O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Série Donkey Kong em nossas vidas

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Vendo alguns tópicos pelo forum e jogando Donkey Country 3 ontem , fiquei com vontade de fazermos este tópico.

No fim de 1994, quando o mundo era consumido pelo ressurgimento desta grandiosa franquia, eu estava seguista de coração, era uma criança que apesar desejar ter todos os vidoegames adorava o Mega Drive e curtia muito o concorrente Suoer Nintendo, porém, não trocaria um pelo outro. A chegada de Donkey Kong Country não mudou este sentimento e nem me senti deslumbrado pelos gráficos, foi quando eu joguei que fiquei encantado por esta maravilha.

Uma coisa engraçada é que quando conheci o jogo, ainda em 1994, um amigo me convidou para irmos numa locadora perto da casa dele, onde havia gravado o jogo, eu como não gostava de me relacionar e pouco falava de videogame com os outros, pensei que ele havia gravado o jogo num VHS e não via sentido algum naquilo, talvez para assistir e rever como fazer determinada fase. Este era um recurso ainda pouco utilizado e as revistas nem comentavam sobre e nos jogos vinha escrito Save e não Gravar ou coisa equivalente. Como era boa esta ingenuidade.

Então no começo de 1995 insisti bastante para me comprarem um SNES que em minha cabeça estava barato na Progames, completo por 149R$, se não me engano, cheguei até a procurar o videogame para alugar, pensei que ganharia no natal de 1994 mas recebi uma máquina fotográfica que nunca me interessei e um par de patins que nunca aprendi a andar, seria como hoje se me dessem 20 litros de gasolina ou créditos para celular, sendo que não dirijo e detesto telefone, quem dirá utilizar smartphone. Com o aparelho em mãos foi só alegria, além dos medalhões terminei a trilogia 1, 2, 3, 4 ,5, 6... quantas vezes o tempo me permitiu, intercalando com gloriosos momento de Super Mario World, Biker Mice from Mars, Bombermans e os Final Fights.


Terminei todos eles fazendo máximo possível muito mais de uma vez, é tão significativo que no que passei dos 18 anos, na expectativa de mudar de vida, investi no visual, emagreci, mudei as vestimentas, coloquei meu par de alargadores que uso até hoje, e fiz algumas tatuagens no braço esquerdo, uma delas é do Donkey Kong. Só que isto não mostrarei para vocês, ao menos não por enquanto.

Quando saiu a continuação consegui alugar no lançamento, ali eu soube que estava diante de uma das maiores obras da indústria, era sombrio, desafiador, variado, divertido, trilha sonora deslumbrante, tudo encaixava, era perfeito! Me incomodava quando torciam o nariz falando que não era Donkey Kong só porque não dava para jogar com ele, também adoro o macacão mas, olhem este jogo! Depois de mais de 20 anos permanece no meu top10 com bastante facilidade.

O terceiro não me decepcionou, tenho orgulho de dizer que consegui fazer os 103% sozinho, levei quase 10 horas para fazer isto, sendo que hoje termino sossegadamente em menos de 3. Obtive a Super Game Power 35, na parada de uma rodoviária caminho das praias, lembrando que DKC 3 também foi lançado em novembro, mas no detonado deles havia menos informações do que eu havia conseguido sem ajuda, apenas auxiliavam a dar uns pulos bestas e terminar o jogo apenas por terminar, tanto que se redimiram por esta porcaria posteriormente.

A geração passou e estava felizão com o meu Nintendo 64, até que saiu o tão aguardado Donkey Kong 64, tão diferente dos outros, nem continha o Country no nome, não sabia muito o que pensar, gostei muito dele, gostei mais com o tempo, gostei especialmente da possibilidade de poder jogar o primeiro Donkey Kong dos anos 80 controlando o Jumpman, no entanto, no geral não me conquistou de primeira como a cada lançamento da trilogia, mas o coloco entre por ser o único desta perspectiva tridimensional e o último em moldes tradicionais antes do longo hiato da franquia Country.


Volta Donkey Kong!

Até que 11 anos depois, a franquia ressurge, apesar de ser o meu menos preferido afirmo que o retorno foi em grande estilo, feito agora por uma novata, que desde 2002 com a Nintendo havia se dedicado apenas a série Metroid, onde fez um trabalho reconhecido como entre os melhores da série e da indústria no geral, com jogos da série Prime figurando entre os melhores da geração, ou seja, não eram pouca bosta, capacidade eles tinham de fazer melhor e viriam provar logo na segunda tentativa.

