O que há de Novo?
  • Novo tema escuro está disponível
    Um novo visual para o fórum com fundo escuro agora está disponível para todos. Você pode escolher o tema clicando no ícone de pincel no canto inferior esquerdo da página.


[Zangado News + Tio] Youtuber famoso é criticado por jogar seus jogos no "very easy"; Mas e daí?



Mensagens
3.222
Curtidas
5.494
Pontos
303
Parei de ler em "Youtuber".
Sério, não tem como, ainda mais BR, ainda mais Zangado.
Esses hipster que não tem grupo a pertencer e entram no mundo gamer "porque é cool" me dão nojo.
 
Mensagens
1.463
Curtidas
2.514
Pontos
293
Seríssima essa treta.
Não sei como não saiu nos jornais.
Agora ele foi um imbecil ao xingar a mãe do carinha só pq perguntou se tava no fácil.
Mostra o tipo de gente que ele é.
 


Mensagens
2.007
Curtidas
2.833
Pontos
303
Não faliu ainda por jogar easy
Se algum youtuber gamer falisse por ser casual, nem teriamos youtubers. O público desse pessoal é composto por crianças e gente que nem tem console, então eles possuem essa liberdade para fazerem o que quiser. Eu vi um video do Pipocando Games, esses dias. Só no video, o cara bostejaram um monte.

1 - Kojima fez aquele comercial zoeiro da Sony, sobre emprestar jogos.

2 - "Vamos parar com a guerra de consoles" e com 2 minutos dizem que quem comprou Switch, se fodeu.

3 - Xbox anywhere, serviço de streaming, no Xbox, que custa 30 reais.

4 - PS4 não tem crosschat até hoje, só o Xbox.

Você acha que eles vão perder incritos? Vão nada. Esses caras podem falar o que quiser.
 

ragecom

Ser evoluído
Mensagens
44
Curtidas
44
Pontos
18
Eu acho que já falei isso num outro tópico: jogar no easy não vai te dar uma noção completa do jogo, necessária pra fazer uma análise coerente e informativa. No mínimo tem que zerar o jogo no normal PELA SIMPLES RAZÃO DO JOGO SER PROJETADO PRA SER JOGADO NESSE NÍVEL DE DIFICULDADE PELA MAIORIA DAS PESSOAS. E não é uma questão de jogar 30 minutos - para fazer a análise de um jogo, na minha opinião, é necessário também ZERAR o jogo para ter uma visão holística e dar um veredito sobre o jogo.

Jogar no easy já é inadmissível pra fazer um review. Jogar no easy e nem zerar nem comento.
 
Mensagens
17.129
Curtidas
9.787
Pontos
494
Se algum youtuber gamer falisse por ser casual, nem teriamos youtubers. O público desse pessoal é composto por crianças e gente que nem tem console, então eles possuem essa liberdade para fazerem o que quiser. Eu vi um video do Pipocando Games, esses dias. Só no video, o cara bostejaram um monte.

1 - Kojima fez aquele comercial zoeiro da Sony, sobre emprestar jogos.

2 - "Vamos parar com a guerra de consoles" e com 2 minutos dizem que quem comprou Switch, se fodeu.

3 - Xbox anywhere, serviço de streaming, no Xbox, que custa 30 reais.

4 - PS4 não tem crosschat até hoje, só o Xbox.

Você acha que eles vão perder incritos? Vão nada. Esses caras podem falar o que quiser.
Caceta

Enviado de meu SM-G950F usando o Tapatalk
 
Mensagens
91
Curtidas
163
Pontos
44
Se algum youtuber gamer falisse por ser casual, nem teriamos youtubers. O público desse pessoal é composto por crianças e gente que nem tem console, então eles possuem essa liberdade para fazerem o que quiser. Eu vi um video do Pipocando Games, esses dias. Só no video, o cara bostejaram um monte.

