O que há de Novo?
  • Anunciando os planos GOLD no Fórum Outer Space
    Visitante, agora você pode ajudar o Fórum Outer Space e receber alguns recursos exclusivos, incluindo navegação sem anúncios e dois temas exclusivos. Veja os detalhes aqui.

Para quem é/era game dev [EXTERIORIZE SUA RAIVA AQUI][OFICIAL][2021 DLC]

Sobre Desenvolvimento de Jogos

  • ARREPENDIMENTO VITALICIO

    Votes: 7 31,8%
  • Se arrepende de trabalhar/estudar nessa área

    Votes: 5 22,7%
  • Todos os prejuizos e nenhum beneficio.

    Votes: 3 13,6%
  • Muito prejuizo e pouco beneficio

    Votes: 2 9,1%
  • Não cheira e nem fede

    Votes: 3 13,6%
  • É uma área boa no Brasil

    Votes: 2 9,1%
  • É uma ótima área no Brasil

    Votes: 4 18,2%
  • Melhor área no país

    Votes: 5 22,7%
  • Faço isso como renda extra

    Votes: 4 18,2%

  • Total voters
    22

Cristiano Sword

Bam-bam-bam
Mensagens
1.075
Reações
4.005
Pontos
303
[Meio-OFF] Um resumo de uma cacetada de vídeos do Fabio Akita, que botei aqui na página anterior. É primeiramente voltado a desenvolvimento de software/web, mas serve UM POUCO para o ramo de game dev.

Melhor canal de programação BR da internet é o do Akita! Ele é tão bom que junta javeiros e pyntozeiros e todos os "eiros" pra ver ele falar e todo mundo concorda xD


Feliz ano novo cambada, bora fazer mais programas esse ano. Fazer joguinhos pra ganhar cash, desejo a todos que ganhem muito cash em 2021:kcaro2
 


Zariel

Habitué da casa
Mensagens
37
Reações
110
Pontos
53
Feliz 2021 galera!!!

E que todos tenham sucesso em sua vida profissional, quer seja com jogos ou em outra area cotidiana que atua, ou deseje atuar

Nesse Final de 2020 vendi bastante meu game na Steam, pois deixei num desconto irresistivel, e até momento tenho vendido também meus Assets 3Ds em 3 lojas, Turbosquid, itch.io e gamedevmarket...(agora em 2021, Vou tentar vende-los na Unity Asset Store)

iniciarei a produção de um novo game (na verdade ja iniciei em nov/2020) que pretendo lançar na Steam até o fim desse ano, ou em 2022.

Também estou fazendo Cursos de Blender, Produção musical e de reparo em Pcs e notebooks para publicar na Udemy, e Hotmart (o de notebook)

Como disse antes em 2020, isso me serve apenas com fonte de renda no momento...e faço porque gosto...e não vou desistir tão fácil, mesmo minhas conquistas sendo bem pequenas perante minhas "grandes decepções". Porém, reconheço que parte disso se deve Pandemia agravou bastante essa situação, e acabou com minhas economias, e afetou o emocional e a forma de trabalhar para ganhar meu sustento.

Resumindo: Continuo na area de games como renda extra, mas minha renda principal vem de meu trabalho com TI e Eletrônica.


Falow!!!
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Feliz 2021 galera!!!

E que todos tenham sucesso em sua vida profissional, quer seja com jogos ou em outra area cotidiana que atua, ou deseje atuar

Nesse Final de 2020 vendi bastante meu game na Steam, pois deixei num desconto irresistivel, e até momento tenho vendido também meus Assets 3Ds em 3 lojas, Turbosquid, itch.io e gamedevmarket...(agora em 2021, Vou tentar vende-los na Unity Asset Store)

iniciarei a produção de um novo game (na verdade ja iniciei em nov/2020) que pretendo lançar na Steam até o fim desse ano, ou em 2022.

Também estou fazendo Cursos de Blender, Produção musical e de reparo em Pcs e notebooks para publicar na Udemy, e Hotmart (o de notebook)

Como disse antes em 2020, isso me serve apenas com fonte de renda no momento...e faço porque gosto...e não vou desistir tão fácil, mesmo minhas conquistas sendo bem pequenas perante minhas "grandes decepções". Porém, reconheço que parte disso se deve Pandemia agravou bastante essa situação, e acabou com minhas economias, e afetou o emocional e a forma de trabalhar para ganhar meu sustento.

Resumindo: Continuo na area de games como renda extra, mas minha renda principal vem de meu trabalho com TI e Eletrônica.


Falow!!!
É cara, parabéns.
Espero que 2021 seja menos injusto com você (pelo menos na parte financeira), apesar desse pais estar chegando ao fundo do poço.

Eu mesmo estou focando em conseguir um emprego ok (de preferência no funcionalismo público) para poder pagar minhas contas, me graduar na área burocrática (economia/contabilidade, direito, jornalismo, RH) e enfim poder seguir de vez minha vida.

Como disse antes ano passado: Moro numa cidade média do interior de SP, então só sobra oportunidades de trabalho nas áreas citadas acima e em medicina.
Além do mais a cultura da região é bem chata com isso, logo, ir pra profissões tradicionais é a única opção para não acabar ficando queimado.

