O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch) [Tópico Oficial]

Rodrigo Zé do Cx Jr

Lenda da OS desde 2000
VIP
Mensagens
22.983
Reações
29.416
Pontos
609
A graça do jogo é justamente você fazer as coisas por conta própria. Pegue um caderno, um lápis e faça você mesmo as anotações. O jogo mesmo te dá a dica de fazer isso no início do jogo.

Enviado de meu Redmi 5 Plus usando o Tapatalk
Algo que eu não tenho: tempo.
Algo que eu tenho: um monte de puxa saco de fórum de joguinho pra me idolatrar e ajudar.

Portanto, me mandem a receita, desgraçados nojentos.
 


krueger01

Bam-bam-bam
Mensagens
2.217
Reações
1.631
Pontos
224
Eu ainda acho que o game deveria ter um livro de receita...
Whatever...




Não sabia dessa.
Posso, então, pegar um item, testar na panela e se sair comida cu simplesmente dou load e tento outra coisa? Ma ma ma ma isso é roubo man :khuh



Estou em Kakariko, vou procurar essa porra de casa aí.
Vai com calma!
Ao longo do jogo você vai ser ensinado sobre as técnicas de combate nos shrines, portanto vá à caça deles e aprenderá tudo.
A casa é "perto" de Kakariko, mas é em outra vila, mas vão te indicar o caminho, então fique tranquilo que você vai encontrar.
Como disseram, a graça é fazer as coisas sozinho, mesmo sem tempo depois você se arrepende de ter procurado por informações a respeito de qualquer coisa...
O jogo é MARAVILHOSO justamente por isso!
E repito, salve sempre e vá testando o que você ganhou! :kjoinha
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
Parry me explicaram ai pra cima...
Como faço esse flurry rush?
É como falei lá em cima: pulo na hora que o inimigo te ataca.
Se você acertar o timing ativa a parada.

Mas é isso mesmo, vai descobrindo coisas por você mesmo. Eu só comecei a acompanhar aqui depois de ter fechado o jogo e as bestas. Muita coisa você vai descobrir na raça e você vai se achar um gênio.
 

carloshfc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.363
Reações
14.541
Pontos
553
Eu ainda acho que o game deveria ter um livro de receita...
Whatever...




Não sabia dessa.
Posso, então, pegar um item, testar na panela e se sair comida cu simplesmente dou load e tento outra coisa? Ma ma ma ma isso é roubo man :khuh



Estou em Kakariko, vou procurar essa porra de casa aí.



Parry me explicaram ai pra cima...
Como faço esse flurry rush?
Que me lembre, na hora que o inimigo for te acertar, você tem que dar aquele desvio/rolamento (defesa + pulo). Pode ser de lado ou para trás. Se vc fizer no tempo certo, o tempo vai ficar lento e aparece na tela um botão para vc atacar. Você aperta e o Link vai direto no inimigo e executa uma série de golpes.

O livro de receitas é voce quem faz. Anota as receitas que o jogo vai te ensinando e ai vc repete sempre. Ou olha algumas no google ou nas paredes daqueles hoteis que ficam junto dos estábulos.

Uma coisa legal é que se voce tem noção de uma receita na vida real, pode tentar reproduzir no game.

Exemplo:
Para fazer bolo é juntar farinha de trigo, ovos, leite e manteiga.

Um omelete são ovos e leite e sal.

Um bife a cavalo é carne, temperos, sal e um ovo por cima.

Etc.

Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
 

rafassbh

Veterano
Mensagens
981
Reações
144
Pontos
109
Na minha vida de Nintendo nunca tive vontade de jogar Zelda (snes, gba, n64, wii). Mas do nada quando comprei o switch recentemente e pesquisei sobre os jogos comprei um amiibo do Young Link e to namorando jogar Zelda. Ontem criei coragem e fui no 1º jogo da série, disponível no NSO onde joguei por 15 minutos fiquei irritado e zerei no YouTube (nunca tinha feito isso). Quero jogar esse BotW e gostar dele, mas baseado nessa primeira experiência de Zelda será que esse não é um jogo pra mim? Pensei em esperar sair o Links Awakening pra tentar uma melhor introdução... o que poderiam me dizer amigos? Obrigado!
 


