O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Prefeitura do Rio de Janeiro censura HQ dos Vingadores.

kaluecondo

Bam-bam-bam
Mensagens
5.662
Reações
8.195
Pontos
414
Vou deixar essa imagem aqui e deixar rolar a ginastica ideológica.

Visualizar anexo 87471
Kkk Ano passado mesmo, essa espécie aí concordou 100% com isso aqui.
Fifa proíbe emissoras de TV de filmarem 'torcedoras bonitas'
Torcedoras assistem a jogo da Rússia na Copa do Mundo - AFP




Em meio aos casos de assédio na Rússia, a Fifa exigiu nesta quinta-feira (12) que as emissoras de televisão reduzam as filmagens de torcedoras "atraentes" durante os últimos jogos da Copa do Mundo de 2018.

De acordo com o chefe do departamento de responsabilidade social da Fifa, Federico Addiechi, a medida foi tomada porque os casos de sexismo na Rússia foram mais comuns que os de racismo.




Veja também
Uma entidade parceira da Fifa registrou 45 denúncias sexuais até agora no Mundial da Rússia.

A Fifa ainda destacou que a decisão é uma "evolução normal", apontando que, em comparação com a Copa anterior, em 2014, no Brasil, as filmagens dos jogos melhoraram.

Além dos casos de abusos contra torcedoras, como o do grupo de brasileiros que assediou uma estrangeira em um vídeo, foram registrados também diversos assédios de torcedores contra repórteres mulheres.

A final da Copa do Mundo de 2018 será disputada neste domingo (15), entre Croácia e França. Um dia antes, Bélgica e Inglaterra vão se enfrentar pela terceira posição da competição
 


Ultima Weapon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.122
Reações
15.691
Pontos
629
Concordo, só não acho certo fazer isso pra público infantil. Pra adulto, cada um escolhe o que vai consumir.
Não é um quadrinho erotizado e sim uma cena de demonstração de amor, beijos desse tipo existem desde que HQ's são HQ's porém quando eram exclusivamente heterossexuais não percebia-se contestação. Inclusive na famosa série animada da DC que foi transmitida na TV aberta há cena de beijo entre o Batman e a Mulher-maravilha.
 

extra skater

Bam-bam-bam
Mensagens
1.407
Reações
2.498
Pontos
303
"Eu respeito, mas vou ensinar pro meu filho que é errado"
Bom, é que no caso estamos discutindo homossexualidade, então essa frase que você ironiza realmente é bem complicada.
Mas você respeitar algo, e independentemente disso achar errado, e querer passar sua visão ao seu filho é necessariamente preconceito?
Tire da questão homossexual e pense a respeito.

"Eu respeito, mas não é normal"
Exatamente o mesmo caso que acima.

"Eu respeito, mas tem que esconder"
Aqui já é bem diferente. Ter que esconder é foda. Aí pra mim é preconceito velado mesmo.

Falta coragem pra assumir o preconceito.
Concordo. Mas experimenta assumir preconceito por aí pra ver a merda que dá.
Então eu não julgo muito quem tem seus preconceitos e fica com subterfúgios.

No mais, essa atitude do Crivella é tão ridícula e estúpida que o fato de ter gente defendendo é deprimente. Não teria nem que ter o que discutir aqui.
Concordo que a atitude é ridícula, mas discussão é sempre válida, pô.
Se não, nem teria que haver fórum de discussão. Se todo mundo simplesmente concordasse com tudo...
 

extra skater

Bam-bam-bam
Mensagens
1.407
Reações
2.498
Pontos
303
Não é um quadrinho erotizado e sim uma cena de demonstração de amor, beijos desse tipo existem desde que HQ's são HQ's porém quando eram exclusivamente heterossexuais não percebia-se contestação. Inclusive na famosa série animada da DC que foi transmitida na TV aberta há cena de beijo entre o Batman e a Mulher-maravilha.
Neon Genesis Evangelion não tem um "beijo gay"?
(pra mim até o termo "beijo gay" é equivocado)
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Porra, o cara tá achando que tem o mesmo nível de adoração do Bolsonaro, que é só xingar a Globo para seus seguidores odiarem a emissora?

Os comentários nesses posts estão lindos.

O Brasil inteiro está patinando, e Rio de Janeiro patina ainda mais em várias questões... Mas o importante é "defender a família".
Sim, amigo, o importante é defender a família.

É essa a base de nossa sociedade. É ela que deveria ensinar os melhores valores às novas gerações. É ela que, agindo errado, dá base para todo tipo de bandido, criminoso ou simplesmente pessoa apática que não se importa com bandido e crimes.

As mesmas pessoas que combatem a família, vem há decadas fazendo de tudo pra destruir ela. E quanto mais ela se degrada, pior fica o país e mais essas mesmas pessoas dizem que a culpa é da família, aí atacam a família, tudo fica pior e eles atacam o que restou da família (que já tá degradada) e, surpresa, quanto mais fazem isso, pior fica.

Então, sim, o importante é defender a família sim.

A lógica de vocês é tão distorcida pela lavagem cerebral que sofrem que conseguem dizer num tópico "Fulano é assim porque é vítima da sociedade, porque não teve família" e 5 minutos depois dizerem "A culpa do ódio da sociedade é da família". Nem nisso conseguem manter um mínimo de coerência.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Pois é, to vendo que realmente não fui muito claro. Malz aê, é que qualquer coisa que me remeta a esses políticos canalhas me deixa fulo.
Hua hua hua

Cara, acontece. Mais do que imagina. Que o digam os caras que foram banidos porque não aguentaram defensores de bandido e perderam a paciência.
 


Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Pois é, to vendo que realmente não fui muito claro. Malz aê, é que qualquer coisa que me remeta a esses políticos canalhas me deixa fulo.
Hua hua hua

Cara, acontece. Mais do que imagina. Que o digam os caras que foram banidos porque não aguentaram defensores de bandido e perderam a paciência.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.083
Reações
10.332
Pontos
769
Sim, amigo, o importante é defender a família.

É essa a base de nossa sociedade. É ela que deveria ensinar os melhores valores às novas gerações. É ela que, agindo errado, dá base para todo tipo de bandido, criminoso ou simplesmente pessoa apática que não se importa com bandido e crimes.