1 - Kojima fez aquele comercial zoeiro da Sony, sobre emprestar jogos.

2 - "Vamos parar com a guerra de consoles" e com 2 minutos dizem que quem comprou Switch, se fodeu.

3 - Xbox anywhere, serviço de streaming, no Xbox, que custa 30 reais.

4 - PS4 não tem crosschat até hoje, só o Xbox.

Você acha que eles vão perder incritos? Vão nada. Esses caras podem falar o que quiser.

Perfeito, em termos de jogatina, eu até agora tô procurando um canal que jogue mais que os caras da xbox mil grau. Sério, os caras, quase todo dia, fazem lives de 6,8,10 horas ininterruptas. E isso há 2 anos. Eu presto + atenção a pessoas que jogam do que a "gamers" da vida que não jogam nada.
 

mobyy

Habitué da casa
Mensagens
236
Curtidas
203
Pontos
84
A vida seria mais simples se as pessoas assistissem porque curtem, mas o pessoal não gosta, assiste sofrendo só para criticar depois.
Qual é o problema, se o cara joga no EASY e tem ibope, deixa o cara ganhar o dele de um modo facil.
 

ragecom

Ser evoluído
Mensagens
44
Curtidas
44
Pontos
18
A vida seria mais simples se as pessoas assistissem porque curtem, mas o pessoal não gosta, assiste sofrendo só para criticar depois.
Qual é o problema, se o cara joga no EASY e tem ibope, deixa o cara ganhar o dele de um modo facil.
Pessoalmente eu assisti um ou outro vídeo desses caras e nunca mais vi nenhum. Mas o lance que me incomoda não é ele fazer o dinheiro dele jogando assim ou assado. Um dos maiores problemas pra mim são que esses são os formadores de opinião, e que cada dia mais disseminam mais e mais merda, desinformação, etc.

Parece que não se dão ao trabalho sequer de ler a Wikipedia pra trazer mais informação ao vídeo - ficam presos na própria opinião pessoal, e sem o mínimo de senso crítico que qualquer um que joga videogame desde criança já tem. Daí dá pra ver que os caras não tem parâmetro. Parece que compraram o primeiro videogame semana passada. E sem esse parâmetro de comparação, sem essa "vivência" de anos e anos de videogame o resultado é esse ai: reviews rasos, opiniões rasas, informações rasas... Pega um canal legal estrangeiro como o Stop Skeletons From Fighting e compara com qualquer Youtuber brasileiro grande: a diferença é noite/dia. Mas claro que tem exceções. O Nautilus, por exemplo, às vezes faz ótimos vídeos, mas como eu falei, é exceção.

Outra coisa que me incomoda MUITO é essa miscigenação entre "culturas nerd" que esses caras gostam de fazer. É como se videogame, animes, Magic, HQ e por ai vai fizessem necessariamente parte do mesmo universo. Isso me incomoda porque essas outras "culturas nerd" não me interessam e sinceramente, eu tenho vergonha de ser visto do lado de um cara vestido de palhaço. Ano passado fui no Geek and Games (Rio) e fiquei constrangido com a quantidade de mongol fantasiado de Capitão América, essas merdas. E a parte do evento que me interessava, que é a dos jogos estava muito fraca. Não sei se me fiz entender, mas em resumo: videogames, cultura geek, HQs, animes, nego que faz cosplay, etc NÃO FAZEM PARTE DO MESMO UNIVERSO. E muitos desses Youtubers (Edu por exemplo) parecem fortalecer esses "laços", empobrecendo a própria cultura do videogame em favor de outras.
 
Ultima Edição:
Mensagens
9.347
Curtidas
19.313
Pontos
353
Pessoalmente eu assisti um ou outro vídeo desses caras e nunca mais vi nenhum. Mas o lance que me incomoda não é ele fazer o dinheiro dele jogando assim ou assado. Um dos maiores problemas pra mim são que esses são os formadores de opinião, e que cada dia mais disseminam mais e mais merda, desinformação, etc.

