O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[TÓPICO OFICIAL] F1 2019

TuriistaH .BR

Bam-bam-bam
Mensagens
9.133
Reações
5.524
Pontos
424
eu achei que fizeram um hype forçado pra isso dai da netflix nas redes sociais. tenho zero interesse.

o que eu me importo mesmo é com a temporada em si. ou documentários de algo específico.
Tem muita coisa por trás de bastidores que é bem dificil o público ver...

Tem drama forçado as vezes mas vale a pena ver.
 


BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.274
Reações
3.850
Pontos
303
charlie withing morreu!!!

mas que ano desgraçado do cacete é esse amigos??


Acabei de ver:
Diretor de Corridas da F1, Charlie Whiting morre aos 66 anos às vésperas do GP da Austrália
Charlie Whiting estava em Melbourne, onde começaria mais uma temporada como diretor de corridas da F1, quando sofreu uma embolia pulmonar e não resistiu. Whiting tinha 66 anos de idade e estava ligado à F1 desde 1977

O fim de semana de abertura da temporada 2019 do Mundial de F1 será em luto. Charlie Whiting morreu nas primeiras horas desta quinta-feira (14, de acordo com o horário australiano) vítima de uma embolia pulmonar. Whiting, que estava na F1 desde 1977, trabalhava para a FIA desde 1988 e era diretor de corridas desde 1997, tinha 66 anos de idade - 42 deles dedicados à categoria.

Whiting estava na Austrália, inclusive apareceu no paddock do Albert Park, para cumprir normalmente as funções durante o retorno das atividades da F1. Foi lá em Melbourne que passou mal e morreu.

Presidente da FIA, Jean Todt exaltou Whiting e avaliou que a F1 perdeu um “amigo fiel e um embaixador carismático”.

“Foi com imensa tristeza que soube da morte repentina de Charlie”, disse Todt em um comunicado enviado pela FIA. “Conheço Charlie Whiting faz muitos anos e ele foi um ótimo diretor de provas, uma figura central e inimitável na F1, que personificava a ética e o espírito deste fantástico esporte”, seguiu.

“A F1 perdeu um amigo fiel e um embaixador carismático com Charlie”, resumiu. “Todos os meus pensamentos, os da FIA e de toda a comunidade do esporte a motor vão para sua família, seus amigos e todos os amantes da F1”, concluiu.

Whiting

Contemporâneo de Whiting, o hoje diretor-esportivo da F1, Ross Brawn, também se manifestou. "Conhecia Charlie desde o início da minha vida nas corridas. Trabalhamos juntos como mecânicos, ficamos amigos e passamos muito tempo juntos em pistas ao redor do mundo. Fui tomado por imensa tristeza ao ouvir a notícia de sua trágica morte", lamentou.

"Estou devastado. É uma grande perda não apenas para mim pessoalmente, mas também toda a família da F1, a FIA e o esporte a motor como um todo. Todos os nossos pensamentos estão com a família", finalizou.

A ligação de Whiting com a F1 começou quando ele tinha 24 anos, em 1977, trabalhando então para a Hesketh. A carreira começou a decolar quando se mudou para a Brabham, então no auge dos seus poderes, para ser mecânico-chefe. Nesse mesmo cargo esteve quando Nelson Piquet, ainda pela Brabham, conquistou os títulos mundiais de 1981 e 1983.

Deixou a equipe quando Bernie Ecclestone, dono da época, resolveu vender o time, em 1987. Já no ano seguinte foi para a FIA, onde foi delegado-técnico, delegado de segurança e diretor de corridas.

No cargo que ocupou até esta quarta-feira, Whiting trabalhou para fazer evoluir os padrões de segurança na F1. Pesou a mão, por exemplo, para que o Halo fosse introduzido. Em entrevista concedida em junho de 2018, destacou a reação ao acidente fatal de Ayrton Senna como responsável pela maior mudança de segurança em toda a história do esporte a motor.

Charlie Whiting foi convocado para a coletiva dos pilotos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

“Estou na F1 há 40 anos e, logo, vi muitas mudanças no ponto de vista da segurança. Comecei ainda quando os chassis eram de alumínio e as coisas se tornaram, pouco a pouco, mais sofisticadas. Em 1985, creio que fizemos o primeiro teste de impacto, mas creio que a maior mudança ocorreu em 1994, após a morte de Ayrton Senna. Se não tivéssemos esse fim de semana, teríamos tardado a receber esse estímulo de renovação”, afirmou.

