O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


OS Books [+reading now]



_alef_

Bam-bam-bam
Mensagens
8.708
Reações
8.722
Pontos
353
To achando um pé no saco Cronicas de gelo e fogo, deixei de lado e inicio As crônicas de Arthur.

Vou ler devagar os livros do Martin, muito chato.
 

darth_senna

Bam-bam-bam
Mensagens
9.983
Reações
4.062
Pontos
459
O que pode nos falar desta série? Estou com o volume 1 aqui, peguei por quinzao na amazon

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
melhor série. o livro um que vc tem ai, em específico, vai te lembrar MUITO a sociedade do anel do tolkien. a estrutura da história é mto parecida. mas o mundo é bem único. e a partir do segundo livro essa sensação de "plágio do senhor dos anéis" some por completo. Na minha opinião, a melhor série de fantasia medieval já feita...

Mas agora, tô lendo aqui stormlight archive e terminei WORDS OF RADIANCE.

Caras, que livro! pqp, essa série é boa demais. altos plot twists. vc vai achando que a história vai pra um lado e... BOOM, chega na hora descobre numa reviravolta que n é nada disso. e sem ser forçada de barra. Sinceramente, tá me surpreendendo mto. animal demais. há anos n lia algo assim. Vou dar uma spoilada de leve (em linhas gerais, sem citar nomes de personagem nem nada) pra terem uma ideia da epicidade do negócio. Provavelmente nem é spoiler, pq a coisa ainda tá tão mal contada, que provavelmente vai ter uma reviravolta e eu vou descobrir que n é nada disso mais pra frente haha.

basicamente até onde percebi vc meio que tem 2 deuses ou forças principais. a boa e a ruim. E ai a ideia toda é que o deus "mal" tá ganhando força e vai trazer uma espécie de apocalipse. O que vc espera? que o deus "bom" ajude. Mas ai chega na hora do vamos ver, em vez de ajudar o cara te fode mais ainda numa pegada pq n acha que vc tem chances de vencer e desiste antes mesmo de começar a lutar. ele é tipo um Deus que desistiu da humanidade ou coisa assim. Como vc faz pra encontrar forças pra lutar contra um desastre de proporções apocalípticas quando DEUS diz pra vc "ihhh filhão. nem tenta, tu tá fudido"?! Tô achando animal demais essa pegada de deuses "quebrados"... não consigo encontrar a tradução, o termo em inglês é "broken", tipo alguém que desistiu da vida que acha que nada mais vale a pena e etc. Animal demais!
 

Niko

Bam-bam-bam
Mensagens
6.462
Reações
5.118
Pontos
354

Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis

Tive certa dificuldade de ler o inicio do livro, pois essa versão que tenho aqui me deixava com muita raiva. É uma versão meio antiga, com letras pequenas demais (o que deixa o livro mais curto, mas demora a passar páginas), espero que isso não afete meu julgamento sobre a história.

Gostei do que li, a obra conta realmente memórias do ''autor'' de uma forma mais prolongada, é possível ver claramente, até há um foco principal com o romance do protagonista, mas achei que ficou pouco detalhada, apesar de ser vista em boa parte da obra, menos romântico, menos apegado e eu esperava mais fogo, como visto em Dom Casmurro, mas a escrita do autor é simplesmente sensacional e seus personagens são muito bons, como sempre. Para esse livro destaco o protagonista e o Quincas Borba. A mulher protagonista, Virgília, achei que deixou a desejar.

O tema do livro é basicamente a vida do protagonista, como leva o titulo, e conta da mesma forma como vista em Dom Casmurro, livro lançado só depois, na primeira pessoa, do autor que conta, em forma de livro; particularmente eu adoro essa narrativa do Machado de Assis, é sensacional, por isso ele é meu favorito desde cedo. O livro traz também assuntos mais profundos como traição, amizade, solidão tudo claro contado de uma forma romântica, formal, de certa forma até ingênua. Pura é a melhor palavra. Pra mim não bate o Dom Casmurro, mas ainda assim é um ótimo livro, que recomendo principalmente por causa da escrita, esse sim tem um tom mais literário, com segmentos longos e até difíceis de compreender até certo ponto, traz um profundo conhecimento da palavra e da escrita pelo escritor, recomendo.

O livro traz também o personagem Quincas Borba, que acredito eu, é o do livro homônimo lançado após essas memórias póstumas e que, por sorte ainda não li. Já encomendei esse livro (Quincas Borba) na Amazon e deve tá chegando na próxima semana, lerei em breve. O personagem se mostrou bem carismático nesse do Brás Cubas, espero um ótimo livro esse do Quincas. Recomendo se alguém for ler o Quincas Borba, que leia antes esse memórias póstumas de Brás Cubas.



"Cada estação da vida é uma edição, que corrige a anterior, e que será corrigida também, até a edição definitiva, que o editor dá de graça aos vermes" - Trecho do livro de uma de suas passagens, do defunto protagonista.
 

AIDS_skrillex

Bam-bam-bam
Mensagens
1.157
Reações
3.465
Pontos
303
Memórias do Subsolo - Dostoievski
Acima de tudo, achei uma leitura interessante. Mas ao mesmo tempo é detestável acompanhar o protagonista porque... é um cara que não se dá bem socialmente (e até nenhum problema) e faz questão de criar antipatia com todo mundo ao redor. É um cara atolado no arrependimento de atitudes que tomou no passado, meio lunático até, então acaba sendo também um ótimo estudo de personagem. Confesso que torci bastante para que o final não terminasse da forma como terminou, mas compreendo que era a única solução possível diante de como o protagonista foi apresentado.
edit: a propósito, a tradução da Editora 34 está espetacular.

