O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

O homem que aterrorizava chácaras em Goiás [quicando no colo do capeta agora]

Resu Anera

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.488
Reações
23.625
Pontos
654
Recentemente em uma discussão paralela no fórum política e religião comente com o @Chris Redfield jr sobre esse caso de Nova Friburgo, nos anos 90, e como o Brasil era um país atrasado por permitir que até tão recentemente coisas como essa acontecessem:


Dois irmãos cometendo uma série de estupros e assassinatos (não necessariamente nessa ordem) e usando como estratégia de impunidade simplemente... Sumir no mato. Nesse caso do Rio foi necessário um contingente de mais de 300 homens pra matar um deles. O outro se entregou ao Ministério Público, que fez questão de garantir seus direitos, e até onde sei continua preso até hoje.

Qual não foi minha surpresa ao ver que ao longo das últimas duas semanas o mesmo está acontecendo entre Brasília e Goiás.

Não vou buscar os links de cada notícia, porque são muitos, mas vou resumir em tópicos os acontecimentos das últimas duas semanas tentando seguir a ordem cronológica:

- Um homem troca tiros com o GPT de Águas Lindas de Goiás e foge

- No dia seguinte, uma chácara é invadida e o caseiro é assassinado. As características batem com a do homem que trocou tiros no dia anterior com o GPT.

- Cerca de 4 ou 5 dias depois uma casa é invadida na região rural de Brazlândia (DF) e três homens são mortos. Cleonice, que também morava no local, mas não estava em casa, ao chegar, percebeu que a casa tinha sido invadida e conseguiu ligar para o irmão pedindo para ele ir até lá. O irmão chegou, mas só encontrou os três homens ensanguentados no chão. Um deles, ainda com vida, disse que haviam levado Cleonice, e logo depois faleceu.

Cláudio Vidal, de 48 anos, e os dois filhos de Cleonice, Gustavo Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Vidal, de 15 também foram assassinados. Os três foram encontrados com marcas de tiros e facadas.
Ao perceber a tentativa de arrombamento da porta, Cleonice chegou ligar para parentes para pedir ajuda. O irmão dela contou na delegacia que mora próximo da chácara e que chegou cerca de 10 minutos após a ligação, mas o cunhado e sobrinhos já estavam mortos.



- Agora com um triplo homicídio e um sequestro, o caso começa a chamar atenção da imprensa. A perícia consegue determinar que o autor é o mesmo dos dois crimes anteriores



- Cleonice continua desaparecida. Mais uma chácara é invadida. Dessa vez uma família é mantida refém, mas nada é subtraído e nenhuma vida ceifada. O homem confessa ter cometido o crime na noite anterior e diz não ter agido sozinho.

Na quinta-feira (9), um dia após o matar a família, segundo a Polícia Militar do DF, Lázaro roubou uma chácara perto da região onde praticou a chacina. Ele teria rendido o caseiro, o dono da chácara e a filha dele.
“ELE FEZ ELA FAZER ALMOÇO, ASSISTIU AO JORNAL NA TV, COMENTOU SOBRE O ASSASSINATO DE DEPOIS FUGIU”, CONTOU A PM, A PARTIR DAS INFORMAÇÕES REPASSADAS PELAS VÍTIMAS.
- As buscas por Cleonice continuam, e outra chácara é invadida. O carro da família é roubado e localizado queimado em outra cidade. Lázaro diz estar possuído por um espírito.


Em amarelo, a área onde os crimes são cometidos. Notem a proximidade com a Capital Federal

- Diversas forças policiais são deslocadas para tentar encontrar Lázaro. A área remota e a falta de coordenação dificultam as ações.

- Policiais encontram dois supostos esconderijos utilizados por Lázaro na mata.







- O corpo de Cleonice é encontrado por moradores em um córrego.




- A casa de Lázaro, em Cocalzinho, é encontrada.






- Apesar da aparência de descaso das forças de segurança, as buscas continuam. O trabalho envolve falta de comunicação, coordenação, e muita incursão no mato. Lázaro tem a vantagem de ser um mateiro experiente e conhecer toda a região.

- A imprensa agora tem um caso queridinho e se desloca pra cidade de Cocalzinho. Enquanto fazem uma reportagem na porta do hospital local, aparece mais uma vítima, que teria sido mantida refém durante toda a tarde.

