O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[Mídias] Quem lacra, não lucra.

Max pierre

Bam-bam-bam
Mensagens
664
Reações
2.439
Pontos
273
Se fosse uma mulher com 007 mas fosse alguém bem femme fatale, provocante, mas ao mesmo tempo boa de briga eu compraria, agora se for uma lacradora... :facepalm
 


Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.429
Reações
50.263
Pontos
553
Vai ser tipo Capitã Marvel, ninguém foi ver, ninguém fala do filme (sério, foi "sucesso de bilheteria" mais morno que eu vi... E olha que meus amigos até filmes da DC comentavam algo, nem que fosse pra falar mal) mas vão ter estranhamente bilheteria e notas de críticos pra dizer que foi sucesso.

Mas aí no próximo filme voltam a um homem.
 

Adam Sandler

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
26.629
Reações
41.483
Pontos
553
Vai ser tipo Capitã Marvel, ninguém foi ver, ninguém fala do filme (sério, foi "sucesso de bilheteria" mais morno que eu vi... E olha que meus amigos até filmes da DC comentavam algo, nem que fosse pra falar mal) mas vão ter estranhamente bilheteria e notas de críticos pra dizer que foi sucesso.

Mas aí no próximo filme voltam a um homem.
Esse sucesso da Capitã Marvel me lembra o filme do fundador da Universal, não faz sentido a bilheteria.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.429
Reações
50.263
Pontos
553
Esse sucesso da Capitã Marvel me lembra o filme do fundador da Universal, não faz sentido a bilheteria.
Entao, até sei de gente que foi assistir para pegar a deixa de Vingadores Guerra Infinita e a ligação com o próximo. Entre meus colegas de sala na empresa, um trio foi assistir. Voltaram nem empogados falando que era bom, nem chateados falando que era ruim, simplesmente é como se não tivessem nada pra falar.

Pode ter chegado no bilhão com pessoas que eu não conheço? Pode. Mas não senti esse clima de que um monte de pessoas foi ver...
 

Darth_Tyranus

Bam-bam-bam
Mensagens
969
Reações
5.035
Pontos
283
Novo símbolo da ultra-direita.

'Arte deveria ser livre', diz Scarlett Johansson ao defender direito de viver transexual
'Como atriz, eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho', declarou a atriz
Por iG
Publicado às 17h08 de 14/07/2019 - Atualizado às 17h08 de 14/07/2019
Scarlett Johansson
Scarlett Johansson - AFP
São Paulo - Uma das atrizes mais populares de Hollywood resolveu falar sobre a dificuldade que tem em conseguir determinados papeis. Scarlett Johansson soma sucessos, como a heroína Viúva Nega de “Vingadores”, mas confessou em entrevista a revista As If que se sente mal por saber que já largou um papel por rejeição do público.

Para Scarlett Johansson , o politicamente correto permeia as escalações de elenco e isso a impede de viver novos desafios no cinema. “Como atriz , eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho, essas são as exigências do meu trabalho”, declarou.

A atriz acrescentou: “Eu sinto que o politicamente correto é uma tendência em meus negócios e isso precisa acontecer por várias razões sociais, mas às vezes eu fico desconfortável quando isso afeta a arte porque eu sinto que a arte deveria ser livre de restrições”.

A interprete da Viúva Negra deu essas declarações porque em junho do ano passado ela abandonou o elenco do filme “Rub & Tug”, no qual foi escala para interpretar uma transexual . Quando foi anunciada como Dante Tex Gill recebeu duras críticas. Em 2016, ela também se viu em uma situação parecida por aparecer em uma adaptação do anime japonês “Ghost in the Shell”.

Os fãs ficaram desapontados porque Scarlett Johansson não era oriental e eles queriam uma atriz japonesa para o papel principal. Isso teve reflexos negativos e o filme não foi bem recebido após seu lançamento.

