O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Virada CUltural 2019 dinheiro bem empregado.

Lacerda Yawara

Bam-bam-bam
Mensagens
3.584
Reações
6.138
Pontos
303
Os cachês de artistas que tocarão na Virada Cultural de 2019
Edição deste ano será bancada integralmente com dinheiro dos cofres públicos após tentativa frustrada de atrair patrocinadores

Por Redação VEJA São Paulo

access_time 14 maio 2019, 17h26 - Publicado em 14 maio 2019, 17h25
chat_bubble_outline more_horiz



Anitta, Pabllo Vittar e Naiara são algumas das atrações da Virada Cultural de 2019 (Reprodução/Veja SP)


A Prefeitura de São Paulo divulgou nesta terça-feira (14) o valor dos cachês de algumas das principais atrações musicais da Virada Cultural de 2019.


Marcado para 18 e 19 de maio na capital, o evento apresentará cerca de 1 200 atrações gratuitas espalhadas por 250 pontos da cidade. A expectativa é atrair um público de 5 milhões de pessoas. Entre os nomes anunciados para esta edição, aparecem Anitta, Anavitória, Pabllo Vittar, Criolo, Caetano Veloso e Emicida.


PUBLICIDADE







No Diário Oficial, a Secretaria de Cultura informou pagar 300 000 reais para contar com Anitta no palco da Virada, 75 000 reais a Karol Conka e 100 000 reais à dupla Anavitória. Esse dinheiro geralmente é distribuído entre o artista e a equipe de cada um.


Em março, a prefeitura lançou um edital em busca de patrocinadores que ajudassem a pagar o evento, mas ninguém se interessou. Assim, a Virada, que neste ano deve ter um custo total de 18,8 milhões de reais, será paga integralmente com recursos públicos.



O deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP) postou no Twitter os valores que a prefeitura gastará com outros shows e causou discussão:




Antigamente tinha Living Colour e Cat Power agora isso.:kbozo
 


arqueiro182

Bam-bam-bam
Mensagens
8.242
Reações
30.786
Pontos
353
O Brasil deve ser o país do mundo onde mais se desperdiça $$$ público.

Aqui se gasta milhões pra absolutamente porra nenhuma, fora o roubo. Investir essa grana toda com hospitais e escolas nem pensar né.

E imaginar que a Inconfidência Mineira foi uma revolta contra 20% de imposto a coroa Portuguesa. Hoje pagamos rindo 50% de imposto.

 

Senhor Catástrofe

Bam-bam-bam
Mensagens
1.547
Reações
3.894
Pontos
293
isso aí é dinheiro de pinga

povo não entende, ou não sabe, mas argumentar "pq não investe em hospitais" é besteira pq isso não faz nem cócegas
saúde é um buraco sem fundo, se vc jogar todo o PIB lá ainda vai faltar coisa pq a máquina em si não funciona bem

quanto as atrações, deviam botar só um artista grande de pop/funk (anita) e um do sertanejo (tanto faz quem) e o resto deviam botar artistas de nicho com cachês menores, dava pra economizar um tanto só assim

mas temos que considerar que isso tb movimenta a economia, não é diferente de um carnaval da vida

-------

eu até curto algo do emicida e do criolo, mas tem TANTO grupo de rap com coisa muito melhor pra dizer e que nunca ou quase nunca são chamados pra essas coisas
pessoal vendendo o almoço pra comprar a janta, fazendo rap de graça pra tentar passar uma mensagem
"se as ideias travar um gatilho, confortar um ódio perdido, dar uma direção, já tá valendo, tiozão "
 


Moonglaive

Bam-bam-bam
Mensagens
6.800
Reações
9.383
Pontos
394
18.8 milhões.
Esperado 5 milhões de pessoas.

Como as atrações são gratuitas.
A prefeitura precisa arrecadar 4 reais em impostos de bebida + comida + transporte. E se vier de fora melhor ainda.

Não acho impossivel. De fato o valor é até pequeno pro número de pessoas.

