Campeão Brasileiro de 1989 (GRÊMIO x VASCO) - Vitória de 2 a 0 no Olímpico e empate de 0 a 0 no Estádio de São Januário (RJ)

CAMPEÃO DA 1ª COPA SUL-BRASILEIRA

1999 - Vitória de 1 a 0 sobre o Paraná Clube, em Curitiba.

CAMPEÃO SUL-BRASILEIRO / TAÇA LEGALIDADE

1962 – Vitória de 2x1 sobre o Internacional, no Estádio dos Eucaliptos

CAMPEÃO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

35 vezes (em 83 participações). Anos: 1921, 1922, 1926, 1931, 1932, 1946, 1949, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1977, 1979, 1980, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1993, 1995, 1996, 1999, 2001, 2006 e 2007.

COPA FGF
2006**

CAMPEÃO DA CIDADE DE PORTO ALEGRE

32 vezes (1904***, 1905***, 1906***, 1907***, 1911, 1912, 1913, 1914, 1915, 1919, 1920, 1921, 1922, 1923, 1925, 1926, 1930, 1931, 1932, 1933, 1935, 1937, 1938, 1939, 1946, 1949, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960 e 1964).

TROFÉU WANDERPREIS
8 vezes (1904, 1905***, 1906, 1907, 1910, 1911 e 1912).

* Campeão invicto.
** Campeão utilizando o time Sub-20.
*** Troféu Wanderpreis.

CAMPEÃO DA SANWA BANK CUP
1995 – Grêmio (Campeão da Copa do Brasil 94) x Verdy Kawasaki (Campeão da Liga Japonesa 94) - 2x1 no Estádio Nacional de Tóquio

TAÇAS E TORNEIOS INTERNACIONAIS
Troféu Sadrep (URU): 1 1949.
Copa 'El Presidente de la República de Costa Rica' (CRI): 1 1949.
Troféu Internacional de Atenas (GRE): 1 1961.
Troféu Internacional de Salônica (GRE): 1 1962.
Copa Rio de La Plata (URU): 1 1968.
Taça do Atlântico (BRA): 1 1971.
Taça Porto Alegre (BRA): 1 1971.
Taça Cidade de Salvador (BRA): 1 1972.
Torneio de Rosário (ARG): 1 1979.
Troféu Torre del Vígia (URU): 1 1981.
Copa El Salvador del Mundo (ESA): 1 1981.
Troféu Cidade de Valladolid (ESP): 1 1981.
Troféu 'Cell' (ESA): 1 1983.
Copa Los Angeles (EUA): 1 1983.
Torneio Ciudad Palma de Mallorca (ESP): 1 1985.
Torneio de Rotterdam (HOL): 1 1985.
Copa Phillips (HOL): 1 1986.
Copa Phillips (SUI): 1 1987.
Copa Sanwa Bank (JAP): 1 1995.
Copa Internacional Renner (BRA): 1 1996.
Troféu Agrupación Peñas Valencianas (ESP): 1 1996.
Troféu Colombino (ESP): 1 1997.
Taça Hang Ching (CHN): 1 1998.

TAÇAS E TORNEIOS NACIONAIS
Taça Rio Branco: 3 1914, 1915 e 1916.
Taça Fernando Caldas: 1 1928.
Taça General Flores da Cunha (RS): 1 1935.
Taça 'Columbia Pictures' (PA): 1 1940.
Taça 'Correio do Povo' (RS): 1 1949.
Taça Brasil - Zona Sul: 6 1959, 1960, 1963, 1965, 1966 e 1967.
Copa Tancredo Neves (MG): 1 1960.
Troféu Domingos Garcia Filho (GO): 1 1970.
Taça 'Petrobrás' (DF): 1 1970.
Taça Presidente Médici (DF): 1 1971.
Troféu Osmar Santos: 1 2008.


TORNEIOS ESTADUAIS
Taça Porto Alegre: 4 1909, 1932, 1948 e 1996.
Torneio Início de Porto Alegre: 7 1922, 1927, 1931, 1937, 1939, 1942 e 1958.
Taça Associação dos Varejistas: 2 1923 e 1924.
Torneio Washington Luis: 1 1926.
Torneio F.C. Porto Alegre: 1 1926.
Taça Reivindicação: 1 1929.
Torneio de Encerramento de Porto Alegre: 1 1929.
Torneio de Encerramento de Porto Alegre: 3 1931, 1933 e 1938.
Taça Dia do Desporto : 1 1932.
Taça 'Dia do Cronista' : 7 1933, 1944, 1956, 1960, 1961, 1962 e 1968.
Taça Flores da Cunha: 1 1934.
Torneio 'FRGD': 1 1935.
Taça Martel: 2 1936 e 1937.
Supercampeonato de Porto Alegrense: 1 1938.
Taça 'Café Colonial': 1 1938.
Taça 'Portugal': 1 1940.
Campeonato Gaúcho de Amadores: 1 1942.
Campeonato Metropolitano de Amadores : 1 1942.
Taça Cambial: 2 1942 e 1943.
Taça Ernesto Dorneles: 1 1943.
Taça Dia do Futebol : 1 1945.
Taça General Corrêa Lima: 1 1946.
Campeonato Extra de Porto Alegre: 2 1958 e 1949.
Taça Manuel Amorim Albuquerque: 1 1950.
Taça 'Rádio Gaúcha': 1 1952.
Copa Farroupilha - 120º Aniversário: 1 1955.
Taça 'Refinaria Ipiranga': 1 1962.
Troféu Wallig: 1 1962.
Copa Festa da Uva: 1 1965.
Troféu RBS '25 Anos': 1 1988.
Copa Solidariedade: 1 1995.


CATEGORIAS DE BASE
Trofeo Angelo Dossena (Sub-20): 2008.
Torneio Internacional de Monthey (Sub-20): 2002.
Blue Stars/FIFA Youth Cup (Sub-20): 2001.
SBS Cup International Youth Soccer (Sub-18): 1996.
Campeonato Gaúcho de Juniores (Sub-20): 6 vezes (1996, 1999, 2000, 2005, 2006 e 2007).
Campeonato Gaúcho de Juvenis (Sub-17): 7 vezes (1993, 1994, 1995, 1996, 2001, 2002 e 2003).
Copa Dênis Lawson (Sub-17): 2005.
Adidas Cup (Sub-16): 2 vezes (2008 e 2009).
Adidas Cup (Sub-13): 2 vezes (2008 e 2009).
Campeonato Brasileiro (Sub-20): 2008.
Taça Cidade de Londrina (Sub-20): 1990.
Taça Belo Horizonte de Futebol Jr. (Sub-18): 2008.
Copa Santiago de Futebol Juvenil (Sub-17): 6 vezes (1995, 1996, 1997, 1998 , 2000 e 2008).
Torneio Brasileirinho (Sub-17): 2007.
Copa Santa Catarina (Sub-17): 2 vezes (2000 e 2001).
Copa Nova Prata de Futebol: (Sub-12): 2009.
Copa Nova Prata de Futebol: (Sub-13): 2009.
Copa Macaé (Sub-17): 2004.
Copa Sul (Sub-17): 3 vezes.
Copa Brasil de Futebol (Sub-15): 3 vezes (2002, 2007 e 2008).
Efipan (Sub-13): 2 vezes (1985 e 2006).
Taça Saudades de Futebol (Sub-13): 2008.
Taça Saudades de Futebol (Sub-11): 3 vezes (2006 , 2007 e 2009).
Mundialito de Futebol Infantil (Sub-14): 2007.
Mundialito de Futebol Infantil (Sub-13): 2007.


