O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


[TÓPICO OFICIAL] F1 2019

Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.760
Reações
2.738
Pontos
303
- Acho que depois de Silverstone o Gasly vai andar melhor sim. Agora que ficou provado que o problema não era ele propriamente quem sabe não consiga a estabilidade? Acho que pode acontecer. Terá mais duas corridas até a parada e poderá confirmar isso ou não.
O problema era ele sim. Ele já tinha andado anteriormente com o acerto do VER e continuou tendo o mesmo desempenho.

O maior problema do Gasly é a falta de confiança. Durante a Toro Rosso teve um periodo que ele estava assim, mas depois de 1 corrida boa ele mudou totalmente.

Por isso tbm acho que depois deste bom desempenho ele vai ser bem melhor.
 


billpower

Power Poster
Mensagens
40.279
Reações
27.043
Pontos
989
O problema era ele sim. Ele já tinha andado anteriormente com o acerto do VER e continuou tendo o mesmo desempenho.
Não sabia. Pensava que tinha sido a primeira vez. Então foi mais a pista que contribuiu, de qualquer forma eu gostaria que ele se acertasse, se não conseguir, ao menos abrirá portas e mexerá com os pilotos.

O Hamilton fez a volta mais rápida da corrida na ultima volta, nem parecia estar fazendo esforço, isso com o pneu duro de 32 voltas.

Daí vem o Horner falar que o Verstappen é melhor que ele, não é mesmo... Pelo menos ainda não.
Essa babação de OVO em cima do Verstappen é outra coisa que torra a paciência demais. O cara é bom piloto? Claro! Até tolero dizerem ser um prodígio, mas este tipo de exagero, totalmente sem fundamento é uma coisa descabida.

Este desempenho ruim do Gasly só contribui para isso, parecendo que estamos vendo um cara que faz milagre com um carro que é nível McLaren, Renault etc., quando não é isso. O carro é bom sim, melhorou nas últimas corridas ainda mais. Nem sei se é um carro pior do que a Ferrari no pacote.

Vimos o Gasly andando bem hoje. Ele não ficou em nenhum momento mais que 5s atrás do Verstappen, no final, depois da batida, o Verstappen ficou 7s atrás e faltava ainda um bom número de voltas, ele reduziu pouco a diferença para o Gasly. Isso que estou falando apenas do Gasly.

Correu com o Ricciardo 2 temporadas inteiras, perdeu uma e ganhou outra, sendo a que ganhou começou o ano tomando pau, batendo loucamente e depois entrou numa crescente, justamente quando o Ricciardo se sentiu prejudicado em decisões que a equipe tomou a favor do Verstappen. Culminando com uma saída que pegou a todos de surpresa. :kpensa

Aí fica essa pagação de pau para ele absurdamente exagerada e o pessoal querendo normalizar comparativos estapafúrdios por pura conveniência para defender suas predileções e usando memória seletiva. É a mesma coisa que acontecia com o Vettel. Agora está fácil bater nele, mas quando eu batia aqui na pasta pessoal não dava bola, achava que eu estava falando besteira. Sendo que eu cheguei a fazer um apanhado dos anos em que foi campeão, comentando muitos detalhes negativos que ficaram abafados pelos títulos dele.

Para finalizar, correu 1 temporada com o Carlos Sainz na Toro Rosso, piloto bem competente, mas longe de ser tido como excepcional e terminou empatado na temporada em número de quem chegou a frente de quem em corrida, 5x5: https://en.wikipedia.org/wiki/2015_Formula_One_World_Championship

Terminou com muito mais pontos por conta de dois 4° lugares, mas quebrou infinitamente menos, Carlos quebrou 7 vezes e Max 4. Antes que venham dizer que estou pondo o Max como do nível do Sainz, não é isso. Apenas colocando as coisas numa perspectiva mais lúcida. :kclassic
 
Ultima Edição:

Set_10

Bam-bam-bam
Mensagens
11.861
Reações
5.053
Pontos
439
O Hamilton fez a volta mais rápida da corrida na ultima volta, nem parecia estar fazendo esforço, isso com o pneu duro de 32 voltas.

