O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


TÓPICO OFICIAL DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA JAIR MESSIAS BOLSONARO

Qual será a moeda nova agora com Bolsonaro?

  • BOLSOS

  • MITOS

  • PITÚS

  • BOLSONAROS

  • TALKEIS

  • NIÓBIOS

  • HELENÕES

  • COISOS

  • JAIRES

  • BONOROS


Results are only viewable after voting.

xDoom

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.920
Reações
117.661
Pontos
589
Salles passando vergonha no roda viva

E o Tarcísio fez viagem de caminhão pela 163. De Freitas tá trabalhando pra caralho
Engraçado, o roda viva que eu vi mostrou ele decepando os lacradores.

Curiosamente os esquerdistas falavam que bolsonaro tb foi mal e ele venceu.

Qual será a versão que representa mais a realidade? Da galera que só erra?
 


marciofz

Bam-bam-bam
Mensagens
1.253
Reações
6.451
Pontos
303
Se cavarem, vão encontrar muito mais coisas por aí.

Já começaram com o "mas ele ajudou bilhões de pessoas a saírem da pobreza"?
Não fala besteira...
Todos sabemos que foram trilhões de pessoas.

Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk
 

marciofz

Bam-bam-bam
Mensagens
1.253
Reações
6.451
Pontos
303
Tantas coisas assim acontecendo... Tá me parecendo sabotagem...
Instituições aparelhadas, causam acidentes propositalmente pra atrapalhar o andamento do governo.

Será?


Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk
 


Snorlax Junior

Bam-bam-bam
Mensagens
2.246
Reações
6.259
Pontos
303
Tantas coisas assim acontecendo... Tá me parecendo sabotagem...
Instituições aparelhadas, causam acidentes propositalmente pra atrapalhar o andamento do governo.

Será?


Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk
Não duvidaria afinal pessoas de esquerda tem serios problemas
 

*Splash*

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.304
Reações
35.196
Pontos
664
Bolsonaro tem aval de médicos para alta nesta quarta-feira
O presidente Jair Bolsonaro recebeu aval da equipe médica para ter alta do Hospital Albert Einstein nesta quarta-feira, 13. A data de saída vai depender do Palácio do Planalto. Nesta segunda, ele completou 15 dias de internação.

Após duas semanas de uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal, Bolsonaro já se alimenta com dieta leve e apresentou melhora do quadro pulmonar - ele foi diagnosticado com pneumonia na semana passada. De acordo com os médicos, o presidente precisa ficar internado até quarta, quando termina o período de medicação com antibióticos administrados para conter a infecção.


fonte
 

_alef_

Bam-bam-bam
Mensagens
8.994
Reações
9.388
Pontos
353
Engraçado, o roda viva que eu vi mostrou ele decepando os lacradores.

Curiosamente os esquerdistas falavam que bolsonaro tb foi mal e ele venceu.

Qual será a versão que representa mais a realidade? Da galera que só erra?
Olha, isso eu nao sei, o que eu sei é que ele omitiu informação, existe dualidade entre o que foi dito e o que foi feito no tempo da secretaria de sp e ainda se confundiu sobre alguns acontecimentos.

E o que o Bolsonaro tem haver com que esse tipo de entrevista? Primeiro, que comparação medíocre comparar o trabalho de um ministro com de um presidente.
 

sparcx86_GHOST

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
27.391
Reações
18.494
Pontos
784
Pelo que temos visto está indo tudo bem apesar de já terem duas tragédias no inicio do ano que foi Brumadinho e esse incêndio agora no Flamengo.
Em ambos os casos, espero que alguém seja preso.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.491
Reações
89.784
Pontos
989
Major Olímpio diz que Onyx não fala em nome de Bolsonaro

BRASÍLIA - O PSL no Senado articula uma política de boa vizinhança com o MDB para obter os votos do partido em propostas consideradas prioritárias pelo Palácio do Planalto, como a reforma da Previdência. Disposto a retomar as relações com o partido de Renan Calheiros (AL) depois de o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ter apoiado a eleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para o comando do Senado, o líder do PSL na Casa, Major Olímpio (SP), disse aos colegas que o ministro não agiu em nome do presidente Jair Bolsonaro.

Major Olímpio também se candidatou à presidência do Senado, mas desistiu da disputa, no último dia 2, a pedido do PSL. Embora a estratégia do partido de Bolsonaro tenha sido montada às pressas, naquele dia, para tentar unificar a oposição a Renan no plenário, o líder da sigla no Senado afirmou que Onyx “nunca deveria ter interferido” na eleição e muito menos se posicionado a favor de Alcolumbre.

“Onyx é interlocutor político do governo, mas não é o governo. Foi impróprio o que ele fez. Agora, vamos curar as feridas. Nós precisamos do MDB, assim como do PP de Esperidião Amin, por exemplo”, comentou ele, em uma referência ao senador de Santa Catarina, que também concorreu à eleição.