Ano de 2014, Nintendo estava empipinada com o insucesso do Wii U, não por falta de bons jogos, dizem que pela baixa frequência, o que não importa agora, dentre as pérolas estava ele, o retorno merecido que deveria ter ocorrido no Returns, Tropical Freeze faz a série Country brilhar novamente, um jogaço, mais um baita de um jogaço, com poucos mundos mas com muitas fases, fases muito longas, muita variedade no gameplay, desafio interessante e o melhor, cooperativo offline simultâneo, o tornando o melhor até então neste aspecto.

Coloco Tropical Freeze como o meu segundo Donkey Kong preferido, é complicado bater o 2 ainda, quem sabe se a Retro conseguir superar esta obra, porque se fizer pior ainda será excelente mas pensemos que seja possível, afinal nós aqui da retrospace mais do que os outros, confiamos no poder do retrocesso.

Agora é com vocês, se quiser aproveitem para ler ou participar dos outros tópicos.
Nós e as revistas de videogame
Como é ter um Neo Geo AES em sua vida?
Nintendo 64: 22 anos de vida
XBOX Clássico em nossas vidas
Dreamcast: Por 18 anos em nossas vidas
Sega Saturn em nossas vidas
Como era ter um PC em nossas vidas nos anos 90 e início de 2000?
Como foi seu primeiro contato com videogames? E qual o seu primeiro console?
As coleções em nossas vidas
Quais são os seus videogames preferidos?
Street Fighter II em nossas vidas
The King of Fighters em nossas vidas
Mortal Kombat em nossas vidas
Tekken em nossas vidas
Bomberman em nossas vidas
[SHMUP Official] SHMUPs em nossas vidas
Os jogos de corrida de nossas vidas
Jogos de inverno para o verão
 


Ghr

Supra-sumo
Mensagens
799
Reações
1.379
Pontos
183
Essa série é muito boa, joguei muito quando criança, e comecei a rejoga-la pelo o wii no emulador de snes, terminei o 1 e 2, achei o 2 mais fácil que o primeiro, o terceiro eu comecei e parei, acabei jogando outras coisas, mas ainda quero termina-lo de novo, inclusive porque o 3 é o meu preferido.
Dk64 achei estranho, mas ainda não peguei firme nele pra ter uma melhor opinião.
Dk returns é uma obra prima, muito bom.
O do wii U eu nunca joguei.
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
5.105
Reações
8.430
Pontos
353
Eu conheci o primeiro DK de SNES lá por 1996, fazia pouco mais de 1 ano que tinha sido lançado, na época eu não tinha o console, mas conheci ele na casa de uns garotos aqui da rua, joguei ele bastante, depois em 1997 quando já tinha meu SNES eu aluguei e conheci o 2, fiquei pouco tempo com ele, e logo depois conheci o 3... Esse eu gostei demais e fiquei louco para ter na época...

Só fui ter meu primeiro DK em 2000, um DK1 piratinha que não salvava, ele tinha suporte para aquelas baterias pequenas de relógio, e em 2002 eu tive a oportunidade de fazer uma troca e pegar um DK1 original que tenho até hoje... Em 2000 eu consegui um 3 piratinha também, mas ele foi roubado pouco tempo depois. Hoje tenho a trilogia, mas o meu DK1 é o americano, o 2 é um japonês que troquei com um amigo recentemente, e o 3 é outro piratinha que consegui a uns 4 anos, que quero substituir por um original em breve, nem que eu tenha que comprar um japonês, já que eles custam no máximo 60 reais loose... Com o dinheiro que compro um americano, daria para comprar a trilogia japonesa... :klol

Eu nunca joguei o Donken Kong 64, mas um dia quero conseguir o cartucho. Depois dos de SNES eu só joguei o do Wii, que é muito bom também, mas ele não tem aquele toque especial da Rare, que ela tinha dado quando voltou com a franquia, aquela parceria dela com a Nintendo foi uma das melhores de todos os tempos.
 

