O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Phantom System chega a ser melhor que o NES?



Hellskah

Bam-bam-bam
Mensagens
3.392
Reações
5.512
Pontos
344
gosto é gosto né? Eu achei horroroso hehehe
Eu tive o VG-8000, conheceu ?

94096

Olha esse controle. Era fixo !
E quando o botão A ou B travava/agarrava/danificava em plena sexta-feira a noite. Não tinha como comprar outro.
Fora que ele esquentava horrores.
O ser humano é um bicho que se adapta mesmo.....nunca imaginei que um dia jogaria de forma invertida.
 

-=|R.R.|=-

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
36.055
Reações
91.501
Pontos
814
Eu tive o VG-8000, conheceu ?

Visualizar anexo 94096

Olha esse controle. Era fixo !
E quando o botão A ou B travava/agarrava/danificava em plena sexta-feira a noite. Não tinha como comprar outro.
Fora que ele esquentava horrores.
O ser humano é um bicho que se adapta mesmo.....nunca imaginei que um dia jogaria de forma invertida.

Esse já é mais bonitinho que aquele lá. Achei um charme...só o controle é bizarro para um clone do Nes.


Mas ainda acho Master System e Phantom System mais bonitos em design. Pior que gosto demais do design do Nes e gostava quando guri do cover dele feito pela Dismac, o Bit System hehehe

Famicom eu acho feio hehehe
 

Fabio Alexandre

Veterano
Mensagens
497
Reações
836
Pontos
128
Eu tive o Phantom System por 10 anos, o único problema que deu foi queimar a fonte uma vez.
Um amigo que tinha o NES original, em 2 anos de uso já estava com problemas no Slot de cartuchos.
.
Outra coisa boa do Phantom era a qualidade do hardware interna, que era idêntico ao do NES, tanto em imagem como no som.
Quando joguei na casa de um amigo que tinha o Turbo Game da CCE, percebí que ele não tem a mesma fidelidade de imagem, os tons das cores dos jogos são diferentes do NES e do Phantom, muito ruim, e o som também do CCE é péssimo, parecia que processava canais de som a menos, pois era bem inferior.
 

Rodrigocfb

Bam-bam-bam
Mensagens
4.902
Reações
2.211
Pontos
404
Eu prefiro o NES.

Apesar de gostar do controle clone do Mega no Phantom System, ele é bom pra jogos do Mega, pra.jogos 8 bits do sistema Nintendo (como chamava a saudosa revista videogame) o controle do NES é imbatível.

A merda do NES é o slot de cartucho mesmo. Apesar de ser bem legal inserir o cartucho daquele jeito.

Mas a melhor versão de todas é o Famicom AV.

Enviado de meu SM-G973F usando o Tapatalk
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.406
Reações
31.959
Pontos
589
Eu prefiro o NES.

Apesar de gostar do controle clone do Mega no Phantom System, ele é bom pra jogos do Mega, pra.jogos 8 bits do sistema Nintendo (como chamava a saudosa revista videogame) o controle do NES é imbatível.

A merda do NES é o slot de cartucho mesmo. Apesar de ser bem legal inserir o cartucho daquele jeito.

Mas a melhor versão de todas é o Famicom AV.

Enviado de meu SM-G973F usando o Tapatalk
Eu tenho um Famicom zerado...versão de 82. Meu irmão trouxe do Japão pra mim. Coisa mais linda o estado dele. Zero bala. Adaptei uma saída AV nele, para ficar bem minimalista, a saída é P2 (fone de ouvido). Tu usa um cabo P2/RCA. Coisa linda.
 


Rodrigocfb

Bam-bam-bam
Mensagens
4.902
Reações
2.211
Pontos
404
Eu tenho um Famicom zerado...versão de 82. Meu irmão trouxe do Japão pra mim. Coisa mais linda o estado dele. Zero bala. Adaptei uma saída AV nele, para ficar bem minimalista, a saída é P2 (fone de ouvido). Tu usa um cabo P2/RCA. Coisa linda.
Tinha um zerado na caixa tambem e vendi.

Fiquei apenas com um NES e um Famicom AV. Esses nao me desfaço...

Abaixo o que passei pra frente, e o NES


Enviado de meu SM-G973F usando o Tapatalk
 

Ryo_Hazuki(

Bam-bam-bam
Mensagens
1.775
Reações
2.907
Pontos
303
Só tive dois clones, um Dynavision 4 advance e o Phantom system que ainda tenho, embora não queira mais ler o jogos. Gostava mais do Dyna por ter duplo slot e saída p2 que dava para ligar uma caixinha de som que tinha aqui e o som junto com o da tv ficava estéreo.
 

jor28001

Novato
Mensagens
26
Reações
18
Pontos
13
Tive o bit sistem muito parecido com o nes , inclusive a entrada de cartuchos!
Foi meu primeiro videogame, usei durante uns 6 anos até ganhar meu SNES no natal de 95.
Nunca deu problema na entrada de cartuchos ou compatibilidade e artefatos!

