O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Final Fantasy VII Remake [Tópico só para spoilers!!!]

D_de_vingança

Bam-bam-bam
Mensagens
6.166
Reações
1.642
Pontos
379
Pessoal, terminei o Remake ontemd e noite (aquele arco do Shinra Building se extendeu por MUITO mais tempo do que eu esperava kkkk comecei a jogar de tarde, terminei as 2h da manhã)
Aqui vai minha leitura sobre o final e o que esperar dos proximos capitulos. MUITOS SPOILERS!!!!



Mas enfim, alí que a porca torce o rabo, e a KHzificação do remake se faz visivel. Pensei isso na luta que o cloud sai pulando de detrito em detrito, pra atacar o sephiroth, tá bem diferente mas curti a experiência.
A minha leitura que esse remake é uma reimaginação do FFVII original, e tem umas semi-quebras da quarta parede ou uma certa meta-linguagem, quando eles enfatizam que o destino não está escrito na pedra e que pode sim ser alterado. Quando a Aerith (no meu coração sempre será AERIS) diz isso, o jogo toma um caminho totalmente diferente do original, e vou dizer, eu gostei disso. O original sim, está escrito em pedra, não pode ser mexido, mudado.
Agora quando eles adentram aquele portal da Aeris e saem no mesmo local, porém com leves diferenças, entendi que estamos em uma dimensão diferente (o saquinho de salgadinho com o cachorro da avalanche diferente representa isso graficamente) e que nesta dimensão, tudo pode e VAI ser diferente. Comeca com o Zack sobrevivendo, o Cloud sendo Soldier desde o começo (eles estao com a mesma roupa)...
Já não sei o que esperar desta "nova" dimensão FFVII, mas acho que teremos boas surpresas (e a Aerith não sendo empalada pelo Sephiroth)
No geral curti muito o jogo, a forma como os personagens foram trabalhados foi muito bem feita, você realmente se importa com eles. A cidade de Midgard tem vida, e você fica impressionado com a reação do mundo às ações da Avalanche.
O sistema de batalha é bem gostoso em 90% do tempo, menos em alguns inimigos desbalanceados, que não ficam zonzos de jeito nenhum...
Amei o Wall Market e as releituras da quest do vestido do Cloud.
Só achei que os gráficos são muito inconstantes. Algumas horas eu estava impressionado com o visual, de repente aparecia um objeto na textura mais baixa da vida toda (aquelas flores da Aeris davam até vergonha)
Mas é isso aí, agora é esperar o capitulo 2 e TORCER pra história desenvolver BASTANTE neste jogo. Torço para irmos até a cidade dos Cetra pelo menos. Se der mais, melhor ainda! Torço para não perderem mto tempo nas memórias do Cloud em Calm City e Nibelhein e naquela cidade de fontes termais que nao lembro o nome
[\spoiler]
 


caniggiaxx

Habitué da casa
Mensagens
456
Reações
337
Pontos
83

Porque tão com medo de tudo ser diferente ?Eu não acho deixaram esse final pra galera ficar cabulada e manter o hype


pra mim o motivo de aparecer o zack vivo no final ( que parece que é cena do passado somente ) é justamente pra isso aqui


aposto que vai rolar uma dlc standalone que vai ser o remake de crises core
 

Ennis

Bam-bam-bam
Mensagens
6.158
Reações
13.643
Pontos
394
Sei nem o q pensar, terminei hoje esse FF7. Que samba do criolo doido que fizeram com esse enredo.
Deram umas viajada forte.
Nada a ver com o original.
Vão ter q apresentar algo muito fora da caixa pra fazer algum sentido esse enredo, mas desde já, não sei como farão sem destruir a história original.

No original o Sephiroth nem aparece em Midigar
Só uma sutil passagem depois do assassinato do Pres da Shinra.
Era tudo subentendido, nas entrelinhas, e ele virava a ameaça que é, bem pra frente no enredo.
Nesse remake, ele já vem com propósito explicito.
Sutileza zero...
Tirando a produção, não consegui gostar praticamente de nada, de gameplay a enredo.