Vei pescador

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.178
Reações
16.630
Pontos
714
Eu ainda lembro o dia q o meu amigo chegou lá em casa com uma Ação Games q continha as primeiras imagens divulgadas do Donkey kong, ele muito empolgado, qdo fui ver as fotos nem acreditei naqueles gráficos! E justamente o DKC 1 foi o q mais joguei . Acho os jogos incríveis, sempre level designs bem criativos, mas por um motivo ou outro nunca me aprofundei nas continuações.

O do 64 eu achei bem "mais do mesmo" em relação aos jogos de plataforma 3D q já tinham virado o padrão daquela geração pra Nintendo, logo não vi graça nenhuma, apesar de ser bem feito e ter até um RAPzinho na intro.

Os q vieram pra Wii e WiiU são fantásticos, especialmente o Tropical Freeze. Mas na época q comecei a jogar fiquei sem WiiU em casa HUE
 

Grandpa

Mestre Jedi
Mensagens
5.587
Reações
2.428
Pontos
434
Na época em que o Donkey Kong Country foi lançado eu ficava impressionado com aqueles gráficos, mas eu não tinha um Super Nintendo e meus amigos na época já estavam começando a jogar mais no PC do que nos consoles, então não conhecia ninguém também que tivesse o jogo.

Só fui jogar Donkey Kong Country há uns 8 anos atrás no emulador e adorei o jogo ! É o tipo de jogo que não envelhece. Os gráficos continuam belos, a jogabilidade é muito boa e a trilha sonora dispensa comentários. DKC pra mim tem uma das melhores trilhas originais da história dos games.

Uma curiosidade é que eu comecei a jogar sem saber como salvava o jogo. Da primeira vez custei a achar o raio da Candy Kong, que é quem salva.

DKC 2 e 3 estão até hoje na minha lista de games para jogar um dia. Uma hora eu volto a esse universo.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
@Ghr Praticamente todos os jogos da série são considerados com a dificuldade acima da média, tanto que foram motivos para baixarem as notas de Return e tropical freeze, o que providenciou burburinhos pela internet. haha

Eu acho que o primeiro por possuir o gameplay um pouco menos refinado é o mais complicado de se adaptar nas fases avançadas, perceba que não são as mesmas dificuldades pelas quais passamos nos outros jogos da série onde a física foi aprimorada, talvez nem todos se recordem disso por utilizar os macetes que pulam as fases mais tensas. E fazem isto com certa razão. D:

@Odin Games Eu cheguei a ter a trilogia pirata, não por querer e não que fossem minhas mas como meu sobrinho passava mais tempo aqui do que na casa dele, acabaram deixando o videogame com os jogos por aqui, foi graças a isso que quando tentei deixar de jogar videogame pude continuar me viciando. haha

Pois é, quando comprei esse DKC2 japonês completo o americano loose estava pra mais de 160R$, acabei pegando este por 50R$. No entanto, tem quem me questione por não ter o americano, um dia terei se achar bem em conta, é que por já ter esse que me serve tão bem acabo preferindo investir a grana em outros. Esse terceiro completo e impecável que possuo tem uma história interessante, era fim de 2012 e estava querendo pegar algo para me dar de presente, DKC3 era uma aquisição muito provável então favoritei no ML as cópias em melhores condições, poucas naquela altura, eta o vendedor anunciou por 450R$, preço que jamais pagaria, só que o tempo foi passando, o natal se aproximando, o preço dele baixando, até que chegou aos 200R$, aí apliquei o meu grande macete da pechincha, antes de comprar sempre perguntou "Qual é o mínimo que você aceita neste jogo?", ele respondeu 180R$ e fechamos negócio. Tive outras negociações excelentes próximas de feriados, especialmente de carnaval, esta é outra grande dica que estou dando de lambuja.

Verdade, também senti um tanto de crueza no Returns, mas tente o Tropical Freeze, não sou somente eu, muitos outros apreciadores confirmam que a Retro Studios se redimiu com maestria na continuação, o jogo é bom demais!

@Vei pescador Não manjo dos paranauê mas dizem que o emulador de Wii U está funcionando de boa, se suportar ele pode voltar ao Tropical Freeze, o jogo não exige funções especificas do gamepad.