Títulos Individuais







Artilheiros


Estatísticas




Campanha
  • Partidas: 4947
  • Vitórias: 2847
  • Empates: 970
  • Derrotas: 1128
  • Gols marcados: 10167

  • [*]Gols sofridos: 4604
    [*]Saldo de gols: 5563
    [*]Média de Gols por Partida: 2,055
    [*]Média de Gols Sofridos por Partida: 0,93
Atualizado: 22 de agosto de 2009
Rankings

Ranking da CBF

  • Posição: 1º
  • Pontuação: 2.039 pontos
    [*]Ranking Histórico Mundial de Clubes(IFFHS): 9º - 224 pontos Atualizado em 15 de agosto de 2009
    [*]Ranking Brasileiro de Clubes (Conmebol): 3º - 457 pontos Atualizado em 3 de junho de 2009[3]
    [*]Ranking de Pontos do Campeonato Brasileiro: 10º - 1.249 pontos Atualizado até o final do Campeonato Brasileiro 2008
    [*]Ranking Placar: 5º - 297 pontos Atualizado em 3 de junho de 2009[4]
    [*]Tabela histórica da Copa Libertadores da América: 18º - 184 pontos Atualizado até 2008
Recordes
Em Campeonatos Brasileiros


  • Jogador que mais atuou: Tarciso, 255 jogos entre 1973 e 1985.
  • Treinador que mais atuou: Luís Felipe Scolari, 105 jogos entre 1987 e 1988, e entre 1993 e 1996.
  • Média de público no Estádio Olímpico: 16 mil pessoas.
  • Maior goleada sofrida do Grêmio: 0 a 6 Goiás Esporte Clube, no Estádio Serra Dourada, em 9 de julho de 1997.
  • Maior goleada: 6 a 0 sobre o Noroeste-SP em 15 de julho de 1978.
  • Goleiro com a maior invencibilidade: Picasso, 601 Munutos.
  • Técnico com mais vitórias: Luiz Felipe Scolari (1987-1996), 45 vitórias.
  • Maior artilheiro em um campeonato: Paulo Nunes (1996) 16 gols.
  • Técnico com melhor porcentagem de pontos: Carlos Frôner1973-1984), 65,03%. (
  • Melhor ataque: em 1983, 20 jogos, 37 gols pró.
  • Melhor defesa: em 1974, 24 jogos, 11 gols contra.
  • Maior série invicta: 19 jogos (1978-1979).
  • Maior seqüencia de vitórias: 6 (3 vezes 1974, 1978 e 1980)
Em outras competições
  • Maior artilheiro: Alcindo Martha de Freitas, com 264 gols entre 1964 e 1971.
  • Maior artilheiro em um campeonato: Rodrigo Fabri, 19 gols em 2002.
  • Maior goleada do Grêmio: 23 a 0, sobre o Nacional Clube de Porto Alegre.
  • Menor público no Estádio Olímpico: 55 pessoas, Juventude 2 a 1 Portuguesa.
  • Goleiro que marcou gol em uma partida oficial: Sebastián Saja, 1 gol de pênalti, no Campeonato Brasileiro de Futebol 2007.
  • Maior público no Estádio Olímpico: 98.421 pessoas, 0 a 1 contra a Ponte Preta em 26 de Abril de 1981.
  • Maior goleada na Copa Sul-Americana: 2 a 1 sobre o Internacional em 22 de setembro de 2004.
  • Maior goleada na Recopa Sul-Americana: 4 a 1 sobre o Independiente em 7 de abril de 1996.
  • Maior goleada na Libertadores (como mandante): 6 a 1 sobre Universidad Los Andes, em 9 de julho de 1984.
  • Maior goleada na Libertadores (como visitante): 4 a 0 sobre o Alianza Lima, em 4 de março de 1997.
Maiores públicos do Grêmio
  1. Grêmio 0 - 1 Ponte Preta - Campeonato Brasileiro - 98.421, em 26 de Abril de 1981.
  2. Grêmio 2 - 1 Peñarol - Libertadores da América - 80.000, em 28 de Julho de 1983.
  3. Grêmio 0 - 0 Flamengo - Campeonato Brasileiro - 74.238, em 21 de Abril de 1982.
  4. Grêmio 0 - 0 Internacional - Campeonato Brasileiro - 71.621, em 9 de Fevereiro de 1989.
  5. Grêmio 2 - 1 Sport - Copa do Brasil - 62.807, em 2 de Setembro de 1989.
Elenco Atual





Técnico



Paulo Autuori

Jogadores históricos

Goleiros
Danrlei, Eurico Lara, Galatto, Leão, Mazarópi

Laterais
Arce, Paulo Roberto, Nelinho, Roger, Everaldo, Ortunho

Zagueiros:
Adílson, Airton Pavilhão, Ancheta, Ânderson Polga ,Baidek, Hugo De León, Mauro Galvão

Volantes:
Dinho, Emerson, Eduardo Costa, Lucas

Meias:
João Severiano, Marcelinho Paraíba, Milton Kuelle, Paulo Isidoro, Ronaldinho Gaúcho, Valdo, Zinho, Arílson

Atacantes:
Alcindo, Anderson, Baltazar, Jardel, Paulo Nunes, Renato Gaúcho, Tarciso, Tesourinha

Treinadores:
Oswaldo Rolla (Foguinho), Telê Santana, Ênio Andrade, Carlos Froner, Valdir Espinosa, Luís Felipe Scolari, Tite, Mano Menezes



Renato Portaluppi
Renato Gaúcho foi o autor da vitória do Tricolor sobre o Hamburgo SV no Mundial de Clubes de 1983


Eurico Lara goleiro do Grêmio de 1920 que está presente no hino do clube


Calçada da Fama do Estádio Olímpico

O Grêmio foi o primeiro clube do Brasil a criar “Calçada da Fama” no seu estádio. Tal homenagem é prestada a jogadores importantes na história do clube e capitães de títulos do Tricolor. A primeira escolha de jogadores para integrar a Calçada foi realizada em 1996 com a participação da diretoria, conselheiro deliberativo e jornalistas. Desde 1999 e a cada dois anos, uma nova escolha é feita pela diretoria e pelo conselho deliberativo. A última se deu em 2007. Note que alguns jogadores ficaram de fora da lista por não poderem colocar os pés na Calçada, por motivos de óbito ou de distâncias muito grandes a serem percorridas.




