O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Pergunta para quem já disponibilizou jogos no Steam

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Olá! Pretendo criar a página do meu jogo semana que vem, e tenho algumas dúvidas. A primeira é em relação a cadastrar o meu jogo sob o meu nome, ao invés de uma empresa. Quais são os potenciais problemas, ou pelo menos, aspectos negativos de não ter uma empresa? E positivos, se existem?

Entrei em contato com meu primo (contador) meses atrás, questionando ele sobre a criação de uma empresa - Quando perguntei, era porque eu queria ter acesso a um CNPJ para não ter meu nome exposto no twitch quando pessoas se inscrevem ou doam, mas de qualquer forma, a resposta dele foi desanimadora. É muito dinheiro para se investir, e pelo que entendi, eu teria que pagar um X mensal independente de lucro. Então não dá.

Tenho feito meu jogo sozinha (músico está sendo contratado por fora), então não há divisão de lucros, o que em parte nega a necessidade de uma empresa, certo? Mas suponhamos que eu queira ou precise abrir uma empresa no futuro, seria possível mudar o cadastro no Steam?

Mais algumas sugestões ou coisas que devo ter em mente?
 


christopher857

Ser evoluído
Mensagens
16
Reações
42
Pontos
23
Por que não abre um MEI? Você só paga 50 pila por mês, e não precisa nem declarar imposto de renda.
GG
 

christopher857

Ser evoluído
Mensagens
16
Reações
42
Pontos
23
50 reais por mês é luxo quando você passou os últimos 4 anos dentro de casa trabalhando em um jogo.
Mas se você não tem um faturamento para pagar 50 reais por mês. Não faz sentido ter CNPJ ainda.

Começa informalmente, usando seu CPF mesmo.

Não é necessário ter empresa aberta para a Steam, basta ter uma conta bancária. Só que ai na conta de "desenvolvedora" você usa seu nome fantasia que pretende usar na sua futura empresa.
 


gamermaniacow

Togges
VIP
Mensagens
41.257
Reações
46.533
Pontos
932
Pode criar usando seu nome sim, e pro usuário só vai aparecer o nome fantasioso que tu escolher. A dev/publisher não tem relação nenhuma com o jogo no momento de criação da página.

O Brasil não tem acordo comercial com os EUA, então independente de tu usar seu nome ou um CNPJ, tu não vai ter nenhuma isenção da Steam, e vai cair no 30%.
CNPJ é válido se as vendas forem altas por conta do IR. Mas até lançar tu vai conseguir ter noção de como o jogo vai se sair e se vai ter necessidade de abrir uma empresa.

No entanto, se você se envolver com uma publisher pra receber dinheiro do exterior, a história é outra.

Qualquer dúvida é só perguntar. Recentemente passei por tudo isso, como vocês sabem.

PS. Fiquei de fazer um post detalhado explicando o processo ao todo, pois não achei em nenhum lugar dicas sobre, mas o tempo esta escasso. :ksnif
 

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Pode criar usando seu nome sim, e pro usuário só vai aparecer o nome fantasioso que tu escolher. A dev/publisher não tem relação nenhuma com o jogo no momento de criação da página.

O Brasil não tem acordo comercial com os EUA, então independente de tu usar seu nome ou um CNPJ, tu não vai ter nenhuma isenção da Steam, e vai cair no 30%.
CNPJ é válido se as vendas forem altas por conta do IR. Mas até lançar tu vai conseguir ter noção de como o jogo vai se sair e se vai ter necessidade de abrir uma empresa.

No entanto, se você se envolver com uma publisher pra receber dinheiro do exterior, a história é outra.

Qualquer dúvida é só perguntar. Recentemente passei por tudo isso, como vocês sabem.

PS. Fiquei de fazer um post detalhado explicando o processo ao todo, pois não achei em nenhum lugar dicas sobre, mas o tempo esta escasso. :ksnif
Eu sei que tu passou por isso, ficou de me explicar até haha. Mas tudo bem, foca em terminar o Togges por que eu quero jogar. O que você disse sobre o nome fantasioso ajuda muito, pois um receio meu era ter meu nome visivel na página do Steam. Não gosto de me expor desnecessariamente.

