O que há de Novo?
  • Novo tema VIP está disponível
    Visitante, um novo tema com fundo escuro agora está disponível para aqueles que contribuíram com doações ao fórum e têm o status VIP. Veja os detalhes aqui.


Earthbound, Zelda A Link To The Past, Terranigma e Super mario rpg são superestimados?

sux138

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.674
Reações
19.918
Pontos
553
Um dos game design que acho mais foda é de Age of Empires 2. A gameplay tambem é muito boa. E nem de longe é jogo agradavel pra quem nunca jogou AoE ou qualquer outro jogo do genero. Será que tem algo errado com AoE 2? Creio que não...
rapaz Age of Empires 2 eu lembro ainda mulek, uns 15 anos, e achava viciante... até as meninas da escola, que na eram "gamers" curtiam jogar
era um jogo que qualquer pessoa pegava e curtia, mesmo que poucos jogassem "a serio"
 


werner_hetifield

Supra-sumo
Mensagens
1.170
Reações
827
Pontos
184
Só joguei Mario RPG e Zelda dentre esses jogos citados.

Ao meu ver, eles não são nem um pouco superestimados. São grandes jogos que são praticamente atemporais.
 

Lost Angel

Bam-bam-bam
Mensagens
9.061
Reações
11.270
Pontos
353
Gostei de Mother 2, bem psicodélico o final.

Link eu joguei recentemente e que cu matar o Ganon, mas achei fodinha.

Mário podia ser melhor.

Terra ainda vou jogar.

PS: Zelda não é RPG :coolface.
 

Mokvwap

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.291
Reações
42.089
Pontos
553
Earthbound é um jogo foda que envelheceu meio mal, com uma história psicodélica e profunda que era um dos primeiro jogos em que a criança/adolescente ia ver de um jeito e um adulto de outro. Se for pro cara que não passou pela fase dos JRPGs de 16-bits pegar ele pra jogar hoje pela primeira vez, ele não agüenta. Mas ele ainda funciona e é realmente uma experiência única. Não acho que seja overrated.

Super Mario RPG não tem a ambição e a profundidade do Earthbound, mas envelheceu melhor, é infinitamente mais jogável e mesclava bem a ação com RPG de turnos. A história é bem divertida e foi o começo da história do Bowser como aliado esporádico. Também não acho overrated.

O Link to the Past é simplesmete perfeito, tudo funciona bem, o jogo é lindo, a trilha sonora é do caralho, não tem como dar menos que 10 pra ele. Ele é até "underrated" de certa forma porque ele é ofuscado pelo segundo jogo mais revolucionário da história, que foi o Ocarina of Time que introduziu uma porrada de elementos que viraram as fundações dos jogos modernos, como o botão de ação e o "lock-on". Só não é mais revolucionário do que o Super Mario Bros. que fez nada menos do que evoluir o que era videogame, que até então era botar o jogador numa tela estática em que ele tinha que fazer a mesma coisa num ritmo cada vez mais rápido até morrer e o único objetivo era fazer pontos.
 


SirMoeckel

Bam-bam-bam
Mensagens
2.610
Reações
4.457
Pontos
303
Apesar de eu nunca ter jogado pra valer num SNES, posso dizer que dos jogos que experimentei, o earthbound é o mais marcante, pois se diferencia de um rpg normal ala idade media com dragões e poderes, magos com capas e chapeus enorme, pois bem, earthbound é único com sua historia épica e diferente do habitual que vemos por ae
 

matroska

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
12.705
Reações
13.111
Pontos
674
[/QUOTE]
Se tratando do Earthbound, Super Mario RPG e Terranigma, vc chegou a zerar estes citados? Tipo, jogou mesmo, a fundo?

Na sua concepção, pra vc o que seria um jogo considerado "Top"?

Fiquei curioso sobre
Joguei todos e fechei SuperMario RPG e Terranigma em 1996/1997. Fechei eles por emulação há uns anos.

Earthbound cheguei até a metade do jogo e depois dropei pois não estava gostando dele. Tentei jogar novamente por emulação em 2015 e dropei de novo.

Terranigma é muito enjoativo. Seu gameplay é bem repetitivo e as Dungeon possuem um design tb enjoativo. Batalhas bem simples. Gráficos e sons bons. O jogo tem um status de cult mais por causa da sua história mas só isso não torna o jogo excelente. É um jogo bonzinho apenas.


