O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Sobre os isentões

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Isentão é um termo muito utilizado nos últimos tempos, em especial com relação a polarização política, se referindo a alguém covarde, confuso, sem posicionamento e determinação, sendo que, ser isento também é uma posição, só não é austera.

Por exemplo, quem me conhece pessoalmente sabe que quando alguém me pede um favor não respondo sim ou não mas que depende, alguns se incomodam ou fazem piada disso mas o depende é a minha resposta definitiva, porque existem muitas variáveis para que eu conclua de outra maneira, primeiro que não sei do que o favor se trata, e se for algo que eu não quero, não posso ou não consigo fazer? Se assustam quando digo isso para alguma autoridade, no trabalho fui convocado até para delatar alguém mas aí com a minha consciência, se eu souber da situação, peso as circunstância para verificar a significação daquilo antes de dar a minha resposta, tanto que fui elogiado até quando menti, porque as vezes esta é a melhor resposta para todos os envolvidos, do contrário as atitudes do momento poderiam ser inesperadas e as que menos favorecessem todos.

Nas últimas duas empresas que trabalhei pediram para que eu voltasse mas eu disse que não, porque eles saíram comigo, apesar de eu também querer sair, então preferi focar em outras coisas, poderia ter ficado um pouco mais se eles tivessem pensado melhor sobre isso, preferiram me intimidar com uma ação definitiva e agora eu que não volto mais. Esse pode ser o reflexo de uma atitude polarizada.

Em minha assinatura coloquei que as nossas atitudes, não somente nos competem mas refletem ao mundo em nossa volta, se você age com violência a propensão de haver resposta violenta, mesmo que não imediata, é grande, afinal, estamos dando aval ao mundo que esta é uma de suas possibilidades, não teríamos como saber disso se não houvessem parâmetros, por isso pesquisas que muitas vezes consideraram estúpidas e inúteis, se provaram úteis em outras épocas ou após muita reflexão sobre o seu uso, entretanto, a violência já sabemos como se comporta, é retardado, no sentido de efeito, ficar testando suposições tão desgastadas.

Vamos pôr isso em prática no cenário político, a briga entre os dois principais representantes de uma dita esquerda e direita, de um lado esperamos que toda essa insegurança econômica e comportamental continue, do outro que ajam mudanças radicais, passando por cima de tudo e de todos se for preciso, quem sabe daqui um tempo o outro lado possa vir a se vingar vindo para cima de tudo e todos novamente. Será que esta é a melhor conclusão que conseguimos chegar com o mínimo de raciocínio?

Vivemos em um mundo com muitas necessidades diferentes, se apenas quebrar paradigmas fosse o ideal devíamos estar comemorando por sermos tão pobres enquanto existem os ricos, afinal, alguém venceu, superou as expectativas acima de todos, como deve ser, polarizado, se nos esforçarmos talvez os mais de 200 milhões sejam ricos até 2022, quem sabe os mais de 7 bilhões do planeta se seguirem nosso modelo vencedor. Percebem como isto é uma loucura mais que improvável?

Infelizmente, queiramos ou não devemos pensar uns nos outros, por mais que não pensem em nós, por mais que isto seja um sentimento mentiroso, devemos votar e nos preocupar com o país e não que temos inimigos invisíveis que nos destruirão se chegarem ao poder, se isso ocorrer devemos nos uniremos com a força que temos por todos e agir para o que for melhor para o convívio mais ameno e equilibrado, por mais que roubem celulares no processo, jamais alcançaremos o Éden de qualquer forma, quem pensa que isso é possível, sinto muito, você é doente, nunca atingiremos a perfeição e se por acaso a atingirmos faremos de tudo para destruí-la e continuar dando significados em diferentes caminhos para nossas vidas.

Depois dessa podem me xingar, sem problemas, quanto a moderação, não tenho controle sobre ela, nem desejo ter, só posso dizer que não me importo, agora, se querem um pouco de emoção bipolar, quero que se foda aquilo que for considerado extremo partidário, por mais que isso venha a passar segurança e senso de pertencimento, não tenho interesse nisso, ninguém é um grupo, apenas fazemos parte de um, e se chama sociedade, convivendo com todos os nossos diferentes e diferenças, por piores que alguns sejam, nos completamos e por isso buscamos razões para estarmos juntos.

Espero ter me feito entender, qualquer dúvida ou questionamento, talvez esteja a disposição, vamos ver, se a ação não for de má-fé, por enquanto me isento de considerar respondê-la. Brincadeira, vamos conversar com civilidade sobre estes isentões vagabundos. haha
 


nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.752
Reações
50.597
Pontos
554
Olha, apesar de não ter lido seu texto entendo o seu lado. Para fujir dos extremos eu pessoalmente estou considerando votar em Boulos que fez uma bela defesa da democracia e também a candidata Verá Lucia (não só por sua sobriedade mas também pela questão da sororidade, pois mesmo tendo nascido "homem" eu entendo que devemos apoiar as mulheres).

Até que simpatizo com quem vota no Haddad pela pessoa que ele é (foi inclusive um ministro muito bom, houve uma drástica melhora na educação na sua gestão), mas sei que o PT errou em alguns momentos(a Dilma não foi um indicação muito boa para suceder o Lula, existiam pessoas melhores no partido na época como a própria Gleise).

Já esse Boso eu não consigo entender, eu realmente não imaginava que no Brasil haviam tantas pessoas racistas, machistas, que não se importam de flertar com o facismo simplesmente por não gostar que pobre ande de avião e que o filho da empregada se forme em Engenharia Aeroespacial no ITA. Hoje o porteiro do meu prédio estava ajudando minha mãe e o namorado dela a subir com as comprar e vocês acreditam que ele falou que iria votar no BOLSONARO? Como pode um homem pobre, preto, nordestino votar em um candidato racista? Agora eu entendi porque eu nunca fui com a cara desse porteiro, nunca passou de um preto falso.
 
Ultima Edição:

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Visualizar anexo 54349

Enviado de meu moto x4 usando o Tapatalk
Eu não falei nesse sentido mas achei bem engraçada a imagem. hahahaha

Olha, apesar de não ter lido seu texto entendo o seu lado. Para fujir dos extremos estou considerando Boulos que fez uma bela defesa da democracia e também a candidata Verá Lucia (não só por sua sobriedade mas também pela questão da sororidade, pois mesmo tendo nascido "homem" eu entendo que devemos apoiar as mulheres).
Pois é, eu acho que seria difícil ter um candidato que eu apoiasse, tenho bastante interesse nas artes e educação, acredito que isto inclusive supriria a qualidade da segurança e da saúde, afinal, proveria perspectivas ao povo, além de um senso de pertencimento em si, explorando suas capacidades, algo que não é vendável ao grande público, em especial no Brasil onde queremos as coisas para ontem, mesmo que estejamos sempre atrasados.

É mais uma questão de planejamento social, os países que se determinaram a isso, independente das dificuldades, conseguiram se superar,.
 

nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.752
Reações
50.597
Pontos
554
Pois é, eu acho que seria difícil ter um candidato que eu apoiasse, tenho bastante interesse nas artes e educação, acredito que isto inclusive supriria a qualidade da segurança e da saúde, afinal, proveria perspectivas ao povo, além de um senso de pertencimento em si, explorando suas capacidades, algo que não é vendável ao grande público, em especial no Brasil onde queremos as coisas para ontem, mesmo que estejamos sempre atrasados.

