O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Retro-Jogando no Momento ???



Thiago1409

Habitué da casa
Mensagens
128
Reações
155
Pontos
53
Eu decidi pegar alguns jogos que eu sempre jogava mas nunca chegava ao fim, ou pq eu era muito pequeno e não conseguia haha ou pq eu acabava abandonando e indo pra outros jogos que me interessavam mais na época, mas agora vai!

SNES:
Adventures of Batman&Robin, achava bem difícil
Toy Story, esse eu perdia na fase de controlar o carrinho se não me engano
Rei Leão, esse e acho que deve ser difícil até hoje
The Legend of Zelda: A Link to the Past, nesse eu não tinha paciência mesmo e abandonava

PS1:
Digimon World 2, eu ADORAVA esse jogo, mas nunca chegava ao fim por ser longo demais
Final Fantasy VIII, esse era o tamanho e não entender nada de inglês na época que me fez abandonar

Mas um por um vou matando, e a, também to jogando Pokemon Crystal, esse já acabei uma dezena de vezes, melhor pokemon até hoje!
 


NBT master

Bam-bam-bam
Mensagens
3.896
Reações
823
Pontos
229
Jogando Super Mario Kart europeu.
Setup novo hehehe
Scart RGB PAL + OSSC + monitor gamer.

Um treino leve. Volta em 11"56 (RP é 11"41) Mario Circuit 1 time trial
(ia ter vídeo, mas desisti)

Com o scart sync on luma no SNES NTSC fica ainda superior. =D
 

Anexos

Ultima Edição:

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
1.580
Reações
1.568
Pontos
203

Fechei o Brain Lord aqui. Faltou achar um coração para "platinar", olhei e vi que tinha um na primeira cidade que não havia pego, peguei depois de fechar. Não lembrava tanto das últimas dungeons. A última é uma obra, e onde os elementos de plataforma do jogo brilham. Deveriam remakear Brain Lord, não sei se a IP ficou com a finada Produce!, que desenvolveu o jogo em parceria com a Opus, ou com a Enix, que publicou.
Alguns personagens aparecem em outro jogo da Produce, Mystic Ark. Ambos, em conjunto com 7th Saga li que tem alguns elementos em comum (não relativo ao gameplay). Não cheguei a jogar estes outros, embora especialmente o Mystic Ark esteja no backlog para jogar faz um bom tempo.
 
Ultima Edição:

Player_1

Habitué da casa
Mensagens
312
Reações
338
Pontos
63

estou terminando a terceira missão..me surpreendeu MUITO..é a prova que o wii tem uma jogabilidade única que foi sim, talvez na maioria dos jogos, bem sucedida..
Os comandos e armas são até poucos, mas que não enjoam..
destaque também para os gráficos ao mesmo tempo "simples" mas de bom gosto e nada repetitivos..
não esperava quase nada do jogo por cauda da a franquia splinter cell, que apesar de eu adorar o tema, acabava derrapando na jogabilidade e cenários vazios (não consegui terminar nenhum..)
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
3.184
Reações
4.889
Pontos
303
Estou a algumas semanas jogando o meu Zelda Majoras Mask que peguei recentemente, e estou jogando aos poucos, tentando redescobrir o jogo...

Eu tinha uma versão japonesa que tive que parar na metade, pois o idioma já estava atrapalhando, e acabei ficando cinco anos sem jogar novamente até conseguir uma versão americana, só que eu tinha esquecido que esse jogo é bastante complicado e cheio de coisinhas e detalhes a fazer, a maioria em determinado tempo... O jogo é legal, uma pena que esse lance de tempo acaba estragando o jogo, senão ele seria tão bom quanto o Ocarina of Time.

Hoje completei o primeiro templo, que é aquele dos Deku Scrub, matei um monstro gigante que parecia um índio gigante, eu já tinha matado ele na versão japonesa, mas tinha esquecido que esse templo é bem grande, se esse que é o primeiro levei quase duas horas para passar, fico imaginando os outros...

Infelizmente nunca zerei esse jogo, esperei anos até poder jogar no cartucho americano, mas está sendo satisfatório, eu só queria jogar esse jogo na versão original de N64, eu até podia ter jogado a versão do Virtual Console do Wii, ou a versão de Gamecube num HD, mas só queria jogar se fosse no N64 mesmo, no cartucho dourado.
 

