O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Assessor de Flávio Bolsonaro citado pelo COAF por movimentação atípica

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.053
Reações
27.834
Pontos
544
Eu tava tão certo que você achava que minhas fontes eram YouTube e conhecimento fragmentado, que você se enrolou todo e não percebeu que eu estava justamente ironizando essa sua ideia falsa.

:kkk
Não havia dito que o Toffoli não tava fazendo merda, já enfatizei que ele tá fazendo há meses aalandoqui no fórum. Apenas ironizei a "imparcialidade" do Dark.

Nunca disse que sou a favor de corrupção, apenas disse que não era um fator majoritário para se preocuar.
Só o rombo da previdência dá p/ pagar 3 petrolão.

Pode fazer suas ironias forçadas, mas pelo menos ironize o que eu disse, não o que você interpretou.
Pode me falar aonde eu fui "imparcial"?

Quer dizer, suponho que seja de mim que você esteja falando.
 
Ultima Edição:


Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.969
Reações
30.615
Pontos
353
Não acredito na inocência desse Flávio. Se for de fato culpado (como os indícios tem indicado), que seja preso e dado aos lobos.
Gosto do Jair, mas esse filho dele aí realmente não herdou os valores e honestidade do pai.

De qualquer forma, até os ladrões estão mais contidos no governo Bolsonaro. Antes roubava-se bilhões nos maiores esquemas de corrupção da história do mundo. Agora rouba-se uns milhõezinhos.

O que já demonstra claro avanço.
 


Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
44.318
Reações
94.747
Pontos
989
Em áudio, Queiroz fala de cargos no Congresso e cita gabinete de Flávio: 'Faz fila, é só chegar'




24 de outubro de 2019 | 09h15

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, aparece em áudio de WhatsApp obtido pelo jornal O Globo falando sobre indicações para cargos no Congresso.
De acordo com a publicação, a mensagem foi enviada por Queiroz em junho - seis meses depois que o Estado revelou que o ex-assessor foi citado em relatório do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf, agora Unidade de Inteligência Financeira) por movimentações atípicas em sua conta.
"Tem mais de 500 cargos, cara, lá na Câmara e no Senado", diz Queiroz no áudio. "Pode indicar para qualquer comissão ou, alguma coisa, sem vincular a eles em nada. '20 continho' aí para gente caía bem pra c*."

Queiroz cita o gabinete de Flávio. "O gabinete do Flávio faz fila deputados e senadores lá para conversar com ele. Faz fila. É só chegar: 'meu irmão, nomeia fulano para trabalhar contigo aí'. Salariozinho bom, para a gente que é pai de família, p* que pariu, cai igual uma uva."
O Estado tenta contato com a defesa de Queiroz.
O Ministério Público quer saber por que Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017, movimentou em uma conta mais de R$ 1,2 milhão, quantia considerada incompatível com a renda do assessor. Ele trabalhava para Flávio, oficialmente, como motorista.
Em maio, a Justiça do Rio autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do senador e de Queiroz, atendendo um pedido do Ministério Público Estadual do Rio, junto com famliares de ambos e dezenas de outras pessoas que trabalharam com o então deputado estadual.
Um mês depois, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, suspendeu, a pedido da defesa de Flávio, todos os processos judiciais que tramitam no País onde houve compartilhamento de dados da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras e do Banco Central com o Ministério Público sem uma prévia autorização judicial.
Com a determinação do ministro, todos os casos que tratam do caso ficam suspensos até que o STF decida sobre a questão, incluindo o processo contra Flávio.
Em 30 de setembro, Gilmar Mendes decidiu suspender processos envolvendo a quebra do sigilo de Flávio no caso. A decisão de Gilmar atende ao pedido da defesa do filho do presidente, que alegava que processos que miram Flávio não foram devidamente suspensos, desrespeitando, portanto, a decisão de Toffoli.
 