É mais uma questão de planejamento social, os países que se determinaram a isso, independente das dificuldades, conseguiram se superar,.
Tudo se resolve com educação. Você pode prender o cara que cometeu um crime, até mesmo se vingar dele, mas isso resolve alguma coisa? Não resolve nada. O mesmo se aplica na questão da saúde. Do que adianta permitir que uma pessoa que sequer consegue apreciar as nuâncias de um som mais sofisticado de Caetano ou os detalhes escondidos dentre os versos de uma poesia de Chico viva alguns anos a mais? É duro dizer isso mas uma vida dessa não tem o menor valor.
 


Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Tudo se resolve com educação. Você pode prender o cara que cometeu um crime, até mesmo se vingar dele, mas isso resolve alguma coisa? Não resolve nada. O mesmo se aplica na questão da saúde. Do que adianta permitir que uma pessoa que sequer consegue apreciar as nuâncias de um som mais sofisticado de Caetano ou os detalhes escondidos dentre os versos de uma poesia de Chico viva alguns anos a mais? É duro dizer isso mas uma vida dessa não tem o menor valor.
Ontem no JN eles falaram sobre um político que havia dito que pobre tem mania de inventar doença, o que é chocante de ser dito, ele faz isso para se abster da responsabilidade, porém, não está totalmente errado, o que não quer dizer que deixemos de estar doente por causa disso.

Assisti num documentário sobre psiquiatria e o Flávio Gikovate falou em uma palestra que, 75% dos casos que chegam as clinicas, não somente de saúde mental mas no geral, não são de doentes propriamente ditos, um exemplo disso é quando nos sentimos mal por trabalhar, sabe aquela fadiaga que bate logo nos primeiros minutos de trabalho mesmo após uma noite bem dormida? Pois é, trata-se de um sintoma, não de uma doença, mas reflete que algo não está bem, o que por conseguinte gera irritabilidade, enxaqueca, esquecimentos e etc. Será que o melhor nesse caso é melhorar as perspectivas do trabalho, aumentando o salário ou quem sabe até a carga horária? É claro que não.

Se a pessoa passa o dia fazendo somente aquilo que não quer, por dias seguidos, se relaciona com pessoas que não se interessa, se casa com quem não apetece, vai as festas que não deseja, faz tudo que tantos fazem apenas por achar que deve, vai ficar cada vez mais doente, a arte e a educação são formas de canalizar estas energia em algo de interesse próprio e verdadeiro, o que se não resolve algum problema intrínseco de doença, abre espaço para que ao menos a pessoal tenha um tempo de maior qualidade e se expresse melhor sobre e para o mundo.

Este é um dos motivos que sou contra a falar de política feita por políticos, quando chegamos com uma proposta certa para resolver algo imediato, geralmente algo simples e superficial, é cagada, as coisas não são simples, nada é fácil. O que não quer dizer que não devam apresentar propostas concretas, só que o público também precisa aprender a lidar com abordagens mais complexas e não simplesmente engolir algo para cuspir na cara dos adversários, política é aprender a lidar e conviver com diplomacia.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
@Grose, o nominedomine é bozonarista convicto e típico, ele está te trolando.
Não tem problema, a resposta é a mesma, aliás, este é o propósito, isto abriu possibilidade para a minha resposta, não desejo mudar a cabeça de ninguém, é algo muito improvável, apenas debatermos para analisar se as convicções que temos são realmente as melhores escolhas, porque depois não adianta chorar ou alguém falar que avisou, temos que pensar antes da cagada ser feita, depois disso ficaremos para história, quem sabe com marcas irreversíveis para observarmos em vida.

É triste isso porque, como disse várias outras vezes, temos livros, museus, pessoas, tantas coisas que recontam a história do nosso passado, e nós insistimos em cometer os mesmos erros, eu prefiro acreditar que nós humanos somos melhores que isso.
 

farrokh_bulsara

Bam-bam-bam
Mensagens
3.477
Reações
3.229
Pontos
303
Não tem problema, a resposta é a mesma, aliás, este é o propósito, isto abriu possibilidade para a minha resposta
Sou seu fã, admiro a sua comunicação não violenta, apesar de estar longe de praticá-la.


não desejo mudar a cabeça de ninguém, é algo muito improvável, apenas debatermos para analisar se as convicções que temos são realmente as melhores escolhas, porque depois não adianta chorar ou alguém falar que avisou, temos que pensar antes da cagada ser feita, depois disso ficaremos para história, quem sabe com marcas irreversíveis para observarmos em vida.

É triste isso porque, como disse várias outras vezes, temos livros, museus, pessoas, tantas coisas que recontam a história do nosso passado, e nós insistimos em cometer os mesmos erros, eu prefiro acreditar que nós humanos somos melhores que isso.
Eu compartilho do mesmo sentimento histórico e acho que, como seres humanos, somos melhores que isso, sim. O que eu também acho é que, para ser "melhor que isso", é preciso conhecimento, compreensão das coisas. Houve e há um plano que sabota recorrentemente esse saber, visto que a gente parece sempre voltar ao autoritarismo, como nação.
 

The Kong

Cruz Bala Trevoso
VIP
GOLD
Mensagens
30.616
Reações
130.703
Pontos
784
Isentões são fascistas vestidos com roupas rosas com estampas de florezinhas.

TODO esquerdista é um rascunho mal feito de ditador e fascista.
 

Cielo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.188
Reações
24.770
Pontos
589
Eu acho que voce nao entendeu bem o que é um isentão.

Isentão na politica por exemplo é aquele cara que tem uma posição politica firme sobre determinado assunto, vamos supor que ele seja de esquerda, dai chega um um topico que discute politica sobre essa polarização que voce diz entre direita e esquerda, ai o isentão se passa como alguém de centro por exemplo, alheio a o que acontece, mete o pau no cara de direita mas diz que ele vota sei la no amoedo, ele nao tem interesse naquela discussão, ele meteu o pau no Bolsonaro, disse que ele é homofobico e isso é tão grave quanto o roubo de bilhões do PT, mas no fundo esse cara é eleitor do Haddad.

entendeu o isentão?
 

Monogo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.770
Reações
60.064
Pontos
579
Isentao tecnicamente é alguém que tem vergonha de se posicionar.
 

Insane Metal

Mil pontos, LOL!
Mensagens
40.301
Reações
33.135
Pontos
1.089
Isentão tecnicamente é um cara de esquerda, que se esconde atrás de uma hipotética imparcialidade. Ninguém presta, nunca votou no PT, ou já votou mas não vota mais, etc.

Mas no dia das eleições é 13 e confirma.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Eu acho que voce nao entendeu bem o que é um isentão.

Isentão na politica por exemplo é aquele cara que tem uma posição politica firme sobre determinado assunto, vamos supor que ele seja de esquerda, dai chega um um topico que discute politica sobre essa polarização que voce diz entre direita e esquerda, ai o isentão se passa como alguém de centro por exemplo, alheio a o que acontece, mete o pau no cara de direita mas diz que ele vota sei la no amoedo, ele nao tem interesse naquela discussão, ele meteu o pau no Bolsonaro, disse que ele é homofobico e isso é tão grave quanto o roubo de bilhões do PT, mas no fundo esse cara é eleitor do Haddad.

entendeu o isentão?
Este é um problema porque para termos ideia da idoneidade precisamos de confiança, não tenho como mostrar algo para você que demonstre meus verdadeiros interesses, apenas falar que sou contra ambos os extremos e que precisamos nos unir pelo bem de todos, porque um interesse que não nos apetece não é um interesse a menos, é algo que estará ali para caso tenhamos necessidade, afinal, não vivemos por toda uma vida trilhando um caminho inflexível, tem que ser maluco para ser incapaz de enxergar outras possibilidades.