Lázaro Barbosa teria passado toda a tarde de sábado em uma chácara próximo à Lagoa Samuel. Enquanto a reportagem estava em frente ao Hospital Municipal Jair Paiva, em Cocalzinho, a mãe do caseiro chegou e contou ao Correio que o filho foi amarrado, obrigado a cozinhar para o suspeito e a lhe servir, teve de fumar maconha. Lázaro teria cortado os fios de wi-fi, destruído o carro do funcionário e bebido cachaça.

- Logo depois chega uma pessoa baleada. Muita correria e se identifica que é mais uma vítima de Lázaro. O homem invadiu novamente uma chácara e baleou três pessoas. Duas, em estado mais grave, foram para Anápolis. Nessa invasão ele rouba mais duas armas, um revólver e uma pistola.

Em entrevista ao Correio, uma das vítimas baleadas pelo suspeito de matar uma família em Ceilândia Norte contou que Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, invadiu a chácara, situada próxima à Lagoa Samuel, em Cocalzinho de Goiás, a 105km de Brasília, e chegou atirando. O homem está foragido e policiais montaram pontos de bloqueio na BR-070 para tentar capturá-lo.

Sob condição de revelar apenas o primeiro nome, Tiago contou que estava na chácara com os dois amigos, que são proprietários do local. "Estávamos conversando, quando ele chegou invadindo, por volta das 19h, e atirando. Meus dois amigos ficaram muito feridos e eu fui baleado na perna", disse.

A equipe de reportagem do Correio encontrou Thiago saindo de dentro do Hospital Municipal Jair Paiva, no centro de Cocalzinho, ferido na perna. "Estou bem, mas vou passar no Hospital de Anápolis para ver meus amigos", contou. Thiago deu algumas características do suspeito. "Ele é alto, magro, moreno, estava de barba e vestindo bermuda", completou.


Os dois outros baleados foram transferidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em estado grave para o Hospital de Anápolis.

- De posse das informações do crime recente, diversas forças policiais são deslocada para a área. Polícia Civil e Militar do Distrito Federal e Goiás, além de grupamentos especializados e de Operações Especiais dessas duas forças, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, e até mesmo a Receita Federal, fornecendo apoio tecnológico (alguém teve algum rádio apreendido pela Receita? Rs). Helicópteros e drones com capacidade de imageamento infravermelho auxiliam nas buscas durante a noite.

- Noite de muito trabalho, mas sem resultado. As equipes continuam em solo, sendo apenas substituídas por operadores descansados. A estratégia agora é não interromper mais e vencer Lázaro pelo cansaço. No momento que escrevo essa linha o céu está pintado por helicópteros de diversas forças, mas ainda sem sinal de Lázaro.


-Mais um dia de buscas chegando ao fim. Um caminhão foi enviado para reabastecer os helicópteros no local.

NOTA PMDF SOBRE O CASO LÁZARO

O criminoso entrou na fazenda da família de um soldado, do 8⁰ batalhão da PMDF, e fez o caseiro de refém. Quebrou tudo na propriedade, bebeu e fumou maconha. Obrigou o caseiro a fumar também.

Nossso soldado voltou para a propriedade, no inicio da noite. Chegou até a cancela e, provavelmente, quando foi abrir, o homem fugiu e levou o caseiro de refém.

O criminoso foi para a fazenda ao lado, cerca de 700 metros e baleou três homens. Havia uma senhora e uma criança no local também.

Às testemunhas disseram que o criminoso ia colocar fogo na casa e não o fez por conta da mulher e de uma criança.

Uma guarnição da ROTAM GO chegou e tentou aborda--lo momento em que houve a reação com 15 disparos de arma de fogo na direção da ROTAM e uma fuga para dentro da mata próxima.

O criminoso está com um revólver calibre 32 além de outras outras armas e munições, furtadas das fazendas.

Ele ainda tentou pegar outro caseiro de refém que conseguiu fugir. O criminoso colocou fogo na propriedade.

As tropas estão no local fazendo o cerco. A PMDF está com BPCães, PATAMO, ROTAM, GTOP e AMBIENTAL. POLÍCIA CIVIL e FEDERAL estão no local também prestando apoiando à Polícia de Goiás.

As 17 fazendas locais estão ocupadas por forças policiais para garantir a segurança da população.

- Foi visto por 3 caseiros de uma chácara, que iam fechar a porteira. Eles estavam com facões e foices, o que o fez desistir de qualquer ação e correr pro mato. Mais tarde furtou mais um carro, e ao avistar um ponto de bloqueio em Edilandia largou o carro e sumiu no mato novamente. Dentro do veículo foi encontrado um carregador de pistola com munições.
 
