O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Metal é coisa de branco pobre?

Sir Bovino Gadoso

Bam-bam-bam
Mensagens
3.786
Reações
7.232
Pontos
303
Estava vendo vídeos aleatórios no YouTube e um cara solta a frase "nada é mais coisa de pobre branco que metal", e parando para pensar nunca achei metal liricamente muito sofisticado, tanto é que até brega faz cover de metal, Barões da Pisadinha.

Não quero gerar discussão sobre preconceito, mas sim se metal é tudo isso intelectualmente que os fãs pregam, como uma superioridade quase de música erudita.
 


Denrock

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
13.693
Reações
70.827
Pontos
584
O genero é muito democrático na verdade, tem gente de todos os tipos, mas tambem depende de que país estamos falando

aqui no Brasil é coisa de branco RICO na maioria das vezes

veja quanto custa o ingresso de um show ou festival, e verá que no mínimo classe média-alta a pessoa tem que ser pra conseguir comprar.

é claro que existe uma minoria de brancos pobres (EU INCLUSO) que tambem fazem parte do genero. Eu sempre fui classe média-baixa, e sempre gostei de metal, e a muitos anos atras, quando os preços não eram completamente absurdos como são hoje, fui em muitos shows e festivais (já assisti Iron, Metallica, Kiss, Halloween, Scorpions, Sepultura, Angra, Korn, Deftones, Faith No More, Kittie, Feear Factory, Lacuna Coil, Apocalipica, Rammstein, etc, etc). Mas na ultima década pra cá, só sendo rico pra conseguir acompanhar...


...agora me respode, que estilo de música moderna é "liricamente muito sofisticado " ????
 

Sir Bovino Gadoso

Bam-bam-bam
Mensagens
3.786
Reações
7.232
Pontos
303
O genero é muito democrático na verdade, tem gente de todos os tipos, mas tambem depende de que país estamos falando

aqui no Brasil é coisa de branco RICO na maioria das vezes

veja quanto custa o ingresso de um show ou festival, e verá que no mínimo classe média-alta a pessoa tem que ser pra conseguir comprar.

é claro que existe uma minoria de brancos pobres (EU INCLUSO) que tambem fazem parte do genero. Eu sempre fui classe média-baixa, e sempre gostei de metal, e a muitos anos atras, quando os preços não eram completamente absurdos como são hoje, fui em muitos shows e festivais (já assisti Iron, Metallica, Kiss, Halloween, Scorpions, Sepultura, Angra, Korn, Deftones, Faith No More, Kittie, Feear Factory, Lacuna Coil, Apocalipica, Rammstein, etc, etc). Mas na ultima década pra cá, só sendo rico pra conseguir acompanhar...


...agora me respode, que estilo de música moderna é "liricamente muito sofisticado " ????
Cara qualquer letra indiferente de gênero que usa linguagem vulgar é menos sofisticada, parando pra pensar poucos artistas não utilizam gírias, palavrões e etc e escrevem na forma culta da sua linguagem.

Isso reafirma o metal como música pop.
 
Ultima Edição:


Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
7.420
Reações
25.917
Pontos
353
O genero é muito democrático na verdade, tem gente de todos os tipos, mas tambem depende de que país estamos falando

aqui no Brasil é coisa de branco RICO na maioria das vezes

veja quanto custa o ingresso de um show ou festival, e verá que no mínimo classe média-alta a pessoa tem que ser pra conseguir comprar.

é claro que existe uma minoria de brancos pobres (EU INCLUSO) que tambem fazem parte do genero. Eu sempre fui classe média-baixa, e sempre gostei de metal, e a muitos anos atras, quando os preços não eram completamente absurdos como são hoje, fui em muitos shows e festivais (já assisti Iron, Metallica, Kiss, Halloween, Scorpions, Sepultura, Angra, Korn, Deftones, Faith No More, Kittie, Feear Factory, Lacuna Coil, Apocalipica, Rammstein, etc, etc). Mas na ultima década pra cá, só sendo rico pra conseguir acompanhar...


...agora me respode, que estilo de música moderna é "liricamente muito sofisticado " ????
To contigo na resposta.