Transferências 2009




Partidas Históricas
  • Grêmio 2 (4)x(2) 0 Defensor - 2007 Copa toyota Libertadores Oitavas de Final. Estádio Olímpico
  • Grêmio 2 X 0 São Paulo - 2007 Copa Toyota Libertadores Oitavas de Final. Estádio Olimpico
  • Grêmio 4 X 0 Caxias - 2007 Campeonato Gaúcho Semi-Final. Estádio Olímpico
  • Grêmio 4 X 4 Fluminense - 2007 Campeonato Brasileiro. Estádio Olímpico
  • Grêmio 1 x 1 Internacional - 2006 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Beira-Rio
  • Grêmio 1 x 0 Náutico - 2005 Campeonato Brasileiro Série B Quadrangular Final. Estádio dos Aflitos.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 2003 Campeonato Brasileiro. Estádio Beira-Rio.
  • Grêmio 3 x 0 Olímpia - 2003 Copa Libertadores da América Oitavas de Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 3 x 2 Olímpia - 2003 Copa Libertadores da América Oitavas de Final. Estádio Defensores del Chaco.
  • Grêmio 1 x 0 Santos - 2002 Campeonato Brasileiro Semifinal. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 2002 Campeonato Brasileiro. Estádio Beira-Rio.
  • Grêmio 4 x 0 CA River Plate - 2002 Copa Libertadores da América Oitavas de Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 1 CA River Plate - 2002 Copa Libertadores da América Oitavas de Final. Estádio Monumental de Nuñez.
  • Grêmio 4 x 2 CA River Plate - 2001 Copa Mercosul Fase de Grupos. Estádio Monumental de Nuñez.
  • Grêmio 3 x 1 Corinthians - 2001 Copa do Brasil Final. Estádio Morumbi.
  • Grêmio 2 x 2 Corinthians - 2001 Copa do Brasil Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 3 x 1 Juventude - 2001 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpíco.
  • Grêmio 4 x 3 São Paulo - 2001 Copa do Brasil Quartas de Final. Estádio Morumbi.
  • Grêmio 2 x 1 São Paulo - 2001 Copa do Brasil Quartas de Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 4 x 2 Internacional - 2001 Campeonato Gaúcho. Estádio Olímpíco.
  • Grêmio 2 x 1 Internacional - 2000 Campeonato Brasileiro. Estádio Beira-Rio.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 2000 Campeonato Gaúcho. Estádio Olímpíco.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 1999 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpíco.
  • Grêmio 2 x 0 Internacional - 1999 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpíco.
  • Grêmio 2 x 0 Corinthians - 1998 Campeonato Brasileiro Quartas de Final. Estádio Pacaembu.
  • Grêmio 4 x 2 Portuguesa - 1998 Campeonato Brasileiro. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 2 Flamengo - 1997 Copa do Brasil Final. Estádio Maracanã.
  • Grêmio 2 x 0 Portuguesa - 1996 Campeonato Brasileiro Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 3 x 1 Palmeiras - 1996 Campeonato Brasileiro Quartas de Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 1 Palmeiras - 1996 Copa do Brasil Semifinal. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 0(3) x (4)0 AFC Ajax - 1995 Campeonato Mundial de Clubes. Estádio Nacional de Tóquio.
  • Grêmio 2 x 1 Internacional - 1995 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 X 1 Nacional de Medellin - 1995 Copa Libertadores da América Final. Estádio Atanásio Girardot.
  • Grêmio 3 X 1 Nacional de Medellin - 1995 Copa Libertadores da América Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 5 X 0 Palmeiras - 1995 Copa Libertadores da América Quartas de Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 x 0 Ceará - 1994 Copa do Brasil Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 1993 Campeonato Gaúcho. Estádio Beira-Rio.
  • Grêmio 4 x 1 Internacional - 1990 Campeonato Gaúcho. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 1 Sport - 1989 Copa do Brasil Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 6 x 1 Flamengo - 1989 Copa do Brasil Semifinal. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 0(5) x(4) 0 Internacional - 1989 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 3 x 2 Internacional - 1987 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 1986 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 1 Internacional - 1985 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 X 1 Hamburger SV - 1983 Campeonato Mundial de Clubes. Estádio Nacional de Tóquio.
  • Grêmio 2 X 1 CA Peñarol - 1983 Copa Libertadores da América Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 X 1 América de Cáli - 1983 Copa Libertadores da América Semifinal. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 3 X 3 Estudiantes de La Plata - 1983 Copa Libertadores da América Semifinal. Estádio Luis Jorge Hirschi.
  • Grêmio 1 x 0 São Paulo - 1981 Campeonato Brasileiro Final. Estádio Morumbi.
  • Grêmio 2 x 1 São Paulo - 1981 Campeonato Brasileiro Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 1 x 0 Internacional - 1977 Campeonato Gaúcho Final. Estádio Olímpico.
  • Grêmio 2 x 1 Internacional - 1935 Campeonato Citadino. Estádio da Baixada.
Torcida



Panorama Histórico

Em 1983 foi realizado o primeiro levantamento nacional sobre o tamanho das torcidas dos grandes clubes Brasileiros. Na ocasião o Grêmio aparecia no 11º lugar com 1,59%(1.900.000) da torcida brasileira – foram entrevistados apenas homens. Em 1993 o percentual era de 2,6%(3.816.000 torcedores) e o clube ocupava a 12ª colocação no ranking das torcidas. Em 2006 O Grêmio aparecia com 4,25% ou 7.926.250 de torcedores (dados particulares). Isso conferiu ao tricolor o 6º lugar entre as maiores torcidas e o título de maior torcida entre os clubes de fora do “eixo Rio-São Paulo”. Em menos de 25 anos o número de torcedores gremistas cresceu 317% ou 13,78% ao ano – Índices só alcançados por Flamengo, Corinthians e São Paulo.

O Gre-nal das torcidas

Até hoje foram realizadas 19 pesquisas em nível nacional sobre as grandes torcidas do Brasil. Apenas na segunda delas 1993 pela revista Placar e IBOPE, o Internacional apareceu à frente do Grêmio. Nas outras 18 pesquisas o Grêmio esteve sempre à frente; O Top Of Mind realiza pesquisa anual no Rio Grande do Sul sobre o tema e, em suas últimas 13 edições o Grêmio aparece como o clube de maior torcida no estado. Enquanto o Grêmio oscilou de 1,59% para 4,25% em 23 anos, o Internacional passou de 0,9% para 2,9%.
O Grêmio conta atualmente com a torcida de 53% dos gaúchos – percentuais mais elevado entre todos os clubes em um único estado. O Internacional tem 37%; Só a torcida gremista presente no estado do Rio Grande do Sul (5.770.000) é maior que a torcida do Internacional em todo território nacional (5.500.000);

  • Em números absolutos o Grêmio tem 7.926.250 enquanto o Internacional tem 5.500.000, diferença de 2.426.250 em favor da torcida gremista;
O raio-X da torcida


  • A faixa etária predominante na torcida gremista é a de 16 a 25 anos;
  • O Grêmio possui 70% de sua torcida residente no RS;
  • O Grêmio tem sua torcida concentrada na região Centro-Sul do país;
  • A torcida gremista mais que triplicou seu número em menos de 25 anos;
  • É a quinta torcida que mais cresce no país em números relativos;
Torcidas Organizadas
  • Geral do Grêmio
  • Garra Tricolor
  • Super Raça Gremista
  • Torcida Jovem do Grêmio
  • Máquina Tricolor
  • Força Azul
A torcida gremista no Brasil


 


[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Uniformes oficiais 2009




Uniforme I


Uniforme II



Uniforme I Libertadores


Uniforme II Libertadores


Calção

Estádio Olímpico Monumental



O Estádio Olímpico Monumental é um estádio brasileiro de futebol situado na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, casa do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1954 em um torneio de inauguração

História

Projetado pelo Arquiteto Plinio Oliveira Almeida, como vencedor do concurso para este fim, realizado em 1950. Inaugurado com o nome de Estádio Olímpico, teve como jogo inaugural o confronto entre Grêmio e Nacional de Montevidéu, com vitória gremista por 2 a 0. Os gols foram anotados pelo atacante Vitor, que entrou para a história por ter marcado o primeiro gol do estádio gremista.
Na metade do ano de 1980, o Estádio Olímpico, com o fechamento da última parte do anel superior, teve sua construção concluída. O projeto final do estádio, sempre coordenado pelo seu autor original, Arq. Plinio Almeida, teve também a participação dos Arquitetos e co-autores, Rogério de Castro Oliveira e Fabio Boni. Desde então, a casa gremista passou a ser conhecida como Olímpico Monumental. No dia 21 de junho de 1980, uma vitória de 1 a 0 sobre o Vasco da Gama, em partida amistosa, marcou a inauguração do Olímpico concluído.