Fonte: https://odia.ig.com.br/diversao/celebridades/2019/07/5663138--arte-deveria-ser-livre---diz-scarlett-johansson-ao-defender-direito-de-viver-transexual.html
 


Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.035
Reações
77.453
Pontos
553
Novo símbolo da ultra-direita.

'Arte deveria ser livre', diz Scarlett Johansson ao defender direito de viver transexual
'Como atriz, eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho', declarou a atriz
Por iG
Publicado às 17h08 de 14/07/2019 - Atualizado às 17h08 de 14/07/2019
Scarlett Johansson
Scarlett Johansson - AFP
São Paulo - Uma das atrizes mais populares de Hollywood resolveu falar sobre a dificuldade que tem em conseguir determinados papeis. Scarlett Johansson soma sucessos, como a heroína Viúva Nega de “Vingadores”, mas confessou em entrevista a revista As If que se sente mal por saber que já largou um papel por rejeição do público.

Para Scarlett Johansson , o politicamente correto permeia as escalações de elenco e isso a impede de viver novos desafios no cinema. “Como atriz , eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho, essas são as exigências do meu trabalho”, declarou.

A atriz acrescentou: “Eu sinto que o politicamente correto é uma tendência em meus negócios e isso precisa acontecer por várias razões sociais, mas às vezes eu fico desconfortável quando isso afeta a arte porque eu sinto que a arte deveria ser livre de restrições”.

A interprete da Viúva Negra deu essas declarações porque em junho do ano passado ela abandonou o elenco do filme “Rub & Tug”, no qual foi escala para interpretar uma transexual . Quando foi anunciada como Dante Tex Gill recebeu duras críticas. Em 2016, ela também se viu em uma situação parecida por aparecer em uma adaptação do anime japonês “Ghost in the Shell”.

Os fãs ficaram desapontados porque Scarlett Johansson não era oriental e eles queriam uma atriz japonesa para o papel principal. Isso teve reflexos negativos e o filme não foi bem recebido após seu lançamento.

Fonte: https://odia.ig.com.br/diversao/celebridades/2019/07/5663138--arte-deveria-ser-livre---diz-scarlett-johansson-ao-defender-direito-de-viver-transexual.html
E obviamente a Lacrolandia caiu matando em cima dela, ofendendo-a de todas as formas possíveis. Engraçado é que além de ter a mesma orientação política do povo da Lacrolandia, Scarlett Johansson é, vejam só, uma mulher. Não é esse povo que vive dizendo que respeita as mulheres? .......... Ah, isso só acontece quando elas agem de acordo com a famigerada agenda, né? Tinha me esquecido desse detalhe. :kclassic

 

xxxnerozzz

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.977
Reações
15.140
Pontos
569
Novo símbolo da ultra-direita.

'Arte deveria ser livre', diz Scarlett Johansson ao defender direito de viver transexual
'Como atriz, eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho', declarou a atriz
Por iG
Publicado às 17h08 de 14/07/2019 - Atualizado às 17h08 de 14/07/2019
Scarlett Johansson
Scarlett Johansson - AFP
São Paulo - Uma das atrizes mais populares de Hollywood resolveu falar sobre a dificuldade que tem em conseguir determinados papeis. Scarlett Johansson soma sucessos, como a heroína Viúva Nega de “Vingadores”, mas confessou em entrevista a revista As If que se sente mal por saber que já largou um papel por rejeição do público.

Para Scarlett Johansson , o politicamente correto permeia as escalações de elenco e isso a impede de viver novos desafios no cinema. “Como atriz , eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho, essas são as exigências do meu trabalho”, declarou.

A atriz acrescentou: “Eu sinto que o politicamente correto é uma tendência em meus negócios e isso precisa acontecer por várias razões sociais, mas às vezes eu fico desconfortável quando isso afeta a arte porque eu sinto que a arte deveria ser livre de restrições”.