Daí vem o Horner falar que o Verstappen é melhor que ele, não é mesmo... Pelo menos ainda não.
Horner exagerou heim ? Verstappen ainda tem muito pela frente. Hamilton está no auge da carreira. Imbativel !


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.760
Reações
2.738
Pontos
303
O acidente deixou algumas avariações no carro de Max. Enormes danos no piso, perdeu sua direção hidráulica, assento quebrou ,perda de potência ... impressionante
 

skydog

Bam-bam-bam
Mensagens
5.275
Reações
5.142
Pontos
353
O Vettel recebeu alguma punição?

Enviado de meu Mi A2 usando o Tapatalk
 


CJ*

Habitué da casa
Mensagens
242
Reações
231
Pontos
69
Corrida excelente ontem.

Mas só imaginem se tivéssemos mais 2 pilotos com esse nível na Mercedes e Red Bull.

Ricciardo poderia voltar pra RBR, Norris poderia ir pra Mercedes no lugar do Bottas e ainda sobraria um pro lugar do Vettel.

Seria sensacional.

Edit: Lembrei do Bottas que não fez a melhor volta com pneus macios novos.....era pra terminar o contrato ali.
 

billpower

Power Poster
Mensagens
40.279
Reações
27.043
Pontos
989
Lito Cavalcanti fazendo uma análise muito sóbria e bem informada sobra a prova, atestando o foco que o Hamilton está.

Hamilton e Bottas brilham na Inglaterra; Vettel vai do céu ao inferno...

outra informação no mesmo sentido e que confirma o bom momento interno que a Mercedes vive.

Chefe da equipe não tinha certeza se uma parada seria suficiente e aceitou pedido dos pilotos para obter mais dados

Acho que isso é mérito também do Hamilton. A experiência fez muito bem a ele. Encara o desafio de um companheiro de equipe como algo estimulante e não como um aborrecimento como era nos tempos do Rosberg.
 

Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.760
Reações
2.738
Pontos
303
Não sei o que vcs acham, mas Horner disse que ontem era P2 para Verstappen. Bottas teria que parar e quando fizesse ainda teria o Vettel entre eles.

Se fosse o Bottas normal eu diria que sim, mas o finlandês tava o demônio ontem.
 

rafael_nob

Bam-bam-bam
Mensagens
2.188
Reações
1.612
Pontos
244
Não sei o que vcs acham, mas Horner disse que ontem era P2 para Verstappen. Bottas teria que parar e quando fizesse ainda teria o Vettel entre eles.

Se fosse o Bottas normal eu diria que sim, mas o finlandês tava o demônio ontem.
Tirando o início da corrida onde segurou as investidas do Hamilton, diria que do meio pro fim foi bem melancólica a corrida do Bottas. Com pneu médio andou menos que Hamilton de duro e no final com pneu macio perdeu a volta mais rápida.

Acredito que Verstappen seria P2 sim.

Enviado de meu S10+ usando o Tapatalk
 

skydog

Bam-bam-bam
Mensagens
5.275
Reações
5.142
Pontos
353
Tirando o início da corrida onde segurou as investidas do Hamilton, diria que do meio pro fim foi bem melancólica a corrida do Bottas. Com pneu médio andou menos que Hamilton de duro e no final com pneu macio perdeu a volta mais rápida.

Acredito que Verstappen seria P2 sim.

Enviado de meu S10+ usando o Tapatalk
Agora olhem como é foda ser piloto: imaginem que o Bottas teve algum problema que o impedisse de ter o rendimento ideal de cada tipo de pneu, porém, não poderia sair por aí dando desculpas e sujar sua imagem.

Digo isso porque pode ter acontecido algo com o carro dele, pelo menos a diferença foi gritante demais e o Bottas não é um piloto ruim

Enviado de meu Mi A2 usando o Tapatalk
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.663
Reações
45.848
Pontos
604
Ricardao dando um peteleco nas bolas do Carlos Sainz ao vivo:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:kkk:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf:klolwtf



The 5° série is strong in this one



Comentários dos prórpios no post:




landonorris

If you thought my FOREVER was high pitched, you should hear @carlossainz55 now…



carlossainz55

My right ball was still hurting during the last 12 laps of the GP... KARMA!
 