As mesmas pessoas que combatem a família, vem há decadas fazendo de tudo pra destruir ela. E quanto mais ela se degrada, pior fica o país e mais essas mesmas pessoas dizem que a culpa é da família, aí atacam a família, tudo fica pior e eles atacam o que restou da família (que já tá degradada) e, surpresa, quanto mais fazem isso, pior fica.

Então, sim, o importante é defender a família sim.

A lógica de vocês é tão distorcida pela lavagem cerebral que sofrem que conseguem dizer num tópico "Fulano é assim porque é vítima da sociedade, porque não teve família" e 5 minutos depois dizerem "A culpa do ódio da sociedade é da família". Nem nisso conseguem manter um mínimo de coerência.
Brasileiro tem essa mentalidade estatista mesmo. Precisa do Estado dando suporte até nos valores familiares, algo que o Estado não deveria nem interferir.

"Proteger à família" deveria se tratar no máximo de saúde e segurança. Valores, cada família que cuide dos seus. Se uma família precisa do Estado pra isso, já está errada.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Brasileiro tem essa mentalidade estatista mesmo. Precisa do Estado dando suporte até nos valores familiares, algo que o Estado não deveria nem interferir.

"Proteger à família" deveria se tratar no máximo de saúde e segurança. Valores, cada família que cuide dos seus. Se uma família precisa do Estado pra isso, já está errada.
Existem "certo e errado"'s diferentes para casos e pessoas diferentes.

Concordo, o Estado é uma merda e ficar enfiando mais Estado nas coisas é ruim. Mas não adianta você querer que outras pessoas façam como você faz se tem ainda mais pessoas que se as primeiras não fizerem, vão fazer (estilo, se o Novo recusa o quinhão deles do fundo eleitoral, que é bem legal, outros políticos vem e dizem que, se alguém devolver, não vai voltar pro governo, mas vai ser rateado entre os partidos que aceitam... Ou seja, adianta nada no frigir dos ovos).

No caso dessas pessoas, elas não estão erradas. Elas pagam impostos para o Estado devolver em proteção (a similaridade com a palavra usada por mafiosos é não-intencional, mas bem cabível) e, dentro desta proteção, estão os valores que eles acham corretos. Mostraram a capa do gibi numa foto aqui que mostra que não tem um "Indicado para maiores de 14 anos" na capa. Se alguém crê que menos de 14 anos não deve ter acesso - e olha que eu não ligaria - é a regra, é o que vale. O prefeito pode ter ouvido os religiosos, mas eles não estão querendo nada mais que seguirem a lei.

Eu mesmo tenho duas visões bem simples e que não são excludentes sobre o assunto. Ser contra ou a favor do beijo gay é questão de cada um. Mas se tá na lei que até 14 anos tem que ter indicação, se um pai não acha que seu filho de 8 não tem discernimento, é direito dele querer que a lei seja seguida.

O carnaval que veio depois é que tornou todo esse evento num show porque, aí sim, abutres de ambos os lados aproveitaram pra fazer um palco de brigas que nada tem a ver com o caso.

"Ah, mas beijo hetero tem nos gibis..." Bota a tarja 14 anos. Acabou o problema. "Ah, mas e o gibi da Mõnica com a Monica beijando o Cebolinha?" Idem, tarja de 14 anos. "Ah, mas eu não acho certo tarja", vota em quem é a favor de remover a classificação. Mas aguarde que muita gente não vai curtir.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Ei, alguém citou que um dos livros que "não estavam na Bienal" foi encontrado na Bienal... Mas não encontrei a mensagem mais.
Que livro "não estava" e estava?
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.463
Reações
25.077
Pontos
544
Existem "certo e errado"'s diferentes para casos e pessoas diferentes.

Concordo, o Estado é uma merda e ficar enfiando mais Estado nas coisas é ruim. Mas não adianta você querer que outras pessoas façam como você faz se tem ainda mais pessoas que se as primeiras não fizerem, vão fazer (estilo, se o Novo recusa o quinhão deles do fundo eleitoral, que é bem legal, outros políticos vem e dizem que, se alguém devolver, não vai voltar pro governo, mas vai ser rateado entre os partidos que aceitam... Ou seja, adianta nada no frigir dos ovos).

No caso dessas pessoas, elas não estão erradas. Elas pagam impostos para o Estado devolver em proteção (a similaridade com a palavra usada por mafiosos é não-intencional, mas bem cabível) e, dentro desta proteção, estão os valores que eles acham corretos. Mostraram a capa do gibi numa foto aqui que mostra que não tem um "Indicado para maiores de 14 anos" na capa. Se alguém crê que menos de 14 anos não deve ter acesso - e olha que eu não ligaria - é a regra, é o que vale. O prefeito pode ter ouvido os religiosos, mas eles não estão querendo nada mais que seguirem a lei.

Eu mesmo tenho duas visões bem simples e que não são excludentes sobre o assunto. Ser contra ou a favor do beijo gay é questão de cada um. Mas se tá na lei que até 14 anos tem que ter indicação, se um pai não acha que seu filho de 8 não tem discernimento, é direito dele querer que a lei seja seguida.

O carnaval que veio depois é que tornou todo esse evento num show porque, aí sim, abutres de ambos os lados aproveitaram pra fazer um palco de brigas que nada tem a ver com o caso.

"Ah, mas beijo hetero tem nos gibis..." Bota a tarja 14 anos. Acabou o problema. "Ah, mas e o gibi da Mõnica com a Monica beijando o Cebolinha?" Idem, tarja de 14 anos. "Ah, mas eu não acho certo tarja", vota em quem é a favor de remover a classificação. Mas aguarde que muita gente não vai curtir.
Me diz que eu li errado e você não é a favor dessas coisas que você colocou ai.

Não tem nada de errado nessa revista. Não tem sentido nenhum uma tarja com qualquer coisa nela. Não estamos na idade média.
 

PhylteR

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.083
Reações
10.332
Pontos
769
No caso dessas pessoas, elas não estão erradas. Elas pagam impostos para o Estado devolver em proteção (a similaridade com a palavra usada por mafiosos é não-intencional, mas bem cabível) e, dentro desta proteção, estão os valores que eles acham corretos. Mostraram a capa do gibi numa foto aqui que mostra que não tem um "Indicado para maiores de 14 anos" na capa. Se alguém crê que menos de 14 anos não deve ter acesso - e olha que eu não ligaria - é a regra, é o que vale. O prefeito pode ter ouvido os religiosos, mas eles não estão querendo nada mais que seguirem a lei.

