O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


The Economist’ aponta risco à Amazônia e pede reação mundial a Bolsonaro

Wolf*

Canis lupus
VIP
Mensagens
4.040
Reações
7.342
Pontos
349
Em reportagem de capa, revista britânica afirma que presidente brasileiro é ‘sem dúvida, o chefe de Estado mais perigoso em termos ambientais do mundo’

Por Erich Mafra
access_time1 ago 2019, 21h22


Capa da revista 'The Economist' sobre o desmatamento na Amazônia (Reprodução/Reprodução)

Em sua mais recente edição, a revista britânica The Economist produziu uma matéria de capa – sob o título “Velório para a Amazônia – a ameaça do desmatamento descontrolado” – e um editorial (texto com opinião da publicação) criticando as políticas adotadas pelo governo Jair Bolsonaro com relação à Amazônia – que sofre com o aumento acelerado do desmatamento desde 2015.

“Desde que ele assumiu o cargo em janeiro, árvores vem desaparecendo a uma taxa de duas Manhattans por semana”, relata a publicação, que diz que Bolsonaro é “sem dúvida, o chefe de Estado mais perigoso em termos ambientais do mundo

A maravilha natural da América do Sul pode estar perigosamente próxima do ponto de inflexão além do qual sua transformação gradual em algo mais próximo do estepe não pode ser impedida ou revertida (…).

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está apressando o processo – segundo ele, em nome do desenvolvimento.

O colapso ecológico que suas políticas podem precipitar seria sentido com mais intensidade nas fronteiras de seu país, que circundam 80% da bacia – mas também ia muito além delas. Ainda dá para evitar”, afirma a reportagem.

O texto aponta que a situação ambiental do bioma começou a piorar abruptamente durante o primeiro mandato do governo Dilma Roussef (2011 a 2014) – marcado pela flexibilização do Código Florestal aliada à redução de 72% da verba de proteção à Amazônia, que corresponde a 40% das florestas tropicais de todo o mundo.

Fora isso, a The Economist afirma que a recessão e as crises políticas reduziram a habilidade do governo em reforçar as leis de proteção. “Agora, Bolsonaro, alegremente, utiliza uma motosserra contra elas [leis]”, completa a publicação

Dando força à preocupação da revista britânica, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou nesta quinta-feira a taxa anual de desmatamento, que aumentou em 40% em relação ao levantamento do ano passado – Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, declarou que os números levantados pelo órgão “não refletem a realidade”, mas assumiu que há aumento do desflorestamento.

Além de criticar a situação do Brasil, a revista também sugere que – dada a importância mundial da floresta -, parceiros comerciais do país comecem a buscar acordos que incluam a proteção da Amazônia; como feito no acordo entre a União Europeia e o Mercosul, que possui termos sobre proteção florestal.

“O desmatamento descontrolado pode acabar prejudicando os agricultores brasileiros se isso levar a boicotes estrangeiros de produtos agrícolas brasileiros. Os brasileiros comuns devem pressionar seu presidente para reverter o curso. Eles foram abençoados com um patrimônio planetário único, cujo valor é intrínseco e sustentador da vida, tanto quanto é comercial. Deixá-lo perecer seria uma catástrofe desnecessária”, conclui.

Recentemente, o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, esteve no Brasil, mas sua passagem foi marcada pelo cancelamento de reunião com Bolsonaro em cima da hora. A agenda de Le Drian também previa encontros com uma ONG para discutir proteção ao meio ambiente, o que provocou a reação do presidente: “O que que ele veio tratar com ONG aqui? Quando fala em ONG, já nasce um alerta na cabeça de quem tem o mínimo de juízo. Dá um sinal de alerta”, disse.

Segundo a revista, o presidente brasileiro acusa os estrangeiros de hipocrisia ao defender a preservação da Amazônia, alegando que os países ricos já destruíram suas florestas e que usam a retórica ambiental como pretexto para manter a pobreza do Brasil.

“A Amazônia é nossa”, disse o presidente recentemente, lembra o texto.

A revista questiona e chama os argumentos de Bolsonaro de “falhos”. “Sim, o mundo rico arrasou suas florestas.

O Brasil não deve copiar seus erros, mas aprender com eles como, por exemplo, a França, reflorestando enquanto ainda pode”, afirma.

Para a publicação, “o desmatamento não é um preço necessário para o desenvolvimento”. “A produção brasileira de soja e carne bovina subiu entre 2004 e 2012, quando a derrubada de florestas diminuiu em 80%”, relata. E lembra que a agricultura brasileira pode ser a maior vítima do desmatamento, que pode provocar mudanças climáticas na região. “A seca de 2015 fez com que os agricultores de milho no Estado de Mato Grosso perdessem um terço de sua colheita”.