Ultima Edição:

Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.760
Reações
2.738
Pontos
303
Honda Spec 4 Engine

O live ticker da Auto und Motor Sport tinha o seguinte a dizer sobre isso....

"Do ambiente da Honda, ouvimos que a próxima fase de expansão do motor torna sua performance igual à atual especificação da Mercedes. O motor está pronto, mas provavelmente fará sua estréia após as férias de verão. "

Será que a Red Bull conseguirão incomodar as Mercedes na pista pós-férias de verão?
 

johnhartigan

Bam-bam-bam
Mensagens
2.073
Reações
8.486
Pontos
268
Honda Spec 4 Engine

O live ticker da Auto und Motor Sport tinha o seguinte a dizer sobre isso....

"Do ambiente da Honda, ouvimos que a próxima fase de expansão do motor torna sua performance igual à atual especificação da Mercedes. O motor está pronto, mas provavelmente fará sua estréia após as férias de verão. "

Será que a Red Bull conseguirão incomodar as Mercedes na pista pós-férias de verão?
Tomara que sim, eu quero o Verstapinho dando totó nas Merça e o Lek atrás incomodando também.
 

AllGulf

Bam-bam-bam
Mensagens
13.947
Reações
9.687
Pontos
489
Honda Spec 4 Engine

O live ticker da Auto und Motor Sport tinha o seguinte a dizer sobre isso....

"Do ambiente da Honda, ouvimos que a próxima fase de expansão do motor torna sua performance igual à atual especificação da Mercedes. O motor está pronto, mas provavelmente fará sua estréia após as férias de verão. "

Será que a Red Bull conseguirão incomodar as Mercedes na pista pós-férias de verão?
Problema que aí a Mercedes já terá uma atualização e manterá sua dominância.
Mas, já é algo.
 

billpower

Power Poster
Mensagens
40.279
Reações
27.043
Pontos
989
Problema que aí a Mercedes já terá uma atualização e manterá sua dominância.
Mas, já é algo.
Sim. Único lamento é essa porra de Ferrari fuleira. O que adianta uma bosta de equipe com orçamento gigante e cheia de regalias quando não sabe o que fazer com todas estas vantagens. VTNC! :kzangado
 

Set_10

Bam-bam-bam
Mensagens
11.861
Reações
5.053
Pontos
439
Honda Spec 4 Engine

O live ticker da Auto und Motor Sport tinha o seguinte a dizer sobre isso....

"Do ambiente da Honda, ouvimos que a próxima fase de expansão do motor torna sua performance igual à atual especificação da Mercedes. O motor está pronto, mas provavelmente fará sua estréia após as férias de verão. "

Será que a Red Bull conseguirão incomodar as Mercedes na pista pós-férias de verão?
Espero q sim. Ja q a Ferrari não consegue tirar o dominio da Mercedes q seja a Redbull com o verstappen.
Não vejo esperança mais pra o Tiao não. Leclerc tem mais chances de obter um titulo nos anos seguintes.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
 

Illidan

Bam-bam-bam
Mensagens
9.066
Reações
16.326
Pontos
409
F1 compromete-se a reintroduzir o efeito solo para o conceito aerodinâmico com as regras de '21

"A atual geração de carros da F1 perdem cerca de 45% de sua downforce quando eles estão a dois carros de distância atrás de outro. Os dados mais recentes da simulação para a ideia de 2021 colocam a perda entre 5 e 10%."
Vejo isso ai desde 2016, se não me falha a memória.
Foi quando as florzinhas falaram "aim, vai ficar difícil e perigoso dirigir"

Para mim nunca vão implementar. Mas vai que aparecem uns doidos e impoem a força.
 