Talvez um dia eu tente de novo, talvez não. Mas irei focar agora no PRESENTE.
Até tentaria mexer com jogos por renda extra, mas estou no pior momento da minha vida para eu sequer pensar em ARREBENTAR MINHA SAÚDE só para fazer algo lindo e maravilhoso, mas que exige muito tempo, dinheiro, dedicação e as vezes até perder noites de sono por uns trocados a mais.
Já que não tenho como mudar de país muito menos de cidade/região (pelo menos pelos próximos 10 anos), melhor eu ficar num escritório de terno e gravata que a pessoa ganha muito mais do que mexer com jogos.
 
Ultima Edição:

Cristiano Sword

Bam-bam-bam
Mensagens
1.075
Reações
4.005
Pontos
303
É cara, parabéns.
Espero que 2021 seja menos injusto com você (pelo menos na parte financeira), apesar desse pais estar chegando ao fundo do poço.

Eu mesmo estou focando em conseguir um emprego ok (de preferência no funcionalismo público) para poder pagar minhas contas, me graduar na área burocrática (economia/contabilidade, direito, jornalismo, RH) e enfim poder seguir de vez minha vida.

Como disse antes ano passado: Moro numa cidade média do interior de SP, então só sobra oportunidades de trabalho nas áreas citadas acima e em medicina.
Além do mais a cultura da região é bem chata com isso, logo, ir pra profissões tradicionais é a única opção para não acabar ficando queimado.

Talvez um dia eu tente de novo, talvez não. Mas irei focar agora no PRESENTE.
Até tentaria mexer com jogos por renda extra, mas estou no pior momento da minha vida para eu sequer pensar em ARREBENTAR MINHA SAÚDE só para fazer algo lindo e maravilhoso, mas que exige muito tempo, dinheiro, dedicação e as vezes até perder noites de sono por uns trocados a mais.
Já que não tenho como mudar de país muito menos de cidade/região (pelo menos pelos próximos 10 anos), melhor eu ficar num escritório de terno e gravata que a pessoa ganha muito mais do que mexer com jogos.
Mano desejo tudo de bom pra vc cara. Eu to me sentindo um pouco assim agora, embora eu tenha um pouco de resultado.
Algo que tem me ajudado é descansar mais minha mente e minha alma e parar de me cobrar demais.
Dá uma olhada nesse video abaixo, o Ricardo foi meu professor de vendas, e o canal dele eh sobre isso, mas esse video em especial é como relaxar perante o esgotamento/burn out nesse mundo caotico q vivemos. EU to num Burn out violento, sai da porra da empresa onde trampava de programador php pra continuar sendo workholic em casa...:facepalm
Já vi esse video 3 vezes

 

Jogadô

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.331
Reações
19.817
Pontos
699
Eu fui programador, depois passei pra polícia, comecei a brincar com desenvolvimento de jogos, achei bem divertido, pensei até num futuro poder mudar de área de novo e sair do país... Mas bicho, programação é estressando, e desenvolvimento de jogos exige além de programação, um bom artista gráfico, é muito trampo fazer algo, e se for pra fazer qualquer porcaria, melhor nem fazer, acabei que dei um tempo, não sei se volto, mas até que tava curtindo, só que sem um designer gráfico é foda, e aí eu já não tenho os dom também.
 


Cristiano Sword

Bam-bam-bam
Mensagens
1.075
Reações
4.005
Pontos
303
Eu fui programador, depois passei pra polícia, comecei a brincar com desenvolvimento de jogos, achei bem divertido, pensei até num futuro poder mudar de área de novo e sair do país... Mas bicho, programação é estressando, e desenvolvimento de jogos exige além de programação, um bom artista gráfico, é muito trampo fazer algo, e se for pra fazer qualquer porcaria, melhor nem fazer, acabei que dei um tempo, não sei se volto, mas até que tava curtindo, só que sem um designer gráfico é foda, e aí eu já não tenho os dom também.
Agora põe na conta ser programador pro e artista pro... entao esse cara sou eu... me estresso muito, até pq me cobro de demais
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Mano desejo tudo de bom pra vc cara. Eu to me sentindo um pouco assim agora, embora eu tenha um pouco de resultado.
Algo que tem me ajudado é descansar mais minha mente e minha alma e parar de me cobrar demais.
Dá uma olhada nesse video abaixo, o Ricardo foi meu professor de vendas, e o canal dele eh sobre isso, mas esse video em especial é como relaxar perante o esgotamento/burn out nesse mundo caotico q vivemos. EU to num Burn out violento, sai da porra da empresa onde trampava de programador php pra continuar sendo workholic em casa...:facepalm
Trabalhar por migalhas, mendigar estágio e perder noites de sono não é nada favoravel ao meu quadro médico.

Mas graças ao nosso bom Deus o pior já pasou.
Consegui recuperar uns 70% da minha saúde.
Porém voltar ao processo do primeiro paragrafo creio que é uma coisa que nunca mais poderei fazer na vida.

Eu já estou me valorizando mais, mas te dizer que repetir esse processo doloroso e sem base pela terceira vez está fora de cogitação por enquanto.

Não há mais o que ser feito. O meio administrativo e o funcionalismo publico são o que me sobra agora.