@Grandpa Ainda bem que, em especial a trilogia, dá para curtir descompromissadamente e até terminar em apenas um dia. Sinto falta de jogos assim, sei que nos indies exploram essa função mas mesmo eles me parecem muito densos para encarar com a mesma leveza. :/

Me lembrei de outra situação engraçada com a trilha sonora da série, sempre gostei tanto dela que nunca retirei do meu ipod, as vezes botávamos para tocar na rádio do setor e em determinada altura começava a tocar, um dia vieram uns representantes e ficaram conversando com os chefes na sala, nisso obviamente preferi não me levantar para trocar de música, até porque não gostavam muito dessa ideia, então ficaram os executivos conversando com a OST de fundo, presenciar aquilo foi hilário. hahahaha
 


Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.903
Reações
5.746
Pontos
303
Uma série que amo demais desde a infância.:kpaixao

A trilogia Donkey Kong Country possui os meus platformers 2D favoritos. Não lembro qual dos games cheguei a jogar primeiro (deve ter sido o 1 ou o 2), mas alugava um deles com a minha mesada toda vez que via os cartuchos dando mole na locadora, algo mais ou menos difícil pois os games eram bem disputados pelos donos de Super Nintendo.

Donkey Kong 64 é bastante odiado atualmente, mas gosto muito dele e até chegou a ser o meu jogo favorito por muitos anos. Antes de comprá-lo, alugava o combo fita+cartucho de expansão e ficava o dia todo jogando, pra zanga da minha mãe.

Durante a sexta geração, passei por uma "seca" da franquia. Os jogos de GBA e GC não eram ruins, mas não tinham nada ver com platformers (Donkey Konga) ou eram chatos demais (DK: King of Swing). Jungle Beat é um título que até gostaria de revisitar no meu GC para lembrar se realmente era bom, mas não tenho coragem de comprar um acessório caro somente por ele.

Dos Returns, joguei apenas o port de 3DS do primeiro por não ter WiiU ou Switch e adorei. Tirando a atmosfera mais "cartunesca" e uma trilha sonora que poderia ter sido melhor, acho que o game conseguiu capturar a essência dos títulos da Rare.
 

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
6.883
Reações
21.654
Pontos
353
Franquia mágica.
Só DK64 que é a ovelha negra da família.
 

Ging freecs

Bam-bam-bam
Mensagens
1.231
Reações
2.530
Pontos
303
A trilogia do Snes é fantastica todo ano eu zero ela, os jogos são fodas até hoje, é incrivel como não envelhece .
 

Lost Angel

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.275
Reações
13.726
Pontos
553
Só joguei a Trilogia original e assisti aquela animação tosca que passava na Manchete.

Detonar acho que só o 3, apesar que até hoje tenho aflição em puzzles musicais.
 

B - Mark

Bam-bam-bam
Mensagens
5.945
Reações
3.192
Pontos
459
Nunca joguei os jogos do Donkey Kong nos consoles e me lembro que tive pouco interesse na época porque estava mais interessado nos jogos de luta.

E só conheci os jogos através de emuladores e achei legal.

Ultimamente tenho jogado mais os jogos antigos como Classic Kong, um homebrew do Donkey Kong para SNES e os jogos Donkey Kong Jr do NES e Mario vs Donkey Kong do GBA via Virtual Console do 3DS.
 

IIMarcelo

Habitué da casa
Mensagens
240
Reações
278
Pontos
98
Tinha MD na época, quando consegui meu SN a primeira coisa que fiz foi correr pra locadora e alugar DK.

Jogava no fds e pedia pra moça da locadora pedir pra quem alugar durante a semana não apagar meu save :viraolho e sempre deu certo no outro fds tava eu lá e o save continuava, com isso zerei a trilogia no máximo de % até hj é um dos mais jogados na retro e só jogo pra fazer o max no jogo com todos os bonus e moedas DK.

No Wii e WiiU mesma coisa nas duas plataformas foram os 1° a ser comprados e zerados :kpaixao

Assim como Sonic é a séria que mais amo da geração 16Bit.
 

CrimsonKiryu

Supra-sumo
Mensagens
551
Reações
1.146
Pontos
183
Jungle Beat é um título que até gostaria de revisitar no meu GC para lembrar se realmente era bom, mas não tenho coragem de comprar um acessório caro somente por ele.
Se tiver um Wii, o Jungle Beat fez parte de uma série especial de jogos do GC que foram portados para o Wii para funcionarem com o wiimote (outros q me lembro foram Pikmin, Mario Tennis e Golf), então não é necessário os bongôs para jogar o port do Wii;
 

doraemondigimon

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.345
Reações
17.286
Pontos
619
'Ovelha negra' por 'ovelha negra', eu posso dizer com categoria que...

