O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

PIX é uma faca de dois gumes. Tomem cuidado!



cocacola20litros

Pior user da OS
VIP
Mensagens
5.577
Reações
16.147
Pontos
338
Cada situação é específica.

O que você pretende proteger?

De quem você quer se proteger?

Estas e outras perguntas devem ser feitas para entender o modelo de ameaça.
Dinheiro na conta corrente. Assaltos, sequestros e etc. O básico que a galera passou sobre deixar dinheiro na corretora e ter um celular/computador em casa apenas para internet banking eu já faço, mas gostaria de saber tem mais algo para ficar esperto.
 

Akita

Bam-bam-bam
Mensagens
5.276
Reações
8.168
Pontos
353
Tenho que lembrar de remover o pix do celular principal e andar com uns trocados no bolso.
 

cocacola20litros

Pior user da OS
VIP
Mensagens
5.577
Reações
16.147
Pontos
338
Já devo ter repetido isso umas quatro vezes, mas vale a pena reforçar.
Não andem com cartão ou aplicativo de corretora, muito menos de banco principal! O local que está todo ou pelo menos grande parte do seu capital só se deve ter acesso de um local seguro como sua casa, de preferência num computador ou em um celular que SÓ fique em casa. Vale a pena também usar um sistema atualizado, seguro e acessar de uma máquina virtual com uma distro Linux, ou ter um Pen drive com uma Live ISO só pra isso. Na rua só se anda com um cartão de uma conta com baixo valor e limite, coisa na faixa de no máximo mil reais, só para abastecer o carro, fazer compras e etc. Melhor ainda se tiver como bloquear a opção de pedir empréstimo. MAS NÃO ANDEM SEM DINHEIRO! ISSO SÓ É UM RISCO A MAIS CASO VOCÊ FOR ASSALTADO OU SEQUESTRADO POR UM NÓIA ALUCINADO, NÃO CUSTA NADA PARA VOCÊ LEVAR UM TIRO E FICAR ALEIJADO OU MORRER! Tenha pelo menos uns cemzão em espécie na carteira e o dinheiro da conta "da rua", nada mais que isso.
De resto, é tentar dificultar de toda forma a vida do cara que furtou seu celular, se for sequestro ou assalto com grande riscos de você levar uma bala caso não cooperar, nem tente nada, só faça o que pedirem e já era. Se for só furto, é bom ter uma boa senha de bloqueio no celular, uma senha de acesso pro APP, e uma forma de esconder o app mudando ícone, deixando em aba secreta ou algo do tipo.
EU não ando com nenhuma informação pessoal no meu celular, como fotos de família, nomes que passem explicitamente meu grau de parentesco com meus contatos (Pai, mãe, irmão), endereço de casa, trabalho, logins de contas importantes e etc. Pode ser paranoia mas depois que a água bate na bunda a gente se arrepende de não ter tomado as devidas providências.
 


ganondorfan

Bam-bam-bam
Mensagens
1.330
Reações
3.331
Pontos
288
Eu passei a usar essa tática, tenho um tablet em casa com as contas que possuem minhas reservas principais.

Circulo só com as de uso e valores menos suntuosos.

Enquanto não houver ação com ônus em cima dos bancos, essa situação de risco não vai mudar.
 

Ton_Ton_13BR

Veterano
Mensagens
595
Reações
738
Pontos
128
Acho que se encaixa também:


@Stranger_Eddie foi exatamente aquele caso mesmo
Reagir é morte na certa. O cara advogado e bem de vida aí, um celular ou Pix para ele não faria diferença.
Meu irmão foi assaltado por 2 caras em uma moto ambos armados, mesmo se tivesse porte de armas e reagido seria baleado por um ou outro. Nessa hora não tem treinamento para uma pessoa normal, a maioria vai se levar pelo instinto.
Ah, levaram o celular e a aliança de ouro.
 
Ultima Edição:

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
50.350
Reações
113.840
Pontos
989
Pix: Presidente do BC diz que vai adotar mudanças para evitar sequestros
BRASÍLIA - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que anunciará “em breve” mudanças para tornar o PIX mais seguro, o que poderá incluir a limitação de horário da transação pelos clientes. As medidas serão uma resposta ao aumento do uso do PIX em crimes.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, foram registrados 206 boletins de ocorrência de sequestro-relâmpago no Estado de janeiro a julho deste ano — aumento de 39,1% em relação ao mesmo período de 2020. A pasta não tem o detalhamento de quais dos casos envolvem o Pix.

“Olhamos com cuidado associação do PIX com criminalidade. Anunciaremos em breve conjunto de medidas para PIX ser mais seguro”, afirmou, em evento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Esfera.

Apesar de antecipar a adoção de medidas para tornar a transferência mais segura, Campos Neto defendeu que o aumento nos sequestros relâmpagos não estão necessariamente ligados ao PIX, mas sim ao aumento na circulação de pessoas com a melhora nos índices na pandemia.

“Sequestro relâmpago pode ser PIX, TED, DOC, qualquer coisa. Havia sequestros relâmpagos em ATMs, foram ajustando”, completou.
 

Akita

Bam-bam-bam
Mensagens
5.276
Reações
8.168
Pontos
353
Podiam travar o valor no BC antes de liberar pro banco, para uma conferência em duas etapas, em uma faixa de valor escolhida pelo usuário.

Vai ter um custo, mas esse negócio aí não podia dar certo mesmo. Não é a toa que o sistema bancário tem um monte de frescura. Se fosse algo trivial a iniciativa privada já teria feito.

Também é esse um dos motivos dos bancos terem apoiado o PIX, a dor de cabeça agora está com o estado que provavelmente nunca vai conseguir resolver.
 