Jefferson *Anjim*

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
20.096
Reações
6.911
Pontos
554
Em áudio, Queiroz fala de cargos no Congresso e cita gabinete de Flávio: 'Faz fila, é só chegar'




24 de outubro de 2019 | 09h15

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, aparece em áudio de WhatsApp obtido pelo jornal O Globo falando sobre indicações para cargos no Congresso.
De acordo com a publicação, a mensagem foi enviada por Queiroz em junho - seis meses depois que o Estado revelou que o ex-assessor foi citado em relatório do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf, agora Unidade de Inteligência Financeira) por movimentações atípicas em sua conta.
"Tem mais de 500 cargos, cara, lá na Câmara e no Senado", diz Queiroz no áudio. "Pode indicar para qualquer comissão ou, alguma coisa, sem vincular a eles em nada. '20 continho' aí para gente caía bem pra c*."

Queiroz cita o gabinete de Flávio. "O gabinete do Flávio faz fila deputados e senadores lá para conversar com ele. Faz fila. É só chegar: 'meu irmão, nomeia fulano para trabalhar contigo aí'. Salariozinho bom, para a gente que é pai de família, p* que pariu, cai igual uma uva."
O Estado tenta contato com a defesa de Queiroz.
O Ministério Público quer saber por que Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017, movimentou em uma conta mais de R$ 1,2 milhão, quantia considerada incompatível com a renda do assessor. Ele trabalhava para Flávio, oficialmente, como motorista.
Em maio, a Justiça do Rio autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do senador e de Queiroz, atendendo um pedido do Ministério Público Estadual do Rio, junto com famliares de ambos e dezenas de outras pessoas que trabalharam com o então deputado estadual.
Um mês depois, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, suspendeu, a pedido da defesa de Flávio, todos os processos judiciais que tramitam no País onde houve compartilhamento de dados da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras e do Banco Central com o Ministério Público sem uma prévia autorização judicial.
Com a determinação do ministro, todos os casos que tratam do caso ficam suspensos até que o STF decida sobre a questão, incluindo o processo contra Flávio.
Em 30 de setembro, Gilmar Mendes decidiu suspender processos envolvendo a quebra do sigilo de Flávio no caso. A decisão de Gilmar atende ao pedido da defesa do filho do presidente, que alegava que processos que miram Flávio não foram devidamente suspensos, desrespeitando, portanto, a decisão de Toffoli.
#mito #mito a mamata vai acabar!


Não conheço nenhum Queiroz não.... Isso eh invenção da imprensa petista
 

Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.451
Reações
2.486
Pontos
419
Não acredito na inocência desse Flávio. Se for de fato culpado (como os indícios tem indicado), que seja preso e dado aos lobos.
Gosto do Jair, mas esse filho dele aí realmente não herdou os valores e honestidade do pai.

De qualquer forma, até os ladrões estão mais contidos no governo Bolsonaro. Antes roubava-se bilhões nos maiores esquemas de corrupção da história do mundo. Agora rouba-se uns milhõezinhos.

O que já demonstra claro avanço.
amigo, o Bolso pai nao e esse poco de honestidade nao

laranjas pode ter certeza tinham no gabninite dele

amigos de milicianos , pode ter certeza
nem digo que ele participe dos crimes de milicia, mas fazia vista grossa, pq ele e puxa saco de policial violento e matador de bandido mesmo
 

firulero

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
36.320
Reações
41.268
Pontos
877
Em áudio, Queiroz fala de cargos no Congresso e cita gabinete de Flávio: 'Faz fila, é só chegar'




24 de outubro de 2019 | 09h15

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, aparece em áudio de WhatsApp obtido pelo jornal O Globo falando sobre indicações para cargos no Congresso.
De acordo com a publicação, a mensagem foi enviada por Queiroz em junho - seis meses depois que o Estado revelou que o ex-assessor foi citado em relatório do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf, agora Unidade de Inteligência Financeira) por movimentações atípicas em sua conta.
"Tem mais de 500 cargos, cara, lá na Câmara e no Senado", diz Queiroz no áudio. "Pode indicar para qualquer comissão ou, alguma coisa, sem vincular a eles em nada. '20 continho' aí para gente caía bem pra c*."