Tanto que esta é a primeira campanha política que me preocupa, nunca me afiliei a nenhum lado antes e agora vejo a necessidade de dizer que, qualquer escolha que não sejam estas são as melhores, ao menos pelo que representam neste momento.

Percebo que na discussão com a @Ultima Weapon você tinha algumas dúvidas quanto a integralidade dos costumes familiares, se tiver alguma dúvida especifica pode ficar a vontade para perguntar, não sou o detentor de todos os conhecimentos mas podemos pesquisar e obter as melhores respostas juntos.

Isentao tecnicamente é alguém que tem vergonha de se posicionar.
Não, como falei isentão é um posicionamento.

Me faça uma pergunta que exija uma pergunta polarizada para vermos se ela é a única possibilidade na situação.

Isentão tecnicamente é um cara de esquerda, que se esconde atrás de uma hipotética imparcialidade. Ninguém presta, nunca votou no PT, ou já votou mas não vota mais, etc.

Mas no dia das eleições é 13 e confirma.
Jamais votaria no PT, na verdade, se fossem analisar meu perfil político talvez me considerem anarquista, porque eu não me importo com o estado do Brasil propriamente dito mas das pessoas que aqui residem e no mundo, afinal, fazemos parte de ambos, não vejo motivos para considerar o fato de haver perdas significativas algo bom, mesmo que seja para combater um mal tido como maior, nós sabemos que isto impossivelmente mudará, portanto devemos por nós fazer mais que terceirizar nossa responsabilidade.
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
8.487
Reações
44.766
Pontos
353
Tudo se resolve com educação. Você pode prender o cara que cometeu um crime, até mesmo se vingar dele, mas isso resolve alguma coisa? Não resolve nada. O mesmo se aplica na questão da saúde. Do que adianta permitir que uma pessoa que sequer consegue apreciar as nuâncias de um som mais sofisticado de Caetano ou os detalhes escondidos dentre os versos de uma poesia de Chico viva alguns anos a mais? É duro dizer isso mas uma vida dessa não tem o menor valor.
Sim, prender resolve. Tira o lixo de circulação.
O que resolveria ainda mais? Pena de morte.
Bandido morto não reincide no crime.
 

neil young

Mil pontos, LOL!
Mensagens
56.409
Reações
59.363
Pontos
1.064
Antes do lava jato não existia isentões, essas pessoas eram apenas PTistas ou Lulistas.

Obvio que ninguém vai colocar a cabeça pra fora do buraco para não ser passado por cima por um caminhão da moralidade.

Poucos vão ter coragem de defender abertamente um criminoso que foi julgado e rejulgado diversas vezes e foi comprovado o tamanho do rombo nos cofres públicos.

A tática dessas pessoas é pagar uma de "imparcial" mas o pensamento sempre esta no 13.


Conheci um cara no trampo que disse que votaria no Amoedo, mas sempre desconfiei dele por causa das opiniões que ele tinha. Um dia na rua da frente começou a ter buzinadas e fogos, a primeira reação dele foi pular da cadeira e falar que o lula foi solto. E não falou em forma de piada mas sim em comemoração, ele acreditou que tinham soltado o lula.


Amoedo é um bom candidato mas está sendo a fachada de muitos cidadãos de má índole que não quer falar abertamente que vai votar no 13 dai usam a desculpa do Amoedo. Em menor grau estão usando o Ciro também, mas o Ciro é um safado. Ciro e lula para mim dá na mesma.
 
Ultima Edição:

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Sim, prender resolve. Tira o lixo de circulação.
O que resolveria ainda mais? Pena de morte.
Bandido morto não reincide no crime.
Não sou contra a pena de morte, nem favorável, se implementada corretamente apenas aliaria as outras práticas de combate aos crimes hediondos, não acabaria com a criminalidade como podemos constatar nos países que a aplicam mas dão mais senso de justiça a uma parte da população.

Agora, melhor que combater o crime é preveni-lo e para fazermos isto não existe uma fórmula mágica. Tenhamos como exemplo doenças que se fortalecem aos ser combatidas com medicamentos, elas se adaptam as esta "repressão", voltando cada vez mais fortes. Foi o que eu disse para a minha tia que pretendia acabar com a pulga de seus cachorros passando remédio no corpo deles, falei que seria mais efetivo perceber de onde elas vinham e por que, ao fazermos isso acabamos com o foco e ela não precisa mais se preocupar e nem gastar com remédios.

Mas mais uma vez eu devo dizer, nenhum processo é fácil, se alguém chegar com resoluções milagrosas desconfiem, se matássemos todos que fizeram ou pretendem fazer algo ilícito pelo mundo, ainda haveria muito a ser combatido da mesma forma, é algo que devemos aprender a lidar e, infelizmente, até conviver com.

Antes do lava jato não existia isentões, essas pessoas eram apenas PTistas ou Lulistas.

Obvio que ninguém vai colocar a cabeça pra fora do buraco para não ser passado por cima por um caminhão da moralidade.

Poucos vão ter coragem de defender abertamente um criminoso que foi julgado e rejulgado diversas vezes e foi comprovado o tamanho do rombo nos cofres públicos.

A tática dessas pessoas é pagar uma de "imparcial" mas o pensamento sempre esta no 13.


Conheci um cara no trampo que disse que votaria no Amoedo, mas sempre desconfiei dele por causa das opiniões que ele tinha. Um dia na rua da frente começou a ter buzinadas e fogos, a primeira reação dele foi pular da cadeira e falar que o lula foi solto. E não falou em forma de piada mas sim em comemoração, ele acreditou que tinham soltado o lula.


Amoedo é um bom candidato mas está sendo a fachada de muitos cidadãos de má índole que não quer falar abertamente que vai votar no 13 dai usam a desculpa do Amoedo. Em menor grau estão usando o Ciro também, mas o Ciro é um safado. Ciro e lula para mim dá na mesma.
Seja bem-vindo neil, já concordamos em diversos tópicos de games, mas não se preocupe, não sou petista, lulista ou esquerdista. haha

Vamos fazer uma pequena digressão, não sei quantos anos você possui mas deve ser algo próximo da minha idade, 33 anos, deve lembrar do Collor e tudo que veio ocorrer depois, além de ter uma pequena noção do que ocorreu antes, até mesmo proveniente do Império. O que considerávamos as pessoas ao nosso redor antes da popularização da esquerda e direita como temos hoje? Lembra de muitas pessoas se posicionando desta forma a sua volta? Claro que hoje é fácil rotular elas daqueles tempos nas fachadas atuais mas me refiro isso antes da popularização dos termos. Não era algo comum, eu não brincava ou jogava contra esquerdistas e direitistas, logo, elas eram isentonas.