Parece que não se dão ao trabalho sequer de ler a Wikipedia pra trazer mais informação ao vídeo - ficam presos na própria opinião pessoal, e sem o mínimo de senso crítico que qualquer um que joga videogame desde criança já tem. Daí dá pra ver que os caras não tem parâmetro. Parece que compraram o primeiro videogame semana passada. E sem esse parâmetro de comparação, sem essa "vivência" de anos e anos de videogame o resultado é esse ai: reviews rasos, opiniões rasas, informações rasas... Pega um canal legal estrangeiro como o Stop Skeletons From Fighting e compara com qualquer Youtuber brasileiro grande: a diferença é noite/dia. Mas claro que tem exceções. O Nautilus, por exemplo, às vezes faz ótimos vídeos, mas como eu falei, é exceção.

Outra coisa que me incomoda MUITO é essa miscigenação entre "culturas nerd" que esses caras gostam de fazer. É como se videogame, animes, Magic, HQ e por ai vai fizessem necessariamente parte do mesmo universo. Isso me incomoda porque essas outras "culturas nerd" não me interessam e sinceramente, eu tenho vergonha de ser visto do lado de um cara vestido de palhaço. Ano passado fui no Geek and Games (Rio) e fiquei constrangido com a quantidade de mongol fantasiado de Capitão América, essas merdas. E a parte do evento que me interessava, que é a dos jogos estava muito fraca. Não sei se me fiz entender, mas em resumo: videogames, cultura geek, HQs, animes, nego que faz cosplay, etc NÃO FAZEM PARTE DO MESMO UNIVERSO. E muitos desses Youtubers (Edu por exemplo) parecem fortalecer esses "laços", empobrecendo a própria cultura do videogame em favor de outras.
Na real, as "feiras" geek acabaram uns 10 anos atrás. Você via games, tetudos sedentos por jogatinas e campeonatos ferrenhos de Quake. Hoje é como você relatou, com ênfase no Cosplay que é campeão de attwhorismo.
Concordo muito quando você fala que não fazem parte do mesmo universo. Eu mesmo curto e respiro games, mas HQ's e animes nem chego perto porque não me interessa "hurr, durr!você não é gaymer de verdade, nem geek", e a culpa é desses youtubers como Zangado.
 
Mensagens
2.007
Curtidas
2.833
Pontos
303
Isso renderia outro tópico.
Não acho que exista a necessidade. Esses topicos geralmente duram várias páginas, mas não geram debates decentes. 90% dos comentários serão críticas genéricas, como: "Ain, outro post de Youtuber?", já que boaparte do forum tem birra com youtubers. Ignorariam o tema central para odiar, como em tópicos do Xbox Mil Grau ou Zangado. Esse aqui foi até civilizado.

E concordo com os caras ali em cima. Únicas HQs que li até hoje, foram 'Piada Mortal" e Injustice. Anime vi alguns, e só gostei mesmo de Naruto e DBZ. DBZ eu gosto muito até hoje. Acho cosplay, algo bem tosco, mas respeito. Minha "nerdice cinéfila"(mds) se resume a filnes da Marvel, que eu enjoei de ver lá no Guerra Civil. É ridiculo demais misturar tudo. Eu jogo videogame, sou viciado mesmo, e só. Filmes, animes, musica(k-pop), colecionar bonequinho, revistinhas, não me interessa.
 
Ultima Edição:

SimonsOps

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.733
Curtidas
19.120
Pontos
553
Pessoalmente eu assisti um ou outro vídeo desses caras e nunca mais vi nenhum. Mas o lance que me incomoda não é ele fazer o dinheiro dele jogando assim ou assado. Um dos maiores problemas pra mim são que esses são os formadores de opinião, e que cada dia mais disseminam mais e mais merda, desinformação, etc.