Queiroz cita o gabinete de Flávio. "O gabinete do Flávio faz fila deputados e senadores lá para conversar com ele. Faz fila. É só chegar: 'meu irmão, nomeia fulano para trabalhar contigo aí'. Salariozinho bom, para a gente que é pai de família, p* que pariu, cai igual uma uva."
O Estado tenta contato com a defesa de Queiroz.
O Ministério Público quer saber por que Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017, movimentou em uma conta mais de R$ 1,2 milhão, quantia considerada incompatível com a renda do assessor. Ele trabalhava para Flávio, oficialmente, como motorista.
Em maio, a Justiça do Rio autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do senador e de Queiroz, atendendo um pedido do Ministério Público Estadual do Rio, junto com famliares de ambos e dezenas de outras pessoas que trabalharam com o então deputado estadual.
Um mês depois, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, suspendeu, a pedido da defesa de Flávio, todos os processos judiciais que tramitam no País onde houve compartilhamento de dados da Receita Federal, do Conselho de Controle de Atividades Financeiras e do Banco Central com o Ministério Público sem uma prévia autorização judicial.
Com a determinação do ministro, todos os casos que tratam do caso ficam suspensos até que o STF decida sobre a questão, incluindo o processo contra Flávio.
Em 30 de setembro, Gilmar Mendes decidiu suspender processos envolvendo a quebra do sigilo de Flávio no caso. A decisão de Gilmar atende ao pedido da defesa do filho do presidente, que alegava que processos que miram Flávio não foram devidamente suspensos, desrespeitando, portanto, a decisão de Toffoli.
#aMamataAcabou
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.969
Reações
30.615
Pontos
353
amigo, o Bolso pai nao e esse poco de honestidade nao

laranjas pode ter certeza tinham no gabninite dele

amigos de milicianos , pode ter certeza
nem digo que ele participe dos crimes de milicia, mas fazia vista grossa, pq ele e puxa saco de policial violento e matador de bandido mesmo
Era só o que faltava.
Chegou o militante dos tucanalhas social-democratas.
E o Aécio, e o jatinho do Dória?

Seu partido é uma facção criminosa fazendo estratégia das tesouras com o petismo.
 

Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.451
Reações
2.486
Pontos
419
hahaha

aecio tem que ser julgado pela justica ue

nao to sabendo do jatinho do Doria
e do BNDES?

se ele pagou com juros ta certo
e a funcao do BNDES mesmo
 

Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.451
Reações
2.486
Pontos
419
pena que nao pode xingar o intelecto de algumas pessoas, extremamente reduzido

o BNDES ele funciona como um banco qualquer apenas com juros mais amigaveis para fomentar

E ele quem faz a politica de emprestimos dele

Seja Faustao, Joel, Venezuela, nao importa quem, atendendo os criterios, nao e eles que tem que se preocupar sobre a politica de emprestimos
E o governo, que tem que avaliar os riscos

e no caso do Doria, ele empresario atendeu, PAGOU com os juros e gerou renda seja na ponta como produtor de algum tipo de servico, na producao do aviao se for nacional e o mais importante ao banco que pegou emprestado

nao e contra lei
SEQUER e imoral

na era PT pelo que o Palloci falou ai sim foi criminoso porque ele próprio quebrou os criterios seguros dele , baixou a classificacao de riscos de alguns emprestimos em alguns paises

Huck, Doria, nao tem nada de errado,
 

Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.451
Reações
2.486
Pontos
419
pena que nao pode xingar o intelecto de algumas pessoas, extremamente reduzido

o BNDES ele funciona como um banco qualquer apenas com juros mais amigaveis para fomentar

E ele quem faz a politica de emprestimos dele

Seja Faustao, Joel, Venezuela, nao importa quem, atendendo os criterios, nao e eles que tem que se preocupar sobre a politica de emprestimos
E o governo, que tem que avaliar os riscos

e no caso do Doria, ele empresario atendeu, PAGOU com os juros e gerou renda seja na ponta como produtor de algum tipo de servico, na producao do aviao se for nacional e o mais importante ao banco que pegou emprestado

nao e contra lei
SEQUER e imoral

na era PT pelo que o Palloci falou ai sim foi criminoso porque ele próprio quebrou os criterios seguros dele , baixou a classificacao de riscos de alguns emprestimos em alguns paises

