O que há de Novo?
  • Aviso: A troca de avatares está normalizada


[PRESO!] MOLUSCO CONDENADO A 12 ANOS, INELEGIVEL PORRA! BANDIDO PRESIDENTE NÃO!

Qd lula será preso?


  • Total voters
    323
  • Poll closed .


Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
Em breve, Lula livre!
Está tudo combinado


Ex-advogado de Lula, o ministro Dias Toffoli, que amanhã assume a presidência do Supremo Tribunal Federal, porá para ser votada novamente a prisão em 2ª instância. Uma vez que ela deixe de valer, Lula será solto. Está previsto para acontecer no início de 2019, mas nada impede que depois da eleição ele seja solto.

Lula sairá da cadeia dizendo que a Justiça, afinal, reconheceu a sua inocência tão proclamada por ele desde que foi preso. E quem acredita que Lula foi preso só para que não pudesse ser candidato e vencer a eleição, acreditará, sim, com mais fé ainda que ele não passou de uma vítima de um golpe. Tanto que acabou libertado.

Os políticos enrolados com a Lava Jato, mas não somente eles torcem desesperadamente por Lula livre. Ficará mais fácil para que escapem à Justiça. No tempo oportuno, se dirá que Lula solto é uma contribuição ao restabelecimento da paz política. E que o país, sob um novo presidente, precisará de paz para se reconstruir.


Fonte
 

- SEAN -

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.841
Curtidas
25.866
Pontos
594
Em breve, Lula livre!
Está tudo combinado


Ex-advogado de Lula, o ministro Dias Toffoli, que amanhã assume a presidência do Supremo Tribunal Federal, porá para ser votada novamente a prisão em 2ª instância. Uma vez que ela deixe de valer, Lula será solto. Está previsto para acontecer no início de 2019, mas nada impede que depois da eleição ele seja solto.

Lula sairá da cadeia dizendo que a Justiça, afinal, reconheceu a sua inocência tão proclamada por ele desde que foi preso. E quem acredita que Lula foi preso só para que não pudesse ser candidato e vencer a eleição, acreditará, sim, com mais fé ainda que ele não passou de uma vítima de um golpe. Tanto que acabou libertado.

Os políticos enrolados com a Lava Jato, mas não somente eles torcem desesperadamente por Lula livre. Ficará mais fácil para que escapem à Justiça. No tempo oportuno, se dirá que Lula solto é uma contribuição ao restabelecimento da paz política. E que o país, sob um novo presidente, precisará de paz para se reconstruir.


Fonte
Pode botar o Exército na rua.

Na sabatina da GN ficaram perguntando pro Mourão em que situação o Exército teria que intervir... era mais fácil ter perguntando se eles iam abaixar a cabeça e chupar a r*la desse comunista analfabeto de uma vez.

Lixo
 

Alberon3

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
40.006
Curtidas
36.574
Pontos
924
Ao aparecer como candidato na TV, Haddad enaltece Lula e não fala de si
Primeiro programa eleitoral com nome do ex-prefeito de São Paulo como candidato do PT à Presidência teve ele e o ex-presidente expostos pelo mesmo tempo


Fernando Haddad aparece no horário eleitoral pela primeira vez como candidato do PT à Presidência da República

Após ser lançado pelo PT como candidato à Presidência da República, na tarde desta terça-feira, 11, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad apareceu pela primeira vez no horário eleitoral como cabeça da chapa petista ao Palácio do Planalto.

Haddad substitui o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no final de agosto, com base na Lei da Ficha Limpa. Até então, sem poder ser anunciado como candidato, Lula aparecia como “apoiador” do ex-prefeito, que era mostrado como “vice”.

Nos 2 minutos e 32 segundos destinados ao partido na propaganda eleitoral da noite de hoje, no entanto, Fernando Haddad e Lula da Silva foram expostos ao eleitor durante exatamente o mesmo tempo: 18 segundos cada.

O programa do PT foi iniciado com um narrador afirmando que o ex-presidente foi vítima de um “ato de violência que contrariou a ONU e tirou o direito do povo de eleger seu candidato preferido”. “Lula pediu: vamos seguir juntos, unidos, Lulaagora é Haddad 13”, conclui.