A interprete da Viúva Negra deu essas declarações porque em junho do ano passado ela abandonou o elenco do filme “Rub & Tug”, no qual foi escala para interpretar uma transexual . Quando foi anunciada como Dante Tex Gill recebeu duras críticas. Em 2016, ela também se viu em uma situação parecida por aparecer em uma adaptação do anime japonês “Ghost in the Shell”.

Os fãs ficaram desapontados porque Scarlett Johansson não era oriental e eles queriam uma atriz japonesa para o papel principal. Isso teve reflexos negativos e o filme não foi bem recebido após seu lançamento.

Fonte: https://odia.ig.com.br/diversao/celebridades/2019/07/5663138--arte-deveria-ser-livre---diz-scarlett-johansson-ao-defender-direito-de-viver-transexual.html
Seguindo a lógica artista trans não pode interpretar uma mulher, ou homem, só pode interpretar trans ?

Esses movimentos são hipócritas.

Eu lembro disso de tirarem ela do papel pq ela é mulher ( irônico e trágico ) kkkkkk
 
Ultima Edição:

ChaosRaptor

Bam-bam-bam
Mensagens
1.688
Reações
4.573
Pontos
303
Por mais que seja impossivel que o choque faça com que ela finalmente mude de lado, agora ela viu o que o lado que ela defende faz com quem larga de ser NPC e ganha pensamento próprio, pior que antes dela caiur na ladainha quando se juntou a Disney, ela era bem mais solta.
 

Axel_DM

Bam-bam-bam
Mensagens
2.245
Reações
4.813
Pontos
293
Novo símbolo da ultra-direita.

'Arte deveria ser livre', diz Scarlett Johansson ao defender direito de viver transexual
'Como atriz, eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho', declarou a atriz
Por iG
Publicado às 17h08 de 14/07/2019 - Atualizado às 17h08 de 14/07/2019
Scarlett Johansson
Scarlett Johansson - AFP
São Paulo - Uma das atrizes mais populares de Hollywood resolveu falar sobre a dificuldade que tem em conseguir determinados papeis. Scarlett Johansson soma sucessos, como a heroína Viúva Nega de “Vingadores”, mas confessou em entrevista a revista As If que se sente mal por saber que já largou um papel por rejeição do público.

Para Scarlett Johansson , o politicamente correto permeia as escalações de elenco e isso a impede de viver novos desafios no cinema. “Como atriz , eu deveria ser capaz de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal, porque esse é o meu trabalho, essas são as exigências do meu trabalho”, declarou.

A atriz acrescentou: “Eu sinto que o politicamente correto é uma tendência em meus negócios e isso precisa acontecer por várias razões sociais, mas às vezes eu fico desconfortável quando isso afeta a arte porque eu sinto que a arte deveria ser livre de restrições”.

A interprete da Viúva Negra deu essas declarações porque em junho do ano passado ela abandonou o elenco do filme “Rub & Tug”, no qual foi escala para interpretar uma transexual . Quando foi anunciada como Dante Tex Gill recebeu duras críticas. Em 2016, ela também se viu em uma situação parecida por aparecer em uma adaptação do anime japonês “Ghost in the Shell”.

Os fãs ficaram desapontados porque Scarlett Johansson não era oriental e eles queriam uma atriz japonesa para o papel principal. Isso teve reflexos negativos e o filme não foi bem recebido após seu lançamento.

Fonte: https://odia.ig.com.br/diversao/celebridades/2019/07/5663138--arte-deveria-ser-livre---diz-scarlett-johansson-ao-defender-direito-de-viver-transexual.html
Pois eu acho que isso deveria acontecer mais vezes.
Infelizmente, esse é o único jeito de fazer essa gente de Hollywood acordar pra realidade e parar de dar moral para sjw.
 

Mokvwap

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.470
Reações
43.324
Pontos
553
Apenas para vocês terem uma noção do que esse filme reserva para Bond e para vocês, meus chegados: @Adam Sandler, @alucardlv1313, @Mokvwap, @Darth_Tyranus, @xxxnerozzz, @Loflite, @ChaosRaptor e @Shephard.


