O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


TÓPICO OFICIAL DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA JAIR MESSIAS BOLSONARO

Qual será a moeda nova agora com Bolsonaro?

  • BOLSOS

  • MITOS

  • PITÚS

  • BOLSONAROS

  • TALKEIS

  • NIÓBIOS

  • HELENÕES

  • COISOS

  • JAIRES

  • BONOROS


Results are only viewable after voting.

DanielMF

Veterano
Mensagens
784
Reações
591
Pontos
118
10 Meses de Nhonho no congresso: - Lei do abuso aprovado em uma noite. - CPI das fakenews. - Aprovação da reforma totalmente desidratada em 8 meses. - Lei da censura Katapiroka - Aumento do Fundão do Maia. - Desidratação completa do pacote anticrime. - Homenagem a corruptos.
CPI das fake news - tem que fazer msm, pena que eles não tem capacidade.

-Aprovação da reforma totalmente desidratada em 8 meses - O que foi retirado da reforma, foram coisas que até os especialistas em previdência consideravam ruim. O problema é o que foi colocado por lobby. 8 meses é um tempo normal para uma PEC com tamanha importância.

Lei da censura - não existe isso.

Só para corrigir algumas coisas.
 


Coffinator

Mil pontos, LOL!
Mensagens
57.576
Reações
143.780
Pontos
1.029
Deputado do PSL quebra placa de exposição contra o racismo na Câmara
Brasil 19.11.19 17:19
Por Diego Amorim

O deputado Coronel Tadeu, do PSL de São Paulo, quebrou na tarde de hoje uma placa de uma exposição contra o racismo nos corredores da Câmara. O vídeo está sendo divulgado por deputados do PT e do PSOL como “ato racista”. O parlamentar comentou com O Antagonista a sua decisão de arrancar a placa da parede e quebrá-la:
“Há uma manifestação contra o racismo nos corredores da Câmara. Se eu fosse contra o racismo, eu arrancava tudo, não só essa placa. Essa placa trazia a cena de um policial, com uma arma na mão, se afastando de uma pessoa negra e algemada no chão. Isso aí, sem a maior sombra de dúvida, passa a impressão de que os policiais matam as pessoas negras indiscriminadamente. Aí falei: ‘Não, isso aqui, sim, é racismo’. Simplesmente eu fui lá e arranquei a placa. Essa placa não volta mais. Não tem cabimento ofender uma instituição como a Polícia Militar assim.”

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Herói! Por mais deputados com culhões!
 


constatine

Bam-bam-bam
Mensagens
4.975
Reações
24.447
Pontos
294
Decisão de Toffoli só interessa a criminosos, diz Aras ao STF
PGR se manifestou contra restrição no compartilhamento de relatórios de órgãos como Coaf

95460


Em manifestação enviada ao STF nesta terça-feira, Augusto Aras defende que os ministros da Corte derrubem a decisão de Dias Toffoli por considerar que ela enfraquece o combate aos crimes de lavagem de dinheiro no país.

Para o procurador-geral da República, impedir que órgãos como o Coaf compartilhem dados com o Ministério Público, como decidiu Toffoli, só interessaria aos próprios criminosos.

O chefe da PGR também lembra que tal postura pode prejudicar a imagem do Brasil no exterior ao “descumprir os padrões internacionais de combate da lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo”.

Aras também argumenta que o STF deve derrubar a decisão de Toffoli para evitar a “inclusão do Brasil com um país non compliant das Recomendações do GAFI”.
https://veja.abril.com.br/blog/radar/decisao-de-toffoli-so-interessa-a-criminosos-diz-aras-ao-stf/







Esposa do Nando Moura tem que ficar de olho nele nesse fim de semana.
 

Zefiris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.968
Reações
40.787
Pontos
664
Entre as reuniões de hoje na agenda do Bolsonaro, foram adicionados encontros com o ministro da Defesa, e depois com o infame ministro do Turismo. E amanhã o ministro da Defesa volta a se encontrar com o Bolsonaro:

09h00: Luiz Eduardo Ramos, Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República; e Deputado Estadual André Fernandes (PSL/CE)

10h00: Manoel de Queiroz Pereira Calças, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

11h30: Fernando Azevedo, Ministro de Estado da Defesa

14h00: Antonio Carlos Paiva Futuro, Secretário-Executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República

15h00: Daniel Hajj, Presidente Mundial do Grupo Móvil

16h45: Senadora Soraya Thronike (PSL/MS)
 

Vim do Futuro

Bam-bam-bam
Mensagens
8.914
Reações
33.711
Pontos
353
Cara... fui pesquisar pra ver se não era uma fake news bem infame, e o pior é que não é.

