O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Mulheres 100% heterossexuais são minoria hoje?

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Especialmente de alguns anos pra cá, eu tenho percebido que mulheres heterossexuais, e quando heterossexuais, me refiro àquelas que nunca experimentaram ficar com outra, não sentem desejo de fazer isso e que inclusive sentem nojo só da ideia de ficar com outra (tal como homens heterossexuais agem) estão se tornando minoria cada vez mais dependendo do círculo que você frequente.

Isso acontece principalmente nos círculos sociais de gente mais jovem. Entre as mulheres mais velhas, a heterossexualidade ainda parece ser majoritária na maioria dos lugares.

Estaria isso ocorrendo por influência da mídia? Digo, praticamente toda mulher, ou pelo menos 90% das ditas mulheres independentes e influenciadoras que aparecem na mídia hoje, e que servem de exemplo para as garotas mais novas, tem o bônus "sou lésbica" ou "sou bissexual" - dificilmente você vê, por exemplo, uma youtuber teen heterossexual e que se coloque dessa forma - e num entendimento meio cru de minha parte, isso faz a cabeça das garotas desde cedo, que acabam absorvendo isso ou se sentindo mais confortáveis ou mesmo até coagidas à experimentar o mesmo sexo para se entrosar socialmente.

Lembrando também que, a mulher bissexual ou lésbica na mídia já se tornou normatizada, o homem gay ainda não, mas a mulher lésbica sim. Na indústria do cinema, da televisão, entre os ditos influenciadores digitais da internet, e por aí vai.

Muito se reclama dos Pabllo Vittar's da vida, como aquele vlogueiro doidão do Nando Moura uma vez dizendo que expor a figura dele para crianças pode vir a deturpar o entendimento dos garotos no futuro sobre o que é um homem e o que é uma mulher (o Nando Moura disse isso, não eu, só estou citando), mas seguindo essa mesma lógica de pensamento, ao que parece, as garotas já foram afetadas dessa maneira com muito mais intensidade. A sexualidade feminina se transformou em outra coisa muito antes das dos homens e pouco se falou nisso. Quando uma garota jovem ocidental vê a Cara Delevigne pegando mulher e isso sendo tratado como uma fofoca comum sem diferenciações, ela acabaria absorvendo essa ideia como algo comum e que qualquer mulher pode fazer.
Fala-se que "não existe mais homem, eles estão virando gays" e coisas do tipo, mas pelo o que eu posso ver isso é muito mais aplicável à mulheres hoje em dia.

Mulheres heterossexuais, ao menos em faculdades ou em grandes centros, estão se tornando minoria mesmo, ou é só uma observação equivocada?

OBS.: O tópico não tem caráter discriminatório, o objetivo é apenas debater a ideia.
 
Ultima Edição:


antonioli

O Exterminador de nicknames
VIP
Mensagens
88.451
Reações
133.496
Pontos
949
Bom, vou falar o que tenho visto por trabalhar com jovens. Comparando minha época de jovem, minha fase adulta vendo mulheres adultas e tudo mais, está perceptível que aumentou e muito o número de meninas jovens que estão se relacionando com outras meninas. São muitos casos mesmo e muito mais do que entre homens. Alguns são mais na cara meio pois até percebemos um jeitão que nos deixa desconfiado mas alguns casos são meninas femininas e bonitas e a gente fica até surpreso de alguma forma. E há alguns casos também de menina que fica com menina em um ano e no outro, do nada, está com menino.
 
Mensagens
3.886
Reações
15.282
Pontos
303
Sei lá.
Sei que de todas as mulheres que conheço, caso eu pergunte algo do tipo, nenhuma repudia. Algumas até já beijaram.
Quase sempre respondem "dependendo do clima, eu aceitaria sim", ou coisas parecidas. Só não sei se deixam de ser heterossexuais por isso.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Sei lá.
Sei que de todas as mulheres que conheço, caso eu pergunte algo do tipo, nenhuma repudia. Algumas até já beijaram.
Quase sempre respondem "dependendo do clima, eu aceitaria sim", ou coisas parecidas. Só não sei se deixam de ser heterossexuais por isso.
Se um homem beija um cara na boca, ele fica com o estigma de ser gay pra sempre, mesmo que nunca mais beije outro.

Acho justo que mulheres também tenham o mesmo estigma.
 


Mensagens
3.886
Reações
15.282
Pontos
303
Se um homem beija um cara na boca, ele fica com o estigma de ser gay pra sempre, mesmo que nunca mais beije outro.