Natal Luz (Gramado-RS) Custou 33 Milhões dos cofres públicos. Havia programações pagas. (2 apresentações diarias) mas havia muita apresentação gratuita tb. (Consertos, grupos musicais e de performance pelas ruas, etc).
Deu lucro de 8 Milhões. (41 milhões de reais). Foram 2 milhões de pessoas ao longo de 2 meses e meio.
Em 2017 o lucro liquido foi 5 milhões. (E o custo total 25 milhões).

Esses eventos podem ser uma fonte de renda absurda. (Se bem montados obviamente).

Se o evento der grana eu não vejo problema gastar o que quiserem com os atores, peças etc que quiserem. Eu não iria nem que me pagassem mas se tem gente que paga pra ir (nem que seja transporte) quem sou eu pra julgar.
Se der prejuízo que reavaliem o evento e vejam se da pra salvar (Caso de prejuízo pequeno o que pode ser justificado por 1 ano ruim) ou é melhor acabar de vez com o mesmo. (No caso de 2-3 anos de prejuízo sem expectativa de voltar).


O que eu vejo mto de eventos no Brasil infelizmente é a falta de noticias justamente sobre esse calculo de movimentação e lucro/prejuízo.

Natal Luz ou Carnaval do RJ não é difícil ver que as respectivas prefeituras tem times calculando o impacto das festividades tanto pra montar, financiar, etc e como o que isso gera em impostos. E melhor, eles soltam os dados pelo menos em parte pra impressa o que ajuda a dar um minimo de transparência.

Virada cultural procurei dados de 2018 e 2017 e achei nada. O que é problemático pra dizer o minimo.
Se alguém achar eu ficaria interessado.
 
Ultima Edição:

Akamaru

Bam-bam-bam
Mensagens
1.551
Reações
3.910
Pontos
303
Com o objetivo de promover a cultura, acho que o dinheiro seria melhor gasto (e em menor quantidade, inclusive) uma feira de livros, por exemplo, com preços baixos. Ou então várias salas de cinema com filmes nacionais ou peças de teatro que abordem grandes figuras nacionais., períodos de históricos marcantes.

Seria mais coerente.
 

Senhor Catástrofe

Bam-bam-bam
Mensagens
1.547
Reações
3.894
Pontos
293
O que eu vejo mto de eventos no Brasil infelizmente é a falta de noticias justamente sobre esse calculo de movimentação e lucro/prejuízo.
não moro na capital, mas ouço rádio de lá e todos os dias estão anunciando as festividades

a real é que o povo gosta de reclamar, mas realmente é complicado os caras não publicarem os dados de possíveis arrecadações pra sabermos se está valendo a pena, mas eu duvido que não esteja

fiasco mesmo foi a "oktober fest" do dória que dava até vergonha de ver

como diria o clarion "quer reclamar? reclama direito"
 

Daitenshi

Veterano
Mensagens
559
Reações
1.093
Pontos
148
Sou até a favor da Lei Rouanet, mas isso já está sendo desperdício de dinheiro.
O que adianta fazerem cortes na educação e gastarem dinheiro desse jeito?
 

Tokai

Bam-bam-bam
Mensagens
1.443
Reações
2.648
Pontos
303
Anitta R$1.000 isso se ela fizer um bola gato.

O Pablo R$10.000 para isso nunca mais "cantar".
 

Atlante

Bam-bam-bam
Mensagens
5.180
Reações
9.176
Pontos
353
Antigamente tinha Living Colour e Cat Power agora isso.:kbozo
Não manjo Living Color, mas Cat Power eu entendo como culturalmente relevante. Realmente, para quem se diz festival "cultural", é bem ridícula a contratação de bandas obviamente comerciais e irrelevantes artisticamente como os sertanejos, Pablo Vitar e Anitta.
 

Atlante

Bam-bam-bam
Mensagens
5.180
Reações
9.176
Pontos
353
Com o objetivo de promover a cultura, acho que o dinheiro seria melhor gasto (e em menor quantidade, inclusive) uma feira de livros, por exemplo, com preços baixos. Ou então várias salas de cinema com filmes nacionais ou peças de teatro que abordem grandes figuras nacionais., períodos de históricos marcantes.

