O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Você sente falta de animes baseados em livros ocidentais?

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Sou grande fã dos animes da série World Masterpiece Theater, que são animes adaptados da literatura classica, e planejo assistir a todos. Ao longo dos anos o Japão produziu muitos animes baseados em livros ocidentais e nos últimos anos não foram produzidos mais. De 2000 para cá só foram feitos os animes Os Miseráveis, Konnichiwa Anne, Porphy no Nagai Tabi e Ronja A Filha do Ladrão. Os fãs atuais só querem saber desses animes entupidos de clichês, pedofilia, personagens esteriótipados, fanservices..
 


Pinguim 55

Bam-bam-bam
Mensagens
4.676
Reações
6.821
Pontos
294
Sou grande fã dos animes da série World Masterpiece Theater, que são animes adaptados da literatura classica, e planejo assistir a todos. Ao longo dos anos o Japão produziu muitos animes baseados em livros ocidentais e nos últimos anos não foram produzidos mais. De 2000 para cá só foram feitos os animes Os Miseráveis, Konnichiwa Anne, Porphy no Nagai Tabi e Ronja A Filha do Ladrão. Os fãs atuais só querem saber desses animes entupidos de clichês, pedofilia, personagens esteriótipados, fanservices..
E quais animes bons você recomenda? Pois nunca ouvi falar de nenhum deles.

E acho que está muito enganado dos animes atuais, tem vários muito bons que não apelam em nada disto.
 

Axel_DM

Bam-bam-bam
Mensagens
9.086
Reações
21.640
Pontos
353
Eu nem sabia que existia esse tipo de anime.Japonês faz anime de tudo mesmo.:klol
Sou grande fã dos animes da série World Masterpiece Theater, que são animes adaptados da literatura classica, e planejo assistir a todos. Ao longo dos anos o Japão produziu muitos animes baseados em livros ocidentais e nos últimos anos não foram produzidos mais. De 2000 para cá só foram feitos os animes Os Miseráveis, Konnichiwa Anne, Porphy no Nagai Tabi e Ronja A Filha do Ladrão. Os fãs atuais só querem saber desses animes entupidos de clichês, pedofilia, personagens esteriótipados, fanservices..
Tirando a parte de pedofilia, anime bom é isso aí mesmo, pelo menos quando se trata de shonen.
 

DarkVoid

Bam-bam-bam
Mensagens
1.220
Reações
1.201
Pontos
203
Acho que diferente dos anos 80 (e antes disso) a indústria é grande o suficiente para se virar com material original, mais "Japão" e adaptação de novels e livros japoneses, quantos animes saiam nessa época? Quantos autores originais você tinha? Hoje saem 50 animes por temporada, anos 90 saia isso por ano?

Hoje você pode ter anime de tudo para todos os públicos, desde o fanservice até algo mais "serio", vários autores, escritores e roteiristas, não precisa de um "obra consagrada" com anos de existência para ter algo com mais chance de dar certo, pode fazer seu harem fanservice, slice of life, shonen de porrada, romance de colegiais e seu anime de política pois tem público pra isso.

Isso meio que aconteceu com os filmes, não? Apesar de hoje ser bem caro fazer um filme, então arriscar material original é evitado, então temos varios remakes, reboots e adaptações
 

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
E quais animes bons você recomenda? Pois nunca ouvi falar de nenhum deles.

E acho que está muito enganado dos animes atuais, tem vários muito bons que não apelam em nada disto.
Vou dizer os que mais gostei.

Perrine Monogatari,baseado no livro En Famillie do escritor francês Hector Malot. Para mim o anime ficou melhor que a história original pois o anime tem 53 episódios e o início do livro corresponde ao episódio 17. Disponível com dublagem espanhola e sites de animes online com legendas em inglês.

Akage no Anne, anime baseado no livro Anne of Green Gables, livro que inspirou a série Anne With An E da Netflix.

Porphy no Nagai Tabi, sobre garoto grego que viaja pela Itália e França em busca da irmã mais nova. Não recomendo que não leia nem a sinopse pois dá spoilers. Disponível com legendas em espanhol e inglês.

Mirai Shounen Conan, apesar de ser baseado em um livro e ser do mesmo estúdio, Nippon Animation, não é considerado um anime WMT. Este anime foi co-dirigido, escrito e tem o catacter design de Hayao Miyazaki. Este anime é o principal culpado pela fraca animação de Perrine Monogatari pois ambos são do mesmo ano.