Em seguida, antes mesmo que Fernando Haddad aparecesse, o próprio Lulasurge dizendo que a “razão” de sua vida é “lutar sonhando em conquistar coisa pra esse país”. “Ninguém, a não ser Deus, vai fazer com que eu pare de fazer isso”, afirma.

Depois de uma música que lamenta “o que fizeram com o Brasil”, Haddad enfim aparece em seu próprio programa, com uma imagem de Lula ao fundo – não para falar de si mesmo e se apresentar ao eleitor, mas para enaltecer o ex-presidente.

“Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve, nós sabemos que ele ganharia essa eleição. Infelizmente insistem em tirar o Lula contrariando a ONU e a vontade do povo brasileiro”, lamenta o ex-prefeito paulistano. Ao lado da imagem do candidato, a marca “Haddad 13 presidente”.

A maior parte do primeiro programa eleitoral de Fernando Haddad como presidenciável foi destinada ao depoimento de Matheus Santana, um estudante que diz estar se formando na universidade graças às políticas implementadas durante os governos do PT. Ele falou durante 1 minuto e 17 segundos, mais do que a soma dos tempos de Lula e Haddad.

Ao final, sem sequer ter citado o presidenciável petista, Santana mandou: “viva Luiz Inácio Lula da Silva”.


Fonte
=================================================================================
Resumo da propaganda do PT: vitimismo de Lula, mitificação de Lula e poste é poste. :kclassic

Resumo dessa propaganda:

Sim teremos almoço "grátis".
 
Mensagens
5.644
Curtidas
13.913
Pontos
384
Incrível como o PT não quer assumir nem um parcelinha microscópica de culpa pela merda que o Brasil está agora. Todo o estrago que foi feito por anos, surgiu magicamente nesse tempo do governo do Temer. :facepalm Seria cômico se não fosse trágico. No fim, o impeachment da jumenta foi realmente benéfico pro PT poder criar essa narrativa distorcida.
 


Nicko

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
20.684
Curtidas
12.616
Pontos
674
Véiii o PT é tão ruim, mas tão falso, e tão ridículo que conseguiu...
Eles colocaram FAKE NEWS no próprio site de Campanha
https://josiasdesouza.blogosfera.uo...-inclui-informacao-falsa-em-perfil-de-haddad/
Visualizar anexo 52357

Em junho de 2012, quando disputava a prefeitura de São Paulo, Haddad interrompeu a campanha para visitar o antigo colégio. Festejado como ex-aluno ilustre, deu uma palestra para os estudantes. Em setembro de 2014, já acomodado na poltrona de prefeito, visitou o Tribunal de Contas do Município, então presidido por um ex-professor. Na saída, declarou:
”Sempre que venho ao Tribunal me vejo na condição de estudante diante do presidente Edson Simões, que foi meu professor no ensino médio do Colégio Bandeirantes. É um encontro agradável de um ex-aluno com um dos seus professores preferidos.”
O PT não toma jeito. Demora a aprender um ensinamento básico da política: jamais conte uma mentira que não possa provar. Produzida no final de agosto, quando Haddad ainda era o fake vice do candidato-presidiário, a biografia do novo cabeça de chapa do PT segue o padrão Tim Maia: “Não fumo, não bebo e não cheiro. Só minto um pouco.”
 

WhiteHorseBR01

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.850
Curtidas
3.393
Pontos
584
Incrível como o PT não quer assumir nem um parcelinha microscópica de culpa pela merda que o Brasil está agora. Todo o estrago que foi feito por anos, surgiu magicamente nesse tempo do governo do Temer. :facepalm Seria cômico se não fosse trágico. No fim, o impeachment da jumenta foi realmente benéfico pro PT poder criar essa narrativa distorcida.
No lançamento ele falou que iria fazer o país voltar a crescer e ter emprego. Detalhe: A Dilma estava na imagem.

Como é possível tamanha cara de pau?