Seria mais coerente.
Há uma infinidade de grandes ideias como essas, mas a má vontade, a falta de preparo dos envolvidos e os intere$$e$ $uperiore$ não permitem que elas floresçam.
 

leotrix14

Bam-bam-bam
Mensagens
9.983
Reações
11.640
Pontos
439
Eu gostava bastante, mas deveria ser usados mais artistas de baixo custo, nada de contratar celebridades, tem que apoiar quem ainda tá por baixo.
Muitos anos atrás fui em uma apresentação do SESC na minha cidade, onde tocou "Móveis Coloniais de Aracaju"(Nome estranho, eu sei.), é uma banda que tá por baixo, não deve cobrar muito, e ainda sim a galera gosta.
 

mig29gsxr

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.011
Reações
18.574
Pontos
694
Porra velho, os caras vem com o maior papo de mercado e depois fazem esse pão e circo do caralho.
Se não tem patrocínio, não faz, porra. Ou abaixa o IPTU, ou tapa buraco, ou sei lá, arruma os parques.
Enfiar dinheiro no cu de artista? É de foder.
 

Daitenshi

Veterano
Mensagens
559
Reações
1.093
Pontos
148
Com o objetivo de promover a cultura, acho que o dinheiro seria melhor gasto (e em menor quantidade, inclusive) uma feira de livros, por exemplo, com preços baixos. Ou então várias salas de cinema com filmes nacionais ou peças de teatro que abordem grandes figuras nacionais., períodos de históricos marcantes.

Seria mais coerente.
Aqui no Rio Grande do Sul isso acontece em algumas cidades.
Em Porto Alegre, tem a Feira do Livro, que é bem famosa e que atrai bastante gente, o que é legal. Acontece todo o ano.
Na minha cidade, tbm no RS, tem tbm uma feira literária todo o ano, mas pouca gente vai.
E dps no facebook, aparece bastante gente que "gosta" de livros, mas que mal valoriza os poucos eventos estimulantes de literatura que ainda temos...
 

Bloodstained

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.041
Reações
77.482
Pontos
553
Pão e circo para manter o gado manso. E, apenas para variar, somos forçados a financiar esse lixo... Puta merda. :facepalm
 

guiracer

Bam-bam-bam
Mensagens
7.633
Reações
4.558
Pontos
434
Eles deveriam abrir espaço pra bandas pequenas que não têm a fama desses artistas grandes.
Pode-se alegar que o pública não seria o mesmo, até concordo, mas grande parte do público vai pq é um evento de música grátis e com oportunidade de encher a cara.
 

Lacerda Yawara

Bam-bam-bam
Mensagens
3.584
Reações
6.138
Pontos
303
A prefeitura precisa arrecadar 4 reais em impostos de bebida + comida + transporte. E se vier de fora melhor ainda.
Você não tem ideia do que é a virada cara, só dá maloqueiro nego não paga nem o ônibus.
Volta e meia empresas fazem eventos solo aqui em São Paulo a prefeitura poderia coordenar uma ação conjunta com essas empresas na virada.
A Norah Jones veio aqui fazer apresentação bancada por empresa(acho que foi a tim) se houvesse inteligência na administração tucana ela poderia vir bancada na virada pela empresa.
Em vez de ser o Sodoma e Gomorra costumeiros da virada poderia ser feitos eventos fechados cobrando valor simbólico(isso já afastaria os maloqueiros)

Não manjo Living Color, mas Cat Power eu entendo como culturalmente relevante. Realmente, para quem se diz festival "cultural", é bem ridícula a contratação de bandas obviamente comerciais e irrelevantes artisticamente como os sertanejos, Pablo Vitar e Anitta.
Living Colour é muito grande, uma baita banda.
 

Novalgina

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
21.561
Reações
18.575
Pontos
684
Eu que não vou em virada cultural mas nem fudendo.

Ser roubado de graça ? Não obrigado.

Aí depois fazem a virada esportiva, acho que não custa nada juntar todas elas.