Super Mario RPG tem um gameplay bom e um sistema de batalhas bem interessante. O problema dele é a história tosca, Dungeons razoáveis apenas. Outra coisa: o jogo saiu em 1996 e na parte técnica fica bem aquém de jogos lançados no final da vida do snes como Star Ocean por exemplo. Esse jogo é melhor que Terranigma e Earthbound mas longe de estar entre os top 7 RPG do snes.

Earthbound é um jogo que considero o sistema de batalha muito massante e repetitivo.
Outra coisa que não curto é a ambientação do game.
Tem uma história boa.
Personagens achei medianos.

É um bom jogo mas existem vários outros RPGs melhores no snes.

Lembrando que desses 3 jogos só super mario RPG teve vendas boas. Lembrando que nessa época só o nome Mario já garantia o interesse de boa parte dos gamers.

Earthbound mesmo com muito marketing, o apoio da nintendo e ainda foi mal em vendas.
 

The Watcher

Bam-bam-bam
Mensagens
9.539
Reações
2.375
Pontos
444
Joguei bastante o Zelda e considero um jogão, digno da fama que tem.

Earthbound eu tentei (juro que tentei, kk), jogar algumas vezes e simplesmente não rolou, não entendi direito a "vibe" do game e acabei não me "encantando" também e tentei jogar pela primeira vez na época que eu praticamente só jogava RPG.

Terranigma! Como que eu nunca conheci esse jogo! Eu vi aqui um vídeo de game play e parece ser simplesmente top!

Super mario RPG eu joguei e vou ser sincero: depois de ter jogado por centenas de horas algumas preciosidades como Chrono Trigger, Breath of Fire II, Secret of Mana, Secret of Evermore, Lufia, Final Fantasy VI, Zelda a Link to the Past, etc - simplesmente o brilho do game ficou eclipsado.


Putz, já eu nunca entendi como curtem final fantasy. Mas adoro todos citados, inclusive o secret of mana.
Então você nunca deve ter jogado o VI.

Terranigma é enjoativo. Mas superestimado é Chrono Trigger.
:ksafado
 

JonattanAgra

Bam-bam-bam
Mensagens
1.634
Reações
1.363
Pontos
214
olha, se um jogo exige jogar mesmo/a fundo para poder gostar.... tem alguma coisa errada
parte de um bom game design é um gameplay que seja agradavel, e uma progressao que motive o jogador a continuar
tem varios jogos que possuem uma barreira de entrada gigante, mesmo que no final tenha muita coisa boa... é um jogo com falhas significantesse perde a maioria dos jogadores que tentam jogar



Concordo, porem não necessariamente se joga um game em sua totalidade por exigência do mesmo. Como vc mesmo disse: se um game te força a ser zerado, ele falhou em algo, e em muitas vezes é justamente no "flow" dele. Isso também pode ser subjetivo, pois existe obras que te fisgam por algo em especifico mesmo não sendo tecnicamente jogos "bons". Então depende do contexto.

Me refiro a opinar sobre um game, ou qualquer obra, seja literária ou cinematográfica por exemplo, sem ao menos absorver ou ( ao menos tentar ) completar para assim, ter embasamento para elogiar ou mesmo criticar seus pros e contras. A análise superficial por mais sedutora e comoda que seja, pode ofuscar certos detalhes que para algumas pessoas, pode ser atraente ou não.
 
Ultima Edição:

JonattanAgra

Bam-bam-bam
Mensagens
1.634
Reações
1.363
Pontos
214

Joguei todos e fechei SuperMario RPG e Terranigma em 1996/1997. Fechei eles por emulação há uns anos.

Earthbound cheguei até a metade do jogo e depois dropei pois não estava gostando dele. Tentei jogar novamente por emulação em 2015 e dropei de novo.

Terranigma é muito enjoativo. Seu gameplay é bem repetitivo e as Dungeon possuem um design tb enjoativo. Batalhas bem simples. Gráficos e sons bons. O jogo tem um status de cult mais por causa da sua história mas só isso não torna o jogo excelente. É um jogo bonzinho apenas.