Quando nos evocamos a moral nos debates geralmente nos referimos aos costumes tidos como normais, ideais para o bem-estar da família tradicional, o que é ótimo, agora, mesmo que de forma hipócrita, nos fomos incentivados a pôr a boca no mundo? Até devemos, mas se eu for contra algo que transgride nossos valores mais arraigados de boa convivência, será que é algo pelo qual deva me manifestar através da violência? Tem coisas que não fazem tanta diferença assim, eu pelo menos nunca achei, tanto que ainda hoje li o comentário de pessoas que não se importam com religião dizendo que devemos ouvir Jesus e agirmos com piedade e não com violência, ainda concluindo com "olha até onde tive que vir, eu que nunca me importei com isso preciso dizer aos cristãos para seguir a palavra e os ensinamentos de seu Salvador e Criador". haha

Eu não defendo o Lula, acredito que pelo bem da justiça ele deve ficar na cadeia, este é um dos motivos que me faz ser contra o PT neste momento.

Amoedo é um candidato que se mostrou muito mais seguro e diplomático, uma escolha infinitamente mais sensata e cabível, se ele fosse a opção primordial eu nem estaria aqui, deixaria as cosias seguirem seu rumo natural.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.412
Reações
74.481
Pontos
553
Isentão é um termo muito utilizado nos últimos tempos, em especial com relação a polarização política, se referindo a alguém covarde, confuso, sem posicionamento e determinação, sendo que, ser isento também é uma posição, só não é austera.

Por exemplo, quem me conhece pessoalmente sabe que quando alguém me pede um favor não respondo sim ou não mas que depende, alguns se incomodam ou fazem piada disso mas o depende é a minha resposta definitiva, porque existem muitas variáveis para que eu conclua de outra maneira, primeiro que não sei do que o favor se trata, e se for algo que eu não quero, não posso ou não consigo fazer? Se assustam quando digo isso para alguma autoridade, no trabalho fui convocado até para delatar alguém mas aí com a minha consciência, se eu souber da situação, peso as circunstância para verificar a significação daquilo antes de dar a minha resposta, tanto que fui elogiado até quando menti, porque as vezes esta é a melhor resposta para todos os envolvidos, do contrário as atitudes do momento poderiam ser inesperadas e as que menos favorecessem todos.

Nas últimas duas empresas que trabalhei pediram para que eu voltasse mas eu disse que não, porque eles saíram comigo, apesar de eu também querer sair, então preferi focar em outras coisas, poderia ter ficado um pouco mais se eles tivessem pensado melhor sobre isso, preferiram me intimidar com uma ação definitiva e agora eu que não volto mais. Esse pode ser o reflexo de uma atitude polarizada.

Em minha assinatura coloquei que as nossas atitudes, não somente nos competem mas refletem ao mundo em nossa volta, se você age com violência a propensão de haver resposta violenta, mesmo que não imediata, é grande, afinal, estamos dando aval ao mundo que esta é uma de suas possibilidades, não teríamos como saber disso se não houvessem parâmetros, por isso pesquisas que muitas vezes consideraram estúpidas e inúteis, se provaram úteis em outras épocas ou após muita reflexão sobre o seu uso, entretanto, a violência já sabemos como se comporta, é retardado, no sentido de efeito, ficar testando suposições tão desgastadas.

Vamos pôr isso em prática no cenário político, a briga entre os dois principais representantes de uma dita esquerda e direita, de um lado esperamos que toda essa insegurança econômica e comportamental continue, do outro que ajam mudanças radicais, passando por cima de tudo e de todos se for preciso, quem sabe daqui um tempo o outro lado possa vir a se vingar vindo para cima de tudo e todos novamente. Será que esta é a melhor conclusão que conseguimos chegar com o mínimo de raciocínio?

Vivemos em um mundo com muitas necessidades diferentes, se apenas quebrar paradigmas fosse o ideal devíamos estar comemorando por sermos tão pobres enquanto existem os ricos, afinal, alguém venceu, superou as expectativas acima de todos, como deve ser, polarizado, se nos esforçarmos talvez os mais de 200 milhões sejam ricos até 2022, quem sabe os mais de 7 bilhões do planeta se seguirem nosso modelo vencedor. Percebem como isto é uma loucura mais que improvável?

Infelizmente, queiramos ou não devemos pensar uns nos outros, por mais que não pensem em nós, por mais que isto seja um sentimento mentiroso, devemos votar e nos preocupar com o país e não que temos inimigos invisíveis que nos destruirão se chegarem ao poder, se isso ocorrer devemos nos uniremos com a força que temos por todos e agir para o que for melhor para o convívio mais ameno e equilibrado, por mais que roubem celulares no processo, jamais alcançaremos o Éden de qualquer forma, quem pensa que isso é possível, sinto muito, você é doente, nunca atingiremos a perfeição e se por acaso a atingirmos faremos de tudo para destruí-la e continuar dando significados em diferentes caminhos para nossas vidas.

Depois dessa podem me xingar, sem problemas, quanto a moderação, não tenho controle sobre ela, nem desejo ter, só posso dizer que não me importo, agora, se querem um pouco de emoção bipolar, quero que se foda aquilo que for considerado extremo partidário, por mais que isso venha a passar segurança e senso de pertencimento, não tenho interesse nisso, ninguém é um grupo, apenas fazemos parte de um, e se chama sociedade, convivendo com todos os nossos diferentes e diferenças, por piores que alguns sejam, nos completamos e por isso buscamos razões para estarmos juntos.

Espero ter me feito entender, qualquer dúvida ou questionamento, talvez esteja a disposição, vamos ver, se a ação não for de má-fé, por enquanto me isento de considerar respondê-la. Brincadeira, vamos conversar com civilidade sobre estes isentões vagabundos. haha
Amigo, creio que você caiu numa distorção das coisas.

A pessoa que você descreveu é o isento. Ser isento é você não tomar partido, mas analisar as coisas de acordo não com o lado, mas com valores próprios.

Ser isento é uma opção tão valida quanto qualquer outra.

Algumas pessoas avaliam que se vc tem uma posição isenta ao ver algo provavelmente ruim acontecer e não escolhe lado, você está errado.

É uma opinião que eu até concordo, mas vc está errado no sentido que deveria tomar um lado para evitar o erro.

Mas acho que é algo bem pessoal e ser isento é seu direito.

O termo Isentão surgiu quando pessoas fingiam ser isentas mas usavam de indiretas para atacar um lado.

A charge do Cafetão é a definição em meme do Isentão. Que parece não ser o seu caso.
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
24.646
Reações
55.408
Pontos
544
Talvez insentão seja aquela pessoa que prefira pensar mais em votar em um dos dois lados que ambos tem seus defeitos, mas seus adeptos fingem desconhecer.
 

LucianoBraga

Operador de Marreta
Membro STAFF
Mensagens
42.241
Reações
151.388
Pontos
834
Não vejo problemas em isenção em si, sinceramente. Isenção é necessária num estágio de desconhecimento ou de pré-conhecimento.

Mas devia parar por aí. Não parando, das duas uma:

1 - A pessoa é covarde demais pra admitir que a própria escolha é uma m**** - embora não faça sentido prático, esse tipo de pessoa existe aos montes;
2 - Ser "isento pra sempre", porque nesse caso é um sinal de caráter fraco.
 

Wayne Gretzky

Mil pontos, LOL!
Mensagens
38.635
Reações
53.566
Pontos
1.024
O novo isentão do pedaço é o eleitor do Cangaciro, aquele homem centrado mas que quando acaba o Rivotril diz que vai receber juiz na bala, chama jornalista de FDP, manifestante de v**do desgraçado e diz que todo sulista é nazista.

Geralmente esse isentão é aquele petista doente mas que está com muita vergonha de votar no Andrade.

