O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Aproveitando a treta do Duster ter zerado o Latin NCAP...

f0rg0tten

Bam-bam-bam
GOLD
Mensagens
9.976
Reações
13.013
Pontos
394
Quando o HB20 se ferrou nos novos testes discutimos aqui mas quero aproveitar para trazer alguns pontos que acho interessantes.


Primeiro, um vídeo para trazer alguns pontos para discussão:

Minha opinião:

Acho que o Latin NCAP (e NCAPs em geral) falha na clareza de suas avaliações. Vou listar alguns pontos e para tentar fazer algo útil, colocar como eu penso que o problema poderia ser atacado.

- A maior falha é bem óbvia, os testes se atualizam e as notas não. Claro, muitas vezes o carro precisaria ser testado novamente e nem sempre isso é viável. Penso que outra forma de fazer isso seria dar duas notas ao carro, uma para o teste atual e outra relativa ao teste anterior (menos rigoroso). Acho que isso demonstraria tanto a evolução dos testes com mais clareza quanto facilitaria o comparativo entre carros testados em versões diferentes do teste.

- Segundo ponto, é que na minha opinião as estrelas não servem mais como resultado, dado a quantidade de coisas que estão testando. São ótimas para fazer matéria mas comunicam pouco sobre segurança. Acho que eles mesmo perceberam isso e estão dando mais destaque as categorias e suas respectivas porcentagens, como no Euro:

210785

Mas o Latin NCAP mesmo tem uma apresentação bem pobre delas, isso quando tem:

210786

Outro ponto é que somar todas as categorias em uma única nota simples pode esconder problemas que o comprador deveria considerar seriamente. Por exemplo, utilizar uma liga de aços mais "pobre" pode não fazer muita diferença num SUV de 2 toneladas mas é muito importante para um subcompacto que mal chega nos 1000kg, principalmente quando este é "atropelado" pelo SUV anterior. A quantidade de "assists" e outros pode influenciar a nota de forma direcionar o consumidor para carros menos seguros para o uso dele. Segurança para crianças é importante para quem tem crianças (ou transporta crianças), segurança para pedestres/bicicletas é mais importante para quem transita por vias onde é mais provável ter acidentes dessa natureza.

Nesse caso, acho que a melhor solução é fazer como a Euro vem fazendo, aumentando a ênfase nas notas separadas e reduzindo nas estrelas. Só que considero que isso deveria ocorrer de forma radical, tendo uma data para extinguir as estrelas por completo. Se for do interesse do NCAP ter um substituto para servir de gancho para matérias, talvez selos, ou títulos mais descritivos sejam mais úteis ("bom para estrada", "bom para crianças", "inseguro").


Terceiro ponto, este é o mais polêmico, as versões testadas. Eu entendo a justificativa de sempre pegar a versão mais básica, mas ela gera alguns problemas. Primeiro, incentivar as montadoras a colocar mais dispositivos de segurança desde a versão mais básica é louvável só que isso tem custo. E quando esse custo empurra o cara para pegar um palio porque o preço do argo subiu para colocar encosto e cinto para um terceiro ocupante que nunca vai andar no carro dele, ela perde sentido. Outro ponto, deixa passar uma oportunidade de educar os compradores sobre o peso dos equipamentos de segurança nas notas, Se o mesmo HB20 variar de 1 a 4 estrelas, dependendo da versão com certeza vai chamar a atenção de quem quer comprar.

Acho que não há muito o que fazer nesse caso. Se o objetivo é incentivar a compra de carros mais seguros, deveria haver algum comprometimento do NCAP em relação ao mercado que ele está analisando. Talvez analisar uma versão intermediária (em relação a equipamentos de segurança) ou realizar mais de um teste (da versão básica e da topo), ou mesmo, colocar de forma mais clara uma variação da nota para os itens que não dependem de crash test para serem avaliados (como os assistentes).




Enfim, o que quero fazer com esse tópico é puxar uma discussão sobre quais os problemas dos testes e principalmente, como podem melhorar. Se o objetivo é trazer mais segurança, considero como ponto crítico justamente o quanto ela é entendível para o leigo e o quão simples é para ele aplicar no seu dia a dia.
 


andersonjpr

Bam-bam-bam
Mensagens
8.806
Reações
7.904
Pontos
384
Não se faz mais carros como antigamente, muitos carros novos, com mais tecnologia, air-bags e o escambau é perigoso levar pau de um fusca 78 em questão de resistência, hoje em dia parecem mais latas de sardinha.
 

alefmm

Veterano
Mensagens
989
Reações
771
Pontos
143
Não se faz mais carros como antigamente, muitos carros novos, com mais tecnologia, air-bags e o escambau é perigoso levar pau de um fusca 78 em questão de resistência, hoje em dia parecem mais latas de sardinha.
Não sei se sabe mas é isso que faz dispesar qualquer energia cinética do impacto, causando menos danos aos ocupantes e também pedestres.
Um mesmo impacto num Fusca nestes testes pode ter certeza que o dummy iria sangrar.
 

cocacola20litros

Pior user da OS
VIP
Mensagens
5.612
Reações
16.300
Pontos
338
Não se faz mais carros como antigamente, muitos carros novos, com mais tecnologia, air-bags e o escambau é perigoso levar pau de um fusca 78 em questão de resistência, hoje em dia parecem mais latas de sardinha.
O fusquinha pode ficar com a lata mais conservada, mas os ocupantes vão se ferir muito mais do que num carro moderno.
 


Topo Fundo