Publisher é outros 500, se gostarem do jogo e surgir interesse em versão console, penso nisso, mas por hora já tenho 500 coisas para focar (tipo criar a página do steam, dedicater tempo ao marketing, abrir um indiegogo, etc).
 

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Mas se você não tem um faturamento para pagar 50 reais por mês. Não faz sentido ter CNPJ ainda.

Começa informalmente, usando seu CPF mesmo.

Não é necessário ter empresa aberta para a Steam, basta ter uma conta bancária. Só que ai na conta de "desenvolvedora" você usa seu nome fantasia que pretende usar na sua futura empresa.
Exato, CNPJ seria apenas caso necessário, e seria também uma bareira extra para me proteger como pessoa fisica. Mas não posso bancar isso agora.
Meus 2 centavos:
Se você já pensou no nome da empresa, vai lá e registra o site (.com e .com.br) . E o twitter. Instagram. Facebook. Twitch.

Só registro, sem precisar hospedar nada.
Eu apenas registrei páginas em twitter, instagram, tumblr, facebook, twitch etc. Dominios são outros quinhentos ($$).
 

Seladonia

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.884
Reações
70.619
Pontos
849
Uma opção que muitos usam é procurar uma publisher.
A publisher não apenas vai investir um dinheiro para ajudar a terminar o game como vai cuidar do marketing, redes sociais e etc.

Porem esse dinheiro que a publisher gastou o jogo vai ter que "se pagar" e dar lucro pra eles obviamente, no fim você não ganha tanto dinheiro com o jogo mas é uma aposta segura pra quem ta com problema financeiro no momento.

Mas cada publisher tem uma regra diferente e trabalha de um jeito (umas melhores e outras piores) e ai entra aquele trabalho de ficar conversando (em inglês) com umas 20~30 empresa diferente pra ver se pelo menos uma topa.
 

Vaçago

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.475
Reações
34.492
Pontos
553
Pelo que sei na hora de criar tua conta como developer na Steam é igual tu criar uma conta aqui no fórum, por exemplo, tu cria um nome fantasia pra tua "developer" e pronto (que seria o equivalente a um nickname). Algumas pessoas que criam jogos sozinhas optam por usar seu nome real, mas isso não é obrigatório. Só quem vai saber teu nome real é a Steam por que ela precisa das tuas informações bancárias, mas isso não se torna público.
 

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Uma opção que muitos usam é procurar uma publisher.
A publisher não apenas vai investir um dinheiro para ajudar a terminar o game como vai cuidar do marketing, redes sociais e etc.

Porem esse dinheiro que a publisher gastou o jogo vai ter que "se pagar" e dar lucro pra eles obviamente, no fim você não ganha tanto dinheiro com o jogo mas é uma aposta segura pra quem ta com problema financeiro no momento.

Mas cada publisher tem uma regra diferente e trabalha de um jeito (umas melhores e outras piores) e ai entra aquele trabalho de ficar conversando (em inglês) com umas 20~30 empresa diferente pra ver se pelo menos uma topa.
Sim, estou ciente e Inglês é fácil. Sei que o @gamermaniacow fez contrato com uma, mas por hora não vejo razões extremas para formar contrato com publisher. Deixo isso para o futuro otimista onde meu jogo é bem recebido e o pessoal pede por versões console.
 

Seladonia

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.884
Reações
70.619
Pontos
849
Sim, estou ciente e Inglês é fácil. Sei que o @gamermaniacow fez contrato com uma, mas por hora não vejo razões extremas para formar contrato com publisher. Deixo isso para o futuro otimista onde meu jogo é bem recebido e o pessoal pede por versões console.
Nem precisa de versão console na real.
Tem muita publisher com lançamento quase que exclusivo pra PC, tipo a Paradox.
Se o seu projeto for algo mais "artistico" a ANNAPURNA ta sempre de olho, coisas mais históricas a Paradox da uma certa atenção, drogadas a Devolver...