Parece que não se dão ao trabalho sequer de ler a Wikipedia pra trazer mais informação ao vídeo - ficam presos na própria opinião pessoal, e sem o mínimo de senso crítico que qualquer um que joga videogame desde criança já tem. Daí dá pra ver que os caras não tem parâmetro. Parece que compraram o primeiro videogame semana passada. E sem esse parâmetro de comparação, sem essa "vivência" de anos e anos de videogame o resultado é esse ai: reviews rasos, opiniões rasas, informações rasas... Pega um canal legal estrangeiro como o Stop Skeletons From Fighting e compara com qualquer Youtuber brasileiro grande: a diferença é noite/dia. Mas claro que tem exceções. O Nautilus, por exemplo, às vezes faz ótimos vídeos, mas como eu falei, é exceção.

Outra coisa que me incomoda MUITO é essa miscigenação entre "culturas nerd" que esses caras gostam de fazer. É como se videogame, animes, Magic, HQ e por ai vai fizessem necessariamente parte do mesmo universo. Isso me incomoda porque essas outras "culturas nerd" não me interessam e sinceramente, eu tenho vergonha de ser visto do lado de um cara vestido de palhaço. Ano passado fui no Geek and Games (Rio) e fiquei constrangido com a quantidade de mongol fantasiado de Capitão América, essas merdas. E a parte do evento que me interessava, que é a dos jogos estava muito fraca. Não sei se me fiz entender, mas em resumo: videogames, cultura geek, HQs, animes, nego que faz cosplay, etc NÃO FAZEM PARTE DO MESMO UNIVERSO. E muitos desses Youtubers (Edu por exemplo) parecem fortalecer esses "laços", empobrecendo a própria cultura do videogame em favor de outras.
Na real, as "feiras" geek acabaram uns 10 anos atrás. Você via games, tetudos sedentos por jogatinas e campeonatos ferrenhos de Quake. Hoje é como você relatou, com ênfase no Cosplay que é campeão de attwhorismo.
Concordo muito quando você fala que não fazem parte do mesmo universo. Eu mesmo curto e respiro games, mas HQ's e animes nem chego perto porque não me interessa "hurr, durr!você não é gaymer de verdade, nem geek", e a culpa é desses youtubers como Zangado.
Evento tá uma tristeza mesmo, antes era o meu lugar favorito, era muito comunidade, as pessoas que iam realmente eram interessadas e tal
Hoje em dia é um negocio muito tosco, cheio de normalzinho tomando cachaça nos canto, o pessoal praticamente só vai porque está acompanhando alguém ou porque quer ver os amigos (porra, precisa pagar pra ver os amigos?)
O ultimo evento de anime que eu fui tinha um TOURO MECÂNICO...
 
Mensagens
2.007
Curtidas
2.833
Pontos
303
Pessoalmente eu assisti um ou outro vídeo desses caras e nunca mais vi nenhum. Mas o lance que me incomoda não é ele fazer o dinheiro dele jogando assim ou assado. Um dos maiores problemas pra mim são que esses são os formadores de opinião, e que cada dia mais disseminam mais e mais merda, desinformação, etc.

Parece que não se dão ao trabalho sequer de ler a Wikipedia pra trazer mais informação ao vídeo - ficam presos na própria opinião pessoal, e sem o mínimo de senso crítico que qualquer um que joga videogame desde criança já tem. Daí dá pra ver que os caras não tem parâmetro. Parece que compraram o primeiro videogame semana passada. E sem esse parâmetro de comparação, sem essa "vivência" de anos e anos de videogame o resultado é esse ai: reviews rasos, opiniões rasas, informações rasas... Pega um canal legal estrangeiro como o Stop Skeletons From Fighting e compara com qualquer Youtuber brasileiro grande: a diferença é noite/dia. Mas claro que tem exceções. O Nautilus, por exemplo, às vezes faz ótimos vídeos, mas como eu falei, é exceção.