Por fim, a reportagem pede reação do mundo à política ambiental do brasileiro.

“Por todas estas razões, o mundo deveria deixar claro ao senhor Bolsonaro que não tolerará seu vandalismo. Companhias de alimentos, pressionadas pelos consumidores, deveriam rejeitar a soja e a carne produzidas em terras amazônicas ilegalmente exploradas, como aconteceu em meados dos anos 2000.

Os parceiros comerciais do Brasil devem fazer acordos atrelados ao seu bom comportamento” afirma e lembra que o acordo entre a União Europeia e o Mercosul, que ainda precisa ser ratificado, já inclui dispositivos para proteger a floresta tropical. “É esmagadoramente do interesse das partes aplicá-las”.

 


Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.149
Reações
20.059
Pontos
554
Depois de censurar o INPE e ter exonerado o diretor da instituicao por mostrar dados cientificos nao tem mais volta. O atual governo desmantelou a ja precaria fiscalizacao ambiental em beneficio da bancada ruralista, madereiros e empresas de mineracao, o brasil na area ambiental nunca esteve tao ruim. Sempre foi ruim mas o governo conseguiu piorar.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.149
Reações
20.059
Pontos
554
Não se preocupe biroliro!!!! Logo menos a turma MAV da direita passa um pano pra essa também! Outerspace está com vc campeão
os mesmos que ja defenderan cortes na educacao, trabalho infantil e trabalho analogo a escravidao, vao defender o desmatamento. Vao se fingir de desentendidos esquecendo que o bolsonaro defende uma menor fiscalizacao nesta area, como se tal medida nao tivesse nenhum efeito.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 


Guy_Debord

Supra-sumo
Mensagens
1.877
Reações
1.756
Pontos
178
os mesmos que ja defenderan cortes na educacao, trabalho infantil e trabalho analogo a escravidao, vao defender o desmatamento. Vao se fingir de desentendidos esquecendo que o bolsonaro defende uma menor fiscalizacao nesta area, como se tal medida nao tivesse nenhum efeito.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
Ahhhh mas menos fiscalização = menos Estado e isso é sempre bom! A não ser quando bolrono mete o Estado na saúde pública, ai é uma puta medida foda e um acerto total. Menos Estado é maravilhoso, e mais Estado é maravilhoso também! Bolroliro é deus!
 

konde10

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.424
Reações
12.684
Pontos
689
Eu adoraria comprar um Tesla e salvar o planeta, mas enquanto o americano compra um com um ano de salário médio, eu levo mais de 70 meses, ou 6 anos, isso ainda sem pagar taxa de importação.

É muito fácil salvar o mundo quando se é rico.
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.149
Reações
20.059
Pontos
554
Ahhhh mas menos fiscalização = menos Estado e isso é sempre bom! A não ser quando bolrono mete o Estado na saúde pública, ai é uma puta medida foda e um acerto total. Menos Estado é maravilhoso, e mais Estado é maravilhoso também! Bolroliro é deus!
Querem menos Estado pra pagar menos impostos em jogos, pra ofender minorias na internet, pro empregador ter o direito de colocar funcionarios em condicoes analogas a escravidao e a empregar criancas. E mais Estado para perseguir esquerdista, de helicoptero metralhar favelas, criminalizar a maconha. Este é o retrato perfeito do libertario brasileiro.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 

Guy_Debord

Supra-sumo
Mensagens
1.877
Reações
1.756
Pontos
178
Querem menos Estado pra pagar menos impostos em jogos, pra ofender minorias na internet, pro empregador ter o direito de colocar funcionarios em condicoes analogas a escravidao e a empregar criancas. E mais Estado para perseguir esquerdista, de helicoptero metralhar favelas, criminalizar a maconha. Este é o retrato perfeito do libertario brasileiro.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
Não somente brasileiro, retrato perfeito do libertário em geral.
 

Zefiris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.993
Reações
40.982
Pontos
664
Tenho estado ocupado jogando FFXIV e traduzindo anime, mas parece os ataques contra o Bolsonaro continuam no mesmo embalo. Mentiras, exageros e meia-verdades continuam sendo o prato principal servido pelos haters com viés político-partidário.

E a esquerda deveria ser a última a se dizer preocupada com coisas ambientais. Usam esse argumento simplesmente por motivos politicos e econômicos.
 