Enviado de meu Mi Note 3 usando o Tapatalk
 
Mensagens
3.167
Curtidas
9.293
Pontos
283
No lançamento ele falou que iria fazer o país voltar a crescer e ter emprego. Detalhe: A Dilma estava na imagem.

Como é possível tamanha cara de pau?

Enviado de meu Mi Note 3 usando o Tapatalk
Acho que o colega não está bem informado. O Lula tirou 400 bilhões de pessoas da miséria.
Vá estudar!!
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
Editorial do Estadão: O candidato postiço
Haddad é candidato à Presidência apenas para fazer as vontades de um presidiário, condenado a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro


PT oficializa Fernando Haddad como candidato à Presidência da República - 11/09/2018

A apenas quatro semanas do primeiro turno da eleição presidencial, o PT finalmente sacramentou Fernando Haddad como seu candidato. Na versão oficial do partido, o candidato deveria ser seu guia supremo, Lula da Silva, mas este, de acordo com a martiriologia lulopetista, foi impedido pelo “golpe” ─ uma descomunal articulação entre políticos, juízes, banqueiros, imprensa e até o governo norte-americano para sabotar o projeto de fazer o Brasil ser “feliz de novo”, conforme diz o slogan da atual campanha do PT.

Está claro desde sempre, e muito mais agora, que Haddad é apenas um preposto que concorrerá ao mais alto cargo do Executivo nacional não porque deseja administrar o País segundo suas ideias ou as de seu partido, mas para fazer as vontades de um presidiário, condenado a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. A já conhecida desfaçatez lulopetista parece ter atingido seu estado da arte.

Mais uma vez, Lula demonstrou que o PT deixou de ser um partido político e passou a servir como mero instrumento para os jogos de poder do ex-presidente. Todas as decisões a respeito da campanha foram tomadas depois de exaustivas consultas ao líder encarcerado, que transformou sua cela em Curitiba em escritório político, mais uma de suas tantas afrontas ao sistema judiciário. Como se estivessem diante de uma divindade, os petistas dobraram-se aos desígnios de Lula ─ que, segundo suas próprias palavras, não é mais um ser humano, e sim “uma ideia”.

Assim, a apresentação de Haddad como candidato do PT à Presidência cumpre apenas uma formalidade burocrática, pois era necessário colocar algum nome na urna eletrônica, e o de Lula está vetado, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, que impede criminosos condenados por órgãos judiciais colegiados de concorrerem a cargos eletivos. Ao apresentar um candidato explicitamente postiço, o PT está a dizer a seu eleitor que, se Haddad for eleito, o Brasil será governado de fato não pelo ex-prefeito de São Paulo, cujas qualidades, se houver, são irrelevantes, mas sim por seu líder encarcerado, a quem o eleito teria de pedir a bênção a cada decisão de Estado a tomar.

Nunca se chegou a tal ponto de degradação na história política nacional, mas é possível ter um vislumbre do terrível desastre que representaria para o País um desfecho como esse se recordarmos como foi o desempenho dos famigerados “postes” de Lula ─ o próprio Haddad, na Prefeitura de São Paulo, e Dilma Rousseff, na Presidência da República.

Dilma, nunca é demais recordar, protagonizou um dos piores governos da História nacional depois de ter sido vendida por Lula aos eleitores como uma competentíssima gerente. O Brasil ainda levará muitos anos para pagar toda a conta dessa irresponsabilidade, felizmente punida com o impeachment antes que a “obra” de Dilma fosse concluída.

Já a administração de Haddad, como sabem quase todos os paulistanos, foi marcada pela ineficiência, tão grande quanto sua arrogância. Governou para uma ínfima parte dos paulistanos, que se deixaram encantar pela alegada “modernidade” do prefeito, e desprezou as prementes necessidades dos moradores da periferia, que dependem de serviços da Prefeitura. O prometido “homem novo para um tempo novo”, como alardeou o PT ao apresentar Haddad como candidato à Prefeitura em 2012, revelou-se uma tapeação ─ e o resultado foi uma constrangedora derrota já no primeiro turno, na sua tentativa de reeleição, em 2016, quando conseguiu perder em todas as regiões da cidade.