Huck, Doria, nao tem nada de errado,
 

Cafetão Chinês

Bam-bam-bam
Mensagens
5.969
Reações
30.615
Pontos
353
pena que nao pode xingar o intelecto de algumas pessoas, extremamente reduzido

o BNDES ele funciona como um banco qualquer apenas com juros mais amigaveis para fomentar

E ele quem faz a politica de emprestimos dele

Seja Faustao, Joel, Venezuela, nao importa quem, atendendo os criterios, nao e eles que tem que se preocupar sobre a politica de emprestimos
E o governo, que tem que avaliar os riscos

e no caso do Doria, ele empresario atendeu, PAGOU com os juros e gerou renda seja na ponta como produtor de algum tipo de servico, na producao do aviao se for nacional e o mais importante ao banco que pegou emprestado

nao e contra lei
SEQUER e imoral

na era PT pelo que o Palloci falou ai sim foi criminoso porque ele próprio quebrou os criterios seguros dele , baixou a classificacao de riscos de alguns emprestimos em alguns paises

Huck, Doria, nao tem nada de errado,
Os juros baixos do BNDES são custeados por todos os pagadores de impostos. E através de fundos como FGTS.
Se os juros são abaixo do preço de mercado, é óbvio que não gerou renda porra nenhuma. E só um ignorante total em economia acreditaria em tal sandice.

É imoral sim e absurdo. Dado que quem empresta para o BNDES o está fazendo compulsoriamente para financiar empreiteiras amigas do governo e ricaços com seus jatinhos. É dinheiro do povo que poderia estar sendo usado na iniciativa privada para baixar os juros e financiar investimentos produtivos de verdade, e é escoado no saco sem fundo do estado brasileiro.

Vá passar pano para o safado social-democrata do Dória em outro lugar. Aqui tucaninho não se cria.
 

Zefiris

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
14.611
Reações
44.036
Pontos
664
Se o Flávio Bolsonaro cometeu de fato algum crime ainda precisa ser apurado.

A única certeza é que a oposição aproveita essa brecha em beneficio de sua própria agenda. E para ela tanto faz se ele fez algo de errado ou não, pois o que importa é a aparência.
 

mfalan

Bam-bam-bam
Mensagens
2.254
Reações
4.096
Pontos
278
Esse Flavio é muito burrinho pra continuar com o Queiroz depois de tudo que saiu.


 

Gattuso

Ei mãe, 500 pontos!
VIP
Mensagens
20.873
Reações
10.303
Pontos
769
Não acredito que falarei isso, mas realmente a explicação do Flávio faz sentido. Não dá pra saber do áudio se ele fala q tem acesso ou reclama que não tem. de qualquer forma, quem entregou ou quem divulgou o audio fez que ficassem sem qualquer contexto
 
Ultima Edição:

Alucard_Players

Bam-bam-bam
Mensagens
5.451
Reações
2.486
Pontos
419
Os juros baixos do BNDES são custeados por todos os pagadores de impostos. E através de fundos como FGTS.
Se os juros são abaixo do preço de mercado, é óbvio que não gerou renda porra nenhuma. E só um ignorante total em economia acreditaria em tal sandice.

É imoral sim e absurdo. Dado que quem empresta para o BNDES o está fazendo compulsoriamente para financiar empreiteiras amigas do governo e ricaços com seus jatinhos. É dinheiro do povo que poderia estar sendo usado na iniciativa privada para baixar os juros e financiar investimentos produtivos de verdade, e é escoado no saco sem fundo do estado brasileiro.

Vá passar pano para o safado social-democrata do Dória em outro lugar. Aqui tucaninho não se cria.
amigo

nao e o doria ou mesmo a odebretch que tem que se preocupar nas decisoes do BNDES

se tem juros RENDE, mesmo que baixos
ou empresta a custo zero, sei la, o que vc precisa entender e que isso nao e preocupacao de quem toma emprestado e sim de quem EMPRESTA

ta dificil
 

Darkx1

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.053
Reações
27.834
Pontos
544
Os juros baixos do BNDES são custeados por todos os pagadores de impostos. E através de fundos como FGTS.
Se os juros são abaixo do preço de mercado, é óbvio que não gerou renda porra nenhuma. E só um ignorante total em economia acreditaria em tal sandice.