Outra coisa que me incomoda MUITO é essa miscigenação entre "culturas nerd" que esses caras gostam de fazer. É como se videogame, animes, Magic, HQ e por ai vai fizessem necessariamente parte do mesmo universo. Isso me incomoda porque essas outras "culturas nerd" não me interessam e sinceramente, eu tenho vergonha de ser visto do lado de um cara vestido de palhaço. Ano passado fui no Geek and Games (Rio) e fiquei constrangido com a quantidade de mongol fantasiado de Capitão América, essas merdas. E a parte do evento que me interessava, que é a dos jogos estava muito fraca. Não sei se me fiz entender, mas em resumo: videogames, cultura geek, HQs, animes, nego que faz cosplay, etc NÃO FAZEM PARTE DO MESMO UNIVERSO. E muitos desses Youtubers (Edu por exemplo) parecem fortalecer esses "laços", empobrecendo a própria cultura do videogame em favor de outras.
Caralho. Descobri essa sem querer. Olha você aí no video.

 

ragecom

Ser evoluído
Mensagens
44
Curtidas
44
Pontos
18
Eu já tinha visto. Eu fiz uma resposta pra ele, mas assim que publiquei dois amigos meus que são advogados mandaram eu tirar do ar e eu tirei. Pedi pra ele (Chief) falar por escrito que não me processaria pelo vídeo, e ele não fez isso. Ele respondia meus tweets às vezes. Aí vi que ele tava mal intencionado. Babaca esse cara.

Sobre o vídeo, esse comentário que eu fiz foi num tópico chamado Console Wars da Adrenaline. É um tópico pra falar sacanagem mesmo. O Chief é um bobalhão.
 
Mensagens
315
Curtidas
435
Pontos
98
Eu já tinha visto. Eu fiz uma resposta pra ele, mas assim que publiquei dois amigos meus que são advogados mandaram eu tirar do ar e eu tirei. Pedi pra ele (Chief) falar por escrito que não me processaria pelo vídeo, e ele não fez isso. Ele respondia meus tweets às vezes. Aí vi que ele tava mal intencionado. Babaca esse cara.

Sobre o vídeo, esse comentário que eu fiz foi num tópico chamado Console Wars da Adrenaline. É um tópico pra falar sacanagem mesmo. O Chief é um bobalhão.
Q?
 

ragecom

Ser evoluído
Mensagens
44
Curtidas
44
Pontos
18
Cara, essa história é longa...

O Chief pegou esse meu post de um tópico de um outro fórum. O post está lá ainda, eu não apaguei nem nada (e nem acho que deva, o tópico é pra ficar brincando, falando sacanagem, e foi isso que eu fiz). Aí o manezão do Chief fez esse vídeo me sacaneando.

Eu achei que merecia uma resposta, afinal acho ele um merda, o canal dele uma merda, os seguidores dele uns merdas, etc. Fiz um vídeo esculachando ele.

Mandei o link pra vários amigos. Dois deles são advogados e mandaram eu tirar do ar, porque havia jurisprudência do Chief me processar se quisesse, porque no vídeo eu esculachava demais ele. Me disseram que existem causas como essa, de ofensas na internet, que chegam a 20 mil reais.

Como eu não tenho 20 mil reais pra perder, tirei o vídeo do ar e falei com o Chief (Twitter e Youtube) o seguinte: "Olha cara, eu fiz um vídeo-resposta. Se você escrever aqui que posso publicar e você se compromete a não me processar, eu ponho no ar de novo". Ele não respondeu, o que é estranho, afinal ele costumava responder meus Tweets às vezes. Na verdade ele costuma responder as redes sociais dele em geral.

Então eu cheguei a conclusão que ele estava mal intencionado, querendo ganhar uma grana de mim na justiça e o vídeo ficou fora do ar mesmo. Em suma foi isso.
 

Topo