O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

O futuro da televisão [+internet]

BigJ

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.165
Reações
11.811
Pontos
639
Enquanto continuar "grátis", nunca vai acabar. O que deve acontecer (e isso é bom) é uma pulverização da audiência. Por exemplo, campeonatos de futebol importantes estão sendo adquiridos por outras emissoras além da Globo.

E, num movimento que já está rolando, as emissoras cada vez mais investem em conteúdo exclusivo e/ou ao vivo.
 


DarkVoid

Bam-bam-bam
Mensagens
1.460
Reações
1.462
Pontos
203
Ainda acho a internet fraca em audiência. Uma globo da vida com audiência fraca é 30 milhões de pessoas assistindo, um vídeo ao vivo bombando na internet é coisa de 20 mil pessoas. Um jogo na televisão é pelo menos 30 milhões vendo, na internet o máximo foi 1 ou 2 milhões. Não tem nada na internet que dê uma audiência e alcance de um BBB, que dê mais dinheiro que o BBB. Se você quer ser muito famoso, conhecido mesmo, quer chegar no aeroporto e todo mundo te reconhecer, você tem que estar na televisão. Um cara no BBB aparece para uma média de 39 milhões de pessoas diariamente, já um YouTuber com um vídeo bombando (o que é raro) tem 20 milhões de visualizações e a gente nem sabe se é a mesma pessoa assistindo várias vezes, se são bots e etc.

É igual o cinema aí, se os filmes passassem somente no online, já nem teria mais filmes.

Enviado de meu moto g(8) usando o Tapatalk
Diferente da TV conteúdo na internet é separado e segmentado, pega um Twitch da vida o mais assistido na categoria de jogo é GTA 5 com 400k de pessoas, o top 1 lá tem 140k de telespectadores agora, isso é bastante coisa na internet e seria pouco na TV, mas é uma pessoa, em um canal, de um site, imagina quantas pessoas estão agora vendo algum canal aleatório no tube, o alcance disso é monstruoso, mas são milhões de "canais" dentro de uma plataforma brigando por view, na TV são o que, 40 canais? Sendo que só 3 são realmente grandes, lógico que um deles vai monopolizar toda a base, imagina quantos views um youtuber teria se só tivessem 3 canais lá.
 

tortinhas10

É Nintendo ou nada!
Mensagens
92.799
Reações
201.267
Pontos
979
Diferente da TV conteúdo na internet é separado e segmentado, pega um Twitch da vida o mais assistido na categoria de jogo é GTA 5 com 400k de pessoas, o top 1 lá tem 140k de telespectadores agora, isso é bastante coisa na internet e seria pouco na TV, mas é uma pessoa, em um canal, de um site, imagina quantas pessoas estão agora vendo algum canal aleatório no tube, o alcance disso é monstruoso, mas são milhões de "canais" dentro de uma plataforma brigando por view, na TV são o que, 40 canais? Sendo que só 3 são realmente grandes, lógico que um deles vai monopolizar toda a base, imagina quantos views um youtuber teria se só tivessem 3 canais lá.

Por isso a tv é bem melhor para o anunciante. Um jogo do flamengo, contando todos os lugares, conseguiu 2 milhões de pessoas assistindo o jogo, isso contando tudo. Na tv um jogo do Fla qualquer é pelo menos 20 pontos (e olha que o jogo na internet era importante, foi o primeiro jogo pós Lockdown).

Se um Felipe neto sair na rua contra um Faustão, o Faustão vai ser muito mais reconhecido. Um Thiago leifert vs Fred do desimpedidos dá até pena.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
Ainda acho a internet fraca em audiência. Uma globo da vida com audiência fraca é 30 milhões de pessoas assistindo, um vídeo ao vivo bombando na internet é coisa de 20 mil pessoas. Um jogo na televisão é pelo menos 30 milhões vendo, na internet o máximo foi 1 ou 2 milhões. Não tem nada na internet que dê uma audiência e alcance de um BBB, que dê mais dinheiro que o BBB. Se você quer ser muito famoso, conhecido mesmo, quer chegar no aeroporto e todo mundo te reconhecer, você tem que estar na televisão. Um cara no BBB aparece para uma média de 39 milhões de pessoas diariamente, já um YouTuber com um vídeo bombando (o que é raro) tem 20 milhões de visualizações e a gente nem sabe se é a mesma pessoa assistindo várias vezes, se são bots e etc.