Metal é uma das vertentes originárias do Rock. O estilo é criativo e tem muita inspiração nas composições. Se um zé das colves toca uma guitarra e consegue fazer um riff do Dave Mustaine é porque está imitando (cover). Não acho ruim algum artista de outro gênero fazer sua cover, quando bem tocada.

Também fui em show pra kct na vida, do que me lembro: Iron Maiden 4 vezes, Halloween, Rush, Roger Waters, Living Colour, Guns and Roses, U2, Kiss, Raimundos (no inicio), Ira, Ultrage a Rigor, Judas Priest, Whitesnake, Concrete Blonde, Mark Knopfler, Rammstein, Oasis, etc (tenho uma caixa perdia em algum canto com ingressos)... Ver a evolução do preço dos shows beira a barbaridade... Antes vc pagava 30... 40 Reais... Depois foi pra 100... 200... Agora é 500, 1000... Valor surreal.

===

Agora os estilos musicais pops da atualidade, vemos estes funks da vida com um "tchum-tchum-tchá-tchá" irritante em todas músicas com letras degradantes e apologia a performance da bunda-de-palco. Cada um tem seu gosto, só que não sou eclético a ponto de escutar este estilo de música.

Fico no meu "metal-farofa" old. Não sou eclético!

===

Para complementar, rock coisa de branco pobre?

Mando uma cover, de um dos shows mais rústicos, simples, e épicos que vi na vida. Quando os negrões :kafrotocaram esta música aqui a galera em peso estava hipnotizada com a foditude! :rox
v
v
Living Colour: Seven Nation Army
 
Ultima Edição:

Stranger_Eddie

Bam-bam-bam
Mensagens
7.420
Reações
25.917
Pontos
353
Cara, não sei. Mas só sei que acho os metaleiros tão ou mais patéticos que os fãs de pagode/sertanejo e funk. São do mesmo nível. Curto rock demais, porém metal é muito cringe. Olha isso
Isto sempre tem... A culpa é da organização. Basta olhar pra lista (esta de 2015)



Bandas monstruosas: Ozzy, Kiss, Motorhead, Judas,.... Manowar, Accept podem ter musicas boas (ser bandas grandes), só que viram pulgas amadores perto dos monstros consagrados. Este Black Veilbrides, Rival Sons, Unisonic eram muito menores.

Algo semelhante as garrafadas no Carlinhos Brown no Rock in Rio em 2001 (eu tava lá kkkk)... Guns voltando + Oasis (que foi um show bem mais ou menos com alguns momentos) + um tal da Papa Roach que a galera tava de saco cheio após um show foda do Ira e mais foda ainda do Ultrage a Rigor....

Enfim... Show com muita banda com publico cativo tem ser muito assertivo no set, senão os shows intermediários sofrem.

No mais, pode ser babaquice do povo xingar quem ta no palco, mas a questão que fica é, será que eles (da banda) se ajudaram na sua performance de palco (tentaram conquistar o público)? Parece que não.
 

Grand Rapids

Bam-bam-bam
Mensagens
6.197
Reações
6.767
Pontos
353
Sim

E coisa de branco pobre que se acha inteligente pela música que escuta,e tenho a forte impressão que a maioria e esses esquisitoes

Enviado de meu Redmi Note 8 usando o Tapatalk
Respeito qualquer um, mas eu vejo cara com mais de 20 anos cabeludo com camisa preta de banda eu sinto é dó. KKKKKKKKKKK

Respeito, mas sinto pena, fato.
 

Roveredo

Bam-bam-bam
Mensagens
7.391
Reações
25.299
Pontos
353
Depende do estilo e (principalmente) da banda.

Os fãs americanos fanáticos de Manowar, por exemplo, são em sua maioria o que pode ser chamada de white trash (galera sem muita perspectiva de evoluir, interessada em encher a cara e fazer m**** por ai).
 

AlexHidanBR

Supra-sumo
Mensagens
2.168
Reações
1.417
Pontos
194
Tbm acho como alguns falaram aqui: no brasil não é coisa de pobre branco, oq seria coisa de pobre branco acho eu q seria pagode ou sertanejo. Posso estar errado.
 