"Ah, mas beijo hetero tem nos gibis..." Bota a tarja 14 anos. Acabou o problema. "Ah, mas e o gibi da Mõnica com a Monica beijando o Cebolinha?" Idem, tarja de 14 anos. "Ah, mas eu não acho certo tarja", vota em quem é a favor de remover a classificação. Mas aguarde que muita gente não vai curtir.
Não conheço as regras de classificação no Brasil. Mas se existe beijo, a regra é classificação 14 anos? Meio exagerado isso aí.
 

Spike Spiegal

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.569
Reações
46.743
Pontos
544
Roger (Ultraje a Rigor) e Sara Winter: a favor de decisão de Crivella

"O cantor escreveu nas redes sociais que não foi censura, os gibis ainda estarão à venda mas com selo de recomendação para menores. Está corretíssimo. Vão lamber sabão, seus pederastas pedófilos!

Sara decidiu atacar o próprio Felipe Neto, afirmando que o youtuber é "um boixtinha que na tentativa de lacrar, acabou por mostrar seus verdadeiros interesses: sexualizar e perverter crianças expondo-as a conteúdos inadequados. É um cretino de primeira mão. Neto, deixe as crianças em paz!

Usuários de redes sociais fizeram mais comentários a respeito da decisão do prefeito. No Facebook, alguém postou: Quer dizer que quem não gosta (de beijo gay) são pessoas atrasadas , preconceituosas e retrógadas? Agora estamos sendo obrigado a gostar de tudo? Eu respeito a opção de cada um, porém não gostar é uma opção de cada um.

No Twitter, uma eleitora aplaudiu a atitude do prefeito do Rio: "Precisamos de mais respeito para com as famílias brasileiras. Educação sexual tem seu momento para acontecer. E as famílias devem ser as protagonistas para com seus filhos no ensinamento de uma sexualidade equilibrada e orientada."

Outra pessoa postou: A turma LGBT tem que aprender a diferença entre cumprir a lei (ECA) e censura. Mas eles não têm interesse algum em respeitar, apenas causar"

.
Já existe a classificação indicativa na capa ou contracapa. Não há necessidade de se pôr um plástico preto por cima avisando do conteúdo.

Não que isso anule que o Felipe Neto seja um aproveitador mesquinho e desonesto, mas enfim.
 

extra skater

Bam-bam-bam
Mensagens
1.407
Reações
2.498
Pontos
303
Já existe a classificação indicativa na capa ou contracapa. Não há necessidade de se pôr um plástico preto por cima avisando do conteúdo.
Me disseram que não tem. O que não acho que seja problema algum também, não acho que a revista seja imprópria por causa disso. Talvez pelo conteúdo violento, mas, enfim, nos anos 90 não tinha nada disso, então o problema é o beijo e se o problema é o beijo, não acho que justifique classificação indicativa.

Só que o plástico preto, além de desnecessário, é completamente sem sentido! De onde ele tirou isso? Onde diz isso na lei?
NEM REVISTA PORNOGRÁFICA É EMBALADA EM PLÁSTICO PRETO!

Não que isso anule que o Felipe Neto seja um aproveitador mesquinho e desonesto, mas enfim.
Isso aqui dá até tópico. :kkk
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Não conheço as regras de classificação no Brasil. Mas se existe beijo, a regra é classificação 14 anos? Meio exagerado isso aí.
:kops

Sendo honesto... Tbm não conheço.

Neste caso, acho que a gente tem que procurar saber. De repente eu tô defendendo uma besteira achando que tô defendendo algo ao menos dentro da lei.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.695
Reações
51.318
Pontos
553
Não conheço as regras de classificação no Brasil. Mas se existe beijo, a regra é classificação 14 anos? Meio exagerado isso aí.
Em seu Artigo 78, o ECA diz que "revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes" devem ser vendidas em embalagem lacrada, com a advertência sobre o conteúdo.

O estatuto também determina que "as editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca."

Porém, ao contrário do que diz a prefeitura, a legislação não define o que seria "impróprio" - seja um beijo hétero ou homossexual.

=-=-=-=-=-=

Retiro o que disse.

Acho que se há uma falha na lei, a lei deve ser corrigida, não censurada ao bel prazer de qualquer um.
 

Lost Angel

Bam-bam-bam
Mensagens
9.195
Reações
11.541
Pontos
353
Em seu Artigo 78, o ECA diz que "revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes" devem ser vendidas em embalagem lacrada, com a advertência sobre o conteúdo.

O estatuto também determina que "as editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca."

Porém, ao contrário do que diz a prefeitura, a legislação não define o que seria "impróprio" - seja um beijo hétero ou homossexual.

=-=-=-=-=-=

Retiro o que disse.

Acho que se há uma falha na lei, a lei deve ser corrigida, não censurada ao bel prazer de qualquer um.
Corrigir leis é algo que esse país não pensa muito.
 

silvarf

Ser evoluído
Mensagens
55
Reações
96
Pontos
18
Pontos a se destacar da notificação
1 – Citação ao ECA
O ofício destaca que conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente “qualquer publicação que envolva cenas impróprias a crianças e adolescentes, devem ser comercializadas em embalagem lacrada, com advertência do seu conteúdo“.
A nota ainda tenta relacionar e implicar que uma relação homossexual se enquadraria em “cenas impróprias”. Entretanto o ECA, nos artigos citados pelo ofício, não menciona nada sobre homossexualidade.
Confira o que exatamente diz o ECA:
As revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de seu conteúdo.
Parágrafo único. As editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca.
ART. 79. As revistas e publicações destinadas ao público infanto-juvenil não poderão conter ilustrações, fotografias, legendas, crônicas ou anúncios de bebidas alcoólicas, tabaco, armas e munições, e deverão respeitar os valores éticos e sociais da pessoa e da família.