É igual o cinema aí, se os filmes passassem somente no online, já nem teria mais filmes.

Enviado de meu moto g(8) usando o Tapatalk
20 mil pessoas ao vivo, sem contar a audiência subsequente de pessoas que assistirão de novo. Na internet, você pode ver o conteúdo na hora que quiser.


Por isso a tv é bem melhor para o anunciante. Um jogo do flamengo, contando todos os lugares, conseguiu 2 milhões de pessoas assistindo o jogo, isso contando tudo. Na tv um jogo do Fla qualquer é pelo menos 20 pontos (e olha que o jogo na internet era importante, foi o primeiro jogo pós Lockdown).

Se um Felipe neto sair na rua contra um Faustão, o Faustão vai ser muito mais reconhecido. Um Thiago leifert vs Fred do desimpedidos dá até pena.
Sim, mas até nisso a internet vem conquistando espaço, vide os canais do Youtube do Flamengo e do Fluminense.

Muito embora eu admita que a televisão ainda tenha seu espaço fixo consolidado em conteúdos como futebol, telejornais e novelas. Mas se for pra algo mais segmentado ou de público alvo mais jovem como animações e games (o que a Loading TV vem tentando fazer por exemplo), a internet ainda ganha disparado.
 

Emperor

Bam-bam-bam
Mensagens
5.282
Reações
8.990
Pontos
379
Tá tudo virando essas coisas de play-alguma coisa, foda será pagar cada um pra ter os conteúdos diferenciados kkkkkkk
Rádio eu não sei como sobrevive, você precisa ficar com ele ligado 3 horas para as vezes ouvir algo que realmente gosta, diferente de spotify e Apple Music e ir direto ao ponto.
Acho que de momento o que faz TV sobreviver são classes sociais mais baixas realmente.
 


Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
Tá tudo virando essas coisas de play-alguma coisa, foda será pagar cada um pra ter os conteúdos diferenciados kkkkkkk
Rádio eu não sei como sobrevive, você precisa ficar com ele ligado 3 horas para as vezes ouvir algo que realmente gosta, diferente de spotify e Apple Music e ir direto ao ponto.
Acho que de momento o que faz TV sobreviver são classes sociais mais baixas realmente.
A Radio tem uma segmentação específica e conta o fato do sinal em si ser muito bom, qualquer lugar pega sinal de rádio. Mas assim, ela é assistida por públicos específicos, como caminhoneiros na estrada.

Isso sem contar o fato de algumas rádios serem interligadas com canais de Youtube, vide Jovem Pan, Band News e outras.


Cês tão viajando quando acham que é só a "pobraiada" que vê TV aberta.
Não é, mas como eu falei, é um público específico, composto de gente mais velha em geral.
 

tortinhas10

É Nintendo ou nada!
Mensagens
92.799
Reações
201.267
Pontos
979
20 mil pessoas ao vivo, sem contar a audiência subsequente de pessoas que assistirão de novo. Na internet, você pode ver o conteúdo na hora que quiser.




Sim, mas até nisso a internet vem conquistando espaço, vide os canais do Youtube do Flamengo e do Fluminense.

Muito embora eu admita que a televisão ainda tenha seu espaço fixo consolidado em conteúdos como futebol, telejornais e novelas. Mas se for pra algo mais segmentado ou de público alvo mais jovem como animações e games (o que a Loading TV vem tentando fazer por exemplo), a internet ainda ganha disparado.

O 01, programa de games do Tiago leifert, fez 20 pontos de audiência no último programa. Isso aí o zangado tem que suar para conseguir e na globo nem é considerado audiência alta (isso que passava meia noite).

Sobre o conteúdo subsequente, até é verdade, mas geralmente é pouco o número se comparado a tv. O Flow podcast, que é considerado sucesso, o vídeo mais visto lá tem 7 milhões (inclusive com o Danilo Gentili, que está na tv). É pouco comparado a tv.

O Pyong Lee, que é sucesso na internet, disse que só ficou conhecido de verdade depois do BBB, disse que antes ele ia no posto de gasolina e o frentista não conhecia ele, mas depois do BBB todo mundo conhece.

Enquanto o Flow bate 7 milhões no mais visto, a Record, que é uma emissora bagaceira, consegue 35 milhões naquelas novelas porcarias.
 
