O que há de Novo?


Mudanças na lei de agrotóxicos no Brasil violariam direitos humanos, afirmam relatores da ONU

Mensagens
504
Curtidas
1.263
Pontos
173
#1

Relatores das Nações Unidas enviaram no início de junho (13) um comunicado ao governo brasileiro manifestando preocupações com as propostas de mudança da lei de agrotóxicos no país. Os especialistas alertaram que, caso aprovadas, tais alterações violarão direitos humanos de trabalhadores rurais, comunidades locais e consumidores de alimentos produzidos com a ajuda de pesticidas.

Os especialistas manifestaram preocupação com o Projeto de Lei 6.299/2002, que modifica a lei número 7.802 de 11 de julho de 1989, que aborda pesquisa, teste, produção, embalagem e rotulagem, transporte, armazenamento, comercialização, publicidade comercial, uso, importação, exportação, destinação final de rejeitos assim como registro, classificação, controle e inspeção de pesticidas.

“As mudanças podem enfraquecer significativamente os critérios para aprovação do uso experimental e comercial de pesticidas, representando uma ameaça a uma série de direitos humanos”, disseram os especialistas na carta ao ao governo.

De acordo com os relatores, alguns pontos do projeto de lei revisam as regulações para registro de pesticidas e seu uso no Brasil com o objetivo de tornar as regras mais flexíveis, facilitando o registro e a propaganda desses produtos no país. Essas modificações podem enfraquecer a regulação e o controle de pesticidas perigosos no Brasil, maior consumidor e importador desses produtos no mundo.

De acordo com dados do Ministério da Saúde citados pelos especialistas, o Brasil registrou 5.501 casos de intoxicação em 2017 (quase o dobro do registrado dez anos antes), uma média de 15 pessoas por dia. Mais de 150 pessoas morreram no Brasil como resultado de envenenamento no ano passado. “Trata-se de uma estimativa conservadora sobre os impactos adversos desses produtos na saúde humana, diante dos dados limitados disponíveis sobre envenenamentos e impactos na saúde de exposição crônica a pesticidas perigosos”, afirmaram.

Os especialistas da ONU também relataram preocupações com a capacidade dos sistemas de fornecimento de água de monitorar regularmente a poluição por pesticidas. Apenas 30% das cidades brasileiras fornecem regularmente informações sobre os níveis de contaminação à entidade nacional que monitora a qualidade da água (SISAGUA), disseram os relatores.

Segundo os especialistas, cinco dos dez pesticidas mais vendidos no Brasil (Atrazina, Acefato, Carbendazim, Paraquat, Imidacloprida) não são autorizados em diversos outros países devido a seus riscos à saúde humana ou ecossistemas. Além disso, notaram que os padrões brasileiros existentes permitem níveis mais altos de exposição a pesticidas tóxicos do que os equivalentes na Europa.

Eles lembraram que, enquanto a União Europeia limita em 0,1 miligrama por litro a quantidade máxima de glifosfato a ser encontrada na água potável, o Brasil permite 5 mil vezes mais, de acordo com dados da academia brasileira.

...
https://nacoesunidas.org/mudancas-n...am-direitos-humanos-afirmam-relatores-da-onu/
___________________________________________________________________
* O restante está no link. Fiz isso para não deixar o tópico "sobrecarregado".
*Agrotóxicos nunca ajudam, só prejudicam. Como aquele ciclo: Peste>pesticida>inseto mais resistente>novo pesticida>...
*O país abre as "portas" para produtores estrangeiros de pesticidas, porque gera mais dinheiro e não há um controle rígido.
*Não sei ao certo quanto é o consumo médioanual desse veneno.
*Lembro de uma matéria, se não me engano, no Discovery World: Uma pequena fazenda de agricultores asiáticos. Uma mulher responsável pela plantação, retirava alguns insetos manualmente, sem necessidade de venenos, com o propósito de não afetar o ecossistema e não prejudicar a plantação.
*Não achei tópico com o tema.
*Talvez n seja de importância para alguns, mas quem quiser comentar, corrigir, argumentar, fique à vontade.
 


xDoom

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.793
Curtidas
95.641
Pontos
589
#2
Mensagens
504
Curtidas
1.263
Pontos
173
#3
Como isso pode ser besteira? Agrotóxico é prejudicial. É veneno. Então podemos tomar agrotóxicos que nem água que não farão mal.

“Temos hoje no país inúmeros instrumentos que podem nos dizer, com certeza, quanto podemos comer sem correr riscos. Claro que não existe risco zero e nem segurança absoluta. O que mata não é um pouco disso, um pouco daquilo, mas a exposição crônica”, argumenta.
Se uma pesquisa dizer que a radiação de Fukushima é aceitável, você vai fazer um passeio no local? Claro, você pode dizer o mesmo deste post sobre agrotóxicos.
Seguir vivendo e acreditando ou duvidar? Quanto o Japão cultiva e quanto o país importa?

Sem agrotóxicos

Segundo matéria publicada pelo jornal Asahi, o agricultor plantava vegetais sem agrotóxicos há mais de 30 anos. Gastou cerca de uma década para desenvolver a produção de repolhos.
O filho contou que o pai dizia que era preciso tomar muito cuidado com o uso de agrotóxicos na produção, pois boa parte era consumida por crianças em merendas escolares. “Ele tinha muito orgulho dos repolhos, pois eram considerados seguros”, disse.
Não faz sentido. Então, se for o caso, por que o agricultor não usou?
https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2011/03/110330_japao_agricultor_bg

Se é ecochato, então o desinteresse é notório.
 