Enviado de meu Twist Mini usando o Tapatalk
 

Ryo_Hazuki(

Bam-bam-bam
Mensagens
1.775
Reações
2.907
Pontos
303
Tive o bit sistem muito parecido com o nes , inclusive a entrada de cartuchos!
Foi meu primeiro videogame, usei durante uns 6 anos até ganhar meu SNES no natal de 95.
Nunca deu problema na entrada de cartuchos ou compatibilidade e artefatos!

Enviado de meu Twist Mini usando o Tapatalk
Esses artefatos que falam são umas linhas que cruzam a tela, tipo umas estrias, eu também achava estranho quando falavam da imagem do phantom e aí testando aqui vi que tem isso mesmo.
 

Vei pescador

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.440
Reações
15.291
Pontos
714
O q eu não gostava do Phantom era o fato dos controles pegarem muita diagonal, a ponto da turma ter q abrir o controle p jogar aquela famosa fase do Battletoads.

Fora isso, o meu nunca deu o problema dos botões power + reset, mas a fonte abriu o bico 2x. Acabei trocando numa genérica.
 

knOx_DF

Bam-bam-bam
Mensagens
3.906
Reações
1.809
Pontos
269
Estava pensando aqui... a maioria parece ter tido clones de NES na geração 8-bit. Mas não lembro de clones na geração 16-bit pra frente. O povo tinha muitos cartuchos piratas, depois CDs do PS1 pra frente, aparelho desbloqueado, mas não clones. Provavelmente porque ficou difícil clonar um aparelho. O que dizem?
 

RogellParadox

Novato
Mensagens
5
Reações
5
Pontos
13
Eu tive este, se chamava PC Gamer.



A porta dos controladores e mouse/teclado era serial. Vinha com esse cartucho aí de 106 jogos. Mais tarde comprei um de 46 (acho) com um amigo e consegui jogo de 8 bits pra caramba. Ele vinha com uns "programas" na memória interna interessantes, joguinhos educativos, editores de texto e por aí. Tinha entrada no fundo pra duas baterias pra guardar alguns dados.

Estava pensando aqui... a maioria parece ter tido clones de NES na geração 8-bit. Mas não lembro de clones na geração 16-bit pra frente. O povo tinha muitos cartuchos piratas, depois CDs do PS1 pra frente, aparelho desbloqueado, mas não clones. Provavelmente porque ficou difícil clonar um aparelho. O que dizem?
Poxa, acho que clone de 16 bits sofre com o problema de direitos autorais. Todo joguinho de "Polystation" ou do tipo ou não é de personagens de terceiros ou têm o nome de suas empresas apagadas no jogo (tenho um do Batman que é esse ultimo caso). E talvez (aí só um entendido realmente possa dizer), criar clones desses consoles seja mais difícil, mesmo.
Se tem um console que teve bastante hack de jogo foi o GBA com os Pokémon. Muitos até foram gravados em cartuchos e vendidos como se fossem oficiais (o que é, obviamente, ilegal).
 

carloshfc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.162
Reações
14.250
Pontos
553
Estava pensando aqui... a maioria parece ter tido clones de NES na geração 8-bit. Mas não lembro de clones na geração 16-bit pra frente. O povo tinha muitos cartuchos piratas, depois CDs do PS1 pra frente, aparelho desbloqueado, mas não clones. Provavelmente porque ficou difícil clonar um aparelho. O que dizem?
Porque tanto Mega Drive quanto SNES estavam presentes oficialmente no BR.
Quando a Gradiente trouxe o NES oficialmente no BR já era bem tarde, o SNES já existia.

Por isso a Tectoy processou a Dynacom quando tentou-se lancar o Megavision, console clone de Mega + Master no Brasil. Os clones se apoiavam na Lei de Reserva de Mercado, que existia na época.

Ja Polystation é uma situação totalmente doferente, era outra epoca e era simplesmente "contrabando", enquanto os clones, do ponto de vista do governo brasileiro, estavam legais.

Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
 

-=|R.R.|=-

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
36.055
Reações
91.501
Pontos
814
Estava pensando aqui... a maioria parece ter tido clones de NES na geração 8-bit. Mas não lembro de clones na geração 16-bit pra frente. O povo tinha muitos cartuchos piratas, depois CDs do PS1 pra frente, aparelho desbloqueado, mas não clones. Provavelmente porque ficou difícil clonar um aparelho. O que dizem?

o fim da reserva de mercado e a entrada da Nintendo oficialmente com a Playtronic
 

Snake-Eyes

Bam-bam-bam
Mensagens
16.374
Reações
6.901
Pontos
459
Tive ambos. Em qualidade acho o NES bem mais resistente. Eu tive varios problemas de compatibilidade com jogos mais pesados no Phantom como Double Dragon 3, Ninja Gaiden 3, G.I.Joe, Batman, Batman 2, Double Dragon 2
 

carloshfc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.162
Reações
14.250
Pontos
553
Tive ambos. Em qualidade acho o NES bem mais resistente. Eu tive varios problemas de compatibilidade com jogos mais pesados no Phantom como Double Dragon 3, Ninja Gaiden 3, G.I.Joe, Batman, Batman 2, Double Dragon 2
Garanto que todos os citados rodam normalmente no Phantom. Joguei todos eles em versão original e piratinha no meu Phantom, sendo que Batman e a Trilogia Ninja Gaiden Originais estão na caixa do aparelho na casa dos meus pais.