Ao lembrar que uma proposta de emenda à Constituição, como a reforma da Previdência, precisa do apoio de 49 senadores, Major Olímpio fez mais uma crítica a Onyx. “Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos e o governo precisa de 49 para aprovar uma PEC. Não necessariamente esse resultado vai se refletir nas votações, mas é um indicativo”, argumentou o líder do PSL no Senado.

O que mais contrariou Major Olímpio foi o fato de Onyx ter “dado a impressão” de que agia em nome de Bolsonaro. “Se o grupo do ministro estava ali na eleição representando o governo, quer dizer que todos os outros candidatos eram contra o governo? E eu era o quê? Não existe ninguém mais governo do que eu”, afirmou o senador.
Articulador político do Planalto no Congresso, Onyx não responde a críticas de aliados sobre sua atuação no Senado. “Isso faz parte”, desconversa ele, sempre que questionado sobre o assunto. “Eu estou na paz.”

Mesmo assim, apesar de capitanear a estratégia para derrubar Renan, o chefe da Casa Civil afirmou que vai conversar nos próximos dias com o MDB, a maior bancada no Senado. Na prática, o Planalto quer investir no racha do MDB e se aproximar da ala do partido que é contrária a Renan.

Cargos. A senadora Simone Tebet (MDB-MS), por exemplo, será presidente da Comissão de Constituição e Justiça. No último dia 2, Simone – desafeta de Renan – retirou a candidatura avulsa no Senado e apoiou Alcolumbre. O MDB também deverá comandar a Comissão Mista de Orçamento. Na Mesa Diretora da Casa, porém, o partido ficou apenas com a Segunda-Secretaria.

Depois do confronto do último dia 2, Renan se refugiou no interior de Alagoas. Em conversas reservadas, disse ter sido “traído” pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele contava com o respaldo de Flávio, mas, na segunda votação, o filho de Bolsonaro foi à tribuna e, pressionado pelas redes sociais, rompeu o sigilo. Abriu o voto, anunciando aval a Alcolumbre.
A volta de Renan ao Senado está prevista para esta semana. Nos bastidores, seus interlocutores argumentam que, com o “ódio encapsulado”, ele será o líder da oposição. Para o ex-senador Paulo Bauer (PSDB-SC), no entanto, nada é definitivo. “Renan já se reinventou várias vezes. Não custa se reinventar de novo”, amenizou Bauer, secretário especial da Casa Civil para cuidar de assuntos do Senado.

=================================

Olímpio não fará falta.
 

Coffinator

Mil pontos, LOL!
Mensagens
56.326
Reações
136.868
Pontos
1.029
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
 

♈he Øne

Bam-bam-bam
Mensagens
2.928
Reações
9.554
Pontos
303
Major Olímpio diz que Onyx não fala em nome de Bolsonaro

BRASÍLIA - O PSL no Senado articula uma política de boa vizinhança com o MDB para obter os votos do partido em propostas consideradas prioritárias pelo Palácio do Planalto, como a reforma da Previdência. Disposto a retomar as relações com o partido de Renan Calheiros (AL) depois de o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ter apoiado a eleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para o comando do Senado, o líder do PSL na Casa, Major Olímpio (SP), disse aos colegas que o ministro não agiu em nome do presidente Jair Bolsonaro.

Major Olímpio também se candidatou à presidência do Senado, mas desistiu da disputa, no último dia 2, a pedido do PSL. Embora a estratégia do partido de Bolsonaro tenha sido montada às pressas, naquele dia, para tentar unificar a oposição a Renan no plenário, o líder da sigla no Senado afirmou que Onyx “nunca deveria ter interferido” na eleição e muito menos se posicionado a favor de Alcolumbre.

“Onyx é interlocutor político do governo, mas não é o governo. Foi impróprio o que ele fez. Agora, vamos curar as feridas. Nós precisamos do MDB, assim como do PP de Esperidião Amin, por exemplo”, comentou ele, em uma referência ao senador de Santa Catarina, que também concorreu à eleição.

Ao lembrar que uma proposta de emenda à Constituição, como a reforma da Previdência, precisa do apoio de 49 senadores, Major Olímpio fez mais uma crítica a Onyx. “Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos e o governo precisa de 49 para aprovar uma PEC. Não necessariamente esse resultado vai se refletir nas votações, mas é um indicativo”, argumentou o líder do PSL no Senado.