carloshfc

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.363
Reações
14.541
Pontos
553
Na minha vida de Nintendo nunca tive vontade de jogar Zelda (snes, gba, n64, wii). Mas do nada quando comprei o switch recentemente e pesquisei sobre os jogos comprei um amiibo do Young Link e to namorando jogar Zelda. Ontem criei coragem e fui no 1º jogo da série, disponível no NSO onde joguei por 15 minutos fiquei irritado e zerei no YouTube (nunca tinha feito isso). Quero jogar esse BotW e gostar dele, mas baseado nessa primeira experiência de Zelda será que esse não é um jogo pra mim? Pensei em esperar sair o Links Awakening pra tentar uma melhor introdução... o que poderiam me dizer amigos? Obrigado!
Zelda BOTW é bem diferente do primeiro.
Foi meu primeiro Zelda também. Ele é mais puxado para open world. Se voce gosta de open world como The Witcher 3, Zelda é o seu game. A diferença é que a historia não é tão intensa, é a jogabilidade, com a física no mapa aberto e os puzzles na shrine que brilham. Sugiro ver uns videos no YouTube.

Mas recomendo demais.

Enviado de meu SM-G9650 usando o Tapatalk
 

Trezoitao38

Bam-bam-bam
Mensagens
9.526
Reações
6.841
Pontos
424
Na minha vida de Nintendo nunca tive vontade de jogar Zelda (snes, gba, n64, wii). Mas do nada quando comprei o switch recentemente e pesquisei sobre os jogos comprei um amiibo do Young Link e to namorando jogar Zelda. Ontem criei coragem e fui no 1º jogo da série, disponível no NSO onde joguei por 15 minutos fiquei irritado e zerei no YouTube (nunca tinha feito isso). Quero jogar esse BotW e gostar dele, mas baseado nessa primeira experiência de Zelda será que esse não é um jogo pra mim? Pensei em esperar sair o Links Awakening pra tentar uma melhor introdução... o que poderiam me dizer amigos? Obrigado!
Os dois primeiros Zeldas não são jogos amigáveis. A coisa começa a mudar a partir de A Link to the Past.
 

PkdorBR

Bam-bam-bam
Mensagens
3.455
Reações
1.281
Pontos
254
@Rodrigo Zé do Cx Jr

Receitas mais úteis NMO:

5 maçãs= 5 hearts

Stamella shroom (cogumelo verde) ou staminoka bass (peixe verde)=pra aumentar sua stamina na hora da necessidade (escaladas, cavalos) qto mais stamella ou staminoka, mais stamina vc recupera (Maximo são 5, sempre)

Tudo que tiver "hearty" no nome (hearty salmon, hearty radish). Basta cozinhar um pra fazer um item que recupera todos os seus corações e ainda dá life extra.

Pimentas= resistência ao frio, qto mais pimenta, mais tempo de resistência

Vai descobrindo aí q tem mais...
 

masterdx

Bam-bam-bam
Mensagens
11.039
Reações
4.507
Pontos
439
rapaz. pra mim a melhor coisa pra cozinhar que eu só fui descobrir no final do meu jogo. é o hearty elixir. basta 1 hearty lizard e 1 lizalfos tail. ele recuoera todos os corações e da mais 5 extras.

e rabo de lizalfo é brincadeira de conseguir e o hearty lizard tem um lugar q não lembro exatamente agora que é cheio deles. só remexer umas pedras q eles saem correndo. da pra estocar muita vida assim.

mas pra comida o melhor ingrediente que eu vi é o hearty radish e o big hearty radish. procura um lago em formato de coração perto do "yambi lake" na parte de baixo do mapa.(sul) em volta dessa região tem muitos hearty raddish.
 

Xenoblade

Bam-bam-bam
Mensagens
4.836
Reações
9.221
Pontos
303
rapaz. pra mim a melhor coisa pra cozinhar que eu só fui descobrir no final do meu jogo. é o hearty elixir. basta 1 hearty lizard e 1 lizalfos tail. ele recuoera todos os corações e da mais 5 extras.

e rabo de lizalfo é brincadeira de conseguir e o hearty lizard tem um lugar q não lembro exatamente agora que é cheio deles. só remexer umas pedras q eles saem correndo. da pra estocar muita vida assim.

mas pra comida o melhor ingrediente que eu vi é o hearty radish e o big hearty radish. procura um lago em formato de coração perto do "yambi lake" na parte de baixo do mapa.(sul) em volta dessa região tem muitos hearty raddish.
Um bom método para encontrar itens é utilizar o radar que você adquire (basta tirar foto do item e programar o radar para levar você até ele). Fiquei cheio de ingredientes do tipo "hearty" no meu inventário.
 