A partir do acidente de Senna, a F1 iniciou aprimoramentos de segurança que culminaram, no início da década de 2000, com a introdução do HANS. A rejeição inicial ao dispositivo, que protege a região do pescoço dos pilotos, foi usada como exemplo por Whiting na comparação com o halo.

“Cada vez que discutimos possíveis novas medidas de segurança, as equipes são muito receptivas e os pilotos, creio, não entendem tão bem quanto os engenheiros. Quando é algo visível, como coisas no cockpit, a princípio nenhum condutor gosta. Tivemos o HANS, por exemplo, e os pilotos diziam que não podiam usar isso. Agora, nenhum deles pensa em entrar num carro sem um protetor desse, é impensável. Atualmente temos o halo, que é um grande passo adiante. Creio que todos se acostumarão muito rapidamente”, comparou na época.



Caramba, morreu do nada.

Simplesmente passou mal e faleceu....
 


Merovíngio

Mil pontos, LOL!
Mensagens
34.372
Reações
22.612
Pontos
1.009
Puts, que triste. É como dizem, para morrer basta estar vivo.

Agora, além da perda de uma grande pessoa e de um grande profissional,

fico pensando em como isso pode se refletir dentro das pistas. Com o Charlie chefiando todos os GP, tínhamos um certo padrão que, apesar de vir mudando e se modernizando ao passar dos anos, dava uma certa segurança, uma certa previsibilidade sobre o que esperar. Para o bem ou para o mau, o Charlie tinha suas opiniões sobre certas coisas bem estabelecidas. Então o que podemos esperar da direção de prova daqui para frente?
 

BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.274
Reações
3.850
Pontos
303
Puts, que triste. É como dizem, para morrer basta estar vivo.

Agora, além da perda de uma grande pessoa e de um grande profissional,

fico pensando em como isso pode se refletir dentro das pistas. Com o Charlie chefiando todos os GP, tínhamos um certo padrão que, apesar de vir mudando e se modernizando ao passar dos anos, dava uma certa segurança, uma certa previsibilidade sobre o que esperar. Para o bem ou para o mau, o Charlie tinha suas opiniões sobre certas coisas bem estabelecidas. Então o que podemos esperar da direção de prova daqui para frente?
Acho que sobre a direção de prova não deve mudar muito não.

Devem colocar alguém de confiança do Charlie e que já trabalhava com o ele.

Claro que não será a mesma coisa mas também não deve destoar muito do que o que o Charlie fazia ou pensava.
 

BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.274
Reações
3.850
Pontos
303
Esse ano o baguio tá loco:


Cerca de 50 dias antes da corrida inaugural, incêndio em Jerez destrói as 18 motos da Copa Mundo de MotoE
52 dias antes da corrida inaugural da Copa do Mundo de MotoE, um incêndio de grandes proporções no paddock do circuito de Jerez destruiu as 18 Energica Ego Corsa que compõe o grid. A categoria estava no traçado andaluz para uma bateria de testes coletivos

Um incêndio de grandes proporções destruiu as 18 motos que compõem o grid da Copa do Mundo de MotoE. As chamas atingiram o paddock do circuito de Jerez de la Frontera, onde a categoria realizava uma bateria de três dias de testes coletivos.

As motos estavam todas juntas em uma tenda onde recarregavam as baterias para o teste desta quinta-feira (14). De acordo com o diário espanhol ‘As’, as chamas começaram em uma das motos, mas logo consumiu as outras 17.

Incêndio em Jerez destruiu as 18 motos da Copa do Mundo de MotoE (Foto: Reprodução/Twitter)

Em uma nota enviada à imprensa, a MotoGP afirma que ninguém ficou ferido no incêndio. Além disso, a organização do Mundial de Motovelocidade prometeu fornecer atualizações nas próximas horas, inclusive sobre uma eventual mudança no calendário.