Ultima Edição:


Profeta_dos_Deuses

Bam-bam-bam
Mensagens
838
Reações
1.015
Pontos
214
@Resu Anera

Tava acompanhando a história, vi primeiro no DFTV.

Ao que parece tem outro lixo que está ajudando ele a fugir de carro.

Esses aí não servem nem pra ração de cachorro.

Por essas e outras que não dá pra morar em chácara isolada, principalmente desarmado e sem uma boa proteção (cães, etc), pelo menos se houver a possibilidade de escolha.
 

Baneman

Discípulo de São Jorge
VIP
Mensagens
14.778
Reações
25.081
Pontos
553
História de filme, se tivesse algum roteirista bom no BR, dava pra fazer uma série muito boa.

Enviado de meu SM-G9600 usando o Tapatalk
 


Akita

Bam-bam-bam
Mensagens
5.034
Reações
7.736
Pontos
353
BOPE/PMDF, BOPE/PMGO, DOE/PCDF e COT/PF já estão em campo. Isso só pra falar de operações especiais, mas grupos táticos tão competentes quanto tambêm estão.
:keehk
Apaguei ali no meu post, tinha comentado que o cara parece ser inteligente. Ninguém saí matando assim sem tomar uma surpresa por sorte.
 

Freturn

Bam-bam-bam
Mensagens
1.096
Reações
4.095
Pontos
278
Entregue suas armas, pode confiar no Estado.
Isso aí, ligue pra polícia e espere que vai dar certo sim. É uma porra né. Quem acredita nessa idiotice é esfarelado mental ou muito FDP.
Se a família tivesse uma arma esse cara não ia fazer o que fez. O desgraçado já ia estar no inferno com Stalin e Karl Marx.

Mas a primeira coisa que deviam fazer com esse cara quando encontrassem devia ser cortar o bilau fora. E cauterizar com a faca quente.
 
Ultima Edição:

Demétrio

Bam-bam-bam
Mensagens
4.507
Reações
6.033
Pontos
359
O caso que você citou dos irmãos necrófilos de Nova Friburgo é uma das paradas mais perturbadoras de crime real que ja ouvi na vida. Imagina voce morando em um lugar suave, tranquilo, porém bem hermo. E aí olha pela janela e vê um sujeito todo sujo, parecendo um bicho, rondando sua casa, deve ser muito sinistro.
Li em varias matérias que o polícia que matou um dos, diz que ele estava de calcinha e com o corpo todo raspado, sem pêlos. Não consigo imaginar como era a cabeça desse cara.

Enviado de meu Redmi Note 5 usando o Tapatalk
 

Jäger_BR

Bam-bam-bam
Mensagens
7.670
Reações
26.182
Pontos
394
Ele era carroceiro. Isso é interessante, porque muita gente considera inútil a especialização do Exército Brasileiro em operações de selva, mas tá aí o que um cara com uma pistola e conhecimento de mato consegue fazer contra equipamentos muito mais avançados. Vietnã é outro exemplo.
Muito blá-blá-blá e nada de ação.

Já achou ele ou não? Confio em vossa pontaria
 

proximus-one

Bam-bam-bam
Mensagens
4.045
Reações
14.366
Pontos
299
Esse lixo animado tinha que ser aqui de Ceilândia... :facepalm Quando eu falo que esse lugar aqui é uma m**** pessoal me chama de "metido". Porra, não fode! Moro aqui desde sempre e sei como isso aqui é uma latrina. Não tem que ficar com "ufanismo" nessa m**** aqui não.

Mas como o caso já tomou contornos drásticos e já foi noticiado nacionalmente duvido que consigam matar esse cara. A imprensa marrom tá em cima, então já vão ficar urubuzando "truculência policial" e ''excesso de violência". Isso sem falar na cartada de que ele é "doido" e possui "problemas mentais".
 

Lagarto Distraído

Bam-bam-bam
Mensagens
4.968
Reações
9.992
Pontos
303
Certamente é doente mental.
Em casos assim, mesmo uma morte lenta e terrivelmente dolorosa é uma pena muito branda.

Não há castigo justo pro que ele fez.
Uma solução poderia ser torturá-lo até próximo da morte, reanimá-lo e torturá-lo denovo, e denovo e denovo.
Mas é inviável.
 

Scooter

Veterano
Mensagens
698
Reações
1.395
Pontos
148
Igual filme de terror, imagina estar de boa na fazenda, entra um doido, mata seu pai, seu irmão, você..

