O que há de Novo?
  • Novo tema escuro está disponível
    Um novo visual para o fórum com fundo escuro agora está disponível para todos. Você pode escolher o tema clicando no ícone de pincel no canto inferior esquerdo da página.
  • Estamos de volta. Informações sobre o downtime desta quarta estão na pasta Moderadores.


[Pode isso, Arnaldo?] Até onde a vestimenta é importante?



Malaquias Duro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.393
Curtidas
42.883
Pontos
553
#37
Acho interessante essa dualidade de emoções. Geral que vai criticar a mulher a acha muito gostosa, mas não pode se vestir como quer.

Já os que acham que não veem problema vão criticar os que não resistem e olham pro belo seio, mesmo que discretamente.

Se fosse feia ninguém reparava.
 

yage

Bam-bam-bam
Mensagens
7.158
Curtidas
23.698
Pontos
363
#38
Acho interessante essa dualidade de emoções. Geral que vai criticar a mulher a acha muito gostosa, mas não pode se vestir como quer.

Já os que acham que não veem problema vão criticar os que não resistem e olham pro belo seio, mesmo que discretamente.

Se fosse feia ninguém reparava.
Se fosse feia ia ser duplamente criticada. Sorte dela ser uma bela milf. :coolface
 
Mensagens
1.984
Curtidas
3.230
Pontos
303
#40
Não é verdade. Ela foi eleita com grande aprovação pelas pessoas de Bombinhas e região pelo ótimo trabalho que fez lá.

Um erro de escolha de vestimenta não esconde o trabalho que fez ela chegar aonde chegou.
Pois é, mas o "erro de vestimenta" faz com que a mesma seja vista dessa maneira, pois o ambiente não é para tal e ela, vc, eu e qualquer um que não esteja querendo pagar de pra-frentex sabe.

Seria o equivalente ao Frota (grande ator pornô travequista), aparecer na Câmara com calça, gravata borboleta e suspensório e nada mais, ou Romário aparecer de moleton, bombojaco e toquinha do Vaxxxxxcão. Não, simplesmente não é filme pornô, não é arquibancada... e não é festinha pra sensualizar, é Câmara Estadual, é o último lugar onde espera-se que alguém seja tão alienado que vá para lá pensando em festejar, ou não?

E só digo isso porque além de tudo, a MILF ainda está se vitimizando: fez para aparecer, sabia que seria criticada, sabia que usaria a crítica para se vitimizar, sabia que se vitimizando viraria algum tipo de bandeira feminista, sabia que virando algum tipo de bandeira poderá então usar isso por uns 2-3 mandatos.

Tudo pensado, tudo hipocrisia.
 

Guastinha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.949
Curtidas
10.507
Pontos
689
#41
Pois é, mas o "erro de vestimenta" faz com que a mesma seja vista dessa maneira, pois o ambiente não é para tal e ela, vc, eu e qualquer um que não esteja querendo pagar de pra-frentex sabe.

Seria o equivalente ao Frota (grande ator pornô travequista), aparecer na Câmara com calça, gravata borboleta e suspensório e nada mais, ou Romário aparecer de moleton, bombojaco e toquinha do Vaxxxxxcão. Não, simplesmente não é filme pornô, não é arquibancada... e não é festinha pra sensualizar, é Câmara Estadual, é o último lugar onde espera-se que alguém seja tão alienado que vá para lá pensando em festejar, ou não?

E só digo isso porque além de tudo, a MILF ainda está se vitimizando: fez para aparecer, sabia que seria criticada, sabia que usaria a crítica para se vitimizar, sabia que se vitimizando viraria algum tipo de bandeira feminista, sabia que virando algum tipo de bandeira poderá então usar isso por uns 2-3 mandatos.

Tudo pensado, tudo hipocrisia.
Na reportagem fala que ela usou também um decote super ousado ( foto do vestido branco que parece que ela esta de lingerie) na diplomação como deputada.
Mas como isso não é filmado e não é um evento aberto ao público, repercutiu menos.


Também concordo que, devido a uma convenção social, deve-se observar a vestimenta para frequentar alguns lugares. Principalmente quando se exerce um cargo público, no qual você esta ali representado um tanto de gente. O que será que os eleitores dela acharam? Eu particularmente, achei ela muito bonita, a roupa muito bonita, mas está fora de contexto.
 


mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.282
Curtidas
16.966
Pontos
694
#42
Pois é, mas o "erro de vestimenta" faz com que a mesma seja vista dessa maneira, pois o ambiente não é para tal e ela, vc, eu e qualquer um que não esteja querendo pagar de pra-frentex sabe.