Mensagens
6.162
Curtidas
8.172
Pontos
394
#4
Pra mim falta agrotóxico, eu não consegui ainda minhas mutações genéticas. :kpirata


Tem agricultor bastante correto no país que usa as medidas indicadas.
Mas tem muito agricultor também que liga o foda-se. E não se atreveria a comer o que planta.

Como o Brasil não é um país de fiscalização boa. Melhor proibir a venda dos mais pesados até que o governo ou alguma entidade privada possa garantir o uso correto dos pesticidas nas quantidades determinadas e/ou identificar e eliminar produtos que estejam acima do permitido.

Não tem como o consumidor medir o nível de pesticida que uma fruta ou legume tomou. Logo sem fiscalização o consumidor fica a própria sorte.

No fim, qualquer lei que permita a volta de pesticidas já comprovadamente cancerígenos é pra se olhar com cautela. E o Brasil ja tem bastante buraco nesse quesito.
 


Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.428
Curtidas
37.967
Pontos
924
#7
Tá tendo muita tempestade de copo d'água dos dois lados envolvidos (contra ou a favor).
A coisa não pode ser assim 8 ou 80, existe um meio termo para os agrotóxicos/defensores agrícolas/pesticidas.
Agrotóxico teoricamente é usado para matar uma "praga", na teoria não é para afetar o humano. É um veneno, mas um veneno que de novo (na teoria) só serviria para matar uma "praga" específica.
Claro que devem/deveriam aprofundar mais sobre os efeitos que isso teria na vida dos consumidores (e também daqueles que vão aplicar nas plantações).
Claro que também não devemos demonizar a coisa, como um pseudo comediante que tem um programa em um canal famoso (que usa este como agenda).
Na mente do cidadão, devemos abolir qualquer agrotóxicos, e viver em um mundo colorido, onde cada um compartilha uma hortinha natureba, onde todos devem colher seus tomatezinhos/cebolinhas, como se no mundo não existisse absolutamente nada querendo devora-las.
Vocês sabem de onde vem essa conversa de plantação comunitária compartilhada eco-alguma coisa.
Infelizmente ou felizmente o agrotóxico é o que garantiu produção em massa de alimentos e querendo ou não, já matou muita fome e por que não, salvou vidas (dependendo do veneno matou pessoas também *achismo).
Odeio esse termo "mal-necessário", mas por enquanto dependemos da evolução tecnologica, enquanto não chegarmos ao ponto de criarmos alimentos imunes a pragas/parasitas (transgênicos?).
Ou reformular o modelo das plantações (monoculturas), para que minimizem o uso dos pesticidas e ainda assim, mantendo a produção (não criando soluções sem noção ou má intencionadas com viés ideológico). Não tem outro jeito.

Edit:
Experiencia pessoal, já tentei plantar pimentão, tomate e alface aqui em casa. Resultado, não consigo produzir absolutamente NADA!
Nas
couves/alface existe essa praga que nem é daqui, devoram tudo:

Caramujo/caracol africano

Lagarta (aquela que vira borboleta) é fichinha perto desse molusco.

Minha finada videira, que estava até grandinha (uns 5 metros), foi destruída por essa desgraça aqui:

Cochonilha verde



Meus pés de pimentões e tomates ficam mirrados e não soltam uma florzinha:

Cochonilha


Isso em uma plantaçãozinha caseira, sem qualquer tipo de veneno/agrotóxico.
Nem estou levando em consideração plantas ornamentais.

Imagine um agricultor de verdade, o prejuízo que um cara desses deve ter com essas pragas.
 
Ultima Edição:
Mensagens
6.729
Curtidas
23.835
Pontos
374
#8
Olha, tem que ver isso ae.
Sem os agrotóxicos, provavelmente uma dúzia de bananas seria uns 40 reais. Eu assistia Globo rural e o que mais eles reclamavam lá era de pragas que acabavam com tudo, tem a larva do milho, a lagarta de num sei o que, o fungo de não sei onde, o parasita de sei lá fulano.
Com os agrotóxicos, muito da produção é salva, podendo ter produção para exportação, o que é muito importante.
Ae vc vê muitas "pessoas prafrentex" falando que não querem nada com agrotóxico, mas eu já fui comprar um saco de maçã de produção totalmente orgânica e era 5 vezes mais caro que a maçã comum...
tá serto.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.066
Curtidas
40.692
Pontos
553
#9
Sempre que eu leio "Especialistas da ONU" eu imagino tudo, menos especialistas.