Gameplay, ainda tenho ressalvas, pq vou jogar no hard, pra ver qual é.
Mas no modo normal achei muito fácil. Nem esforcei pra evoluir. Tudo praticamente no automático.
Além que achei tudo muito caótico nas batalhas. Precisa pouca ou nenhuma estratégia em boa parte delas.

Também nao gostei do rearranjo de boa parte das musicas. Achei que erraram o tom, mas algumas musicas ficaram muito boas.

O trabalho de personalidade de alguns personagens também deixou a desejar.
Personagens que gostei muito: Cloud, Tifa e Red XIIi.
Aeris achei infatilizada demais e o Barret é um personagem forçado no estereótipo e nas tomadas de humor.
Além das frases de efeito que vc espera num anime por ex.
Faltou sutileza no trato desses dois personagens.
O Cloud por ex é um personagem estável ao menos, tá sempre com cara de cu, agora o Barret tem umas tomadas de humor que achei forçadas e que beiravam ao ridículo/patético.
Já a Aeris tem algumas atitudes infantiloides, que me irritam.
Ela é um persongem sutil-positivo, no original.
No remake transformaram ela em algo muito alto astral em alguns momentos. Não combina com a essência da personagem.

Eu nao costumo ser purista. Mas esse remake não me agradou

Pior que esperei pra cacete.
Vamos aguardar a continuação, mas dessa vez, sem grandes expectativas.
 
Ultima Edição:

Link_1998

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.673
Reações
20.185
Pontos
649
Sei nem o q pensar, terminei hoje esse FF7. Que samba do criolo doido que fizeram com esse enredo.
Deram umas viajada forte.
Nada a ver com o original.
Vao ter q apresentar algo muito fora da caixa pra fazet algum sentido esse enredo, mas desde já, não sei como farão sem destruir a história original.

No original o Sephiroth nem aparece em Midigar
Só uma sutil passagem depois do assassinato do Pres da Shinra.
Era tudo subentendido, nas entrelinhas, e ele virava a ameaça bem pra frente no enredo.
Nesse remake, ele já vem com propósito explicito.
Sutileza Zero.
Tirando a produçã, nao consegui gostar praticamente de nada, de gameplay a enredo.
Gameplay, ainda tenho ressalvas, pq vou jogar no hard ainda, pra ver qual é.
Mas no modo normal achei muito fácil. Nem esforcei pra evoluir.
Alem que achei tudo muito caótico nas batalhas. Precisa pouca ou nenhuma estratégia em boa parte delas.
Também nao gostei do rearranjo de boa parte das musicas. Achei q erraram tom, mas algumas musicas ficaram muito boas.
O trabalho de personalidade de alguns personagens também ficou a desejar.
Persinagens que gostei muito: Cloud, Tifa e Red XIIi.
Aeris achei infatilizada demais e o Barret é um personagem forçado no estereótipo e nas tomadas de humor.
Além das frases de efeito que vc espera num anime por ex.
Faltou Sutileza no trato desses dois personagens.
O Cloud por ex é um personagem estável aoo menos, ta sempre com cara de cu, agora o Barret tem umas tomadas de humor que achei forçadas e que beiravam ao ridículo/patético.
Já a Aeris tem algumas atitudes infantiloides, que me irritam.
Ela é um persongem sutil, positivo, no original.
No remake transformaram ela em algo muito alto astral em alguns momentos.Nao combina com a essência da personagem.
Eu nao costumo ser purista. Mas esse remake nao me agradou

Pior q esperei pra cacete.
Vamo agiardar a continuação, mas dessa vez, sem grandes expectativas.
Depois de tudo isso vc ainda vai jogar a continuação ? Foi tanta depressão que na metade do seu texto eu já tava com a faca pra cortar os pulsos...

Resumindo seu texto, ele não foi remake 1:1 que vc esperava. Eu no seu lugar seguiria o barco para outro game, porque a tendência são as mudanças se agravarem.
 

Ennis

Bam-bam-bam
Mensagens
6.158
Reações
13.643
Pontos
394
Depois de tudo isso vc ainda vai jogar a continuação ? Foi tanta depressão que na metade do seu texto eu já tava com a faca pra cortar os pulsos...
Tenho esperança que apresentem algo do tipo "meu Deus, então era isso!. Tinha um propósito!!".
Mas esperança praticamente zero...