O ECA não indica que uma situação simples de beijo entre personagens se enquadra em “situação imprópria“. Essa é uma interpretação unica e exclusivamente da Prefeitura do Rio de Janeiro.
Vale destacar também que o ofício menciona a política pública de classificação indicativa do audiovisual. Porém, no audiovisual uma simples cena de beijo também não se enquadra como “situação imprópria“.
Um exemplo são os filmes da Branca de Neve, Bela Adormecida e outras “Princesas da Disney” que beijam seus companheiros nas suas respectivas produções. Mas nenhum desses filmes é comercializadas em embalagem lacrada, preta e com a advertência de seu conteúdo, conforme sugere o Prefeito.
A legislação brasileira não prevê classificação indicativa para livros, e nisso incluem-se quadrinhos e graphic novels. As editoras são responsáveis pelos seus títulos e elas próprias definem o público-alvo das obras. Não é do governo essa decisão.




2 – Desinformação da Prefeitura sobre quadrinhos
No ofício, a Prefeitura também argumenta que um dos motivos para censurar Vingadores – A Cruzada das Crianças é pelo material “induzir o leitor ao erro“, ao colocar um personagem gay em um material que não costuma abordar esse tipo de assunto, como histórias de super-heróis.
A nota fala exatamente o seguinte: “Obras dedicadas ao público infantil e adolescente que contenham histórias ou cenas de homotransexualismo, quando aparentemente veiculadoras de histórias que tradicionalmente não contenham esse tipo de abordagem, como as de heróis, induzem a erro o leitor e seus responsáveis, faltando com o dever de lealdade a quem tem o livre direito de expressão e, neste sentido, de opção sobre suas leituras ou a de seus filhos, de modo que, além do lacre, deverão advertir do respectivo conteúdo.
Entretanto é importante destacar que isso é uma enorme mentira, provavelmente fruto da ignorância da Prefeitura do Rio de Janeiro. Quem redigiu esse texto nunca pegou uma HQ da Marvel nas mãos.
A Marvel Comics possui desde a década de 90 heróis assumidamente homossexuais. O primeiro da editora foi o Estrela Polar, um membro recorrente da super-equipe dos X-Men.
Os personagens Wiccano e Hulkling, que aparecem se beijando em Vingadores – A Cruzada das Crianças, foram criados em 2005 na revista dos Jovens Vingadores. Desde então eles namoram.


Em 2012 a Marvel publicou a revista Surpreendentes X-Men #51, onde o herói Estrela Polar se casa com o seu companheiro. Foto: Marvel Comics.
A Marvel possui diversos personagens gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e inclusive drag queens. Clicando aqui você confere a nossa lista destacando 12 desses super-heróis.
Então, nenhum leitor foi induzido ao erro. Personagens que representam a comunidade LGBT já são uma constante nas publicações da Marvel há quase 30 anos.
Nenhum “material impróprio” foi encontrado

Apesar do alarde promovido pela classe política e religiosa, a fiscalização que esteve na Bienal do Livro não encontrou nenhum material que estivesse em desacordo com o ECA.
Conforme a Seop:
A vistoria da Secretaria Municipal de Ordem Pública realizada nesta sexta-feira, dia 6, nos estandes da Bienal do Livro, não encontrou material em desacordo às normas do Estatuto da Criança e do Adolescente. A equipe – composta por 12 agentes – percorreu os 150 estandes do evento. Não foram encontrados exemplares da publicação “Vingadores: A Cruzada das Crianças”, objeto de denúncias de frequentadores da mostra.
Fake news ou verdade?
Aproveitamos o espaço para tirar algumas dúvidas simples que podem ter ficado na cabeça de alguns leitores.
FAKE NEWS! A HQ dos Vingadores é destinada para crianças.
Todas as revistas publicadas pelas editoras Panini e Salvat com material da Marvel são destinadas para um público com 13 anos ou mais.
A Marvel segue o seguinte padrão na sua classificação indicativa:
All Ages – Material aconselhável para todas as idade.
T – Material recomendado para a maioria dos públicos, mas talvez os pais devam conferir a HQ antes de dar para os filhos.
T+ – Material destinado para jovens de 13 anos ou mais.
Parental Advisory – Material destinado para jovens de 15 anos ou mais. Se diferencia do T+ por abordar assuntos mais maduros.
Explicit Content – Material destinado para maiores de 18 anos, podendo conter nudez e/ou violência explícita.
No Brasil apenas as publicações que apresentam violência explícita ou pornografia trazem um aviso de classificação indicativa para maiores de 16 ou 18 anos, conforme rege o ECA. Não é o caso da revista Vingadores – A Cruzada das Crianças ou a grande maioria do material lançado pela editora aqui no Brasil.
VERDADE! Há jovens homossexuais na HQ.
Dentre os vários personagens que aparecem na revista, há um casal de adolescentes, entre os 16/17 anos. Wiccano é o filho espiritual de uma Feiticeira com um Androide, enquanto Hulkling é um alienígena híbrido das raças Kree e Skrull.
FAKE NEWS! Há material pornográfico na HQ.
Não, não há nenhuma cena de sexo nessa revista. O que está causando polêmica é única e exclusivamente uma página onde os personagens dão um beijo. Apenas isso.
VERDADE! O material foi lançado no Brasil originalmente em 2012.
Sim, a revista Vingadores – A Cruzada das Crianças foi publicada originalmente pela Panini aqui no Brasil em 2012. Nos Estados Unidos o material foi publicado antes ainda, em 2010. Em nenhuma dessas duas situações houve polêmica sobre o beijo dos heróis.
FAKE NEWS! A Marvel mudou os heróis para serem gays.

Os heróis Wiccano e Hulkling são gays desde a sua criação, em 2005. Eles já foram concebidos com essa definição sobre as suas sexualidades. Nada foi alterado pela Marvel em nenhum momento.


Página de Jovens Vingadores #6, de 2005, quando Wiccano “conta” as seus pais que é gay e eles o acolhem nesse momento. Foto: Marvel Comics.​

Saiba mais em JAMESONS: http://jamesons.com.br/censura-homofobia-e-fake-news-entenda-a-situacao-envolvendo-a-prefeitura-do-rio-e-a-hq-dos-vingadores/
 

NikeTeleJogo

Veterano
Mensagens
482
Reações
629
Pontos
128
Pontos a se destacar da notificação
1 – Citação ao ECA
O ofício destaca que conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente “qualquer publicação que envolva cenas impróprias a crianças e adolescentes, devem ser comercializadas em embalagem lacrada, com advertência do seu conteúdo“.
A nota ainda tenta relacionar e implicar que uma relação homossexual se enquadraria em “cenas impróprias”. Entretanto o ECA, nos artigos citados pelo ofício, não menciona nada sobre homossexualidade.
Confira o que exatamente diz o ECA:
As revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de seu conteúdo.
Parágrafo único. As editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca.
ART. 79. As revistas e publicações destinadas ao público infanto-juvenil não poderão conter ilustrações, fotografias, legendas, crônicas ou anúncios de bebidas alcoólicas, tabaco, armas e munições, e deverão respeitar os valores éticos e sociais da pessoa e da família.