Acho justo que mulheres também tenham o mesmo estigma.
Pois é, já fiz até tópico:

https://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/por-que-mulher-que-experimenta-uma-xana-pode-continuar-hetero.507820/

E com o ritmo de lacração que anda na mídia ultimamente, se ela realmente tem influência, o beijo entre dois homens vai passar a ser coisa de descolado.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Pois é, já fiz até tópico:

https://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/por-que-mulher-que-experimenta-uma-xana-pode-continuar-hetero.507820/

E com o ritmo de lacração que anda na mídia ultimamente, se ela realmente tem influência, o beijo entre dois homens vai passar a ser coisa de descolado.
Ah, mas hoje em dia tecnicamente já é. Só que os homens heterossexuais acabam se impondo e na maioria das vezes não se rendem à isso - ao menos não publicamente, até onde eu veja.

Já as mulheres parecem ser muito mais volúveis nesse sentido. Se deixam levar pelo ambiente, pela bebida, por tudo, e aí uma mulher no meio dos seus 20 e poucos anos que em tese, sempre foi heterossexual, acaba decidindo "do nada" experimentar o mesmo sexo só porque foi pra faculdade e viu com isso é visto como "legal" pelos demais.

Claro que isso sempre existiu, mas hoje parece que é majoritário. A heterossexualidade sempre foi normativa, mas parece que hoje em dia, o padrão normativo para as mulheres jovens, ao menos dependendo do lugar, é a bissexualidade, e não mais a heterossexualidade.

Entre as personalidades midiáticas femininas promíscuas brasileiras da atualidade, a única que eu lembro que é assumidamente heterossexual é a Cléo Pires - ao menos era quando eu li sobre, não sei hoje.
Algumas youtubers, como a Dani Russo, que curiosamente vive sendo acusada de ser lésbica também se diz hétero sempre que pode. Mas acho que é a única ou uma das poucas. Outras como a Kéfera mesma, ainda que por "zueira", já pegaram mulher (a Kéfera e aquela Bruna Louise já se beijaram numa peça ou numa brincadeira se não estou errado). Isso pra não falar de todo o resto.
 
Ultima Edição:

iporco

Bam-bam-bam
Mensagens
4.298
Reações
9.072
Pontos
303
no caso das mulheres q beijam outras elas se tornam bi. lesbicas no pensamento do povao é uma tamy gretchen pra baixo, kkkk.

respondendo ao topico: acho q sim.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
não, próxima pergunta.
Por que não?

no caso das mulheres q beijam outras elas se tornam bi. lesbicas no pensamento do povao é uma tamy gretchen pra baixo, kkkk.

respondendo ao topico: acho q sim.
Faz sentido.

Não que mulheres heterossexuais não existam, elas existem logicamente, mas o que eu percebo é que dependendo do lugar que estou, elas estão cada vez em menor número.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Aqui nos open é bem normal ver mulher se pegando, bonitas ainda :facepalm
Em qualquer festa com bebida hoje em dia é comum que hajam gays se pegando em maior ou menor escala, sejam homens ou mulheres. Aí eu nem considero tanto. O negócio é na vida social fora das festas mesmo.
 

Drew Brees

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.030
Reações
17.886
Pontos
639
Considerando os últimos 3 anos, não sei dizer. Muitas mulheres com que conversei ou saia para algum rolê, a maioria não curtia mulher, nem se quer tinha experimentado. Talvez seja algo interessante de pesquisar e comparar ao analisar gerações. Eu não vejo problemas, pois exisitiu um preconceito muito forte as relações homoafetivas por bastante tempo. Entretanto não dá pra negar em que há casos que a mulher possa ser influenciada pela mídia por meio de ideologia (Exemplo: Antes/depois da federal) assim como homem é influenciado pela pornografia.

Pra ser sincero, o que mais me preocupa é a sexualização cada vez mais cedo da criança e dos jovens. Isso sim, a mídia atual mostra ou é feito de forma indireta,a MC Melody está ai para provar. Pior: Educação sexual praticamente não existe.

Liberdade sexual não é sinônimo de educação sexual, e isso é bem claro. O pior de tudo, é que só tende a piorar.
Um trecho que fiquei cabrero:

Professores de escolas do interior dizem já ter ouvido relatos sobre meninas que, encostadas na parede, competem por penetrações. Quanto mais rapazes fizerem sexo com uma garota, mais dinheiro ela ganha. Se a menina desmaiar, perde tudo, segundo esses relatos. Não há indícios de uso de preservativos.