E a mulher? Chega em casa, encontra todos familiares mortos, depois é morta.. é um pesadelo, credo, da agonia só de imaginar
 

Lagarto Distraído

Bam-bam-bam
Mensagens
4.968
Reações
9.992
Pontos
303
O cara nem deve dar qualquer chance, simplesmente brota do nada atirando. Você nem tem tempo de saber que porra tá acontecendo.
Em segundos, ele já matou todo mundo e você ainda tá tentando se situar naquela situação desesperadora.

Imagina, você tá anoite em casa com seus pais vendo TV, jantando... aí vc escuta algum barulho de estralo lá fora e vai comentar com seu pai e.. ué, seu pai caiu no chão, parece estar sem cabeça. Que porra é essa?
Você ainda tá se levantando da cadeira pra acender a luz e ver o que houve, do nada outro estalo e sua mãe cai morta no chão. Você nem sabe ainda daonde tá vindo os disparos e o proximo é você. Ou não, as vezes ele prefere deixar vc vivo pra cozinhar alguma coisa pra ele, ou fumar maconha com ele.

É um animal irracional, não tem sentimentos. Sendo assim não vejo problema algum em castigar ele da forma mais brutal e desumana possível.
Nem que tenhamos que recorrer a torturas medievais.
 
Ultima Edição:

Scooter

Veterano
Mensagens
698
Reações
1.395
Pontos
148
O cara nem deve dar qualquer chance, simplesmente brota do nada atirando. Você nem tem tempo de saber que porra tá acontecendo.
Em segundos, ele já matou todo mundo e você ainda tá tentando se situar naquela situação desesperadora.

Imagina, você tá anoite em casa com seus pais vendo TV, jantando... aí vc escuta algum barulho de estralo lá fora e vai comentar com seu pai e.. ué, seu pai caiu no chão, parece estar sem cabeça. Que porra é essa?
Você ainda tá se levantando da cadeira pra acender a luz e ver o que houve, do nada outro estalo e sua mãe cai morta no chão. Você nem sabe ainda daonde tá vindo os disparos e o proximo é você. Ou não, as vezes ele prefere deixar vc vivo pra cozinhar alguma coisa pra ele, ou fumar maconha com ele.

É um animal irracional, não tem sentimentos. Sendo assim não vejo problema algum em castigar ele da forma mais brutal e desumana possível.
Nem que tenhamos que recorrer a torturas medievais.
Teve decapitação?
 

O_Brachio

Supra-sumo
Mensagens
392
Reações
1.082
Pontos
153
-Mais um dia de buscas chegando ao fim. Um caminhão foi enviado para reabastecer os helicópteros no local.

NOTA PMDF SOBRE O CASO LÁZARO

O criminoso entrou na fazenda da família de um soldado, do 8⁰ batalhão da PMDF, e fez o caseiro de refém. Quebrou tudo na propriedade, bebeu e fumou maconha. Obrigou o caseiro a fumar também.

Nossso soldado voltou para a propriedade, no inicio da noite. Chegou até a cancela e, provavelmente, quando foi abrir, o homem fugiu e levou o caseiro de refém.

O criminoso foi para a fazenda ao lado, cerca de 700 metros e baleou três homens. Havia uma senhora e uma criança no local também.

Às testemunhas disseram que o criminoso ia colocar fogo na casa e não o fez por conta da mulher e de uma criança.

Uma guarnição da ROTAM GO chegou e tentou aborda--lo momento em que houve a reação com 15 disparos de arma de fogo na direção da ROTAM e uma fuga para dentro da mata próxima.

O criminoso está com um revólver calibre 32 além de outras outras armas e munições, furtadas das fazendas.

Ele ainda tentou pegar outro caseiro de refém que conseguiu fugir. O criminoso colocou fogo na propriedade.

As tropas estão no local fazendo o cerco. A PMDF está com BPCães, PATAMO, ROTAM, GTOP e AMBIENTAL. POLÍCIA CIVIL e FEDERAL estão no local também prestando apoiando à Polícia de Goiás.

As 17 fazendas locais estão ocupadas por forças policiais para garantir a segurança da população.
Não entendi essa última notícia: mesmo com todo esse cerco e proteção nas propriedades da região o cara conseguiu invadir duas fazendas, fazer dois caseiros de refém, trocou tiros com a polícia, tacou fogo em uma das propriedades e conseguiu ainda por cima fugir? Isso tudo sendo um simples carroceiro e sem qualquer tipo de treinamento militar? Ou o cara tem muita sorte ou está sendo ajudado por outra pessoa ou, sabe-se lá, pelo sobrenatural. O que assusta é que mesmo em propriedades onde as pessoas possuiam armas para se defender ninguém conseguiu reagir a tempo.
 