Atualmente estou vendo esse anime Minami no Niji no Lucy (Lucy-May of the Southern Rainbow) e é como assistir a série Os Pioneiros (Little House on the Prairie) que passou na Record, Rede Brasil e TCM.


Para gostar desses animes tem que gostar de drama e não ter preconceito com animação antiga. Quem é fã do estúdio Ghibli vai gostar dos animes WMT com a diferença que são animes não fantasiosos.
 
Ultima Edição:


amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Acho que diferente dos anos 80 (e antes disso) a indústria é grande o suficiente para se virar com material original, mais "Japão" e adaptação de novels e livros japoneses, quantos animes saiam nessa época? Quantos autores originais você tinha? Hoje saem 50 animes por temporada, anos 90 saia isso por ano?

Hoje você pode ter anime de tudo para todos os públicos, desde o fanservice até algo mais "serio", vários autores, escritores e roteiristas, não precisa de um "obra consagrada" com anos de existência para ter algo com mais chance de dar certo, pode fazer seu harem fanservice, slice of life, shonen de porrada, romance de colegiais e seu anime de política pois tem público pra isso.

Isso meio que aconteceu com os filmes, não? Apesar de hoje ser bem caro fazer um filme, então arriscar material original é evitado, então temos varios remakes, reboots e adaptações
Assisto a animes mas não diria que sou um fã de animes pois a maioria não me agrada. Vejo mais antigos e acho os atuais "japoneses" demais para o meu gosto. Recentemente vi o anime Arte que se passa na Itália mas parece que são japoneses fazendo cosplay de italianos. Tem uns episódios no quais a a personagem principal, que é italiana, faz a tradicional saudação japonesa .
 
Ultima Edição:

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Eu nem sabia que existia esse tipo de anime.Japonês faz anime de tudo mesmo.:klol

Tirando a parte de pedofilia, anime bom é isso aí mesmo, pelo menos quando se trata de shonen.
Estes tipos de animes são conhecidos como animes Meisaku e começaram a ser feitos no final dos anos 60 e faziam tantos sucesso que começaram a surgir os animes e mangás Meisaku originais, ou seja, que não eram baseados em obras nenhuma. O anime Candy Candy é um exemplo.
 

DarkVoid

Bam-bam-bam
Mensagens
1.220
Reações
1.201
Pontos
203
Assisto a animes mas não diria que sou um fã de animes pois a maioria não me agrada. Vejo mais antigos e acho os atuais "japoneses" demais para o meu gosto. Recentemente vi o anime Arte que se passa na Itália mas parece que são japoneses fazendo cosplay de italianos. Tem uns episódios no quais a a personagem principal, que é italiana, faz a tradicional saudação japonesa .
Eles não queria vender para o ocidente, mas as obras eram baseadas em obras ocidentais ou inspiradas em obras ocidentais, agora é uma indústria consolidada, animes são de japoneses, por japoneses e para japoneses, tem coisa que os ocidentais gostam? Sim, mas eles não chegam na hora de criar um manga ou light novel, que são o principal material de anime e pensam "Será que o americano e europeu gosta disso ou daquilo?".

Talvez no seu caso você acabou gostando pois mesmo sendo algo japonês eram baseadas em obras ocidentais, recomendo dar uma olhada no MAL na lista de recomendados dos animes que você gostou, quem sabe não tenham outros animes recentes baseados em livros ocidentais que você não conhece, as vezes o pessoal acerta na recomendação.

Quem sabe no futuro se o mercado ocidental for tão grande ou maior que o Chinês, talvez eles criem mais obra "ocidentais".
 

Axel_DM

Bam-bam-bam
Mensagens
9.086
Reações
21.640
Pontos
353
Estes tipos de animes são conhecidos como animes Meisaku e começaram a ser feitos no final dos anos 60 e faziam tantos sucesso que começaram a surgir os animes e mangás Meisaku originais, ou seja, que não eram baseados em obras nenhuma. O anime Candy Candy é um exemplo.
Entendi.
Assisto a animes mas não diria que sou um fã de animes pois a maioria não me agrada. Vejo mais antigos e acho os atuais "japoneses" demais para o meu gosto. Recentemente vi o anime Arte que se passa na Itália mas parece que são japoneses fazendo cosplay de italianos. Tem uns episódios no quais a a personagem principal, que é italiana, faz a tradicional saudação japonesa .
Cara, anime é isso aí.Se não for japonês demais, perde a graça.Esses Meisaku que você gosta são um ponto fora da curva.
 