...Praticamente NUNCA joguei os jogos da série DKC no SNES ou Sfamicom ou em seus respectivos emuladores. Até a própria animação em 3D era quase impossível de se ver, já que passava no programa da Eliana e era cortado sumariamente pela Record Goiânia, pra passar a porcaria do Balanço Geral (antigamente chamado de Goiânia Urgente).

Minha época com o gorila, foi na década de 80, quando o vi pela primeira vez em um A2600. Realmente foi um susto e tanto! O jogo era interessante e não era conhecido por ninguém da minha faixa de amigos da época. Lembro que estava com meu pai num setor da cidade de Trindade e ele estava visitando um parente justamente porque era festa de aniversário do filho dele e nós não poderiamos ir por dois motivos: O primeiro, que era plantão noturno dele numa clínica de repouso onde ele trabalhava de enfermeiro e o outro, era que eu estava com caxumba...

Nisso, meu primo tinha um Dactari (modelo com maleta dos ricos e poderosos.... Haha!) e 3 jogos. Foi ver e assustar.

Alguns meses depois, quando eu já estava com meu primeiro CCE, me aparece um colega de colégio com esse jogo e me empresta. Joguei muito!

Houve um outro DKC pra Atari (Acho que era o Jr) e esse só fui conhecer depois de 92.

Nunca joguei os jogos do Donkey Kong nos consoles e me lembro que tive pouco interesse na época porque estava mais interessado nos jogos de luta.

E só conheci os jogos através de emuladores e achei legal.

Ultimamente tenho jogado mais os jogos antigos como Classic Kong, um homebrew do Donkey Kong para SNES e os jogos Donkey Kong Jr do NES e Mario vs Donkey Kong do GBA via Virtual Console do 3DS.
No meu caso, o ultimo que joguei foi o homebrew do NES pra tornar o DK mais parecido com o do arcade....
 

R.bass

Bam-bam-bam
Mensagens
1.865
Reações
1.113
Pontos
234
Entrei só pra dizer que a série DK é magica, no meu top 20 com certeza entram, esta trilogia (SNES) tem umas composições de nível estratosférico de tão boas.
DK64 nunca passei perto
os outros nem em sonho.
 

Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.903
Reações
5.746
Pontos
303
Se tiver um Wii, o Jungle Beat fez parte de uma série especial de jogos do GC que foram portados para o Wii para funcionarem com o wiimote (outros q me lembro foram Pikmin, Mario Tennis e Golf), então não é necessário os bongôs para jogar o port do Wii;
Obrigada! Eu lembrava da série "New Play Control!" do console, mas esqueci totalmente que Jungle Beat faz parte dela também. Não tenho Wii, mas, futuramente, quem sabe...:kbeca
 

Odin Games

Bam-bam-bam
Mensagens
5.105
Reações
8.430
Pontos
353
Beleza Grose, o de Returns de Wii eu tenho aqui e posso jogar, só não posso jogar ainda o Tropical Freeze por ainda não ter Wii U, mas quando tiver vou querer joga-lo :kjoinha

Outro que tenho curiosidade em jogar é aquele Donkey Konga do Gamecube, a primeira vez que vi ele pensei que fosse uma porcaria, mas a algum tempo vi uns vídeos dele e achei legais, só queria confirmar isso jogando mesmo, pois as vezes a gente pode ver um vídeo de um jogo e achar legal, mas quando vê quando a gente vai jogar pode achar uma porcaria, não é a mesma coisa só ver, e jogar :klol

O de N64 eu ainda não joguei, queria ter esse cartucho, esse é um dos jogos que só vou jogar quando tiver o cartucho, uma coisa curiosa dele que eu soube por um amigo de outro fórum, era que não era para ser preciso o uso do Expansion Pak nele, ele virou obrigatório devido a um problema que a Rare e a Nintendo tiveram, que não conseguiam de jeito algum fazer ele rodar sem ele, ai como viram que ele só funcionava com o Expancion Pak, a Nintendo mandou eles lançarem o jogo assim mesmo como se ele só funcionasse com o Expansion Pak :klol

Eu não falei dos jogos clássicos dos anos 80, mas gosto bastante do primeiro, já o 2 e o 3 eu não gostei muito não... Só consigo gostar do primeiro.
 