Trezoitao38

Bam-bam-bam
Mensagens
9.526
Reações
6.841
Pontos
424
Um bom método para encontrar itens é utilizar o radar que você adquire (basta tirar foto do item e programar o radar para levar você até ele). Fiquei cheio de ingredientes do tipo "hearty" no meu inventário.
Tem lugares específicos que tem muitos deles. Tem vários próximo a uma shrine que fica próximo de um estabulo na zona do Ganon à leste do castelo.
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
Os Hearty praticamente quebram a mecânica de cozinhar do jogo pra recuperar life. Esses itens poderiam ser um pouco mais raros de se encontrar, mas são tão comuns como os outros. O resto dos itens serviu mais pra dar upgrade nas armaduras.
A parte boa é que depois que descobri eles só recuperava vida com eles e as carnes usava só pra vender e juntar rupees.
 

Trezoitao38

Bam-bam-bam
Mensagens
9.526
Reações
6.841
Pontos
424
Os Hearty praticamente quebram a mecânica de cozinhar do jogo pra recuperar life. Esses itens poderiam ser um pouco mais raros de se encontrar, mas são tão comuns como os outros. O resto dos itens serviu mais pra dar upgrade nas armaduras.
A parte boa é que depois que descobri eles só recuperava vida com eles e as carnes usava só pra vender e juntar rupees.
Na realidade o que quebra é não ter limites para materiais. E o limite de pratos de comida também é bastante amplo.
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
É, finalmente consegui. Achei todos os Koroks.
Bom, em partes. Na raça mesmo depois de vasculhar o mapa na primeira volta achei uns 600. Depois que peguei o DLC dei mais uma volta pois queria encontrar todos os subchefes do mapa e as sidequests e achei o restante com a máscara. Teve uns que NUNCA ia achar.
Depois de completar mais uma volta e vasculhar absolutamente tudo ainda ficaram faltando 11. Aí não teve jeito, procurei num guia pra achar mesmo, não ia dar outra volta só pro eles.

Agora só falta conseguir completar a Master quest lá...
A jornada está quase terminando pra mim. 270 horas sem quase jogar mais nada além de Zelda.
O duro vai ser achar outro jogo pra jogar e preencher o vazio kkkk.
Espero muito ainda poder jogar mais um Zelda main nessa geração ainda. Mas só com Odyssey e BtoW platinados já sinto valeu o investimento no Switch.
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
Na realidade o que quebra é não ter limites para materiais. E o limite de pratos de comida também é bastante amplo.
Mas acho que mesmo se tivesse limites e vc tivesse uns 10 ou 20 itens Hearty já ficaria tranquilo entre uma Blood moon e outra.
A quantidade de pratos é demais mesmo. Muita coisa ficou intocada quase o jogo inteiro no meu inventário rs. Nem precisei me desfazer por falta de espaço.
Por outro lado, depois que a gente aumenta mais os corações o desafio de sobrevivência diminui mas ainda existem muitos outros desafios a se dar atenção então acho que foi meio que um alívio ter os Hearty.

Lembrei de outra coisa a respeito do inventário. Se comprar todos os Amiibos que dão armor, mais todas as disponíveis do jogo base...não vai ter espaço pra todas! Talvez por isso tenha aquele cara que vende em Tarrey. E muitas delas são iguais em Stats. Mesmo assim foi um golpe duríssimo pro meu TOC de acumulador.
 

Trezoitao38

Bam-bam-bam
Mensagens
9.526
Reações
6.841
Pontos
424
Mas se você compara com jogos antigos, como, por exemplo, Link to the Past, que você pode carregar no máximo 4 potes, diferente de BOTW, você não pode salvar e voltar atrás, se você usar todos os 4 potes e morrer, terá que repô-los novamente, você vê aí como BOTW é desequilibrado.

Não tem mais checkpoints, você pode salvar em praticamente quase todo lugar, e quando há exceções não é nada assim tão difícil.

Eu mesmo não entendo porque algumas pessoas consideram esse um dos Zeldas mais difíceis. Você sabia que você pode salvar antes de morrer no frio e ao morrer você retornará exatamente no lugar que você morreu com 3 corações? A única coisa que você perde quando você morre é que é revivem os inimigos que morreram depois de você salvar, não revivem os que morrem depois de você salvar e dos que você tirou um pouco de HP eles irão voltar cheios.

Sabe aquela quest da DLC que você tem que matar os inimigos com um golpe só? Você pode salvar a cada baixa deles.