Jogadô

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.066
Reações
19.248
Pontos
699
Tópico lixo...

Queria saber se fosse o inverso, entendedores entenderão, se esse tópico estaria aberto.

Vão continuar tentando matar o metal daqui mil anos ainda, enquanto toda essa diarréia que ouvem hoje nem será lembrada.
Esses dias fui obrigado a ver uns idiotas comparando Alok com Metallica, pq essa m**** tinha passado Metallica num aplicativo qualquer aí...
Mano, Metallica tem 40 anos, e ainda consegue competir com essas bostas que ninguém nem vai saber que existiu dentro de uns 10 anos no máximo... Ridículo.
 

Abdullah Al-Papai

Bam-bam-bam
Mensagens
1.717
Reações
6.639
Pontos
303
Maioria dos shows que eu fui 90% do público era branco (shows de metal na cidade de São Paulo)

Se for em um baile funk 90% deve ser pardo/negro

Tem uma diferença étnica meio evidente aí, talvez alguma coisa de representatividade ou simplesmente de acesso a cultura fora do "mainstream". Mas não sei o que é

Respeito qualquer um, mas eu vejo cara com mais de 20 anos cabeludo com camisa preta de banda eu sinto é dó. KKKKKKKKKKK

Respeito, mas sinto pena, fato.
Se não for troll, o complexo de superioridade tá batendo forte aí :klolz
 
Ultima Edição:

Bellri Zenam

Veterano
Mensagens
676
Reações
1.206
Pontos
148
Cara, o Sertanejo (ou Forró no nordeste) é o típico estilo de classe baixa branca no Brasil. Que por sinal é "pequena" em ambiente urbano (e nem é racismo isso, é óbvio que a maioria dos pobres do Brasil são pretos e pardos, e são os que teoricamente mais sofrem com isso). Imaginar que existem 200 mil brancos pobres pagando 200 reais pra ir no show do Metallica é fora da realidade.

Fora que ignorar as subdivisões do Metal não ajuda muito. Não consigo imaginar um cara na favela ouvindo Doom ou Avant-Garde Metal. Já o clássico tiozão pedreiro com camisa surrada do Iron Maiden existe mesmo. Power Metal é típico de classe média, Thrash e Death de fato tem um público talvez mais média-baixa. Black Metal tem de tudo, talvez pela repulsa religiosa do estilo.
 

Alberon

YouTube Player
Mensagens
48.143
Reações
67.700
Pontos
924
Bom, considero pobreza, é ser atraido
por esses grupos "musicais", que frequentemente aparecem no YouTube, com clipes de mulheres mostrando suas belas bundas seminuas, letras promíscuas, com carros esportivos, colares de ouro e muita ostentação.

Estilos como Sertanejo Universitário, esse Funk moderno, Forró de Favela, são muito parecidos nessa questão e apreciados por um público menos "seletivo".

Então o público que escuta esses estilos, de alguma maneira desejam aquilo pra eles (o que não tem anda de errado), como trocar de parceiros frequentemente ou melhor trair, comprar algum item que consideram de luxo (uma Hornet ou um Veloster) e beber muita cachaça.

Alguém que escuta metal ao menos, mesmo que não saiba inglês, ainda assim, procura apreciar os instrumentais, pesquisar sobre as letras das músicas.
Claro que existem as exceções, como ficar pulando feito um retardado se esbofeteando uns com os outros nos shows.

Mas existe um abismo da altura do Everest de diferença, entre a temática das letras serem sobre a Segunda Guerra ou a história do dirigível R101.
Existe também temas "bobos", como auto-ajuda, fantasia medieval também.
Mas letras sobre "Amor de Rapariga, Te tirei do Cabaré pra ser minha", romances escritos em papel de enrolar pão, mais rasas que um pires de café, feitas para um público marmanjo com um mental de gente do nível do ensino médio de colégio público.
É até covardia s comparação.

Nem a música do Iron Sobre a vagabunda da Avenida Acácia 22 é tão chula, quanto essas letras dessa atual música popularesca.