Vei pescador

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.178
Reações
16.630
Pontos
714
Grose, queria sugerir um "Megaman em nossas vidas", aposto q vai dar boas histórias
 

Ridge

Bam-bam-bam
Mensagens
1.872
Reações
3.959
Pontos
303
Infelizmente nunca tive a oportunidade de jogar Donkey Kong Tropical Freeze, dizem ser um jogasso, tem ate o David Wise de volta na composição.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Uma série que amo demais desde a infância.:kpaixao

A trilogia Donkey Kong Country possui os meus platformers 2D favoritos. Não lembro qual dos games cheguei a jogar primeiro (deve ter sido o 1 ou o 2), mas alugava um deles com a minha mesada toda vez que via os cartuchos dando mole na locadora, algo mais ou menos difícil pois os games eram bem disputados pelos donos de Super Nintendo.

Donkey Kong 64 é bastante odiado atualmente, mas gosto muito dele e até chegou a ser o meu jogo favorito por muitos anos. Antes de comprá-lo, alugava o combo fita+cartucho de expansão e ficava o dia todo jogando, pra zanga da minha mãe.

Durante a sexta geração, passei por uma "seca" da franquia. Os jogos de GBA e GC não eram ruins, mas não tinham nada ver com platformers (Donkey Konga) ou eram chatos demais (DK: King of Swing). Jungle Beat é um título que até gostaria de revisitar no meu GC para lembrar se realmente era bom, mas não tenho coragem de comprar um acessório caro somente por ele.

Dos Returns, joguei apenas o port de 3DS do primeiro por não ter WiiU ou Switch e adorei. Tirando a atmosfera mais "cartunesca" e uma trilha sonora que poderia ter sido melhor, acho que o game conseguiu capturar a essência dos títulos da Rare.
Engraçado que eu também tinha a impressão que Donkey Kong 64 era odiado, mas ao ver a recepção do púnlico e da critica nos sites que permitem ambos votarem, entre tantos outros que se manifestaram positivamente ao jogo em ambientes pacíficos, em foruns nacionais e internacionais, passei a sentir que o jogo é mais gostável do que parece. No fim das contas, talvez as pessoas que nos cerquem que transpareçam esta opinião, como forum.

Também nunca joguei o Jungle Beat, um dia farei com o acessório, tem um lugar aqui que está vendendo com o Donkey Konga por mais de 300R$. O lado bom é que por este preço costuma demorar para sair.D:

Nunca joguei os jogos do Donkey Kong nos consoles e me lembro que tive pouco interesse na época porque estava mais interessado nos jogos de luta.

E só conheci os jogos através de emuladores e achei legal.

Ultimamente tenho jogado mais os jogos antigos como Classic Kong, um homebrew do Donkey Kong para SNES e os jogos Donkey Kong Jr do NES e Mario vs Donkey Kong do GBA via Virtual Console do 3DS.
O que são ótimos também. Nunca peguei para detonar mas apreciei o pouco que experimentei do Mario vs DK, o que é uma vergonha como amantes de puzzles que proponho ser. D:

Isso de estar focado nos jogos de luta me lembrou de algo que gostaria de ter posto na mensagem inicial. Em 1994 ganhei esta EGM importada do dono da banquinha que sempre comprava as revistas, bem no ponto de ônibus que eu descia para ir a escola, o mais engraçado é que eles nunca venderam revistas importadas, estão lá até hoje e ainda hoje não vendem, esta única edição foi parar lá não sei como, ficou uns três meses sem vender, chegou a desbotar e amassar, até que em deram.

Em 1994 estava com 9 anos e timidamente começava a caminhar para os fliperamas com as minhas próprias pernas, meus pais nunca se importavam e me acompanhavam nestes lugares,. Sempre fui precoce, exceto para me relacionar com garotas que demorou pra caramba superar a vergonha, antes dos 5 já sabia ler, na 2º série reprovei pela primeira vez, aos 7 comecei o tratamento psicológico por já achar um saco ter que me relacionar forçosamente com os outros, aos 11 ou 12 estava matando aula para ficar nos fliperamas. Portanto ainda, apesar de jogar muito jogos de luta em casa, havia espaço para me dedicar mais ao Donkey Kong. haha



