O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Assessor de David Miranda citado pelo COAF por movimentação atípica

Malaquias Duro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.232
Reações
48.088
Pontos
553
Fonte: https://catracalivre.com.br/cidadania/coaf-aponta-movimentacoes-atipicas-de-r-25-milhoes-de-david-miranda/

Coaf aponta movimentações atípicas de R$ 2,5 milhões de David Miranda
O Coaf enviou o relatório ao Ministério Público dois dias depois do The Intercept começar a divulgar mensagens vazadas de procuradores da Lava Jato
11/09/2019 - 16:53


O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou movimentações atípicas de R$ 2,5 milhões do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ). O relatório que revela as informações da conta bancaria do parlamentar foi enviado ao Ministério Público dias depois de o site The Intercept Brasil começar a divulgar mensagens comprometedoras da Lava-Jato. As informações foram obtidas pelo jornal ‘O Globo’.

coaf david miranda

Crédito: Agência Brasil/Marcelo CamargoCoaf aponta movimentações atípicas de R$ 2,5 milhões de David Miranda
David Miranda é casado com o jornalista fundador do The Intercept, Gleen Greenwald.

A partir do relatório, o Ministério Público do Rio abriu uma investigação sobre as movimentações de Miranda.

Nesta terça-feira, 10, a 16ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, barrou a tentativa do MP de quebrar o sigilo fiscal e bancário do deputado. Em despacho de sete páginas que decretou o segredo de justiça do caso, o juiz Marcelo da Silva pede que o deputado e outras quatro pessoas, entre assessores e ex-assessores dele, sejam ouvidos antes de qualquer ação cautelar. “Entendo prudente postergar a análise do pleito para o momento posterior à instauração do contraditório”, escreveu Silva.

As movimentações atípicas, por si só, não configuram crime —que ocorreria apenas se a origem do dinheiro for ilícita.

O relatório do Coaf mostra que a conta de David Miranda recebeu R$ 1,3 milhão de abril de 2018 a março de 2019 e que as saídas somaram quase o mesmo valor, R$ 1,29 milhão. Dos R$ 1,3 milhão recebido, R$ 692,9 mil são oriundos de depósitos, e R$ 346,6 mil são produto de resgate, além de R$ 216, 3 mil de transferência.

O órgão chamou a atenção para o fracionamento de depósitos em dinheiro vivo, sem sua origem identificada. A grande maioria foi efetuada nos valores de R$ 2.500 e R$ 5.000, inclusive mais de um depósito no mesmo dia. Para o Coaf, essa pode ser uma tentativa de burlar o controle.

O órgão também destaca repasses de funcionários do gabinete ao deputado, o que pode reforçar a suspeita da prática de “rachadinha”, que é quando assessores devolvem ao deputado parte do salário que recebe. A prática é crime.

Reginaldo da Silva, assessor de David Miranda desde abril de 2017, fez dois depósitos para Miranda, totalizando R$ 52.500. No mesmo período, o assessor também recebeu R$ 57.200 do deputado, em 14 lançamentos. Ele recebe R$ 4.476 mensais como secretário no gabinete de Miranda na Câmara.

O Ministério Público e o Coaf também relatam a evolução patrimonial de David Miranda. O parlamentar, nas eleições de 2016, quando foi eleito vereador no Rio de Janeiro, declarou um patrimônio de R$ 74.825. Já na última eleição, em 2018, ele declarou possuir R$ 353,4 mil, a maior parte em aplicações financeiras e um automóvel.

Miranda afirmou, através de sua equipe, que o cargo de deputado não é a sua única fonte de renda e, portanto, “as movimentações são compatíveis com sua renda familiar”. O deputado recebe R$ 33,7 mil de salário. Ele afirmou que depósitos fracionados detectados pelo Coaf vêm dessa outra fonte, uma empresa de turismo da qual é sócio com Glenn Greenwald”.

A assessoria de David Miranda afirmou que o deputado ainda vai se pronunciar oficialmente sobre o relatório do Coaf.
 