Eu fui programador, depois passei pra polícia, comecei a brincar com desenvolvimento de jogos, achei bem divertido, pensei até num futuro poder mudar de área de novo e sair do país... Mas bicho, programação é estressando, e desenvolvimento de jogos exige além de programação, um bom artista gráfico, é muito trampo fazer algo, e se for pra fazer qualquer porcaria, melhor nem fazer, acabei que dei um tempo, não sei se volto, mas até que tava curtindo, só que sem um designer gráfico é foda, e aí eu já não tenho os dom também.
Se eu tivesse entrado numa facul de medicina, ou virado um advogado/economista/contador/jornalista/RH/Logistico, ou até mesmo virado um BOM funcionário público inegavelmente hoje eu estaria com uma ótima vida, morando num lugar melhor (mesmo que na cidade litoranea vizinha a cidade vizinha da cidade vizinha - ou seja, nem precisaria ficar grilado de me mudar para SP!), com casa própria, um carro OK, devidamente casado e talvez esperando o segunddo filho.

Infelizmente em muitas partes dessa republica de bananas, se não seguirmos um desses 3 caminhos citados acima, estamos automaticamente fadados ao fracasso (ou pelo menos a uma condenação).

Desenvolver jogos no BR é bem complicado.
Seu PC tem que ser bem novo ou quase, uma GPU que aguente bem o tranco, 16GB de RAM, tu precisa da versão pro/enterprise do Windows, precisa de uma internet com uma velocidade muito boa, precisa de grana para conseguir gente pra te ajudar, precisa de grana para abrir uma empresa para publicar seu jogo na Steam...
Tudo isso é um gasto que a nivel de Brasil é injustificavel.

Na TI você só vai precisar de um PC médio, dificilmente vai precisar de uma GeForce ou uma Radeon... Enfim, gastos menores.

No ramo administrativo? Maioria dos casos um Tablet (Aqueles que vem com teclado destacavel) basicão com Windows 10 e um Software compativel com arquivos do Office 2013-2019) ja dão conta.
Até mesmo com um Chromebook compativel com Apps Android você dá conta.

Tudo isso que falei é frustrante, mas é a realidade. E a realidade tem que ser dita.
 

Cristiano Sword

Bam-bam-bam
Mensagens
1.075
Reações
4.005
Pontos
303
Foda fazer as coisas sozinho, vc usa o quê? Unity?
Não, já usei uns 4 anos. Eu programo em IDE mesmo com libs gráficas e multimidia. C/C++ SDL e OpenGL.
O Unity me estressou muito com sua lerdeza e atualizaçãoes constantes que bugam o projeto com versão anterior, se for usar engine acho que usaria mais o C2/GM/RM que são bem leves. As vezes os uso pra prototipar.
 

Cristiano Sword

Bam-bam-bam
Mensagens
1.075
Reações
4.005
Pontos
303
Trabalhar por migalhas, mendigar estágio e perder noites de sono não é nada favoravel ao meu quadro médico.

Mas graças ao nosso bom Deus o pior já pasou.
Consegui recuperar uns 70% da minha saúde.
Meu problema é que sou workholic, nem é pelos games, seu eu fosse funcionario publico ia ser workholic do mesmo jeito :facepalm tenho que parar com essa porra, esse ano to "me esforçando" ao máximo pra curar esse vicio maldito. Pra mim é normal, mas isso não eh nada normal.
Fico feliz pela melhora em sua saúde :)
 

Jogadô

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
28.331
Reações
19.817
Pontos
699
Não, já usei uns 4 anos. Eu programo em IDE mesmo com libs gráficas e multimidia. C/C++ SDL e OpenGL.
O Unity me estressou muito com sua lerdeza e atualizaçãoes constantes que bugam o projeto com versão anterior, se for usar engine acho que usaria mais o C2/GM/RM que são bem leves. As vezes os uso pra prototipar.
Vixxe, aí o trampo é 10x maior... ahuahuahua tem que ter coragem mesmo. Eu sofri também com projeto bugando ao atualizar, sozinho não tem como não, sem contar a parte de som e musica, outro trampo à parte.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Meu problema é que sou workholic, nem é pelos games, seu eu fosse funcionario publico ia ser workholic do mesmo jeito :facepalm tenho que parar com essa porra, esse ano to "me esforçando" ao máximo pra curar esse vicio maldito. Pra mim é normal, mas isso não eh nada normal.
Faça isso, pelo amor de Deus!
Não virei um workahollc, mas abri mão de qualidade de vida por um sonho e posso te dizer, isso é uma desgraça.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Uns dias atrás, estava debatendo de passagem no tópico da TI sobre uma postagem do Sr. Israel.

Eu tive um professor na faculdade, que era um retardado mental, que dizia pros alunos nunca irem trabalhar no exterior pq o brasil estava perdendo muita gente qualificada na área de TI. Ele era tão retadado que chegou ao ponto de fazer uma proposta de lei pros parasitas politicos de estimação dele pra fazer uma lei/regulamentação de PROIBIR que profissionais br fossem obrigados a trabalhar x anos no pais antes de poder sair pra outro lugar.

Quer dizer... O pais é uma m****, não te ajuda em nada, te rouba o tempo inteiro, dificulta sua relação de trabalho por causa de carteira assinada, te deixa em depressão de tantas noticias ruins o tempo inteiro, mas vc não tem o direito de ir tentar ter uma vida com dignidade em um outro lugar que vai ter receber de braços abertos, te pagando 10x mais, te dando condições de trabalho que permite escalonar, te entregando uma infraestrutura digna de se viver e trabalhar.