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Eu sim, e muito. Já imaginou animes recentes baseados em obras ocidentais como
Um Sonho de Liberdade, O Silêncio dos Inocentes, O Senhor dos Anéis
, Eu sou a Lenda, Jogos Vorazes, Trainspotting: Sem Limites, Ilha do Medo, The Walking Dead, A Menina que Roubava Livros e Rambo? Um anime recente assim, que não é baseado em obra ocidental, é Vinland Saga, mas até não vi esse anime e não sei dizer se é como o anime Arte com japoneses fazendo cosplay de ocidentais. Os últimos animes que não são para o público infantil baseados em livros que saíram foram Altered Carbon e Blade Runner.
 
Ultima Edição:

Axel_DM

Bam-bam-bam
Mensagens
9.086
Reações
21.640
Pontos
353
Eu sim, e muito. Já imaginou animes recentes baseados em obras ocidentais como
Um Sonho de Liberdade, O Silêncio dos Inocentes, O Senhor dos Anéis
, Eu sou a Lenda, Jogos Vorazes, Trainspotting: Sem Limites, Ilha do Medo, The Walking Dead, A Menina que Roubava Livros e Rambo? Os últimos animes assim que saíram foram Altered Carbon e Blade Runner.
A maior parte desses filmes que você citou não ficariam bons em anime.
 

Guyver

Bam-bam-bam
Mensagens
2.374
Reações
4.597
Pontos
288
Os fãs atuais só querem saber desses animes entupidos de clichês, pedofilia, personagens esteriótipados, fanservices..
Sempre foi assim. E antes era até pior. Só que por aqui a gente não tinha acesso à informação como agora pra saber desse tipo de anime.
 

Frankley

Habitué da casa
Mensagens
467
Reações
343
Pontos
73
Hoje as produtoras querem só em investir em adaptação de light novel pra animes, que normalmente são livros com escritas mais básicas do Japão com mais diálogo e pouca descrição e normalmente tem muitas ilustrações em estilo mangá e anime. Hoje isso gera grana pra industria dos animes, e muitos desses light novels é entupido de fanservices e muitos haréns, pra atrair o público otaku que são chegados nisso.
Eu acho que unico estúdio hoje adaptam livros ocidentais são os animes do estúdios Ghibli.
 

Pingu77

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.083
Reações
28.800
Pontos
614
Em mangá, existe a série de longa data Manga de Dokuha, que adapta o cânone de grandes obras da literatura universal, feita por uma porção de mangakás distintos, mas aí pega obras desde o Don Quijote, até obras da filosofia política, como O Capital, e clássicos japoneses, como o conto Rashomon, de Akutagawa.

Essa série teve alguns de seus volumes publicados por aqui pela L&PM Pocket. Abaixo, uma foto de Assim Falou Zaratustra, de Nietzsche, tirada por mim:

c
 

City Hunter

Bam-bam-bam
Mensagens
3.255
Reações
6.678
Pontos
309
Claro que sinto! E muita! Afinal, cresci com 2 obras sendo exibidas quase que simultaneamente na Globo e no SBT: Peter Pan e O pequeno Príncipe!



Esse Peter Pan é maravilhoso! Além de possuir design de personagens do mesmo cara responsável pelo anime AKIRA, tem a Noriko Hidaka (Akane Tendou em Ranma 1/2) emprestando a voz ao Peter.

No momento estou encarando o anime Romeo X Juliet, leeeeeeeeeeevemente baseado em Romeu e Julieta. É relativamente recente (2010-12?), tem trilha sonora do Hitoshi Sakimoto (Final Fantasy Tactics) e toma várias liberdades com relação à obra original: Romeo cavalga um pégasus/dragão e Verona é uma cidade nos céus...não tem o clima inocente e gostoso do World Masterpiece Theater, mas quebra o galho!

 

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Claro que sinto! E muita! Afinal, cresci com 2 obras sendo exibidas quase que simultaneamente na Globo e no SBT: Peter Pan e O pequeno Príncipe!



Esse Peter Pan é maravilhoso! Além de possuir design de personagens do mesmo cara responsável pelo anime AKIRA, tem a Noriko Hidaka (Akane Tendou em Ranma 1/2) emprestando a voz ao Peter.