Mensagens
2.181
Reações
9.809
Pontos
288
Recentemente em uma discussão paralela no fórum política e religião comente com o @Chris Redfield jr sobre esse caso de Nova Friburgo, nos anos 90, e como o Brasil era um país atrasado por permitir que até tão recentemente coisas como essa acontecessem:


Dois irmãos cometendo uma série de estupros e assassinatos (não necessariamente nessa ordem) e usando como estratégia de impunidade simplemente... Sumir no mato. Nesse caso do Rio foi necessário um contingente de mais de 300 homens pra matar um deles. O outro se entregou ao Ministério Público, que fez questão de garantir seus direitos, e até onde sei continua preso até hoje.

Qual não foi minha surpresa ao ver que ao longo das últimas duas semanas o mesmo está acontecendo entre Brasília e Goiás.

Não vou buscar os links de cada notícia, porque são muitos, mas vou resumir em tópicos os acontecimentos das últimas duas semanas tentando seguir a ordem cronológica:

- Um homem troca tiros com o GPT de Águas Lindas de Goiás e foge

- No dia seguinte, uma chácara é invadida e o caseiro é assassinado. As características batem com a do homem que trocou tiros no dia anterior com o GPT.

- Cerca de 4 ou 5 dias depois uma casa é invadida na região rural de Brazlândia (DF) e três homens são mortos. Cleonice, que também morava no local, mas não estava em casa, ao chegar, percebeu que a casa tinha sido invadida e conseguiu ligar para o irmão pedindo para ele ir até lá. O irmão chegou, mas só encontrou os três homens ensanguentados no chão. Um deles, ainda com vida, disse que haviam levado Cleonice, e logo depois faleceu.

Cláudio Vidal, de 48 anos, e os dois filhos de Cleonice, Gustavo Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Vidal, de 15 também foram assassinados. Os três foram encontrados com marcas de tiros e facadas.
Ao perceber a tentativa de arrombamento da porta, Cleonice chegou ligar para parentes para pedir ajuda. O irmão dela contou na delegacia que mora próximo da chácara e que chegou cerca de 10 minutos após a ligação, mas o cunhado e sobrinhos já estavam mortos.



- Agora com um triplo homicídio e um sequestro, o caso começa a chamar atenção da imprensa. A perícia consegue determinar que o autor é o mesmo dos dois crimes anteriores



- Cleonice continua desaparecida. Mais uma chácara é invadida. Dessa vez uma família é mantida refém, mas nada é subtraído e nenhuma vida ceifada. O homem confessa ter cometido o crime na noite anterior e diz não ter agido sozinho.

Na quinta-feira (9), um dia após o matar a família, segundo a Polícia Militar do DF, Lázaro roubou uma chácara perto da região onde praticou a chacina. Ele teria rendido o caseiro, o dono da chácara e a filha dele.


- As buscas por Cleonice continuam, e outra chácara é invadida. O carro da família é roubado e localizado queimado em outra cidade. Lázaro diz estar possuído por um espírito.


Em amarelo, a área onde os crimes são cometidos. Notem a proximidade com a Capital Federal

- Diversas forças policiais são deslocadas para tentar encontrar Lázaro. A área remota e a falta de coordenação dificultam as ações.

- Policiais encontram dois supostos esconderijos utilizados por Lázaro na mata.







- O corpo de Cleonice é encontrado por moradores em um córrego.




- A casa de Lázaro, em Cocalzinho, é encontrada.






- Apesar da aparência de descaso das forças de segurança, as buscas continuam. O trabalho envolve falta de comunicação, coordenação, e muita incursão no mato. Lázaro tem a vantagem de ser um mateiro experiente e conhecer toda a região.

- A imprensa agora tem um caso queridinho e se desloca pra cidade de Cocalzinho. Enquanto fazem uma reportagem na porta do hospital local, aparece mais uma vítima, que teria sido mantida refém durante toda a tarde.

Lázaro Barbosa teria passado toda a tarde de sábado em uma chácara próximo à Lagoa Samuel. Enquanto a reportagem estava em frente ao Hospital Municipal Jair Paiva, em Cocalzinho, a mãe do caseiro chegou e contou ao Correio que o filho foi amarrado, obrigado a cozinhar para o suspeito e a lhe servir, teve de fumar maconha. Lázaro teria cortado os fios de wi-fi, destruído o carro do funcionário e bebido cachaça.