Sinto que desde os anos 80 a organização está mais inclinada a fazer o que ela acha politicamente correto que o que é correto. Seja no campo político apoiando barbaridades, tiranos, regimes e governos e cia, seja no campo comportamental apoiando as modas políticas do momento. Acaba que, na ciência, fico com o mesmo pé atrás que em outras situações.
 

antonioli

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
83.890
Curtidas
118.647
Pontos
949
#10
Eu acho que tem gente que vive no mundo da fantasia e acha que é tranquilão plantar as coisas e depois colher e vida que segue. Plantas também ficam doentes, também estão sujeitas aos agentes externos que podem detonar tudo em uma velocidade incrível e aniquilar boa parte de uma safra. Não é por menos que poucos são os casos de quem não usa nada e os preços são sempre muito mais elevados do que os produtos para a massa. Um problema real é que é muito difícil às vezes ter acesso aos produtos mais eficientes e eficazes que podem ser mais baratos e menos prejudiciais à saúde porque ficamos a mercê de regulações e falta de vontade de permitir a entrada desses produtos mas enquanto isso usamos produtos arcaicos, defasados e muitas vezes mais perigosos e ineficientes.
 

rossetto

Bam-bam-bam
Mensagens
9.698
Curtidas
30.094
Pontos
353
#11
Eu cheguei a seguinte conclusão, proíbe tudo essa merda, qualquer agrotóxico, tem que plantar só orgânico, bonitinho, iguais os idiotas da Globo e meia dúzia de modelos de passarela dizem que é o futuro, que é melhor pra saúde, nos deixem coçando o saco por um ano.
Só que na hora que peão estiver passando fome matando cachorro e comendo grama não venham pedir nada, quero mais é que se fodam mesmo, bando de desinformado, não sabe nem fazer brotar feijão no algodão, nem plantar pé de salsa em um vaso em casa do lado da TV e vem querer falar que entende de controle de pragas e doenças na agricultura? Vocês tem noção que nosso país possui um clima tropical extremamente propício a pragas e doenças? Que tudo que a gente usa é praticamente da velha geração de defensivos pois a demora pra liberar um produto mais eficiente é gigantesca? Que daí eu tenho que ficar fazendo sopinha de fungicida e herbicida pra controle de tudo pois não tenho produto eficiente?
"Ah, eu acordo todo dia cedo e penso, como vou matar as pessoas hoje? Será que eu gasto 30 ou 40 mil reais que estão sobrando na conta? NÃO, VOU GASTAR 80!!! TÁ SOBRANDO!!! Eu adoro ficar 8 horas por dia embaixo do sol me fudendo rodando lavoura pra peão de apartamento me dizer o jeito que devo plantar pq mimimimi eu li na revistinha que estão passando veneno na folha de alface!!!"

Aí vem um zé me falar que viu no Discovery Channel que viu uma mulher tirando lagartinha com a mão. Por acaso vc já foi em alguma plantação? Você tem noção da quantidade de alimentos que 200 milhões de pessoas precisam? Acham que qualquer lavoura, mesmo a de produção de frutas, verduras entre outras são do tamanho de um sítio de 2 hectares?

Se tudo é tão fácil pq vcs não se juntam todos, compram uma fazenda e plantam tudo orgânico? Na final da noite façam uma fogueira e cantem cumbaiá de mãos dadas.

Vocês nem sequer leram o que a lei quer mudar, voltem pro ar-condicionado de vocês e vão no mercado pagar 5 vezes mais caro no orgânico, aí postem uma fotinha no Instagram mostrando o quão descolados vocês são e não encham o saco de quem quer trabalhar nesse país.

https://www.gazetadopovo.com.br/agr...as-nem-sabe-por-que-8rrgggud9b29osr2my0crrhrr



E antes que venha mais um desinformado como mimimi além de darem câncer também acabam com as matas olhem o gráfico abaixo, peguem seus cartazes (virtuais, peão peba de AP não sai de casa protestar) e vão pedir o reflorestamento dos outros países.


 

**fnx**

Bam-bam-bam
Mensagens
5.002
Curtidas
9.594
Pontos
389
#12
Sempre que eu leio "Especialistas da ONU" eu imagino tudo, menos especialistas.

Sinto que desde os anos 80 a organização está mais inclinada a fazer o que ela acha politicamente correto que o que é correto. Seja no campo político apoiando barbaridades, tiranos, regimes e governos e cia, seja no campo comportamental apoiando as modas políticas do momento. Acaba que, na ciência, fico com o mesmo pé atrás que em outras situações.
KKKKKKKKK quando vejo também escrito "especialistas da ONU" eu tenho que buscar fontes mais imparciais e realistas
 

Giant Enemy Crab

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.451
Curtidas
43.582
Pontos
553
#13
esses casos de intoxicação são apenas e unicamente por causa dos pesticidas ou incluem todos os casos de intoxicação?
Pois, procurando aqui dados só achei os citados por essa noticia, E outros que dizem que o maior vilão da intoxicação no Brasil é a auto-medicação.
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.670
Curtidas
42.107
Pontos
604
#14
Eu cheguei a seguinte conclusão, proíbe tudo essa merda, qualquer agrotóxico, tem que plantar só orgânico, bonitinho, iguais os idiotas da Globo e meia dúzia de modelos de passarela dizem que é o futuro, que é melhor pra saúde, nos deixem coçando o saco por um ano.
Só que na hora que peão estiver passando fome matando cachorro e comendo grama não venham pedir nada, quero mais é que se fodam mesmo, bando de desinformado, não sabe nem fazer brotar feijão no algodão, nem plantar pé de salsa em um vaso em casa do lado da TV e vem querer falar que entende de controle de pragas e doenças na agricultura? Vocês tem noção que nosso país possui um clima tropical extremamente propício a pragas e doenças? Que tudo que a gente usa é praticamente da velha geração de defensivos pois a demora pra liberar um produto mais eficiente é gigantesca? Que daí eu tenho que ficar fazendo sopinha de fungicida e herbicida pra controle de tudo pois não tenho produto eficiente?
"Ah, eu acordo todo dia cedo e penso, como vou matar as pessoas hoje? Será que eu gasto 30 ou 40 mil reais que estão sobrando na conta? NÃO, VOU GASTAR 80!!! TÁ SOBRANDO!!! Eu adoro ficar 8 horas por dia embaixo do sol me fudendo rodando lavoura pra peão de apartamento me dizer o jeito que devo plantar pq mimimimi eu li na revistinha que estão passando veneno na folha de alface!!!"