Seria o equivalente ao Frota (grande ator pornô travequista), aparecer na Câmara com calça, gravata borboleta e suspensório e nada mais, ou Romário aparecer de moleton, bombojaco e toquinha do Vaxxxxxcão. Não, simplesmente não é filme pornô, não é arquibancada... e não é festinha pra sensualizar, é Câmara Estadual, é o último lugar onde espera-se que alguém seja tão alienado que vá para lá pensando em festejar, ou não?

E só digo isso porque além de tudo, a MILF ainda está se vitimizando: fez para aparecer, sabia que seria criticada, sabia que usaria a crítica para se vitimizar, sabia que se vitimizando viraria algum tipo de bandeira feminista, sabia que virando algum tipo de bandeira poderá então usar isso por uns 2-3 mandatos.

Tudo pensado, tudo hipocrisia.
Não estou nem aí, esses putos não me incomodam pela roupa que usam, e sim por serem uns bostas. Que usem o que quiserem tb, que se foda.
 
Mensagens
1.984
Curtidas
3.230
Pontos
303
#43
Na reportagem fala que ela usou também um decote super ousado ( foto do vestido branco que parece que ela esta de lingerie) na diplomação como deputada.
Mas como isso não é filmado e não é um evento aberto ao público, repercutiu menos.


Também concordo que, devido a uma convenção social, deve-se observar a vestimenta para frequentar alguns lugares. Principalmente quando se exerce um cargo público, no qual você esta ali representado um tanto de gente. O que será que os eleitores dela acharam? Eu particularmente, achei ela muito bonita, a roupa muito bonita, mas está fora de contexto.
Sim, ela é maravilhosa e mesmo respeitando o dress code para o ambiente, já chamaria atenção.

Mas quis aparecer, exagerou e na minha modesta opinião, tem muita chance de ser de caso pensado pelo mimimi (onde aparece vestida totalmente diferente, com visual normal e nada convidativo, que estranho né?).
 
Mensagens
357
Curtidas
626
Pontos
128
#44
A nossa forma de vestir diz muito nossa sua personalidade.
A roupa também relaciona muito com a nossa profissão.

De certa forma, a roupa que usamos é uma especie de "avatar" de nossa personalidade, é como os outros vão nos ver no mundo e na sociedade.

Existem lugares e profissões que exigem um tipo de vestimenta, o uniforme.
Outros, não deixam claro, mas insinuam como se deve vestir: como o pessoal da saúde ( geralmente de branco) o pessoal do jurídico ( geralmente de forma mais austera) entre outros.
E até a nossa sociedade em geral, não espera-se que você vá trabalhar com roupas de clube ou vá para a praia de terno e gravata Tanto que tem roupas para "sair de dia" e "para sair de noite", mas nada disso é de certa forma imposta.

Baseado na reportagem abaixo:

Pergunto a vocês se devemos exercer a nossa liberdade de usar o que quiser onde ou respeitar um "senso comum" que fica implícito e até preconceituoso?

Vocês acham que essa mulher exagerou ou exagerados foram as críticas que ela recebeu?


DEPUTADA DE SC CRITICADA POR DECOTE ENTRA NA JUSTIÇA: ‘ME SENTI PSICOLOGICAMENTE VIOLENTADA’

https://extra.globo.com/famosos/dep...nti-psicologicamente-violentada-23436810.html




Carol Marques

Um decote colocou a deputada estadual Paulinha, de Santa Catarina, no noticiário nacional. Poucos procuraram saber sobre sua vida pública e o currículo que a fez prefeita de Bombinhas, litoral catarinense, por duas vezes e os motivos que levaram mais de 51 mil pessoas a votarem nela. Não importou. O macacão vermelho, com o tal generoso decote que evidenciava os seios, escolhido para sua posse custou R$ 900 e sua integridade. Paulinha foi severamente criticada nas redes sociais, xingada e ameaçada. O caso vai agora parar na Justiça.

“Minha equipe está printando os comentários, documentando e vou entrar com uma ação judicial contra os detratores”, avisa a deputada, filiada ao PDT: “Ser criticada na vida pública é algo normal e esperado. Mas me senti psicologicamente violentada. Um internauta disse que se eu for estuprada não posso reclamar. Uma mulher comentou que eu não poderia falar de Deus, pois Deus não abençoaria uma mulher como eu”.