Lashana Lynch To Take Over James Bond's Iconic 007 Code Name


For the past few years, fans and critics have been debating whether we will ever see a female James Bond.

Now according to reports, we could be a step closer to seeing just that as it's been claimed British actor Lashana Lynch is set to take over the spy's iconic code name, 007, in the forthcoming Bond 25.

Speaking to the Mail On Sunday, a film insider has revealed the 31-year-old will be introduced during a 'pivotal' scene - but fans of the franchise needn't worry, James Bond will still be there.

They said: "There is a pivotal scene at the start of the film where M says, 'Come in 007,' and in walks Lashana who is black, beautiful and a woman.

"It's a popcorn-dropping moment. Bond is still Bond but he's been replaced as 007 by this stunning woman.

"Bond, of course, is sexually attracted to the new female 007 and tries his usual seduction tricks, but is baffled when they don't work on a brilliant, young black woman who basically rolls her eyes at him and has no interest in jumping into his bed. Well, certainly not at the beginning."

But that's not all - the insider also told the publication that the term 'Bond girl' is now strictly forbidden.

They added: "We were all told that from now on they are to be addressed as 'Bond women'."


Lashana has recently been seen in blockbuster superhero flick Captain Marvel, playing the superhero's close friend and fellow pilot Maria Rambeau.

The secret inside source said: "Lashana is absolutely brilliant and Phoebe's script is as sharp and funny as you would expect. This Bond pays tribute to some of the earlier films with a lot of humour.

"This is a Bond for the modern era who will appeal to a younger generation while sticking true to what we all expect in a Bond film,' the source added. 'There are spectacular chase sequences and fights, and Bond is still Bond but he's having to learn to deal with the world of #MeToo."

The as-yet-untitled new Bond movie has been written by Fleabag star Phoebe Waller-Bridge - who was brought in to help keep the saga relevant.

She said: "There's been a lot of talk about whether or not Bond is relevant now because of who he is and the way he treats women.

"I think that's b**s. I think he's absolutely relevant now. [The franchise] has just got to grow. It has just got to evolve, and the important thing is that the film treats the women properly. He doesn't have to. He needs to be true to his character."


Fonte
===================================================================================
A situação é muito pior do que parece à primeira vista: estão fazendo James Bond para retardados mentais. Politicamente correto e ideologicamente contaminado até o talo. Quem quiser pagar para ser doutrinado, vá assistir esse filme. Já fi muitas franquias caindo nas garras dos progressistas, mas nunca vi uma queda tão súbita e desastrosa quanto a de James Bond.

A indústria do entretenimento não passa de uma indústria de propaganda ideológica agora. Os espectadores só tem a opção de consumir merda e não podem falar nada a respeito do assunto. Se alguém não gostar do fato dessa doida ter roubado o título de 007? Foda-se: é um racista e misógino. Se alguém não gostar da franquia ser descaracterizada por pura pregação ideológica? Foda-se: é um racista e misógino. Se for assistir o filme e criticar qualquer coisa a respeito dele? Foda-se: é um racista e misógino. Se não for assisti-lo? Foda-se também: é um racista e misógino.

Minha recomendação é a mesma de sempre: parem de consumir "entretenimento" produzido por pessoas que odeiam ter você como espectador. Te odeiam se você for homem. Te odeiam e te desprezam se for homem e branco. Te odeiam se for uma mulher com pensamento crítico, que não acata a merda da agenda progressista. Odeiam qualquer um que não faça parte do culto progressista. Não sucumbam à essa lavagem cerebral feita por meio de saturação e sempre que se depararem com essas merdas, apontem e critiquem. É a única forma de combater o politicamente correto e a maldita engenharia social sonhada por esses dementes.
Gostei bastante dessa parte:

"Bond, of course, is sexually attracted to the new female 007 and tries his usual seduction tricks, but is baffled when they don't work on a brilliant, young black woman who basically rolls her eyes at him and has no interest in jumping into his bed."