O ECA não indica que uma situação simples de beijo entre personagens se enquadra em “situação imprópria“. Essa é uma interpretação unica e exclusivamente da Prefeitura do Rio de Janeiro.
Vale destacar também que o ofício menciona a política pública de classificação indicativa do audiovisual. Porém, no audiovisual uma simples cena de beijo também não se enquadra como “situação imprópria“.
Um exemplo são os filmes da Branca de Neve, Bela Adormecida e outras “Princesas da Disney” que beijam seus companheiros nas suas respectivas produções. Mas nenhum desses filmes é comercializadas em embalagem lacrada, preta e com a advertência de seu conteúdo, conforme sugere o Prefeito.
A legislação brasileira não prevê classificação indicativa para livros, e nisso incluem-se quadrinhos e graphic novels. As editoras são responsáveis pelos seus títulos e elas próprias definem o público-alvo das obras. Não é do governo essa decisão.




2 – Desinformação da Prefeitura sobre quadrinhos
No ofício, a Prefeitura também argumenta que um dos motivos para censurar Vingadores – A Cruzada das Crianças é pelo material “induzir o leitor ao erro“, ao colocar um personagem gay em um material que não costuma abordar esse tipo de assunto, como histórias de super-heróis.
A nota fala exatamente o seguinte: “Obras dedicadas ao público infantil e adolescente que contenham histórias ou cenas de homotransexualismo, quando aparentemente veiculadoras de histórias que tradicionalmente não contenham esse tipo de abordagem, como as de heróis, induzem a erro o leitor e seus responsáveis, faltando com o dever de lealdade a quem tem o livre direito de expressão e, neste sentido, de opção sobre suas leituras ou a de seus filhos, de modo que, além do lacre, deverão advertir do respectivo conteúdo.
Entretanto é importante destacar que isso é uma enorme mentira, provavelmente fruto da ignorância da Prefeitura do Rio de Janeiro. Quem redigiu esse texto nunca pegou uma HQ da Marvel nas mãos.
A Marvel Comics possui desde a década de 90 heróis assumidamente homossexuais. O primeiro da editora foi o Estrela Polar, um membro recorrente da super-equipe dos X-Men.
Os personagens Wiccano e Hulkling, que aparecem se beijando em Vingadores – A Cruzada das Crianças, foram criados em 2005 na revista dos Jovens Vingadores. Desde então eles namoram.


Em 2012 a Marvel publicou a revista Surpreendentes X-Men #51, onde o herói Estrela Polar se casa com o seu companheiro. Foto: Marvel Comics.
A Marvel possui diversos personagens gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e inclusive drag queens. Clicando aqui você confere a nossa lista destacando 12 desses super-heróis.
Então, nenhum leitor foi induzido ao erro. Personagens que representam a comunidade LGBT já são uma constante nas publicações da Marvel há quase 30 anos.
Nenhum “material impróprio” foi encontrado

Apesar do alarde promovido pela classe política e religiosa, a fiscalização que esteve na Bienal do Livro não encontrou nenhum material que estivesse em desacordo com o ECA.
Conforme a Seop:
A vistoria da Secretaria Municipal de Ordem Pública realizada nesta sexta-feira, dia 6, nos estandes da Bienal do Livro, não encontrou material em desacordo às normas do Estatuto da Criança e do Adolescente. A equipe – composta por 12 agentes – percorreu os 150 estandes do evento. Não foram encontrados exemplares da publicação “Vingadores: A Cruzada das Crianças”, objeto de denúncias de frequentadores da mostra.
Fake news ou verdade?
Aproveitamos o espaço para tirar algumas dúvidas simples que podem ter ficado na cabeça de alguns leitores.
FAKE NEWS! A HQ dos Vingadores é destinada para crianças.
Todas as revistas publicadas pelas editoras Panini e Salvat com material da Marvel são destinadas para um público com 13 anos ou mais.
A Marvel segue o seguinte padrão na sua classificação indicativa:
All Ages – Material aconselhável para todas as idade.
T – Material recomendado para a maioria dos públicos, mas talvez os pais devam conferir a HQ antes de dar para os filhos.
T+ – Material destinado para jovens de 13 anos ou mais.
Parental Advisory – Material destinado para jovens de 15 anos ou mais. Se diferencia do T+ por abordar assuntos mais maduros.
Explicit Content – Material destinado para maiores de 18 anos, podendo conter nudez e/ou violência explícita.
No Brasil apenas as publicações que apresentam violência explícita ou pornografia trazem um aviso de classificação indicativa para maiores de 16 ou 18 anos, conforme rege o ECA. Não é o caso da revista Vingadores – A Cruzada das Crianças ou a grande maioria do material lançado pela editora aqui no Brasil.
VERDADE! Há jovens homossexuais na HQ.
Dentre os vários personagens que aparecem na revista, há um casal de adolescentes, entre os 16/17 anos. Wiccano é o filho espiritual de uma Feiticeira com um Androide, enquanto Hulkling é um alienígena híbrido das raças Kree e Skrull.
FAKE NEWS! Há material pornográfico na HQ.
Não, não há nenhuma cena de sexo nessa revista. O que está causando polêmica é única e exclusivamente uma página onde os personagens dão um beijo. Apenas isso.
VERDADE! O material foi lançado no Brasil originalmente em 2012.
Sim, a revista Vingadores – A Cruzada das Crianças foi publicada originalmente pela Panini aqui no Brasil em 2012. Nos Estados Unidos o material foi publicado antes ainda, em 2010. Em nenhuma dessas duas situações houve polêmica sobre o beijo dos heróis.
FAKE NEWS! A Marvel mudou os heróis para serem gays.

Os heróis Wiccano e Hulkling são gays desde a sua criação, em 2005. Eles já foram concebidos com essa definição sobre as suas sexualidades. Nada foi alterado pela Marvel em nenhum momento.