Eu nem esperava que fosse 1:1. Esperava algo nivel RE Remake, nao que houvesse adições como os dementadores por exemplo. Ms enfim, vou aguardar.
 
Ultima Edição:


raulzitodasaranhas

Habitué da casa
Mensagens
177
Reações
279
Pontos
83
Sei nem o q pensar, terminei hoje esse FF7. Que samba do criolo doido que fizeram com esse enredo.
Deram umas viajada forte.
Nada a ver com o original.
Vão ter q apresentar algo muito fora da caixa pra fazer algum sentido esse enredo, mas desde já, não sei como farão sem destruir a história original.

No original o Sephiroth nem aparece em Midigar
Só uma sutil passagem depois do assassinato do Pres da Shinra.
Era tudo subentendido, nas entrelinhas, e ele virava a ameaça que é, bem pra frente no enredo.
Nesse remake, ele já vem com propósito explicito.
Sutileza zero...
Tirando a produção, não consegui gostar praticamente de nada, de gameplay a enredo.

Gameplay, ainda tenho ressalvas, pq vou jogar no hard, pra ver qual é.
Mas no modo normal achei muito fácil. Nem esforcei pra evoluir. Tudo praticamente no automático.
Além que achei tudo muito caótico nas batalhas. Precisa pouca ou nenhuma estratégia em boa parte delas.

Também nao gostei do rearranjo de boa parte das musicas. Achei que erraram o tom, mas algumas musicas ficaram muito boas.

O trabalho de personalidade de alguns personagens também deixou a desejar.
Personagens que gostei muito: Cloud, Tifa e Red XIIi.
Aeris achei infatilizada demais e o Barret é um personagem forçado no estereótipo e nas tomadas de humor.
Além das frases de efeito que vc espera num anime por ex.
Faltou sutileza no trato desses dois personagens.
O Cloud por ex é um personagem estável ao menos, tá sempre com cara de cu, agora o Barret tem umas tomadas de humor que achei forçadas e que beiravam ao ridículo/patético.
Já a Aeris tem algumas atitudes infantiloides, que me irritam.
Ela é um persongem sutil-positivo, no original.
No remake transformaram ela em algo muito alto astral em alguns momentos. Não combina com a essência da personagem.

Eu nao costumo ser purista. Mas esse remake não me agradou

Pior que esperei pra cacete.
Vamos aguardar a continuação, mas dessa vez, sem grandes expectativas.
Eu diria que daqui um tempo você vai gostar mais do jogo, mas como você não curtiu nem o sistema de batalha talvez não seja sua praia mesmo. Mas eu sei que algumas coisas que eu não curti no começo eu passei a dar mais crédito com o tempo...O Sephiroth desse jogo, como você disse, tem um propósito de alguma forma diferente, só que nós ainda não sabemos, de certo modo eles fizeram o Sephiroth, o vilão mais manjado de todos, ficar misterioso e ameaçador de novo (olhando por um lado otimista, também achei o final uma forçação de barra do c***lho).

De certa forma, esse remake está trabalhando com os arquétipos e imaginários de FF VII e da compilação. A Aerith é infantilizada (sim podia ser menos) mas no fundo ela é a personagem menos inocente, pois ela é a que tem a maior responsabilidade entre os membros do grupo, e o remake mostra que ela sabe disso, essa infantilização dela tá mais uma "máscara" do que outra coisa. Pois ela sabe que provavelmente vai perder tudo no fim da história (pra não falar do que ela já perdeu)

O Cloud continua sendo o narrador infiel, mas ao mesmo tempo, até quem já jogou o original ainda tem dúvidas: por que ele consegue ter visões do futuro também? Mesmo tendo jogado o original a gente continua sem saber tudo sobre o Cloud, assim como era no original. E assim como era no original, o Sephiroth está manipulando ele de novo, mas de uma nova forma.

Ou seja, de certa forma tudo que é "novo" no jogo, ainda sim estava no original, é como se eles quisessem recriar algumas das emoções que sentimos ao jogar o jogo de PS1 pela primeira vez. Então as vezes fico com a impressão de que eles exageraram, mas em outras situações acho que eles só estão extraindo o máximo do que já exisitia no jogo do PS1.