No momento estou encarando o anime Romeo X Juliet, leeeeeeeeeeevemente baseado em Romeu e Julieta. É relativamente recente (2010-12?), tem trilha sonora do Hitoshi Sakimoto (Final Fantasy Tactics) e toma várias liberdades com relação à obra original: Romeo cavalga um pégasus/dragão e Verona é uma cidade nos céus...não tem o clima inocente e gostoso do World Masterpiece Theater, mas quebra o galho!

Acho que o Pequeno Príncipe foi o meu primeiro anime e conheço um site onde tem os 39 episidios originais. A versão que passou aqui é uma versão alterada só com 26 episódios
 

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Claro que sinto! E muita! Afinal, cresci com 2 obras sendo exibidas quase que simultaneamente na Globo e no SBT: Peter Pan e O pequeno Príncipe!



Esse Peter Pan é maravilhoso! Além de possuir design de personagens do mesmo cara responsável pelo anime AKIRA, tem a Noriko Hidaka (Akane Tendou em Ranma 1/2) emprestando a voz ao Peter.

No momento estou encarando o anime Romeo X Juliet, leeeeeeeeeeevemente baseado em Romeu e Julieta. É relativamente recente (2010-12?), tem trilha sonora do Hitoshi Sakimoto (Final Fantasy Tactics) e toma várias liberdades com relação à obra original: Romeo cavalga um pégasus/dragão e Verona é uma cidade nos céus...não tem o clima inocente e gostoso do World Masterpiece Theater, mas quebra o galho!

A abertura desse Romeo e Julieta me chamou atenção. Estou vendo este anime que é só também levemente baseado em dois livros de Júlio Verne. Dizem que tem referências aos anime do estúdio Ghibli e Mirai Shounen Conan
 

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Claro que sinto! E muita! Afinal, cresci com 2 obras sendo exibidas quase que simultaneamente na Globo e no SBT: Peter Pan e O pequeno Príncipe!



Esse Peter Pan é maravilhoso! Além de possuir design de personagens do mesmo cara responsável pelo anime AKIRA, tem a Noriko Hidaka (Akane Tendou em Ranma 1/2) emprestando a voz ao Peter.

No momento estou encarando o anime Romeo X Juliet, leeeeeeeeeeevemente baseado em Romeu e Julieta. É relativamente recente (2010-12?), tem trilha sonora do Hitoshi Sakimoto (Final Fantasy Tactics) e toma várias liberdades com relação à obra original: Romeo cavalga um pégasus/dragão e Verona é uma cidade nos céus...não tem o clima inocente e gostoso do World Masterpiece Theater, mas quebra o galho!

Recentemente encontrei esse anime do Mágico de Oz de 1986 e achei a animação muito boa.
 

JANDRADE

Habitué da casa
Mensagens
232
Reações
258
Pontos
83
Apesar de achar as histórias e estéticas japonesas muito melhores do que as ocidentais, sinto falta de animes com pegada mais ocidental mais pela diversificação mesmo, afinal fica chato quando se tem tantos animes parecidos, eu achei que o mercado chines e coreano seriam o ponto para trazer obras diferenciadas, mais eles só tem feitos obras muito parecidas aos dos japoneses só que piores.
O próprio público ocidental que assiste animes tem estado muito em sintonia com os asiáticos, os mesmos isekais e animes com protagonistas "fodões" que tem feito sucesso por lá tem feito sucesso por aqui também, no mais existe uma enorme biblioteca de animes antigos para nos salvar da mesmice dos animes modernos.
Tem o anime 91 Days que tem uma pegada mais ocidental, recomendo a série Gundam também.
 

Pinguim 55

Bam-bam-bam
Mensagens
4.676
Reações
6.821
Pontos
294
Apesar de achar as histórias e estéticas japonesas muito melhores do que as ocidentais, sinto falta de animes com pegada mais ocidental mais pela diversificação mesmo, afinal fica chato quando se tem tantos animes parecidos, eu achei que o mercado chines e coreano seriam o ponto para trazer obras diferenciadas, mais eles só tem feitos obras muito parecidas aos dos japoneses só que piores.
O próprio público ocidental que assiste animes tem estado muito em sintonia com os asiáticos, os mesmos isekais e animes com protagonistas "fodões" que tem feito sucesso por lá tem feito sucesso por aqui também, no mais existe uma enorme biblioteca de animes antigos para nos salvar da mesmice dos animes modernos.
Tem o anime 91 Days que tem uma pegada mais ocidental, recomendo a série Gundam também.
Também tenho esta impressão das obras chinesas e coreanas. Uma cópia dos japoneses, mas mais clichê, mais genérico e inferiores.