Tradução: "Bond, claro, será sexualmente atraído pela nova 007 mulher, e vai tentar usar seus dotes de sedução, mas ficará embasbacado quando eles não funcionarão com essa brilhante e jovem mulher negra, que vai apenas girar os olhos e desprezá-lo e não tem interesse nele ou ir pra cama com ele."

Por algum motivo lembrei daquele perfil de Tuíster, o "Aconteceu Pra Caralho". A mulher forte e empoleirada vai dar um gelo no FODENDO JAMES BOND. Só faltou a Nina, de seis anos, observando a cena, aplaudindo a mulher e fazendo um discurso super emponderado sobre a mulher forte que não precisa duzômi.
 

Gacrux

Usuário exemplar
VIP
Mensagens
21.740
Reações
44.131
Pontos
669
Esse novo 007 vai ficar ó, uma bosta.

Tem tanto negão responsa que daria um bom 007. Aposto que a lacração vai ainda mais longe pois vai ser o primeiro 007 do sexo femino, negra e lésbica.

Agora é só esperar o remake do Bourne fazendo dele um travesti empoderado.
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.035
Reações
77.453
Pontos
553
Por mais que seja impossivel que o choque faça com que ela finalmente mude de lado, agora ela viu o que o lado que ela defende faz com quem larga de ser NPC e ganha pensamento próprio, pior que antes dela caiur na ladainha quando se juntou a Disney, ela era bem mais solta.
Ela podia aprender com a situação e ganhar pensamento próprio... ou poderia simplesmente dobrar o joelho para a Lacrolandia, como já havia feito numa ocasião anterior. Adivinhe o que ela escolheu. :facepalm


Scarlett Johansson clarifies comments about politically correct casting

Scarlett Johansson slammed a report that emerged on Saturday morning in which she appeared to blast political correctness in casting.

The actress, who was widely criticized for accepting a role as a transgender man in the upcoming "Rub & Tug," said through her rep that a quote from an interview saying she "should be allowed to play any person" was "edited for click bait" and "widely taken out of context."

“The question I was answering in my conversation with the contemporary artist, David Salle, was about the confrontation between political correctness and art,” Johansson's rep told Entertainment Weekly in a statement on Sunday. “I personally feel that, in an ideal world, any actor should be able to play anybody and Art, in all forms, should be immune to political correctness. That is the point I was making, albeit didn’t come across that way. I recognize that in reality, there is a widespread discrepancy amongst my industry that favors Caucasian, cis-gendered actors and that not every actor has been given the same opportunities that I have been privileged to."

The statement continued, "I continue to support, and always have, diversity in every industry and will continue to fight for projects where everyone is included.”

On Saturday, The Daily Mail published quotes from the 34-year-old "Avengers" star's recent interview with As If magazine, one of which read, “You know, as an actor I should be allowed to play any person, or any tree, or any animal because that is my job and the requirements of my job. I feel like it’s a trend in my business and it needs to happen for various social reasons, yet there are times it does get uncomfortable when it affects the art because I feel art should be free of restrictions.”

Johansson was previously slammed for signing on to "Rub & Tug." Initially, she released a flippant statement about the outcry, telling press of the backlash to her casting, “Tell them that they can be directed to Jeffrey Tambor, Jared Leto, and Felicity Huffman’s reps for comment.” Her rep claimed that the comment came directly from Johansson herself.

She later apologized for her remarks.

“Our cultural understanding of transgender people continues to advance, and I’ve learned a lot from the community since making my first statement about my casting and realize it was insensitive,” she said upon exiting the role. “I have great admiration and love for the trans community and am grateful that the conversation regarding inclusivity in Hollywood continues.”

"Rub & Tug" is set to be directed by Rupert Sanders, who also directed "Ghost in the Shell." That film came under fire for allegedly whitewashing the protagonist, played by Johansson in a black wig. In the manga on which the film was based, the main character was Japanese.