Desta vez, contudo, nem é o caso de avaliar se Haddad é ou não competente para exercer a Presidência, pois sua campanha terá o único propósito de manter acesa a ofensiva lulopetista contra as instituições democráticas ─ e não surpreende que, na seita de Lula, haja quem discuta à luz do dia a hipótese de Haddad, se eleito, encontrar uma forma de tirar o demiurgo da cadeia. Sob qualquer aspecto que se avalie, uma campanha construída sobre tais bases é evidentemente uma afronta ao processo eleitoral e um prenúncio de desestabilização ─ ou seja, tudo o que o País não precisa.


Fonte
 
Mensagens
2.527
Curtidas
3.406
Pontos
314
Editorial do Estadão: O candidato postiço
Haddad é candidato à Presidência apenas para fazer as vontades de um presidiário, condenado a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro


PT oficializa Fernando Haddad como candidato à Presidência da República - 11/09/2018

A apenas quatro semanas do primeiro turno da eleição presidencial, o PT finalmente sacramentou Fernando Haddad como seu candidato. Na versão oficial do partido, o candidato deveria ser seu guia supremo, Lula da Silva, mas este, de acordo com a martiriologia lulopetista, foi impedido pelo “golpe” ─ uma descomunal articulação entre políticos, juízes, banqueiros, imprensa e até o governo norte-americano para sabotar o projeto de fazer o Brasil ser “feliz de novo”, conforme diz o slogan da atual campanha do PT.

Está claro desde sempre, e muito mais agora, que Haddad é apenas um preposto que concorrerá ao mais alto cargo do Executivo nacional não porque deseja administrar o País segundo suas ideias ou as de seu partido, mas para fazer as vontades de um presidiário, condenado a mais de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. A já conhecida desfaçatez lulopetista parece ter atingido seu estado da arte.

Mais uma vez, Lula demonstrou que o PT deixou de ser um partido político e passou a servir como mero instrumento para os jogos de poder do ex-presidente. Todas as decisões a respeito da campanha foram tomadas depois de exaustivas consultas ao líder encarcerado, que transformou sua cela em Curitiba em escritório político, mais uma de suas tantas afrontas ao sistema judiciário. Como se estivessem diante de uma divindade, os petistas dobraram-se aos desígnios de Lula ─ que, segundo suas próprias palavras, não é mais um ser humano, e sim “uma ideia”.

Assim, a apresentação de Haddad como candidato do PT à Presidência cumpre apenas uma formalidade burocrática, pois era necessário colocar algum nome na urna eletrônica, e o de Lula está vetado, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, que impede criminosos condenados por órgãos judiciais colegiados de concorrerem a cargos eletivos. Ao apresentar um candidato explicitamente postiço, o PT está a dizer a seu eleitor que, se Haddad for eleito, o Brasil será governado de fato não pelo ex-prefeito de São Paulo, cujas qualidades, se houver, são irrelevantes, mas sim por seu líder encarcerado, a quem o eleito teria de pedir a bênção a cada decisão de Estado a tomar.

Nunca se chegou a tal ponto de degradação na história política nacional, mas é possível ter um vislumbre do terrível desastre que representaria para o País um desfecho como esse se recordarmos como foi o desempenho dos famigerados “postes” de Lula ─ o próprio Haddad, na Prefeitura de São Paulo, e Dilma Rousseff, na Presidência da República.

Dilma, nunca é demais recordar, protagonizou um dos piores governos da História nacional depois de ter sido vendida por Lula aos eleitores como uma competentíssima gerente. O Brasil ainda levará muitos anos para pagar toda a conta dessa irresponsabilidade, felizmente punida com o impeachment antes que a “obra” de Dilma fosse concluída.

Já a administração de Haddad, como sabem quase todos os paulistanos, foi marcada pela ineficiência, tão grande quanto sua arrogância. Governou para uma ínfima parte dos paulistanos, que se deixaram encantar pela alegada “modernidade” do prefeito, e desprezou as prementes necessidades dos moradores da periferia, que dependem de serviços da Prefeitura. O prometido “homem novo para um tempo novo”, como alardeou o PT ao apresentar Haddad como candidato à Prefeitura em 2012, revelou-se uma tapeação ─ e o resultado foi uma constrangedora derrota já no primeiro turno, na sua tentativa de reeleição, em 2016, quando conseguiu perder em todas as regiões da cidade.