Agora pretendo voltar um pouco mais e ler Gente Pobre, que já tá na estante há algum tempo. Noites Brancas está para chegar também.
 

zeadbanger

Supra-sumo
Mensagens
838
Reações
1.692
Pontos
183
Memórias do Subsolo - Dostoievski
Acima de tudo, achei uma leitura interessante. Mas ao mesmo tempo é detestável acompanhar o protagonista porque... é um cara que não se dá bem socialmente (e até nenhum problema) e faz questão de criar antipatia com todo mundo ao redor. É um cara atolado no arrependimento de atitudes que tomou no passado, meio lunático até, então acaba sendo também um ótimo estudo de personagem. Confesso que torci bastante para que o final não terminasse da forma como terminou, mas compreendo que era a única solução possível diante de como o protagonista foi apresentado.
edit: a propósito, a tradução da Editora 34 está espetacular.

Agora pretendo voltar um pouco mais e ler Gente Pobre, que já tá na estante há algum tempo. Noites Brancas está para chegar também.
Depois você me fala o que você achou desse Noites Brancas. Na época que eu peguei pra ler eu larguei kkkkk, achei muito diferente de outros livros do Dostoievski como esse Memórias do Subsolo e Crime e Castigo.
 


Corvo Attano

Habitué da casa
Mensagens
69
Reações
107
Pontos
53
Fortaleza digital, do Dan Brown
A história é sobre um japonês, que desenvolve um programa impossível que ser decifrado, e ele coloca em leilão a senha desse programa, e por garantia, deixa uma cópia da senha com alguém. O programa coloca em risco o trabalho da NSA, uma organização americana, que desencripta todas as mensagens do mundo (terrorista, tráfico, etc), o japonês morre, e começa a saga pela senha.

O livro empolga em algumas partes, porém a maior parte, é tedioso, o final é clichê, porém na última página, tem uma surpresa, nada que espante muito, mas tem.
6/10

Comecei a ler recentemente, O Frankstein
 

Giant Enemy Crab

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.078
Reações
46.145
Pontos
553
Li recentemente (sem muito animo pra ler ultimamente):

Arrume a sua cama por [Mcraven, William H.]


Arrume a sua cama - William H. McRaven

sobre um veterano marine contando como as pequenas coisas mudam a pessoa, se baseando em suas experiencias no exército.

Livro curtinho, meio de auto-ajuda, fala um monte de verdades simples que muitas pessoas não notam.
Bom de ler.


72956

Strawberry Night - Handa Tetsuya

Um "Shousetsu" japones adulto de policia,
a foto tem 2 livros (que na verdade li a versão manga), no japão livros são comuns serem divididos em 2 ou 3 partes ("parte de cima", "do meio" e "de baixo"), ja perguntei pra uma pessoa o porque japones não lança livro igual ocidental, a teoria dessa pessoa (bem inteligente) é que livros curtos são mais faceis de carregar e ler em transporte publico.

Conta a saga de uma policial da divisão de crimes violentos investigando uma série de assassinatos violentos, pra quem é bem calejado no tema é bem "padrãozão", mas não é ruim. Vale a pena uma lida (se entender japones).






Eu tinha começado a ler, denovo, pela 3x, Torre Negra,
tava na metade do primeiro livro "O Pistoleiro", amo de paixao essa série (não atoa tenho 2 tatuagem dela e ainda penso e fazer mais uma)



Pra quem não conhece essa obra magnifica, é a série do Stephen King que liga diversas outras obras famosas dele que muita gente nem imagina que faz parte de um universo maior.

A saga de um pistoleiro, uma classe de pessoas com todas as skills de guerreiro upadas ao máximo, vivendo em um mundo chamado "mundo médio" (inspirado em Tolkien), atras de uma Torre lendaria chamada apenas de Torre Negra, que é o pilar fisico de todos os mundos.

O mundo médio é uma mistura de magia, velho oeste e um mundo tão envelhecido que robôs e cidades futuristas estão tudo em ruinas.

Embora o primeiro volume seja do Pistoleiro atras do Homem de Preto[conhecido também como o vilão principal do livro A Dança da Morte] no deserto, "a apoteose de todos os desertos".


Mas parei porque uma pessoa que eu to tentando esquecer começou a ler ele (começou o segundo volume ontem), ai fiquei pensando que é meio estranho eu ler a joça sabendo que essa pessoa também também ta lendo a mesma joça.


Ai parei por enquanto e começei:




War of the Wolf - Saxon stories Vol 11 (Cronicas Saxonicas Vol 11).


não saiu em pt-br,
comprei em ingles mesmo no Kindle e só Goku pode me julgar.


to no 10% ainda, eu fico mais "ligado" na história quando o livro é em pt-br, logo, posso estar equivocado, mas a história por enquanto não esta tão prazerosa quanto os 9 ultimos (o primeiro eu nem curti tanto assim).
Parece série de TV que devia ter terminado faz 2 temporadas.

Mas o Uhtred idoso e seu fiel amigo Finan ainda estão tão bocudos quanto habeis estrategistas.
 
Ultima Edição:

Radamanthys Wyvern

Bam-bam-bam
Mensagens
8.246
Reações
10.124
Pontos
424


Segundo livro da Furia vermelha. To quase acabando de ler e teve um plot twist que não tava esperando.

É um bom livro, mas com sérios problemas de ritmo, tem horas que fica um saco...e tem horas que fica super divertido.

Romance nesses 2 livros é totalmente deixado de lado, basicamente é o Darrow sendo porra louca e ganhando cada vez mais poder. O esquema de cores, casas, planetas, sistema politico são bem legais. Os ouros que são topos da sociedade usam os outros como escravos e serviçais, sendo os baixos vermelhos os lixos dos lixos, perfuradores de marte que acham que são pioneiros la e no fim das contas a sociedade ja está formada não só la como em luas do sistema solar todo. E pra isso ele perde algumas coisas e ve que tudo oq ele acreditava era mentira e manipulação, que o mundinho que ele tinha não era nada. E nisso vem a fúria descontrolada dele. No primeiro livro se passa dos 16 aos 18 anos. No segundo ele ta com 20 anos. De resto não posso ficar falando mais detalhes pq ai daria spoiler do primeiro livro.