Página de Jovens Vingadores #6, de 2005, quando Wiccano “conta” as seus pais que é gay e eles o acolhem nesse momento. Foto: Marvel Comics.​

Saiba mais em JAMESONS: http://jamesons.com.br/censura-homofobia-e-fake-news-entenda-a-situacao-envolvendo-a-prefeitura-do-rio-e-a-hq-dos-vingadores/
Bem lembrado, outro dia estava assistindo Alladin (o desenho) com o meu filho de 4 anos e a minha mulher (que não conhecia o filme) ficou corada quando viu a Jasmine toda sensual se engraçando para o Jafar e dando um beijo nele. A classificação do filme é para todas as idades.
Fico imaginando se isso seria liberado hoje em dia. todos os filmes Disney daquela época tem cenas de beijos. E ai?

 
Ultima Edição:

xxxnerozzz

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.172
Reações
15.500
Pontos
569
Em seu Artigo 78, o ECA diz que "revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes" devem ser vendidas em embalagem lacrada, com a advertência sobre o conteúdo.

O estatuto também determina que "as editoras cuidarão para que as capas que contenham mensagens pornográficas ou obscenas sejam protegidas com embalagem opaca."

Porém, ao contrário do que diz a prefeitura, a legislação não define o que seria "impróprio" - seja um beijo hétero ou homossexual.

=-=-=-=-=-=

Retiro o que disse.

Acho que se há uma falha na lei, a lei deve ser corrigida, não censurada ao bel prazer de qualquer um.
Em nenhuma classificação indicativa um beijo entra como medidor de censura, o material impróprio seria os de 16+

Essa é a classificação 12 anos
Violência: Ato violento; lesão corporal; descrição de violência; presença de sangue; sofrimento da vítima; morte natural ou acidental com violência; ato violento contra animais; exposição ao perigo; exposição de pessoas em situações constrangedoras ou degradantes; agressão verbal; obscenidade; bullying; exposição de cadáver; assédio sexual; supervalorização da beleza física; supervalorização do consumo.
Sexo e Nudez: Nudez velada; insinuação sexual; carícias sexuais; masturbação não explícita; palavrões; linguagem de conteúdo sexual; simulações de sexo; apelo sexual.Drogas: Consumo de drogas lícitas; indução ao uso de drogas lícitas; consumo irregular de medicamentos; menção a drogas ilícitas.


14 anos
Não Recomendado Para Menores de Catorze Anos
São admitidos com essa classificação obras que contenham predominantemente conteúdos com inadequações moderadas, como os elencados abaixo:Violência: Morte intencional; preconceito.Sexo e Nudez: Nudez moderada; erotização; vulgaridade; relação sexual; prostituição.Drogas: Insinuação do consumo de drogas ilícitas; bebidas alcoólicas; descrições verbais do consumo e tráfico de drogas ilícitas; discussão sobre “descriminalização de drogas ilícitas”.

16 anos
Não Recomendado Para Menores de Dezesseis Anos
São admitidos com essa classificação obras que contenham predominantemente conteúdos com inadequações intensas, como os elencados abaixo:Violência: Exploração sexual; coação sexual; estupro; suicídio; tortura; mutilação; desmembramento; violência gratuita/banalização da violência; aborto; pena de morte; eutanásia.Sexo e Nudez: Nudez total; relação sexual intensa/de longa duração.Drogas: Produção ou tráfico de qualquer droga ilícita; consumo de drogas ilícitas; indução ao consumo de drogas ilícitas.

Não Recomendado Para Menores de Dezoito Anos
São admitidos com essa classificação obras que contenham predominantemente conteúdos com inadequações extremas, como os elencados abaixo:Violência: Violência de forte impacto; elogio ou apologia da violência; crueldade; crimes de ódio; pedofilia.Sexo e Nudez: Sexo explícito; situações sexuais complexas/de forte impacto (incesto, sexo grupal, fetiches violentos e Pornografia).Drogas: Elogio ou apologia ao uso de drogas ilícitas.





Ainda tem uma série de coisas, que podem agravar ou atenuar, por exemplo para jogo de vídeo game, como vc tem um grau alto de interação a classificação é agravante, em um filme uma cena pode ser para 14 em um jogo seria 16, ou mais, pela interação.



Bem lembrado, outro dia estava assistindo Alladin (o desenho) com o meu filho de 4 anos e a minha mulher (que não conhecia o filme) ficou corada quando viu a Jasmine toda sensual se engraçando para o Jafar e dando um beijo nele. A classificação do filme é para todas as idades.
Fico imaginando se isso seria liberado hoje em dia. todos os filmes Disney daquela época tem cenas de beijos. E ai?
Jasmine é menor de idade ainda.
 

NikeTeleJogo

Veterano
Mensagens
482
Reações
629
Pontos
128
Em nenhuma classificação indicativa um beijo entra como medidor de censura, o material impróprio seria os de 16+

Essa é a classificação 12 anos
Violência: Ato violento; lesão corporal; descrição de violência; presença de sangue; sofrimento da vítima; morte natural ou acidental com violência; ato violento contra animais; exposição ao perigo; exposição de pessoas em situações constrangedoras ou degradantes; agressão verbal; obscenidade; bullying; exposição de cadáver; assédio sexual; supervalorização da beleza física; supervalorização do consumo.
Sexo e Nudez: Nudez velada; insinuação sexual; carícias sexuais; masturbação não explícita; palavrões; linguagem de conteúdo sexual; simulações de sexo; apelo sexual.Drogas: Consumo de drogas lícitas; indução ao uso de drogas lícitas; consumo irregular de medicamentos; menção a drogas ilícitas.


14 anos
Não Recomendado Para Menores de Catorze Anos
São admitidos com essa classificação obras que contenham predominantemente conteúdos com inadequações moderadas, como os elencados abaixo:Violência: Morte intencional; preconceito.Sexo e Nudez: Nudez moderada; erotização; vulgaridade; relação sexual; prostituição.Drogas: Insinuação do consumo de drogas ilícitas; bebidas alcoólicas; descrições verbais do consumo e tráfico de drogas ilícitas; discussão sobre “descriminalização de drogas ilícitas”.