HuezinXD

Bam-bam-bam
Mensagens
9.127
Reações
9.165
Pontos
353
Estou a algumas semanas jogando o meu Zelda Majoras Mask que peguei recentemente, e estou jogando aos poucos, tentando redescobrir o jogo...

Eu tinha uma versão japonesa que tive que parar na metade, pois o idioma já estava atrapalhando, e acabei ficando cinco anos sem jogar novamente até conseguir uma versão americana, só que eu tinha esquecido que esse jogo é bastante complicado e cheio de coisinhas e detalhes a fazer, a maioria em determinado tempo... O jogo é legal, uma pena que esse lance de tempo acaba estragando o jogo, senão ele seria tão bom quanto o Ocarina of Time.

Hoje completei o primeiro templo, que é aquele dos Deku Scrub, matei um monstro gigante que parecia um índio gigante, eu já tinha matado ele na versão japonesa, mas tinha esquecido que esse templo é bem grande, se esse que é o primeiro levei quase duas horas para passar, fico imaginando os outros...

Infelizmente nunca zerei esse jogo, esperei anos até poder jogar no cartucho americano, mas está sendo satisfatório, eu só queria jogar esse jogo na versão original de N64, eu até podia ter jogado a versão do Virtual Console do Wii, ou a versão de Gamecube num HD, mas só queria jogar se fosse no N64 mesmo, no cartucho dourado.
No N64 esse jogo é complicado. No 3DS deram uma melhorada na questão do save
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
3.184
Reações
4.889
Pontos
303
No N64 esse jogo é complicado. No 3DS deram uma melhorada na questão do save
Pois é, parece que só tem uma coisa que a versão de N64 é melhor, uma vez eu vi, não lembro se foi aqui, alguém mostrando uma coisa sobre o Link Zora, que na versão de N64 ele nada melhor, fora isso no 3DS deve ser muito melhor mesmo.

Esse lance do save é complicado mesmo, como fiquei um tempão sem jogar ele eu tinha esquecido que para salvar ele pela primeira vez, tinha que recuperar a Ocarina pegando ela do Skull Kid, e tocar a canção do tempo, perdi uns cinco dias tentando salvar até lembrar disso :klol
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
1.580
Reações
1.568
Pontos
203
Estou a algumas semanas jogando o meu Zelda Majoras Mask que peguei recentemente, e estou jogando aos poucos, tentando redescobrir o jogo...
Estou querendo em breve jogar ele, mas terá que ser dedicado, pois é um jogo que não vale começar e pausar. Uma pergunta: nos templos o tempo continua a correr? De ter que dividir a exploração em dias (do jogo), ou quando entra em um templo para de correr as horas in-game?
 

Wellington S.

Supra-sumo
Mensagens
697
Reações
1.068
Pontos
183
No N64 esse jogo é complicado. No 3DS deram uma melhorada na questão do save
Sim, na versão do 3DS ficou muito mais fácil, vários save points espalhados, como por exemplo na parte que tem que pegar a Sun's Mask que ocorre no terceiro dia, e tem tempo para pegar a máscara, você pode salvar o jogo antes de tentar fizer isso, se você não conseguir, só dá load no save, não precisa começar desde o primeiro dia, não precisa fazer todo aquele evento desde o primeiro dia até o terceiro de novo para tentar pegar a máscara.
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
3.184
Reações
4.889
Pontos
303
Estou querendo em breve jogar ele, mas terá que ser dedicado, pois é um jogo que não vale começar e pausar. Uma pergunta: nos templos o tempo continua a correr? De ter que dividir a exploração em dias (do jogo), ou quando entra em um templo para de correr as horas in-game?
Pois é, você está certo, se começar a jogar e quiser zerar, tem que cair de cabeça nele até o fim, pois esse jogo é complexo cheio de coisinhas a fazer, em determinados horários... Acho que ele deve ser o Zelda mais complexo de todos... E se você parar de jogar ele, se ficar uma semana sem jogar já atrapalha demais, e acaba se perdendo, eu fiquei cinco anos sem jogar ele, tinha parado na metade, mas agora que voltei a jogar não lembro de quase nada que fiz anteriormente... :klol