Tem umas dicas genéricas por ai sobre como preparar esse contato tipo:


Mas cada caso é um caso, tem publisher por ai que ignora quase tudo que teve nesse vídeo então voltamos lá pro ponto de "conhecer o perfil da empresa".

Acho que dar uma segurança de que é algo sério e que vai acontecer é o mais importante, pq pessoal não ta muito afins de dar uns 50~100k dolares na mão de um projeto que não vai pra frente.

É um terreno meio complicado pq tem as publisher menor que acabam ajudando tambem, mas entre elas tem uns calotes que precisa ter muito cuidado.
Mas tem vários jogos por ai que nem existiriam se não fosse a grana de uma publisher pra contratar artistas (visual e música) pro jogo, pq na equipe mesmo não tinha isso e tiveram que contratar de fora.
 

gamermaniacow

Togges
VIP
Mensagens
41.257
Reações
46.533
Pontos
932
Nem precisa de versão console na real.
Tem muita publisher com lançamento quase que exclusivo pra PC, tipo a Paradox.
Se o seu projeto for algo mais "artistico" a ANNAPURNA ta sempre de olho, coisas mais históricas a Paradox da uma certa atenção, drogadas a Devolver...

Tem umas dicas genéricas por ai sobre como preparar esse contato tipo:


Mas cada caso é um caso, tem publisher por ai que ignora quase tudo que teve nesse vídeo então voltamos lá pro ponto de "conhecer o perfil da empresa".

Acho que dar uma segurança de que é algo sério e que vai acontecer é o mais importante, pq pessoal não ta muito afins de dar uns 50~100k dolares na mão de um projeto que não vai pra frente.

É um terreno meio complicado pq tem as publisher menor que acabam ajudando tambem, mas entre elas tem uns calotes que precisa ter muito cuidado.
Mas tem vários jogos por ai que nem existiriam se não fosse a grana de uma publisher pra contratar artistas (visual e música) pro jogo, pq na equipe mesmo não tinha isso e tiveram que contratar de fora.
Annapurna e Devolver já se tornaram mais do que publishers indies. Só ganha atenção deles com QI (Quem indica). Vai por mim pois passei pelo processo recentemente.

Publishers geralmente querem projetos que estão bastante encaminhados. Por isso um Vertical Slice demo é importante. Só vão aceitar parceria com um projeto em estágio inicial de desenvolvimento se você for A) Alguém popular, ou B) Já lançou um jogo anteriormente e teve algum tipo de sucesso.
 

Seladonia

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.884
Reações
70.619
Pontos
849
Annapurna e Devolver já se tornaram mais do que publishers indies. Só ganha atenção deles com QI (Quem indica). Vai por mim pois passei pelo processo recentemente.

Publishers geralmente querem projetos que estão bastante encaminhados. Por isso um Vertical Slice demo é importante. Só vão aceitar parceria com um projeto em estágio inicial de desenvolvimento se você for A) Alguém popular, ou B) Já lançou um jogo anteriormente e teve algum tipo de sucesso.
Sim, só dei como exemplo um pessoal que foca bastante em PC e não apenas em console, não precisa ter intenção de lançar em console pra conseguir publisher... tem jogo que quem cuidou do port pra console foi a publisher e não quem criou o game na verdade, pq eles já tem os contatos pra esses trabalhos.



No geral acho que ter um histórico de lançamentos anteriores (e projetos que considerem como algo de qualidade com lançamento numa plataforma séria) é algo que é 100x melhor do que chegar lá com o primeiro projeto que fez na vida, ter uma certa reputação no meio (seja dando palestra, escrevendo artigos e etc) ajuda um pouco tambem pois ai começam a ver como alguem que "não quer se queimar e arruinar toda carreira".

O lance da indicação é que se eu indicar um projeto que é uma m**** e os dev uns irresponsáveis, eu que indiquei me fodo junto. Então a indicação meio que substitui esse lado de ser alguem mais conhecido com uma certa reputação, pq ai entra a reputação de quem indicou.