Os comentários recebidos por Paulinha Foto: reprodução/instagram


Não foi fácil para Paulinha chegar em casa e se deparar com a enxurrada de comentários pejorativos. “Chorei muito. Fiquei até às quatro da manhã tentando ler e entender o que um decote pode ter de errado. Me senti frágil como uma mulher se sentiria diante dessa situação. Mas também tenho meu lado empoderado e que me faz levantar todos os dias e dizer: essa sou eu e luto para quebrar paradigmas e padrões que não condizem com o que eu penso e pensam muitas mulheres que se veem representadas por mim”.



Deputada Paulinha, de SC: decote também na diplomação Foto: reprodução/instagram


Aos 43 anos, mãe de duas filhas, uma de 20 e outra de 18, Paulinha tem um guarda-roupa despojado, típico de alguém que vivia na praia. O decote da posse não foi o primeiro. Ela já tinha ostentado outro durante sua diplomação e nada foi falado.

Ela conta que recebeu total apoio da família e do namorado, e viu, no meio do limbo, surgir um movimento em prol de sua imagem vinda de mulheres de todo o país, inclusive de famosas, como Fernanda Young e Maria Ribeiro. “Tenho recebido tantas mensagens lindas, tocantes e de mulheres que admiro. De políticas, inclusive, que me dizem que agora vão usar o que bem entenderem e falar não ao protocolo”, comemora.



Foto: reprodução/instagram


“Mulher bonita além de inteligente é demais para muitos”

Paulinha diz que não pensou no bafafá que o look fosse causar. E se lembrou de Geisy Arruda, que num episódio tão triste quanto este, foi impedida de entrar na faculdade Uniban, em São Paulo, usando seu vestido rosa curto e posteriormente expulsa: “Ela era uma menina, universitária, com seu vestido. Eu sou uma mulher, deputada eleita, prefeita duas vezes, com 90% de aprovação, que deixou a escola pública de ensino integral de maior rendimento no país para seus moradores. Uma mulher bonita e gostosa e além disso inteligente? Ainda é demais para muitos. Mas vamos mudar esse pensamento”.



Deputada Paulinha, de SC: figurinos despojados Foto: reprodução/instagram




Deputada Paulinha, de SC, com as filhas Foto: reprodução/instagram
Deputada Paulinha, de SC: figurinos despojados Foto: reprodução/instagram




Deputada de SC criticada por decote entra na Justiça: ‘Me senti psicologicamente violentada’ Foto: reprodução/instagram




Deputada de SC criticada por decote entra na Justiça: ‘Me senti psicologicamente violentada"





OBS:
A mulher é linda!!!
Na hora de votar, bateria com vigor na tecla.
 
Mensagens
3.824
Curtidas
3.241
Pontos
389
#47
Ela exagerou e foi inadequada. Há convenções que devem ser seguidas, apesar de também me incomodarem.

Não justifica os ataques a ela, de qualquer forma. No mais, linda mulher, e parece ser uma boa administradora.
 

yugi moto

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.382
Curtidas
31.425
Pontos
559
#49
Muito boa a tatica, assim ela pode aprovar o que quiser ja que ninguem vai prestar atenção no que ela ta falando olhando esses peitos
 

NUD3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.869
Curtidas
10.052
Pontos
739
#50
Me pergunto se um dia evoluiremos como sociedade a ponto de roupas serem apenas... roupas.

Por exemplo, uma amiga resolveu fazer o aniversário dela uns anos atrás num bar na Rua Augusta (SP), ate ai ok, confirmei presença. No dia do evento, entrei na pagina do lugar para confirmar o endereço e me deparo com uma porra de um "dress code" proibindo homens de bermuda ou regata. :kclassic

Liguei pra ela para confirmar se era isso mesmo e já respondi que não iria pois não compactuo com essa babaquice sempre que possível.

Mano, enfiem essas regras sociais de vestimenta no cú.
 

return null

Habitué da casa
VIP
Mensagens
174
Curtidas
267
Pontos
89
#54
Olha em ambiente de trabalho é importante sim, nada contra ela vestir assim, pois ela se sente a vontade e é uma escolha dela, mas é mais difícil as pessoas te levarem a sério caso você esteja com trajes diferentes do "contrato social" do ambiente, seja homem ou mulher. Acredito que ela é capaz de fazer um trabalho excelente mas considerando o ambiente que ela está inserida eu apostaria em outra vestimenta.