Coffinator

Mil pontos, LOL!
Mensagens
57.677
Reações
144.179
Pontos
1.029
Engraçado por demais, nego destrói a fauna/flora do país em nome do progresso e vem encher o saco da gente pra garantir as árvores como se elas fossem de propriedade deles. Vão pentear macaco e... wait...
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.149
Reações
20.059
Pontos
554
O governo bolsonaro tenta transformar todas as criticas direcionadas em mentiras e como tem muita gente que age como massa de manobra espalham mentiras pra defender o governo.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 

Lost Brother

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.149
Reações
20.059
Pontos
554
Os paises desenvolvidos destruiram sua vegetacao original por causa do seu processo de industrializacao, o dito progresso tem um custo. O brasil tambem desmatou pra caralho vide a mata atlantica cuja sua existencia foi quase extinta por ter tido o azar de estar em areas mais industrializadas e urbanizadas. Mas em geral os nossos processos de urbanizacao e industralizacao estao atrasado e a regiao do norte onde esta a amazonia é muito pouco povoada. Entao temos que preservar a amazonia pela sua importancia ambiental.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
 

Uma outra pessoa

Bam-bam-bam
Mensagens
11.178
Reações
7.783
Pontos
484
Uma hora querem separatismo do sudeste e do sul do resto do país, outra hora se importam com a Amazônia

Não da pra entender
 

Pokemon das antigas

Bam-bam-bam
Mensagens
748
Reações
2.815
Pontos
283
Quem ainda liga para a opinião política da Inglaterra ou nunca ouviu falar do Brexit ou está sonhando com o Brasil colônia
 

Aloeh

Bam-bam-bam
Mensagens
6.298
Reações
1.726
Pontos
299
Os paises desenvolvidos destruiram sua vegetacao original por causa do seu processo de industrializacao, o dito progresso tem um custo. O brasil tambem desmatou pra caralho vide a mata atlantica cuja sua existencia foi quase extinta por ter tido o azar de estar em areas mais industrializadas e urbanizadas. Mas em geral os nossos processos de urbanizacao e industralizacao estao atrasado e a regiao do norte onde esta a amazonia é muito pouco povoada. Entao temos que preservar a amazonia pela sua importancia ambiental.

Enviado de meu Moto C Plus usando o Tapatalk
Beleza, seguindo sua lógica eles acabaram com a floresta deles e encheram o cu de dinheiro.

Aí por conta deles não fazerem a parte deles o nosso povo fica na miséria por sermos obrigados a preservar a nossa?

Além do que desenvolvimento não é sinônimo de desmatamento.
 

DanielMF

Veterano
Mensagens
852
Reações
644
Pontos
118
Burrice é foda. É muita negação da realidade.

Hoje, século XXI, ano de 2019, as relações comerciais no mundo são assim, levam em conta questões importantes para a sustentabilidade do planeta. Isso é um fato, aceitem.

Não adianta querer trazer o passado da Europa para justificar a barbárie no presente. O Brasil só perderá se permanecer neste caminho e se aventurar nesta negação da realidade dos dados científicos promovida pelo Presidente e por esse ministro.

Se querem seguir esta política anti-ambientalista, então sejam transparentes, admitam claramente que foda-se o meio ambiente em nome do suposto desenvolvimento.

O planeta coloca essas pessoas irresponsáveis em seus devidos lugares na história.
 

Guy_Debord

Supra-sumo
Mensagens
1.877
Reações
1.756
Pontos
178
Beleza, seguindo sua lógica eles acabaram com a floresta deles e encheram o cu de dinheiro.

Aí por conta deles não fazerem a parte deles o nosso povo fica na miséria por sermos obrigados a preservar a nossa?

Além do que desenvolvimento não é sinônimo de desmatamento.
Como se nosso povo tivesse na miséria pq a Amazônia não é desmatada, hue
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.719
Reações
28.916
Pontos
353
Burrice é foda. É muita negação da realidade.

Hoje, século XXI, ano de 2019, as relações comerciais no mundo são assim, levam em conta questões importantes para a sustentabilidade do planeta. Isso é um fato, aceitem.

Não adianta querer trazer o passado da Europa para justificar a barbárie no presente. O Brasil só perderá se permanecer neste caminho e se aventurar nesta negação da realidade dos dados científicos promovida pelo Presidente e por esse ministro.

Se querem seguir esta política anti-ambientalista, então sejam transparentes, admitam claramente que foda-se o meio ambiente em nome do suposto desenvolvimento.

O planeta coloca essas pessoas irresponsáveis em seus devidos lugares na história.
A China dá um literal foda-se para o meio ambiente em nome do desenvolvimento.

Cadê a esquerda europeia peitando a China nas cuestões ambientalistas?

Vir meter o bedelho no Brasil é fácil.
 
Ultima Edição:
Topo