O Phantom roda toda a biblioteca do NES sem problema. Quem tem problema de compatibilidade com certos jogos é o Turbo Game e o seu antecessor, o VG8000, da CCE.

Ate jogos piratões brabos, mais dificeis de rodar, como o Fighting Hero, clone chinês safado do Street Fighter 1, o Phantom rodava, para nem comentar outros que rodei, como o Master Fight (aquele Street Fighter de apenas 4 personagens) e o Street Fighter III (outro Street Fighter pirata, mas que tinha melhor jogabilidade e mais personagens).

Até aquele DK Country pirata de NES já rodei no Phantom.

Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
 

Snake-Eyes

Bam-bam-bam
Mensagens
16.374
Reações
6.901
Pontos
459
Garanto que todos os citados rodam normalmente no Phantom. Joguei todos eles em versão original e piratinha no meu Phantom, sendo que Batman e a Trilogia Ninja Gaiden Originais estão na caixa do aparelho na casa dos meus pais.

O Phantom roda toda a biblioteca do NES sem problema. Quem tem problema de compatibilidade com certos jogos é o Turbo Game e o seu antecessor, o VG8000, da CCE.

Ate jogos piratões brabos, mais dificeis de rodar, como o Fighting Hero, clone chinês safado do Street Fighter 1, o Phantom rodava, para nem comentar outros que rodei, como o Master Fight (aquele Street Fighter de apenas 4 personagens) e o Street Fighter III (outro Street Fighter pirata, mas que tinha melhor jogabilidade e mais personagens).

Até aquele DK Country pirata de NES já rodei no Phantom.

Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
Os meus que deram problema no Phantom eram piratas, mas nao davam problema em nenhum dos outros clones de meus amigos nem das lojas.
 

carloshfc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.162
Reações
14.250
Pontos
553
Os meus que deram problema no Phantom eram piratas, mas nao davam problema em nenhum dos outros clones de meus amigos nem das lojas.
Alguns tipicos piratas daquela epoca eu rodava sem problema, como os jogos todas da CCE em 72 pinos (eram pretos e com um adesivo de uma nave no lugar do label, com o nome do game apenas na lombada superior), jogos Milmar, eu tinha alguns games 72 pinos com uma capa de uma raposinha que tambem também iam de boa.

Coloquei as fotos embaixo para citar.
Um cartuchos dourados que rolavam também iam de boas, mas não achei fotos (também estava com preguiça e nem procurei).

Mas também, um mesmo game tinham tantas versões de piratinhas que era foda saber de todas que existiam. E claro, a qualidade de piratinha não tem garantias.

Os azuis tipo o Fighting Hero da foto abaixo eram mais dificil de pegar mesmo. Exigia um certo "jeitinho" de encaixar. Não sei porquê. Mas pegavam (Não wue fizesse diferença, pois essa série aí só tinham piratões toscos).

Talvez, na época, o slot do seu Phantom estivesse um pouco oxidado. Coisa bem comum pelo fato das assompradas com cuspe tanto no próprio video game quanto nos contatos dos cartuchos. Algo que poderia ser resolvido com um WD40.


Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
 

Snake-Eyes

Bam-bam-bam
Mensagens
16.374
Reações
6.901
Pontos
459
Alguns tipicos piratas daquela epoca eu rodava sem problema, como os jogos todas da CCE em 72 pinos (eram pretos e com um adesivo de uma nave no lugar do label, com o nome do game apenas na lombada superior), jogos Milmar, eu tinha alguns games 72 pinos com uma capa de uma raposinha que tambem também iam de boa.

Coloquei as fotos embaixo para citar.
Um cartuchos dourados que rolavam também iam de boas, mas não achei fotos (também estava com preguiça e nem procurei).

Mas também, um mesmo game tinham tantas versões de piratinhas que era foda saber de todas que existiam. E claro, a qualidade de piratinha não tem garantias.

Os azuis tipo o Fighting Hero da foto abaixo eram mais dificil de pegar mesmo. Exigia um certo "jeitinho" de encaixar. Não sei porquê. Mas pegavam (Não wue fizesse diferença, pois essa série aí só tinham piratões toscos).

Talvez, na época, o slot do seu Phantom estivesse um pouco oxidado. Coisa bem comum pelo fato das assompradas com cuspe tanto no próprio video game quanto nos contatos dos cartuchos. Algo que poderia ser resolvido com um WD40.


Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
Meus piratas eram de 60 pines com o adaptador
 

Space Ace

Habitué da casa
Mensagens
227
Reações
398
Pontos
63
Aprendi bastante coisa sobre os clones de NES com as respostas de vocês no tópico. Valeu, pessoal. :kjoinha
 
Topo