Vagas existem por aí, o tempo ineiro, mas se elas existem e não estão sendo preenchidas tem algum motivo pra isso, não precisa ser um genio pra somar 1+1 e chegar no motivo disso acontecer.
Eu vou ter que concordar INCONDICIONALMENTE com o Sr. Israel.
Principalmente porque vivi isso pra c***lho durante meu tempo de técnico de desenvolvimento de jogos.

A comunidade game dev mesmo é cheia de DOENTES com essa mentalidade escrota, mas de uma forma mais hardcore ainda!

Uma caralhocentada de gente falando que não vale a pena sair do país, porque isso porque aquilo.
Os pros que eles dizem tanto existir não fazem cocega nem perto dos contras.

E isso porque no game dev está cheio de defensores do almoço grátis.
Além do mais nego PASSANDO PANO pra pirataria e usando ela como "justificativa" para não mudar de país (se você for pra tal país, você pode ser preso por usar torrent).
PORRA, c***lho!
Se vai mexer com desenvolvimento de jogos e TI, porque CARALHOS vai usar conteúdo pirata?

Ah meu, o Brasil é um país INGRATO PRA c***lho, se tu fica meia hora por semana jogando tu ja é um vagabundo na visão de 95% do país.
Você só é respeitado fora das capitais se fizer medicina, concurso público ou for pra uma área tradicional de escritório (Economia, Direito, Jornalismo, Contabilidade, RH, etc...) e ainda assim precisa ganhar razoavelmente bem ou é classificado como um invalido social...
Uma porrada de pesquisa fajuta que se contradiz e os trouxas do game dev acreditam.

Uma caralhocentada de gente aceitando trabalhar de graça/por migalha sem motivo.
A SOBRINHADA que programava por troco de bala e consertava PC por 5 reais praticamente virou game dev!

"Ah, fa-se o que sua familia pensa", "ah, fa-se o que seu chefe pensa", "ah, f**a-se o que a sua cidade pensa", é muito fácil falar isso quando você está com a vida feita ou mora numa capital onde a cultura é flexivel e os obstaculos para se viver por conta são menores.

Isso sem contar que pra conseguir estágio fora das capitais nessa área é praticamente impossível.

Eu mesmo praticamente não me formei por conta disso.
E as empresas do ramo praticamente estão fechando, não todas, mas tá diminuindo as empresas de jogos no BR.
Tudo isso é mais do que suficiente pra você tentar a todo custo sair do país.
(Seja como desenvolvedor de jogos, seja como desenvolvedor web, sistemas, etc...)

Qualquer outra coisa (inclusive ser bandido) é melhor do que aquele curso que fiz, e simplesmente pelo fato de que você vai ser rotulado de todas as coisas ruins possíveis e vai perder sua dignidade.
Me perdoem o Pessoal da TI (software, web e o que mais for), não to desmerecendo ninguém aqui nem diminuindo a TI, to falando dessa GINÁSTICA MENTAL ESCROTA até onde está indo e como isso estraga o país.
E concordo plenamente com o @mendingo_26 sobre comunidades de TI, são echo chamber de caras "famosinhos", ninguém ali quer realmente quer se ajudar.
Nas comunidades de desenvolvimento de jogos é pior ainda.
Ta cheio de DESCEREBRADOS bancado pelos pais/conjuge que se acha POPSTAR só porque criou uma cópia da cópia da cópia da cópia da cópia da cópia da cópia da cópia da cópia do Angry Birds, encheu de ads intrusivos, botou na "Pley Story" (Sim, tem cara que INSISTE em escrever assim) e tá ganhando $50/mês.
E ainda vem com a desculpa IDIOTA de que "Faz isso por amor, porque dinheiro TEM QUE VIR como consequência"...
Minha maturidade de vida vem me dizendo que comunidades são só pra entretenimento mesmo, ou divulgação, e é ok isso. Agora ninguém vai te dar trampo se você é iniciante e participa de comunidade X kkk
E isso ainda nem é a pior parte.
Aqui no Brasil essas comunidades de game dev são super politizadas (não especificarei pois aqui não é a pasta PR).
Se falam uma hora por semana sobre desenvolvimento, programação, modelagem, design, etc... Já é MUITO.


Pior ainda é quando você fala que não consegue emprego e etc... Os caras vem e te massacram.
Falando pra você desenvolver um jogo por conta propria, pra você abrir uma empresa, e outros mais.


E se falam que pra viver de jogos só mudando de país, pior ainda, falta só te ameacarem de morte.
Como aqui a área é tratada como piada e motivo de chacota (e muitos preferem assim) e qualquer um que entre sem boas condições financeiras ou more fora de SP/Campinas/BH está fadado ao fracasso, abandonei e parti pra outra em prol da minha saúde e de minha segurança pessoal e social.
Cara, eu acho essa área de Game Dev bem foda, mas tenho pena do povo que sonha com isso no BR.
Não é que o mercado seja pequeno aqui, é simplesmente que ele basicamente não existe e sinceramente acho que nunca vai tendo em vista a situação proibitiva de surgimento de novas indústrias em terras tupiniquins. Tive uns amigos que foram pra essa área, só saindo do país mesmo pra conseguir viver disso.

Mas olhando pelo lado bom, eu acho que isso pode ser um acelerador pra vc viver fora do br. No meu caso eu tive uma carreira toda no br, fiquei na zona de conforto um bom tempo pra só depois pensar em sair do esgoto... já essa galera de game dev vem com isso no sangue, já tem a mentalidade de ir embora muito mais cedo.
Pior que é isso mesmo, Israel.
Isso sem contar que a pirataria é um grande problema.