Super Mario RPG tem um gameplay bom e um sistema de batalhas bem interessante. O problema dele é a história tosca, Dungeons razoáveis apenas. Outra coisa: o jogo saiu em 1996 e na parte técnica fica bem aquém de jogos lançados no final da vida do snes como Star Ocean por exemplo. Esse jogo é melhor que Terranigma e Earthbound mas longe de estar entre os top 7 RPG do snes.

Earthbound é um jogo que considero o sistema de batalha muito massante e repetitivo.
Outra coisa que não curto é a ambientação do game.
Tem uma história boa.
Personagens achei medianos.

É um bom jogo mas existem vários outros RPGs melhores no snes.

Lembrando que desses 3 jogos só super mario RPG teve vendas boas. Lembrando que nessa época só o nome Mario já garantia o interesse de boa parte dos gamers.

Earthbound mesmo com muito marketing, o apoio da nintendo e ainda foi mal em vendas.
[/QUOTE]




Entendi seu ponto de vista, e obrigado pelo feedback
 

8Bits16Hearts

Supra-sumo
Mensagens
665
Reações
1.452
Pontos
183
Earthbound é um jogo foda que envelheceu meio mal, com uma história psicodélica e profunda que era um dos primeiro jogos em que a criança/adolescente ia ver de um jeito e um adulto de outro. Se for pro cara que não passou pela fase dos JRPGs de 16-bits pegar ele pra jogar hoje pela primeira vez, ele não agüenta. Mas ele ainda funciona e é realmente uma experiência única. Não acho que seja overrated.

Super Mario RPG não tem a ambição e a profundidade do Earthbound, mas envelheceu melhor, é infinitamente mais jogável e mesclava bem a ação com RPG de turnos. A história é bem divertida e foi o começo da história do Bowser como aliado esporádico. Também não acho overrated.

O Link to the Past é simplesmete perfeito, tudo funciona bem, o jogo é lindo, a trilha sonora é do caralho, não tem como dar menos que 10 pra ele. Ele é até "underrated" de certa forma porque ele é ofuscado pelo segundo jogo mais revolucionário da história, que foi o Ocarina of Time que introduziu uma porrada de elementos que viraram as fundações dos jogos modernos, como o botão de ação e o "lock-on". Só não é mais revolucionário do que o Super Mario Bros. que fez nada menos do que evoluir o que era videogame, que até então era botar o jogador numa tela estática em que ele tinha que fazer a mesma coisa num ritmo cada vez mais rápido até morrer e o único objetivo era fazer pontos.
Ótimo post e muito útil pra mim!

Se for pro cara que não passou pela fase dos JRPGs de 16-bits pegar ele pra jogar hoje pela primeira vez, ele não agüenta.


Obrigado!!!
 

8Bits16Hearts

Supra-sumo
Mensagens
665
Reações
1.452
Pontos
183
Acho que uma certa parcela dos games da série Sonic são um bom exemplo disso num geral. Sempre vendem bastante, mas possuem uma recepção bem divisiva entre fãs e críticos.
Sonic pra mim é Sonic 1 e Sonic 2.
Acho que no 3 eles viajaram demais e os seguintes foi só ladeira abaixo.

Logicamente, é minha opinião. Tem alguns bem medianos e outros bonzinhos, mas state of the art, como os 2 primeiros JAMAIS.
 

TheCollector

Ser evoluído
Mensagens
168
Reações
197
Pontos
43
Deixa eu falar uma coisa, desses todos citados talvez só Terranigma (por ter sido restritro à Europa e Japão e o grande game da franquia teria sido Illusion of Gaia) não tenha causado tanto impacto, porém os outros só quem viveu na época e presenciou o seu grande impacto (isso não significa quantidade de gente, mas sim aqueles que tiveram o prazer de ter esses jogos em mãos no anos de seus lançamentos, isso não tem preço (por mais que coletâneas em outros sistemas mais modernos posteriores tentaram abocanhar mais dinheirinhos).

Só em RPGs vou dar uma visão (Isso vindo de alguém que teve o seu primeiro prazer em games justamente em 1979 na casa de um colega de escola jogando um Telejogo Philco, sim sou velho sim...)