A Eva Kaili faz o mesmo "estrago", com um pouco mais de pano. hehe

 

Guastinha

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.949
Curtidas
10.507
Pontos
689
#59
Me pergunto se um dia evoluiremos como sociedade a ponto de roupas serem apenas... roupas.

Por exemplo, uma amiga resolveu fazer o aniversário dela uns anos atrás num bar na Rua Augusta (SP), ate ai ok, confirmei presença. No dia do evento, entrei na pagina do lugar para confirmar o endereço e me deparo com uma porra de um "dress code" proibindo homens de bermuda ou regata. :kclassic

Liguei pra ela para confirmar se era isso mesmo e já respondi que não iria pois não compactuo com essa babaquice sempre que possível.

Mano, enfiem essas regras sociais de vestimenta no cú.
Boa reflexão.

Mas, eu acho que as roupas não são, apenas roupas...

Elas dizem muito sobre nós e o lugar que frequentamos.

O meu irmão, quando mais novo, tinha uma mania " meio idiota" de ir fazer comprar no shopping meio mulambento ( bermudas, chinelo, as vezes até com a roupa rasgada)
Aí reclamava que era mal atendido, e ia até o vendedor mostrar a carteira cheia de dinheiro.
Não sei que tipo de mensagem ele queria passar, porque, para ir para festas, o cara parecia uma menina se arrumando.

Um dia falei para ele, que as pessoas deveriam pensar que ele era bandido e tinha acabado de arrumar aquela grana, ou que era um pobre coitado analfabeto que só queria exibir o seu dinheiro.

Ainda bem que ele parou com isso. ( A mulher concertou ele)
 

Aoshi

Bam-bam-bam
Mensagens
8.142
Curtidas
7.405
Pontos
414
#61
O tópico tinha um propósito, mas acabou colocando a notícia e todo mundo ficou comentando a notícia.

Sobre a notícia, tbn achei de caso pensado e aposto que alguns comentários maldosos contra ela foram forjados.

Em relação ao tópico, sim, a vestimenta diz muito sobre a pessoa, tanto eh que minha mulher vive me enxendo o saco que as vezes vou com as camisas sociais meio amassadas para trabalhar e isso não pega bem.

Agora estou me preocupado mais em passar elas e tal.
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.330
Curtidas
27.500
Pontos
589
#62
Não me espanta. Geralmente deputados são eleitos em cima de duas variáveis: imagem e dinheiro. O conteúdo pratico fica de fora.

Taí o resultado. Uma besta quadrada que acha que tá indo numa festa e não indo trabalhar. Burra e fútil. Parabéns aos envolvidos que a colocaram lá.
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.330
Curtidas
27.500
Pontos
589
#63
Boa reflexão.

Mas, eu acho que as roupas não são, apenas roupas...

Elas dizem muito sobre nós e o lugar que frequentamos.

O meu irmão, quando mais novo, tinha uma mania " meio idiota" de ir fazer comprar no shopping meio mulambento ( bermudas, chinelo, as vezes até com a roupa rasgada)
Aí reclamava que era mal atendido, e ia até o vendedor mostrar a carteira cheia de dinheiro.
Não sei que tipo de mensagem ele queria passar, porque, para ir para festas, o cara parecia uma menina se arrumando.

Um dia falei para ele, que as pessoas deveriam pensar que ele era bandido e tinha acabado de arrumar aquela grana, ou que era um pobre coitado analfabeto que só queria exibir o seu dinheiro.

Ainda bem que ele parou com isso. ( A mulher concertou ele)
De fato, roupas não são apenas roupas. Quem viaja nessa maionese é um hippie enrustido. Dress code é necessário mesmo quando não se está explicito. Este é o mundo social. Você é obrigado a segui-lo? Não...não é. Vai conseguir as mesmas oportunidades ou fazer parte dos mesmos grupos sociais ou profissionais? Não...não vai. E isso não vai mudar. Não deve mudar.

Gostaria de ver esses românticos que acham que vestimenta é apenas frescura, ao chegar a um médico para tratar deles, e o cara estar de Rider no pé, bermuda florida e camiseta regata. Iriam ficar muito animados para serem atendidos. Ou quando fossem contratar um advogado e ele estivesse de calça jeans usando uma camiseta do Slayer. Nada contra o jeans e o Slayer...duas paixôes pessoais minhas...mas ser inteligente significa entender que o que você gosta, não é adequado para o convívio social, principalmente comercial.
 

Topo