Características

Sua capacidade é de aproximadamente 50.000 pessoas. Possui dois anéis, sendo o anel superior composto por cadeiras. Também possui no centro do estádio um conjunto de camarotes. A distância do gramado, até a torcida, é de 40,70 metros na parte da social. A altura da última fileira de cadeiras, do anel superior, em comparação com o gramado é de 15 metros. A distância da última fileira de cadeiras, do anel superior até o gramado é de 68,83 metros. E o gramado possui 105x68m, dimensão esta determinada pela FIFA em jogos de Copa do Mundo.
Projetos futuros
Embora ainda possua plenas condições de adaptação e atualização para as novas exigências sócio-desportivas, futuramente não será mais a casa do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Há projetos de construção de uma arena multiuso, de acordo com as exigências da FIFA, para o Tricolor, tendo em vista a sua possível utilização como sede de jogos da Copa de 2014 no Brasil. A arena já está confirmada, e o projeto encabeçado pela OAS foi o escolhido, o qual será desenvolvido na zona norte da capital, no bairro Humaitá.

Dados

Nome Oficial: Estádio Olímpico Monumental.
Endereço: Largo Patrono Fernando Kroeff nº 1 - CEP 90880-440 - Bairro Azenha - Porto Alegre/RS - Fone: (51) 3218-2000.
Público Recorde: 98.421 (85.751 pagantes) - 26/04/81 Grêmio x Ponte Preta - Campeonato Brasileiro.
Camarotes: 40 camarotes com 10 lugares cada. Cinco camarotes com 20 lugares cada.
Tribuna de Honra: 140 lugares especiais.
Setores para Deficientes Físicos: Lugar para 28 cadeiras de rodas e 22 acompanhantes.
Salão Nobre do Conselho Deliberativo: Auditório com 220 lugares.
Vestiários: Seis vestiários profissionais mais um vestiário de arbitragem. Cinco com saídas para o campo.
Dimensões do gramado: 68 x 105m - Tamanho oficial exigido pela Fifa.
Grama: Bermuda Green (o clube também utiliza a Raygrass Americana no inverno).
Iluminação: Seis postes de iluminação. 20 refletores de 1500 watts em cada poste.
Potência: 650 Lux.
Imprensa: 26 cabines duplas fixas mais 50 cabines provisórias. Duas salas de imprensa. Duas salas para entrevistas coletivas.
Estacionamento: 700 vagas
Inauguração: O Estádio Olímpico foi inaugurado no dia 19 de setembro de 1954. O jogo inaugural foi realizado entre Grêmio e Nacional de Montevideo, vitória gremista por 2 a 0. Os gols foram anotados pelo atacante Vitor que entrou para a história por ter marcado o primeiro gol do estádio gremista
Olímpico Monumental: Na metade do ano de 1980, o Estádio Olímpico teve sua construção concluída com o fechamento da última parte do anel superior. Desde então, a casa gremista passou a ser conhecida como Olímpico Monumental. Uma obra grandiosa erguida por uma torcida apaixonada. No dia 21 de junho de 1980, uma vitória de 1 a 0 sobre o Vasco da Gama em partida amistosa, marcou a inauguração do Olímpico concluído.

Estádio da Baixada



O Estádio da Baixada, popularmente conhecido como Fortim da Baixada, foi um estádio brasileiro de futebol, da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Pertencia ao Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense e foi o primeiro estádio do clube.

História

O Estádio da Baixada estava inicialmente localizado em um terreno rodeado por mato e morro, no Bairro Moinhos de Vento, de propriedade de Laura Mostardeiro, a qual cedeu parte do terreno para o Estado. O local era conhecido como “Schützenverein Platz”[1] e situava-se em frente ao Sociedade dos Atiradores Alemães. O Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense comprou o terreno por dez contos de réis. O dinheiro foi adquirido por empréstimo por intermédio de um sócio do clube, major Augusto Koch, junto a Waldemar Bromberg (que seria, futuramente, o árbitro da primeira partida do Grêmio e do primeiro Gre-Nal da história).
A verificação do terreno ficou a encargo de uma comissão composta por Carlos Luiz Bohrer (primeiro presidente do clube) e Oswaldo Siebel. A terraplanagem foi feita com ajuda da Prefeitura Municipal de Porto Alegre (o prefeito José Montaury era sócio do clube). Plátanos foram plantados nos arredores do campo e foi criado um pavilhão para as autoridades entre a Rua Dona Laura e a Mostardeiro.
A inauguração do estádio ocorreu em 4 de agosto de 1904, em uma partida entre os times principal (1º quadro) e reserva (2º quadro) do Grêmio. O árbitro do jogo foi Osvaldo Siebel.
Em 18 de julho de 1909, o Estádio da Baixada foi palco para o primeiro Gre-Nal da história. Aproximadamente 2.000 pessoas acompanharam a partida em que o Grêmio derrotou aquele que seria, no futuro, seu maior rival — o Internacional — por 10 a 0, sendo esta a maior goleada da história do clássico Gre-Nal.
Em 1910, o campo da Baixada foi cercado com arame farpado, o que permitiu a cobrança de ingressos. Em 1911, o espaço para os associados já era pequeno e foi preciso adquirir mais uma área que custou o mesmo preço da anterior, ou seja, dez contos de réis. O primeiro pavilhão durou até 1918, quando foi construído um segundo pavilhão. O terceiro e último pavilhão do estádio foi construído em 1944. O Estádio da Baixada foi utilizado pelo Grêmio até 1954, ano em que foi inaugurado o atual estádio do clube, o Estádio Olímpico.


Memorial Hermínio Bittencourt

Desde 19 de setembro de 2004, no aniversário de 50 anos do Estádio Olímpico, o palco das grandes conquistas tricolor inaugurou o Memorial Hermínio Bittencourt: um dos mais modernos do mundo, disponibilizando ao torcedor a apresentação dos fatos mais marcantes da história do Clube através de painéis, videos, troféus, placas, uniformes, bandeiras, etc., além de terminais de computadores onde o visitante poderá fazer um passeio virtual pelo passado e presente do Grêmio.

