O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Por que a cultura das notas e das provas ficou tão forte no Brasil?

Roveredo

Bam-bam-bam
Mensagens
7.258
Reações
24.858
Pontos
353
"Porque a cultura das notas e das provas ficou tão forte no Brasil"

è sério este tópico?

Que lugar é desenvolvido neste planeta onde as pessoas não sejam avaliadas? Isso aqui é tão surreal quanto aquele outro tópico do "porque errar é algo errado".
O questionamento está no fetichismo ligado aos exames, provas e concursos. O que realmente parece importar não é a pessoa ser capacitada nas atividades que faz, mas sim a capacidade de demonstrar o ser (mesmo que, no final das contas, não seja).

Isso me lembra muito os Exames Imperiais da China (https://en.wikipedia.org/wiki/Imperial_examination). O apego aos exames criou uma forte casta de burocratas na China, que inclusive não permitia que setores estratégicos do Império Chinês fossem ocupados por pessoas realmente boas em suas áreas (o apego aos exames era tão grande que nomeavam a burocratas civis (previamente aprovados nos exames, claro) para liderar tropas em combate - eles simplesmente não confiavam em militares que não haviam sido aprovados nas benditas provas).
 


O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
22.818
Reações
41.267
Pontos
589
O questionamento está no fetichismo ligado aos exames, provas e concursos. O que realmente parece importar não é a pessoa ser capacitada nas atividades que faz, mas sim a capacidade de demonstrar o ser (mesmo que, no final das contas, não seja).

Isso me lembra muito os Exames Imperiais da China (https://en.wikipedia.org/wiki/Imperial_examination). O apego aos exames criou uma forte casta de burocratas na China, que inclusive não permitia que setores estratégicos do Império Chinês fossem ocupados por pessoas realmente boas em suas áreas (o apego aos exames era tão grande que nomeavam a burocratas civis (previamente aprovados nos exames, claro) para liderar tropas em combate - eles simplesmente não confiavam em militares que não haviam sido aprovados nas benditas provas).
De uma forma ou de outra, você precisa avaliar quem ingressa. Se os critérios de avaliação são controversos, acho que tem uma discussão válida aí.

Mas o fato de que sim, todo mundo deve ser avaliado, isso não. Olha o título do tópico "por que a cultura das notas e das provas ficou tão forte no Brasil" - parece uma reclamação de um preguiçoso ou de fracassado. Ou a pessoa não quer ser testado ou ela só toma bomba nos testes.

Até concordo com certos conteúdos programáticos de concursos públicos estarem cheios de "filler" muitas vezes sem aplicação pratica na função...mas jamais contestar de que uma pessoa deve ser avaliada com provas ou testes, tanto na escola quanto em concursos publicos.

Aliás, se me permite opinar: no Brasil tem é MUITO funciona´rio publico. Deveria cortar uns 3 quartos no mínimo.
 

Elijah Kamski

Bam-bam-bam
Mensagens
4.556
Reações
10.233
Pontos
303
"Porque a cultura das notas e das provas ficou tão forte no Brasil"

è sério este tópico?

Que lugar é desenvolvido neste planeta onde as pessoas não sejam avaliadas? Isso aqui é tão surreal quanto aquele outro tópico do "porque errar é algo errado".
Acho que você só leu o título então.

Em nenhum momento reclamei de avaliação, muito pelo contrário, mas da maneira como no Brasil muita coisa acaba sendo avaliado somente numa prova e f**a-se o resto. Afinal, se a educação brasileira anda ruim, então há um ou mais problemas na metodologia de avaliação proposta e a questão das provas é uma delas.

Eu obtive os meus "sucessos" via prova, poderia ser meio "hipócrita" reclamando disso. Todavia, há outras formas melhores de aprendizado e avaliação do que senta para fazer numa prova. No vestibular e concurso é mais inviável isso ocorrer (apesar de pode incluir ao aluno benefícios na nota por outras questões, tipo participar de olimpíadas de algumas matéria, praticar competições esportivas e enfim).

A respeito do tópico, aqui é um país onde o que importa é decorar, não aprender.

Tudo para passar em vestibulares de universidades públicas e em concursos, e serem bancados por impostos subtraídos de uma população indefesa através de coerção estatal.

É assim que as coisas são no Brasil.

Não me aprofundarei por não estarmos na pasta política.

Mas o que não faltam são peões que não sabem realizar o básico de suas profissões neste país.
Esse é o maior ponto: aqui é decoreba pura em tudo.
 

O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
22.818
Reações
41.267
Pontos
589
Acho que você só leu o título então.

Em nenhum momento reclamei de avaliação, muito pelo contrário, mas da maneira como no Brasil muita coisa acaba sendo avaliado somente numa prova e f**a-se o resto. Afinal, se a educação brasileira anda ruim, então há um ou mais problemas na metodologia de avaliação proposta e a questão das provas é uma delas.