O problema disso é que não há tensão no jogo. Escrevi sobre isso aqui mesmo neste tópico comparando exatamente com A Link to the Past. Em ALTTP você tem checkpoints, quando você está no mundo ao morrer você poderá voltar de 3 pontos diferentes no mapa e então terá que percorrer o caminho de volta. Dentro de uma dungeon ao morrer você volta para a última entrada. É por isso que algumas dungeons tem entradas e saídas, na penúltima dungeon do jogo você entra e sai 2 vezes. Tem uma saída lá que você sai apenas para entrar imediatamente de volta na dungeon. Aquilo ali é apenas um checkpoint. Do caminho desse checkpoint até o chefe final tem como o jogador pegar umas fairies que vão deixar com o HP cheio e também aquele item verde que repõe magic points. Você pode usar os restaurantes de health e/ou magia com os potes, mas fica subentendido que você tem que lutar contra o chefe só com seus corações e o que você consegue carregar de magic points.

Você quer saber um jogo que é similar a isso que descrevi? Demon's Souls. Principalmente porque não tem bonfires. Então ao morrer você sempre retoma ao início da dungeon ou da área. Mas você desbloquea checkpoints e esses permanecem desbloqueados mesmo após você morrer, igual aos puzzles já resolvidos de ALLTP e Ocarina of Time, além de outros Zeldas.

Como Breath of the Wild é imenso, não tem como usar algo semelhante, daí a Nintendo teve que abrir mão de suas próprias filosofias e inserir esse "save state".

Distribuir checkpoints é uma arte que a Nintendo domina desde os anos 1980. E na minha opinião uma das coisas que tornam seus jogos desafiadores, gostosos de jogar, tensos e satisfatórios, raramente frustrantes. Abdicar disso não é fácil, porque se perde algo aí.

Quando você joga a Trial of the Sword você sente isso. Apesar de ser um grande desafio com apenas dois checkpoints, é bastante balanceado. Porque você tem o desafio na medida certa para a distância entre os checkpoints e para aquilo que o jogo se propõe com suas mecânicas de survival. Ter checkpoints demais quebra essas mecânicas e por isso que BOTW fica todo quebrado porque ao longo do jogo todo ele é isso, um jogo com checkpoints mal distribuídos, porque eles são distribuídos pelo jogador.
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
Mas se você compara com jogos antigos, como, por exemplo, Link to the Past, que você pode carregar no máximo 4 potes, diferente de BOTW, você não pode salvar e voltar atrás, se você usar todos os 4 potes e morrer, terá que repô-los novamente, você vê aí como BOTW é desequilibrado.

Não tem mais checkpoints, você pode salvar em praticamente quase todo lugar, e quando há exceções não é nada assim tão difícil.

Eu mesmo não entendo porque algumas pessoas consideram esse um dos Zeldas mais difíceis. Você sabia que você pode salvar antes de morrer no frio e ao morrer você retornará exatamente no lugar que você morreu com 3 corações? A única coisa que você perde quando você morre é que é revivem os inimigos que morreram depois de você salvar, não revivem os que morrem depois de você salvar e dos que você tirou um pouco de HP eles irão voltar cheios.

Sabe aquela quest da DLC que você tem que matar os inimigos com um golpe só? Você pode salvar a cada baixa deles.

O problema disso é que não há tensão no jogo. Escrevi sobre isso aqui mesmo neste tópico comparando exatamente com A Link to the Past. Em ALTTP você tem checkpoints, quando você está no mundo ao morrer você poderá voltar de 3 pontos diferentes no mapa e então terá que percorrer o caminho de volta. Dentro de uma dungeon ao morrer você volta para a última entrada. É por isso que algumas dungeons tem entradas e saídas, na penúltima dungeon do jogo você entra e sai 2 vezes. Tem uma saída lá que você sai apenas para entrar imediatamente de volta na dungeon. Aquilo ali é apenas um checkpoint. Do caminho desse checkpoint até o chefe final tem como o jogador pegar umas fairies que vão deixar com o HP cheio e também aquele item verde que repõe magic points. Você pode usar os restaurantes de health e/ou magia com os potes, mas fica subentendido que você tem que lutar contra o chefe só com seus corações e o que você consegue carregar de magic points.

Você quer saber um jogo que é similar a isso que descrevi? Demon's Souls. Principalmente porque não tem bonfires. Então ao morrer você sempre retoma ao início da dungeon ou da área. Mas você desbloquea checkpoints e esses permanecem desbloqueados mesmo após você morrer, igual aos puzzles já resolvidos de ALLTP e Ocarina of Time, além de outros Zeldas.