Local:
Estádio Olímpico Monumental
Largo Patrono Fernando Kroeff, Nº1
Horário de Funcionamento:
Segunda a sexta-feira, das 9h às 19h sem fechar ao meio-dia.
Sábados, das 9h às 13h.
Valor:
R$ 2,00 (individual)
R$ 10,00 (para grupos com mais de 50 pessoas)
Menores de 12 anos e sócios em dia estão isentos
Contatos:
Fone: (51) 3218.2844
E-mail:
museu@gremio.net

Fotos




Clubes irmãos

Grêmio Porto Riesbach
Niki Lütjens, um suíço fanático por futebol, tinha a ideia de fundar um clube. Junto de seus amigos, montou a equipe que em 2002 estreou na liga amadora da cidade de Zurique. A escolha do nome se deu na época em que a equipe formada pelos juniores do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense veio disputar pela segunda vez a Copa FIFA Blue Stars Youth, realizada na Suíça, competição de nível mundial conquistada pelo Grêmio um ano antes. O presidente de finanças Manuel Rieder (um dos organizadores da competição) conheceu a delegação gremista. Ele e seus amigos ficaram fascinados pelo estilo de jogo do clube Tricolor e decidiram homenagear o time brasileiro, dando ao novo clube suíço o nome de Grêmio Porto Riesbach.

Kawasaki Frontale
Kawasaki Frontale é um clube de futebol japonês. Localizado na cidade de Kawasaki, próximo à Tóquio. Foi fundado em 1955, ainda com o nome de Fujitsu Soccer Club. A partir de 1996, o time mudou para Kawasaki Frontale e tornou-se um clube de nível profissional. É o time japonês que mais se aproximou das finais da Liga dos Campeões da AFC. Durante muitos anos a equipe vestiu um uniforme idêntico ao do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (inclusive o mesmo símbolo), como uma espécie de homenagem ao clube brasileiro. Atualmente o Kawasaki Frontale utiliza um outro uniforme, assemelhando-se muito ao segundo uniforme do Grêmio, adotando outro símbolo.

Clube Almagro
O Clube Almagro é um dos clubes de futebol mais populares da Argentina. Foi fundado em 1911, no bairro de Almagro, em Buenos Aires. Atualmente disputa a segunda divisão da principal liga nacional argentina de futebol. As cores azul, preta e branca, assim como o Grêmio, fazem o uniforme do Almagro. A equipe argentina considera-se clube irmão do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, exatamente por essas semelhanças. Desde que a torcida Geral do Grêmio começou a ganhar destaque, principalmente pela famosa avalanche nas arquibancadas do Estádio Olímpico Monumental, iniciou-se um intercâmbio entre os torcedores dos dois clubes.

Hino do Grêmio
O hino do Grêmio é um dos mais conhecidos no Brasil. É um dos hinos do futebol brasileiro escrito por um compositor de renome internacional, o gaúcho Lupicínio Rodrigues. Possui uma melodia vívida e ativa, e caracteriza o famoso verso: Até a pé nós iremos, Para o que der e vier, Mas o certo e que nós estaremos, Com o Grêmio onde o Grêmio estiver. Ao longo das estrofes, o hino cita a fé e o fanatismo dos gremistas. Indica que até mesmo quando a equipe passa por maus momentos, a torcida segue junto apoiando, não importando a situação na qual o time se encontra. Eurico Lara, goleiro que atuou no Grêmio entre a década de 1920 e 1930, é referenciado como "craque imortal".


Mascote
O mascote do Tricolor Gaúcho foi criado pelo cartunista editorial Pompeo, é um mosqueteiro, vestido com as cores do clube. Ele foi adotado como mascote oficial do Grêmio em 1946, e não possui ligação com a história Os Três Mosqueteiros, do francêsAlexandre Dumas.

Curiosidades

Possui a
maior torcida brasileira fora do eixo RJ-SP, ficando em 6º no geral nacional, apenas atrás de clubes cariocas e paulistas.

Possui todos os principais titulos disputáveis por uma equipe brasileira.

Já ganhou de 23 a 0 do Nacional Clube de Porto Alegre, em 1912.

O jogador Sisson marcou 14 gols em uma única partida.

Já goleou o seu maior rival Internacional por 10 a 0, em 1910.

Permaneceu por 5 anos entre os 5 melhores, no Ranking da FIFA (único no Brasil).

A primeira partida de futebol transmitida a cores no Brasil foi Caxias X Grêmio, em 1972.

O Grêmio é a terceira equipe brasileira que mais participou da Taça Libertadores da América.

Foi o time do ex-presidente brasileiro Getúlio Vargas.

Já jogou na neve, em Bento Gonçalves, contra o Esportivo.

Sua camisa tricolor foi a peça esportiva mais vendida no mundo no ano de 1995.

É uma instituição centenária.

Seu jogador, Eurico Lara, virou parte do hino.

Foi a primeira equipe de fora do Rio de Janeiro a vencer no Maracanã (Flamengo 1 x 3 Grêmio), em 1951.

Foi a primeira equipe estrangeira a vencer o Clube Atlético Boca Juniors na Bombonera (Boca 2 x 4 Grêmio), na década de 50.

Na época em que foi concluido, seu estádio era o maior estádio privado do Brasil.

Possui um clube-gêmeo no Japão, o Frontale Kawasaki, com as mesmas cores, distintivo e uniforme.

Possui também uma equipe baseada no Grêmio na Suiça.
www.gremio.ch
Ganhou da Seleção do Uruguai meses antes da decisão da Copa do Mundo de 1950.

Seu estádio é o unico com o anel superior totalmente coberto do sul do país, o Estádio Olímpico Monumental.

O memorial Hermínio Bittencourt, nas dependencias do Estádio Olímpico Monumental, é um dos maiores e mais moderno do Brasil.

A sua bandeira quadriculada com o brasão no meio, é uma referência a bandeira da Grã-Bretanha, por motivo da ascendência britânica e germânica (em alusão à bandeira do antigo Império Alemão) de seus fundadores.

É o time do coração, de Luís Felipe Scolari, campeão mundial com a Seleção Brasileira, e da Taça Libertadores da América e do Brasil pelo Grêmio.

Scotta, jogador do Grêmio foi o autor do primeiro gol da história do Campeonato Brasileiro, na vitória no Tricolor Gaúcho sobre o Tricolor Paulista em 7 de Agosto de 1971.

Até os anos 50, o Grêmio nunca havia admitido um jogador negro. Tesourinha, quebrou o preconceito ao sair do Vasco para jogar no Grêmio em 1953. Desde então, não existe qualquer tipo de preconceito.

Seu uniforme tricolor foi escolhido por estilistas franceses como o mais belo do mundo, em pesquisa realizada em 2005 pela revista Monet, ficando à frente de clubes como Real Madrid e Milan, ambos 2º e 3º colocados na pesquisa.

Durante uma excursão à Europa, em 1961, o Grêmio do lendário técnico Osvaldo Rolla, o "Foguinho", jogou, entre outros países, na Bulgária. Em homenagem ao Tricolor Gaúcho, um pai deu a uma criança nascida nesta época o nome de Gremina. No Memorial Hermínio Bittencourt, no Estádio Olímpico Monumental, há uma foto de Gremina ainda bebê e uma foto recente.