Pra variar, as coisas TOP tudo centralizado.
 

Moonglaive

Bam-bam-bam
Mensagens
6.800
Reações
9.383
Pontos
394
Você não tem ideia do que é a virada cara, só dá maloqueiro nego não paga nem o ônibus.
Volta e meia empresas fazem eventos solo aqui em São Paulo a prefeitura poderia coordenar uma ação conjunta com essas empresas na virada.
A Norah Jones veio aqui fazer apresentação bancada por empresa(acho que foi a tim) se houvesse inteligência na administração tucana ela poderia vir bancada na virada pela empresa.
Em vez de ser o Sodoma e Gomorra costumeiros da virada poderia ser feitos eventos fechados cobrando valor simbólico(isso já afastaria os maloqueiros)


Living Colour é muito grande, uma baita banda.
1-> Sorry, mas vc me convencer que 5 milhões de pessoas vão fazer peregrinação a pé e pular em festa musical e outros eventos sem beber ou comer nada por horas a fio... Pega todo mundo e manda pras olimpíadas de porque são super humanos :klol. (ou ficam presos no anti-doping, esquece :klol).


Essas águas e comidas em eventos costumam ter imposto de 30% pra cima. Com o grosso sendo ICMS. Ou seja, direto pro estado.
acaba que vira um filão de tirar +dinheiro de quem pensa que ta indo "free" quando ta pegando ônibus/metro/uber. E pagando por alimentação.
Ou o "filé". O cara vai de carro e gasta preciosa gasolina, manutenção etc. Ae a prefeitura vai a loucura :kcaro.
O gasto nem precisa ser no evento. Qualquer aumento de consumo na cidade inteira derivado da pessoa ter se deslocado ta valendo porque é gasto que não ocorreria de outra forma.

2-> Concordo. Únicas empresas que vão se interessar por coisas assim são as de transporte, hotéis e alimentação. mas elas não vão bancar tudo porque claramente porque não é a função delas. Um hotel não é criador de eventos culturais nem planeja ser. Mas elas com certeza não tem problemas em contribuir por marketing etc. ISso é feito em várias cidades onde os hotéis ajudam a embelezar a cidade e pagam um pouco do próprio bolso.

Meu chute é que a prefeitura de SP ou cobrou pelo evento inteiro (O que é burrice) ou boto o preço da propaganda na virada cultural muito alto o que novamente afastou a galera (E outra burrice).
Ainda acho que vai tirar lucro mas claramente os números esse ano serão menores sem patrocinadores.


4-> O ideal seria uma mistura de eventos free e pagos. Eventos free tem chamativo até pra quem tem dinheiro pra gastar.
Isso já tem o efeito de afastar os turistas e moradores +tóxicos.
 
Ultima Edição:

Monogo

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.282
Reações
39.266
Pontos
579
Na politica de pao e circo, isso ai é o Circo.
 

Xhunter

Bam-bam-bam
Mensagens
9.932
Reações
17.529
Pontos
439
So nao sera desperdicio de dinheiro publico se a prefeitura conseguir um retorno que cubra isso, direta ou indiretamente, mas eu duvido.

Como eu já falei em outro tópico: evento mais superestimado de SP.

Imagina a quantidade de roubos e furtos de celulares? Nos dias seguintes o pessoal vai ser obrigado a comprar novos celulares, movimentando a economia de toda região metropolitana de SP.
:kkk
 

Ronin Ogun

Bam-bam-bam
Mensagens
8.936
Reações
6.439
Pontos
464
So nao sera desperdicio de dinheiro publico se a prefeitura conseguir um retorno que cubra isso, direta ou indiretamente, mas eu duvido.

Como eu já falei em outro tópico: evento mais superestimado de SP.



:kkk
Vai lotar, principalmente essa do Pablo ídolo da OS.
Público LGBT vem de outras cidades até. É catuaba, corote, milho e tudo mai$.
Eu passo. Gosto de rolês da virada no SESC e de teatro, que também são bons.
Ouvi uma turma reclamando, e com razão, que tem palco de Rock e Samba esse ano.
 
Topo