Ultima Edição:

BigJ

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.165
Reações
11.811
Pontos
639
Olha que BBB (ou esses outros realities shows), por exemplo, não é só a tia do ZAP que assiste.
 

Alberon

YouTube Player
Mensagens
48.115
Reações
67.523
Pontos
924
Tá tudo virando essas coisas de play-alguma coisa, foda será pagar cada um pra ter os conteúdos diferenciados kkkkkkk
Rádio eu não sei como sobrevive, você precisa ficar com ele ligado 3 horas para as vezes ouvir algo que realmente gosta, diferente de spotify e Apple Music e ir direto ao ponto.
Acho que de momento o que faz TV sobreviver são classes sociais mais baixas realmente.

Esse monte de "Alguma-coisa-Play", não é ameaça.
Da mesma maneira que estão surgindo essa variedade de serviços, nosso querido :kpirata2 , vai surgindo pra atende a demanda da galera free ehehe.



 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
O 01, programa de games do Tiago leifert, fez 20 pontos de audiência no último programa. Isso aí o zangado tem que suar para conseguir e na globo nem é considerado audiência alta (isso que passava meia noite).

Sobre o conteúdo subsequente, até é verdade, mas geralmente é pouco o número se comparado a tv. O Flow podcast, que é considerado sucesso, o vídeo mais visto lá tem 7 milhões (inclusive com o Danilo Gentili, que está na tv). É pouco comparado a tv.

O Pyong Lee, que é sucesso na internet, disse que só ficou conhecido de verdade depois do BBB, disse que antes ele ia no posto de gasolina e o frentista não conhecia ele, mas depois do BBB todo mundo conhece.

Enquanto o Flow bate 7 milhões no mais visto, a Record, que é uma emissora bagaceira, consegue 35 milhões naquelas novelas porcarias.
É óbvio que o horário simultâneo da Globo naquele horário vai ser maior que o de 99% dos youtubers.

Mas no Youtube a audiência não é contada apenas simultaneamente. Outras pessoas irão assistir aquele conteúdo depois.

E no caso do Flow há também os cortes, que acabam muitas vezes "roubando" audiência do vídeo principal.

E sim, o Pyong Lee deixou de ser nichado quando foi pro BBB, mas é válido citar que se fosse o movimento inverso (da TV pra internet), ele passaria a ser conhecido por um novo público, não tão ligado nisto.


Olha que BBB (ou esses outros realities shows), por exemplo, não é só a tia do ZAP que assiste.
O BBB é um ponto excepcional hoje. Conseguiram anexar o programa aos trends do Twitter, e deu no que deu. Agrega gregos e troianos, jovens e tias do zap.
 

sebastiao coelho neto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.292
Reações
38.527
Pontos
639
Não acaba. O que deve acontecer é ficar como a dupla radio + podcast, as pessoas que simplesmente não querem pensar nada ligam a TV e quem quer assistir algo específico parte pro streaming da emissora.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
Não acaba. O que deve acontecer é ficar como a dupla radio + podcast, as pessoas que simplesmente não querem pensar nada ligam a TV e quem quer assistir algo específico parte pro streaming da emissora.
Eu também não creio que vá acabar. Mas penso que a tendência é ficar cada vez mais nichada.
 

BigJ

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.165
Reações
11.811
Pontos
639
O BBB é um ponto excepcional hoje. Conseguiram anexar o programa aos trends do Twitter, e deu no que deu. Agrega gregos e troianos, jovens e tias do zap.
Bom, Vicious, você deu a resposta para o futuro da TV aberta.

Que na realidade é o que está rolando atualmente: a sinergia entre a TV e a internet, seja com realities shows ou outros tipos de programas.

Aí fica todo mundo junto e misturado.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
Bom, Vicious, você deu a resposta para o futuro da TV aberta.

Que na realidade é o que está rolando atualmente: a sinergia entre a TV e a internet, seja com realities shows ou outros tipos de programas.

Aí fica todo mundo junto e misturado.
É aí que tá, mesmo com essa sinergia, os números da TV são cada vez menores.

Assistir televisão já deixou de ser uma rotina. O BBB conseguiu angariar a galera da lacração do Twitter e causar furor, mas não é isso que eu vejo em diversos outros conteúdos.
 