BCoisa

Bam-bam-bam
Mensagens
2.620
Reações
4.466
Pontos
303
Vejo isso ai desde 2016, se não me falha a memória.
Foi quando as florzinhas falaram "aim, vai ficar difícil e perigoso dirigir"

Para mim nunca vão implementar. Mas vai que aparecem uns doidos e impoem a força.
As pessoas que decidem isso hoje são outras. Eles vão aplicar sim.
Com conceito de efeito-solo, F1 traz primeiro esboço de carro para 2021
Aos poucos, o conceito do que a F1 propõe para a revolução do regulamento para 2021 vai ganhando forma. Nesta quarta-feira (17), um esboço do conceito do novo carro foi apresentado, tendo como maior novidade a possibilidade do retorno do efeito-solo. A expectativa é que as corridas sejam mais parelhas sem tanta influência da turbulência que impede a aproximação dos carros

GRANDE PRÊMIO / REDAÇÃO GP, DE CAMPINAS

Ainda com discussões entre Fórmula 1, equipes e a FIA sobre o novo regulamento da categoria para 2021, os primeiros esboços do carro do futuro do esporte foram revelados nesta quarta-feira (17).

As novas regras devem apresentar uma grande mudança em termos de aerodinâmica no downforce, com o novo carro se livrando de conceitos que são dominantes nos monopostos, produzindo asas dianteiras mais simples e menos sensíveis.

A grande mudança aparece na parte inferior do carro, com túnel do tipo Venturi — conceito de aerodinâmica e mecânica dos fluídos —, que produzem um difusor duplo, que será o responsável pelo downforce. O conceito de efeito-solo ficou conhecido no final dos anos 1970, com a Lotus, até o recurso ser banido em 1983.

Desenho do projeto do carro de F1 para 2021 (Foto: Giorgio Piola/Motorsport.com)

"Queremos carros mais próximos para disputa e mais batalhas. Queremos pneus que permitam disputas sem degradação ou dando apenas um curto intervalo para o outro piloto atacar. São conceitos mais simples que os carros atuais por conta de componentes pequenos que foram removidos, especialmente nos sidepods. A asa dianteira foi simplificada, tem um difusor debaixo do carro que liga a parte traseira até a dianteira do carro", declarou Nikolas Tombazis, diretor de assuntos técnicos da FIA, ao site norte-americano 'Motorsport.com'.

Com a combinação de mudanças, a esperança é que os carros não percam downforce durante as perseguições. Atualmente, os monopostos perdem cerca de 45%, e a expectativa é que percam entre 5 e 10% com as novas regras.

O novo conceito da F1 para 2021 traz a perspectiva de corridas mais disputadas (Foto: Reprodução)

Em artigo escrito ao site norte-americano ‘Motorsport.com’, o especialista em aerodinâmica Jake Boxall-Legge explica que as mudanças previstas para o regulamento de 2021 tendem a tornar as corridas mais equilibradas.

“Atualmente, os carros de F1 operam com um assoalho plano, que faz a transição a um difusor no momento de chegar ao eixo traseiro. Junto com a asa traseira, os dois elementos contribuem para criar a maior parte da carga aerodinâmica total, mas a custo de uma grande turbulência, conhecida como ar sujo. A turbulência é algo que é sensível ao carro que persegue, já que estes carros geralmente estão desenhados para funcionar da melhor maneira possível em condições ambientais laminares”, salientou.

“A mudança para o uso dos túneis Venturi, que se abririam na parte dianteira dos sidepods, desenvolve o que é conhecido como efeito-solo, de onde o ar se acelera mais ao passo em que faz a transição entre o assoalho do carro e o solo. Isso permite que se desenvolva mais força ou carga aerodinâmica e significa que os carros possam trabalhar com um tamanho reduzido da asa traseira. O foco no corpo aerodinâmico sob a carroceria também reduz a sensibilidade do equilíbrio aerodinâmico, o que significa que os carros que estão atrás não vão sofrer a perda imediata de pressão aerodinâmica em meio à turbulência, ou seja, o ar sujo”, explicou.

Para Boxall-Legge, “a adição de defletores às rodas dianteiras vai garantir que os túneis Venturi mantenham sua efetividade quanto ao efeito aerodinâmico. A turbulência é notoriamente difícil de controlar, o que explica a complexidade crescente dos pacotes atuais de bargeboard, portanto, inibir esta esteira significa que os bargeboards podem ser regulados com mais rigor”, complementou o especialista.