Como Breath of the Wild é imenso, não tem como usar algo semelhante, daí a Nintendo teve que abrir mão de suas próprias filosofias e inserir esse "save state".

Distribuir checkpoints é uma arte que a Nintendo domina desde os anos 1980. E na minha opinião uma das coisas que tornam seus jogos desafiadores, gostosos de jogar, tensos e satisfatórios, raramente frustrantes. Abdicar disso não é fácil, porque se perde algo aí.

Quando você joga a Trial of the Sword você sente isso. Apesar de ser um grande desafio com apenas dois checkpoints, é bastante balanceado. Porque você tem o desafio na medida certa para a distância entre os checkpoints e para aquilo que o jogo se propõe com suas mecânicas de survival. Ter checkpoints demais quebra essas mecânicas e por isso que BOTW fica todo quebrado porque ao longo do jogo todo ele é isso, um jogo com checkpoints mal distribuídos, porque eles são distribuídos pelo jogador.
Isso é mais um problema do gênero em si do que do Bafo somente. Mas entendo.
Um jogo mais linear permite que os desenvolvedores inspiram mais desafios pois vai ser um ambiente mais controlado em relação ao que o jogador vai poder fazer. Inclusive posicionar recursos, inimigos e checkpoints.
Não teria como fazer isso num open world sem ordem definida igual o Bafo. Cada escolha uma perda, faz parte. Da mesma forma que eles decidiram não colocar armas que interferem na exploração como o bumerangue, ou então o Hookshot. Limitaria as possibilidades do jogador enquanto não tivesse. Tudo foi pensado pra priorizar a proposta principal do jogo que era a exploração do mundo e a liberdade de não ter nenhum tipo de amarra nessa aventura.
Não imagino como poderia ser diferente.

Quanto à dificuldade, acho sim um dos Zeldas mais difíceis sim. Mas como chegando no final do jogo estamos bem abastecidos, já dominando técnicas de combate e de gerenciamento de recursos o jogo se tornou mais fácil. Mas pra quem não vai tão fundo pra aprender essas coisas, o jogo vai ser difícil do começo ao fim, nem todo mundo vai sentir essa facilidade crescente. Lembrando que pegar a Master Sword, os koroks pra aumentar inventário, as Shrines pra aumentar corações e stamina, tudo é opcional, e pegar tudo isso é o que torna o jogo mais fácil.
Os outros Zeldas são mais lineares e os desafios vão escalando de forma quase obrigatória pra se seguir a narrativa. Existem coisas que são fruto de dedicação do jogador em achar tudo; ao passo que tem coisas e habilidades que são fruto de simplesmente avançar na história e que qualquer jogador vai conquistar. Isso permite um jogo mais balanceado como você disse, mas se perde muito em possibilidades, que no Bafo são absurdamente grandes.
Enfim, escolhas.
 

tortinhas10

É Nintendo ou nada!
Mensagens
83.748
Reações
179.073
Pontos
979
Problema do trezoitão é que ele falou tudo de forma a salvar o jogo, o que é chato para caramba de se ficar fazendo e faz quem quer.

Tem que ver o desafio sem isso.

Enviado de meu Redmi 5 Plus usando o Tapatalk
 

Snk-Combone

Bam-bam-bam
Mensagens
1.740
Reações
3.767
Pontos
309

Pra quem não tem paciência de matar tantos Guardians, ai esta solução :klol
 

drdreh

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.954
Reações
18.077
Pontos
599
incrivel cada glitch e loucura que descobrem nesse jogo!!! gosto de assistir, mas nao usar.. comecei no master mode esse fim de semana, muito divertido jogar nessa dificuldade.
 

fedps

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
10.675
Reações
15.755
Pontos
553
Quem completou os 900 koroks, usou alguma coisa pra ajudar fora do jogo? Eu tenho tentado seguir as regiões que tem no zelda dungeon e procurar usando a máscara, marcando cada korok achado na região escolhida, mas mesmo assim é bem trabalhoso e pouco preciso. Melhor que isso só procurando na internet o lugar específico de cada Korok, mas aí já perderia a graça pra mim.
 