Eu obtive os meus "sucessos" via prova, poderia ser meio "hipócrita" reclamando disso. Todavia, há outras formas melhores de aprendizado e avaliação do que senta para fazer numa prova. No vestibular e concurso é mais inviável isso ocorrer (apesar de pode incluir ao aluno benefícios na nota por outras questões, tipo participar de olimpíadas de algumas matéria, praticar competições esportivas e enfim).


Esse é o maior ponto: aqui é decoreba pura em tudo.
Quais são estas outras formas melhores de avaliação?
 


Elijah Kamski

Bam-bam-bam
Mensagens
4.556
Reações
10.233
Pontos
303
Quais são estas outras formas melhores de avaliação?
Trabalhos, atividades extracurriculares, esportes e outros. A questão não é eliminar as provas em si, mas eles não definirem como o único norte (basta ver que a maioria dos países desenvolvidos não usa só o modelo tradicional de avaliação).
 

San São

Bam-bam-bam
Mensagens
2.204
Reações
3.102
Pontos
303
Menos é mais. Com a educação não poderia ser diferente, mas as autoridades competentes fingem não enxergar o problema.


Assistam mais sobre o Brasil Paralelo, do cap.1 ao cap.3 sobre a educação brasileira. Um documentário de mão cheia pra quem gosta de filme-informação com conteúdo relevante e gratuito.
 

Thermal Detonator

Habitué da casa
Mensagens
537
Reações
475
Pontos
88
Não sei. Na Coréia do Sul é pior. Eles tem um exame q dura o dia inteiro, não é igual aqui q eles dividem em mais de um dia pra dar tempo de respirar. Lá eles ainda pensam como era o vestibular aqui na era da ditadura militar. Vc é obrigado a decorar fórmulas de geometria, datas, nomes de plantas, regras de gramática, pq eles se importam com isso. Lá na Coréia a sua vida depende de tirar 99% no exame, se for 90% vc já é considerado um fracassado. Olha as taxas de suicídio q tem lá, é um problema grave. Até aprovaram leis q limitam o horário de funcionamento dos cursinhos pra tentar impedir as pessoas de estudarem 14 ~ 16 horas.


 
Ultima Edição:

O Rei Rubro

RIP AND TEAR
GOLD
Mensagens
22.818
Reações
41.267
Pontos
589
Trabalhos, atividades extracurriculares, esportes e outros. A questão não é eliminar as provas em si, mas eles não definirem como o único norte (basta ver que a maioria dos países desenvolvidos não usa só o modelo tradicional de avaliação).
Que? Sério...eu...não entendi patavinas. Tu tá misturando qualidade da educação com formato de mensuração de aprendizado. Nada a ver.
 

zFerocityy

Bam-bam-bam
Mensagens
1.923
Reações
2.915
Pontos
303
Simples

Melhor jeito de enfiar mau caráter, incompetente e sanguessugas nas instituições mais importantes do país.

Hoje em dia, xerox de livro e decorador de página é JUIZ, POLICIAL, DESEMBARGADOR, MÉDICO, sem o menor teste vocacional.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.062
Reações
3.739
Pontos
303
Agora é mais fácil empreender ou passar num concurso? Essa é a pergunta. Pois, o menos difícil é o mais atrativo.
Como diria um amigo: "O Brasil não é um país de empreendedores, mas sim de concursados."
E agora com a Pandemia do COVID muitos empreendedores estão fechando as portas de seus negócios.
E pode ter certeza, no pos-covid um concursinho de ensino técnico de uma SABESP e um Poupatempo da vida vai tar cheio de graduados de diversas áreas.

Porque nosso país têm forte raiz burocrática. Tudo aqui é à base de papel, carimbo, certificado, assinatura, etc. Não seria diferente com a "educação" pública.
Até pra empreender há uma caralhada de regulamentações que devem ser cumpridas (quando não se é amigo de político).

Resumindo: nossa "cultura" é a do atraso.

Em tempo: no vestibulinho ETEC esse ano usaram a nota do histórico para classificação. Como muitos professores, principalmente da rede pública, não dão uma foda pra apurar a nota mais justa, geral que "tirou" 10 passou na frente, ainda que não saiba nem a metade de gente que tinha 8,0 no histórico.
Assino em baixo.
Principalmente o que deixei em negrito e sublinhado.

E isso porque eu moro num polo burocrático (ou seja: O mercado de trabalho da região se resume a isso + medicina (especificamente geriatria e botar silicone em cu alheio) + funcionalismo publico).

Até o tiozinho da copiadora leva cano todo mês por conta dessa cultura do atraso.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.948
Reações
20.155
Pontos
769
Prova é necessário em casos onde se avaliam muitas pessoas. Não tem outro jeito... É o filtro mais fácil de se fazer.