Puta que pariu... os que os caras se submetem a dizer só por conta dessa tara obsessiva ao Lula
Sendo a Folha, eu não duvido de nada.
Até hoje eu estou esperando saber de onde vieram os zilhões de disparos no ZapZap que a tal jornalista inventou.
 

billpower

Power Poster
Mensagens
40.267
Reações
27.032
Pontos
989
Que tal tentar acabar com a pobreza, aumentando o livre mercado em vez de programas assistencialistas seu gordo escroto du karalho.
Esse animal faz tudo pensando no próprio capital político. Se elegeu para o atual mandato com uma votação pífia. Acredita que fazendo isso conseguirá fazer as pessoas esquecerem a pessoa asquerosa que ele é e estas ideias que só buscam escravizar ainda mais o povo no atraso e pobreza como dependentes do Estado. :kzangado
 

Grave Uypo

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
11.286
Reações
19.764
Pontos
553
Decisão de Toffoli só interessa a criminosos, diz Aras ao STF
PGR se manifestou contra restrição no compartilhamento de relatórios de órgãos como Coaf

Visualizar anexo 95460


Em manifestação enviada ao STF nesta terça-feira, Augusto Aras defende que os ministros da Corte derrubem a decisão de Dias Toffoli por considerar que ela enfraquece o combate aos crimes de lavagem de dinheiro no país.

Para o procurador-geral da República, impedir que órgãos como o Coaf compartilhem dados com o Ministério Público, como decidiu Toffoli, só interessaria aos próprios criminosos.

O chefe da PGR também lembra que tal postura pode prejudicar a imagem do Brasil no exterior ao “descumprir os padrões internacionais de combate da lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo”.

Aras também argumenta que o STF deve derrubar a decisão de Toffoli para evitar a “inclusão do Brasil com um país non compliant das Recomendações do GAFI”.
https://veja.abril.com.br/blog/radar/decisao-de-toffoli-so-interessa-a-criminosos-diz-aras-ao-stf/







Esposa do Nando Moura tem que ficar de olho nele nesse fim de semana.
queimei a lingua com esse cara. achei q ele ia ser um bosta petista mas ta sendo bem bom
 

Ice_Breaker

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
39.232
Reações
58.567
Pontos
949
Decisão de Toffoli só interessa a criminosos, diz Aras ao STF
PGR se manifestou contra restrição no compartilhamento de relatórios de órgãos como Coaf

Visualizar anexo 95460


Em manifestação enviada ao STF nesta terça-feira, Augusto Aras defende que os ministros da Corte derrubem a decisão de Dias Toffoli por considerar que ela enfraquece o combate aos crimes de lavagem de dinheiro no país.

Para o procurador-geral da República, impedir que órgãos como o Coaf compartilhem dados com o Ministério Público, como decidiu Toffoli, só interessaria aos próprios criminosos.

O chefe da PGR também lembra que tal postura pode prejudicar a imagem do Brasil no exterior ao “descumprir os padrões internacionais de combate da lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo”.

Aras também argumenta que o STF deve derrubar a decisão de Toffoli para evitar a “inclusão do Brasil com um país non compliant das Recomendações do GAFI”.
https://veja.abril.com.br/blog/radar/decisao-de-toffoli-so-interessa-a-criminosos-diz-aras-ao-stf/







Esposa do Nando Moura tem que ficar de olho nele nesse fim de semana.
C

A

D

E

?
 

Hobgoblin

Bam-bam-bam
Mensagens
3.248
Reações
14.269
Pontos
304

A Nova Esquerda se perdeu completamente. A pressão sobre Gilmar Mendes atingiu em cheio o seu parceiro Toffoli, no que eles dizem ser um efeito "inesperado" da estratégia de buscar o impeachment do Sapão. Ora, não foi exatamente isso que nós falamos que aconteceria?



O que aconteceu depois das manifestações: Toffoli voltou atrás na abertura de sigilo fiscal e bancário de 600 mil pessoas. Aras pediu reversão da decisão dele sobre COAF no julgamento de amanhã. Senadores passaram a falar abertamente sobre impeachment de ministros do STF.



Há pouco, chefe da quadrilha petista, solto por decisão do STF que alivia a barra de TODOS os bandidos, disse que ninguém deve ser preso por roubar um celular. Em POA, menina é morta por ladrão de celular. Na Câmara, quadro exposto ataca polícia. Vivemos em plena bandidolatria.