Gosto do Fame da Lady Gaga.
 

Jogadô

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.066
Reações
19.248
Pontos
699
Aliás, uma observação, eu sou branco, e fui bem pobre, onde morava só conhecia pagode, sertanejo e alguns rocks mais clássicos populares, só fui ter mais contato com Metal mesmo quando entrei na faculdade Federal do PR, na época não tinha cotas, pessoal de física, meu primeiro curso, depois Ciência da computação, ou seja, nerds de classe média, ou até alta, mas bem inteligente, em sua maioria, curtia metal, foi onde comecei a gostar e conhecer mais o estilo.

Eu hj me considero relativamente bem sucedido, ando com minhas camisetas de banda ainda, sem problema nenhum, eu sinto pena é de quem se preocupa com a opinião alheia para poder se vestir, hahha escravo da opinião dos outros é uma m****.
 

arthur the king

Bam-bam-bam
Mensagens
2.779
Reações
5.407
Pontos
303
Acho assustador como as pessoas aqui conseguem entender errado uma afirmação

Falar que metal e coisa de branco pobre e esquisito não quer dizer que todo branco pobre e esquisito do Brasil e metaleiro,e uma inversão de fatores

Em tempo,tenho certeza que isso deve mudar entre regiões,se parar pra olha o tamanho do Brasil não tem como ser a mesma coisa em todo canto. Aonde eu moro(espírito santo) e nos lugares que eu já tive mais contato(rj e Bahia) metal e coisa de pobre branco sim,pelo menos até onde eu observei

Agora, independente do poder aquisitivo,e coisa de gente estranha sim,muito nerdao virji por metro quadrado em show de metal

Enviado de meu Redmi Note 8 usando o Tapatalk
 

Abdullah Al-Papai

Bam-bam-bam
Mensagens
1.717
Reações
6.639
Pontos
303
Acho assustador como as pessoas aqui conseguem entender errado uma afirmação

Falar que metal e coisa de branco pobre e esquisito não quer dizer que todo branco pobre e esquisito do Brasil e metaleiro,e uma inversão de fatores

Em tempo,tenho certeza que isso deve mudar entre regiões,se parar pra olha o tamanho do Brasil não tem como ser a mesma coisa em todo canto. Aonde eu moro(espírito santo) e nos lugares que eu já tive mais contato(rj e Bahia) metal e coisa de pobre branco sim,pelo menos até onde eu observei

Agora, independente do poder aquisitivo,e coisa de gente estranha sim,muito nerdao virji por metro quadrado em show de metal

Enviado de meu Redmi Note 8 usando o Tapatalk
Na verdade não tem nenhuma relação e nem inversão do que você falou. "Nem todo branco pobre e esquisito é metaleiro, mas todo metaleiro tende a ser branco, pobre e esquisito". Basicamente é isso que você está falando. Se não está querendo dizer isso, tem que se expressar melhor.

Agora, tem um monte de tiozinho barrigudo e corno em show de forró, um monte de zé droguinha e marmita de bandido em baile funk, um monte de playboyzinho usuário de cocaína em sertanejo universitário, um monte de viado em show de pop, um monte de bandido em show de rap etc etc etc

Você está falando do esteriótipo porque é isso que se destaca. Tem muito mais gente branca (pelo menos no sudeste/sul) em show de metal? Sim. A maioria da população por definição é pobre, então óbvio que maior parte será pobre (aí depende do que se considera pobre - mas rico no sentido de financeiramente independente, multi milionário, é óbvio que é a minoria da minoria). Tem gente esquisita? Tem também.

Daí a você puxar que o público do gênero é "branco, pobre, esquisito" é basicamente um viés de observação, porque é isso que se destacou pra você enquanto todo mundo que era normal passou despercebido. Enfim...
 

Jogadô

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.066
Reações
19.248
Pontos
699
O problema do Metal são os metaleiros. Just it!
Realmente eu vejo metaleiro passando com som alto atormentando a vida dos outros, ou então bailes de metal no meio da rua atormentando a vizinhança, ou então brigas sem fim em shows... Realmente metaleiro atrapalha a vida de todo mundo usando sua camiseta preta e seu cabelo comprido...
Bom mesmo são os outros...
 