Fonte
================================================================================================
Resumindo: ela e a Lacrosfera se merecem. :kclassic
 

johnhartigan

Bam-bam-bam
Mensagens
1.533
Reações
6.222
Pontos
268
Pior que eu curti demais estes últimos 007 com o Daniel Craig, pois deram uma "revitalizada" na série., mas depois dessa, agora que afunda de vez.
Foram os que mais gostei também, o jeito certo entre o Bond clássico vs atualizar pro moderno, todos os filmes do caralho, dá pra ver em um dia tudo em sequência sem enjoar.
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
4.558
Reações
22.431
Pontos
303
Pior que eu curti demais estes últimos 007 com o Daniel Craig, pois deram uma "revitalizada" na série., mas depois dessa, agora que afunda de vez.
E já parece um passado tão longínquo esses filmes do Craig.
Eu nem consigo imaginar o que vão fazer com o 007 daqui pra frente.

Se não tirarem até os bagos do próximo ator, num 007 soyboy. Irão transformá-lo logo numa mulher negra, lésbica e empoderadissima.
 
Ultima Edição:

Dr. Pregos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.512
Reações
33.478
Pontos
553
E já parece um passado tão longínquo esses filmes do Craig.
Eu nem consigo imaginar o que vão fazer com o 007 daqui pra frente.

Se não tirarem até os bagos do próximo ator num 007 soyboy. Irão transformá-lo logo numa mulher negra, lésbica e empoderadissima.
O que mais curti nestes últimos 007 é porque ele era "humano", você via ele saindo na porrada, se arrebentando, tomando tiro, se cortando e sendo torturado. Os vilões então como feito pelo Mads e Javier foram icônicos também. Daí você pega tudo isto e transforma num mar de merda que será daqui em diante.
Acho que por isto John Wick, mesmo tendo um roteiro fraco, tem conseguido faturado mais a cada filme.
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.269
Reações
24.639
Pontos
544
Proximo filme do 007 o sovietico vai ser o mocinho

Enviado de meu SM-G920I usando o Tapatalk
Russo do bem já teve na franquia. From Russia with Love era assim.

A verdade é a maior parte dessas ideias idiotas já foram executadas na série de maneira competente.

Até agente negra "empoderada "ja teve, só lembrar da Jynx.

Enviado de meu SM-G531H usando o Tapatalk
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
4.558
Reações
22.431
Pontos
303
Russo do bem já teve na franquia. From Russia with Love era assim.

A verdade é a maior parte dessas ideias idiotas já foram executadas na série de maneira competente.

Até agente negra "empoderada "ja teve, só lembrar da Jynx.

Enviado de meu SM-G531H usando o Tapatalk
Verdade. Mas é incrível como até às negras empoderadas dos anos 80 eram mais factíveis e não eram mimizentas.

E uma coisa é se fizessem uma homenagem a essa Jynx dos filmes do Roger Moore. Outra bem diferente é querer transformar o 007 numa negra empoleirada.
 

alucardlv1313

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.081
Reações
41.058
Pontos
734
Sobre o 007, tá parecendo aqueles desenhos q sempre alguem fala "não tem como piorar" e fica bem pior...

Primeiro anunciam 007 negro, depois mulher, já já coloca uma trans e ainda é capaz de falar "não tem como piorar" dai inventam de fazer um remake de 007 from russian with love como os comunistas sendo os bonzinhos :lolwtf
 

ChaosRaptor

Bam-bam-bam
Mensagens
1.688
Reações
4.573
Pontos
303
Verdade. Mas é incrível como até às negras empoderadas dos anos 80 eram mais factíveis e não eram mimizentas.

E uma coisa é se fizessem uma homenagem a essa Jynx dos filmes do Roger Moore. Outra bem diferente é querer transformar o 007 numa negra empoleirada.
Teve tambem a halley berry em um novo dia para morrer
 

Harold_Finch

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.750
Reações
22.996
Pontos
654
Acho que não, porque todo mundo odeia os russos.

