O que há de Novo?
  • Novo tema escuro está disponível
    Um novo visual para o fórum com fundo escuro agora está disponível para todos. Você pode escolher o tema clicando no ícone de pincel no canto inferior esquerdo da página.


Jogos com história contada por cutscene te incomodam?

Mensagens
648
Curtidas
985
Pontos
143
#1
Venho notado que o termo "filminho" vem sendo usado cada vez mais de maneira a diminuir certos games. As pessoas não gostam mais de games com história? Na minha opinião a história é tão importante quanto o gameplay. Games como The Witcher 3 e TLOU me agradaram bem mais pelo story telling do que pelo gameplay em geral (apesar que achei o gameplay de ambos decente). Pra você história em games é algo dispensável?
 


Mensagens
2.734
Curtidas
293
Pontos
159
#6
Não que eu seja contra, mas prefiro jogos sem muito apego emocional. Por mim, cutscenes são importantes, mas acho que fica meio apelativo toda hora ficar na batida emocional. Quando o 'filminho' ajuda o enredo do jogo, ok. Mas se toda hora pára para chorar, abraçar e tal, já pulo a cutscene. Lembrando que é apenas a minha opinião, pessoal! :kjoinha
 


Mensagens
5.582
Curtidas
10.271
Pontos
404
#10
Depende, tipo, Witcher 3 só não jogo com um balde de pipoca do lado pq não quero engordurar o mouse... mas isso pq é um jogo "focado em história", se fosse um mais "focado em gameplay", iria ficar muito incomodado!

Falando nisso, esses dias achei esse canal de youtube, o senso de humor da mina é muito bom:

"let me play, let me play"...

Não me incomoda. Só não pode ser filminho interativo.
Vontade de matar o primeiro fdp que teve a ideia de "coloca um filme que lá no meio você tem que apertar X para dar uma espadada no bixo"... Ou é filme para você largar o mouse e relaxar, ou deixa gameplay fluir. Única exceção talvez é em jogo de terror assim que acabar o filme ter algum bicho pulando em cima para você tomar aquele susto, mas mesmo assim é um "dick move", tem que ser usado bem pontualmente.
 
Ultima Edição:
Mensagens
14.946
Curtidas
7.381
Pontos
484
#13
Se passar 5 minutos e eu não tiver controlando o boneco já mando o desenvolvedor pra puta que o pariu.
Idem, se eu quisesse ver filme ligaria netflix não o video game

Depende, tipo, Witcher 3 só não jogo com um balde de pipoca do lado pq não quero engordurar o mouse... mas isso pq é um jogo "focado em história", se fosse um mais "focado em gameplay", iria ficar muito incomodado!

Falando nisso, esses dias achei esse canal de youtube, o senso de humor da mina é muito bom:
"let me play, let me play"...

Witcher 3 dá pra relevar, até pq tu pode escolher também o que vai falar nas conversas, não é só ficar assistindo! E tem muito mais gameplay que filminho, demorei umas 200 horas+ pra terminar um play e dar new game+, tem muita coisa.
 
Mensagens
9.521
Curtidas
3.541
Pontos
459
#14
pra mim, quanto mais ceninha melhor.
Jogos, pra mim, são uma midia mais interativa pra se contar histórias. Não consigo jogar nada sem modo single player ou que tem uma história minimamente decente. história pra mim é mais importante que gráficos (desde que seja uma comparação entre mediano e bom. Gráfico ruim/indie com cara de jogo de ps2 hj em dia eu n aguento n) ou mesmo gameplay (se n eu n teria jogado heavy rain, beyond...)
 
Mensagens
2.262
Curtidas
3.215
Pontos
303
#17
Depende. Cgs bem utilizadas e nos momentos certos é algo interessante. Foda é o excesso. Digo o mesmo sobre momentos em que você controla o personagem e nada relevante ocorre. Destaco aqui Spider-man, The Last of Us e Uncharted 4. É muito momento scriptado ou walking simulator. Eu, particularmente, não sinto prazer em voltar para casa após um dia cansativo de trabalho e passar 1 hora assistindo ou controlando apenas o analógico esquerdo. Por outro lado, julgo interessantes jogos como Detroit ou Dragon Age, cujo foco é narrativo, mas há um incentivo para se preocupar com a história, já que vocè toma decisões e o universo reage. E isso é muito foda.
 
Mensagens
9.701
Curtidas
15.321
Pontos
353
#18
Geralmente não gosto de jogos com cutscenes demais, prefiro quando são mais direto ao gemeplay.

Mas existem exceções, algumas desenvolvedoras sabem usar as cutscenes da maneira certa como a Naughty Dog, Insomniac e a Rockstar.

Agora, Kingdom Hearts 3 por exemplo, na minha opinião conseguiu se segurar mais ou menos graças ao material base da Disney, toda vez que a Square precisava apresentar conteúdo original falhava miseravelmente com cutscenes cheias de diálogos chatos. Também erraram muito no timing interrompendo o gameplay várias vezes num curto espaço de tempo para apresentar cutscenes.

Por fim, gameplay >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> vida >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> história.

É possível um jogo ser bom com um excelente gameplay e uma história medíocre, agora o contrário não.
 