Vou citar alguns, computers fora pois só foram realidade pra mim em 2004:

Atari 2600:

-Meus maiores prazeres nesse console foram Enduro e River Raid, mas imagine todas as pessoas que jogaram Adventure assim como eu e se encataram com o seu sistema de estratégias.

-Imagine as poucas pessoas que jogaram os jogos da Starpath e o seu Supercharger...

-Imagine as pessoas que jogaram o concurso Swordquest...

Philips Odyssey(2)

-Imagine as pessoas que jogaram a sua série de jogos estratégicos vindo com fichas, tabuleiro e tudo... (3 jogos)

Nintendo Entertainment System:

-Imagine a primeira vez que as pessoas jogaram Zelda 1&2, Dragon Quest (no Japão), Final Fantasy (eu joguei em 98 via Playtronic, 11 anos apos o seu lançamento e achei muito legal apesar de estar ultrapassado), fora outros

Master System:

-Imagina jogar Phantasy Star primeiro RPG em português, não sei o impacto nos outros mercados, mas na época pra mim foi "O melhor jogo já feito no mundo" ou então "O jogo que esperei a vida toda"...

PC Engine (CD):

Imagine quando os japoneses pegaram pela primeira vez a sua cópia de "Tengai Makyou"...

Mega Drive:

-Aqui não acho que tenha muito impacto no mundo dos games na parte de RPGs mas vou expor os meus 5 preferidos:

Phantasy Star IV, Landstalker, Shining Force II, Shining Force I e Wonderboy in Monster World...

(Apesar de ter um imenso carinho por Phantasy Star III por ser o meu primeiro RPG em inglês numa época que eu não sabia quase nada desse idioma, o dicionário me salvou...)

Super Nintendo:

Vou dizer quase nada não:

Breath of Fire I & II
Chrono Trigger (No comments...)
Dragon Quest séries (Só os japas, quase lançaram o VI por aqui).
Earthbound
Final Fantasy séries (malditos, iam lançar o V por aqui, mas desistiram na reta final).
Legend of Zelda: A Link to Past (quem falar mal desse jogo vai se fuder, não é perfeito mas também não é imperfeito...)
Lufia I & II
Secret of Mana
Secret of Mana 2 (Seiken Desentsu 3 para os japas, FDP por ter deixado só lá).
Star Ocean (é um crime esse jogo não ter sido lançado no ocidente, mas tudo bem, era caro, chegou numa hora que o SNes no ocidente estava morrendo e não teria muito retorno por aqui...)
Super Mario RPG (é bunitin, é gostosin, é coloridin, enfin, é bonzin... Só faltou o Luigin...)
Tales of Fantasia (mesmo caso do Star Ocean...)

Menção honrosa:

Tengai Makyou Zero (PQP 72 Megabits num cartucho de 40 Mb não é pra qualquer um não, ainda mais por se tratar de Super Nintendo...

UFAAAA,,,

Por hoje chega, depois falo dos consoles pra cima, valeu...
 
Ultima Edição:

sux138

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.674
Reações
19.918
Pontos
553
Concordo, porem não necessariamente se joga um game em sua totalidade por exigência do mesmo. Como vc mesmo disse: se um game te força a ser zerado, ele falhou em algo, e em muitas vezes é justamente no "flow" dele. Isso também pode ser subjetivo, pois existe obras que te fisgam por algo em especifico mesmo não sendo tecnicamente jogos "bons". Então depende do contexto.

Me refiro a opinar sobre um game, ou qualquer obra, seja literária ou cinematográfica por exemplo, sem ao menos absorver ou ( ao menos tentar ) completar para assim, ter embasamento para elogiar ou mesmo criticar seus pros e contras. A análise superficial por mais sedutora e comoda que seja, pode ofuscar certos detalhes que para algumas pessoas, pode ser atraente ou não.
Análise sim
Opinião não
 

O Rei Rubro

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
18.508
Reações
30.012
Pontos
589
Eu gosto de Link to the Past. Ultimo Zelda que tive paciência de jogar, e acho que jogaria hoje em dia até.

Terranigma me pareceu sempre bem estiloso, mas eu já estava em outras (PS1) e nem fui atrás. Já Earthbound eu acho mais feio que as pernas varizentas da tia margarida. Num dá não.
 