Mas quem curso space opera, batalhas espaciais, jogos vorazes (primeiro livro), muita violencia, camaradagem, mortes, reviravoltas e sem mimimi de romance vai curir.
 

Merovíngio

Mil pontos, LOL!
Mensagens
34.517
Reações
22.941
Pontos
1.009
Submissão


Certa vez alguém me disse: "se você quer conhecer a Europa, vá logo enquanto ela ainda existe como é".
Comprei este livro na Amazon (20 pilas a versão Kindle) imediatamente após tomar conhecimento de sua existência.
É um futuro distópico não muito distante.

"França, 2022. Depois de um segundo turno acirrado, as eleições presidenciais são vencidas por Mohammed Ben Abbes, o candidato da chamada Fraternidade Muçulmana. Carismático e conciliador, Ben Abbes agrupa uma frente democrática ampla. Mas as mudanças sociais, no início imperceptíveis, aos poucos se tornam dramáticas".
 

darth_senna

Bam-bam-bam
Mensagens
9.983
Reações
4.062
Pontos
459
Li recentemente (sem muito animo pra ler ultimamente):

Arrume a sua cama por [Mcraven, William H.]


Arrume a sua cama - William H. McRaven

sobre um veterano marine contando como as pequenas coisas mudam a pessoa, se baseando em suas experiencias no exército.

Livro curtinho, meio de auto-ajuda, fala um monte de verdades simples que muitas pessoas não notam.
Bom de ler.


Visualizar anexo 72956

Strawberry Night - Handa Tetsuya

Um "Shousetsu" japones adulto de policia,
a foto tem 2 livros (que na verdade li a versão manga), no japão livros são comuns serem divididos em 2 ou 3 partes ("parte de cima", "do meio" e "de baixo"), ja perguntei pra uma pessoa o porque japones não lança livro igual ocidental, a teoria dessa pessoa (bem inteligente) é que livros curtos são mais faceis de carregar e ler em transporte publico.

Conta a saga de uma policial da divisão de crimes violentos investigando uma série de assassinatos violentos, pra quem é bem calejado no tema é bem "padrãozão", mas não é ruim. Vale a pena uma lida (se entender japones).






Eu tinha começado a ler, denovo, pela 3x, Torre Negra,
tava na metade do primeiro livro "O Pistoleiro", amo de paixao essa série (não atoa tenho 2 tatuagem dela e ainda penso e fazer mais uma)



Pra quem não conhece essa obra magnifica, é a série do Stephen King que liga diversas outras obras famosas dele que muita gente nem imagina que faz parte de um universo maior.

A saga de um pistoleiro, uma classe de pessoas com todas as skills de guerreiro upadas ao máximo, vivendo em um mundo chamado "mundo médio" (inspirado em Tolkien), atras de uma Torre lendaria chamada apenas de Torre Negra, que é o pilar fisico de todos os mundos.

O mundo médio é uma mistura de magia, velho oeste e um mundo tão envelhecido que robôs e cidades futuristas estão tudo em ruinas.

Embora o primeiro volume seja do Pistoleiro atras do Homem de Preto[conhecido também como o vilão principal do livro A Dança da Morte] no deserto, "a apoteose de todos os desertos".


Mas parei porque uma pessoa que eu to tentando esquecer começou a ler ele (começou o segundo volume ontem), ai fiquei pensando que é meio estranho eu ler a joça sabendo que essa pessoa também também ta lendo a mesma joça.


Ai parei por enquanto e começei:




War of the Wolf - Saxon stories Vol 11 (Cronicas Saxonicas Vol 11).


não saiu em pt-br,
comprei em ingles mesmo no Kindle e só Goku pode me julgar.


to no 10% ainda, eu fico mais "ligado" na história quando o livro é em pt-br, logo, posso estar equivocado, mas a história por enquanto não esta tão prazerosa quanto os 9 ultimos (o primeiro eu nem curti tanto assim).
Parece série de TV que devia ter terminado faz 2 temporadas.

Mas o Uhtred idoso e seu fiel amigo Finan ainda estão tão bocudos quanto habeis estrategistas.
to querendo pegar war of the wolf há eras e nada de sair a versão pt-br. Pra mim n importa tanto que seja inglês. mas tenho toda coleção estilizada da record, me dá dó comprar outro modelo agora haha. sabe qq acontece que n saiu esse em portugues ainda? em inglês já tá disponivel há mto tempo... to achando que a record deve estar mal das pernas e abriu mão, ou algo assim...


terminei de ler OATHBRINGER o ultimo livro de STORMLIGHT ARCHIVE que saiu até agora.
90% do livro é mto bom. Mas tem uma personagem lá que irrita demais. tem crise de identidade ai fala com ela mesma como se fosse várias pessoas e é confuso e chato pra caralho. Mas de resto é show de bola. Altos mindfucks e questões interessantes em aberto ainda. ainda tem um side history "edgedancer" pra ler. o volume quatro tá programado pra sair ano que vem. Metade desse ano deve sair o volume 4 da segunda era de mistborn tbm. e to ansioso, pq tem teorias que colocam um link direto entre as duas histórias.

As teorias dizem que o Trell, deus novo que aparece no fim do bands of mourning, pode na verdade ser o odium, mesmo vilão do stormlight.