Ideia para os policiais que são deputados combaterem o ultraje da exposição do "genocídio negro" pela Polícia em mostra na Casa: levar para um ato na Câmara todas as mães, filhos e esposas de policiais negros mortos em serviço, enquanto defendiam a sociedade de bandidos.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
43.502
Reações
92.716
Pontos
989
Ministra diz que governo vai criar canal para denunciar professor que atente contra a moral



BELO HORIZONTE - A ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou nesta terça-feira, 19, em Belo Horizonte que o governo federal vai criar um canal para que pais de alunos possam reclamar de professores que, durante as aulas, atentem "contra a moral, a religião e a ética da família". A ministra esteve na capital mineira para participar de audiência pública na Assembleia Legislativa sobre suicídio e automutilação entre jovens. Ela disse que o dispositivo será anunciado ainda este ano, mas não deu detalhes sobre o funcionamento.

"O canal está sendo formatado entre os ministérios da Educação e dos Direitos Humanos. Vai ser anunciado em breve. O que queremos é somente o cumprimento da lei. O Brasil é signatário do Pacto de São José da Costa Rica. Lá está dizendo que a escola não pode ensinar nada que atente contra a moral, a religião e a ética da família." Procurado, o MEC não se manifestou.
A ministra, como exemplo, citou o caso de um professor do sexto ano de escola do Distrito Federal que teria pedido aos alunos redação sobre sexo oral e anal. "A família precisa ser ouvida. O que queremos trabalhar no Brasil é uma parceria de escola e família. A família sendo consultada, mas não delegando suas responsabilidades", disse.
Segundo a ministra, a melhor forma de tratar sobre temas como o sexo é "de forma correta, obedecendo às especificidades da idade, com professor preparado, como era muitos anos atrás quando eu era criança", disse ela, que prometeu que não haverá embates. "Temos o conceito do que é bom. O professor tem bom senso. Não vamos de forma alguma instaurar uma guerra contra a escola. Tudo o que a gente quer é uma parceria entre escola e família. E é possível".
Damares disse que um material "adequado" será enviado pelos ministérios e que não haverá punições contra professores. "É possível falar de todos esses temas de forma didática, de forma educativa. O que estamos falando é sobre os absurdos que aconteceram como ontem", disse, se referindo ao professor de Brasília. 'Não existe aqui nenhum governo radical, opressor, que vai proibir falar sobre esses temas, obedecendo, repito, ao material didático certo, à idade certa e à forma certa com as crianças."
Em maio, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a incentivar que fossem denunciados professores, funcionários, pais e alunos que incentivassem protestos durante o horário escolar. Naquela época, grupos de estudantes e cientistas foram às ruas protestar contra os cortes federais na área. Em setembro, Weintraub encaminhou ofício às secretarias de educação, recomendando a pluralidade no ensino. O ministro evitou relacionar o documento, que não fazia menção a "doutrinação" ou "ideologia" ao Escola sem Partido e disse que o objetivo era "aliviar tensões".

Contramão

A presidente-executiva do Todos Pela Educação, Priscila Cruz, afirmou que esse tipo de proposta "vai na contramão" da melhoria da educação. "A criança aprende quando tem uma boa relação com o professor. Se essa relação é quebrada pela desconfiança, o aluno deixa de aprender", disse. Priscila reforçou que as "crianças precisam estar expostas às opiniões diferentes e que esse tipo de ação pode atrasar ainda mais o País".
Na opinião de Ocimar Alavarse, professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), uma estratégia do tipo pode prejudicar o diálogo e "eventuais erros de professores deveriam ser tratados dentro da própria escola".
 

Coffinator

Mil pontos, LOL!
Mensagens
57.576
Reações
143.780
Pontos
1.029
Após acordo com Moro, Senado vota hoje prisão em segunda instância
Brasil 20.11.19 07:14

Davi Alcolumbre anunciou a votação de um projeto de lei que visa autorizar a prisão após condenação em segunda instância, diz a Crusoé. Segundo ele, a proposta deve ser votada tanto na CCJ quanto no plenário da casa já nesta quarta-feira. A votação foi anunciada após uma reunião de um grupo de senadores com o ministro Sergio Moro. A ideia é resgatar um projeto do senador Lasier Martins, do Podemos. A relatoria deve ser feita por Selma Arruda, do Podemos, que relatava a PEC sobre o tema que iria a votação na CCJ.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Aô Morão da massa! :rox
 
Topo