E no final, esse primeiro jogo acertou muita coisa pra mim, teve partes que eles erraram a mão, como o massacre no prédio da Shinra e o final meio bizarro, mas teve partes que ficaram incríveis (a maioria pra mim), como o Wall Market, e partes novas que foram maravilhosas (a boss fight da Jenova, o capítulo com a Jessie).

Enfim, acho que se eles fizerem escolhas boas, essa saga vai se tornar uma espécie de celebração do universo do FF VII, estilo o último filme dos vingadores que entregou duzentas toneladas de fan service. Ou MGS 4 que é a mesma parada, embora seja um jogo muito maluco, pra quem é fã das antigas é sensacional hahaha.
 

Ennis

Bam-bam-bam
Mensagens
6.158
Reações
13.643
Pontos
394
Eu diria que daqui um tempo você vai gostar mais do jogo, mas como você não curtiu nem o sistema de batalha talvez não seja sua praia mesmo. Mas eu sei que algumas coisas que eu não curti no começo eu passei a dar mais crédito com o tempo...O Sephiroth desse jogo, como você disse, tem um propósito de alguma forma diferente, só que nós ainda não sabemos, de certo modo eles fizeram o Sephiroth, o vilão mais manjado de todos, ficar misterioso e ameaçador de novo (olhando por um lado otimista, também achei o final uma forçação de barra do c***lho).

De certa forma, esse remake está trabalhando com os arquétipos e imaginários de FF VII e da compilação. A Aerith é infantilizada (sim podia ser menos) mas no fundo ela é a personagem menos inocente, pois ela é a que tem a maior responsabilidade entre os membros do grupo, e o remake mostra que ela sabe disso, essa infantilização dela tá mais uma "máscara" do que outra coisa. Pois ela sabe que provavelmente vai perder tudo no fim da história (pra não falar do que ela já perdeu)

O Cloud continua sendo o narrador infiel, mas ao mesmo tempo, até quem já jogou o original ainda tem dúvidas: por que ele consegue ter visões do futuro também? Mesmo tendo jogado o original a gente continua sem saber tudo sobre o Cloud, assim como era no original. E assim como era no original, o Sephiroth está manipulando ele de novo, mas de uma nova forma.

Ou seja, de certa forma tudo que é "novo" no jogo, ainda sim estava no original, é como se eles quisessem recriar algumas das emoções que sentimos ao jogar o jogo de PS1 pela primeira vez. Então as vezes fico com a impressão de que eles exageraram, mas em outras situações acho que eles só estão extraindo o máximo do que já exisitia no jogo do PS1.

E no final, esse primeiro jogo acertou muita coisa pra mim, teve partes que eles erraram a mão, como o massacre no prédio da Shinra e o final meio bizarro, mas teve partes que ficaram incríveis (a maioria pra mim), como o Wall Market, e partes novas que foram maravilhosas (a boss fight da Jenova, o capítulo com a Jessie).

Enfim, acho que se eles fizerem escolhas boas, essa saga vai se tornar uma espécie de celebração do universo do FF VII, estilo o último filme dos vingadores que entregou duzentas toneladas de fan service. Ou MGS 4 que é a mesma parada, embora seja um jogo muito maluco, pra quem é fã das antigas é sensacional hahaha.
Só sei que o Nomura tem q agradecer por não ser brasileiro. Esse cara ia apanhar na rua
 

raulzitodasaranhas

Habitué da casa
Mensagens
177
Reações
279
Pontos
83
Só sei que o Nomura tem q agradecer por não ser brasileiro. Esse cara ia apanhar na rua
Mas o Nomura não fez tudo, acho que o Nojima (q escreveu o jogo original) e o Kitase tão juntos nessa. São todos os caras que fizeram o original, só faltou o pirocudo do Sakaguchi :/
 

guiracer

Bam-bam-bam
Mensagens
8.613
Reações
6.729
Pontos
434
Esse jogo me deu um sentimento de cyberpunk que cyberpunk2077 não causou. Adorei passar pelas andares baixos de Midgard.
E pelo jeito esse remake vai ser igual ao mangá de One Punch Man, 90% do roteiro segue a obra original, mas tem aqueles 10% de inovação para surpreender os fãs.
 
Topo