Uma coordenadora de escola pública na Grande São Paulo conta ter ouvido uma menina de 12 anos dizendo às amigas que havia feito sexo com mais de sete homens em uma dessas festas. Casos de alunas que engravidam e não têm ideia de quem seja o pai também são recorrentes.
 

Hellskah

Bam-bam-bam
Mensagens
3.168
Reações
4.808
Pontos
344
O cérebro humano é fantástico não é mesmo !?

Sei do poder que a mídia exerce sobre esse fator, mas acho tão complexo esse lance da mídia induzir através de seus programas e ficções...tipo :

Alguns de vocês héteros acham que correm o risco de se tornarem bibinhas se condicionados efetivamente a programas com essa temática ?

Logo.....ouvir o CD do Pablo Vittar durante todo o ano nos torna 0.1% mais homossexuais ?

E olha que fiz Comunicação Social e me especializei, porém eu não concordo nem discordo desse raciocínio, só acho uma desculpa muito esfarrapada.

Acredito que SIM que a sexualidade através da mídia fica mais exacerbada, sugerindo grupos a se tornarem ainda mais precoces.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
O cérebro humano é fantástico não é mesmo !?

Sei do poder que a mídia exerce sobre esse fator, mas acho tão complexo esse lance da mídia induzir através de seus programas e ficções...tipo :

Alguns de vocês héteros acham que correm o risco de se tornarem bibinhas se condicionados efetivamente a programas com essa temática ?

Logo.....ouvir o CD do Pablo Vittar durante todo o ano nos torna 0.1% mais homossexuais ?

E olha que fiz Comunicação Social e me especializei, porém eu não concordo nem discordo desse raciocínio, só acho uma desculpa muito esfarrapada.

Acredito que SIM que a sexualidade através da mídia fica mais exacerbada, sugerindo grupos a se tornarem ainda mais precoces.
Não é nem o Pabllo Vittar em si, até porque ele é um personagem na prática. Ele por ele não influencia ninguém a ser gay, acredito eu.

O que poderia influenciar em tese, seria a forma como a mídia trata o assunto.

A Cara Delevigne pegando mulher e não sendo estigmatizada como "sapatona" e diferenciada das outras mulheres, influencia muito mais uma garota jovem do que outra coisa. Como eu disse no primeiro post, o lesbianismo se normatizou. As garotas de hoje, pelo menos em boa parte, parecem ter a ideia de que é comum demais se divertir com as amiguinhas, e quando for adulta é só namorar ou casar com um homem que volta a ser hétero de novo.

E garotas que não seguem esse padrão, dependendo do local e as vezes até da classe social, parecem estar se tornando minoria.

Lembro de um quiz sexual feito com mulheres brasileiras que a Apple organizou se não estou errado, e cerca de 33% das mulheres com menos de 25 que responderam afirmaram já ter tido experiências com outras. Entre os homens, é certo que esse número é muito menor.
 
Ultima Edição:

geist

Bam-bam-bam
Mensagens
9.624
Reações
33.265
Pontos
353
Meu caro, se a mídia consegue impor todo um comportamento sobre alimentação, que dirá sobre o comportamento sexual que é tão mais forte no ser humano? Por isso considero muito perigoso esse flerte que andam tendo entre a psiquiatria e a pedofilia. Lesbianismo e gaysismo já estão superados, nada mais vai retroceder desse ponto a que chegou.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Meu caro, se a mídia consegue impor todo um comportamento sobre alimentação, que dirá sobre o comportamento sexual que é tão mais forte no ser humano? Por isso considero muito perigoso esse flerte que andam tendo entre a psiquiatria e a pedofilia. Lesbianismo e gaysismo já estão superados, nada mais vai retroceder desse ponto a que chegou.
O ponto aqui não é nem a homossexualidade masculina, porque homens héteros ainda mostram que existem e em grande número, mas a homossexualidade feminina. As mulheres héteros parecem nem se importar com isso e não fazem questão de se autoafirmar, quando são um grupo sim combatido e cada vez menor, como o @Décio Cupraminn havia dito.

Tanto que o número de mulheres homofóbicas é ínfimo (não defendendo a homofobia aqui, só constatando o óbvio); aliás, nem homofóbicas, mas indiferentes em geral, parece que a maioria delas é gay friendly. Dificilmente você vê uma mulher que diga que não gosta de se misturar em meio LGBT, ir em balada gay e coisas do tipo, por mais que a dita cuja muitas vezes seja hétero inclusive.