O que mais contrariou Major Olímpio foi o fato de Onyx ter “dado a impressão” de que agia em nome de Bolsonaro. “Se o grupo do ministro estava ali na eleição representando o governo, quer dizer que todos os outros candidatos eram contra o governo? E eu era o quê? Não existe ninguém mais governo do que eu”, afirmou o senador.
Articulador político do Planalto no Congresso, Onyx não responde a críticas de aliados sobre sua atuação no Senado. “Isso faz parte”, desconversa ele, sempre que questionado sobre o assunto. “Eu estou na paz.”

Mesmo assim, apesar de capitanear a estratégia para derrubar Renan, o chefe da Casa Civil afirmou que vai conversar nos próximos dias com o MDB, a maior bancada no Senado. Na prática, o Planalto quer investir no racha do MDB e se aproximar da ala do partido que é contrária a Renan.

Cargos. A senadora Simone Tebet (MDB-MS), por exemplo, será presidente da Comissão de Constituição e Justiça. No último dia 2, Simone – desafeta de Renan – retirou a candidatura avulsa no Senado e apoiou Alcolumbre. O MDB também deverá comandar a Comissão Mista de Orçamento. Na Mesa Diretora da Casa, porém, o partido ficou apenas com a Segunda-Secretaria.

Depois do confronto do último dia 2, Renan se refugiou no interior de Alagoas. Em conversas reservadas, disse ter sido “traído” pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele contava com o respaldo de Flávio, mas, na segunda votação, o filho de Bolsonaro foi à tribuna e, pressionado pelas redes sociais, rompeu o sigilo. Abriu o voto, anunciando aval a Alcolumbre.
A volta de Renan ao Senado está prevista para esta semana. Nos bastidores, seus interlocutores argumentam que, com o “ódio encapsulado”, ele será o líder da oposição. Para o ex-senador Paulo Bauer (PSDB-SC), no entanto, nada é definitivo. “Renan já se reinventou várias vezes. Não custa se reinventar de novo”, amenizou Bauer, secretário especial da Casa Civil para cuidar de assuntos do Senado.

=================================

Olímpio não fará falta.
O pior não é ser contra ou ter desafetos com alguém, mas ficar levando isso a publico.
 

♈he Øne

Bam-bam-bam
Mensagens
2.928
Reações
9.554
Pontos
303
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
Essa ditadura ta um Porre. :coolface
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.491
Reações
89.784
Pontos
989
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
Nem levou pro DOPS?
Ditamole.
 

Illidan

Bam-bam-bam
Mensagens
8.866
Reações
15.462
Pontos
409
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
Certeza que o nome deles já está no DOPS 2.0.
 

edineilopes

Retrogamer
Mensagens
22.945
Reações
63.932
Pontos
654
Depois do confronto do último dia 2, Renan se refugiou no interior de Alagoas. Em conversas reservadas, disse ter sido “traído” pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele contava com o respaldo de Flávio, mas, na segunda votação, o filho de Bolsonaro foi à tribuna e, pressionado pelas redes sociais, rompeu o sigilo. Abriu o voto, anunciando aval a Alcolumbre.
Olímpio é um desagregador. Provável que nem se reeleja. O pior da notícia é esse Flávio aí. Sujeito gosta de más companhias, hein?

Baita fraquejada do presidento.
 

Lord_Revan

Mil pontos, LOL!
Mensagens
61.042
Reações
96.421
Pontos
1.124
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
Esse nosso regime facista, nazista, sonysta, tá uma merda hein.
.
Nem para dar ordem aos agentes de segurança para descer o pau.
.
Aff.
 

Mega_X

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.054
Reações
25.459
Pontos
654
parem de alimentar os trolls esquerdistas, eles gostam mesmo de passar fome assim como papai Maduro os ensinou
 

ffaabbiio

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
11.083
Reações
20.246
Pontos
594
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
É impressionante a idiotisse desse povo, eles realmente acreditam nas besteiras que inventam.
 

teresabahia

Supra-sumo
Mensagens
974
Reações
1.282
Pontos
193
Só estará cumprindo uma promessa de campanha feita para o setor do Agro Business.
Pra mim, pior do que esse perdão, sem duvida alguma foi a aprovação da Lei do Agrotóxico durante o ópio da copa da Fifa, By Maçom Temer.

Entendi.

Adoro esse liberalismo à Brasileira.