Malaquias Duro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.232
Reações
48.088
Pontos
553

Nota de David Miranda sobre a matéria veiculada pelo jornal O Globo
11/09/2019

Há duas semanas, soube por meio de matéria jornalística que havia um procedimento aberto pelo MP-RJ que investigava minhas movimentações financeiras, procedimento que supostamente corria em segredo de justiça. No mesmo consta movimentação de R$ 1,3 mi em minha conta bancária. Quando o MP se refere a movimentação financeira, soma entrada e saída em conta bancária — o que induz à percepção de que o dinheiro que passou pela conta foi o dobro do que realmente a conta movimentou.
Como eu disse anteriormente, o relatório enviado pelo COAF ao MP-RJ — dois dias depois que meu marido, o jornalista Glenn Greenwald, deu início à publicação da série de reportagens com revelações sobre a Lava Jato — mostra uma quantia totalmente compatível com a renda de nossa família. Desde o início da Vaza Jato, esperávamos este nível de retaliação e desinformação deliberada.
Para além da renda de parlamentar, possuo sociedade com meu marido em uma empresa com projetos importantes. O salário anual do Glenn — como co-fundador e jornalista investigativo do portal The Intercept e da Intercept Brasil — é informação pública, porque essas empresas são ONGs. Qualquer jornalista pode compará-lo com os valores reportados pelo COAF para constatar a compatibilidade óbvia. Além disso, seus projetos — dos quais participei como parceiro — incluem livros que figuram nas listas dos mais vendidos do mundo, filmes e palestras.
Sobre a tal gráfica citada na matéria, não faço ideia do que se trata, nunca rodei material em Mangaratiba. Sempre fiz meus materiais de divulgação na cidade do Rio e, poucas vezes, em Niterói.
Na semana passada, o juiz negou o pedido do MP-RJ para quebrar meu sigilo bancário, para que eu pudesse enviar os documentos que demonstram a origem dessa renda. Nossos advogados estão fazendo exatamente isso para cumprir a ordem do juiz. A única ilegalidade existente é a praticada por aqueles que vazam essas informações para prejudicar minha reputação como retaliação pelas reportagens do Intercept. Estou aguardando a citação da justiça para explicar detalhadamente meus rendimentos.
David Miranda

------------------------

Na moral, lembra muito os argumentos do Flávio quando disse que a investigação corria em segredo de justiça, que tinha renda compatível e que houve ilegalidade no vazamento.
 


xDoom

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
22.285
Reações
119.860
Pontos
589
Hahahahaha piada pronta, nem vou comentar mais.
Olha, tecnicamente não tá errado não. Via de regra a movimentação por si só não configura nada. Mas se tratando de quem é a gente sabe que se trata de crime mesmo.

Deputado David Miranda era garoto de programa e vendia drogas em boate gay no Rio de Janeiro
Ele ainda aliciava gays para atuar dos filmes pornográficos de Greenwald pelo cachê de mil reais. O valor poderia subir se os jovens topassem fazer sexo sem camisinha em frente as câmeras. A reportagem conversou com dois deles


 

alucardlv1313

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.140
Reações
41.475
Pontos
734
Engraçado é o maridinho arrombado dele, o verdesvaldo falando q é "um absurdo" essa invasão...TOMA VERGONHA NA CARA BICHA VELHA...LEMBRA Q A PF VAI CHEGAR EM VC, SEU MARIDINHO E O CUMPADI WASHINGTON q tá até ganhando uma bolsa do tio soros pra lecionar curso besta em Harvard.
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
19.029
Reações
31.159
Pontos
589
Podem falar o que quiserem, mas não acredito que o David Miranda fosse se meter numa rachadinha.
Pronto, falei!
:kpensa
ahahahahahahahhahah!

No Mais: pega fogo cabaré! Se não tivesse rolado a gambiarra que o Flavinho fez, até poderia sair alguma coisa disso. Mas depois dos malabarismos dele...jô eras.