A frase Com o Grêmio onde o Grêmio estiver. foi criada por Salim Nigri, um dos maiores fãs da história do Grêmio, portador de deficiência visual, que é citado constantemente por David Coimbra em seus artigos na seção de esportes do jornal Zero Hora, de Porto Alegre. Em sua casa guarda uma placa recebida do clube como homenagem pela autoria da famosa frase que foi incorporada ao hino.
Sebastián Saja tornou-se o primeiro goleiro a anotar um gol pelo Grêmio em competições oficiais. O feito ocorreu no dia 3 de novembro de 2007, no jogo entre Grêmio e Figueirense, válido pelo Campeonato Brasileiro, no Estádio Olímpico Monumental. Antes disso, o goleiro Nélson foi o primeiro goleiro a marcar gol, em uma partida amistosa contra o 24 de Maio, na inauguração do estádio do clube de Itaqui.

É o único clube do mundo que não apenas venceu, mas como se sagrou campeão com apenas 7 jogadores.

Só Grêmio, Internacional e São Paulo possuem os três títulos internacionais: Recopa Sul-Americana, Taça Libertadores da América e Mundial Interclubes.

O Grêmio possui a 4º maior invencibilidade do país, de 1931 à 1933 não perdendo incríveis 48 partidas, a 8º maior invencibilidade do país também é do clube em 1981, 42 jogos sem perder.

Segundo a pesquisa da Datafolha, o clube possui a maior torcida do Sul do Brasil e do Rio Grande do Sul, ficando em 6º no ranking nacional.
 

dijuan

Veterano
Mensagens
3.042
Reações
27
Pontos
122
Pra que outro??
Tu está de palhaçada né???
Já tem um igualzinho a esse cara!!

Se não tem ninguém postando, é porque está em baixa, e não adianta criar outro!!!
AFFFF
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
dijuan;813932 disse:
Pra que outro??
Tu está de palhaçada né???
Já tem um igualzinho a esse cara!!

Se não tem ninguém postando, é porque está em baixa, e não adianta criar outro!!!
AFFFF
Afffffff
Eu criei outro porque não dava mais pra atualizar, eu vou pedir pra bloquearem o antigo [kbravo]
[kzangado] [kzangado] [:grr] [:grr]
 

dijuan

Veterano
Mensagens
3.042
Reações
27
Pontos
122
Atualizar o que???
Tu só postava noticias e nunca era na 1º página!!!

Mas beleza, o tópico é seu e desculpe me meter!!!
 


[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
donatellomaster;814907 disse:
LOL user detected...:smile

pow cara so Palmerense, mais tenho que lhe dar meus parabens pelo topico....:kongpositivo:
Obrigado, isso mostra o amor pelo meu time [:king]

Galera, se alguem quiser colaborar com vídeos, fotos, wallpaper e outros, manda bala :kongpositivo:
 

_marlon

Ser evoluído
Mensagens
378
Reações
0
Pontos
41
muito bom topico , gostei dos avatares , junto os da galera :D
legal .. só tem um erro que infelizmente vou ter que dizer pra arrumar

O Grêmio é o único time do sul do Brasil a conquistar a Taça Libertadores da América.

:(
 

ocelot_sobis

Bam-bam-bam
Mensagens
5.658
Reações
850
Pontos
309
[Noob Saibot];813918 disse:
O Grêmio é o único time brasileiro de fora do eixo RJ-SP a ser Campeão Intercontinental.[ vc ja ouviu falar em cruzeiro e inter:? ]

Possui a
maior torcida brasileira fora do eixo RJ-SP, ficando em 6º no geral nacional, apenas atrás de clubes cariocas e paulistas.[será:? na minha opniao nao é a maior nao...]
O Grêmio é o único time do sul do Brasil a conquistar a Taça Libertadores da América.[mentira!!!]


Já goleou o seu maior rival Internacional por 10 a 0, em 1910.[do grenal inter 12x0 gremio, no qual o juiz anulou 6 gols(todos validos) acabando apenas 6 a 0, ninguem se lembra...]



Até os anos 50, o Grêmio nunca havia admitido um jogador negro. Tesourinha, quebrou o preconceito ao sair do Vasco para jogar no Grêmio em 1953. Desde então, não existe qualquer tipo de preconceito.
[I dont think so...]

no mais, é só a minha opiniao. vc muda o q quiser, afinal, o topico é seu...
 

_Morgoth_

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.044
Reações
2.071
Pontos
564
O Grêmio é o único time brasileiro de fora do eixo RJ-SP a ser Campeão Intercontinental.[ vc ja ouviu falar em cruzeiro e inter ] InterContinental = Mundial. Quando Cruzeiro e Inter ganharam um Mundial?
Possui a maior torcida brasileira fora do eixo RJ-SP, ficando em 6º no geral nacional, apenas atrás de clubes cariocas e paulistas.[será na minha opniao nao é a maior nao...] Tudo bem, a sua opinião é mais importante do que uma pesquisa do Ibope [kong]
O Grêmio é o único time do sul do Brasil a conquistar a Taça Libertadores da América.[mentira!!!] Dados desatualizados :-(
Já goleou o seu maior rival Internacional por 10 a 0, em 1910.[do grenal inter 12x0 gremio, no qual o juiz anulou 6 gols(todos validos) acabando apenas 6 a 0, ninguem se lembra...] Quem garante que se o juiz tivesse dado os gols o inter continuaria tentando atacar? Não podemos ficar nesse "achismo".
Até os anos 50, o Grêmio nunca havia admitido um jogador negro. Tesourinha, quebrou o preconceito ao sair do Vasco para jogar no Grêmio em 1953. Desde então, não existe qualquer tipo de preconceito.
[I dont think so...] Hugo, Léo Lima, Jeovânio, Evaldo... Todos negros e titulares do time. Onde está o preconceito?
Que droga isso de não poder quotar uma mensagem já quotada... [kzangado]
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Pronto, já editei :P

Vocês poderiam contribuir com vídeos, wallpapers, fotos e outro né?
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Tricolor faz cálculos para a Libertadores

Técnico acredita que o time precisa fazer 50% dos pontos restantes no Brasileiro



Mano diz que ainda não pensa no título do Brasileirão

PORTO ALEGRE – Antes de pensar no título do Campeonato Brasileiro, o Grêmio faz os cálculos para conquistar uma vaga na Taça Libertadores de 2007. Segundo o técnico Mano Menezes, para terminar a competição entre os quatro primeiros a equipe precisa somar a metade dos pontos que ainda vai disputar.

Nas primeiras 26 rodadas do Brasileiro, o Tricolor fez 45 pontos, o que deixa o time na segunda colocação. Sem pensar em alcançar o líder São Paulo (50), Mano Menezes faz as contas para os 12 jogos restantes.
- Se fizermos 50% dos pontos vamos ficar na zona da Libertadores. O cálculo é feito em cima da situação atual do campeonato, e sabemos que outros fatores influenciam. Mesmo tendo o confronto direto com o São Paulo, ainda não vamos pensar em título – declara

Só 50%?, não vai ser muito difícil não fazer os 50% :rox
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Mudanças estão praticamente confirmadas

Wellington volta para o banco e Bruno Teles ganha vaga contra o Palmeiras

PORTO ALEGRE - O técnico Mano Menezes deu indícios de que o Grêmio terá mesmo mudanças contra o Palmeiras na próxima quarta-feira. Além de substitutos para Lucas, convocado para a seleção brasileira, e Léo Lima, machucado, o treinador deverá mandar Wellington para o banco.