Agro é Pop

Enviado de meu SM-G935F usando o Tapatalk
 

Dr. Pregos

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.467
Reações
33.152
Pontos
553
Teste com Mourão
Brasil 12.02.19 10:00

Um casal de homossexuais se beijou numa pizzaria do Rio de Janeiro para “testar a reação” do general Hamilton Mourão, que jantava no local. O vice-presidente, é claro, não deu a menor pelota para a imbecilidade. Segundo O Globo, ele “achou graça, riu e saiu de mãos dadas com a mulher”.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Os viadões quiseram lacrar e ninguém ligou. Maldito estado fascista que nada fez!
ZuNvvDf.jpg
 

kyubi64

Bam-bam-bam
Mensagens
1.980
Reações
3.799
Pontos
349
Bah..
Caio deveria sair do Morning Show... nao tem condições aquilo
hoje foi com o Fudito. Pqp. Deu vergonha alheia. O Caio criticando as merdas que o Dimenstain da cabeca da minha rola falou sobre a politização que tava fazendo da morte do Boechat é o Fudito falou que era o Caio que tava tentando politizar e que não devia citar eles nessa hora de luto. Pqp. Esse vai render tambem como o do Edgalho. Vão vendo:kzangado
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
42.491
Reações
89.784
Pontos
989
Governo prepara pacote de obras para Amazônia



BRASÍLIA - O governo vai começar o seu plano de desenvolvimento pela região amazônica e enviará três ministros ao oeste do Pará para avaliar investimentos de infraestrutura e definir grandes obras na região. A escolha não é casual. O avanço nessas áreas isoladas da floresta e na fronteira atende também a um compromisso de campanha do presidente Jair Bolsonaro de aumentar a presença do Estado no chamado Triplo A. Trata-se de uma área que se estende dos Andes ao Atlântico, onde organismos internacionais supostamente pretendem criar uma faixa independente para preservação ambiental.
A região é estratégica para os militares, que querem marcar posição contra o que chamam de “pressões globalistas”. Como parte dessa estratégia, os ministros Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência), Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) desembarcam nesta quarta-feira, 13, em Tiriós (PA) para discutir com líderes locais a construção de uma ponte sobre o Rio Amazonas na cidade de Óbidos, uma hidrelétrica em Oriximiná e a extensão da BR-163 até a fronteira do Suriname.

A hidrelétrica teria, na avaliação do governo, o propósito de abastecer a Zona Franca de Manaus e região, reduzindo apagões. A ampliação da BR-163 – construída nos anos 1970, ainda inacabada e notícia por causa de seus atoleiros – cumpriria uma meta de integração da Região Norte. Já a ponte ligaria as duas margens do Amazonas por via terrestre, ainda feita por travessia de barcos e balsas. O projeto serviria como mais um caminho para o escoamento da produção de grãos do Centro-Oeste.
Bebianno comparou as iniciativas à retomada do Calha Norte, projeto do governo José Sarney para fixação da presença militar na Amazônia. “A retomada do Calha Norte é fundamental para o Brasil como um todo. Estamos fazendo um mapeamento da região e vamos lá olhar pessoalmente”, afirmou o ministro ao Estado.
O movimento coincide com ação do governo para combater a influência do chamado “clero progressista” da Igreja Católica naregião. O pano de fundo é a realização do Sínodo sobre Amazônia, que será organizado em outubro, em Roma, pelo Vaticano. Entre os temas que serão discutidos estão a situação dos povos indígenas e de quilombolas e os investimentos na região – considerados “agendas de esquerda” pelo Planalto.

A última série de grandes investimentos na Amazônia ocorreu ainda no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o início das obras das hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau, em Rondônia, e Belo Monte, no Pará. Nos governos Dilma Rousseff e Michel Temer, os canteiros foram abandonados ou perderam o ritmo.
O Planalto justifica a escolha dos projetos com o argumento de que a população dos municípios da margem norte do Amazonas está abandonada e seu objetivo é implementar um plano de ocupação para estimular o mercado regional e definir um “marco” da política do governo de incentivo econômico.
Resistências. Um auxiliar de Bolsonaro afirmou que a presença dos ministros do Meio Ambiente e dos Direitos Humanos na comitiva tem por objetivo reduzir eventuais ataques de ativistas e ambientalistas. A área delimitada para o início do plano estratégico é formada por reservas ambientais e territórios de comunidades isoladas, como a dos índios zoés, na região de Santarém.
Para tentar quebrar resistências, o governo vai incluir termos de responsabilidade socioambiental em todas as obras e firmar compromisso de diálogo com as comunidades locais. A equipe do presidente já antevê, no entanto, reações especialmente de países da União Europeia, que têm ligações com as entidades mais influentes da área de defesa da preservação da floresta.
Militares com cargo no governo recusam a comparação com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado por Lula com obras em todo o País, especialmente no Norte e no Nordeste. Ainda está prevista a retomada do projeto de revitalização dos afluentes do Rio São Francisco.
A viabilidade dos projetos de infraestrutura na Amazônia desenhados pelo Planalto esbarra numa série de dificuldades. As tentativas de se instalar uma usina no Rio Trombetas já fracassaram em outros governos por obstáculos socioambientais. O mesmo problema já comprometeu a continuidade da BR-163. A região é de mata densa, sem estradas. Seria necessário abrir uma rodovia na floresta, região marcada por áreas protegidas.
 
Topo