É imoral sim e absurdo. Dado que quem empresta para o BNDES o está fazendo compulsoriamente para financiar empreiteiras amigas do governo e ricaços com seus jatinhos. É dinheiro do povo que poderia estar sendo usado na iniciativa privada para baixar os juros e financiar investimentos produtivos de verdade, e é escoado no saco sem fundo do estado brasileiro.

Vá passar pano para o safado social-democrata do Dória em outro lugar. Aqui tucaninho não se cria.
Por favor, explique isso.
Como deputado, Bolsonaro votou a favor de compra de jatinhos via BNDES
Apesar de atualmente ser crítico Programa de Sustentação do Investimento (PSI), o presidente, quando deputado federal, votou favorável ao projeto
Por Clara Cerioni

https://exame.abril.com.br/brasil/como-deputado-bolsonaro-votou-a-favor-de-compra-de-jatinhos-via-bndes/


Eu racho o bico, como não cola mais o argumento de "e o PT?", cola um "E o Aécio?" e o "Doria?".

E pior que quem deu poder pro bosta do Doria foram justamente os bolsonaristas, que cairam na lábia do Bolsodoria.

E isso se resolve facil, era só o Bolsonaro aproveitar a amizade dele com o Ratinho e descolava um DNA falando que o Flavio é filho do Lula.
Resolvida a questão.
 

Sgt. Kowalski

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
44.318
Reações
94.747
Pontos
989
Bolsonaro classifica de 'áudio bobo' gravação de Fabrício Queiroz


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) classificou como “áudio bobo” a gravação, revelada pelo jornal O Globo, do ex-assessor de sua família, Fabrício Queiroz.
No áudio, ele aparece se oferecendo para facilitar a nomeação em gabinetes na Câmara e no Senado.
Queiroz, que vem sendo investigado pelas autoridades sob a suspeita da prática de “rachadinha”, disse na gravação que faz “fila” na porta do gabinete do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) em busca de cargos.
“Se tivesse fila (no gabinete de Flávio), todo mundo saberia”, disse Bolsonaro. “Se for verdadeiro o áudio, o amigo dele (Queiroz), foi da onça”, completou.
"Tem mais de 500 cargos lá, cara, na Câmara, no Senado... Pode indicar para qualquer comissão, alguma coisa, sem vincular a eles [família Bolsonaro] em nada. Vinte continho pra gente caía bem, pra c..., caía bem pra c... Não precisa vincular a um nome", diz Queiroz, no áudio de junho deste ano.
Queiroz afirmou ao O Globo que mantém influência política por ter "contribuído de forma significativa na campanha de diversos políticos no Estado do Rio de Janeiro".
Questionado sobre o caso durante visita a Pequim (China), Bolsonaro frisou que “não tem nada a ver com isso”. “Ele (Queiroz) é meu amigo desde 1985, é meu soldado. Desde esse problema, não converso mais com ele”, disse.
Mais cedo, quando indagado sobre o ex-assessor, disse que ainda não havia ouvido o áudio e que não tinha ciência de suas atividades. “O Queiroz cuida da vida dele, eu cuido da minha”, afirmou o presidente, antes de ameaçar encerrar uma entrevista coletiva.
Bolsonaro não quis comentar a tendência do STF (Supremo Tribunal Federal) de proibir a prisão em segunda instância. Também preferiu não revelar o teor de suas conversas com os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Alexandre de Moraes na semana passada.
O presidente é defensor da prisão após a condenação em segunda instância.
 

Dark Texugo

Bam-bam-bam
Mensagens
2.337
Reações
2.621
Pontos
303
Pow mas vinte continho caia bem mesmo. :klolz
Acho que quem não concorda com isso é só o procurador dos vinte e quatro mil por mês.
 

Wayne Gretzky

Mil pontos, LOL!
Mensagens
38.865
Reações
53.541
Pontos
1.024
“Se tivesse fila (no gabinete de Flávio), todo mundo saberia”, disse Bolsonaro. “Se for verdadeiro o áudio, o amigo dele (Queiroz), foi da onça”, completou.


Esse imbecil esfrega a rola na cara do povo e o gado chupa com prazer.
 
Topo