Porém, é um filtro que, no mundo real, cai rápido. Não adianta nada o indivíduo ser extremamente inteligente nos campos da matemática, física, química... E ser um derrota no trato pessoal com as pessoas. Pra esses, só resta o concurso público mesmo, e só aqueles sem prova psicológica.

Eu acho que o Brasil falha, no ensino fundamental e médio, em ensinar os jovens em outras coisas além do conhecimento objetivo, tipo português e matemática. Sei que isso é importante, mas hoje em dia, não é o mais importante.
 

Elijah Kamski

Bam-bam-bam
Mensagens
4.556
Reações
10.233
Pontos
303
Por falar em concursos, nada exemplifica tão bem isso.



Virou um ciclo vicioso
Pior é a nova moda que basta a pessoa no concurso, do mais simples que seja, para virar "especialista" sobre o tema e já ensinar técnicas de estudo. Só dos últimos concursos da área policial surgiram vários nessa vibe.

Obs: pela imagem até parece que quem passa nos melhores concursos estava vivendo como o seu madruga. kkkkk
 

Land Stalker

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
GOLD
Mensagens
18.919
Reações
63.207
Pontos
554
Exato.

Na verdade, a coisa começou a descarrilhar de vez quando justamente enfiaram prova em dupla, 'trabalhos multidisciplinares' e etc pra gente ganhar ponto de graça, ao invés de fazer as provas e trabalhos comuns.

Até o meu segundo ano do segundo grau, era 7 pontos de prova e 3 pontos de trabalho. No terceiro ano já era 3 pontos de prova e 7 pontos de outras atividades e foi assim com os meus irmãos menores e é assim até hoje, nas públicas.
Minha mãe é professora aposentada. Segundo ela, era impossível reprovar alguém, sempre passavam na marra.
 

Thermal Detonator

Habitué da casa
Mensagens
537
Reações
475
Pontos
88
Aqui tem aquela história de fazer matrícula numa escola pública e pagar cursinho pra se aproveitar das cotas depois. Num fórum do UK eu vi pessoas falando q lá tem tempo adicional de prova pra quem apela pra necessidades especiais. Acontece q várias pessoas estão errando propositadamente questões pra depois refazer a prova e com um pedido de necessidades especiais. A comissão falha deixa passar.
 

PocketCrocodile

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.539
Reações
33.950
Pontos
553
Aqui tem aquela história de fazer matrícula numa escola pública e pagar cursinho pra se aproveitar das cotas depois. Num fórum do UK eu vi pessoas falando q lá tem tempo adicional de prova pra quem apela pra necessidades especiais. Acontece q várias pessoas estão errando propositadamente questões pra depois refazer a prova e com um pedido de necessidades especiais. A comissão falha deixa passar.
Eu conclui o ensino médio em pública, até pensava em tirar proveito até ter tido contato com vários alunos dessas escolas e até mesmo o nível do conteúdo passado
É muita sacanagem a pessoa tendo base toda particular fazer um negócio desse
 

Wrex

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.486
Reações
14.516
Pontos
609
Não existe outra maneira melhor de avaliar o conhecimento de um grupo grande de pessoas.

Ideal seria uma entrevista, mas aí enquanto em 1h, em uma sala média, tu consegue "avaliar" 50 pessoas...
(+ tempo de correção)

Tu precisa de no minimo 50h pra fazer 1h de entrevista com cada uma... Inviável.
 

Biff89

Bam-bam-bam
Mensagens
3.135
Reações
1.937
Pontos
259
Provas são boas maneiras de examinar desde que: cobre coisas que avaliem bem o candidato e o conteúdo, e que quem corrige/dê nota faça um esforço mínimo de interpretar a resposta do candidato.

Quando eu fiz o vestibular para a federal daqui, eu achei uma excelente prova. Se você tivesse os fundamentos de cada conteúdo, você resolvia mais da metade da prova tranquilamente. Acho que o conhecimento que adquiri estudando pro vestibular valeu bastante pra eu entender como as coisas funcionam ao meu redor. Só que aí depois eu fiz um concurso de nível superior pra um cargo de TI e uma das perguntas era algo, tipo, "Qual o atalho pra deixar <programa> em tela cheia?". Tipo, sério, mano? Se fosse algo crítico até entenderia, mas se eu tivesse um problema desses na função, certeza que em 1 minuto eu resolveria.

Também fode se o avaliador tá de má vontade. Ás vezes você se expressou corretamente, mas não era o que o avaliador queria ler ou não se esforçou o suficiente pra entender. Já vi professor descontando nota porque o aluno não mostrou cálculos triviais passo-a-passo. Como, por exemplo, 1+2x3 = 7 é errado e 1+2x3 = 1+6 = 7 é correto, quando isso não é relevante ou não é o ponto da questão.

Então prova por prova não vale nada. Tem que ser bem aplicada.
 
Topo