O homem heterossexual se reafirma. Mas a mulher heterossexual, por via de regra, não o faz.
 

dk120

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
32.261
Reações
56.218
Pontos
979
Eu acredito que desejo sexual não se incentiva. Já está lá esperando ser despertado. Talvez a midia mostrou para as mulheres uma tendencia natural que sempre existiu. Mas antes a cultura sexual não lhes permitia descobrir esse lado delas.

Sei lá. É mesmo coisa que levar um jovem numa sauna e ele descobrir que curte um homem nu. Não são saunas que criam gays. Eles só se descobrem lá.
 

Mr.Disco

Bam-bam-bam
Mensagens
9.428
Reações
17.189
Pontos
419
O cérebro humano é fantástico não é mesmo !?

Sei do poder que a mídia exerce sobre esse fator, mas acho tão complexo esse lance da mídia induzir através de seus programas e ficções...tipo :

Alguns de vocês héteros acham que correm o risco de se tornarem bibinhas se condicionados efetivamente a programas com essa temática ?

Logo.....ouvir o CD do Pablo Vittar durante todo o ano nos torna 0.1% mais homossexuais ?

E olha que fiz Comunicação Social e me especializei, porém eu não concordo nem discordo desse raciocínio, só acho uma desculpa muito esfarrapada.

Acredito que SIM que a sexualidade através da mídia fica mais exacerbada, sugerindo grupos a se tornarem ainda mais precoces.
Sexualidade é inerente, ideia não.

No caso de mulheres heterossexuais que são convencidas a ingressar na sapataria, seja pela noção falsa de que toda mulher é gay ou por ser simplesmente descolado, isso é uma ideia incrustada por agentes culturais.

Como idéias dificilmente são originais e suas (sempre tomamos nossas idéias de alguém), esse tipo de estímulo tem culpa no cartório, sim.

Bom, vou falar o que tenho visto por trabalhar com jovens. Comparando minha época de jovem, minha fase adulta vendo mulheres adultas e tudo mais, está perceptível que aumentou e muito o número de meninas jovens que estão se relacionando com outras meninas. São muitos casos mesmo e muito mais do que entre homens. Alguns são mais na cara meio pois até percebemos um jeitão que nos deixa desconfiado mas alguns casos são meninas femininas e bonitas e a gente fica até surpreso de alguma forma. E há alguns casos também de menina que fica com menina em um ano e no outro, do nada, está com menino.
Bissexualidade é fase. Ponto.

Chega uma hora que cê não quer mais saber de pinto. Ou de vulvas, se for mulher.

Muito se reclama dos Pabllo Vittar's da vida, como o Nando Moura uma vez dizendo que expor a figura dele para crianças pode vir a deturpar o entendimento dos garotos no futuro sobre o que é um homem e o que é uma mulher (o Nando Moura disse isso, não eu, só estou citando), mas seguindo essa mesma lógica de pensamento, ao que parece, as garotas já foram afetadas dessa maneira com muito mais intensidade. A sexualidade feminina se transformou em outra coisa muito antes das dos homens e pouco se falou nisso. Quando uma garota jovem ocidental vê a Cara Delevigne pegando mulher e isso sendo tratado como uma fofoca comum sem diferenciações, ela acabaria absorvendo essa ideia como algo comum e que qualquer mulher pode fazer.
Fala-se que "não existe mais homem, eles estão virando gays" e coisas do tipo, mas pelo o que eu posso ver isso é muito mais aplicável à mulheres hoje em dia.

Mulheres heterossexuais, ao menos em faculdades ou em grandes centros, estão se tornando minoria mesmo, ou é só uma observação equivocada?

OBS.: O tópico não tem caráter discriminatório, o objetivo é apenas debater a ideia.
Acho que o lance do Pablo Vittar é uma coisa diferente. O problema ali é dissonância cognitiva.

Basicamente querem forçar a barra para que todo o mundo seja coagido a chamar um mocréio pauzudo de senhorita.
 
Ultima Edição:

geist

Bam-bam-bam
Mensagens
9.624
Reações
33.265
Pontos
353
O ponto aqui não é nem a homossexualidade masculina, porque homens héteros ainda mostram que existem e em grande número, mas a homossexualidade feminina. As mulheres héteros parecem nem se importar com isso e não fazem questão de se autoafirmar, quando são um grupo sim combatido e cada vez menor, como o @Décio Cupraminn havia dito.