 

nominedomine

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
25.752
Reações
50.597
Pontos
554
Sim, prender resolve. Tira o lixo de circulação.
O que resolveria ainda mais? Pena de morte.
Bandido morto não reincide no crime.
Mas você esta sendo muito radical. É importante considerar de forma horizontal as relações de poder, partir do pre-suposto de que aquele que cometeu o "crime" é quem esta necessariamente errado é um grande equivoco. Certas estratégias de capitalização não convencionais acabam sendo a unica alternativa para muitos e ao não se manifestar a oportunidade de escolha se isenta então essa pessoa da sua parcela de culpa.

Mais importante do que evitar uma eventual reincidência do crime é tentar inserir a pessoa de volta na sociedade. Leia mais sobre abolicionismo penal e você ira entender o quão complexa é essa questão. Uma verdade que incomoda mas deve sempre ser repetida: o bandido é a verdadeira vitima na sociedade brasileira.

ps: Mas o que é isso? O que esta acontecendo nesse tópico? Estou confuso.
 
Ultima Edição:

neil young

Mil pontos, LOL!
Mensagens
56.409
Reações
59.363
Pontos
1.064
Seja bem-vindo neil, já concordamos em diversos tópicos de games, mas não se preocupe, não sou petista, lulista ou esquerdista. haha

Vamos fazer uma pequena digressão, não sei quantos anos você possui mas deve ser algo próximo da minha idade, 33 anos, deve lembrar do Collor e tudo que veio ocorrer depois, além de ter uma pequena noção do que ocorreu antes, até mesmo proveniente do Império. O que considerávamos as pessoas ao nosso redor antes da popularização da esquerda e direita como temos hoje? Lembra de muitas pessoas se posicionando desta forma a sua volta? Claro que hoje é fácil rotular elas daqueles tempos nas fachadas atuais mas me refiro isso antes da popularização dos termos. Não era algo comum, eu não brincava ou jogava contra esquerdistas e direitistas, logo, elas eram isentonas.

Quando nos evocamos a moral nos debates geralmente nos referimos aos costumes tidos como normais, ideais para o bem-estar da família tradicional, o que é ótimo, agora, mesmo que de forma hipócrita, nos fomos incentivados a pôr a boca no mundo? Até devemos, mas se eu for contra algo que transgride nossos valores mais arraigados de boa convivência, será que é algo pelo qual deva me manifestar através da violência? Tem coisas que não fazem tanta diferença assim, eu pelo menos nunca achei, tanto que ainda hoje li o comentário de pessoas que não se importam com religião dizendo que devemos ouvir Jesus e agirmos com piedade e não com violência, ainda concluindo com "olha até onde tive que vir, eu que nunca me importei com isso preciso dizer aos cristãos para seguir a palavra e os ensinamentos de seu Salvador e Criador". haha

Eu não defendo o Lula, acredito que pelo bem da justiça ele deve ficar na cadeia, este é um dos motivos que me faz ser contra o PT neste momento.

Amoedo é um candidato que se mostrou muito mais seguro e diplomático, uma escolha infinitamente mais sensata e cabível, se ele fosse a opção primordial eu nem estaria aqui, deixaria as cosias seguirem seu rumo natural.
Bom dia

Pelo menos onde eu nasci e cresci sempre teve os radicais da esquerda, porque moro próximo de fabricas. A diferença que naquela epoca a esquerda investia apenas nos "trabalhadores" mas hoje estão indo para outras areas da sociedade tentando criar divisões.


E quem está pedindo por violencia? Eu não estou. Sobre Jesus e religião eu não sei, sou ateu, mas sou contra o que a esquerda está fazendo ao tentar fechar as portas do cristianismo. Religião é um direito do cidadão e ponto.

Sobre o Amoedo, não tenho nada contra os VERDADEIROS eleitores do cara, sou contra os falsos que dizem que vai votar no Amoedo mas digita 13 na urna.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Amigo, creio que você caiu numa distorção das coisas.

A pessoa que você descreveu é o isento. Ser isento é você não tomar partido, mas analisar as coisas de acordo não com o lado, mas com valores próprios.

Ser isento é uma opção tão valida quanto qualquer outra.

Algumas pessoas avaliam que se vc tem uma posição isenta ao ver algo provavelmente ruim acontecer e não escolhe lado, você está errado.

É uma opinião que eu até concordo, mas vc está errado no sentido que deveria tomar um lado para evitar o erro.

Mas acho que é algo bem pessoal e ser isento é seu direito.

O termo Isentão surgiu quando pessoas fingiam ser isentas mas usavam de indiretas para atacar um lado.

A charge do Cafetão é a definição em meme do Isentão. Que parece não ser o seu caso.
Um exemplo de isenção que vejo como caráter benéfico para o hoje, são as pessoas que diziam "tanto faz quem ganhar, amanhã terei que trabalhar, cuidas dos meus afazeres e viver a minha vida do mesmo jeito". Se puderem com 100% de certeza que as pessoas, mesmo com a história contra, botar o corpo no fogo de que, nada mudará de maneira tão drástica, imprevisível e que danifique nossas convivências relativamente pacificas, aí sem problema, porque sabemos que a constituição é apenas um papel que pode ser transgredido, não tomará fisicamente partido por nós se estivermos em situações muito delicadas e parece que também não teremos muito apoio para nos resgatarem, estaremos abandonados.

No caso do Bolsonaro vou aproveitar para esclarecer algo que me lembrei. O Lula quando começou a concorrer era visto como alguém perigoso, portanto definhou nas eleições, só se tornou viável quando se apresentou mais brando, tanto que após seu primeiro governo chegou a ter mais de 80% de aprovação, por isso digo que não que NUNCA devemos votar no Bolsonaro, mas neste momento, convenhamos, não transparece o equilíbrio que nos segura, tanto que a rejeição, mesmo em tempos de polarização, ultrapassa os 40%, desconsiderar estes dados, ainda que considere forjados, é desconsiderar a legitimidade de outros seres-humanos, dos quais somos obrigados a conviver diariamente.

Como disse, curto radicalismos, mas depende do que isso envolve, se acham que envolver milhões de pessoas numa aposta nebulosa é o caminho mais sensato, acredito que está havendo um erro severo de cognição.

Não vejo problemas em isenção em si, sinceramente. Isenção é necessária num estágio de desconhecimento ou de pré-conhecimento.

Mas devia parar por aí. Não parando, das duas uma:

1 - A pessoa é covarde demais pra admitir que a própria escolha é uma m**** - embora não faça sentido prático, esse tipo de pessoa existe aos montes;
2 - Ser "isento pra sempre", porque nesse caso é um sinal de caráter fraco.
Você acha que pela forma que me expresso estou sendo fraco? Por isso falei pro pessoal me bombardear de questões polêmicas que a única saída parece ser a unilateralidade, confio que quase nada, ou talvez nada, seja 8 ou 80.

Um erro crasso que as pessoas costumam julgar, eu adoro filosofia, história e geografia, matérias consideradas inúteis por muitos, a filosofia em especial dizem que são respostas arbitrárias e definitivas, sendo que ela em si não possui uma abordagem deste tipo, tanto que para cada um que contestam existe mais de um do outro lado, é um jogo onde a razão está nas ponderações diplomáticas.
 

Dean

Bam-bam-bam
Mensagens
4.921
Reações
7.407
Pontos
349
Eu acho que voce nao entendeu bem o que é um isentão.