Então, mas como falei antes, no caso da maioria é pior ainda.

Porque mais da metade é nego que é maconhista, maluco que insiste em acreditar que o Brasil tem jeito, mano que quer fugir de compromissos do mundo real.
Não sei como é exatamente como é fisicamente em SP/Campinas/BH, mas pelo menos dentro das comunidades da internet os Game Dev BR são muito idolatras e vivem em uma fantasia.

Aqui mesmo onde moro não existem - e nunca existirá emprego e estágio em jogos.

Se eu tivesse como me mudar para SP, Campinas ou BH (De preferencia BH), jamais teria desistido da área.
Só que como não tenho, só me sobrou lavar as mãos.

Há outros motivos também, mas não irei citar aqui pois o foco é outro.

O que recomendo a todos antes de qualquer coisa é: Pesquisem E MUITO vagas de emprego e principalmente estágio na região de vocês - ou pelo menos uma que possam te ajudar com FRETADO - antes de entrarem em qualquer faculdade/curso tecnico de TI/Jogos se vocês morarem fora das grandes capitais e não tiverem condições de se relocar.
Só isso já mostra o INFERNO que é ser desenvolvedor de jogos no Brejil.
Se como Hobby/Renda Extra já é MUITO DIFICIL por conta da pirataria, impostos, prioridades de vida, compromissos, deveres, culturas e relações sociais e familiares...
Como profissão é quase impossível e pra se viver de jogos é praticamente impossivel.
Ah sim, quando falo viver é ter dinheiro pra poder guardar/investir NO QUE QUISER pra valer sem ter que abrir mão de pagar contas, supermercado e convenio médico.

Já disse isso uma vez e vou dizer de novo:

O que recomendo a todos antes de qualquer coisa é: Pesquisem E MUITO vagas de emprego e principalmente estágio na região de vocês - ou pelo menos uma que possam te ajudar com FRETADO - antes de entrarem em qualquer faculdade/curso tecnico de TI/Jogos se vocês morarem fora das grandes capitais e não tiverem condições de se relocar.

Enfim, o mundo não para e as contas continuam a exigir pagamento.
 

toad02

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
39.516
Reações
66.387
Pontos
959
Não, já usei uns 4 anos. Eu programo em IDE mesmo com libs gráficas e multimidia. C/C++ SDL e OpenGL.
O Unity me estressou muito com sua lerdeza e atualizaçãoes constantes que bugam o projeto com versão anterior, se for usar engine acho que usaria mais o C2/GM/RM que são bem leves. As vezes os uso pra prototipar.
Cara eu uso unity ha uns 10 anos e essas reclamacoes suas faziam certo sentido uns 10 anos atras mas ja faz muitos anos que a unity nao tem atualizacoes constantes (soltam uma ou duas versoes por ano) e vc nunca foi obrigado a atualizar.
Eu mesmo sempre uso a mesma versao que comecei ate o final do jogo. Se sai uma versao nova eu so vejo o que tem de feature nova e avalio se eu devo atualizar ou nao e, mesmo quando decido atualizar hoje em dia, nao da problema.

No meu jogo anterior, por exemplo, eu atualizei pra usar nested prefabs, que foi um update que eu percebi que ia valer a pena porque ia deixar o workflow muito mais agil.

Recomendo vc dar uma segunda chance pra Unity.

Aliás, usando git, nao tem nem que ter medo do jogo quebrar.
É só testar a atualização em outro branch e ver se quebra ou não e depois voltar.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Não, já usei uns 4 anos. Eu programo em IDE mesmo com libs gráficas e multimidia. C/C++ SDL e OpenGL.
O Unity me estressou muito com sua lerdeza e atualizaçãoes constantes que bugam o projeto com versão anterior, se for usar engine acho que usaria mais o C2/GM/RM que são bem leves. As vezes os uso pra prototipar.

Cara eu uso unity ha uns 10 anos e essas reclamacoes suas faziam certo sentido uns 10 anos atras mas ja faz muitos anos que a unity nao tem atualizacoes constantes (soltam uma ou duas versoes por ano) e vc nunca foi obrigado a atualizar.
Eu mesmo sempre uso a mesma versao que comecei ate o final do jogo. Se sai uma versao nova eu so vejo o que tem de feature nova e avalio se eu devo atualizar ou nao e, mesmo quando decido atualizar hoje em dia, nao da problema.

No meu jogo anterior, por exemplo, eu atualizei pra usar nested prefabs, que foi um update que eu percebi que ia valer a pena porque ia deixar o workflow muito mais agil.

Recomendo vc dar uma segunda chance pra Unity.