Aí vem um zé me falar que viu no Discovery Channel que viu uma mulher tirando lagartinha com a mão. Por acaso vc já foi em alguma plantação? Você tem noção da quantidade de alimentos que 200 milhões de pessoas precisam? Acham que qualquer lavoura, mesmo a de produção de frutas, verduras entre outras são do tamanho de um sítio de 2 hectares?

Se tudo é tão fácil pq vcs não se juntam todos, compram uma fazenda e plantam tudo orgânico? Na final da noite façam uma fogueira e cantem cumbaiá de mãos dadas.

Vocês nem sequer leram o que a lei quer mudar, voltem pro ar-condicionado de vocês e vão no mercado pagar 5 vezes mais caro no orgânico, aí postem uma fotinha no Instagram mostrando o quão descolados vocês são e não encham o saco de quem quer trabalhar nesse país.

https://www.gazetadopovo.com.br/agr...as-nem-sabe-por-que-8rrgggud9b29osr2my0crrhrr



E antes que venha mais um desinformado como mimimi além de darem câncer também acabam com as matas olhem o gráfico abaixo, peguem seus cartazes (virtuais, peão peba de AP não sai de casa protestar) e vão pedir o reflorestamento dos outros países.



Eu cheguei a seguinte conclusão, proíbe tudo essa merda, qualquer agrotóxico, tem que plantar só orgânico, bonitinho, iguais os idiotas da Globo e meia dúzia de modelos de passarela dizem que é o futuro, que é melhor pra saúde, nos deixem coçando o saco por um ano.
Só que na hora que peão estiver passando fome matando cachorro e comendo grama não venham pedir nada, quero mais é que se fodam mesmo, bando de desinformado, não sabe nem fazer brotar feijão no algodão, nem plantar pé de salsa em um vaso em casa do lado da TV e vem querer falar que entende de controle de pragas e doenças na agricultura? Vocês tem noção que nosso país possui um clima tropical extremamente propício a pragas e doenças? Que tudo que a gente usa é praticamente da velha geração de defensivos pois a demora pra liberar um produto mais eficiente é gigantesca? Que daí eu tenho que ficar fazendo sopinha de fungicida e herbicida pra controle de tudo pois não tenho produto eficiente?
"Ah, eu acordo todo dia cedo e penso, como vou matar as pessoas hoje? Será que eu gasto 30 ou 40 mil reais que estão sobrando na conta? NÃO, VOU GASTAR 80!!! TÁ SOBRANDO!!! Eu adoro ficar 8 horas por dia embaixo do sol me fudendo rodando lavoura pra peão de apartamento me dizer o jeito que devo plantar pq mimimimi eu li na revistinha que estão passando veneno na folha de alface!!!"

Aí vem um zé me falar que viu no Discovery Channel que viu uma mulher tirando lagartinha com a mão. Por acaso vc já foi em alguma plantação? Você tem noção da quantidade de alimentos que 200 milhões de pessoas precisam? Acham que qualquer lavoura, mesmo a de produção de frutas, verduras entre outras são do tamanho de um sítio de 2 hectares?

Se tudo é tão fácil pq vcs não se juntam todos, compram uma fazenda e plantam tudo orgânico? Na final da noite façam uma fogueira e cantem cumbaiá de mãos dadas.

Vocês nem sequer leram o que a lei quer mudar, voltem pro ar-condicionado de vocês e vão no mercado pagar 5 vezes mais caro no orgânico, aí postem uma fotinha no Instagram mostrando o quão descolados vocês são e não encham o saco de quem quer trabalhar nesse país.

https://www.gazetadopovo.com.br/agr...as-nem-sabe-por-que-8rrgggud9b29osr2my0crrhrr



E antes que venha mais um desinformado como mimimi além de darem câncer também acabam com as matas olhem o gráfico abaixo, peguem seus cartazes (virtuais, peão peba de AP não sai de casa protestar) e vão pedir o reflorestamento dos outros países.



Eu cheguei a seguinte conclusão, proíbe tudo essa merda, qualquer agrotóxico, tem que plantar só orgânico, bonitinho, iguais os idiotas da Globo e meia dúzia de modelos de passarela dizem que é o futuro, que é melhor pra saúde, nos deixem coçando o saco por um ano.
Só que na hora que peão estiver passando fome matando cachorro e comendo grama não venham pedir nada, quero mais é que se fodam mesmo, bando de desinformado, não sabe nem fazer brotar feijão no algodão, nem plantar pé de salsa em um vaso em casa do lado da TV e vem querer falar que entende de controle de pragas e doenças na agricultura? Vocês tem noção que nosso país possui um clima tropical extremamente propício a pragas e doenças? Que tudo que a gente usa é praticamente da velha geração de defensivos pois a demora pra liberar um produto mais eficiente é gigantesca? Que daí eu tenho que ficar fazendo sopinha de fungicida e herbicida pra controle de tudo pois não tenho produto eficiente?
"Ah, eu acordo todo dia cedo e penso, como vou matar as pessoas hoje? Será que eu gasto 30 ou 40 mil reais que estão sobrando na conta? NÃO, VOU GASTAR 80!!! TÁ SOBRANDO!!! Eu adoro ficar 8 horas por dia embaixo do sol me fudendo rodando lavoura pra peão de apartamento me dizer o jeito que devo plantar pq mimimimi eu li na revistinha que estão passando veneno na folha de alface!!!"