@doraemondigimon Não perdeu nada sem assistir o desenho do Donkey Kong, é ruim demais! Preferia Assistir Cadeia com o Alborghetti que ver isso, e olha que eu era bem criança ainda, assistia praticamente qualquer coisa, o problema é que coisas com esse visual me chateavam de imediato, pareciam mais feitos e datados mesmo naquele momento. Outro desenho podrão nesse estilo é o Mortal Kombat, virgemsanto... O que passava de bom neste canal durante este horário é o Recruta Zero, acho que Gen 13, depois eu mudava par ao SBT pra ver Um Maluco no Pedaço. :D

Isso me fez recordar de uma série muito boa que passou na Record em 2004,. Relembrem ou conheçam juntos:
 

Martel

Bam-bam-bam
Mensagens
6.883
Reações
21.654
Pontos
353
Ainda sobre essa animação tosca do DK, eu lembro de uma outra que passagem na mesma época que era Beast Wars que apesar de ser precária tecnologicamente eu gostava muito.


Outra dessas animações legal era Action Man que era mais legal do que Max Steel na minha opinião.
 

Marculino

Bam-bam-bam
Mensagens
10.201
Reações
7.425
Pontos
419
Umas das franquias da Nintendo que eu mais gosto. Tive a oportunidade de jogar a trilogia clássica no lançamento de cada jogo e foi amor a primeira vista. Com exceção do DK 64 que não curti muito, todos os outros são excelentes. DK 2 é uma obra prima. Espero que a Nintendo traga de volta os Kremlings em um novo jogo.
 

Delphinus

Enjoy Yourself!
VIP
Mensagens
8.300
Reações
16.610
Pontos
353
Eu nunca tive muito contato com DK, mas o que joguei bastante foi o 64 e ô joguinho confuso
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Ainda sobre essa animação tosca do DK, eu lembro de uma outra que passagem na mesma época que era Beast Wars que apesar de ser precária tecnologicamente eu gostava muito.


Outra dessas animações legal era Action Man que era mais legal do que Max Steel na minha opinião.
Verdade, eu não curtia Beast Wars também, nestes moldes acho que um dos poucos que eu tolerava mais é o Hot Wheels, não sou de colecionar os carrinho mas acho alguns dos jogos legaizinhos, dá para perder um tempo.

Pensava que Action Man e Max Steel eram a mesma coisa, acabei de pesquisar aqui e vi que aqui em casa tem um boneco grande do Action Man que eu chamava de Max Steel. Mas entre eles prefiro o dos Comandos em Ação. haha

Umas das franquias da Nintendo que eu mais gosto. Tive a oportunidade de jogar a trilogia clássica no lançamento de cada jogo e foi amor a primeira vista. Com exceção do DK 64 que não curti muito, todos os outros são excelentes. DK 2 é uma obra prima. Espero que a Nintendo traga de volta os Kremlings em um novo jogo.
Acredito que após o anúncio do King K. Roll no Smash, aumente a probabilidade dele aparecer no próximo jogo. :D
 

Jefferson Praxedes

Bam-bam-bam
Mensagens
1.467
Reações
5.090
Pontos
303
Ótimo tópico para discutir sobre minha série favorita :kluv amei tua coloceção homogenea =D
segue a minha:


Donkey Kong é transcedental , atravessa os anos e conquista o coração de varias gerações até mesmo de quem não era nascido na época que saiu o country
quando joguei o primeiro DK no SNES minha cabeça explodiu, amei cadda minuto do game, e só fui jogando toda a série, só consegui os 103% no 3, o restante ainda
não me empenhei em fazer , curto ver documentários e videos antigos de como fizeram o jogo, ate nesse video que tem um cartucho prototipo usado para testes




Tenho uma curiosidade tremenda em ver se nesses protótipos a qualidades dos assets é superior, sem a compresão de dados que teve que ser feita para o jogo
caber nos cartuchos comerciais que no caso tinham apenas 2 chips, me pergunta se isso não poderia ser ao menos usado para a Nintendo lançar uma versão remasterizada , muita mancada merecia uma coletanea da trilogia do SNES , ia ser maravilindo jogar em alta resolução um game desse que ainda hoje fica lindo para os padrões atuais.
Não só graficamente por ter sido prejetado nos computadores que foram feito o filme do Jurassik Park mas pela qualidade de música suprema que o David Wise masterizou no que o console poderia reproduzir.

Volta e meia eu fico escutando essas covers do Burning Idol, cade esses caras??