“Um incêndio no recém-construído E-paddock destruiu a maioria do material para a Copa do Mundo de MotoE”, começa a nota. “Cerca da 0h15 deste 14 de março, durante o segundo teste da pré-temporada da MotoE no Circuito de Jerez – Ángel Nieto, o E-Paddock da Copa do Mundo de MotoE pegou fogo, causando graves danos e perdas. A causa do incêndio está sendo investigada no momento”, segue.

“Felizmente, ninguém se feriu. Uma atualização seguirá nas próximas horas sobre as causas exatas do fogo e qualquer mudança subsequente ao calendário”, completa.

O primeiro dia de atividades em Jerez teve Eric Granado na liderança. A primeira etapa da Copa do Mundo de MotoE está marcada para o dia 5 de maio, em Jerez.
 

onurb88

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.711
Reações
33.309
Pontos
553
Renault muito mal.

Ricciardo fez a escolha pela grana. Não vai ser campeão nunca pela Renault.

RedBull vem bem. Motor Honda parece ter chegado mais perto do Mercedes e do Ferrari.
vai ser que nem o zacarias, piloto querido e respeitado por todos ou a maioria que acompanha a categoria, mas que nunca foi campeão.
 

onurb88

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.711
Reações
33.309
Pontos
553
se bem que toda vez que o ricardão tentava uma volta rápida, pegava forte tráfego...talvez o tempo não seja o que ele poderia conseguir numa volta rápida limpa.
 

Thunder Dream

Habitué da casa
Mensagens
95
Reações
126
Pontos
53
Ricciardo mirou no Hamilton na troca de equipe e acertou o Alonso... :kpensa

Outras observações:

Leclerc vai botar pressão no Vettel, se o alemão bobear, perder o foco, vai ser engolido, talvez nem vai precisar disso;
Bottas fraco, não sei se o Hamilton é muito bom e conseguiu colocar a Mercedes no P1 ou o é Bottas muito ruim pra ficar no P5, talvez um pouco dos dois;
Renault decepção, outra que mirou na Mercedes, e até agora não mostrou resultado no seu planejamento a longo prazo, pior, parece que andaram pra trás;
McLaren parece que não melhorou tanto assim, vão continuar brigando para não ficarem no Q1;
Williams realmente virou GP2 ou uma Hispania da vida, lamentável;
Ainda é cedo dizer, mas podemos ter quatro pilotos brigando pelo título.
 

Kimer

Bam-bam-bam
Mensagens
2.606
Reações
4.353
Pontos
329
E o menino Verstappen colocando o motor Honda em quarto? Os japoneses parecem ter evoluído, ao menos no desempenho.
 

BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.274
Reações
3.850
Pontos
303
Tempos do FP2


Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk
Não vi o FP2 mas claramente a Mercedes vai estar bem forte esse ano. Escondeu o jogo bem durante a pré-temporada...

Ano passado nesse mesmo treino o Hamilton foi o melhor com o tempo de 1:23.931

A Williams.....

Sem comentários, 1.7s mais lenta que o último do resto.

Acho que a Williams pode estar bem perto do fim da linha na F1.....
 

onurb88

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.711
Reações
33.309
Pontos
553
Flechas de prata engolindo de novo, espero estar errado!!!!
bom, eu disse que aquelas empolgações de testes não servem pra nada. todo mundo escondendo o jogo de propósito. mercedes/hamilton devem levar de novo. isso só não acontece se eles quebrarem bastante durante o ano + vettel não cagar em momentos decisivos.

Acho que a Williams pode estar bem perto do fim da linha na F1.....

 

BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.274
Reações
3.850
Pontos
303
bom, eu disse que aquelas empolgações de testes não servem pra nada. todo mundo escondendo o jogo de propósito. mercedes/hamilton devem levar de novo. isso só não acontece se eles quebrarem bastante durante o ano + vettel não cagar em momentos decisivos.




Mercedes quebrar durante o ano?

Muito difícil. Pode acontecer em uma corrida só e olhe lá.

Se não me engano foi a equipe que mais deu voltas nos testes.

O que a Mercedes mais tem é confiabilidade e o carro parece ser muito bom nos treinos.

Resta saber como o carro é em ritmo de corrida. De nada adianta ser rápido se o carro for um devorador de pneus durante as provas.

Se o carro não consumir pneus em excesso durante o ano, vai ser bem difícil bater o Hamilton.
 
Topo