Aliás, usando git, nao tem nem que ter medo do jogo quebrar.
É só testar a atualização em outro branch e ver se quebra ou não e depois voltar.
Já eu prefiro a Unreal.
É a mais democratica, mais flexivel, mais madura e a mais completa das Engines.
 

toad02

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
39.516
Reações
66.387
Pontos
959
Já eu prefiro a Unreal.
É a mais democratica, mais flexivel, mais madura e a mais completa das Engines.
Unreal é boa também.
Ja usei um tempo mas acabei voltando pra unity porque não gostei de usar blueprint e suporte da comunidade pra c++ ainda era quase inexistente. Pra desenvolver sozinho ou com time pequeno achei meio inviavel.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Unreal é boa também.
Ja usei um tempo mas acabei voltando pra unity porque não gostei de usar blueprint e suporte da comunidade pra c++ ainda era quase inexistente. Pra desenvolver sozinho ou com time pequeno achei meio inviavel.
Tenho uma amiga Americana que tá desenvolvendo um jogo na Unreal Engine 4 praticamente com auxilio de uma outra pessoa do bairro dela (obviamente a remunerando, afinal de contas, é IMORAL trabalhar de graça ou por migalhas quando você tem um mínimo de experiência).
Vai levar anos, obviamente.

Se eu tivesse um PC bom, morasse em SP/Campinas/BH, tivesse uns 10K na conta, eu daria uma segunda chance a desenvolvimento de jogos e correria atras de gente pra me ajudar, nem que fosse uma pessoa ou duas.
Mas morando numa cidade média de interior, MEGA ATRASADO NA VIDA (Tenho 27 anos e ainda moro em baixo do teto da avó! Olha a desgraça que sou comparado as outras pessoas da minha idade onde moro, onde a maioria está vivendo bem - enquanto eu to na m**** - e algumas dessas pessoas já até tem filho ou mora num apartamento OK) é melhor fazer uma faculdade em Ciências Contabeis ou em Jornalismo que dá muito mais dinheiro e é dificil não conseguir emprego e estágio onde moro.
 

Thomas Shelby

Bam-bam-bam
Mensagens
1.853
Reações
3.911
Pontos
288
Cara, não entendo nada dessa área mas receio que se vc quer viver disso e ama de paixão vc tem que se mudar para os EUA. Lá é a matriz de todos os games, vc consegue e vc consegue se manter com um emprego razoável. O ponto negativo é questão de saúde, que lá vc pode ter que gastar mto por pequenas coisas...

Mas se isso é impossível, eu te aconselho a ter outro trabalho garantido como renda fixa para ir fazendo teu games aos poucos.

Eu mesmo já tive o sonho em ser diretor de cinema mas dropei por falta de culhões, certeza e principalmente perspectivas.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Cara, não entendo nada dessa área mas receio que se vc quer viver disso e ama de paixão vc tem que se mudar para os EUA. Lá é a matriz de todos os games, vc consegue e vc consegue se manter com um emprego razoável. O ponto negativo é questão de saúde, que lá vc pode ter que gastar mto por pequenas coisas...
Os EUA não são a única opção, existe também o Japão (que tem a maior industria de jogos do mundo, só os salários que são extremamente variáveis), o Canadá (que tem bastante empresa Indie, mas é mais difícil de conseguir vaga), a Coreia do Sul (mais focada em MMOs) e a Austrália (Que tem uma Cena Indie muito boa)

Mas se isso é impossível, eu te aconselho a ter outro trabalho garantido como renda fixa para ir fazendo teu games aos poucos.
Eu já tentei isso e acredite, não acaba bem.
Se você vai trabalhar na pizzaria ou na hamburgueria do Português, até dá pra ir fazendo isso numa boa.
Mas trabalhando em uma RaiaDrogasil ou um Extra da vida, que quase sempre requerem que você se especialize constantemente (faculdade, pós, etc...) para você não ser demitido é praticamente impossível.
Falo isso porque eu era da segunda opção.

Eu mesmo já tive o sonho em ser diretor de cinema mas dropei por falta de culhões, certeza e principalmente perspectivas.
Isso sem contar que o Cinema BR é cheio de impasses e em sua maioria tá cheio de pornodrama político.
Dificil ter um filme familia, ou uma comédia de alto nivel ou até mesmo um filme aventura.
Pior ainda um sci-fi...

No fim, eu já terminei de aceitar que é melhor eu andar com os caipiras e caiçaras da contabilidade.
Pelo menos eles são mais organizados, sabem o que é dinheiro e viajam muito menos na maionese.
É claro que o ramo burocrático não está grande coisa, mas pelo menos aqui onde moro da de 0 a 1000 do que mexer com desenv. jogos.
Não só financeiramente como também no fator cultura.
 
Ultima Edição:

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
MAIS UMA RAGE SAINDO DO FORNO, SEUS PUTOS!


Advinhem onde esse jogo está sendo desenvolvido?
Na Indonesia.
País de baixa renda de terceiro mundo.

Enquanto isso 93% das comunidades ficam batendo na mesma maldita tecla com Android, em passar pano pra pirataria e fazer a cópia da cópia da cópia da cópia da cópia de um Angry Birds ou um Flappy Bird.


Amanhã ou depois aparece outra desenvolvedora de terceiro mundo fazendo o Brasil comer poeira!

Tá aí outro motivo pelo qual abandonei a área, porque nese país só serve para andar em círculos e ser um vagabundo maconhista sustentado pelos pais/pela titia.

Aí eu DIGO:


No começo essa comunidade era igual os Intervencionistas.
Hoje é pior do que eles, pois os Intervencionistas não são tão burros, cegos e fantasiosos quanto os GDBRs!
 
Ultima Edição:

Flame Vicious

Ei mãe, 500 pontos!
Mensagens
32.910
Reações
73.954
Pontos
744
Cara, não entendo nada dessa área mas receio que se vc quer viver disso e ama de paixão vc tem que se mudar para os EUA. Lá é a matriz de todos os games, vc consegue e vc consegue se manter com um emprego razoável. O ponto negativo é questão de saúde, que lá vc pode ter que gastar mto por pequenas coisas...