Esse video da Digital Foundry cobre fatos super interessantes do desenvolvimento :
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Grose, queria sugerir um "Megaman em nossas vidas", aposto q vai dar boas histórias
Eu sabia que havia esquecido duas mensagens, desculpe por isto.

Certeza, inclusive hoje eu e meu sobrinho estávamos jogando videogame e comentando sobre a franquia, ele terminou quase todos os X, eu fico bem atrás, mas melhor deixar para contar isso no tópico exclusivo. :D

@Grose tenho vários tópicos sobre essa série. Confira.
Desculpe por não ter respondido também, quando vi sua postagem na primeira vez após o novo layout, pensei que não tinha escrito nada ou que a resposta era a gif do bolsonaro, fiquei meio confuso e deixei para refletir sobre isso depois. hahaha

Vi que upou um tópico um tópico seu, vou ver se encontro os outros. UU

Infelizmente nunca tive a oportunidade de jogar Donkey Kong Tropical Freeze, dizem ser um jogasso, tem ate o David Wise de volta na composição.
E para jogar o Tropical Freeze não precisa mais ser no Wii U, dizem que a emulação está boa e também pode recorrer ao Switch.

Tropical Freeze é incrível, abaixo do 2 inclusive nas composições, em minha opinião, porém uma coisa que ele se sobressai a todos os outros é o coop, não precisa mais ficar esperando, é simultâneo! O que deixa tudo mais divertido e um legítimo jogo 2 players, porque os antigos, assim como o Super Mario World, eu nem considero, curtir juntos é bem mais legal, ainda que jogar sozinho seja fantástico, até porque eu amo estar sozinho na maior parte do tempo. :D

@Jefferson Praxedes Valeu! Eu também possuo o Diddy Kong Racing original e completo e o Country 3 de Game Boy piratinha.

Acho que gostará deste tópico também:
https://forum.outerspace.com.br/index.php?threads/nintendo-64-22-anos-de-vida.520526/

Obrigado por compartilhar os vídeos, esse da Digital Foundry que me instigou a fazer o tópico de uma vez. :D

Gosto de ver as composições musicais e técnicas dos jogos tomarem forma fora de seus âmbitos originais, isso dá corpo ao conhecimento e comprova que videogames, assim como tantas outras coisas, vão muito além do mero entretenimento, eles permeiam a nossa realidade ou a noção que temos dela.

Vou compartilhar mais um vídeo que lembrava de ter visto, entre tantas outras versões primorosas pela net.
 

Silverock®

Bam-bam-bam
Mensagens
3.667
Reações
5.938
Pontos
319
Minha série favorita no snes, e acredito que seja os jogos que mais jogo do console até hoje, gostei muito de todos os 3 mas ter mesmo eu tive apenas o DK3 na época, lembro inclusive do comercial na TV sobre o game, minha versão era a nacional que vinha com caixa e manual traduzidos
Um amigo do bairro que estudava junto comigo na época tinha comprado aquele Snes set com DK1 então esse game vivia em casa, acredito que por esse motivo inclusive eu sempre preferi o 1 e 3 a frente do 2 contrariando a maioria , eu consegui pegar 101%,102% e 103% sozinho nos 3 games e nunca achei eles dificil como muitos acham, acredito que por ter jogado demais, lembro que fiquei puto qdo depois de um tempo de passar meu snes pra frente isso começo de 98 e descobri que tinha como fazer 104% e 105% no DK3
Ja os jogos mais novos eu apesar de gostar não foi igual, sei lá eu não consigo me acostumar direito com a fisica desses novos games isso vale para o new mario tb, apesar de achar o game bom acho estranho para que o personagem meio que derrapa ao parar ou virar de um lado pro outro, algo estranho, e parece mais lento e truncado tb
 

Sokomo Kudemasho

Bam-bam-bam
Mensagens
4.376
Reações
8.454
Pontos
303
Tenho somente a trilogia DKC.
DKC1 repetida até.

Não conheci o original, quando Mario ainda não se chamava Mario.
Tentei acabar DK64, mas não teve condições, aquilo era muito, muito ruim.
Depois abandonei. Vi os de Wii e WiiU, mas não gosto da direção mais cartoon que o original,
mesmo a trilha sonora sendo um up da trilogia original, o jogo em si é outro, tanto que nem os antagonistas são os mesmos.
 
Topo Fundo