Nilmax3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.245
Reações
24.485
Pontos
629
aqui desde 2006 não assisto tv aberta sempre baixei tudo que queria deixo um hd espetado na tv e tem minha própria programação :klol mesmo com netflix prefiro minhas coisas do hd

e tv só assisto os canais do history e discovery e natgeo wild pq natgeo padrão virou um lixo faz tempo

ah e tem o app da pluto tv da pra assistir muita coisa lá tudo free
 

BigJ

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.165
Reações
11.811
Pontos
639
É aí que tá, mesmo com essa sinergia, os números da TV são cada vez menores.
Com tanta opção de entretenimento, era de se esperar uma queda de audiência. Na verdade isso é bom, pois mostra que o público médio não precisa ficar "preso" a um ou outro formato. E mesmo assim ainda é muita gente consumindo TV aberta.

Até onde sei, quem tá mesmo preocupado com o seu "futuro" é a TV paga, que tá perdendo cliente a rodo. A tendência é que o streaming incorpore esse setor, até porque muitos dos donos são os mesmos.
 

DarkVoid

Bam-bam-bam
Mensagens
1.460
Reações
1.462
Pontos
203
O 01, programa de games do Tiago leifert, fez 20 pontos de audiência no último programa. Isso aí o zangado tem que suar para conseguir e na globo nem é considerado audiência alta (isso que passava meia noite).

Sobre o conteúdo subsequente, até é verdade, mas geralmente é pouco o número se comparado a tv. O Flow podcast, que é considerado sucesso, o vídeo mais visto lá tem 7 milhões (inclusive com o Danilo Gentili, que está na tv). É pouco comparado a tv.

O Pyong Lee, que é sucesso na internet, disse que só ficou conhecido de verdade depois do BBB, disse que antes ele ia no posto de gasolina e o frentista não conhecia ele, mas depois do BBB todo mundo conhece.

Enquanto o Flow bate 7 milhões no mais visto, a Record, que é uma emissora bagaceira, consegue 35 milhões naquelas novelas porcarias.
É como eu falei, 0h de sábado no maior canal de TV do Brasil, você vai assistir o que? Na internet eu posso ver Youtube, OS, Twitch ou o que for. Sem contar que nesses meios você precisa procurar o conteúdo, não é passivo. Se fosse apenas a TV todo mundo estaria vendo 01 meia noite, agora tem gente no Netflix, outros na twitch e outros no YouTube. As principais series do Netflix e Disney+ estão com a mesma audiência (ou até maior) que as maiores series da TV Americana. Costume de ver series na TV com a família tem seus 60-70 anos, series na internet tem 10 anos?

Sem contar que 01 acaba em 15min e depois só semana que vem, esse vídeo do Rezende posso ver amanhã e nem preciso ver o do Rezende, posso ver do Davy Jones ou do CarlinhosGamer451174.

Com quem o Tiago Leifert está competindo?
Um Zangado no aeroporto por ser qualquer um, mas em uma BGS da vida o cara é o MJ, Luciano Amaral, por exemplo, não deveria ser reconhecido no aeroporto e na BGS.

O Flow querendo ou não é nicho, sucesso de verdade são os Whindersson Nunes da vida, principalmente 3 ou 4 anos atrás, mesmo assim algumas pessoas podem só assistir os vídeos de musica dele e outros os vídeos normais, o que segmenta o conteúdo dele.

Sobre o Pyong Lee, ele ficou conhecido por gente fora da bolha dele, minha mãe não sabia quem ele era antes do BBB, agora ela conhece todas as blogueiras e blogueiros grandes que apareceram nos recomendados do canal dele e não faz a menor ideia de quem é o novo ator da novela das 21h.
 

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
31.958
Reações
72.143
Pontos
744
Com tanta opção de entretenimento, era de se esperar uma queda de audiência. Na verdade isso é bom, pois mostra que o público médio não precisa ficar "preso" a um ou outro formato. E mesmo assim ainda é muita gente consumindo TV aberta.

Até onde sei, quem tá mesmo preocupado com o seu "futuro" é a TV paga, que tá perdendo cliente a rodo. A tendência é que o streaming incorpore esse setor, até porque muitos dos donos são os mesmos.
A TV paga tem uma pequena vantagem ao meu ver: ela já é segmentada por si só. Porém, também está perdendo nessa briga assim como a aberta.

E assim, você citou o BBB (no caso realities), e essa sinergia ainda é válida de certa forma pra gigantes como a Globo. Não é como se canais muito menores conseguissem isso tão facilmente.
 