Desta vez, contudo, nem é o caso de avaliar se Haddad é ou não competente para exercer a Presidência, pois sua campanha terá o único propósito de manter acesa a ofensiva lulopetista contra as instituições democráticas ─ e não surpreende que, na seita de Lula, haja quem discuta à luz do dia a hipótese de Haddad, se eleito, encontrar uma forma de tirar o demiurgo da cadeia. Sob qualquer aspecto que se avalie, uma campanha construída sobre tais bases é evidentemente uma afronta ao processo eleitoral e um prenúncio de desestabilização ─ ou seja, tudo o que o País não precisa.


Fonte
Quem quiser o bandido solto vota nele.
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
Toffoli toma posse hoje na presidência do STF


JARDINEIRO - Dias Toffoli, integrante do chamado “Jardim do Éden”, que toma medidas favorecendo réus da Lava Jato, foi um dos ministros do STF mais criticados

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli toma posse hoje (13) no cargo de presidente da Corte. A cerimônia de posse será às 17h, no plenário do Supremo. O ministro ficará no cargo pelos próximos dois anos. Ele irá suceder Cármen Lúcia.

Toffoli tem 50 anos e foi nomeado para o STF, em 2009, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes de chegar ao Supremo, o ministro foi advogado-geral da União e advogado de campanhas eleitorais do PT.

Perfil pacificador

O ministro é conhecido por evitar polêmicas e por ter um tom pacificador em suas decisões. De acordo com os colegas da Corte, o novo presidente fará um trabalho ligado à gestão administrativa do Judiciário, por meio do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que também comandará.

A partir da semana que vem, Toffoli comandará as primeiras sessões da Corte. Foram pautadas somente ações que tratam de licenciamento ambiental e ações de inconstitucionalidade contra leis estaduais.

A expectativa é de que pautas polêmicas não sejam julgadas antes das eleições de outubro. Segundo assessores próximos, o tribunal não deve julgar novamente a autorização para a execução de condenações criminais, fato que é defendido por advogados de condenados na Operação Lava Jato.

Para o ministro Gilmar Mendes, um dos integrantes da Corte que deram apoio inicial quando Toffoli chegou ao STF, o novo presidente poderá dar continuidade às políticas públicas do Judiciário.

“Eu tenho boa expectativa. O ministro Toffoli é muito voltado para a questão de gestão, dedicou-se a isso na AGU e também no TSE, tem um gabinete organizado, acho que fará uma boa gestão, tanto no Supremo como no CNJ. De alguma forma acho que para o Judiciário, na visão administrativa, o CNJ é até mais importante do que o Supremo, porque ele trata políticas judiciárias, define regulamentos do Judiciário como um todo, faz prioridades, portanto, acho importante ter um bom gestor à frente do CNJ para dar continuidade a políticas públicas que vem se desenvolvendo”, disse Mendes.

No mais recente balanço divulgado no final do ano passado, Toffoli informou que, em 8 anos, reduziu o acervo de seu gabinete em 77%. Quando chegou ao Supremo, o ministro tinha cerca de 11 mil processos em seu acervo. Atualmente, existem cerca de 2 mil.


Fonte
================================================================================================

:kclassic:kclassic:kclassic:kclassic:kclassic
 
Mensagens
7.747
Curtidas
17.423
Pontos
353
Toffoli toma posse hoje na presidência do STF


JARDINEIRO - Dias Toffoli, integrante do chamado “Jardim do Éden”, que toma medidas favorecendo réus da Lava Jato, foi um dos ministros do STF mais criticados

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli toma posse hoje (13) no cargo de presidente da Corte. A cerimônia de posse será às 17h, no plenário do Supremo. O ministro ficará no cargo pelos próximos dois anos. Ele irá suceder Cármen Lúcia.