*BAH*

Bam-bam-bam
Mensagens
2.290
Reações
1.455
Pontos
244
Fui um dos muitos que não jogaram Earthbound na época. Certamente foi uma pérola perdida, mas ainda acho que não justifica uma jogatina hoje.

Terranigma está numa lista de pérolas desconhecidas que também deixei passar.

Mario RPG é um RPG do Mario. Tudo do Mario é superestimado! :ksafado

Link do the Past era uma obra prima ontem, é hoje e será amanhã.
 

Ghr

Habitué da casa
Mensagens
300
Reações
438
Pontos
88
Eu acho Zelda: A Link to the Past o melhor jogo do Super Nintendo (e olhe que pago muito pau para Super Metroid).
Eu fico na dúvida de qual desses dois considero o melhor jogo de snes e qual seria meu favorito, pois são dois jogos extraordinários.
Por enquanto ficam empatados em 1°.
 

NÃOMEQUESTIONE

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.908
Reações
27.277
Pontos
599
Dos que joguei a valer mesmo só foi o a Link to the Past, pra mim o melhor de todos os Zeldas, a sensação de entrar em Lost Woods com toda aquela neblina e música super atmosférica é única um dos muitos detalhes que fazem deste game uma obra prima atemporal.

Sobre os outros jogos não posso opinar muito, mas é perceptível que tem uma valor de produção acima da média.
 
Ultima Edição:

8Bits16Hearts

Supra-sumo
Mensagens
665
Reações
1.452
Pontos
183
Dos que joguei a valer mesmo só foi o a Link to the Past, pra mim o melhor de todos os Zeldas, a sensação de entrar em Lost Woods com toda aquela neblina e aquela música super atmosférica é única um dos muitos detalhes que fazem deste game uma obra prima atemporal.

Sobre os outros jogos não posso opinar muito, mas é perceptível que tem uma valor de produção acima da média.
Tenho a mesma opinião que a sua. Infelizmente não joguei na época, mas essa sensação aí tive agora, em 2019. Fico pensando quem jogou essa obra-prima no começo dos anos 90, aquela pessoa que se aprofundou na história. Que show deve ter sido.

Abraços.
 

Trezoitao38

Bam-bam-bam
Mensagens
9.297
Reações
6.537
Pontos
424
Definitivamente Link to the Past não é superestimado.

Foi um game que redefiniu o conceito de dungeons em videogames:

https://www.usgamer.net/articles/a-link-to-the-past-uncovered-part-4-how-a-link-to-the-past-redefined-the-dungeon-experience

Mas talvez você possa considerá-lo superestimado por ter sido colocado como melhor game de todos os tempos naquela lista de top 300 e também por estar em primeira nesta lista:

https://www.usgamer.net/articles/26-07-2018-best-zelda-games-every-legend-of-zelda-game-ranked

Mas é um game de muita importância e influente. E se você considerar o contexto, estava muito acima de qualquer outro game. Pra mim Super Metroid é melhor, pois é um game bem game em todos os sentidos, quase nada de linguagem textual, o game é bastante orgânico e cria um universo próprio que só pode ser experimentado através da experiência do videogame. São ambições que Link to the Past também ousou, mas Super Metroid vai além. Sem contar uma série de conceitos de game design bem aplicados.

Uma coisa que me chama a atenção na série Zelda, desde o primeiro game, é como a Nintendo estava interessada em fazer da experiência do videogame uma experiência única e exclusiva. Muitos outros videogames de RPG imitavam excessivamente os RPGs de mesa. A Nintendo optou por criar algo diferente desde o primeiro Zelda, mas você ainda vê um game no formato de tiles. Já no Link to the Past, quando o Link passa a ter aquele monte de itens e as dungeons oferecem uma variedade de puzzles, você joga pela primeira vez um jogo que redefine o conceito de dungeons.
 

Marlon.Sega

Veterano
Mensagens
373
Reações
750
Pontos
128
Terranigma está longe da fama dos outros citados. Então acho que não é superestimado. Tem a fama que merece.

Os outros não né, pelo amor. Zelda do Snes é soberbo. Todo ano término pelo menos uma vez. Meu segundo Zelda favorito (atrás apenas do Botw)
 

sux138

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.674
Reações
19.918
Pontos
553
Definitivamente Link to the Past não é superestimado.