O que vem aí para a F1 do futuro?

- Um bico mais baixo em relação ao adotado atualmente, como foi usado pela categoria na década de 1990;

- A ideia é melhorar o fluxo de ar abaixo do carro, ajudando a alimentar melhor os túneis Venturi, que vão gerar o conceito de efeito-solo;

- Os endplates — aletas laterais — da asa dianteira estão arredondados para ajudar a minimizar o risco de furos de pneu no caso de um toque entre carros, um cenário que tem mais chances de acontecer considerando a asa dianteira mais larga;

- A aerodinâmica simplificada fica exposta com um bico mais baixo e sem tanto desvios de fluxo de ar;

O que vem de novo para a Fórmula 1 em 2021? (Foto: Reprodução)
 

billpower

Power Poster
Mensagens
40.279
Reações
27.043
Pontos
989
Com conceito de efeito-solo, F1 traz primeiro esboço de carro para 2021
Aos poucos, o conceito do que a F1 propõe para a revolução do regulamento para 2021 vai ganhando forma. Nesta quarta-feira (17), um esboço do conceito do novo carro foi apresentado, tendo como maior novidade a possibilidade do retorno do efeito-solo. A expectativa é que as corridas sejam mais parelhas sem tanta influência da turbulência que impede a aproximação dos carros

GRANDE PRÊMIO / REDAÇÃO GP, DE CAMPINAS

Ainda com discussões entre Fórmula 1, equipes e a FIA sobre o novo regulamento da categoria para 2021, os primeiros esboços do carro do futuro do esporte foram revelados nesta quarta-feira (17).

As novas regras devem apresentar uma grande mudança em termos de aerodinâmica no downforce, com o novo carro se livrando de conceitos que são dominantes nos monopostos, produzindo asas dianteiras mais simples e menos sensíveis.

A grande mudança aparece na parte inferior do carro, com túnel do tipo Venturi — conceito de aerodinâmica e mecânica dos fluídos —, que produzem um difusor duplo, que será o responsável pelo downforce. O conceito de efeito-solo ficou conhecido no final dos anos 1970, com a Lotus, até o recurso ser banido em 1983.

Desenho do projeto do carro de F1 para 2021 (Foto: Giorgio Piola/Motorsport.com)

"Queremos carros mais próximos para disputa e mais batalhas. Queremos pneus que permitam disputas sem degradação ou dando apenas um curto intervalo para o outro piloto atacar. São conceitos mais simples que os carros atuais por conta de componentes pequenos que foram removidos, especialmente nos sidepods. A asa dianteira foi simplificada, tem um difusor debaixo do carro que liga a parte traseira até a dianteira do carro", declarou Nikolas Tombazis, diretor de assuntos técnicos da FIA, ao site norte-americano 'Motorsport.com'.

Com a combinação de mudanças, a esperança é que os carros não percam downforce durante as perseguições. Atualmente, os monopostos perdem cerca de 45%, e a expectativa é que percam entre 5 e 10% com as novas regras.

O novo conceito da F1 para 2021 traz a perspectiva de corridas mais disputadas (Foto: Reprodução)

Em artigo escrito ao site norte-americano ‘Motorsport.com’, o especialista em aerodinâmica Jake Boxall-Legge explica que as mudanças previstas para o regulamento de 2021 tendem a tornar as corridas mais equilibradas.

“Atualmente, os carros de F1 operam com um assoalho plano, que faz a transição a um difusor no momento de chegar ao eixo traseiro. Junto com a asa traseira, os dois elementos contribuem para criar a maior parte da carga aerodinâmica total, mas a custo de uma grande turbulência, conhecida como ar sujo. A turbulência é algo que é sensível ao carro que persegue, já que estes carros geralmente estão desenhados para funcionar da melhor maneira possível em condições ambientais laminares”, salientou.