Isentão na politica por exemplo é aquele cara que tem uma posição politica firme sobre determinado assunto, vamos supor que ele seja de esquerda, dai chega um um topico que discute politica sobre essa polarização que voce diz entre direita e esquerda, ai o isentão se passa como alguém de centro por exemplo, alheio a o que acontece, mete o pau no cara de direita mas diz que ele vota sei la no amoedo, ele nao tem interesse naquela discussão, ele meteu o pau no Bolsonaro, disse que ele é homofobico e isso é tão grave quanto o roubo de bilhões do PT, mas no fundo esse cara é eleitor do Haddad.

entendeu o isentão?
Isentão tecnicamente é um cara de esquerda, que se esconde atrás de uma hipotética imparcialidade. Ninguém presta, nunca votou no PT, ou já votou mas não vota mais, etc.

Mas no dia das eleições é 13 e confirma.
Isentao tecnicamente é alguém que tem vergonha de se posicionar.
Não vejo problemas em isenção em si, sinceramente. Isenção é necessária num estágio de desconhecimento ou de pré-conhecimento.

Mas devia parar por aí. Não parando, das duas uma:

1 - A pessoa é covarde demais pra admitir que a própria escolha é uma m**** - embora não faça sentido prático, esse tipo de pessoa existe aos montes;
2 - Ser "isento pra sempre", porque nesse caso é um sinal de caráter fraco.
Mas vocês acreditan que isso acontece em um fórum? Não vejo motivo pra alguém esconder sua verdadeira opinião em um fórum de discussão onde ninguem sabe sua identidade real.

Acho que a maioria das vezes é mais acusações de isentão do que realmente um isentão.
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.412
Reações
74.481
Pontos
553
Você acha que pela forma que me expresso estou sendo fraco? Por isso falei pro pessoal me bombardear de questões polêmicas que a única saída parece ser a unilateralidade, confio que quase nada, ou talvez nada, seja 8 ou 80.

Um erro crasso que as pessoas costumam julgar, eu adoro filosofia, história e geografia, matérias consideradas inúteis por muitos, a filosofia em especial dizem que são respostas arbitrárias e definitivas, sendo que ela em si não possui uma abordagem deste tipo, tanto que para cada um que contestam existe mais de um do outro lado, é um jogo onde a razão está nas ponderações diplomáticas.
Grose, concordo com sua resposta ao meu texto, mas foi sua resposta ao Luciano que me acendeu uma luz de que você não entendeu bem nossa explicação.

Isento é a pessoa que, numa situação X, não escolhe as opções que tem porque nenhuma das duas é OK para ele. Todas tem suas vantagens e desvantagens e ele não toma partido.
Esse é o isento. E todos aqui concordaram (alguns mais, outros menos) que é direito da pessoa ser isenta e que não há nada de errado nisso. Se tem duas, três ou quatro opções e nenhuma agrada ela, ela tem o direito de não seguir nenhuma.

O isentão é totalmente outro caso. É alguém que tem uma escolha mas finge não ter e utiliza desse fingimento para atacar o outro lado de forma dissimulada.

Quando Luciano disse que essa pessoa é uma covarde, ela não estava dizendo que quem é isento é covarde, mas que o isentão é covarde.

Por exemplo:

Não vou votar nem em Bolsonaro nem em Hadad, um é um homofóbico racista o outro é um marionete de um criminoso que roubou bilhões e destruiu o país.

A pessoa é isenta. Eu, como Bolsoninon, posso não concordar com sua visão de que ele é isso e aquilo, mas você é isento e é seu direito acreditar no que quiser.

Outro exemplo:

Não vou votar nem em Bolsonaro nem em Haddad, acho que essa polarização é muito ruim para o país. Achei totalmente errado Bolsonaro levar uma facada. Claro, ele prega a violência e nada mais justo que ele ser vitima dessa mesma violência. Haddad não é um santo tbm. Mas ao menos ele não fica o tempo todo incentivando pessoas a atacarem gays e negros. Não, não sou PTista, mas eles tem um ponto importante a seu favor que terem tirado 600 milhões de brasileiros da pobreza, enquanto Bolsonaro nesses anos todos não apresentou nenhuma proposta, apenas ganhando o salário altíssimo de deputado sem fazer nada. Já disse que não sou PTista, mas tenho amigos gays e não gostaria que um presidente que prega que eles devam morrer seja nosso líder.

A pessoa é isentona. Ela vai votar PT mas diz que não porque não quer admitir que vai votar no partido mais corrupto da história recente de nosso país.

Confira de novo a charge do Cafetão Chines, ela é a mais pura representação do isentão.

E, sim, ele é covarde.

Mas vocês acreditam que isso acontece em um fórum? Não vejo motivo pra alguém esconder sua verdadeira opinião em um fórum de discussão onde ninguém sabe sua identidade real.

Acho que a maioria das vezes é mais acusações de isentão do que realmente um isentão.
Sabe, as pessoas muitas vezes não tem motivo para fazer as coisas, mas fazem.

Outras vezes elas tem motivos para fazer, mas não querem que saibam que elas tem motivos.

Basta entrar nos tópicos do Bolsonaro.
Tem gente que não gosta dele e explica seus motivos.
Tem gente que não gosta dele, explica seus motivos e você percebe que não é nao gostar dele, mas ser a favor de outro partido.

Aí voce pergunta "Em quem você vai votar?" e a pessoa não revela.

Porque sabe que se ele revelar seu candidato - tão ruim ou, na minha opinião, pior que Bolsonaro - vai ter que ouvir os podres dele.

E a pessoa prefere não revelar para poder criticar sem ser criticado de volta.


Mas... até acho que tem muita gente que é tratada como isentona e não é.
 
Ultima Edição:

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
@Goris Primeiramente devo dizer que todas as postagens suas que li até agora passavam um tom equilibrado, independente do posicionamento, Não sei se sempre é assim mas é algo a ser levado em consideração.

Segundo que eu acho que entendi o que significa isentão, é que é contraditório e desnecessário agir desta maneira, devemos nos posicionar mas sempre avaliando se aquilo que acreditamos faz parte de nós e é benéfico para o mundo que nos cerca. Isso me parece fácil porque como disse acima, nunca vi necessidade de me colocar sob algum extremo, por isso podem me considerar anarquista, apesar de eu não me ver assim. É o mesmo com a religião, não tenho religião e nem me considero ateu, acho muitas igrejas arquitetonicamente bonitas, a bíblia é um livro muito interessante, bato altos papos com padres e freiras, que sabem do meu posicionamento sem posição, que nós encaramos como uma questão metafisica, e tá tudo certo, sem neuras.

Outra coisa que eu disse acima é que acredito na educação, se houve entre centro, esquerda e direita esta posição é a que eu escolheria hoje. Você deve ter lido sobre o quanto esta história que estamos vivenciando já se repetiu, e em nenhuma delas acabou bem, mesmo quando foi escolha do povo, por isso sou partidário daquela máxima "Nunca me sinto tão errado como quando dizem que estou certo", isto porque a maioria das pessoas visa a sobrevivência ou a probabilidade dela, para obter isso muitas vezes jogam suas vidas em tamanha obscuridade de risco extremamente alto, algo que não seria necessário se tivéssemos mais confiança em nós, uns nos outros como espécie.