Apesar da insistência de Mano, o lateral-esquerdo não tem correspondido e dará lugar a Bruno Teles. Sandro treinou novamente entre os titulares e está mais do que confirmado para substituir Lucas.
A ndefinição em relação ao substituto de Leo Lima é a única que permanece na cabeça do técnico. Submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo, o meia levará pelo menos 20 dias para se recuperar. A exemplo de sexta, Ramón foi o escolhido para treinar entre os titulares e pode ser confirmado para iniciar o jogo. Rafinha segue com chances, mas deverá ser preterido por Mano Menezes.

Enfim o Wellington sai :smile
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Mano Menezes: o craque do Tricolor gaúcho

Em entrevista exclusiva, técnico diz que não faz planos para a carreira


Mano Menezes: prioridade do Grêmio para ano que vem

PORTO ALEGRE – O principal responsável pela bela campanha do Grêmio no Campeonato Brasileiro não entra em campo. Luiz Antônio Venker Menezes, o Mano, vem se destacando no cenário nacional como um técnico estrategista logo na sua primeira oportunidade em um time de ponta.

Há quase um ano e meio no cargo, a diretoria afirma que sua permanência é a prioridade para a próxima temporada. Antes de chegar ao Tricolor em abril de 2005 – com a missão de tirar o clube da Série B – o treinador, que iniciou a carreira em 1997, teve passagens no Guarani de Venâncio Aires, Brasil de Pelotas, Irati-PR, 15 de Novembro e Caxias.
Mano nunca abandona fala tranqüila e o jeito discreto, tanto nos bons quanto nos maus momentos da equipe. Em entrevista para o GLOBOESPORTE.COM, o ex-zagueiro de 43 anos, marido de Maria Inês e pai de Camilla, fala do seu estilo de trabalhar, que hoje é sinônimo de competência dentro do Olímpico.
GLOBOESPORTE.COM – Tudo indica que você permanecerá no cargo em 2007. Numa profissão tão inconstante, como é estar há duas temporadas como técnico e vivendo essa perspectiva?
Mano Menezes – Ter a possibilidade de dar continuidade ao trabalho é muito importante. Todos ganham com isso, eu fico mais tranqüilo, o time se acerta com mais facilidade e o clube vê os resultados. Fico feliz com o reconhecimento, mostra que muitos estão observando e estou sendo aprovado na avaliação.
GLOBOESPORTE.COM – Parece que você chegou no Grêmio com uma idéia de equipe, e desde então mantém a formação. Muitos jogadores ganharam e perderam a titularidade nesse processo. Como faz a montagem do time?
Mano – Existem duas maneiras de construir a estrutura da equipe. Uma é chegar com o esquema pronto, mas prefiro avaliar as peças que tenho à disposição. Quando chego em um grupo, analiso as características dos jogadores, e depois penso no esquema. Assim é mais fácil criar uma forma compacta de atuar, e com a continuidade vamos acertando os detalhes.
GLOBOESPORTE.COM – O Grêmio foi além de todas as previsões feitas pela sua comissão técnica em todos os campeonatos que disputou. No Campeonato Brasileiro a idéia era a Copa Sul-Americana e agora é um dos candidatos ao título. O planejamento é feito de forma modesta, ou o time tem surpreendido?
Mano – Qualquer objetivo só é alcançado se o time estiver se sentindo confiante. Numa competição de pontos corridos é importante estabelecer uma meta sem falar em título. Se eu dissesse que iríamos para a Libertadores e a torcida visse a gente na zona de rebaixamento, como ocorreu nas primeiras rodadas, a desconfiança seria grande. Tento evitar a pressão desnecessária.
GLOBOESPORTE.COM – Você costuma dizer que tenta manter o relacionamento com os jogadores estritamente profissional, e assim sempre teve controle sobre o grupo. Qual é o jogador com personalidade mais difícil de administrar?
Mano – Sem dúvida é o jogador burro. Não importa o comportamento, ele tem que entender o que precisa fazer taticamente. Se tiver capacidade de cumprir a função, tem totais condições de entrar no time, mesmo sem ter qualidade diferenciada.
GLOBOESPORTE.COM – Há dez anos o Grêmio não ganha um jogo em Goiânia. Na última rodada foi 4 a 0 para o Goiás, e na temporada passada levou o mesmo placar para a Anapolina. Como faz para esquecer esse tipo de derrota?
Mano – Ser goleado faz parte do futebol, e parece que o time tem uma dificuldade diferente em Goiás, já chegou a levar sete gols anteriormente. É ruim, mas fugir da responsabilidade é o pior caminho. O importante é evitar as incertezas para não produzir efeitos negativos no grupo.
GLOBOESPORTE.COM – Além do futebol, tem outra paixão?
Mano – Atualmente o Grêmio ocupa praticamente todo o meu tempo, não dá para pensar em outra coisa. Gosto de ficar com a família, reunir alguns amigos para um churrasco, mas isso tem sido raro.
GLOBOESPORTE.COM – Por ser uma pessoa caseira, como administra o longo tempo longe da família?
Mano – Esta é a parte ruim da profissão. É comum ficar ausente em datas importantes como a Páscoa, ou até coisas particulares. Não pude ir à formatura da minha filha, em agosto, porque tivemos jogo na mesma hora. Até as férias ficam complicadas por causa das pré-temporadas. É um prejuízo e já me acostumei, tento pensar em outras compensações.
GLOBOESPORTE.COM – Quando o Luis Antônio adotou o nome Mano Menezes?
Mano – Vem de família, mesmo. Desde pequeno minha irmã me chama assim, e resolvi adotar.
GLOBOESPORTE.COM – O Mano zagueiro teria chance de ser escalado num time seu?
Mano – Não. Tive uma carreira média pelo interior do Estado, e vi que não teria chances de conquistar estabilidade, nem me realizaria. Por isso abandonei os gramados e me dediquei à função de técnico.
GLOBOESPORTE.COM – Se espelha em algum técnico?
Mano – Tenho alguns parâmetros. O Ênio Andrade foi o primeiro técnico do Sul a apresentar evoluções táticas. Pela ligação com o clube, não há como não lembrar do Felipão. Aprendi muito no estágio para técnico que fiz com o Paulo Autuori, e quando trabalhei nas categorias de base do Internacional quem comandava o time era o Parreira. Tudo serve de ensinamento.
GLOBOESPORTE.COM – Qual é a grande ambição na carreira?
Mano – Um técnico precisa viver a realidade do momento. O que quero é ter continuidade no Grêmio. Time grande precisa sempre buscar títulos, eu já conquistei dois (Série B e Gauchão) e vou pensar em mais.
GLOBOESPORTE.COM – Não houve rodada do Campeonato Brasileiro neste fim de semana devido às eleições. Política também lhe dá dor de cabeça?
Mano – Na verdade eu até gosto de política. Meu pai era ligado a partidos, e desde pequeno convivi com isso, aprendi a achar interessante. Atualmente não há como não se decepcionar com tudo o que tem acontecido. Mas eu segui outro rumo, política e futebol não combinam.
GLOBOESPORTE.COM – No final do ano é provável que o volante Lucas (19 anos), lançado por você no final de 2005, seja vendido para a Europa. Como encara essa precoce saída dos jovens?
Mano – É um fator muito negativo. Enquanto nossa economia não melhorar vai ser difícil concorrer com o exterior. Os clubes do Brasil perdem a referência, a relação com o torcedor se deteriora. Quando eles começam a gostar de algum jogador ele vai embora, e fica a frustração. É como se eles fossem traídos na sua paixão, ficam impacientes, e geralmente a culpa cai sobre o técnico.
GLOBOESPORTE.COM – Para acabar com a violência nas arquibancadas, o próximo clássico Gre-Nal (dia 5 de novembro) pode ter torcida única. Caso se confirme, acha essa atitude correta?
Mano – Considero muito radical. Todos querem o fim de cenas como as do jogo no Beira-Rio (dia 30 de julho), mas é preciso procurar outros mecanismos. Nenhuma torcida deveria ser privada de ir ao estádio.