Toffoli tem 50 anos e foi nomeado para o STF, em 2009, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes de chegar ao Supremo, o ministro foi advogado-geral da União e advogado de campanhas eleitorais do PT.

Perfil pacificador

O ministro é conhecido por evitar polêmicas e por ter um tom pacificador em suas decisões. De acordo com os colegas da Corte, o novo presidente fará um trabalho ligado à gestão administrativa do Judiciário, por meio do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que também comandará.

A partir da semana que vem, Toffoli comandará as primeiras sessões da Corte. Foram pautadas somente ações que tratam de licenciamento ambiental e ações de inconstitucionalidade contra leis estaduais.

A expectativa é de que pautas polêmicas não sejam julgadas antes das eleições de outubro. Segundo assessores próximos, o tribunal não deve julgar novamente a autorização para a execução de condenações criminais, fato que é defendido por advogados de condenados na Operação Lava Jato.

Para o ministro Gilmar Mendes, um dos integrantes da Corte que deram apoio inicial quando Toffoli chegou ao STF, o novo presidente poderá dar continuidade às políticas públicas do Judiciário.

“Eu tenho boa expectativa. O ministro Toffoli é muito voltado para a questão de gestão, dedicou-se a isso na AGU e também no TSE, tem um gabinete organizado, acho que fará uma boa gestão, tanto no Supremo como no CNJ. De alguma forma acho que para o Judiciário, na visão administrativa, o CNJ é até mais importante do que o Supremo, porque ele trata políticas judiciárias, define regulamentos do Judiciário como um todo, faz prioridades, portanto, acho importante ter um bom gestor à frente do CNJ para dar continuidade a políticas públicas que vem se desenvolvendo”, disse Mendes.

No mais recente balanço divulgado no final do ano passado, Toffoli informou que, em 8 anos, reduziu o acervo de seu gabinete em 77%. Quando chegou ao Supremo, o ministro tinha cerca de 11 mil processos em seu acervo. Atualmente, existem cerca de 2 mil.


Fonte
================================================================================================

:kclassic:kclassic:kclassic:kclassic:kclassic
"Pacificador".
Vai cagar e soltar todo mundo....
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
O PCC é o PT do narcotráfico ou o PT é o PCC da política?
A diferença entre Marcola e Lula é que o primeiro não conseguiria fantasiar-se de preso político sem ficar ruborizado


Lula e Marcola: Tudo a ver

Como os seus colegas do PCC, os militantes do PT também cumprem, sem resmungos, ordens emanadas da cela de cadeia que abriga o chefe supremo da organização. Em matéria de disciplina, portanto, as duas siglas se equivalem.

Antes de decidir uma questão mais complicada, Marcos Camacho consulta um conselho de dirigentes do PCC. , ao contrário, não ouve ninguém e decide tudo sozinho. Em matéria de autoritarismo, portanto, bate Marcola por 7×1.

O PCC é o PT do narcotráfico ou o PT é o PCC da política? Tanto faz. A diferença entre os dois chefões é que só Marcola sempre admitiu que é bandido. Nem ele conseguiria, como vive fazendo Lula, fantasiar-se de preso político sem ficar ruborizado.


Fonte
 
Mensagens
3.167
Curtidas
9.293
Pontos
283
Eu não acredito que Toffoli mudou. Para mim só estão esperando alguma época mais oportuna, mas mais cedo ou mais tarde o STF vai querer aprontar.
Acho o mesmo. Não vão soltar agora. Daria um quebra-quebra fodido.
Mas lá pra maio/junho de 2019 eles inventam de botar isso na pauta. Daí...
 
Mensagens
3.862
Curtidas
4.285
Pontos
313
Dias Toffoli suspende ação penal contra Guido Mantega na Lava Jato
Ex-ministro é acusado de pedir propina R$ 50 milhões para Odebrecht em troca da edição de medidas provisórias.