Aí vem um zé me falar que viu no Discovery Channel que viu uma mulher tirando lagartinha com a mão. Por acaso vc já foi em alguma plantação? Você tem noção da quantidade de alimentos que 200 milhões de pessoas precisam? Acham que qualquer lavoura, mesmo a de produção de frutas, verduras entre outras são do tamanho de um sítio de 2 hectares?

Se tudo é tão fácil pq vcs não se juntam todos, compram uma fazenda e plantam tudo orgânico? Na final da noite façam uma fogueira e cantem cumbaiá de mãos dadas.

Vocês nem sequer leram o que a lei quer mudar, voltem pro ar-condicionado de vocês e vão no mercado pagar 5 vezes mais caro no orgânico, aí postem uma fotinha no Instagram mostrando o quão descolados vocês são e não encham o saco de quem quer trabalhar nesse país.

https://www.gazetadopovo.com.br/agr...as-nem-sabe-por-que-8rrgggud9b29osr2my0crrhrr



E antes que venha mais um desinformado como mimimi além de darem câncer também acabam com as matas olhem o gráfico abaixo, peguem seus cartazes (virtuais, peão peba de AP não sai de casa protestar) e vão pedir o reflorestamento dos outros países.



Eu cheguei a seguinte conclusão, proíbe tudo essa merda, qualquer agrotóxico, tem que plantar só orgânico, bonitinho, iguais os idiotas da Globo e meia dúzia de modelos de passarela dizem que é o futuro, que é melhor pra saúde, nos deixem coçando o saco por um ano.
Só que na hora que peão estiver passando fome matando cachorro e comendo grama não venham pedir nada, quero mais é que se fodam mesmo, bando de desinformado, não sabe nem fazer brotar feijão no algodão, nem plantar pé de salsa em um vaso em casa do lado da TV e vem querer falar que entende de controle de pragas e doenças na agricultura? Vocês tem noção que nosso país possui um clima tropical extremamente propício a pragas e doenças? Que tudo que a gente usa é praticamente da velha geração de defensivos pois a demora pra liberar um produto mais eficiente é gigantesca? Que daí eu tenho que ficar fazendo sopinha de fungicida e herbicida pra controle de tudo pois não tenho produto eficiente?
"Ah, eu acordo todo dia cedo e penso, como vou matar as pessoas hoje? Será que eu gasto 30 ou 40 mil reais que estão sobrando na conta? NÃO, VOU GASTAR 80!!! TÁ SOBRANDO!!! Eu adoro ficar 8 horas por dia embaixo do sol me fudendo rodando lavoura pra peão de apartamento me dizer o jeito que devo plantar pq mimimimi eu li na revistinha que estão passando veneno na folha de alface!!!"

Aí vem um zé me falar que viu no Discovery Channel que viu uma mulher tirando lagartinha com a mão. Por acaso vc já foi em alguma plantação? Você tem noção da quantidade de alimentos que 200 milhões de pessoas precisam? Acham que qualquer lavoura, mesmo a de produção de frutas, verduras entre outras são do tamanho de um sítio de 2 hectares?

Se tudo é tão fácil pq vcs não se juntam todos, compram uma fazenda e plantam tudo orgânico? Na final da noite façam uma fogueira e cantem cumbaiá de mãos dadas.

Vocês nem sequer leram o que a lei quer mudar, voltem pro ar-condicionado de vocês e vão no mercado pagar 5 vezes mais caro no orgânico, aí postem uma fotinha no Instagram mostrando o quão descolados vocês são e não encham o saco de quem quer trabalhar nesse país.

https://www.gazetadopovo.com.br/agr...as-nem-sabe-por-que-8rrgggud9b29osr2my0crrhrr



E antes que venha mais um desinformado como mimimi além de darem câncer também acabam com as matas olhem o gráfico abaixo, peguem seus cartazes (virtuais, peão peba de AP não sai de casa protestar) e vão pedir o reflorestamento dos outros países.



 
Mensagens
2.769
Curtidas
2.817
Pontos
339
#15
-Reclamam dos alimentos geneticamente modificados.
-Reclamam dos defensivos agrícolas.
-Reclamam dos preços dos orgânicos.

Mas não sabem que uma planta geneticamente modificada precisará muito menos defensivos agrícola que uma planta convencional.