Foi um game que redefiniu o conceito de dungeons em videogames:

https://www.usgamer.net/articles/a-link-to-the-past-uncovered-part-4-how-a-link-to-the-past-redefined-the-dungeon-experience

Mas talvez você possa considerá-lo superestimado por ter sido colocado como melhor game de todos os tempos naquela lista de top 300 e também por estar em primeira nesta lista:

https://www.usgamer.net/articles/26-07-2018-best-zelda-games-every-legend-of-zelda-game-ranked

Mas é um game de muita importância e influente. E se você considerar o contexto, estava muito acima de qualquer outro game. Pra mim Super Metroid é melhor, pois é um game bem game em todos os sentidos, quase nada de linguagem textual, o game é bastante orgânico e cria um universo próprio que só pode ser experimentado através da experiência do videogame. São ambições que Link to the Past também ousou, mas Super Metroid vai além. Sem contar uma série de conceitos de game design bem aplicados.

Uma coisa que me chama a atenção na série Zelda, desde o primeiro game, é como a Nintendo estava interessada em fazer da experiência do videogame uma experiência única e exclusiva. Muitos outros videogames de RPG imitavam excessivamente os RPGs de mesa. A Nintendo optou por criar algo diferente desde o primeiro Zelda, mas você ainda vê um game no formato de tiles. Já no Link to the Past, quando o Link passa a ter aquele monte de itens e as dungeons oferecem uma variedade de puzzles, você joga pela primeira vez um jogo que redefine o conceito de dungeons.
Nada nas dungeons do Link to the past é revolucionário, pois segue a mesma forma do primeiro jogo de nes. Zelda 2 foi muito mais original... Só que não tão bem programado
 

Asha

Bam-bam-bam
Mensagens
1.142
Reações
3.141
Pontos
303
Sonic pra mim é Sonic 1 e Sonic 2.
Acho que no 3 eles viajaram demais e os seguintes foi só ladeira abaixo.

Logicamente, é minha opinião. Tem alguns bem medianos e outros bonzinhos, mas state of the art, como os 2 primeiros JAMAIS.
Poxa, considero Sonic 3 & Knuckles como o melhor jogo do Sonic Clássico. É um dos meus games favoritos de Mega Drive. Também gosto de Sonic 2, mas não sou muito apegada a ele. Prefiro jogar Sonic 1 e 3&K.

Já em relação aos títulos mais modernos, a minha preferência é misturada. Adoro uns (Sonic Unleashed, Adventure 1 e Heroes), não curto muito outros, mas considero OK (Sonic Adventure 2, Sonic 4, Sonic Advance 2/3) e odeio certos específicos (Shadow the Hedgehog, Sonic Chronicles).
 

keanu_yves

Ser evoluído
Mensagens
76
Reações
94
Pontos
28
- Zelda ALTP não se trata exatamente de um RPG, assim como a série Zelda que é mais de ação/aventura com elementos de role playing. Mas é um game que pegou por base o primeiro do NES e elevou à perfeição. Só não é um jogo tão relembrado até hoje porque depois apareceu OoT.

- Mario RPG, gostando ou não, definiu um gênero próprio. Aqui no ocidente mudaram o nome e a série passou a se chamar Mario & Luigi. Um rpg por turnos com QTE.

- Earthbound é uma obra prima, quebra paradigmas de jogos de RPG só voltados para um mundo de fantasia adolescente e traz um mundo real (anos 90), denso, psicologicamente danificado com um pretexto que aparenta ser shonen (por ter um jovem que enfrenta alienígenas), mas que não é - na mesma pegada de Evangelion - que traz questões de existência, e não simples heróis que salvam o reino. Além do jogo ser extremamente crítico, envolvendo religião, música, política, família, etc.

- Terranigma ainda tá na minha lista de pendências. :D
 

Mokvwap

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
10.291
Reações
42.089
Pontos
553
Sonic pra mim é Sonic 1 e Sonic 2.
Acho que no 3 eles viajaram demais e os seguintes foi só ladeira abaixo.

Logicamente, é minha opinião. Tem alguns bem medianos e outros bonzinhos, mas state of the art, como os 2 primeiros JAMAIS.
Com certeza o Sonic 2 é a essência destilada da série, especialmente a ambientação (Emerald Hill, Aquatic Ruin, Casino Night, Oil Ocean), mas o Sonic 3 & Knuckles ainda funciona bem. O visual é um pouco mais sóbrio e a trilha sonora não é tão marcante, mas acho um pouco de exagero chamar de decadência.