Mensagens
593
Curtidas
144
Pontos
134
#19
Cgs bem implementadas e na hora certa, na minha opinião, só acrescentam ao game como um todo...a cuts de abertura (lembro bem de Onimusha 2, que maravilha aquilo) não raras vezes já definiam meu apego ou não ao jogo. Pra quem curte um bom game off-line, acho essencial o bom uso de cuts. Abraço putada kkkk
 
Mensagens
9.131
Curtidas
20.733
Pontos
344
#20
Não deveria ser essencial.

Mas eu penso que vai da proposta do jogo, de um modo geral, um game como Mario não precisa de uma linha de tempo profunda ou temas mirabolantes, já um game como Metal Gear Solid tinha uma trama sendo contada, então faz sentido isso.
 
Mensagens
521
Curtidas
725
Pontos
133
#22
Se jogabilidade e todo o resto for bom (como nos jogos da Naughty Dog e Insomniac) não vejo problema.

Não gosto de jogos como Heavy Rain, Beyond 2 Souls, Detroit, The Walking Dead, etc (único jogo desse tipo que gostei foi o Life is Strange)
 
Mensagens
593
Curtidas
144
Pontos
134
#25
Cgs bem implementadas e na hora certa, na minha opinião, só acrescentam ao game como um todo...a cuts de abertura (lembro bem de Onimusha 2, que maravilha aquilo) não raras vezes já definiam meu apego ou não ao jogo. Pra quem curte um bom game off-line, acho essencial o bom uso de cuts. Abraço putada kkkk
 

Toadao

Habitué da casa
Mensagens
362
Curtidas
350
Pontos
98
#28
Historia contada por cutscene nunca me incomodou, nem vejo no que atrapalharia. Desde a epoca pós Atari, passando por NES e Snes com aqueles quadradinhos de historia, que as vezes jogava em japa e nao entendia bulhufas, to acostumado com jogos narrativos. E convenhamos, cutscenes de hoje sao uma forma muito melhor de se narrar do que quadradinhos, loool...

Como esquecer o encontro com Zelda no Ocarina? Ou o beijo entre Yuna e Tidus no lago? Cutscene sao sim importantes em qualquer jogo com estilo narrativo(ou seja, a maioria esmagadora dos jogos atuais).

Respeito quem nao gosta de cutscene, quem prefere algo bem arcadao e veloz, mas a gente sabe que chamar de filminho virou um lugar comum completamente sem significado, um status inventado por haters pra fazer criticas sem nexo. Jogo filminho mesmo morreu com Sega Cd. Se a critica do cara é "mimimi jogo filminho", é porque nao tem critica, simples assim, ta mentido pra si mesmo...
 

Cyber King

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.676
Curtidas
11.560
Pontos
699
#32
Eu gosto bastante de uma cutscene, não importa a duração, principalmente as que são bem relevantes pra história, as que usam bom jogo de câmeras, que tenham cenas de ação, bons diálogos, etc.

Comecei a gostar de cutscene principalmente no PS1, quando ainda era novidade. Eu não via a hora de aparecer elas em Final Fantasy VII, lembro até hoje quando a Aeris morreu naquela Cutscene épica.

Resident Evil 2 também introduziu as cutscenes, eram no começo, meio do jogo e no final. Eu e meu irmão zerava o jogo só pra ver e rever. Parasite Eve era outro que tinham as cutscenes muito boas. Nessa época ainda eram chamados de Full Motion.

Abertura de Tekken 3 então, era maravilhosa.

Gostava porque o visual delas eram bem diferentes dos jogos, hoje com os gráficos atuais eles acabam utillizando gráficos da própria engine. Então eu cresci vidrado nesses Full Motion e aprendi a gostar demais de Cutscenes, ou "filminhos".

Eu torço muito pra ter um remake ou remaster de Metal Gear Solid 4, um dos meus jogos preferidos.
 
Mensagens
3.864
Curtidas
5.850
Pontos
303
#33
Venho notado que o termo "filminho" vem sendo usado cada vez mais de maneira a diminuir certos games.
Pra começo de conversa, quando o cara usa a palavra "filminho" aqui na OS eu já descarto a opinião e passo a respeitar menos o user. O cara que pra argumentar precisa usar um termo com conotação depreciativa... eu prefiro desprezar, esse tipo de opinião não tem valor pra mim.

De resto, o que me segura num jogo é a história e/ou narrativa... Um jogo que é puro gameplay é ótimo, mas dificilmente eu vou até o final pq simplesmente o desafio não me prende.
 

DocVooDoo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.402
Curtidas
34.453
Pontos
739
#35
Venho notado que o termo "filminho" vem sendo usado cada vez mais de maneira a diminuir certos games. As pessoas não gostam mais de games com história? Na minha opinião a história é tão importante quanto o gameplay. Games como The Witcher 3 e TLOU me agradaram bem mais pelo story telling do que pelo gameplay em geral (apesar que achei o gameplay de ambos decente). Pra você história em games é algo dispensável?
Mas é claro. Você tem um puta videogame, com capacidade de milhões de teraflops, que potencialmente pode te dar uma alta liberdade de jogabilidade para no fim ficar presos nos "trilhos" onde você não tem liberdade de escolha alguma, se limitando a fazer exatamente aqui que o desenvolvedor quer que você faça naquele momento???

Se eu quisesse jogo filminho ei ficava no Sega CD jogando Dragon´s Lair, Time Gal, Road Avenger.
 

Topo