Perceba que quando falo de favorecermos como povo e cuidar do planeta, em momento algum digo que devemos equalizar os ganhos ou qualquer manobra que pareça socialista, considero até muitas estas coisas insignificantes, viver a vida com dignidade e alegria vai muito além dos lucros obtidos, da fartura, do conforto e da segurança, gosto de ter como exemplo os suicidas, em especial o Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, que antes de morrer disse em sua última entrevista "quem pensa que fama, sexo e dinheiro significam alguma coisa, está enganado, isto significa muito pouco, talvez nada".

Sem me prolongar demais, até porque me complemento pelas minhas outras postagens, mas escolher qualquer um daqueles tidos como extremo, fica no ar a sensação de revanche, tanto que o pessoal tem destacado muito mais o lulopetista e antipetismo que formas de governabilidade sadias e que preservem nossa sanidade, é o combater um erro com outro erro, já que não posso sair dando na cara de quem discorda vou colocar um outro que promete foder com eles e pronto, tá acabado. Claro que ninguém vai admitir isso, talvez nem eles saibam, por isso me dediquei ontem e hoje de elucidar alguns pontos na internet e com pessoas que mantenho contato, mesmo que isso fortaleça seus posicionamentos, ao menos os faz crer de que este é definitivamente a melhor escolha, porque depois, não adianta chorar.

Mas vocês acreditan que isso acontece em um fórum? Não vejo motivo pra alguém esconder sua verdadeira opinião em um fórum de discussão onde ninguem sabe sua identidade real.

Acho que a maioria das vezes é mais acusações de isentão do que realmente um isentão.
Se mais pessoas assistissem e compreendessem Império dos Sonhos, talvez este fosse um mundo melhor.

Eu amo este filme. haha
 

Goris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.412
Reações
74.481
Pontos
553
@Goris Primeiramente devo dizer que todas as postagens suas que li até agora passavam um tom equilibrado, independente do posicionamento, Não sei se sempre é assim mas é algo a ser levado em consideração.

Segundo que eu acho que entendi o que significa isentão, é que é contraditório e desnecessário agir desta maneira, devemos nos posicionar mas sempre avaliando se aquilo que acreditamos faz parte de nós e é benéfico para o mundo que nos cerca. Isso me parece fácil porque como disse acima, nunca vi necessidade de me colocar sob algum extremo, por isso podem me considerar anarquista, apesar de eu não me ver assim.
Grose eu reli meu post e acho que está havendo um mal-entendido.

Você veio se considerando isentão, deu uma definição de isentão e se classificou nela. Mas a sua definição é de isento - que é diferente de isentão - e foi algo que não só eu disse.

Entenda, quem criou o termo "Isentão" foi justamente a turma que viu esse grupo surgir. você não se encaixa no isentão.

De repente o seu conceito de isentão não tá em sintonia com o que explicamos.

De novo, a pessoa isenta é a pessoa que não escolhe lados por alguma razão (e por não ser torcedora, algumas vezes até vê as coisas de fora e tem melhor visão delas) e o isentão é a pessoa que finge ser isenta, mas usa essa falsa isenção para disfarçadamente apoiar apenas um lado (que é seu real lado), ou seja, ela finge não ter lado.

Em momento algum eu ataquei você - de novo, que é isento por tudo o que disse - mas sim disse que o isentão é um covarde, pois ele finge não ter lados mas sempre distorce as coisas para um lado.

Vou reler de novo, mas sem vc ter quotado o ponto exato onde enxergou que eu te ataquei, não tenho como explicar melhor.

É o mesmo com a religião, não tenho religião e nem me considero ateu, acho muitas igrejas arquitetonicamente bonitas, a bíblia é um livro muito interessante, bato altos papos com padres e freiras, que sabem do meu posicionamento sem posição, que nós encaramos como uma questão metafisica, e tá tudo certo, sem neuras.
Eu tbm não tenho religião, apesar de entender a importância que ela tem e até seus valores filosóficos.

Outra coisa que eu disse acima é que acredito na educação, se houve entre centro, esquerda e direita esta posição é a que eu escolheria hoje. Você deve ter lido sobre o quanto esta história que estamos vivenciando já se repetiu, e em nenhuma delas acabou bem, mesmo quando foi escolha do povo, por isso sou partidário daquela máxima "Nunca me sinto tão errado como quando dizem que estou certo", isto porque a maioria das pessoas visa a sobrevivência ou a probabilidade dela, para obter isso muitas vezes jogam suas vidas em tamanha obscuridade de risco extremamente alto, algo que não seria necessário se tivéssemos mais confiança em nós, uns nos outros como espécie.
A educação é a que deveria ser a mais isenta possível, porque deveria dar as bases para a pessoa crescer e saber escolher o que é melhor para si, para os outros e para todos.


Perceba que quando falo de favorecermos como povo e cuidar do planeta, em momento algum digo que devemos equalizar os ganhos ou qualquer manobra que pareça socialista, considero até muitas estas coisas insignificantes, viver a vida com dignidade e alegria vai muito além dos lucros obtidos, da fartura, do conforto e da segurança, gosto de ter como exemplo os suicidas, em especial o Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, que antes de morrer disse em sua última entrevista "quem pensa que fama, sexo e dinheiro significam alguma coisa, está enganado, isto significa muito pouco, talvez nada".

Sem me prolongar demais, até porque me complemento pelas minhas outras postagens, mas escolher qualquer um daqueles tidos como extremo, fica no ar a sensação de revanche, tanto que o pessoal tem destacado muito mais o lulopetista e antipetismo que formas de governabilidade sadias e que preservem nossa sanidade, é o combater um erro com outro erro, já que não posso sair dando na cara de quem discorda vou colocar um outro que promete foder com eles e pronto, tá acabado. Claro que ninguém vai admitir isso, talvez nem eles saibam, por isso me dediquei ontem e hoje de elucidar alguns pontos na internet e com pessoas que mantenho contato, mesmo que isso fortaleça seus posicionamentos, ao menos os faz crer de que este é definitivamente a melhor escolha, porque depois, não adianta chorar.
Sabe, nesse ponto discordamos.
Extremos quase nunca são bons, mas algumas vezes são necessários.
Os EUA - que nossas escolas ensinam serem os vilões do mundo - eram um país isolacionista até ser atacado pelo Japão.
A Inglaterra em sua tentativa de apaziguação viu a Alemanha Nazista se rearmar, ameaçar outros países, tirar liberdades de seus próprios cidadãos, mas ficou apenas na conversa, até a Alemanha estar tão forte que conquistou metade da Europa.
Em Cuba, viram Castro tornar o país uma ditadura e acharam que seria bom, apesar dos índices bons em vários pontos, milhares de cubanos arriscam a vida todos os anos em busca de liberdade, algo que eles não tem em sua casa.
Na Somália, quando o país se tornou independente, passou a crescer com o capitalismo. Quando o capitalismo começou a beneficiar mais uns que outros (afinal, alguns continuavam pobres como eram antes e outros enriqueceram) implantaram o socialismo, que pregava igualdade, mas assim como em todo lugar, trouxe ditadura, opressão, fome e morte. Hoje o país é uma anarquia (no pior sentido) com as pessoas preferindo radicais islâmicos no poder que o caos que antes havia.
Na Venezuela, logo aqui do lado, quando um governo de esquerda com tendencias bem parecidas com o PT tomou o poder, foi visto como democracia. Quando eliminaram a imprensa livre, foi visto como um preço a se pagar para impedir as mentiras das elites, quando o governo tomou empresas, foi visto como tomar dos ricos e dar ao povo, quando o exército foi aparelhado, foi visto como impedir o risco de um golpe. Finalmente, quando tudo ruiu (as pessoas sempre fingem não ver, mas a Somália é o exemplo de como vai ser a Venezuela se nada for feito) e as pessoas passaram a não ter papel higiênico, serviços públicos, comida (mas com a ditadura, opressão, fome e tal) é que viram a m**** que foi.