Um exemplo melhor disso foi o Donkey Kong Country 3. Assim como o S3&K em relação ao S2, a jogabilidade melhorou, mas ali sim houve exagero tanto na mudança de ambientação (no DKC2 tinha navios, vulcões, a montanha russa, as cavernas com cristais de gelo, as bastilhas; no DKC3 depósitos abandonados, fábricas sombrias, tubulações, aquelas fases em cima da neve) como na música, além de ter sido o começo da forçação de colecionáveis que fodeu com o DK64.
 

GFOLDSCHOOL

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
16.217
Reações
17.767
Pontos
553
Earthbound é um jogo bom com defeitos graves no gameplay.
O combate do jogo usa ideias interessantes,como a chance de não morrer com um golpe fatal se você matar o oponente antes,ou a de matar inimigos instantâneamente quando seu grupo estiver em níveis acima.

Mas ainda é amarrado por aquele esquema de diálogo engraçado que perde a graça depois de inúmeras batalhas e o próprio sistema todo num geral que é simplório.

O ritmo do jogo fica muito arrastado mais pro meio também, a movimentação é lenta e você fica pra lá e vai pra cá no mapa sem absolutamente nada de interessante pra

Então faltou mais polimento.

De resto,o jogo é sensacional.
História, música e gráficos muito bem feitos,de longe um dos jogos mais originais que já vi nesses setores, destaque pro Giygas que dá uma alma pro jogo e não à toa é citado como um dos melhores vilões dos videogames.

Hoje em dia tem uma comunidade muito presente e que superestima bastante o jogo,mas sempre vejo o pessoal criticando a parte de gameplay, então é debatível.

Terranigma é um outro jogo com uns defeitos tensos também.
O principal é que o jogo perdeu uma oportunidade fudida pra aproveitar o combate,que é bom demais porém não chega a usar o máximo de seu potencial porque o sistema de experiência quebra a dificuldade completamente.
Uma das chefes do jogo em um nível é difícil demais e você quase não tira dano, aí você faz level up e começa a tirar 50 ou mais de vida,tira muito o desafio só nisso.

Também achei que as dungeons são poucas,curtas e o level design não é tão profundo quanto um Zelda da vida (passa longe),tem umas interessantes no começo que até fazem bom uso de puzzles porém mais pra frente ele se foca mais no combate e se perde um pouco.

Agora,overrated?
Me desculpa,mas o resto dele também é excelente.
O combate que já falei,mesmo com os defeitos,tem uma movimentação ótima,controles intuitivos e muito acima dos Action RPG da época.
Secret of Mana 2,que tem um combate complexo (por causa de magias e ataques especiais), não chega nem perto de ter aquela versatilidade que você controla o Ark,é bem mais truncado.

Os gráficos puxavam muito o hardware do Super Nintendo,tem cenas muito bonitas e tecnicamente avançadas,a estética que mistura partes de todo mundo pra conferir mais verossimilhança ao jogo é criativa demais,cumpre bem seu papel.

Soundtrack é o mesmo caso do Earthbound,vira e mexe ouço a trilha inteira porque as músicas são boas demais.

A história não preciso nem comentar,tem um protagonista falante que realmente um roteiro bem escrito e narrado,personagens secundários que realmente interagem com você.

Quem fez esse jogo foi muito inteligente ao usar a ideia de reconstrução do mundo pra imergir o jogador na história, já era presente nos jogos antigos da Quintet e foi melhorado mais ainda nesse.
Acho que dá pra contar nos dedos os jogos que fizeram isso.

Aliás é até estranho falar em ser overrated,pessoal mal mal fala desse jogo e vejo críticas ao desafio e outros aspectos também.