Me aprofundei mais na cosmere com stormlight pq fiquei curioso e achei a ideia toda mto maneira. a forma como todas historias na cosmere se entrelaçam. e dá pra ver que o saze tá fudido, mais hora ou menos hora.
o que me deixa puto é que, claramente, até todas as histórias sairem, vão mais uns 30 anos. só stormlight tem mais 7 livros pra sair (duas séries de 5 livros). mistborn tem 4 séries programadas, o sanderson tá terminando a segunda. ai tem o prequel geral de todos universos, sabe-se lá qnts livros serão. elantris tem mais 2 livros programados. warbreaker tem continuação em vista. o cara tem livro pra escrever por décadas na lista já hahaha
 

Giant Enemy Crab

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.078
Reações
46.145
Pontos
553
to querendo pegar war of the wolf há eras e nada de sair a versão pt-br. Pra mim n importa tanto que seja inglês. mas tenho toda coleção estilizada da record, me dá dó comprar outro modelo agora haha. sabe qq acontece que n saiu esse em portugues ainda? em inglês já tá disponivel há mto tempo... to achando que a record deve estar mal das pernas e abriu mão, ou algo assim...


terminei de ler OATHBRINGER o ultimo livro de STORMLIGHT ARCHIVE que saiu até agora.
90% do livro é mto bom. Mas tem uma personagem lá que irrita demais. tem crise de identidade ai fala com ela mesma como se fosse várias pessoas e é confuso e chato pra caralho. Mas de resto é show de bola. Altos mindfucks e questões interessantes em aberto ainda. ainda tem um side history "edgedancer" pra ler. o volume quatro tá programado pra sair ano que vem. Metade desse ano deve sair o volume 4 da segunda era de mistborn tbm. e to ansioso, pq tem teorias que colocam um link direto entre as duas histórias.

As teorias dizem que o Trell, deus novo que aparece no fim do bands of mourning, pode na verdade ser o odium, mesmo vilão do stormlight.

Me aprofundei mais na cosmere com stormlight pq fiquei curioso e achei a ideia toda mto maneira. a forma como todas historias na cosmere se entrelaçam. e dá pra ver que o saze tá fudido, mais hora ou menos hora.
o que me deixa puto é que, claramente, até todas as histórias sairem, vão mais uns 30 anos. só stormlight tem mais 7 livros pra sair (duas séries de 5 livros). mistborn tem 4 séries programadas, o sanderson tá terminando a segunda. ai tem o prequel geral de todos universos, sabe-se lá qnts livros serão. elantris tem mais 2 livros programados. warbreaker tem continuação em vista. o cara tem livro pra escrever por décadas na lista já hahaha
Não faço idéia.

Tava esperando sair em pt-br também, mesmo que eu consiga ler livros do tipo em inglês, eu prefiro ptbr. Acho mais relaxante e prazeroso, até porque eu passo o dia a dia só falando, ouvindo, escrevendo e lendo língua estrangeira no trabalho, cansa.
 

Merovíngio

Mil pontos, LOL!
Mensagens
34.517
Reações
22.941
Pontos
1.009
Não faço idéia.

Tava esperando sair em pt-br também, mesmo que eu consiga ler livros do tipo em inglês, eu prefiro ptbr. Acho mais relaxante e prazeroso, até porque eu passo o dia a dia só falando, ouvindo, escrevendo e lendo língua estrangeira no trabalho, cansa.
Meu bom,

o que você me recomendaria para eu ter um contato com o cotidiano japonês? Que livro se encaixaria nisso?
 

Shyn

Bam-bam-bam
Mensagens
1.194
Reações
1.471
Pontos
203
Os 4 últimos livros que terminei foram esses:







Gostei de todos, o Fortaleza Digital talvez seja o que menos gostei, mas ainda assim foi uma leitura tranquila e eu quero é paz pra minha vida rsrsrs.


EDIT: Aproveito para perguntar, quero ler algumas obras do Bernard Cornwell. Recomendam por onde começar ou tanto faz? Estou curioso quanto as crônicas de Arthur.
 
Ultima Edição:

renbh

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
12.592
Reações
9.322
Pontos
434
to no 10% ainda, eu fico mais "ligado" na história quando o livro é em pt-br, logo, posso estar equivocado, mas a história por enquanto não esta tão prazerosa quanto os 9 ultimos (o primeiro eu nem curti tanto assim).
Parece série de TV que devia ter terminado faz 2 temporadas.
Mas o Uhtred idoso e seu fiel amigo Finan ainda estão tão bocudos quanto habeis estrategistas.
Este livro é mais de preparação, então tem um ritmo mais lento e depois de tantos livros pode parecer com algo que você já leu antes. Mas a história que retratam é conhecida, a grande batalha está por vir e acho que o planejamento está bem redondinho, o Cornwell é bem organizado neste aspecto.

Me aprofundei mais na cosmere com stormlight pq fiquei curioso e achei a ideia toda mto maneira. a forma como todas historias na cosmere se entrelaçam. e dá pra ver que o saze tá fudido, mais hora ou menos hora.
o que me deixa puto é que, claramente, até todas as histórias sairem, vão mais uns 30 anos. só stormlight tem mais 7 livros pra sair (duas séries de 5 livros). mistborn tem 4 séries programadas, o sanderson tá terminando a segunda. ai tem o prequel geral de todos universos, sabe-se lá qnts livros serão. elantris tem mais 2 livros programados. warbreaker tem continuação em vista. o cara tem livro pra escrever por décadas na lista já hahaha
Gostei muito do caminho que a série tomou no final, mesmo sendo uma série enorme o ritmo pareceu intenso o suficiente para ver a série caminhando bem.

Quanto ao tamanho em si, a vantagem é que Sanderson é extremamente produtivo, não deve acontecer como os autores da década de 90 e 2000 que escreviam aquelas enormes sagas, ficavam perdidos no tanto de plots que abriam e demoravam anos para entregar um livro e se perdiam quanto a seu final (Wheel of Time que o diga, é bem provável que Game of Thrones siga o mesmo caminho já que são bem contemporâneas).

Como o autor tem várias series e não dorme no ponto, você está sempre lendo livros dele, a espera fica mais tranquila, o fato dele ser jovem também ajuda (muitos nos de carreira pela frente). Particularmente estou aguardando o próximo livro do Rithmatist, apesar de não ser da Cosmere e não ser tão grandioso como Stormlight Archive é bem legal.
 

Guastinha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.113
Reações
10.799
Pontos
689

Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis

Tive certa dificuldade de ler o inicio do livro, pois essa versão que tenho aqui me deixava com muita raiva. É uma versão meio antiga, com letras pequenas demais (o que deixa o livro mais curto, mas demora a passar páginas), espero que isso não afete meu julgamento sobre a história.