Acteon

Bam-bam-bam
Mensagens
7.385
Reações
10.669
Pontos
389
No ano passado terminei BoTW usando emulador e se tornou instantaneamente um dos meus jogos preferidos de todos os tempos.
Nessa semana consegui pegar um Switch e voltei a jogar, agora usufruindo a experiência do modo que foi proposta. É impressionante como com todas limitações do console, o jogo ainda é lindo de morrer. Inclusive na versão portátil estou achando mais bonita do que no emulador com todos os filtros e o cacete.
BoTW é um tipo de jogo que somente existe ele na categoria, nenhum conseguiu me proporcionar o nível de imersão que ele. Mesmo Rdr2, Witcher3, Horizon, Ac: Odyssey.. Nenhum desses (aos quais adorei) chegam perto. Como eu disse antes, parece outra categoria muito distinta.
Ainda estou apanhando dos botões (No emulador jogava no controle de Xone e nas 80 horas me adaptei demais ao setup de botões que tinha configurado).
 

drdreh

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.954
Reações
18.077
Pontos
599
mas que DLC boa hein, 16 shrines bem boladas, e quando penso que consegui a moto, eis que surge mais uma "dungeon" estilo besta, de mecanismo de ativar no mapa, e no final o boss mais difícil de todo o jogo, mais até que o Ganon!!!
 

zanchin

Bam-bam-bam
Mensagens
3.036
Reações
4.352
Pontos
303
mas que DLC boa hein, 16 shrines bem boladas, e quando penso que consegui a moto, eis que surge mais uma "dungeon" estilo besta, de mecanismo de ativar no mapa, e no final o boss mais difícil de todo o jogo, mais até que o Ganon!!!
Não fala isso, vai me fazer voltar ao jogo!
 

Kobaia

Veterano
Mensagens
546
Reações
972
Pontos
139
Quem completou os 900 koroks, usou alguma coisa pra ajudar fora do jogo? Eu tenho tentado seguir as regiões que tem no zelda dungeon e procurar usando a máscara, marcando cada korok achado na região escolhida, mas mesmo assim é bem trabalhoso e pouco preciso. Melhor que isso só procurando na internet o lugar específico de cada Korok, mas aí já perderia a graça pra mim.
Usa a motoca e a máscara, e vai rodando o mapa vendo onde vc não andou ainda vendo pelo histórico. Achei quase tudo sem guia assim, é mesmo assim ficaram faltando umas 10 pra mim, dai catei um guia e fiquei comparando com meu mapa até achar, não teve jeito.
Obs: rodei o mapa inteiro de novo depois de pegar a máscara, tinha deixado muuuitos koroks pra trás mesmo rodando bem no mapa. Tem muitos que mesmo com a máscara demorei bastante pra encontrar.
 

fedps

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
10.675
Reações
15.755
Pontos
553
Usa a motoca e a máscara, e vai rodando o mapa vendo onde vc não andou ainda vendo pelo histórico. Achei quase tudo sem guia assim, é mesmo assim ficaram faltando umas 10 pra mim, dai catei um guia e fiquei comparando com meu mapa até achar, não teve jeito.
Obs: rodei o mapa inteiro de novo depois de pegar a máscara, tinha deixado muuuitos koroks pra trás mesmo rodando bem no mapa. Tem muitos que mesmo com a máscara demorei bastante pra encontrar.
É o que tenho feito por enquanto, eu devo ter explorado praticamente todo o mapa sem usar a máscara antes de enfrentar o Ganon, agora tô passando por todos os lugares novamente, só que usando a máscara e tô encontrando um monte de Korok que nem cheguei perto. E como tu disse, mesmo com a máscara tem umas difíceis, na Hyrule Bridge custei a achar 2.
 

MadScientist

Bam-bam-bam
Mensagens
1.257
Reações
2.401
Pontos
303
Acho incrível como a simplicidade da história de Zelda consegue ter um valor simbólico e épico tão grande, e até emocional dependendo de quem tá jogando, só pela forma como é contada.

É do final de uma side quest do BotW, mas pra quem não jogou, só não ver o vídeo


Eu acho sensacional essa forma de abordagem. Se você procurar, tem de tudo, tipo esse discurso foda, mas só se vc procurar. Não tem nada sendo martelado na sua cara, então tudo que você descobre fica muito mais importante e íntimo.

A parte que o Kass (melhor NPC de todos os Zeldas) começa a falar do renascimento do herói e a parte final da OST dele (que não tinha sido mostrada até aquela ocasião) começa a tocar, que é uma versão do tema principal do Zelda, é épica demais. E fica emocionante quando vc para pra pensar na história da franquia, que já vem há tento tempo persistindo com jogos de qualidade enquanto tantas outras vão pro limbo. Dá uma vibe metalinguística: o Herói do Tempo sempre vai ressurgir!

Só um relato pq acordei hoje de manhã bem Zeldástico. :kpaixao
 
Topo