Continuamos na nação dos Coronéis e suas famílias. Uma monarquia na pratica.
 

jasque

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
23.974
Reações
43.141
Pontos
629

Nota de David Miranda sobre a matéria veiculada pelo jornal O Globo
11/09/2019

Há duas semanas, soube por meio de matéria jornalística que havia um procedimento aberto pelo MP-RJ que investigava minhas movimentações financeiras, procedimento que supostamente corria em segredo de justiça. No mesmo consta movimentação de R$ 1,3 mi em minha conta bancária. Quando o MP se refere a movimentação financeira, soma entrada e saída em conta bancária — o que induz à percepção de que o dinheiro que passou pela conta foi o dobro do que realmente a conta movimentou.
Como eu disse anteriormente, o relatório enviado pelo COAF ao MP-RJ — dois dias depois que meu marido, o jornalista Glenn Greenwald, deu início à publicação da série de reportagens com revelações sobre a Lava Jato — mostra uma quantia totalmente compatível com a renda de nossa família. Desde o início da Vaza Jato, esperávamos este nível de retaliação e desinformação deliberada.
Para além da renda de parlamentar, possuo sociedade com meu marido em uma empresa com projetos importantes. O salário anual do Glenn — como co-fundador e jornalista investigativo do portal The Intercept e da Intercept Brasil — é informação pública, porque essas empresas são ONGs. Qualquer jornalista pode compará-lo com os valores reportados pelo COAF para constatar a compatibilidade óbvia. Além disso, seus projetos — dos quais participei como parceiro — incluem livros que figuram nas listas dos mais vendidos do mundo, filmes e palestras.
Sobre a tal gráfica citada na matéria, não faço ideia do que se trata, nunca rodei material em Mangaratiba. Sempre fiz meus materiais de divulgação na cidade do Rio e, poucas vezes, em Niterói.
Na semana passada, o juiz negou o pedido do MP-RJ para quebrar meu sigilo bancário, para que eu pudesse enviar os documentos que demonstram a origem dessa renda. Nossos advogados estão fazendo exatamente isso para cumprir a ordem do juiz. A única ilegalidade existente é a praticada por aqueles que vazam essas informações para prejudicar minha reputação como retaliação pelas reportagens do Intercept. Estou aguardando a citação da justiça para explicar detalhadamente meus rendimentos.
David Miranda

------------------------

Na moral, lembra muito os argumentos do Flávio quando disse que a investigação corria em segredo de justiça, que tinha renda compatível e que houve ilegalidade no vazamento.
Ué, porque não pode vazar?

Há interesse público e quem vazou deve ser protegido.
 

$delúbio$

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.679
Reações
38.135
Pontos
599
o plano do Verdevaldo é ganhar, graças ao Pay Gylmar, salvo conduto para somente ele poder roubar, adulterar, criar e vazar as mentiras que quiser, no momento mais oportuno.
Enquanto informações obtidas pela atividade estatal de investigação são contestadas como "ilegítimas" se não forem do interesse dele e dos seus "protetores".
 
Ultima Edição:

$delúbio$

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.679
Reações
38.135
Pontos
599
O podcast do senso incomum sobre o verdevaldo já explicou direitinho a treta dessa gente.

Verdevaldo e o IntercePT Ganharam do Gilmar Mendes um salvo conduto para continuar roubando e adulterando dados, e como dizem que são "da imprensa" e tem que proteger "sigilo de fonte", divulgam o que querem, na dosagem e freqüência que bem entenderem e ficam inatingíveis "pela Constituição e o Estado de Direito".

Depois, o centrão, presuntinho, batoré & onan calhorda passam lei de abuso de autoridade criminalizando a atividade persecutória penal de juízes, promotores, delegados e agentes da PF e RF.

Bingo>privatizam o poder de investigar e condenar nas mãos do IntercePT e outros grupos que se autointitulam "da imprensa", que dizem que não revelam a integra e a origem do material por estarem "protegendo sigilo de fonte".

Hoje fazem isso para o lula e gang do PT & centrão & esquemão das empreiteiras. Amanhã fazem pelo PCC, CV, FDN etc contra policiais, juízes e promotores que estiverem investigando esses "grupos sociais de oprimidos".

Por outro lado, as autoridades públicos constituídas correm risco de serem presas se investigarem, acusarem e julgarem.

Adendo: E de quebra, com a lei das fake news, impedem que pessoas comuns repassem notícias, impedindo que façam contraponto ao poder da imprensa IntercePTica, e demais panfletos da imprensa tradicional (globo, estadão, foice), de espalhar Fakenews sem fundamento, tudo sob a proteção da "Constituição e do Estado de Direito" para o sigilo de fonte.
 