Por Erick Gimenes, G1 PR, Curitiba
13/09/2018 20h07 Atualizado há 8 horas


Dias Toffoli suspendeu ação penal contra Guido Mantega na Lava Jato — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quinta-feira (13) ação penal contra o ex-ministro Guido Mantega na Operação Lava Jato.
A decisão foi proferida pouco antes de Toffoli assumir a presidência do STF, em Brasília.
Mantega é acusado de pedir propina R$ 50 milhões para Odebrecht em troca da edição de medidas provisórias. Ele também teria aprovado a utilização do dinheiro no custeio de despesas da campanha presidencial de 2014.
Dias Toffoli considerou que, ao receber a denúncia do Ministério Público Federal por corrupção passiva, o juízo do Paraná "tentou burlar" um entendimento do STF de que as doações eleitorais por meio de caixa 2 constituem crime eleitoral de falsidade ideológica.
O ministro do STF também estendeu a suspensão ao casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, também réus na ação.

Investigação

Os crimes apurados envolvem a edição das medidas provisórias 470 e 472 (MP da Crise), beneficiando diretamente empresas do grupo Odebrecht, entre estas a Braskem, de acordo com o MPF.
O objetivo da manobra, afirmam os procuradores, era permitir que a Braskem pagasse tributos federais de forma parcelada, com valor de multa reduzido.
Segundo a investigação, o empresário Marcelo Odebrecht ofereceu propina aos ex-ministros com o objetivo de influenciá-los na edição das medidas provisórias.
A denúncia tem como base provas fornecidas pelas empresas Odebrecht e Braskem, no contexto do cumprimento das condições previstas nos acordos de leniência firmados pelas empresas.

Pagamentos

A propina para Mantega foi lançada na planilha da Odebrecht nomeada "Planilha Italiano", na subconta "Pós-Itália", de acordo com a força-tarefa.
Ainda conforme a denúncia, o dinheiro ilegal teve origem em ativos da Braskem, mantidos ilicitamente no exterior pelo Setor de Operações Estruturadas.
Por sua vez, os publicitários Mônica Santana e João Santana receberam R$ 15.150.000,00 a partir do setor de propinas mediante 26 entregas, em pagamentos que se deram tanto em espécie no Brasil quanto fora do território nacional, em contas mantidas em paraísos fiscais.
 
Mensagens
3.219
Curtidas
5.357
Pontos
354
Pronunciamento pra presidência na porta de penitenciária.

Que faaaaaaase kkkkkk PT é uma piada

Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk

Se eventualmente esse puto ganhar, teremos uma cena tragicômica de o primeiro presidente (poste, boneco de ventríloquo) ir na cadeia visitar um condenado e pedir quais os ditames do futuro do país...

Seria a cara do Brasil mesmo
 
Mensagens
3.219
Curtidas
5.357
Pontos
354
Ao aparecer como candidato na TV, Haddad enaltece Lula e não fala de si
Primeiro programa eleitoral com nome do ex-prefeito de São Paulo como candidato do PT à Presidência teve ele e o ex-presidente expostos pelo mesmo tempo


Fernando Haddad aparece no horário eleitoral pela primeira vez como candidato do PT à Presidência da República

Após ser lançado pelo PT como candidato à Presidência da República, na tarde desta terça-feira, 11, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad apareceu pela primeira vez no horário eleitoral como cabeça da chapa petista ao Palácio do Planalto.

Haddad substitui o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no final de agosto, com base na Lei da Ficha Limpa. Até então, sem poder ser anunciado como candidato, Lula aparecia como “apoiador” do ex-prefeito, que era mostrado como “vice”.

Nos 2 minutos e 32 segundos destinados ao partido na propaganda eleitoral da noite de hoje, no entanto, Fernando Haddad e Lula da Silva foram expostos ao eleitor durante exatamente o mesmo tempo: 18 segundos cada.

O programa do PT foi iniciado com um narrador afirmando que o ex-presidente foi vítima de um “ato de violência que contrariou a ONU e tirou o direito do povo de eleger seu candidato preferido”. “Lula pediu: vamos seguir juntos, unidos, Lulaagora é Haddad 13”, conclui.

Em seguida, antes mesmo que Fernando Haddad aparecesse, o próprio Lulasurge dizendo que a “razão” de sua vida é “lutar sonhando em conquistar coisa pra esse país”. “Ninguém, a não ser Deus, vai fazer com que eu pare de fazer isso”, afirma.