“A mudança para o uso dos túneis Venturi, que se abririam na parte dianteira dos sidepods, desenvolve o que é conhecido como efeito-solo, de onde o ar se acelera mais ao passo em que faz a transição entre o assoalho do carro e o solo. Isso permite que se desenvolva mais força ou carga aerodinâmica e significa que os carros possam trabalhar com um tamanho reduzido da asa traseira. O foco no corpo aerodinâmico sob a carroceria também reduz a sensibilidade do equilíbrio aerodinâmico, o que significa que os carros que estão atrás não vão sofrer a perda imediata de pressão aerodinâmica em meio à turbulência, ou seja, o ar sujo”, explicou.

Para Boxall-Legge, “a adição de defletores às rodas dianteiras vai garantir que os túneis Venturi mantenham sua efetividade quanto ao efeito aerodinâmico. A turbulência é notoriamente difícil de controlar, o que explica a complexidade crescente dos pacotes atuais de bargeboard, portanto, inibir esta esteira significa que os bargeboards podem ser regulados com mais rigor”, complementou o especialista.


O que vem aí para a F1 do futuro?

- Um bico mais baixo em relação ao adotado atualmente, como foi usado pela categoria na década de 1990;

- A ideia é melhorar o fluxo de ar abaixo do carro, ajudando a alimentar melhor os túneis Venturi, que vão gerar o conceito de efeito-solo;

- Os endplates — aletas laterais — da asa dianteira estão arredondados para ajudar a minimizar o risco de furos de pneu no caso de um toque entre carros, um cenário que tem mais chances de acontecer considerando a asa dianteira mais larga;

- A aerodinâmica simplificada fica exposta com um bico mais baixo e sem tanto desvios de fluxo de ar;

O que vem de novo para a Fórmula 1 em 2021? (Foto: Reprodução)
Eles farão o possível para por em prática. A Liberty assumiu com esta intenção e fica fácil confirmar que o caminho deve ser este mesmo quando assistimos corridas ótimas em que os pilotos conseguem disputar as posições.
 
Ultima Edição:

Ousen

Bam-bam-bam
Mensagens
1.760
Reações
2.738
Pontos
303
Honda Spec 4 Engine

O live ticker da Auto und Motor Sport tinha o seguinte a dizer sobre isso....

"Do ambiente da Honda, ouvimos que a próxima fase de expansão do motor torna sua performance igual à atual especificação da Mercedes. O motor está pronto, mas provavelmente fará sua estréia após as férias de verão. "

Será que a Red Bull conseguirão incomodar as Mercedes na pista pós-férias de verão?
Próxima atualização Honda provavelmente Spa ou Monza. Portanto, esse será seu mecanismo de especificação 4, que será uma grande atualização em comparação com as especificações 2 e 3 (ambas atualizações menores) e esperamos algumas atualizações também no chassi.

Mercedes está trazendo outro grande pacote de atualização para a Alemanha
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
15.663
Reações
45.848
Pontos
604
Vejo isso ai desde 2016, se não me falha a memória.
Foi quando as florzinhas falaram "aim, vai ficar difícil e perigoso dirigir"

Para mim nunca vão implementar. Mas vai que aparecem uns doidos e impoem a força.

Eu acho que a situação hoje é um pouco diferente. Naquela época tínhamos pilotos extremamente bundões e cagões - como Massa e Button, dois caras que admiro muito mas que convenhamos, são duas princesas mimadas quando o assunto é segurança - que meio que contaminavam os outros pilotos. (O Button teve uma época que era presidente da associação de pilotos e vivia de mimimis desnecessários em nome da segurança. Inclusive foi ele, ao meu ver, o responsável pela primeira corrida em Baku em 2016 ter sido monótona, já que ele deu um monte de declaração dizendo que ''ain essa pista é muito pErIgOsA ain reta de 2km com muro do lado'' e dizem que pediu para os outros pilotos durante o briefing pré corrida pra serem cautelosos na corrida pra que ninguém quebrasse a unha)
Já hoje por outro lado temos porras loucas como Vertappen e Magnussem que cagam e andam pra essa frescuragem, além de veteranos que não tem mais medo de criticar os carros e circuitos atuais (vide Hamilton dizendo dia desses que os carros de hoje são muito fáceis de pilotar)