Já fiseram até uma entrevista com o Mano ;D
 

Felipe1459

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.928
Reações
11.628
Pontos
774
os cara fazem tempestada em copo d'água. Minha dúvida é se o cara tava atrás de erros ou estava realmente interessado em conhecer a história do clube.
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Desde 2003, campeão teve melhor ataque

No Brasileirão-2006, Grêmio é o time que mais gols marcou por enquanto


Grêmio tenta repetir a sina de outros campeões

RIO DE JANEIRO - Bom sinal para o Grêmio, atualmente dono do melhor ataque do Campeonato Brasileiro. Desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos, todos os campeões foram aqueles que marcaram mais gols no certame.

Em 2003, o Cruzeiro garantiu o título marcando 102 gols (média de 2,22 por partida). No ano seguinte, o Santos faturou o caneco e foi além, quebrando o recorde da Raposa - marcou 103 gols, média de 2,24. Em 2005, o Corinthians fez 87 gols (média de 2,08) e conquistou o quatro troféu nacional de sua história.

Em 2006, a média do Grêmio é baixa: apenas 1,8 gols por jogo. Mais uma tendência de que, infelizmente, bola na rede tem sido artigo de luxo no Brasileirão deste ano.
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Felipe1459;816416 disse:
os cara fazem tempestada em copo d'água. Minha dúvida é se o cara tava atrás de erros ou estava realmente interessado em conhecer a história do clube.
Isso mesmo, será que eles se interessaram pela história do clube ou só leram pra ver se tinha erros

ps: ninguem vai comentar da nova contratação do Grêmio?
 

Tricolor dos Pampas

Bam-bam-bam
Mensagens
20.934
Reações
17
Pontos
369
Felipe1459;816521 disse:
Tô perdido aqui. Que contratação é essa?
O lateral-esquerdo Pedrinho, de 17 anos, será emprestado pelo Sergipe ao Grêmio. Os detalhes foram acertados entre os dirigentes dos dois clubes. Desde que chegou ao time sergipano, vindo do município de Riachão do Dantas (SE), o jovem jogador sempre mostrou valor vestindo a camisa rubra. Pedrinho deverá viajar na próxima terça-feira para Porto Alegre, onde se juntará a outro jogador revelado no Sergipe, o zagueiro William.
 

Agente Rolf

Veterano
Mensagens
1.871
Reações
3
Pontos
139
Apesar de ser palmeirense, achei legal a sua idéia de manter um tópico sobre seu time.

[Noob Saibot] disse:
O Grêmio é o único time do sul do Brasil a conquistar a Taça Libertadores da América.
Acho que isso deveria ser editado, afinal se trata de informação inverossímil. Não é porque o maior rival do time acabou de conquistar o título este não é contabilizado. Vamos ser imparciais.
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Agente Rolf;816547 disse:
Apesar de ser palmeirense, achei legal a sua idéia de manter um tópico sobre seu time.


Acho que isso deveria ser editado, afinal se trata de informação inverossímil. Não é porque o maior rival do time acabou de conquistar o título este não é contabilizado. Vamos ser imparciais.
Acontece que eu fui editar e apaguei a frase errada
 

Felipe1459

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.928
Reações
11.628
Pontos
774
Tricolor dos Pampas;816527 disse:
O lateral-esquerdo Pedrinho, de 17 anos, será emprestado pelo Sergipe ao Grêmio. Os detalhes foram acertados entre os dirigentes dos dois clubes. Desde que chegou ao time sergipano, vindo do município de Riachão do Dantas (SE), o jovem jogador sempre mostrou valor vestindo a camisa rubra. Pedrinho deverá viajar na próxima terça-feira para Porto Alegre, onde se juntará a outro jogador revelado no Sergipe, o zagueiro William.
até o pedrinho do sítio do pica-pau amarelo joga melhor que o wellington
 

_Morgoth_

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.044
Reações
2.071
Pontos
564
Eu acho uma boa essas parcerias com times menores, pois o Grêmio não perde quase nada se esses caras não vingarem, e se eles realmente jogarem bem dá pra conseguir uma boa grana, sem falar em títulos :smile
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Se não for pedir muito Tricolor dos Pampas, dá pra editar o foto do Olímpico?
É que aumentou a barra da página
 

[Noob Saibot]

Bam-bam-bam
Mensagens
19.520
Reações
538
Pontos
424
Grêmio supera Fla e Timão em média de público
Inter também leva mais torcedores ao estádio que Flamengo e Corinthians


Torcida do Grêmio é a que mais comparece ao estádio

RIO DE JANEIRO- Não raro o Flamengo arrasta multidões nos estádios do Brasil afora. Que o diga o Corinthians: time de maior torcida em São Paulo, estado mais populoso do País. Mas quando o assunto é média de público nos jogos em casa pelo Campeonato Brasileiro, eis que surge outro filão: o Grêmio.
O fenômeno sulista se deve ao fato de o Tricolor gaúcho levar 23.845 torcedores, em média, por partida ao Olímpico. Patamar seguido de perto pelo rival Inter (22.204). E bem à frente de clubes tão populares como Flamengo (15.764) e Corinthians (15.219).
O Grêmio também tem a melhor arrecadação entre os 20 times que disputam o Brasileirão: R$ 277.852 em dez jogos como mandante computados pela CBF. Só perde em popularidade no quesito partida com maior público até a 26ª rodada. Ponto para o Flamengo, que colocou 41.467 torcedores no Maracanã na reestréia de Sávio com a camisa rubro-negra diante o Goiás.
Por outro lado, a estatueta de clube menos popular do Brasileirão vai para o São Caetano, que amarga oito entre as dez piores médias de público da competição. Além de ter protagonizado o duelo mais insosso até o momento: São Caetano 2 x 1 Atlético-PR para 363 "testemunhas".
Te cuida São Paulo! Se a torcida for o principal jogador de cada time, como dissera PC Gusmão em relação ao Fluminense, o Grêmio caminha a passos largos rumo ao título do Campeonato Brasileiro.


O Grêmio recuperou a o liderança da média de público no Campeonato Brasileiro :rox :rox

Imagina então se não tivesse perdido aqueles mando de campo? :eek: :eek: :eek:

Além de ter protagonizado o duelo mais insosso até o momento: São Caetano 2 x 1 Atlético-PR para 363 "testemunhas".
:-D :-D :-D :-D :-D
 
Topo