Rafa - Él

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
17.783
Reações
53.504
Pontos
604
Sei lá viu...
A única coisa que eu sei é que eu NUNCA vi algo como isso aqui abaixo sendo feito pelo público de estilos mais popularescos do que o metal:


Iron Maiden ao vivo em Belo Horizonte em 2016
:kkong:kkong:kkong:kkong:kkong:kkong:rox:rox:rox:rox:rox
 

arthur the king

Bam-bam-bam
Mensagens
2.779
Reações
5.407
Pontos
303
Na verdade não tem nenhuma relação e nem inversão do que você falou. "Nem todo branco pobre e esquisito é metaleiro, mas todo metaleiro tende a ser branco, pobre e esquisito". Basicamente é isso que você está falando. Se não está querendo dizer isso, tem que se expressar melhor.

Agora, tem um monte de tiozinho barrigudo e corno em show de forró, um monte de zé droguinha e marmita de bandido em baile funk, um monte de playboyzinho usuário de cocaína em sertanejo universitário, um monte de viado em show de pop, um monte de bandido em show de rap etc etc etc

Você está falando do esteriótipo porque é isso que se destaca. Tem muito mais gente branca (pelo menos no sudeste/sul) em show de metal? Sim. A maioria da população por definição é pobre, então óbvio que maior parte será pobre (aí depende do que se considera pobre - mas rico no sentido de financeiramente independente, multi milionário, é óbvio que é a minoria da minoria). Tem gente esquisita? Tem também.

Daí a você puxar que o público do gênero é "branco, pobre, esquisito" é basicamente um viés de observação, porque é isso que se destacou pra você enquanto todo mundo que era normal passou despercebido. Enfim...
Tem tudo isso que você falou em funk,sertanejo e forro mesmo,mas a proporção e menor,e muito mais equilibrado. Veja bem,metal no Brasil e coisa de nicho,não e dos gêneros mais populares,então o público tende a ser mais homogêneo,pela lei dos pequenos números até

Funk e sertanejo são populares,qualquer festa universitária toca funk e sertanejo, QUALQUER,isso de ponta a ponta no Brasil,então acaba que pega público diversos. Pega desde o aluno inteligente que se dedica até o vagabundo que tá a 6 anos no 2 semestre

E e óbvio que e vies de observação,as suas observações sobre funkeiros também e viés de observação e nem por isso está errado

Enviado de meu Redmi Note 8 usando o Tapatalk
 

LVX

Bam-bam-bam
Mensagens
6.189
Reações
4.332
Pontos
449
Só imagino o teor do vídeo pra ter uma afirmação dessa, como se você pudesse encapsular um genero musical tão grande de forma tão mesquinha e rasa.
Alias o mesmo se aplica pra qualquer outro estilo musical, que sentido faz afirmar algo do tipo? Ainda mais hoje com a liberdade que a internet proporciona.

Isso é preconceito velado, puro e simples, esse tópico não deveria nem existir.
 

malaquias

Habitué da casa
Mensagens
111
Reações
115
Pontos
53
O metal tem muitas vertentes, e existem bandas com qualidade e bandas medíocres.

No metal devemos escutar praticamente todos os instrumentos de maneira limpa, fazer este som limpo define a qualidade instrumental da banda, outros quesitos são letras, qualidade vocal, etc..

Na minha opinião temos por exemplo Iron Maiden que possui uma limpeza sem igual em suas músicas, conseguimos separar os instrumentos, não são músicas sujas.

Por outro lado temos algumas vertentes como TrashMetal que pelo amor, não dá pra entender nada (tanto instrumentalmente quanto vocal).

Não tem estereótipo de classe para música, isso é bem particular, mas uma coisa eu digo. Nunca vi gente burra procurar ouvir músicas de qualidade, nesse ponto sou preconceituoso mesmo, quem escuta música ruim não tem um intelecto evoluído!
 
Topo