Ultima Edição:

Vim do Futuro

Bam-bam-bam
Mensagens
7.754
Reações
29.465
Pontos
353
Que seja preso, e de preferência na mesma cela que Flávio Bolsonaro.
Você acha que só estes 2 fazem rachadinha?
Isso daí ocorre com 90% (ou mais) dos nossos amados políticos.
Se esquecer que eles já roubam grana do fundo eleitoral, do fundo partidário, recebem mesada de empreiteiras, recebem suborno para votar projeto X ou Y... Todos roubando, desde um pequeno município no Acre até a alta esfera em Brasília.

Se fosse apenas o Flávio ou o Miranda, eu estaria soltando rojões em comemoração.
 

constatine

Bam-bam-bam
Mensagens
4.514
Reações
21.982
Pontos
294
David Miranda chama acusações do Coaf de mentirosas e desafia Bolsonaro
88043
David Miranda (PSOL-RJ) afirmou estar disposto a ir até o juiz demonstrar todos os extratos que tem

Em vídeo exclusivo ao programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, nesta sexta-feira, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) respondeu as acusações de "movimentações atípicas" feitas pelo Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf) e Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

Casado com o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept, que tem publicado reportagens baseadas em mensagens trocadas por procuradores e pelo então juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça, na Operação Lava Jato, David Miranda classificou como "retaliação" as acusações referentes à supostas movimentações de R$ 2,5 milhões.

"Isso é uma mentira. Esse processo começou dois dias depois que o Glenn e o The Intercept começaram a fazer o processo da Lava Jato. A movimentação que teve na minha conta foi de R$ 1,3 milhão. É uma renda compatível com a minha família, minha renda familiar junto eu e o Glenn... O Glenn que tem quatro livros renomados na 'The New York Times Best Sellers', que a gente produz filme, que dá discursos... E ele trabalha para o The Intercept, que é uma ONG", disse.

David Miranda também se colocou a disposição da imprensa para mostrar os salários de Glenn Greenwald. "Qualquer jornalista que queira saber quanto que o Glenn ganha pode ver lá que está muito claro. A gente utiliza minha conta aqui no Brasil para pagar nossas despesas e foi exatamente isso que aconteceu nessa situação", completou.

David, que disse estar disposto a ir ao juiz demonstrar todos os extratos que tem, ainda desafiou a família Bolsonaro a fazer o mesmo.

"Queria aqui deixar em aberto e perguntar se a família Bolsonaro não faria o mesmo... Michele Bolsonaro, Flavio Bolsonaro, Carlos Bolsonaro e claro, óbvio, o Queiroz. Estou de peito aberto, não tenho medo de nenhum de vocês tentarem utilizar o aparato do Estado para intimidar as publicações da Lava Jato. Então isso vai continuar, nós vamos continuar firmes e fortes e sem medo dessa retaliação que vocês querem fazer contra mim. Contra minha família como tentaram..."

David Miranda finalizou sua participação no programa acusando o presidente Jair Bolsonaro de tentar evitar a investigação contra o filho. "O Coaf nem existe mais agora porque ele não quer que Flavio Bolsonaro seja investigado", encerrou.
https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/09/13/david-miranda-chama-acusacoes-do-coaf-de-mentirosas-e-desafia-bolsonaro.htm


Aprendeu direitinho com o Luis Miranda.






Lavagem de dinheiro e sonegação.
Alguém acredita que dinheiro que vem legalmente via transferência bancaria do exterior precisa ser sacado em quantias pequenas e ser depositado em outro banco?
 

constatine

Bam-bam-bam
Mensagens
4.514
Reações
21.982
Pontos
294
Relatório do Coaf sobre David Miranda esteve disponível para consulta, diz MP-RJ


Em nota, o MP-RJ informou hoje que o relatório do antigo Coaf sobre movimentações atípicas na conta de David Miranda pôde ser consultado publicamente no site do TJ-RJ, no fim de agosto.