Ultima Edição:

SirSerius

Bam-bam-bam
Mensagens
3.649
Reações
13.494
Pontos
288
Pix: Presidente do BC diz que vai adotar mudanças para evitar sequestros
BRASÍLIA - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que anunciará “em breve” mudanças para tornar o PIX mais seguro, o que poderá incluir a limitação de horário da transação pelos clientes. As medidas serão uma resposta ao aumento do uso do PIX em crimes.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, foram registrados 206 boletins de ocorrência de sequestro-relâmpago no Estado de janeiro a julho deste ano — aumento de 39,1% em relação ao mesmo período de 2020. A pasta não tem o detalhamento de quais dos casos envolvem o Pix.

“Olhamos com cuidado associação do PIX com criminalidade. Anunciaremos em breve conjunto de medidas para PIX ser mais seguro”, afirmou, em evento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Esfera.

Apesar de antecipar a adoção de medidas para tornar a transferência mais segura, Campos Neto defendeu que o aumento nos sequestros relâmpagos não estão necessariamente ligados ao PIX, mas sim ao aumento na circulação de pessoas com a melhora nos índices na pandemia.

“Sequestro relâmpago pode ser PIX, TED, DOC, qualquer coisa. Havia sequestros relâmpagos em ATMs, foram ajustando”, completou.
.
 

dinodino

Veterano
Mensagens
2.948
Reações
466
Pontos
149

cocacola20litros

Pior user da OS
VIP
Mensagens
5.577
Reações
16.147
Pontos
338
BC anuncia limite de R$ 1.000 no Pix à noite para evitar roubos e sequestros


Aí te deixam no cativeiro até o outro dia para pegar o dinheiro aos poucos, melhor ainda.
 

Adam Sandler

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.531
Reações
66.462
Pontos
753
BC anuncia limite de R$ 1.000 no Pix à noite para evitar roubos e sequestros



Os caras não entendem nada de segurança, medidas de m**** essas que não resolvem problema nenhum.
 

Bonk

Bam-bam-bam
Mensagens
2.141
Reações
6.604
Pontos
278
Aí te deixam no cativeiro até o outro dia para pegar o dinheiro aos poucos, melhor ainda.
Mais aí tem de ser algo mais planejado. O negócio do sequestro relâmpago é que qualquer mané mete uma 12 na sua cara e arruma uma grana, não precisa arrumar um cativeiro e nem planejar o assalto.

Sequestro sempre foi problemático por causa disso. A necessidade de se planejar e ter o cativeiro afasta a maioria dos pilantras.
 

Twiki

Supra-sumo
Mensagens
297
Reações
1.041
Pontos
168
Veja o que muda:

  • Operações entre pessoas físicas ficam limitadas em R$ 1.000 (incluindo MEIs) das 20h às 6h, incluindo transferências intrabancárias, cartões de débito e liquidação de TEDs;
  • Haverá prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para a efetivação de pedido do usuário, feito por canal digital, para aumento de limites de transações com meios de pagamento (TED, DOC, transferências intrabancárias, Pix, boleto, e cartão de débito), impedindo o aumento imediato em situação de risco;
  • Clientes passam a poder estabelecer limites transacionais diferentes no Pix para os períodos diurno e noturno, permitindo limites menores durante a noite;
  • Instituições poderão ofertar funcionalidade que permita aos usuários cadastrar previamente contas que poderão receber Pix acima dos limites estabelecidos, permitindo manter seus limites baixos para as demais transações;
  • Haverá prazo mínimo de 24h para que o cadastramento prévio de contas por canal digital produza efeitos, impedindo o cadastramento imediato em situação de risco;
  • Participantes do Pix poderão reter uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite para a análise de risco da operação, informando ao usuário quanto à retenção;
  • Passa a ser obrigatório o mecanismo, já existente e hoje facultativo, de marcação no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT) de contas em relação às quais existam indícios de utilização em fraudes no Pix, inclusive no caso de transações realizadas entre contas mantidas no mesmo participante;
  • Passam a ser permitidas consultas ao DICT para alimentar os sistemas de prevenção à fraude das instituições, de forma a coibir crimes envolvendo a mesma conta em outros meios de pagamento e com outros serviços bancários;
  • Usuários do Pix poderão adotar controles adicionais em relação a transações envolvendo contas marcadas no DICT, inclusive para fins de eventual recusa a seu processamento, combatendo assim a utilização de contas de aluguel ou “laranjas”;
  • Usuários de arranjos de pagamentos eletrônicos poderão compartilhar, tempestivamente, com autoridades de segurança pública, as informações sobre transações suspeitas de envolvimento com atividades criminosas;
  • Instituições reguladas serão obrigadas a adotar controles adicionais sobre fraudes, com reporte para o Comitê de Auditoria e para o Conselho de Administração ou, na sua ausência, à Diretoria Executiva, bem como manter à disposição do Banco Central tais informações;
  • Histórico comportamental e de crédito será obrigatório para que empresas possam antecipar recebíveis de cartões com pagamento no mesmo dia (D+0), mitigando a ocorrência de fraudes
 

charles_logan22

Bam-bam-bam
Mensagens
7.417
Reações
14.542
Pontos
353
Ahh! Comigo prefiro morrer! Se o bandido fala qeu vai me matar. Eu falo blz. Sou depressivo. Pode me matar, bom que ajuda.
 

guiracer

Bam-bam-bam
Mensagens
8.863
Reações
7.556
Pontos
434
Não tem como pedir ao banco um limite máximo/diário de valor que possa ser transferido por PIX ?
 
Topo Fundo