Meu conselho é, cultive seus próprios alimentos, criem galinhas e porcos no fundo de suas casas e deixem esses assuntos para quem entende ou que de fato querem entender sobre.
 

da19x

Bam-bam-bam
Mensagens
895
Curtidas
2.233
Pontos
283
#16
Tá tendo muita tempestade de copo d'água dos dois lados envolvidos (contra ou a favor).
A coisa não pode ser assim 8 ou 80, existe um meio termo para os agrotóxicos/defensores agrícolas/pesticidas.
Agrotóxico teoricamente é usado para matar uma "praga", na teoria não é para afetar o humano. É um veneno, mas um veneno que de novo (na teoria) só serviria para matar uma "praga" específica.
Claro que devem/deveriam aprofundar mais sobre os efeitos que isso teria na vida dos consumidores (e também daqueles que vão aplicar nas plantações).
Claro que também não devemos demonizar a coisa, como um pseudo comediante que tem um programa em um canal famoso (que usa este como agenda).
Na mente do cidadão, devemos abolir qualquer agrotóxicos, e viver em um mundo colorido, onde cada um compartilha uma hortinha natureba, onde todos devem colher seus tomatezinhos/cebolinhas, como se no mundo não existisse absolutamente nada querendo devora-las.
Vocês sabem de onde vem essa conversa de plantação comunitária compartilhada eco-alguma coisa.
Infelizmente ou felizmente o agrotóxico é o que garantiu produção em massa de alimentos e querendo ou não, já matou muita fome e por que não, salvou vidas (dependendo do veneno matou pessoas também *achismo).
Odeio esse termo "mal-necessário", mas por enquanto dependemos da evolução tecnologica, enquanto não chegarmos ao ponto de criarmos alimentos imunes a pragas/parasitas (transgênicos?).
Ou reformular o modelo das plantações (monoculturas), para que minimizem o uso dos pesticidas e ainda assim, mantendo a produção (não criando soluções sem noção ou má intencionadas com viés ideológico). Não tem outro jeito.

Edit:
Experiencia pessoal, já tentei plantar pimentão, tomate e alface aqui em casa. Resultado, não consigo produzir absolutamente NADA!
Nas
couves/alface existe essa praga que nem é daqui, devoram tudo:

Caramujo/caracol africano

Lagarta (aquela que vira borboleta) é fichinha perto desse molusco.

Minha finada videira, que estava até grandinha (uns 5 metros), foi destruída por essa desgraça aqui:

Cochonilha verde



Meus pés de pimentões e tomates ficam mirrados e não soltam uma florzinha:

Cochonilha


Isso em uma plantaçãozinha caseira, sem qualquer tipo de veneno/agrotóxico.
Nem estou levando em consideração plantas ornamentais.

Imagine um agricultor de verdade, o prejuízo que um cara desses deve ter com essas pragas.
Tenho um bonsai de Romã que volta e meia me dá um pouco de dor de cabeça por conta de pulgões (isso num apartamento), imagine se tivesse a céu aberto. Agora pense nisso em larga escala para milhares de plantas... Pois é.

Ah, detalhe importante. Apesar dessa galera reclamar do uso de agrotóxicos, não vejo essas mesmas pessoas comprando aquelas frutas que estão manchadas ou deformadas. Sempre escolhem as que estão bonitas. Adivinhe aí porque elas ficam bonitas...

Só para exemplificar, no começo do ano há um pé de pitanga aqui perto de casa que fica carregado. Cultivado ao natural, sem pesticida nem nada. De cada 10 que pego, umas 7 tem uma ou mais larvas dentro. Como assim mesmo, mas 90% das pessoas que conheço jogariam fora. Em goiabeira, é muito comum isso também acontecer devido ao famoso bicho da goiaba.

esses casos de intoxicação são apenas e unicamente por causa dos pesticidas ou incluem todos os casos de intoxicação?
Pois, procurando aqui dados só achei os citados por essa noticia, E outros que dizem que o maior vilão da intoxicação no Brasil é a auto-medicação.
Se incluem eu não sei (provável que sim, visto que sempre registram de maneira genérica), mas muitos desses casos são em peões que acham que EPI é muito incômodo (aquela roupa de astronauta) e preferem aplicar sem.
 
Mensagens
6.162
Curtidas
8.172
Pontos
394
#17
acho que o pessoal ta confundindo pesado restrição de agrotóxicos com banimento de agrotóxico.

Se o mesmo por exemplo é cancerígeno com estudos em vários países + Brasil mesmo com o uso adequado não tem como defender por exemplo. È o caso de alguns que são liberados pra uso hoje e de alguns que foram banidos e deverão voltar com a nova lei.

Brasil reduziu bastante o seu uso de pesticidas devido a década de 70 e 80 que foi uma farra e começou a causar sérios problemas.

Pesticidas são necessários pra agricultura moderna? Sim
Significa que é pra deixar rolar a festa sem testes, fiscalização e proibição dos mais perigosos? Só se vc quiser uma caralhada de gente pegando câncer e tendo defeito congênito.

E o que lasca nesse tipo de pesquisa é o mesmo problema do amianto. Esse cancer não aparece do dia pra noite, levam anos a décadas pra surgir o que facilita pra empresa jogar a culpa em qualquer coisa menos o produto. Ae fica o jogo das agências querendo proibir e a empresa fazendo Marketing pra manter o produto. Nesse caso a maioria vem hoje da mosanto que tem um histórico de esconder sujeira muito grande.

A quantidade de agrotóxico ajuda, mas o que realmente importa é o tipo usado.


Os venenos na mesa do brasileiro
29/03/2015

Dos cinco pesticidas condenados recentemente pela Organização Mundial de Saúde, quatro são usados com frequência nas lavouras do país. Anvisa promete reavaliar a liberação de um deles, mas não há prazo para conclusão do estudo


» WARNER BENTO FILHO


Agrotóxicos condenados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na última semana continuam liberados no Brasil, apesar de alertas de especialistas à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a quem cabe a reavaliação dos venenos. A Agência Internacional de Pesquisas do Câncer (Iarc, na sigla em inglês), órgão da OMS, classificou cinco pesticidas como "provavelmente" ou "possivelmente" carcinogênicos. Quatro deles são liberados no Brasil: glifosato, malation, diazinon e parationa metílica.