Gostei do que li, a obra conta realmente memórias do ''autor'' de uma forma mais prolongada, é possível ver claramente, até há um foco principal com o romance do protagonista, mas achei que ficou pouco detalhada, apesar de ser vista em boa parte da obra, menos romântico, menos apegado e eu esperava mais fogo, como visto em Dom Casmurro, mas a escrita do autor é simplesmente sensacional e seus personagens são muito bons, como sempre. Para esse livro destaco o protagonista e o Quincas Borba. A mulher protagonista, Virgília, achei que deixou a desejar.

O tema do livro é basicamente a vida do protagonista, como leva o titulo, e conta da mesma forma como vista em Dom Casmurro, livro lançado só depois, na primeira pessoa, do autor que conta, em forma de livro; particularmente eu adoro essa narrativa do Machado de Assis, é sensacional, por isso ele é meu favorito desde cedo. O livro traz também assuntos mais profundos como traição, amizade, solidão tudo claro contado de uma forma romântica, formal, de certa forma até ingênua. Pura é a melhor palavra. Pra mim não bate o Dom Casmurro, mas ainda assim é um ótimo livro, que recomendo principalmente por causa da escrita, esse sim tem um tom mais literário, com segmentos longos e até difíceis de compreender até certo ponto, traz um profundo conhecimento da palavra e da escrita pelo escritor, recomendo.

O livro traz também o personagem Quincas Borba, que acredito eu, é o do livro homônimo lançado após essas memórias póstumas e que, por sorte ainda não li. Já encomendei esse livro (Quincas Borba) na Amazon e deve tá chegando na próxima semana, lerei em breve. O personagem se mostrou bem carismático nesse do Brás Cubas, espero um ótimo livro esse do Quincas. Recomendo se alguém for ler o Quincas Borba, que leia antes esse memórias póstumas de Brás Cubas.



"Cada estação da vida é uma edição, que corrige a anterior, e que será corrigida também, até a edição definitiva, que o editor dá de graça aos vermes" - Trecho do livro de uma de suas passagens, do defunto protagonista.
Pela descrição da edição que você fez, me lembrou essa coleção aqui:



Inclusive, foi onde li esse clássico.

Também achei que teria dificuldade, por conta da edição, mas a escrita do autor é muito cativante, logo não percebia as paginas passando. ( ou melhor, não passando)
 

Niko

Bam-bam-bam
Mensagens
6.462
Reações
5.118
Pontos
354
Pela descrição da edição que você fez, me lembrou essa coleção aqui:



Inclusive, foi onde li esse clássico.

Também achei que teria dificuldade, por conta da edição, mas a escrita do autor é muito cativante, logo não percebia as paginas passando. ( ou melhor, não passando)
Não foi esse não, o que tenho aqui é de uma editora chamada Cedic, acho que deve ter mais de 20 anos. Tá bem cuidado, mas pra mim já tá velho.

Pra quem é fã do Machado, na play store tem um aplicativo feito por uma professora que tem todos os livros dele + contos
Sou fã dele, mas sou chato pra ler livro, tem que ser em papel msm, tenho que pegar no papel. E meu olho é sensível pra ler em tablet ou computador rs.
 

Radamanthys Wyvern

Bam-bam-bam
Mensagens
8.246
Reações
10.124
Pontos
424


Terceiro livro da trilogia Red Rising (Fúria Vermelha).

Olha, que impactante esses livros viu. A camaradagem, lealdade de certos amigos, a deslealdade de outros, guerras espaciais, guerras em planetas, guerras em luas, um sistema complexo e cheio de nuances. Alianças, traições, governos, sistemas de sociedade... é algo bem denso e divertido de se ler.

Basicamente o sistema solar é populado por humanos em tudo o que tem de planetas e luas (menos nos planetas gasosos é claro). Os humanos viraram baratas no sistema solar se multiplicando e o nosso sistema de governo não tava dando conta. Até que surgiu um levante e criaram um sistema novo de cores. Os dourados são a ponta da sociedade, a elite em poder, dinheiro, etc. Abaixo os pratas, marrons, cinza, rosa, etc... cada cor designa algo, rosa por exemplo são pessoas criadas desde pequenas pra serem lindas e se prostituir pros dourados, eles tem um sistema de dor que só passa se eles deram prazer pros dourados. Vermelhos são a escória da socierdade, tem 2 tipos: os altos vermelhos que vivem na superfície de marte e os baixos vermelhos que vou agora explicar melhor...

Baixo vermelho é o termo dado aos vermelhos escravos que ficam no subsolo de marte e acham que são os pioneiros da exploração espacial, acham que estão furando marte para poderem em algumas centenas de anos fazer com que o resto da população da terra possa ir lá. Eles nunca viram a superfície e sabem que os dourados são praticamente deuses.

E o foco se passa num baixo dourado chamado Darrow que descobre que tem mais coisas nisso e acaba participando de um grupo rebelde que quer tirar esse poder dos dourados e unir as cores. Mas um simples vermelho não tem força pra enfrentar dourados. Nisso ele é modificado pra virar um dourado e se infiltrar na sociedade deles, ganhar poder e depois sabotar tudo.


Romance quase não tem e é bem sutil, o foco do personagem não é esse e ele ta pouco se fodendo pra amor. Ele tem a missão dele e quer poder apenas. Logico que no caminho ele acaba vendo que os ouros não são todos fdp, faz amizades com muitos, mas o problema é esse: amizade até quando? Os ouros não querem perder a mamata e deixar que haja uma revolução. Eles são considerados deuses pra muitos povos.

Há sistema de hierarquia mesmo dentre os dourados. A soberana lidera o sistema solar todo da Luna (a lua da terra, ai que vc percebe que nossa lua não tem nome né), Cada planeta e lua tem seu arquigovernador. A soberana tem 12 cavaleiros olímpicos, a elite dos guerreiros do sistema solar. Cada lider de destroyer espacial é um pretor e o lider de todas as frotas espaciais de uma casa é imperador.