- Logo depois chega uma pessoa baleada. Muita correria e se identifica que é mais uma vítima de Lázaro. O homem invadiu novamente uma chácara e baleou três pessoas. Duas, em estado mais grave, foram para Anápolis. Nessa invasão ele rouba mais duas armas, um revólver e uma pistola.

Em entrevista ao Correio, uma das vítimas baleadas pelo suspeito de matar uma família em Ceilândia Norte contou que Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, invadiu a chácara, situada próxima à Lagoa Samuel, em Cocalzinho de Goiás, a 105km de Brasília, e chegou atirando. O homem está foragido e policiais montaram pontos de bloqueio na BR-070 para tentar capturá-lo.

Sob condição de revelar apenas o primeiro nome, Tiago contou que estava na chácara com os dois amigos, que são proprietários do local. "Estávamos conversando, quando ele chegou invadindo, por volta das 19h, e atirando. Meus dois amigos ficaram muito feridos e eu fui baleado na perna", disse.

A equipe de reportagem do Correio encontrou Thiago saindo de dentro do Hospital Municipal Jair Paiva, no centro de Cocalzinho, ferido na perna. "Estou bem, mas vou passar no Hospital de Anápolis para ver meus amigos", contou. Thiago deu algumas características do suspeito. "Ele é alto, magro, moreno, estava de barba e vestindo bermuda", completou.


Os dois outros baleados foram transferidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em estado grave para o Hospital de Anápolis.

- De posse das informações do crime recente, diversas forças policiais são deslocada para a área. Polícia Civil e Militar do Distrito Federal e Goiás, além de grupamentos especializados e de Operações Especiais dessas duas forças, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, e até mesmo a Receita Federal, fornecendo apoio tecnológico (alguém teve algum rádio apreendido pela Receita? Rs). Helicópteros e drones com capacidade de imageamento infravermelho auxiliam nas buscas durante a noite.

- Noite de muito trabalho, mas sem resultado. As equipes continuam em solo, sendo apenas substituídas por operadores descansados. A estratégia agora é não interromper mais e vencer Lázaro pelo cansaço. No momento que escrevo essa linha o céu está pintado por helicópteros de diversas forças, mas ainda sem sinal de Lázaro.


-Mais um dia de buscas chegando ao fim. Um caminhão foi enviado para reabastecer os helicópteros no local.

NOTA PMDF SOBRE O CASO LÁZARO

O criminoso entrou na fazenda da família de um soldado, do 8⁰ batalhão da PMDF, e fez o caseiro de refém. Quebrou tudo na propriedade, bebeu e fumou maconha. Obrigou o caseiro a fumar também.

Nossso soldado voltou para a propriedade, no inicio da noite. Chegou até a cancela e, provavelmente, quando foi abrir, o homem fugiu e levou o caseiro de refém.

O criminoso foi para a fazenda ao lado, cerca de 700 metros e baleou três homens. Havia uma senhora e uma criança no local também.

Às testemunhas disseram que o criminoso ia colocar fogo na casa e não o fez por conta da mulher e de uma criança.

Uma guarnição da ROTAM GO chegou e tentou aborda--lo momento em que houve a reação com 15 disparos de arma de fogo na direção da ROTAM e uma fuga para dentro da mata próxima.

O criminoso está com um revólver calibre 32 além de outras outras armas e munições, furtadas das fazendas.

Ele ainda tentou pegar outro caseiro de refém que conseguiu fugir. O criminoso colocou fogo na propriedade.

As tropas estão no local fazendo o cerco. A PMDF está com BPCães, PATAMO, ROTAM, GTOP e AMBIENTAL. POLÍCIA CIVIL e FEDERAL estão no local também prestando apoiando à Polícia de Goiás.

As 17 fazendas locais estão ocupadas por forças policiais para garantir a segurança da população.
Me espanta o cara ter notas de um real pra invocar o capeta
 

Poucas Transas

Bam-bam-bam
Mensagens
3.237
Reações
13.306
Pontos
303
Só resta torcer para ele não machucar mais nenhuma pessoa, sejam vítimas civis, policiais, ou cachorros da polícia e virar uma peneira quando pegarem ele.

Porque se for preso vai pra tremembé, e em alguns anos será solto como Suzane, Lindenberg, goleiro Bruno, e mais uma caralhada.
 
Topo Fundo