E se algum dos pilotos ficar com medinho espero que o manolo do bigode maneiro ponha a pica na mesa e obrigue essas donzelas a pilotarem a porra do carro ou então que vão procurar outro emprego:kclassic
 

rafael_nob

Bam-bam-bam
Mensagens
2.188
Reações
1.612
Pontos
244
Parece aquelas comparações de velocidade entre celulares :klol
No mais, RBR faz a troca mais rápido do que a Ferrari tira os pneus do Leclerc.
 

onurb88

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.609
Reações
34.851
Pontos
553
Fórmula 1 vai abandonar pneus com alto desgaste a partir da temporada de 2021

A cúpula da Fórmula 1 definiu que os novos pneus de aro 18 polegadas a serem usados na categoria a partir da temporada de 2021 não terão mais alto desgaste como hoje em dia. O conceito utilizado desde o começo da parceria com a Pirelli, em 2011, vem gerando questionamentos por parte dos pilotos e fãs, e os estudos para a nova concepção dos carros apontaram que o caminho a deveria ser outro.

- Queremos ter pneus que permitam que os pilotos lutem entre si sem os pneus se degradarem ou apenas dando um curto intervalo para o piloto atacar. Os pneus atuais são um produto do que foi pedido (à Pirelli), e acho que precisamos pedir a eles que façam coisas diferentes ao que lhes foi pedido no passado - disse o diretor de monopostos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Nikolas Tombazis.

Chefe técnico da Fórmula 1, Pat Symonds comentou que a ideia de corridas mais imprevisíveis com o desgaste dos pneus sucumbiu pelo fato de os pilotos não conseguirem permanecer por muito tempo próximos dos adversários, seja pelo aumento além do aceitável da temperatura da borracha, ou pelo próprio desgaste em si, já que os carros perdem pressão aerodinâmica e deslizam mais quando colados.

- No passado, talvez tenhamos perguntado as coisas erradas. É um problema muito complexo, mas é algo sobre o qual ainda não temos uma ideia clara. Acreditamos que os pit stops são importantes na F1 e que nossos fãs aproveitam esses pit stops de dois/três segundos, então queremos ter um nível de pit stops. Talvez uma coisa fácil de fazer fosse ter um pneu de Le Mans que ficasse e ficasse, mas depois perderíamos os pit stops. Passei muito tempo conversando com algumas das equipes que vão nos ajudar nessa tarefa por meio de simulação, mas é difícil - disse Symonds.

Diretor da Pirelli, Mario Isola advertiu que a FIA precisa oficializar logo as mudanças nos compostos para que os testes comecem o quanto antes - os pneus de 2020, os últimos com aro de 13 polegadas, já estão em desenvolvimento:

- Se tivermos de modificar as metas para 2021, precisamos saber muito em breve, porque vamos começar o desenvolvimento desses pneus. Se a F1 quiser ir para pneus de baixa degradação, ou qualquer outra ideia, se for viável, ficaremos felizes em seguir nessa direção.

O atual conceito de degradação elevada dos pneus nasceu sem querer. Em 2010, a Bridgestone era a fornecedora oficial da F1, e os compostos tinham desgaste baixo, e, por vezes, pilotos faziam a troca obrigatória de pneus na primeira volta - ou na última - e seguiam com o mesmo jogo por toda a prova. No Canadá, aconteceu algo inesperado e que redefiniria tudo.

Em Montreal, a borracha teve um consumo muito mais alto do que o imaginado, e a corrida foi emocionante, com sete trocas no primeiro lugar e cinco líderes diferentes. Os fãs se empolgaram, e a direção da F1 decidiu que, a partir do ano seguinte, bem no começo da parceria com a Pirelli, os pneus deveriam ser mais macios e de grande desgaste.

Nas primeiras temporadas, a estratégia até funcionou, mas ao longo dos anos, o panorama mudou, e agora o Grupo de Trabalho da F1 chegou a uma nova conclusão. Espera-se que no fim do ano comecem os testes com os novos pneus, mais resistentes.



 
Topo