16 anos
Não Recomendado Para Menores de Dezesseis Anos
São admitidos com essa classificação obras que contenham predominantemente conteúdos com inadequações intensas, como os elencados abaixo:Violência: Exploração sexual; coação sexual; estupro; suicídio; tortura; mutilação; desmembramento; violência gratuita/banalização da violência; aborto; pena de morte; eutanásia.Sexo e Nudez: Nudez total; relação sexual intensa/de longa duração.Drogas: Produção ou tráfico de qualquer droga ilícita; consumo de drogas ilícitas; indução ao consumo de drogas ilícitas.


Jasmine é menor de idade ainda.
Sério? Não sabia disso.
 

Falken

Bam-bam-bam
Mensagens
2.493
Reações
7.274
Pontos
303
Bom, é que no caso estamos discutindo homossexualidade, então essa frase que você ironiza realmente é bem complicada.
Mas você respeitar algo, e independentemente disso achar errado, e querer passar sua visão ao seu filho é necessariamente preconceito?
Tire da questão homossexual e pense a respeito.


Exatamente o mesmo caso que acima.


Aqui já é bem diferente. Ter que esconder é foda. Aí pra mim é preconceito velado mesmo.


Concordo. Mas experimenta assumir preconceito por aí pra ver a merda que dá.
Então eu não julgo muito quem tem seus preconceitos e fica com subterfúgios.


Concordo que a atitude é ridícula, mas discussão é sempre válida, pô.
Se não, nem teria que haver fórum de discussão. Se todo mundo simplesmente concordasse com tudo...
Cara, pra você entender o meu ponto, vamos fazer um exercício de empatia?

O filho do fulano, Joãozinho, vai ser ensinado que homossexualismo é errado e anormal. Se o joãozinho em algum momento se descobrir gay, ele vai se sentir algo errado, anormal, vai esconder a sexualidade até muito tarde ou até pra sempre e será extremamente infeliz não sendo quem realmente é, pq ele foi criado achando que isso é uma aberração. É o que já acontece atualmente em muitos lares, a dificuldade em "sair do armário" não é a toa. Ele até pode se informar na internet e ver que é algo natural e tals, pode ser incentivado por uma amiga, sei lá, mas ele sabe que o pai, uma das pessoas mais importantes da vida dele acha errado e anormal, isso tem um peso gigantesco. Entende?

O respeito entra aonde nessa história?

Agora vamos imaginar que o joãozinho não seja gay, mas tem um coleguinha na escola/trabalho que é, aí esse coleguinha vai incomodar o joãozinho com seu jeito afeminado, ele vai evitar ou zuar o coleguinha. Se o joãozinho ver uma bitoquinha gay no metrô ele vai desviar o olhar, vai ficar incomodo, olhar de cara feia, fazer cara de nojo, etc. etc. Há casos, você bem sabe, que chega à agressão física. De repente, o pai ensinou que é anormal, mas que não pode bater, mas o joãozinho foi influenciado por más companias e acaba se tornando um cara mais extremista. E aí? Agora, imagina milhões de joãozinhos nas ruas. Como o Homossexual vai se sentir ao sair na rua?

Isso fora toda essa questão de censura, tipo poder violência explícita mas um beijinho gay incomoda.

-

E se eu pegar esse "respeito" pra outras parcelas da sociedade?

"Olha, eu respeito, mas pq que negro tem que ficar saindo na rua e se mostrando por aí?"

"Eu respeito, mas pobre em restaurante no centro? Esse lugar já foi melhor"

"Eu respeito, mas filho meu negro? de jeito nenhum. É errado"

"Eu respeito, mas gordo se beijando em público é feio demais, quer se beijar beija em casa"


E aí? É Bacana?

Então, bicho, podem usar a ginástica argumentativa que quiserem, mas é preconceito velado SIM. Tenho certeza que se preguntarem pro Crivella ele vai vir com esse papinho aí de "respeito, MAS".

Enfim, eu poderia discutir de forma mais aprofundada, mas o foco do tópico não é esse e o mesmo já deu o que tinha que dar.

Pra finalizar:

 

NEOMATRIX

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.234
Reações
22.137
Pontos
909

Drew Brees

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.021
Reações
17.846
Pontos
639
Cara, pra você entender o meu ponto, vamos fazer um exercício de empatia?

O filho do fulano, Joãozinho, vai ser ensinado que homossexualismo é errado e anormal. Se o joãozinho em algum momento se descobrir gay, ele vai se sentir algo errado, anormal, vai esconder a sexualidade até muito tarde ou até pra sempre e será extremamente infeliz não sendo quem realmente é, pq ele foi criado achando que isso é uma aberração. É o que já acontece atualmente em muitos lares, a dificuldade em "sair do armário" não é a toa. Ele até pode se informar na internet e ver que é algo natural e tals, pode ser incentivado por uma amiga, sei lá, mas ele sabe que o pai, uma das pessoas mais importantes da vida dele acha errado e anormal, isso tem um peso gigantesco. Entende?

O respeito entra aonde nessa história?

Agora vamos imaginar que o joãozinho não seja gay, mas tem um coleguinha na escola/trabalho que é, aí esse coleguinha vai incomodar o joãozinho com seu jeito afeminado, ele vai evitar ou zuar o coleguinha. Se o joãozinho ver uma bitoquinha gay no metrô ele vai desviar o olhar, vai ficar incomodo, olhar de cara feia, fazer cara de nojo, etc. etc. Há casos, você bem sabe, que chega à agressão física. De repente, o pai ensinou que é anormal, mas que não pode bater, mas o joãozinho foi influenciado por más companias e acaba se tornando um cara mais extremista. E aí? Agora, imagina milhões de joãozinhos nas ruas. Como o Homossexual vai se sentir ao sair na rua?

Isso fora toda essa questão de censura, tipo poder violência explícita mas um beijinho gay incomoda.

-

E se eu pegar esse "respeito" pra outras parcelas da sociedade?

"Olha, eu respeito, mas pq que negro tem que ficar saindo na rua e se mostrando por aí?"

"Eu respeito, mas pobre em restaurante no centro? Esse lugar já foi melhor"

"Eu respeito, mas filho meu negro? de jeito nenhum. É errado"

"Eu respeito, mas gordo se beijando em público é feio demais, quer se beijar beija em casa"


E aí? É Bacana?

Então, bicho, podem usar a ginástica argumentativa que quiserem, mas é preconceito velado SIM. Tenho certeza que se preguntarem pro Crivella ele vai vir com esse papinho aí de "respeito, MAS".