Veja, eu não sou isento, eu escolhi um lado e sou bem claro em relação a isso. Não sou melhor do que você, meu lado não é melhor do que o seu, mas eu sinto que neste momento tudo tem provado que seguir no caminho do meio não é a melhor escolha.

Se mais pessoas assistissem e compreendessem Império dos Sonhos, talvez este fosse um mundo melhor.

Eu amo este filme. haha
Nunca nem ouvi falar, mas vou procurar.

PS: Se algo que eu escrevi pareceu um ataque, cite essa parte ou ponha em negrito ou colorido pra eu entender onde vc enxergou, se eu me expressei mal, peço desculpas.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
@Goris Eu não achei que você me atacou, apesar de ter parecido irônico, eu não fui, falei sinceramente sobre você, o acho educado e sensato pelas postagens que li. haha

Vou ler o resto e se tiver algo a acrescentar logo te respondo, só quis fazer esta correção o quanto antes para não ficar com esta impressão negativa.
 

Wayne Gretzky

Mil pontos, LOL!
Mensagens
38.635
Reações
53.566
Pontos
1.024
esse é o isentão clássico:



Ator diz que concorda ao mesmo tempo com Manuela D’Ávila e João Amoêdo
Pedro Cardoso acredita que as ideias comunistas da deputada gaúcha e as ideias liberais do engenheiro têm, ambas, qualidades interessantes


“Encontrei pontos que me interessam no discurso da Manuela D’Ávila, que é do PCdoB, e (…) no discurso de um homem que eu nem conhecia chamado João Amoêdo, que é de um partido que se chama Partido Novo, e que têm posições bastante diferentes”, resumiu. Cardoso disse que não se pode ficar preso a uma única ideologia, porque nenhuma é capaz de dar conta de toda a verdade.


Ele também comentou que os países mais prósperos são os que conseguem combinar liberdade individual e justiça ou bem-estar social. ‘Tenho estado interessado na Manuela D’Ávila, justamente porque as ideias comunistas têm sido muito rejeitadas, e tenho estado interessado nesse outro homem que é um liberal absoluto e propõe uma desregulamentação total de tudo”. Disse ainda que é a favor de que o Congresso não funcione o ano inteiro.

https://www.boletimdaliberdade.com.br/2018/07/10/ator-diz-que-concorda-ao-mesmo-tempo-com-manuela-davila-e-joao-amoedo/





“Eu que não pensava mais em votar no Lula em nenhuma hipótese, fiquei com vontade de votar nele porque tanta gente quer votar no Lula que talvez essa sabedoria popular esteja mais certa que a minha hesitação elitista.”
 

Baralho

Bam-bam-bam
Mensagens
7.661
Reações
25.003
Pontos
353
O isentão é o eleitor "indeciso" que finge não saber que o muro tem dono.
 

neil young

Mil pontos, LOL!
Mensagens
56.409
Reações
59.363
Pontos
1.064
esse é o isentão clássico:



Ator diz que concorda ao mesmo tempo com Manuela D’Ávila e João Amoêdo
Pedro Cardoso acredita que as ideias comunistas da deputada gaúcha e as ideias liberais do engenheiro têm, ambas, qualidades interessantes


“Encontrei pontos que me interessam no discurso da Manuela D’Ávila, que é do PCdoB, e (…) no discurso de um homem que eu nem conhecia chamado João Amoêdo, que é de um partido que se chama Partido Novo, e que têm posições bastante diferentes”, resumiu. Cardoso disse que não se pode ficar preso a uma única ideologia, porque nenhuma é capaz de dar conta de toda a verdade.

Ele também comentou que os países mais prósperos são os que conseguem combinar liberdade individual e justiça ou bem-estar social. ‘Tenho estado interessado na Manuela D’Ávila, justamente porque as ideias comunistas têm sido muito rejeitadas, e tenho estado interessado nesse outro homem que é um liberal absoluto e propõe uma desregulamentação total de tudo”. Disse ainda que é a favor de que o Congresso não funcione o ano inteiro.

https://www.boletimdaliberdade.com.br/2018/07/10/ator-diz-que-concorda-ao-mesmo-tempo-com-manuela-davila-e-joao-amoedo/





“Eu que não pensava mais em votar no Lula em nenhuma hipótese, fiquei com vontade de votar nele porque tanta gente quer votar no Lula que talvez essa sabedoria popular esteja mais certa que a minha hesitação elitista.”
Perfeito, mais um falso eleitor do Amoedo.


Coitado do Amoedo, a esquerda criminosa sequestrou a campanha dele para bancar de imparciais.
 

Grose

Bam-bam-bam
Mensagens
8.023
Reações
12.442
Pontos
459
Perfeito, mais um falso eleitor do Amoedo.

Coitado do Amoedo, a esquerda criminosa sequestrou a campanha dele para bancar de imparciais.
Pior que eu, sinceramente, aceito o Amoedo como escolha equilibrada, até por ele ter respondido as reportagens de acordo, até onde vi, sem recorrer aos seus auxiliares, com calma, segurança, espontaneidade e sem agressividade. Bastante plausível, uma pena que no fim das contas seja absorvido deste jeito, porém, espero que quem confia nele que permaneça confiando.

@Goris Pois é, se discordamos daí não há o que se fazer, o que eu poderia é fazer um tratado de como encaixaria cada aspecto para que o todo funcionasse, portanto, permaneço com a ideia de que o equilíbrio continua sendo a melhor saída, talvez não para mim ou para você, e talvez não seja candidato X ou Y que represente isto, mas definitivamente estes candidatos não são Haddad e Bolsonaro, qualquer um deles que ganhar vai ficar aquele climão de insegurança, uma bomba prestes a explodir, que parece ser o desejo de muitos para identificar o tão sonhado inimigo e reforçar a estúpida união de grupo.

Lembrando que divisão é quando a rejeição de cada lado quase bate os 50%, muito diferente de 80~20, afinal, como disse diversas vezes, por mais que vivessemos no paraíso idealizado das perfeições e cada pessoa fizesse suas próprias regras, não haveria 100% de satisfação.

Vai ser assim o sentimento de posse no fim das contas. haha
 

Malaquias Duro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.082
Reações
48.243
Pontos
553
Conheço muitos isentões. Participam ativamente das conversas e, nessas eleições, criticam vorazmente o Bolsonaro. Despreparado, machista, homofóbico, etc...

Aí você argumenta sobre todos os defeitos do PT, Haddad e Ciro. Logo dizem que cagam para eles, que não são petistas e que vão votar no Ciro pra evitar a polarização. E voltam a.criticar apenas o Bolsonaro.

Aí você pergunta em quem votam no segundo turno se tiver e eles dizem que vão anular porque não tem perigo de votar no Bolsonaro. Aí você diz que eles tem conversa de que votariam no Haddad. Basta isso para se ofenderem e voltar a falar mal do Bolsonaro apenas.

É gente que quer o PT de volta, mas tem vergonha de apoiar a quadrilha.
 
Topo Fundo