Como o livro se passa no decorrer de uns 7 anos (dos 16 anos dele até os 23 ou 24), então não só o Darrow ganha muito poder, como os amigos dele após serem testados pelo instituto que avalia os melhores dourados. Essa parte do instituto é bem parecida com Jogos Vorazes, mas bem mais violenta e estratégia. Tanto que demora mais de 1 ano pra acabar só esses jogos aí. Após o térmico cada um volta com suas glórias e faz fama.

Darrow como é principal vai ganhando uma fama cada vez maior a ponto de virar quase uma religião em cima dele. E isso faz com que ele arrume aliados muito poderosos e inimigos fortes também.

Não vou contar mais spoilers, mas isso que falei é apenas o conceito do começo do primeiro livro. É denso, é cheio de detalhes, personagens, diálogos, descrições e tramas políticas. Tem muitas batalhas também, sangue, violência, estupro, escravidão, etc.

Também gostei de ter muitos conceitos baseados em roma, mitologia grega e palavras em latim.

A mais famosa do livro e que adoro ela é a "Per Aspera Ad astra" que os amigos falam um pro outro antes das batalhas que significa "dos espinhos para as estrelas". Aliás tem muitas frases e mensagens FUDIDAS nesse livro que você para pra pensar e que arrepiam.

Fora as batalhas colossais espaciais ou invasões planetárias absurdas.

Outra coisa: sistema de moralidade do Darrow é basicamente: faça oq for necessário. Então ele é um anti herói muitas vezes. Mata sem dó inocentes se for necessário e até trai se for necessário. Ele é um personagem principal bem peculiar nisso pq ele não tem a sindrome de heroi que precisa fazer tudo pela honra.

Gostei muito da trilogia, final satisfatório. Nota 8,5/10 pra trilogia todo. Podem ler.
 

mfalan

Habitué da casa
Mensagens
397
Reações
620
Pontos
93


Terceiro livro da trilogia Red Rising (Fúria Vermelha).

Olha, que impactante esses livros viu. A camaradagem, lealdade de certos amigos, a deslealdade de outros, guerras espaciais, guerras em planetas, guerras em luas, um sistema complexo e cheio de nuances. Alianças, traições, governos, sistemas de sociedade... é algo bem denso e divertido de se ler.

Basicamente o sistema solar é populado por humanos em tudo o que tem de planetas e luas (menos nos planetas gasosos é claro). Os humanos viraram baratas no sistema solar se multiplicando e o nosso sistema de governo não tava dando conta. Até que surgiu um levante e criaram um sistema novo de cores. Os dourados são a ponta da sociedade, a elite em poder, dinheiro, etc. Abaixo os pratas, marrons, cinza, rosa, etc... cada cor designa algo, rosa por exemplo são pessoas criadas desde pequenas pra serem lindas e se prostituir pros dourados, eles tem um sistema de dor que só passa se eles deram prazer pros dourados. Vermelhos são a escória da socierdade, tem 2 tipos: os altos vermelhos que vivem na superfície de marte e os baixos vermelhos que vou agora explicar melhor...

Baixo vermelho é o termo dado aos vermelhos escravos que ficam no subsolo de marte e acham que são os pioneiros da exploração espacial, acham que estão furando marte para poderem em algumas centenas de anos fazer com que o resto da população da terra possa ir lá. Eles nunca viram a superfície e sabem que os dourados são praticamente deuses.

E o foco se passa num baixo dourado chamado Darrow que descobre que tem mais coisas nisso e acaba participando de um grupo rebelde que quer tirar esse poder dos dourados e unir as cores. Mas um simples vermelho não tem força pra enfrentar dourados. Nisso ele é modificado pra virar um dourado e se infiltrar na sociedade deles, ganhar poder e depois sabotar tudo.


Romance quase não tem e é bem sutil, o foco do personagem não é esse e ele ta pouco se fodendo pra amor. Ele tem a missão dele e quer poder apenas. Logico que no caminho ele acaba vendo que os ouros não são todos fdp, faz amizades com muitos, mas o problema é esse: amizade até quando? Os ouros não querem perder a mamata e deixar que haja uma revolução. Eles são considerados deuses pra muitos povos.

Há sistema de hierarquia mesmo dentre os dourados. A soberana lidera o sistema solar todo da Luna (a lua da terra, ai que vc percebe que nossa lua não tem nome né), Cada planeta e lua tem seu arquigovernador. A soberana tem 12 cavaleiros olímpicos, a elite dos guerreiros do sistema solar. Cada lider de destroyer espacial é um pretor e o lider de todas as frotas espaciais de uma casa é imperador.

Como o livro se passa no decorrer de uns 7 anos (dos 16 anos dele até os 23 ou 24), então não só o Darrow ganha muito poder, como os amigos dele após serem testados pelo instituto que avalia os melhores dourados. Essa parte do instituto é bem parecida com Jogos Vorazes, mas bem mais violenta e estratégia. Tanto que demora mais de 1 ano pra acabar só esses jogos aí. Após o térmico cada um volta com suas glórias e faz fama.

Darrow como é principal vai ganhando uma fama cada vez maior a ponto de virar quase uma religião em cima dele. E isso faz com que ele arrume aliados muito poderosos e inimigos fortes também.

Não vou contar mais spoilers, mas isso que falei é apenas o conceito do começo do primeiro livro. É denso, é cheio de detalhes, personagens, diálogos, descrições e tramas políticas. Tem muitas batalhas também, sangue, violência, estupro, escravidão, etc.

Também gostei de ter muitos conceitos baseados em roma, mitologia grega e palavras em latim.

A mais famosa do livro e que adoro ela é a "Per Aspera Ad astra" que os amigos falam um pro outro antes das batalhas que significa "dos espinhos para as estrelas". Aliás tem muitas frases e mensagens FUDIDAS nesse livro que você para pra pensar e que arrepiam.