Enfim, eu poderia discutir de forma mais aprofundada, mas o foco do tópico não é esse e o mesmo já deu o que tinha que dar.

Pra finalizar:

Teu argumento é falho quando você trata a opção sexual/de vida/etc como sinônimo do gosto pessoal ou conjunto todo, mesmo sabendo que existe um grupo de casos onde isso não ocorre.

Quer dizer que eu não posso achar 2 homens se beijando brochante? Ou comentar com alguém isso, numa conversa sobre sexualidade? Não estou machucando ninguém, e o problema está justamente aí: enxergar qualquer comentário como se fosse a ofensa ou preconceito a um grupo ou a uma pessoa. (que é falácia, e você está usando esse grupo seleto de casos para justificá-la).

Em resumo, o que muitos usuários quiseram dizer é que respeitam a opção sexual, e vão, na pior dos hipóteses, ignorar - como eu faço. Entretanto, vou continuar achando brochante ver dois caras se pegando, e isso não é homofobia ou preconceito, pois é algo que também diz respeito apenas a sua liberdade individual, a sexualidade.

Você fala do Joãozinho ser ensinado que ser homossexual é errado e não existe respeito, então me responda com sinceridade: Qual a diferença de eu ser obrigado a achar que dois homens se beijando é lindo?

Eu espero que sua resposta seja "nenhuma", pois, caso contrário, é pura hipocrisia.
 
Ultima Edição:

Dreamscape

Bam-bam-bam
Mensagens
1.777
Reações
3.724
Pontos
268
Quer dizer que eu não posso achar 2 homens se beijando brochante? Ou comentar com alguém isso, numa conversa sobre sexualidade? Não estou machucando ninguém, e o problema está justamente aí: enxergar qualquer comentário como se fosse a ofensa ou preconceito a um grupo ou a uma pessoa. (que é falácia, e você está usando esse grupo seleto de casos para justificá-la).
Você pode achar o que você quiser, o que você não pode é submeter sua opinião aos outros como se fossem conceitos, porque não são, são falsos conceitos, são preconceitos. Por isso são PRE, porque você acha que são verdade, mas não são.
 

Arkham Ferreira

Habitué da casa
Mensagens
175
Reações
811
Pontos
93
Pelo visto essa treta vai longe.
Agora,tudo que é NPC político ou Artístico vai querer se promover com a polêmica.

Deputada distribui gratuitamente 10 mil livros “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea”
O ato foi uma resposta a ação do youtuber Felipe Neto
Publicado por: Portal de Prefeitura em 10 de setembro de 2019 - 18:14
Ideologia de Gênero

87638


Foto: Divulgação
Em resposta a toda a polêmica envolvendo a ação do youtuber Felipe Neto de comprar 10 mil exemplares de um livro LGBT para doação durante a Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) decidiu comprar a mesma quantidade de livros que o youtuber, só que com uma temática voltada ao público cristão.

O livro em questão é o “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea” – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero, do filósofo Isaac Silva. A obra trata de refutar os discursos e debates em torno do tema desta ideologia. A deputada pretende distribuir esses livros no Estado.
A polêmica que tomou proporção nacional se deu por contada tentativa de Crivella de impedir a venda de um quadrinho de super-heróis da Marvel com uma cena de beijo gay na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. A ação provocou indignação em todo o Brasil.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.463
Reações
25.077
Pontos
544
Pelo visto essa treta vai longe.
Agora,tudo que é NPC político ou Artístico vai querer se promover com a polêmica.

Deputada distribui gratuitamente 10 mil livros “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea”
O ato foi uma resposta a ação do youtuber Felipe Neto
Publicado por: Portal de Prefeitura em 10 de setembro de 2019 - 18:14
Ideologia de Gênero

Visualizar anexo 87638


Foto: Divulgação
Em resposta a toda a polêmica envolvendo a ação do youtuber Felipe Neto de comprar 10 mil exemplares de um livro LGBT para doação durante a Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) decidiu comprar a mesma quantidade de livros que o youtuber, só que com uma temática voltada ao público cristão.

O livro em questão é o “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea” – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero, do filósofo Isaac Silva. A obra trata de refutar os discursos e debates em torno do tema desta ideologia. A deputada pretende distribuir esses livros no Estado.
A polêmica que tomou proporção nacional se deu por contada tentativa de Crivella de impedir a venda de um quadrinho de super-heróis da Marvel com uma cena de beijo gay na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. A ação provocou indignação em todo o Brasil.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E adivinha quem vai pagar por isso?

Esse livro custa 33, 32 na amazon, eu duvido que vai sair do bolso dela esses 334 mil reais.
 

Drew Brees

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.021
Reações
17.846
Pontos
639
Você pode achar o que você quiser, o que você não pode é submeter sua opinião aos outros como se fossem conceitos, porque não são, são falsos conceitos, são preconceitos. Por isso são PRE, porque você acha que são verdade, mas não são.
Sim, e essa foi a minha crítica no argumento dele: colocou tudo numa sacola só.

Jamais vou justificar censura por achar que é feio, mas não vou deixar de eu achar feio, pois ninguém também pode impor isso.
 
Ultima Edição:

NEOMATRIX

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
30.234
Reações
22.137
Pontos
909
Pelo visto essa treta vai longe.
Agora,tudo que é NPC político ou Artístico vai querer se promover com a polêmica.

Deputada distribui gratuitamente 10 mil livros “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea”
O ato foi uma resposta a ação do youtuber Felipe Neto
Publicado por: Portal de Prefeitura em 10 de setembro de 2019 - 18:14
Ideologia de Gênero

Visualizar anexo 87638


Foto: Divulgação
Em resposta a toda a polêmica envolvendo a ação do youtuber Felipe Neto de comprar 10 mil exemplares de um livro LGBT para doação durante a Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) decidiu comprar a mesma quantidade de livros que o youtuber, só que com uma temática voltada ao público cristão.

O livro em questão é o “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea” – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero, do filósofo Isaac Silva. A obra trata de refutar os discursos e debates em torno do tema desta ideologia. A deputada pretende distribuir esses livros no Estado.
A polêmica que tomou proporção nacional se deu por contada tentativa de Crivella de impedir a venda de um quadrinho de super-heróis da Marvel com uma cena de beijo gay na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. A ação provocou indignação em todo o Brasil.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------





Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 
Topo