Depois de uma música que lamenta “o que fizeram com o Brasil”, Haddad enfim aparece em seu próprio programa, com uma imagem de Lula ao fundo – não para falar de si mesmo e se apresentar ao eleitor, mas para enaltecer o ex-presidente.

“Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve, nós sabemos que ele ganharia essa eleição. Infelizmente insistem em tirar o Lula contrariando a ONU e a vontade do povo brasileiro”, lamenta o ex-prefeito paulistano. Ao lado da imagem do candidato, a marca “Haddad 13 presidente”.

A maior parte do primeiro programa eleitoral de Fernando Haddad como presidenciável foi destinada ao depoimento de Matheus Santana, um estudante que diz estar se formando na universidade graças às políticas implementadas durante os governos do PT. Ele falou durante 1 minuto e 17 segundos, mais do que a soma dos tempos de Lula e Haddad.

Ao final, sem sequer ter citado o presidenciável petista, Santana mandou: “viva Luiz Inácio Lula da Silva”.


Fonte
=================================================================================
Resumo da propaganda do PT: vitimismo de Lula, mitificação de Lula e poste é poste. :kclassic
Cacete, isso é de um absurdo tão grande, que nem tenho palavras , como que podem não ter vergonha?
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
Cacete, isso é de um absurdo tão grande, que nem tenho palavras , como que podem não ter vergonha?
Ao menos a ex-(des)governANTA, mal e porcamente, tentava disfarçar que não passava de um poste. No caso de Haddad, ele não só assume que é um, como também deixa claro que, no caso de vir a ser eleito, quem governará o país é Lula. O cara vai rifar os votos que receber e deixar que um presidiário vire presidente por usucapião. Somente nessa república bananeira de merda uma coisa tão absurda poderia ser considerada normal e aceitável. :kclassic
 
Mensagens
3.219
Curtidas
5.357
Pontos
354
Ao menos a ex-(des)governANTA, mal e porcamente, tentava disfarçar que não passava de um poste. No caso de Haddad, ele não só assume que é um, como também deixa claro que, no caso de vir a ser eleito, quem governará o país é Lula. O cara vai rifar os votos que receber e deixar que um presidiário vire presidente por usucapião. Somente nessa república bananeira de merda uma coisa tão absurda poderia ser considerada normal e aceitável. :kclassic
cara, é nojento, nojento.. esse video melodramatico também, esse cara do fim do video deve ser o mesmo da ultima campanha com o discursinho dele
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.045
Curtidas
64.679
Pontos
553
Defesa pede ao TSE autorização para Lula gravar vídeos em apoio a Haddad
Segundo advogados do ex-presidente, seu processo ainda não transitou em julgado e ele não perdeu seu direito à liberdade de expressão e de comunicação


Lula durante propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores veiculada pela internet - 28/08/2018

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva entrou com pedido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que o ex-presidente possa gravar áudios e vídeos como apoiador da chapa composta pelo presidenciável Fernando Haddad e Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata a vice.

No documento, os advogados requerem o ”direito de Lula participar como apoiador nas propagandas eleitorais gratuitas no rádio e na televisão, por meio da gravação de áudios e vídeos, assim como o direito de a coligação O Povo Feliz de Novo receber o apoio do ex-presidente Lula e de veicular tal mensagem por áudio e vídeo em sua propaganda eleitoral”.

A defesa do petista alega que ele deve ter seus direitos políticos assegurados porque não houve condenação transitada em julgado, ou seja, quando não cabem mais recursos aos tribunais superiores. ”Não se pode aceitar que figura de tamanho aporte político seja completamente alijada do processo eleitoral sendo que os seus direitos à liberdade de expressão e comunicação não estão afetados pelo julgamento proferido por este TSE, uma vez que a Lei da Ficha Limpa nada regula sobre estas questões”, alega a petição.

Os advogados do ex-presidente solicitam uma decisão em caráter liminar, para que uma eventual demora na decisão do TSE não afete o tempo de campanha que ainda resta aos candidatos.

Leia aqui a íntegra da petição.


Fonte
 


Topo