Pra projeto pequeno negócio é ir ver publisher pequena mesmo, uma boa é ir no Steam e ver uns jogos menores e dar uma pesquisada em quem publicou (ver o site oficial, que outros jogos publicaram antes e etc) e a partir dali ter uma noção da "qualidade mínima" que andam exigindo antes de fechar contrato com alguem. Nessa hora sempre bom trocar uma ideia com o pessoal que fez acordo com essas publishers pra entender tambem se os contratos não eram desses abusivos, pq tem dessas tambem.

Eu sempre achei um trampo bem chato essa parte de contato com publisher, muitos que conheço contratou alguém (ou chamou um amigo/parente) pra fazer essa parte por eles... pq é muito "jogo social" além de precisar de uma noção de design pra apresentar algo decente que pareça ter potencial, quase como montar aquelas páginas de campanha de kickstarter falando sobre o projeto pra depois ainda ter uma boa conversa e convencer a apoiar o projeto... e depois ter que mudar coisas/adicionar/remover algo a pedido da publisher dependendo do conteúdo.
 

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Nem precisa de versão console na real.
Tem muita publisher com lançamento quase que exclusivo pra PC, tipo a Paradox.
Se o seu projeto for algo mais "artistico" a ANNAPURNA ta sempre de olho, coisas mais históricas a Paradox da uma certa atenção, drogadas a Devolver...

Tem umas dicas genéricas por ai sobre como preparar esse contato tipo:


Mas cada caso é um caso, tem publisher por ai que ignora quase tudo que teve nesse vídeo então voltamos lá pro ponto de "conhecer o perfil da empresa".

Acho que dar uma segurança de que é algo sério e que vai acontecer é o mais importante, pq pessoal não ta muito afins de dar uns 50~100k dolares na mão de um projeto que não vai pra frente.

É um terreno meio complicado pq tem as publisher menor que acabam ajudando tambem, mas entre elas tem uns calotes que precisa ter muito cuidado.
Mas tem vários jogos por ai que nem existiriam se não fosse a grana de uma publisher pra contratar artistas (visual e música) pro jogo, pq na equipe mesmo não tinha isso e tiveram que contratar de fora.
Meu ponto é que se eu posso publicar eu mesma a versão PC, para quem involver uma publisher? Sei que tem vantagens, mas parece um pouco desnecessário, não?
 

Seladonia

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.884
Reações
70.619
Pontos
849
Meu ponto é que se eu posso publicar eu mesma a versão PC, para quem involver uma publisher? Sei que tem vantagens, mas parece um pouco desnecessário, não?
São 100 dolares pra publicar no Steam, hoje da mais de 500 reais.
Vai do planejamento pessoal sobre como lidar com essas taxas, uso comercial de certas musicas e etc se tem como bancar tudo.

Sem publisher é bom em vários casos pois se o jogo der um lucro todo dinheiro vai pra você (com publisher é bem menos), mas ai o tempo de desenvolvimento tem que ser dividido com ficar indo em rede social, foruns e etc pra divulgar o jogo e editar os videos de trailer e todas essas coisas.

Pelo menos essa taxa do Steam é diferente do imposto ali do cnpj, pois o dinheiro do Steam volta pra você se o jogo atingir um certo número de vendas.
 

Reila of Astora

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.385
Reações
25.859
Pontos
719
Ajuda no marketing é um bom ponto.

São 100 dolares pra publicar no Steam, hoje da mais de 500 reais.
Vai do planejamento pessoal sobre como lidar com essas taxas, uso comercial de certas musicas e etc se tem como bancar tudo.

Sem publisher é bom em vários casos pois se o jogo der um lucro todo dinheiro vai pra você (com publisher é bem menos), mas ai o tempo de desenvolvimento tem que ser dividido com ficar indo em rede social, foruns e etc pra divulgar o jogo e editar os videos de trailer e todas essas coisas.

Pelo menos essa taxa do Steam é diferente do imposto ali do cnpj, pois o dinheiro do Steam volta pra você se o jogo atingir um certo número de vendas.
Bem, a taxa de publicação já está no meu budget, e se tratando de soundtrack, vou apelar para crowd funding. Caso dê errado, o que é possível principalmente porque fazer marketing é bem dificil e o sucesso do funding depende muito de marketing, ai eu terei que apelar para publisher mesmo.
 
Topo Fundo