A nota foi divulgada depois de Glenn Greenwald, marido do deputado, ter dito que o relatório foi vazado ilegalmente para a imprensa.




Verdevaldo pego no pulo disseminado desinformação, calunias e Fake News.
 

extra skater

Bam-bam-bam
Mensagens
1.407
Reações
2.498
Pontos
303
David Miranda chama acusações do Coaf de mentirosas e desafia Bolsonaro
Visualizar anexo 88043
David Miranda (PSOL-RJ) afirmou estar disposto a ir até o juiz demonstrar todos os extratos que tem

Em vídeo exclusivo ao programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, nesta sexta-feira, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) respondeu as acusações de "movimentações atípicas" feitas pelo Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf) e Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

Casado com o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept, que tem publicado reportagens baseadas em mensagens trocadas por procuradores e pelo então juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça, na Operação Lava Jato, David Miranda classificou como "retaliação" as acusações referentes à supostas movimentações de R$ 2,5 milhões.

"Isso é uma mentira. Esse processo começou dois dias depois que o Glenn e o The Intercept começaram a fazer o processo da Lava Jato. A movimentação que teve na minha conta foi de R$ 1,3 milhão. É uma renda compatível com a minha família, minha renda familiar junto eu e o Glenn... O Glenn que tem quatro livros renomados na 'The New York Times Best Sellers', que a gente produz filme, que dá discursos... E ele trabalha para o The Intercept, que é uma ONG", disse.

David Miranda também se colocou a disposição da imprensa para mostrar os salários de Glenn Greenwald. "Qualquer jornalista que queira saber quanto que o Glenn ganha pode ver lá que está muito claro. A gente utiliza minha conta aqui no Brasil para pagar nossas despesas e foi exatamente isso que aconteceu nessa situação", completou.

David, que disse estar disposto a ir ao juiz demonstrar todos os extratos que tem, ainda desafiou a família Bolsonaro a fazer o mesmo.

"Queria aqui deixar em aberto e perguntar se a família Bolsonaro não faria o mesmo... Michele Bolsonaro, Flavio Bolsonaro, Carlos Bolsonaro e claro, óbvio, o Queiroz. Estou de peito aberto, não tenho medo de nenhum de vocês tentarem utilizar o aparato do Estado para intimidar as publicações da Lava Jato. Então isso vai continuar, nós vamos continuar firmes e fortes e sem medo dessa retaliação que vocês querem fazer contra mim. Contra minha família como tentaram..."

David Miranda finalizou sua participação no programa acusando o presidente Jair Bolsonaro de tentar evitar a investigação contra o filho. "O Coaf nem existe mais agora porque ele não quer que Flavio Bolsonaro seja investigado", encerrou.
https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/09/13/david-miranda-chama-acusacoes-do-coaf-de-mentirosas-e-desafia-bolsonaro.htm


Aprendeu direitinho com o Luis Miranda.






Lavagem de dinheiro e sonegação.
Alguém acredita que dinheiro que vem legalmente via transferência bancaria do exterior precisa ser sacado em quantias pequenas e ser depositado em outro banco?
"E desafia Bolsonaro"... é muito cinismo, puta merda.
O que é que Bolsonaro tem a ver com as contas dele?
E o que é que ele tem a ver com as contas do Flavio e da Michelle?

Não tem nada a temer? Então abre as contas e mostra que tudo está OK. É um deputado, deve transparência ao público.
Depois, se quiser ficar com birrinha, "desafia" a família Bolsonaro.
 

billpower

Power Poster
Mensagens
39.578
Reações
25.647
Pontos
989
Alguém me explica pq o tópico do Flávio rendeu 60 e tantas páginas e esse aqui nem foi pra pagina 2, eles estão sendo acusados da mesmissima coisa não??
Isso, mas só que aqui pode. É aquela regrinha de ouro do ódio do bem, numa de suas novas versões: "rachadinha do bem". Não tem nenhum, simplesmente nenhum defensor da lisura e transparência tão apregoada no tópico do Flávio aqui. Principalmente os isentões.:kpensa

Aqui o COAF agiu politicamente, lá não. :facepalm

Alguma surpresa nisso? Para mim, nenhuma.:kclassic:viraolho
 
Topo