Elijah Kamski

Bam-bam-bam
Mensagens
4.719
Reações
10.585
Pontos
303
Será inevitável não virar algo de nicho tipo as rádios e os teatros, principalmente com o crescimento da internet. Isso é diferente desses emissores acabarem ou não, tanto que tendem se manter (claro que longe do poder passado delas, especialmente com a entrada forte dos streamings estrangeiros e outras formas de diversão).

Sem contar que o modelo de programas de TV é muito caro, especialmente as novelas e os programas de auditório. Não é à toa que a globo começou a focar no BBB, já que é dinheiro fácil.

Outro detalhe é a queda de interesse do público com os programas esportivos, especialmente fora dos grandes jogos. Por isso acho que deveriam investir mais em mata-matas tipo nos EUA e cancelar os estaduais. Só que até isso tem problema por conta do streaming, como ocorreu com a final da recopa.
 

DarkVoid

Bam-bam-bam
Mensagens
1.460
Reações
1.462
Pontos
203
O poder e alcance da internet vai fazer com a TV o mesmo que a "internet fez com o rádio", anos 90 grupo de Pagode e Axé só era famoso depois de aparecer no Gugu ou tocar sem parar na rádio, BTS não precisa de TV e rádio, eles alcançam 200kk+ de pessoas (views) em um único dia, só com Youtube, eu nem sabia que esse estilo de musica existia, agora sei quem eles são e sei o nome de duas musicas, mesmo sem nunca ter escutado.

Baby Shark e Despacito não precisaram de TV e rádio para serem algumas das musicas mais tocadas e conhecidas atualmente, antigamente era a TV e rádio quem lançava isso, Funk não precisou da TV, do contrario a TV que tentou "surfar" no funk quando virou musica de massa, pós furacão 2000.

Esse poder já começou com conteúdo pra criança, Galinha Pintadinha e Masha e o Urso devem ter alcançado muito mais crianças que a TV jamais pensou em alcançar com seu horário infantil.

Assim como aconteceu com a musica, principalmente o funk e kpop aqui, a TV vai "surfar" no que saiu na internet, antes a TV lançava esse povo, a MTV "lançou" o Grunge e o Emo, programa dominical fez Pagode e Axé serem conhecidos nacionalmente, já acontece na verdade, lançar canal no youtube, programas usando hashtag de twitter, meios de tentar se comunicar com o publico e assim vai.
 

Andvari

Riskbreaker
Mensagens
615
Reações
910
Pontos
128
Só uso a a TV aqui pra ver futebol e ligar o videogame. De resto, não tem nenhum outro conteúdo que me agrade na TV aberta
 

tortinhas10

É Nintendo ou nada!
Mensagens
92.799
Reações
201.267
Pontos
979
É como eu falei, 0h de sábado no maior canal de TV do Brasil, você vai assistir o que? Na internet eu posso ver Youtube, OS, Twitch ou o que for. Sem contar que nesses meios você precisa procurar o conteúdo, não é passivo. Se fosse apenas a TV todo mundo estaria vendo 01 meia noite, agora tem gente no Netflix, outros na twitch e outros no YouTube. As principais series do Netflix e Disney+ estão com a mesma audiência (ou até maior) que as maiores series da TV Americana. Costume de ver series na TV com a família tem seus 60-70 anos, series na internet tem 10 anos?

Sem contar que 01 acaba em 15min e depois só semana que vem, esse vídeo do Rezende posso ver amanhã e nem preciso ver o do Rezende, posso ver do Davy Jones ou do CarlinhosGamer451174.

Com quem o Tiago Leifert está competindo?
Um Zangado no aeroporto por ser qualquer um, mas em uma BGS da vida o cara é o MJ, Luciano Amaral, por exemplo, não deveria ser reconhecido no aeroporto e na BGS.

O Flow querendo ou não é nicho, sucesso de verdade são os Whindersson Nunes da vida, principalmente 3 ou 4 anos atrás, mesmo assim algumas pessoas podem só assistir os vídeos de musica dele e outros os vídeos normais, o que segmenta o conteúdo dele.