Tanto que o número de mulheres homofóbicas é ínfimo (não defendendo a homofobia aqui, só constatando o óbvio); aliás, nem homofóbicas, mas indiferentes em geral, parece que a maioria delas é gay friendly. Dificilmente você vê uma mulher que diga que não gosta de se misturar em meio LGBT, ir em balada gay e coisas do tipo, por mais que a dita cuja muitas vezes seja hétero inclusive.

O homem heterossexual se reafirma. Mas a mulher heterossexual, por via de regra, não o faz.
Entrando em teologia, nem precisa comentar se não quiser porque é questão de crença:

Satanás sempre procurou seduzir primeiro e mulher para então através dela laçar o homem. As mulheres sempre foram as principais presas dessa agenda:
- Liberalização das vestimentas (abandono da modéstia);
- Anticoncepcionais (promiscuidade);
- Envio para o mercado de trabalho (desestruturação familiar);
- Aborto;
- Bissexualidade (vista como a coisa mais natural, como você tem observado);
- Poligamia?
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Entrando em teologia, nem precisa comentar se não quiser porque é questão de crença:

Satanás sempre procurou seduzir primeiro e mulher para então através dela laçar o homem. As mulheres sempre foram as principais presas dessa agenda:
- Liberalização das vestimentas (abandono da modéstia);
- Anticoncepcionais (promiscuidade);
- Envio para o mercado de trabalho (desestruturação familiar);
- Aborto;
- Bissexualidade (vista como a coisa mais natural, como você tem observado);
- Poligamia?
Bom, o que você diz faz bastante sentido de um ponto de vista teológico, embora eu discorde que os anticoncepcionais sejam somente voltados à mulher. A camisinha por exemplo, é voltada ao homem, é o homem que tem que usá-la. A mulher neste caso fica com a pílula.
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.049
Reações
18.666
Pontos
694
Tá foda mesmo... Todo meio que tenho chegado para arrumar umas minazinhas está cheio de lésbicas, desde aula de guitarra até boteco.
 

BorgezKaka2018

Veterano
Mensagens
278
Reações
513
Pontos
108
Não. Nesses bailes do tipo "Fantasia" ou "Momentos de Amor" você encontrará muitas tias e até mulheres novas que só pensam no macho parrudo delas ou no motorista de ônibus charmosão. Pensam tanto naquilo que até se esquecem que existe o outro lado do jogo.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.628
Reações
46.922
Pontos
544
Tá foda mesmo... Todo meio que tenho chegado para arrumar umas minazinhas está cheio de lésbicas, desde aula de guitarra até boteco.
Muitos homens heterossexuais costumam dizer "todo homem tá virando viado" ou "não existe mais homem", mas não se vê mulheres heterossexuais falando o equivalente "cadê as mulheres de verdade" ou "só tem sapata, que nojo etc".

Acho que esse é um dos principais pontos do meu tópico. A mulher hétero não se reafirma como o homem hétero faz, e talvez isso possa trazer o fim da mesma, sendo um tanto apocalíptico, rsrsrs.
Foi um exemplo exagerado e não é pra ser levado muito a sério, antes que alguém possa ficar com raiva. Por favor.

Não. Nesses bailes do tipo "Fantasia" ou "Momentos de Amor" você encontrará muitas tias e até mulheres novas que só pensam no macho parrudo delas ou no motorista de ônibus charmosão. Pensam tanto naquilo que até se esquecem que existe o outro lado do jogo.
Mulheres bissexuais não desgostam de homens. Em ambientes heteronormativos elas podem deixar aflorar seu lado hétero sem problemas. Mas por outro lado, as mesmas, se forem bissexuais, podem ir numa balada gay e pegar a mulherada toda lá.
 

geist

Bam-bam-bam
Mensagens
9.624
Reações
33.265
Pontos
353
Muitos homens heterossexuais costumam dizer "todo homem tá virando viado" ou "não existe mais homem", mas não se vê mulheres heterossexuais falando o equivalente "cadê as mulheres de verdade" ou "só tem sapata, que nojo etc".

Acho que esse é um dos principais pontos do meu tópico. A mulher hétero não se reafirma como o homem hétero faz, e talvez isso possa trazer o fim da mesma, sendo um tanto apocalíptico, rsrsrs.
Não seria porque elas são muito competitivas entre si? Fazendo-as ficarem felizes por menos uma concorrente?
 
Topo