O glifosato, ingrediente ativo do herbicida roundup, desenvolvido pela empresa Monsanto, é o veneno agrícola mais vendido no mundo. No Brasil, foram comercializadas, em 2013, 186 mil toneladas da substância, usada, principalmente, em lavouras de soja transgênica.

Em 2008, a Anvisa resolveu reavaliar a liberação do glifosato. Para isso, contratou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que reuniu sete especialistas para a elaboração de uma nota técnica. O documento entregue à Avisa condenava o uso do glifosato, com base em pesquisas científicas que indicavam o potencial cancerígeno. Até hoje, porém, o agrotóxico continua liberado e o consumo é crescente nas lavouras do País.

Por meio de nota, a Anvisa informou que não há prazo para a conclusão do processo, mas que o caso terá prioridade depois da divulgação do estudo da Iarc. "Seguramente, as conclusões da Iarc serão relevantes na conclusão da reavaliação", diz a nota.

O Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) informou que pautará o assunto no Conselho Consultivo da Anvisa, do qual participa. "É preciso finalizar urgentemente a reavaliação. Proibir seria o ideal", propõe a nutricionista do instituto Ana Paula Bortoletto. "Antes, se dizia que os agrotóxicos eram necessários para acabar com a fome no mundo. Hoje, sabemos que isso não é verdade", diz.

Controvérsia - A Monsanto nega que o glifosato cause câncer e garante que o produto é seguro para a saúde humana e para o meio ambiente. De acordo com a Iarc, há "evidências limitadas de carcinogenicidade em humanos" e "suficiente evidência de carcinogenicidade em animais". A classificação do glifosato como "provavelmente" cancerígeno pela agência se baseia em estudos desenvolvidos nos Estados Unidos, no Canadá e na Suécia. Além destes, há uma série de pesquisas que apontam na mesma direção. A Monsanto, no entanto, coleciona outras indicando a segurança do produto, incluindo análise do BfR, órgão alemão responsável pela liberação do glifosato na União Europeia, na qual se lê que a decisão da Iarc foi "surpresa", já que "outras avaliações realizadas por órgãos supranacionais concluíram o contrário".

De acordo com a Iarc, o glifosato está ligado ao desenvolvimento de linfomas não-hodgkin, que incluem mais de 20 tumores diferentes. O INCA indica que o número de casos desse tipo de câncer duplicou nos últimos 25 anos.

Resistência - O uso do glifosato no Brasil aumentou quase 200% entre 2002 e 2011. Passou de 44 mil para 132 mil toneladas por ano. O incremento é muito maior que o crescimento da área plantada, que passou de 54,5 milhões de hectares para 71,1 milhões - 31% a mais - no mesmo período. Ou seja: os agricultores passaram a usar mais herbicida por área plantada. Esse aumento pode ser explicado, segundo especialistas, pelo desenvolvimento de resistência das plantas ao agrotóxico.

De acordo com a médica toxicologista Márcia Sarpa de Campos Mello, do Inca, o aparecimento do câncer pode ocorrer até 30 anos depois da exposição ao agente causador. Daí a dificuldade em fazer a relação.

A grande barreira, porém, no controle dos agrotóxicos, segundo especialistas, é a pressão econômica da indústria química. Esse mercado movimentou no Brasil R$ 13 bilhões em 2011, de acordo com estudo da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). No mesmo ano, o orçamento da Anvisa, para bancar toda a estrutura e ações de fiscalização da agência, foi de cerca de 3% desse total: R$ 400 milhões.

O ex-gerente de toxicologia da Anvisa Luiz Cláudio Meirelles, que estava à frente dos processos de reavaliação, foi exonerado do cargo em 2012, depois de denunciar irregularidades na liberação de agrotóxicos. "É preciso adotar o princípio da precaução. Conforme as pesquisas avançam, aparecem novas evidências contra os venenos", diz o ex-gerente, agora pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública. (Correio Braziliense)

Precisa modificar a lei pra agilizar a liberação dos pesticidas? Ok!
Mas isso não pode ser feito em detrimento da qualidade da fiscalização.
 
Ultima Edição:

Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.428
Curtidas
37.967
Pontos
924
#21
Tenho um bonsai de Romã que volta e meia me dá um pouco de dor de cabeça por conta de pulgões (isso num apartamento), imagine se tivesse a céu aberto. Agora pense nisso em larga escala para milhares de plantas... Pois é.

Ah, detalhe importante. Apesar dessa galera reclamar do uso de agrotóxicos, não vejo essas mesmas pessoas comprando aquelas frutas que estão manchadas ou deformadas. Sempre escolhem as que estão bonitas. Adivinhe aí porque elas ficam bonitas...

Só para exemplificar, no começo do ano há um pé de pitanga aqui perto de casa que fica carregado. Cultivado ao natural, sem pesticida nem nada. De cada 10 que pego, umas 7 tem uma ou mais larvas dentro. Como assim mesmo, mas 90% das pessoas que conheço jogariam fora. Em goiabeira, é muito comum isso também acontecer devido ao famoso bicho da goiaba.