Fora as batalhas colossais espaciais ou invasões planetárias absurdas.

Outra coisa: sistema de moralidade do Darrow é basicamente: faça oq for necessário. Então ele é um anti herói muitas vezes. Mata sem dó inocentes se for necessário e até trai se for necessário. Ele é um personagem principal bem peculiar nisso pq ele não tem a sindrome de heroi que precisa fazer tudo pela honra.

Gostei muito da trilogia, final satisfatório. Nota 8,5/10 pra trilogia todo. Podem ler.
Superior Embu-Guaçu! :rox

 

ysuran

Bam-bam-bam
Mensagens
3.205
Reações
3.670
Pontos
344
Os 4 últimos livros que terminei foram esses:







Gostei de todos, o Fortaleza Digital talvez seja o que menos gostei, mas ainda assim foi uma leitura tranquila e eu quero é paz pra minha vida rsrsrs.


EDIT: Aproveito para perguntar, quero ler algumas obras do Bernard Cornwell. Recomendam por onde começar ou tanto faz? Estou curioso quanto as crônicas de Arthur.
Crônicas de Arthur é o melhor trabalho dele, pode ler sem medo, só o começo é um pouco chatinho porque gasta muito tempo na infância do personagem principal. Mas eu comecei a ler Cornwell pelo Azincourt, recomendo ele por ser um livro único, sem trilogia ou série infinita de livros, se não gostar do autor não vai ficar com nada pela metade.
 

darth_senna

Bam-bam-bam
Mensagens
9.983
Reações
4.062
Pontos
459
O problema com os livros do Cornwell é que depois de um tempo começam a ficar mto parecidos. são basicamente dois estilos que ele segue: livros de batalha com foco em espada e paredes de escudos, e livros de batalha com foco em arco e flecha. São ótimos mesmo assim, mas é bom intercalar as séries deles com outras leituras ao longo do tempo, pq se n a sensação de mais do mesmo fica enorme.
as cronicas do rei artur é uma série ótima com foco em espada e paredes de escudos. Uma boa com foco em arco é a trilogia do graal. Minha série favorita dele até aqui são as crônicas saxônicas pq o Uhtred é mto foda haha
 

Radamanthys Wyvern

Bam-bam-bam
Mensagens
8.246
Reações
10.124
Pontos
424
O problema com os livros do Cornwell é que depois de um tempo começam a ficar mto parecidos. são basicamente dois estilos que ele segue: livros de batalha com foco em espada e paredes de escudos, e livros de batalha com foco em arco e flecha. São ótimos mesmo assim, mas é bom intercalar as séries deles com outras leituras ao longo do tempo, pq se n a sensação de mais do mesmo fica enorme.
as cronicas do rei artur é uma série ótima com foco em espada e paredes de escudos. Uma boa com foco em arco é a trilogia do graal. Minha série favorita dele até aqui são as crônicas saxônicas pq o Uhtred é mto foda haha
Extato, eu li as cronicas saxonicas e dropei no 4º livro pq segue sempre a mesma formula, uma hora encheu o saco apesar de estar gostando. Pretendo ler esse do Arthur, só espero que tenha mais variedade.
 

luizsidi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
2.326
Pontos
294


Segundo livro da Furia vermelha. To quase acabando de ler e teve um plot twist que não tava esperando.

É um bom livro, mas com sérios problemas de ritmo, tem horas que fica um saco...e tem horas que fica super divertido.

Romance nesses 2 livros é totalmente deixado de lado, basicamente é o Darrow sendo porra louca e ganhando cada vez mais poder. O esquema de cores, casas, planetas, sistema politico são bem legais. Os ouros que são topos da sociedade usam os outros como escravos e serviçais, sendo os baixos vermelhos os lixos dos lixos, perfuradores de marte que acham que são pioneiros la e no fim das contas a sociedade ja está formada não só la como em luas do sistema solar todo. E pra isso ele perde algumas coisas e ve que tudo oq ele acreditava era mentira e manipulação, que o mundinho que ele tinha não era nada. E nisso vem a fúria descontrolada dele. No primeiro livro se passa dos 16 aos 18 anos. No segundo ele ta com 20 anos. De resto não posso ficar falando mais detalhes pq ai daria spoiler do primeiro livro.

Mas quem curso space opera, batalhas espaciais, jogos vorazes (primeiro livro), muita violencia, camaradagem, mortes, reviravoltas e sem mimimi de romance vai curir.
Li o primeiro volume desta série: ótimo. O sistema de cores é um grande diferencial; a saga dele para se infiltrar também é bacana.

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
 

luizsidi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
2.326
Pontos
294
to querendo pegar war of the wolf há eras e nada de sair a versão pt-br. Pra mim n importa tanto que seja inglês. mas tenho toda coleção estilizada da record, me dá dó comprar outro modelo agora haha. sabe qq acontece que n saiu esse em portugues ainda? em inglês já tá disponivel há mto tempo... to achando que a record deve estar mal das pernas e abriu mão, ou algo assim...


terminei de ler OATHBRINGER o ultimo livro de STORMLIGHT ARCHIVE que saiu até agora.
90% do livro é mto bom. Mas tem uma personagem lá que irrita demais. tem crise de identidade ai fala com ela mesma como se fosse várias pessoas e é confuso e chato pra caralho. Mas de resto é show de bola. Altos mindfucks e questões interessantes em aberto ainda. ainda tem um side history "edgedancer" pra ler. o volume quatro tá programado pra sair ano que vem. Metade desse ano deve sair o volume 4 da segunda era de mistborn tbm. e to ansioso, pq tem teorias que colocam um link direto entre as duas histórias.

As teorias dizem que o Trell, deus novo que aparece no fim do bands of mourning, pode na verdade ser o odium, mesmo vilão do stormlight.