Mais fácil eles colocarem o próprio governo americano ou britânico como 'fascista' a ser derrotado.

Depois eu vou procurar um texto que li, onde dizem que os filmes são meras propagandas para um objetivo futuro.
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
4.558
Reações
22.431
Pontos
303
Teve tambem a halley berry em um novo dia para morrer
A Halley Berry foi só uma bond-girl comum (com aquelas peitolas deliciosas), antes dessa era da lacração atual.

Mas digo que se o objetivo era uma homenagem a May Day dos filmes do Roger Moore, que foi uma negra empodeirada muito antes da demência progressista que invadiu Hollywood, seria até interessante. Mas não isso que estão querendo fazer com a franquia.
 

Shotomensch

Bam-bam-bam
Mensagens
1.793
Reações
3.751
Pontos
303
Novo filme de James Bond terá mulher negra como 007, protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig.

Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig.
Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig
Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig



007 é um cargo, não um personagem.
Personagem é James Bond, que NÃO FOI MUDADO, continua sendo o protagonista e continua sendo Daniel Craig.
 
Ultima Edição:

Daitenshi

Veterano
Mensagens
556
Reações
1.087
Pontos
148
A questão é: Por que não criam novos super-heróis/filmes com personagens negros ao invés de transformar os personagens brancos em negros?

Super-choque é negro e foi um sucesso.

E quanto aos novos filmes do Star Wars... bem, como eu sou fã de Star Wars e conheço a fanbase vou dar minha opinião:
  • Os novos filmes têm sim seus defeitos, mas não por causa das "lacrações", mas sim por causa do roteiro que torna protagonistas invencíveis e habilidosos mesmo não tendo nenhuma experiência com as armas/naves que usam e com vilões birrentos;
  • Porém os novos filmes é bonito, bem produzido, emocionante e tem ação, mas a "fanbase" continua falando mal dos filmes por causa das lacrações, "feminismo escondido" e pela Disney mercenária introduzindo personagens inúteis só pra fazer dinheiro vendendo brinquedos, mas o que essa fanbase esquece é que até os filmes antigos de Star Wars eram assim;
  • Han Solo gerou pouco lucro porque foi lançado apenas a alguns meses depois de The Last Jedi, e por isso não teve toda Hype. Mas o filme foi muito bom;
 

xxxnerozzz

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.977
Reações
15.140
Pontos
569
Novo filme de James Bond terá mulher negra como 007, protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig.

Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig.
Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig
Protagonista, no entanto, continua sendo Daniel Craig



007 é um cargo, não um personagem.
Personagem é James Bond, que NÃO FOI MUDADO, continua sendo o protagonista e continua sendo Daniel Craig.
Vai ter muita feminista saindo do cinema puta, pq a quantidade de pessoas achando que a mulher vai ser a protagonista é enorme, ele está aposentado no início do filme, vai ter gente que vai ficar puto.

O filme está lotado de problemas na sua produção, cheio de polêmicas e problemas, Craig se lesionou, a equipe puta por atrasos, até câmera em banheiro feminino acharam.

O marketing está desastroso, essa polêmica vai afastar público, e a quantidade de pessoas enganadas pelo marketing quando ver que a nova personagem não é protagonista que vão espumar não é pouca
 
Ultima Edição:

johnhartigan

Bam-bam-bam
Mensagens
1.533
Reações
6.222
Pontos
268
Ela é comedora de fêmeas, aparentemente é difícil fazer uma mulher forte e heterossexual, tem que ser lésbica ou bi. Olha a mensagem aí.
Não vi mensagem nenhuma além de que pra ela concluir a missão ela pega a guria, pra mim nem tudo é lacração, mas respeito seu ponto de vista apesar de discordar, eu pagaria duas vezes pra ver a Charlize Theron beijando mulheres hahaha
 
Topo