Mas se isso é impossível, eu te aconselho a ter outro trabalho garantido como renda fixa para ir fazendo teu games aos poucos.

Eu mesmo já tive o sonho em ser diretor de cinema mas dropei por falta de culhões, certeza e principalmente perspectivas.
Os EUA não é a única opção, mas o raciocínio é mais ou menos esse. O Brasil dado o histórico não serve pra essa área infelizmente. Por aqui ou as pessoas ficam a vida inteira esperando incentivo de governo (que mais atrapalha do que ajuda), ou querem investir fazendo o mínimo. O problema tem vários fronts.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
Os EUA não é a única opção, mas o raciocínio é mais ou menos esse.
Sim, os EUA não são a única opção, citei outros países anteriormente para o colega.

O Brasil dado o histórico não serve pra essa área infelizmente. Por aqui ou as pessoas ficam a vida inteira esperando incentivo de governo (que mais atrapalha do que ajuda), ou querem investir fazendo o mínimo. O problema tem vários front.
É bem por aí mesmo.

O que mais temos aí são os tais defensores do almoço grátis (que dinheiro não pode ser importante), os maconhistas (esses aí as faculdades de jogos digitais tem de monte, talvez até mais do que humanas), os sobrinhos/filhinhos de titia (a versão moderna daquele pessoal que formatava PC, passeava com o cachorro e cia por apenas 5 reais) e outros grupos que só prostituem a área que caem no primeiro caso.

Já não acredito muito no segundo, pois existe no máximo uma dúzia de empresas que mexem com isso, tipo a Aquiris.
Só que é aquela coisa: Vaga só como estagiário (assim como em praticamente qualquer outra empresa de jogos no BR) e ainda tem que ser muito sortudo pra ser efetivado.

Além do Mindset fantasioso da galera que nunca bate com a realidade: Incentivos de Governo (que não passam de censura voluntária e gerador de barreiras para novos empreendimentos no ramo), gente querendo apostar suas fichas em desenvolver jogos sem gastar um tostão no bolso e com softwares piratas, passadores de pano pra pirataria e tudo que há de errado no ramo...

Junte isso com a falta de ética, decadência cultural e outros mais e vai entender.
Se o negócio fosse bom como esse pessoal aí diz (tanto dentro quanto fora do fórum), teriamos estudios BR da Electronic Arts, Activision, Square Enix, Rockstar, Bandai Namco, CAPCOM, Sony e Microsoft/Xbox/Bethesda/Mojang.
O único grande Nome que temos aqui pra ser realista é a Ubisoft e ainda assim é apenas para comércio e suporte.
O resto foi totalmente terceirizado ou Quarterizado (no caso de EA e Activision).


Ao menos que a pessoa faça isso com um bom preparo para sair do país e nunca mais voltar ou esteja com a vida feita (tipo esses youtubers como Wenes Soares, Bullas Attekita, Marcos Game Dev, etc...) Praticamente não são poucos as pessoas que nasceram em berço de ouro ou são de familias favorecidas financeiramente que mexem com isso no BR) tudo isso não passa de um sonho molhado um compilado de episódios do trio Espinha, Fimose e Lesado do charges.com.br.

A prova disso é o pessoal que passa anos numa faculdade de desenv. jogos que saem com uma CARALHADA de problemas de saúde (especialmente saúde mental) de tanto se drogar e ficar alimentando falsas esperanças. E nunca mais vai conseguir fazer absolutamente nada direito na vida.

Enfim, é tudo certo para ser fadado ao fracasso e só não vê isso quem não quer. A explicação desse resultado final nos leva de volta ao terceiro, ao quinto e ao sexto paragrafo, marcados em negrito.
 

LuxEtUmbra0

Bam-bam-bam
Mensagens
3.404
Reações
3.783
Pontos
303
No nível das grandes, AAA não vejo um estúdio BR. Se surgir, logo será incorporado por uma destas aí, normalmente ocorre bastante mundo afora, aqui pior ainda. Burocracia aqui no Brasil é a pior coisa para não deslanchar empreendimentos. E não vejo mudanças a curto prazo nisto, tendo em vista que não há vontade para ocorrer isto.
Mas, tivemos sim avanços no Brasil. Horizon Chase, da Aquiris, começou como um jogo mobile, hoje está na Steam, no PS4, NSW (não sei se lançou já) e ainda tem rumores de estar vindo para o Vita, o que apoiarei certamente se sair. Até contato com o compositor dos Top Gears os caras conseguiram, e ele compôs a trilha do Horizon Chase. Kaze foi outro jogo bem simpático BR lançado recentemente. Jogos indies, times pequenos, jogos de alcance não tão grandes, mas excelentes em termos do que conseguiram entregar, todos divertidos. No caso do Momodora não é 100% br, o rdein que é o criador da série é brasileiro porém.
Recentemente também temos o jogo do Zapp aqui do fórum, do Gamermaniacow. Exemplos de jogos muito bem feitos dentro de suas propostas.