Me aprofundei mais na cosmere com stormlight pq fiquei curioso e achei a ideia toda mto maneira. a forma como todas historias na cosmere se entrelaçam. e dá pra ver que o saze tá fudido, mais hora ou menos hora.
o que me deixa puto é que, claramente, até todas as histórias sairem, vão mais uns 30 anos. só stormlight tem mais 7 livros pra sair (duas séries de 5 livros). mistborn tem 4 séries programadas, o sanderson tá terminando a segunda. ai tem o prequel geral de todos universos, sabe-se lá qnts livros serão. elantris tem mais 2 livros programados. warbreaker tem continuação em vista. o cara tem livro pra escrever por décadas na lista já hahaha
Esse volume 11 em ptbr já está em pré venda na amazon!

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
 

luizsidi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
2.326
Pontos
294
Este livro é mais de preparação, então tem um ritmo mais lento e depois de tantos livros pode parecer com algo que você já leu antes. Mas a história que retratam é conhecida, a grande batalha está por vir e acho que o planejamento está bem redondinho, o Cornwell é bem organizado neste aspecto.



Gostei muito do caminho que a série tomou no final, mesmo sendo uma série enorme o ritmo pareceu intenso o suficiente para ver a série caminhando bem.

Quanto ao tamanho em si, a vantagem é que Sanderson é extremamente produtivo, não deve acontecer como os autores da década de 90 e 2000 que escreviam aquelas enormes sagas, ficavam perdidos no tanto de plots que abriam e demoravam anos para entregar um livro e se perdiam quanto a seu final (Wheel of Time que o diga, é bem provável que Game of Thrones siga o mesmo caminho já que são bem contemporâneas).

Como o autor tem várias series e não dorme no ponto, você está sempre lendo livros dele, a espera fica mais tranquila, o fato dele ser jovem também ajuda (muitos nos de carreira pela frente). Particularmente estou aguardando o próximo livro do Rithmatist, apesar de não ser da Cosmere e não ser tão grandioso como Stormlight Archive é bem legal.
E skyward: vocês gostam?

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
 

renbh

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
12.592
Reações
9.322
Pontos
434
E skyward: vocês gostam?

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
Eu gostei. Não está no mesmo nível dos outros trabalhos do Sanderson e a personagem principal é meio chatinha, mas o cara não entrega trabalhos ruins.

Se já tiver lido tudo do autor é uma boa, mas se tiver mais livros para ler acho que Skyward pode esperar.
 

luizsidi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
2.326
Pontos
294
O problema com os livros do Cornwell é que depois de um tempo começam a ficar mto parecidos. são basicamente dois estilos que ele segue: livros de batalha com foco em espada e paredes de escudos, e livros de batalha com foco em arco e flecha. São ótimos mesmo assim, mas é bom intercalar as séries deles com outras leituras ao longo do tempo, pq se n a sensação de mais do mesmo fica enorme.
as cronicas do rei artur é uma série ótima com foco em espada e paredes de escudos. Uma boa com foco em arco é a trilogia do graal. Minha série favorita dele até aqui são as crônicas saxônicas pq o Uhtred é mto foda haha
Por isso recomendo que leiam a quadrilogia Starbuck: se passa durante a guerra da secessão Americana. Animal!

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
 

luizsidi

Bam-bam-bam
Mensagens
4.170
Reações
2.326
Pontos
294
Eu gostei. Não está no mesmo nível dos outros trabalhos do Sanderson e a personagem principal é meio chatinha, mas o cara não entrega trabalhos ruins.

Se já tiver lido tudo do autor é uma boa, mas se tiver mais livros para ler acho que Skyward pode esperar.
Valeu, mas vou ter que começar por ele: é o único que tenho haha

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
 

renbh

Bam-bam-bam
VIP
Mensagens
12.592
Reações
9.322
Pontos
434
Valeu, mas vou ter que começar por ele: é o único que tenho haha

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
Não é ruim, se curte livros Young Adult você provavelmente vai curtir. Só não avalie o autor por este livro, ele tem obras melhores mesmo em Young Adult (a trilogia Reckoners, por exemplo).
 

darth_senna

Bam-bam-bam
Mensagens
9.983
Reações
4.062
Pontos
459
Por isso recomendo que leiam a quadrilogia Starbuck: se passa durante a guerra da secessão Americana. Animal!

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
Tenho bastante interesse em ler essa série. tô curioso pra saber qual ponto de vista escolheram pra tratar do assunto.
Esse volume 11 em ptbr já está em pré venda na amazon!

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
eu vi! esperar sair e comprar, tá previsto pra agosto.
E skyward: vocês gostam?

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
Tô com o livro aqui, ainda não li. sci-fi não é mto minha praia, então n to com grandes expectativas. peguei mais pq faz parte da cosmere mesmo haha
 

Radamanthys Wyvern

Bam-bam-bam
Mensagens
8.246
Reações
10.124
Pontos
424


Caralho que livro foda, o detalhe da narração é muito inspirado no Tolkien, o cara passa uma página só descrevendo o cenário, o que o personagem ta vendo, etc. Cada personagem tem seu ponto de vista sobre a mesma coisa e a construção do mundo parece ridiculamente grande e exageradamente detalhada (não é à toa que são 14 livros gigantescos).

Ainda to no começo e to gostando. É a velha história do escolhido de 16 anos (oq te de escolhido com 16 anos em livro de fantasia), do ser do mal que quer governar tudo na escuridão, um sistema de magia que parece muito interessante (oq eu sempre achei que faltou no senhor dos anéis, o gandalf era mago e ficava usando espada porra).

Enfim, to curtindo. Mas não é um livro pra qualquer um, tem gente que vai achar monótono o sistema de narração que descreve minuciosamente tudo.

Li o primeiro volume desta série: ótimo. O sistema de cores é um grande diferencial; a saga dele para se infiltrar também é bacana.

Enviado de meu SM-G955U1 usando o Tapatalk
Continue lendo, só vai melhorando enquanto os personagens vão ficando mais velhos.
 
Topo