Se incluem eu não sei (provável que sim, visto que sempre registram de maneira genérica), mas muitos desses casos são em peões que acham que EPI é muito incômodo (aquela roupa de astronauta) e preferem aplicar sem.

Pois é, pior que esses frutos/legumes se tiverem a casca furada ou algum bichinho morando, vai apodrecer rapidinho inviabilizando a venda.
Eu tirei a foto (acho que perdi quando formatei o pc um dia desses), onde eu coloquei em uma vasilha uns 60 caracóis africanos "filhotes" (sério, matei afogado com água sanitária).
Pior que não adianta muita coisa, eles não tem predadores naturais e se reproduzem demais, deve ter uns milhares de ovos enterrados no terreiro, só esperando a vez.
 

da19x

Bam-bam-bam
Mensagens
895
Curtidas
2.233
Pontos
283
#22

Pois é, pior que esses frutos/legumes se tiverem a casca furada ou algum bichinho morando, vai apodrecer rapidinho inviabilizando a venda.
Eu tirei a foto (acho que perdi quando formatei o pc um dia desses), onde eu coloquei em uma vasilha uns 60 caracóis africanos "filhotes" (sério, matei afogado com água sanitária).
Pior que não adianta muita coisa, eles não tem predadores naturais e se reproduzem demais, deve ter uns milhares de ovos enterrados no terreiro, só esperando a vez.
Ainda mais quando se trata de pragas oriundas de outros países. Sem predador natural, a população cresce muito rápido. No caso que citei, o dos pulgões, o predador natural é a joaninha, que faz anos que não vejo em cidades. Não tem como controlar sem usar algum químico ou outra mistura caseira (usa uma solução caseira com detergente, alho e pimenta, que funciona bem, mas é temporária)

Um outro exemplo, que não tem muito a ver com a agricultura, é a inserção do bagre africano no país. Alguém teve a ideia de trazer para o Brasil e o bicho virou uma praga. Além de devorar tudo em rios e lagos/açudes, consegue migrar de um corpo d'água para outro pois consegue respirar fora d'água (o povo no interior diz que ele vai andando entre um e outro). É realmente uma praga.
 

Preg

Bam-bam-bam
Mensagens
2.540
Curtidas
6.686
Pontos
303
#23
Hoje os agrotóxicos são produzidos para deixar muito pouco resíduo se usados na proporção certa. Você pode até identificar contaminação de águas em qualquer lugar, mas geralmente é em uma concentração ridiculamente baixa e inofensiva.
O controle biológico de lavouras é viável geralmente em pequenas áreas, quando você fala em lavouras de grandes proporções fica muito difícil pq o negócio é muito caro, difícil de controlar e nem sempre possui a mesma eficácia pq é difícil garantir a cobertura. Existem algumas fazendas com grande produção de alimentos orgânicos, mas vale salientar que estas suprem um nicho lucrativo então mesmo que o investimento seja alto o retorno acaba compensando.

Abçs.
 
Mensagens
6.162
Curtidas
8.172
Pontos
394
#24
E quanto a organicos temos que lembrar que quando se aumenta a escala (varias plantas vs 1) aumenta-se tb as opções pra proteger a mesma de pragas.

Exemplo simples arroz com feijão usado em hortas pequenas/medias é vc querer a planta A. E pra evitar pragas vc usa uma planta B que tem microfauna diferente ao redor da mesma. Isso vai atrair um tipo diferente de pragas e insetos que vai impedir que a A seja muito ou sequer afetada.

Sim, maioria das soluções vai exigir que vc abra mão da "produtividade máxima". Mas isso tb vem com certas vantagens na manutenção da terra e qualidade do solo.

Mas não a duvidas que fazer as pragas e animais trabalharem pra você exige bastante "tinkering", ou seja, trabalho e tentativa e erro até achar a formula certa pra sua região e produto que vc quer produzir em massa.
 
Ultima Edição:

Mustafa90

Bam-bam-bam
Mensagens
1.308
Curtidas
2.867
Pontos
303
#25
Impressionante como surgem especialistas quando o assunto é produção de alimentos e agricultura em geral, não é a toa que somos o celeiro do mundo rs
 

Gacrux

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.760
Curtidas
38.366
Pontos
669
#26
Só acho que se alguém acha que é possível fazer agricultura para abastecer um país e mercados estrangeiros de dimensões continentais sem agrotóxicos, está perdendo uma ótima oportunidade de ser o Elon Musk latino e herói dos atores do Projac.
A plantação do japonês devia ser no mesmo volume dos agricultores da idade média, mal dá para alimentar a população de uma cidade com 100 mil habitantes, quem dirá uma cidade do tamanho de São Paulo.

A ideia de consumir alimentos contaminados com altos índices de agrotóxicos realmente não agrada ninguém, deve haver taxas seguras, agora quem quiser acreditar se é seguro ou não de acordo com a pesquisa tal ou o declaração do laboratório x fica a critério de cada um, mas acredito que a adoção de produtos mais novos visam aumentar a eficicácia e reduzir a toxidade dos mesmos como explicado no vídeo postado pelo xDoom, qual indústria química lançaria um produto mais caro, mais tóxico e menos eficaz só para envenar as pessoas gratuitamente? Isso vai totalmente contra o senso comum da economia.

Eu realmente preferiria consumir alimentos 100% livres de agrotóxicos mas sei que isso é praticamente impossível, pelo menos para nós com salários de meros mortais.
 


Topo