E sobre os outros discordo completamente, não vou elaborar muito mas A Link to the Past e Super Mario RPG são até meio subestimados pela galera, já vi nego dando muita nota baixa pra esses sem muitos motivos aparentes.
 

sux138

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
11.674
Reações
19.918
Pontos
553
Poxa, considero Sonic 3 & Knuckles como o melhor jogo do Sonic Clássico. É um dos meus games favoritos de Mega Drive. Também gosto de Sonic 2, mas não sou muito apegada a ele. Prefiro jogar Sonic 1 e 3&K.
igual aqui
 

tiagao_extremo

Habitué da casa
Mensagens
214
Reações
261
Pontos
98
Earthbound é um jogo bom com defeitos graves no gameplay.
O combate do jogo usa ideias interessantes,como a chance de não morrer com um golpe fatal se você matar o oponente antes,ou a de matar inimigos instantâneamente quando seu grupo estiver em níveis acima.

Mas ainda é amarrado por aquele esquema de diálogo engraçado que perde a graça depois de inúmeras batalhas e o próprio sistema todo num geral que é simplório.

O ritmo do jogo fica muito arrastado mais pro meio também, a movimentação é lenta e você fica pra lá e vai pra cá no mapa sem absolutamente nada de interessante pra

Então faltou mais polimento.

De resto,o jogo é sensacional.
História, música e gráficos muito bem feitos,de longe um dos jogos mais originais que já vi nesses setores, destaque pro Giygas que dá uma alma pro jogo e não à toa é citado como um dos melhores vilões dos videogames.

Hoje em dia tem uma comunidade muito presente e que superestima bastante o jogo,mas sempre vejo o pessoal criticando a parte de gameplay, então é debatível.

Terranigma é um outro jogo com uns defeitos tensos também.
O principal é que o jogo perdeu uma oportunidade fudida pra aproveitar o combate,que é bom demais porém não chega a usar o máximo de seu potencial porque o sistema de experiência quebra a dificuldade completamente.
Uma das chefes do jogo em um nível é difícil demais e você quase não tira dano, aí você faz level up e começa a tirar 50 ou mais de vida,tira muito o desafio só nisso.

Também achei que as dungeons são poucas,curtas e o level design não é tão profundo quanto um Zelda da vida (passa longe),tem umas interessantes no começo que até fazem bom uso de puzzles porém mais pra frente ele se foca mais no combate e se perde um pouco.

Agora,overrated?
Me desculpa,mas o resto dele também é excelente.
O combate que já falei,mesmo com os defeitos,tem uma movimentação ótima,controles intuitivos e muito acima dos Action RPG da época.
Secret of Mana 2,que tem um combate complexo (por causa de magias e ataques especiais), não chega nem perto de ter aquela versatilidade que você controla o Ark,é bem mais truncado.

Os gráficos puxavam muito o hardware do Super Nintendo,tem cenas muito bonitas e tecnicamente avançadas,a estética que mistura partes de todo mundo pra conferir mais verossimilhança ao jogo é criativa demais,cumpre bem seu papel.

Soundtrack é o mesmo caso do Earthbound,vira e mexe ouço a trilha inteira porque as músicas são boas demais.

A história não preciso nem comentar,tem um protagonista falante que realmente um roteiro bem escrito e narrado,personagens secundários que realmente interagem com você.

Quem fez esse jogo foi muito inteligente ao usar a ideia de reconstrução do mundo pra imergir o jogador na história, já era presente nos jogos antigos da Quintet e foi melhorado mais ainda nesse.
Acho que dá pra contar nos dedos os jogos que fizeram isso.

Aliás é até estranho falar em ser overrated,pessoal mal mal fala desse jogo e vejo críticas ao desafio e outros aspectos também.

E sobre os outros discordo completamente, não vou elaborar muito mas A Link to the Past e Super Mario RPG são até meio subestimados pela galera, já vi nego dando muita nota baixa pra esses sem muitos motivos aparentes.
Questão de gosto é coisa muito pessoal de cada um. Eu nem ia comentar nada, mas essa foi uma das melhores análises que já vi alguém fazendo do Terranigma. Gosto demais desse jogo. Da trilogia espiritual da Enix (Soul Blazer, Illusion Of Gaia e Terranigma) ele foi o ápice da série. Acho até que ele está mais para uma pérola perdida do super nintendo já que foi lançado em inglês apenas no final de 96 quando o snes já estava fora de moda. Para piorar o jogo foi lançado em inglês apenas na Europa e não chegou nas Américas, por isso acredito que na época passou batido para muita gente, mas é um jogo maravilhoso.
 
Topo