Sobre o Pyong Lee, ele ficou conhecido por gente fora da bolha dele, minha mãe não sabia quem ele era antes do BBB, agora ela conhece todas as blogueiras e blogueiros grandes que apareceram nos recomendados do canal dele e não faz a menor ideia de quem é o novo ator da novela das 21h.
Mas eu nem estou discutindo qual é melhor, mas sim que a tv é muito mais forte que a internet. É número. Um futebol na tv é 30 milhões assistindo, na internet é 2. BBB é muito mais audiência que qualquer coisa da internet. A juliette atualmente já está em 20 milhões de seguidores e deu nem três meses de programa, que tem média diária de quase 40 milhões de pessoas assistindo. A tv ainda é o principal.

E sua mãe pode não conhecer o ator da novela, mas a novela faz 30 pontos de audiência e é considerada uma audiência baixa, enquanto o YouTube faz 3 pontos de audiência e já é considerado o maior sucesso. E vale lembrar uma coisa, as pessoas usam IPTV para assistir conteúdo da televisão.

A televisão perdeu e continua perdendo força, mas não vai acabar tão cedo, a Globo pelo menos não...


 
Ultima Edição:

spy´

Veterano
Mensagens
551
Reações
936
Pontos
128
Foi bom bater o olho no titulo do tópico, já tinha esquecido de cancelar a vivo tv aqui.
 

Nilmax3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.245
Reações
24.485
Pontos
629
Como faz essas bruxaria ae?
uma conta do google drive vc copia ou manda tudo pra lá

no kodi vc instala o addon do google drive loga sua conta lá e assistente tudo de boa

aqui tenho uma conta no google drive ilimitada com uns 300tb de tudo que é coisa até jogos e uso na minha mi box 3 com o kodi tb da pra usar no raspberry pi e assistir tudo de boa
 

barba_da_floresta

Habitué da casa
Mensagens
130
Reações
193
Pontos
63
Acho que já falaram. A TV sairá das ondas tradicionais e migrará totalmente para a internet. Quase toda emissora já tem conteúdo online exclusivo pago.
Mesma coisa acontece com o rádio. Vai tudo pra internet também... ou vira podcast.

Quanto ao eletroeletrônico em si, nunca utilizamos tanto. Se aperfeiçoou muito bem. Mesmo sem ninguém assistir, gostamos de deixar ligado para "ter um barulho em casa".
Rádio ainda tem uma longa vida. Falo disso pq ouço todo dia, ao longo do dia todo. Não só pra escutar música, mas curto demais programa com narrador(a).
De todos os tipos (notícias, variedades, com participação do público, de coisa antiga, de coisa nova).

Vejo a participação das pessoas, que sempre tá ali. Ouço em sua grande maioria rádios locais da região.

Ele é minha companhia fiel e me alegra (minha namorida tbm gosta bastante, mas só de dois programas com narração, ao contrário de mim que são vários).
E não tenho nem 30 anos.

Sobre a TV, tbm gosto muito, mas confesso que tenho assistido bem pouco. Antigamente era mil vezes melhor e mais interessante.

Enviado de meu SM-G930F usando o Tapatalk
 
Mensagens
824
Reações
1.164
Pontos
168
Tem espaço para a televisao ela só precisa fazer uso melhor da interação com o público.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

D'Anconia

Habitué da casa
Mensagens
127
Reações
494
Pontos
63
Três pilares ainda mantêm a viabilidade das emissoras de tv aberta:

1º - Eventos esportivos ao vivo;
2º - Reality shows;
3º - Programas jornalísticos sensacionalistas (em menor grau).

Quando as smart tv's (com acesso à internet) se popularizarem massivamente, a maioria das pessoas buscará informações e entretenimento diretamente em canais do YouTube.
Em relação aos eventos esportivos, serão, até o final da década, o último filão gerador de audiência significativa da tv aberta. Não é por outro motivo que Record e SBT voltaram a investir na transmissão de campeonatos de futebol.
Mas nem nesse seguimento as emissoras de TV terão vida fácil. Organismos como UEFA e CBF podem, a depender da viabilidade econômica futura e da massificação das tv's conectadas à internet, promoverem com exclusividade seus próprios eventos. Aí é tampa no caixão. Rsrsrs

Mas não devemos esquecer que assistir futebol e novelas na tv é algo cultural em países subdesenvolvidos como o Brasil. Ainda existem duas gerações vivas criadas ao pé das tv's. Apenas quando a geração pós 2000 for a dominante no mundo é que veremos a completa obsolescência da tv aberta, pois essa geração já cresceu com smartphones a tira colo e sem interesse em assistir tv.