Algo que me incomoda nas obras coreanas e chinesas é como parece que usam algum programa de computador e assim os personagens de uma obra ou outra é tudo muito semelhante.

Tipo, eu reconheço a arte do Murata por exemplo, assim como reconheço do Oda, Miura e Akira Toriyama. Até Togachi pela sua arte 'simples' eu consigo reconhecer. Já nas obras chinesas e coreanas parece que é tudo desenhado pelo mesmo autor.
 

Lost Angel

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.040
Reações
13.261
Pontos
553
Deixe minhas lolis em paz, seu comunista :coolface.

Não dá para sentir falta do que nunca se viu.

Apesar que já vi Heidi e Os Miseráveis e achei massa.

O que sinto é que tem que parar de animar Isekai.

Ah, tem animação de Senhor dos Anéis, só não sei se é japonesa ou se seguiu o estilo da Caverna do Dragão.

E a versão nipônica de Pinóquio nunca seria transmitida nos dia de hoje na TV aberta no horário que passou na Globo.
 
Ultima Edição:

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Deixe minhas lolis em paz, seu comunista :coolface.

Não dá para sentir falta do que nunca se viu.

Apesar que já vi Heidi e Os Miseráveis e achei massa.

O que sinto é que tem que parar de animar Isekai.

Ah, tem animação de Senhor dos Anéis, só não sei se é japonesa ou se seguiu o estilo da Caverna do Dragão.

E a versão nipônica de Pinóquio nunca seria transmitida nos dia de hoje na TV aberta no horário que passou na Globo.
A animação do Senhor dos Anéis é americana.

Vejo animes desde os anos 80 mas não lembro desse anime do Pinóquio

Se você diz que esse anime do Pinóquio não seria exibido na TV aberta por causa de cenas que seria consideradas inadequadas acredito que a maioria desses animes seriam censurados hoje em dia. Exemplos:
Akage no Anne, criança bebendo vinho e ficando bêbada.

Mirai Shounen Conan, crianças fumando e bebendo álcool e agressão infantil.

Tom Sawyer, nudez frontal e alunos sendo castigados pelo professor com uma vara.

Takarajima, anime baseado no livro A Ilha do Tesouro, cena de um adulto oferendo bebida alcoólica a uma criança que bebe e fica bêbada.

Minami no Niji no Lucy, tem cenas que seriam consideradas maus tratos a animais.

Porphy no Nagai Tabi, este anime foi exibido na TV da Itália e um de dois episódios que se passam na Itália foi completamente censurado. Me lembro que o episódio é sobre duas famílias de mafiosos e tem uma cena onde aparece uma lista com nomes riscados dando a entender que se trata de pessoas assassinadas. Neste mesmo anime tem uma cena de abuso sexual infantil.
145845
 
Ultima Edição:

amarcioz

Larva
Mensagens
13
Reações
5
Pontos
3
Hoje as produtoras querem só em investir em adaptação de light novel pra animes, que normalmente são livros com escritas mais básicas do Japão com mais diálogo e pouca descrição e normalmente tem muitas ilustrações em estilo mangá e anime. Hoje isso gera grana pra industria dos animes, e muitos desses light novels é entupido de fanservices e muitos haréns, pra atrair o público otaku que são chegados nisso.
Eu acho que unico estúdio hoje adaptam livros ocidentais são os animes do estúdios Ghibli.
Ainda bem que os animes do estúdio Ghibli não são como muitos animes atuais.

Por falar de estúdio Ghibli, nos anos 80 hayao Miyazaki queria adaptar em anime o livro Píppi Meialonga (Pipi Longstocking) mas a autora, Astrid Lindgren, não autorizou. Mas em 1990 os japoneses tiveram sua "vingança" com o lançamento do anime Watashi no ashinaga ojisan baseado no livro Daddy Long Legs de outra autora. No anime a personagem principal tem a aparência e visual da Píppi Meialonga. Japoneses são vingativos, kkk.
145848

Mas em 2015 o livro Ronja, filha de ladrão de Astrid Lindgren foi adaptado em anime com direção de Gorou Miyazaki, filho de hayao Miyazaki. Acredito que foi com a autorização da família pois a autora faleceu em 2002.
 
Ultima Edição:
Topo