Sim, o tempo sempre corre normalmente, mas depois que você fala com um espantalho, você aprende uma música que se você tocar, o tempo fica muito mais lento, e demora muito mais para acabar os três dias, que eu lembre o tempo normal dos três dias não leva nem uma hora, mas com essa música ele leva mais de duas horas para passar, talvez até três horas, ai o cara tem tempo de sobra para passar dos templos, sem essa música você não tem tempo nem de chegar na metade do primeiro templo, imagina os outros... :klol
 

Jefferson Praxedes

Supra-sumo
Mensagens
581
Reações
1.507
Pontos
183
Lembra um pouco Turok esse game , tem para o PS3 também, nunca consegui achar para baixar no PS3 , depois que zerar da o feedback aqui , sempre tive curiosidade sobre esse game

Enviado de meu Redmi Note 7 usando o Tapatalk
 

Retroviews

Habitué da casa
Mensagens
116
Reações
214
Pontos
64
De PS1, Crash 3 e Rage Racer. O primeiro tem horas que acho muito bom, tem horas que me irrita. Já estou perto de terminar. Sobre o segundo sou suspeito pra falar, adoro a série Ridge Racer, o Revolutuion foi meu primeiro jogo de PS1, inclusive. A mecânica dele demora um pouco mais para pegar, e o jogo não flui tão bem quanto o ótimo R4. Sendo essa série, porém, não me importo de gastar um tempo a mais pra aprender e dominar.

Do Mega, Wonder Boy in Monster World. O Mega foi um videogame que passou batido por mim por anos, e na tentativa de pegar algo dele pra me divertir, tô indo em um dos poucos títulos que eu já conhecia. Muito bem-feitinho, tô jogando aos poucos, sem pressa.
Desisti do Rage Racer. Na boa, não deu. Os desenvolvedores tentaram apresentar uma experiência melhor do que as dos primeiros jogos da série, de modo que é o primeiro jogo a ter um modo que permite a compra e a melhora dos carros. Tentaram apresentar um jogo mais sério e sóbrio, só que tem muita coisa mal polida. O sistema de colisão é ruim. Peguei o RR Revolution, que não jogava a anos, para testar e comparar. Acabei não vendo a hora passar.

Não é o primeiro jogo da série que me frustra porque tenho más lembranças do Ridge Racer DS também. Ainda assim, Ridge Racer é a minha série favorita do gênero.
 
Ultima Edição:

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
3.184
Reações
4.889
Pontos
303
Ainda estou jogando o GTA San Andreas no PS3, estou nas missões finais de Los Santos, mas dei uma parada nelas para conquistar os territórios das gangues rivais, só que como não estou usando trapaças, está sendo difícil pra caralho conquistar esses territórios... :klol

Me deu um trabalhão extinguir os Ballas, peguei todos os territórios deles, mas deixei para pegar os territórios dos Vagos por último, pois sei que eles são mais difíceis, só que ontem quando finalmente peguei todos os territórios dos Ballas, na primeira tentativa que tentei pegar um dos territórios dos Vagos levei um ataque soviético deles, os caras são muito mais agressivos, e fazem um ataque por vários lados, eles cercam o cara, não consegui nem sobreviver ao primeiro ataque, agora nem sei se vou conseguir conquistar todos os territórios deles já que não pretendo usar trapaças... :keehk

Nessas missões dos territórios consegui ganhar dois troféus de ouro, um deles eu não lembro, mas o segundo foi um chamado de Gangster, quando o cara conquista mais e 30 territórios, eu ainda não tinha pego todos os territórios dos Ballas ainda quando conquistei esse troféu, não sei quantos territórios ainda tem, só tem todos os dos Vagos para mim conquistar, tomara que seja poucos, pois já estou a uns 5 dias nessa função, estou louco para terminar esse jogo de uma vez.
 

John_Klaus

Veterano
Mensagens
446
Reações
774
Pontos
113
Entre Pokémon HeartGold,Fire Red e Leaf Green eu acabei escolhendo esse último,pois prefiro os Pk's antigos (os 150 originais e não esses 1036130 que tem por aí) apesar de saber que no Leaf há alguns dos 250 referentes a "segunda fase".
Nunca zerei nenhum Pokémon,no Yellow cheguei as portas da Liga e no Fire Red dropei no Blaine mas agora estou viciado novamente e pretendo ir até o final no Leaf.

9201392014
 
Ultima Edição:
Topo