Eu, por exemplo, nasci na década de 90, mas faz uns dez anos que passo longe da tv (com exceção do futebol, olimpíadas e outros eventos esportivos).
 

Ataru

Bam-bam-bam
Mensagens
5.627
Reações
24.412
Pontos
353
A televisão como equipamento dificilmente deixará de existir tão logo, pois hoje uma das maiores formas de entretenimento é a Netflix, que é majoritariamente assistida na televisão.

O que acontecerá é que a televisão, computador, celular e a internet em si, no futuro, será uma coisa só, tanto como instrumento quanto como indústria. Já estamos relativamente perto disso, mas será tão integrado que será muito difícil de separar uma coisa da outra.

Não acho que deixaremos de ter "salas de TV" em nossas casas. Elas continuarão a existir, só que talvez de uma forma um pouco diferente. Será da mesma forma que deixamos de ter vitrolas e grandes aparelhos de som, mas não deixamos de ter uma caixinha de som ou algo do tipo para continuarmos a ouvir música.

O que está em cheque, de fato, é a indústria da TV tradicional, com emissoras de televisão. A Globo, por exemplo, já percebeu isso e vem tentando migrar para outras plataformas (streaming) e desmobilizado sua gigantesca e inviável infraestrutura em busca de sobrevivência.

A TV aberta provavelmente sobreviverá por causa do fator ao vivo - sobretudo o jornalismo e esporte - e será como ponto de encontro e de rotina. Num mundo totalmente segmentado, isso poderá fazer bastante falta no futuro.
 

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
26.998
Reações
38.154
Pontos
609
Até 2010 eu assistia pouca quase nada de TV... depois até 2014 ainda menos, quando parei definitivamente quando me separei de uma na época de 34 anos e troquei por uma de 22 :klolwtfa nova geração não quer nem saber de TV.

No sentido de predileção do público acho que vai virar sim um "novo rádio", mas a coisa muda completamente de figura quando pensamos nos profissionais.
Quando o rádio começou a decair com o advento da TV, era muito mais difícil um radialista ir pra TV.
Hoje com a queda da TV em detrimento à internet, é muito mais fácil alguém sair da TV e ir pra rede, o que aconteceu com VÁRIOS profissionais inclusive nas empresas top como por exemplo o Thiago Asmar, que de um repórter mediano da Globo virou um youtuber esportivo referência.

É muito louco saber que as vezes um vídeo de um guri de 25 anos com uma porra de uma câmera ligada no quarto pode ter mais audiência que um programa de TV aberta, com uma infra gigantesca por trás.

Outro ponto importantíssimo é assertividade comercial / publicitária.
Hoje quando botamos nossa marca na TV a assertividade é mínima, seja pelo público alvo (na frente da TV pode estar a família inteira assistindo, desde o neto de 12 anos até o bisavô de 80) ou pela própria dinâmica. Alguém aqui para pra assistir comercial nos intervalos? Não né, todo mundo corre pra uma segunda ou terceira tela.
Já na internerd a coisa é muito mais no alvo.

Ainda assim tem e terá público pra todos os meios de comunicação por muitos anos. O rádio tá aí até hoje, então a TV com certeza vai durar por muitos anos.
 

Gallahade

Larva
Mensagens
6
Reações
5
Pontos
3
No Brasil a televisão fica por muitos anos ainda. Levando em conta que a muitas regiões sofrem com sinais de internet também têm o hábito em torno de se assistir televisão. Eu só ligo para jogar alguma coisa ou ver filmes/séries na tela grande, já minha mãe liga e deixa no jornal sempre que está na casa se não está vendo Datena é novela da Record.

Também acho que a única emissora se preparando para o futuro é a Globo, investindo na Stream e segurando os velhos com os programas centenários deles. Mas no público jovem com certeza eles não tem apoio, no meu circulo de amigos ninguém assisti tv levianamente igual a dez anos atrás ela ficou muito ultrapassada em comparação com a praticidade da internet.

Sendo que como o Brasil caminha em passo de tartaruga a tv ainda vai ter audiência por muito tempo ainda, por mim nem ligo mas ainda quero comprar uma OLED-CX pra jogar alucinado e meter um home theater dos deuses para entretenimentos cinematográficos!
 
Topo