Em resumo, acho que apesar dos enormes problemas, estamos evoluindo. Mercado para jogos AAA é difícil, envolve muito $$$ para desenvolvimento, e muitas destas empresas aí estão no mercado a muito tempo. Quem dirá nós aqui, que começamos a engatinhar faz poucos anos e temos uma enorme burocracia, carga tributária e empecilhos. Mas cada vez mais temos indies de muita qualidade chegando. Momodora é reconhecido por exemplo por quem curte metroidvanias, pixel-art mundo afora. Jogo já saiu para consoles diversos também.
 

JC Denton

Bam-bam-bam
Mensagens
2.682
Reações
4.823
Pontos
303
No nível das grandes, AAA não vejo um estúdio BR. Se surgir, logo será incorporado por uma destas aí, normalmente ocorre bastante mundo afora, aqui pior ainda. Burocracia aqui no Brasil é a pior coisa para não deslanchar empreendimentos. E não vejo mudanças a curto prazo nisto, tendo em vista que não há vontade para ocorrer isto.
Mas, tivemos sim avanços no Brasil. Horizon Chase, da Aquiris, começou como um jogo mobile, hoje está na Steam, no PS4, NSW (não sei se lançou já) e ainda tem rumores de estar vindo para o Vita, o que apoiarei certamente se sair. Até contato com o compositor dos Top Gears os caras conseguiram, e ele compôs a trilha do Horizon Chase. Kaze foi outro jogo bem simpático BR lançado recentemente. Jogos indies, times pequenos, jogos de alcance não tão grandes, mas excelentes em termos do que conseguiram entregar, todos divertidos. No caso do Momodora não é 100% br, o rdein que é o criador da série é brasileiro porém.
Recentemente também temos o jogo do Zapp aqui do fórum, do Gamermaniacow. Exemplos de jogos muito bem feitos dentro de suas propostas.


Em resumo, acho que apesar dos enormes problemas, estamos evoluindo. Mercado para jogos AAA é difícil, envolve muito $$$ para desenvolvimento, e muitas destas empresas aí estão no mercado a muito tempo. Quem dirá nós aqui, que começamos a engatinhar faz poucos anos e temos uma enorme burocracia, carga tributária e empecilhos. Mas cada vez mais temos indies de muita qualidade chegando. Momodora é reconhecido por exemplo por quem curte metroidvanias, pixel-art mundo afora. Jogo já saiu para consoles diversos também.
Bom, vamos lá, pela milésima vez:

A principio minha maior reclamação dessa área é a falta de oportunidades no Brasil em geral.
Entrei na área apenas com a intenção de conseguir um emprego (até porque como falei, sou pobre, não quero politizar a situação mas eu preciso de dinheiro caindo todo mês na conta) e abandonei a área justamente por ter sido demitido de uma empresa no meio das ciências biológicas que não concordava com minhas visões profissionais (sendo que nunca as demonizei).
Eu entendo que faculdade é fundamental (especialmente para se manter na maioria das empresas) para não perder emprego em muitos casos, mas me rotular de vagabundo e complementar minha demissão por causa do curso é absurdo.
Um cara que faz Jornalismo ou Direito só vai ser demitido e quase nunca chantageado e ofendido.

Admito também que errei pesado em não pesquisar o mercado de trabalho da minha região (moro numa cidade média de uma região no interior de SP, mas o foco aqui é justamente as burocracias: Administração, Economia, Contabilidade, Direito, RH, etc...), tanto que eu praticamente não consegui nem um estágio (fundamental para pegar o diploma do curso técnico que eu estava fazendo) e nem posso sonhar em me mudar agora.
E o que não faltou foi gente falando para eu procurar outra coisa para estudar, e cá entre nós, só acha errado quem é muito burro ou não tem noção de realidade.

Admito que eu queria ver isso que vocês veem, mas não consigo.
Eu não posso abrir mão de salário mínimo primeiro por conta da idade, e segundo porque eu to aí com quase 30 anos, em baixo da asa da avó, sem faculdade, sem casa própria, bicho, nem Carteira de Motorista eu tenho!
Não sei como é na região onde vocês moram, mas quem vive assim como vivo é a escória do mundo.
E olha, demorei muito pra sair dessa Matrix.

Admito que desvirtuei para outras coisas, como falta de criatividade (isso não dá pra mudar e não é um problema exclusivo da área, o Brasil é um país extremamente improdutivo) e outros mais.

Enfim, não sei mais nem o que falar e nem o que pensar.

Só tenho uma certeza: Se a pessoa não morar em SP/Campinas/BH (que é onde estão os empregos) ou não ter muito dinheiro (para empreender, pois hardware e software são uma fortuna para a realidade brasileira, então ou você é rico o suficiente para tirar isso do seu bolso, ou consiga um investidor que tenha interesse nisso, o que é bem mais dificil que ganhar na Mega), é praticamente impossível atuar profissionalmente nessa área.

SUPER OBSERVAÇÃO:
Não estou dizendo que o Zapp e o Gamermaniacow são de familia de Bacana, mas alguém com muito bom senso (o que é muito difícil a nível de Brasil) financiou o projeto deles. Como eu não sei e eles não precisam falar (apesar de que acredito que o Windows e algumas outras coisas sairam diretamente do Bolso deles)
Talvez isso seja apenas uma renda extra para eles, especialmente para o gamermaniacow.
Mas infelizmente não conseguiria atuar full time em uma area e part time em outra por problemas de saúde e outros mais, nem se eu quisesse.
 
Ultima Edição:
Topo Fundo